Está na hora de sair do papel


Amados Filhos,

Mãe é mãe, mas também, pai é pai. Incontestavelmente. Então, por que ainda duvidam disso? Ah, mas eu conheço vocês, porque eu também já fui assim. Eu dizia mãe é mãe mais pela força do hábito do que por confiança. E, eu permanecia com a pergunta: “mãe é mãe? Quem disse isso? Quem comprovou isso? Onde está a referência disso?” Então, eu vos digo: mãe é mãe, mas também, pai é pai – acrescentando mais um item para a dúvida de vocês.

E foi propositalmente que eu vim aqui dizendo pouca coisa. Pois não venho aqui para revelar segredo algum ou para lhes dar conselhos. Não funciona mais assim. E vocês sabem disso, mas sabem mais porque seus livros ou as mensagens dos seus mestres preferidos dizem isso. Mas vocês têm também esse lado que duvida, que precisa de uma comprovação. Então, vocês, seguindo um comportamento quase mecânico, perguntam: “quem é esse tal de Pai José? Ele tem uma energia interessante, mas quem ele é? E onde estão as referências dele para eu comprová-lo em minha tese?” Mas, vocês também não aprenderam que o novo não tem em algum lugar mais? O novo é novo. E vocês provavelmente vêm sentindo essa onda nova no ar, que muda seus sentimentos, suas maneiras de pensar e de agir. Isso é o reflexo do novo.

Por mais que eu tenha muita sabedoria de séculos e séculos, eu sou novo. Eu venho partilhar com vocês o novo. Eu não sou um mestre ascenso lindo, loiro e de olhos azuis. Eu não sou maternal. Eu gosto de estar com vocês sem muitas florzinhas nas palavras, porque eu acho que isso não serve pra nada. Eu sou o Pai José simplesmente. Até gostei de quem me chamou de Pai José da Nova Energia. Se assim vocês se sentem mais confortáveis, tudo bem, podem me chamar assim. Mas para quê vocês precisam seguir as mesmas coisas, agir da mesma forma, se vocês mesmos estão pedindo por mudanças, por algo novo em sua vida? Agir do mesmo modo, buscar alguma comprovação, seguir o que há anos vocês seguem é, então, algo confortável para vocês? É uma ilusão e um grande paradoxo. Se querem algo novo em sua vida, se abram também para uma nova maneira de se ver, de agir, de pensar.

Mas se quiserem, continuem com suas mesmas maneiras, mas não vão me encontrar lá. Este velho Pai José que vos fala é novo. Não tem seguidores, nem referências. Porém, este é o momento em que uma palavra falada aqui e acolá pode virar uma grande ideia. Está na hora de sair do papel e dos seus velhos pontos de referência.

Pai é pai, já chega de falar só de mãe. Se só vê um, não vê o outro. Se só vê de um lado, não dá chance de ver do outro. Se só for procurar no chão, não dá chance de algo do céu cair e chegar até vocês. Só depende de vocês como querem viver.


Um abraço do Pai José da Nova Energia