Quando o Plano Divino Encontra o Plano Humano

TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM

Círculo Carmesim, 1 de novembro de 2003 - Série da Nova Energia

Shoud 4: Quando o Plano Divino Encontra o Plano Humano 



 

Tobias: E assim é, queridos Shaumbra, que nós nos reunimos novamente com um grupo de anjos humanos que ousam mudar a energia da Terra, a energia do universo e a energia do cosmo… que ousam entrar nesta vida debaixo de circunstâncias humanas muito difíceis… que ousam suportar alguns dos maiores desafios que jamais tiveram em outra vida… que ousam vir para mudar algo em nome de Tudo o que É… passar para a Nova Energia.

É uma honra para mim, Tobias, estar aqui com vocês. Imaginem como é isso para todos nós do Conselho Carmesim, e todos os convidados e visitantes hoje dos reinos angelicais, entrar e se juntar a todas as suas energias, aos milhares e milhares de vocês que se reúnem hoje neste momento Agora, unidos pelo coração, unidos pela alma e pelo espírito.

Vocês dão permissão para estar aqui e permissão para nós nos juntarmos à sua energia, trazê-la para o Shoud. Vocês dão permissão para que sua energia esteja nesta coisa chamada Shoud que estará então disponível para tantos outros que virão, tantos outros que lerão isto, e escutarão isto daqui a um mês… um ano… talvez 10… talvez 50… 100 anos… que lerão as informações que vocês produzem no Shoud… que vocês permitem que eu, Tobias, e todo o resto de nós ajudemos a reunir. É uma enorme honra estar aqui, sentar com vocês.

E vocês provavelmente notaram que cada vez que nós os visitamos e nos reunimos com os Shaumbra podemos chegar um pouco mais perto… cada vez mais perto. Realmente, nós podemos vir, e podemos sentir o calor de seu fogo hoje aqui neste salão. Nós podemos chegar muito perto agora de todos vocês que estão escutando. E podemos começar a ouvir sua respiração de fato… não apenas senti-la… não apenas saber que está aí. Mas nós podemos começar a sentir a respiração do humano. Nós podemos começar a sentir seu coração. Nós podemos chegar muito mais perto.

Há quatro anos isto não era possível. Vocês estão abrindo novas portas. Vocês estão abrindo as passagens de forma que o Espírito pode vir a vocês, de forma que todos os anjos podem vir até vocês de um modo inteiramente novo.

Vejam bem, queridos amigos, nós falamos sobre isto quando dizemos: "Virá para vocês em sua vida. Fiquem no momento Agora. Inspirem vida. Permitam-se sentir." E a dinâmica muda nesta Nova Energia. Vem até vocês. Tudo o que precisam em sua realidade vem até vocês.

Vocês estão começando a experimentar isto. Nós ouvimos aquele "ah-hah" do nosso lado do véu quando vocês entendem isto, quando vocês percebem que não precisam ter toda esta energia caótica. Vocês não precisam sair em busca de nada. Tudo vem até vocês – as pessoas certas… os recursos certos… todas as energias… todos os anjos. Tudo vem até vocês. Vocês estão começando a entender esta tremenda troca de paradigma.

Ah, levará um tempo. É por isso que continuamos repetindo isto sempre. É muito importante. VEM ATÉ VOCÊS. Então, é sua responsabilidade dançar com isto… agir com isto… interagir com as pessoas… os eventos… as oportunidades… se vocês escolherem atuar com estas coisas. Mas vem a vocês. Alguns de vocês perceberam os significados escondidos até mesmo nisto. Vocês estão começando a adquirir esse verdadeiro "ah-hah". Nós dizemos: "Vem até vocês."

O que nós realmente temos dito energeticamente por detrás disto tem a ver com a mensagem inteira de sua jornada… a razão inteira de por que vocês estão aqui na Terra… por que deixaram a Ordem do Arco e vieram para a Terra. Vem até vocês, queridos amigos. O Lar vem até vocês. Vocês não vão para Casa, como dissemos há muito tempo. Vocês não vão para Casa daqui. Vocês não morrem e voltam para esta unidade eterna. Em vez disso, o Lar vem até vocês.

É o cumprimento da jornada. O Lar vem até vocês. Vem até vocês. Tudo o que vocês possam precisar… ou querem… ou desejam… ou criam… vem a vocês. E junto com isto vem o Lar, vem a Nova relação com o Espírito, a energia do Rei e da Rainha.

Vocês existem fora de Tudo o que É no momento. Acreditem ou não, Cauldre ainda tenta entender isto, até mesmo quando dizemos: "Parem de tentar entender." [Risada da platéia] Aqui neste momento, vocês existem fora de Tudo o que É. Fenomenal, não é? Como pode ser? Sintam. Sintam o que vocês criaram.

Ah, vocês criaram algo. Vocês são algo, mas vocês existem fora dos reinos do Lar, do que vocês chamariam de céu tradicionalmente. Mas quando vocês permitem que ele venha até vocês, o céu vem até vocês, o Lar vem até vocês. O Lar se expande.

O Reino, tão grandioso quanto é, era limitado por causa de si mesmo. Deus, a unidade, era limitado. O Espírito não poderia saber de todas estas coisas sobre a criação… e sobre a expansão… e sobre a verdadeira realização… e a verdadeira compreensão do Ego. Quando o Espírito contemplou a pergunta "Quem sou eu?", o Espírito apareceu então de duas formas – o Rei e a Rainha, o macho e a fêmea. Eles, de certo modo, produziram vocês. Nós falamos metaforicamente aqui, não literalmente. O amor entre o Rei e a Rainha produziu vocês. E vocês deixaram o Lar. Vocês tiveram que ir para fora dos reinos do Lar, atravessando a Muralha de Fogo para sair de Tudo o que É.

Vocês têm estado em uma longa jornada desde então. Mas agora o Lar vem até vocês. Vocês tornaram isto possível para a unidade do Lar, e expandiram o amor do Rei e da Rainha. E isto se expande por todas as dimensões, por todas as jornadas e experiências que alguma vez vocês tiveram.

É como uma força de luz que se aventura além das cercas, além dos confins da Muralha de Fogo. É uma luz surpreendente. É uma consciência surpreendente que então viaja pelas eras de experiências que vocês tiveram, para se juntar com vocês no momento.

O Lar vem até vocês. Tudo que vocês precisam vem a vocês. É por isso que vocês estão agora aqui. É por isso que nós estamos aqui, assegurando-os de sua jornada.

Nós falaremos mais sobre a sua jornada no final de nossa discussão hoje. Mas deixem-nos plantar uma energia agora mesmo aqui com os Shaumbra neste dia magnífico com este grupo magnífico de anjos humanos.

A jornada termina agora. Termina. Vocês falaram em canalizações e nos Shouds acerca de sua longa, longa jornada, como se estivessem ainda nessa jornada, como se ainda tivessem milhares e milhares de vidas pela frente, mais experiências. Deixem que a jornada termine agora. Nós estamos plantando essa energia aqui – a SUA energia aqui – enquanto continuamos com a discussão deste dia.

Queridos Shaumbra, nós temos um convidado maravilhoso hoje. A maioria de vocês tem sentido a energia de nosso convidado muito potente, convidado muito energizado. Normalmente este convidado não chega tão perto deste Primeiro Círculo. A energia deste querido permanece ao fundo porque ele tem uma tendência a – como dizer – expor coisas de dentro de vocês. Ele esteve com vocês em sua jornada anterior.

Ele assumiu papéis diferentes. Ele assumiu – como dizer – personas diferentes, às vezes humanas, às vezes animais. Ele ri quando dizemos isso. Mas, sim, ele é um pouco animal. [Alguma risada] Ele fica normalmente no fundo porque a energia dele – que realmente é parte de sua energia… é uma parte arquetípica de vocês – a energia dele tende a expor as coisas.

Mas ele vem hoje porque as coisas estão surgindo. [Mais risada] E vocês as sentiram. Vocês continuam perguntando: "Querido Espírito, quando tudo isto vai desacelerar um pouco? Quando eu vou deixar de passar por tanta coisa?"

Queridos amigos, continuará. Continuará sendo intenso durante estes próximos anos. É por isso que nós estamos constantemente, constantemente lhes pedindo que por favor se reúnam com os Shaumbra. Sim, estejam aqui nestas reuniões uma vez por mês. Mas se reúnam com os Shaumbra. Reúnam-se em suas salas de estar e em suas cozinhas. Reúnam-se em restaurantes. Reúnam-se em seminários. Reúnam-se em qualquer lugar.

Nós podemos ver deste lado como as dinâmicas atuam quando vocês se unem sem programação. Vocês na verdade ajudam a reforçar uns aos outros. Vocês se dão força e coragem para continuar em sua jornada.

Mas, voltando para o nosso convidado… este querido convidado vem hoje porque há muita coisa acontecendo agora mesmo. E alguns assuntos aparecerão aqui muito brevemente e vão expor – como dizer – alguns dos desafios mais difíceis para vocês. Será um ponto de decisão. É um ponto de separação como vocês não vêem há muito, muito tempo.

Nós lhes pedimos que dêem boas-vindas ao Arcanjo do medo – Raphael. Que título, Raphael, que você tem! Mas, como vocês sabem, o medo provê um grande motivador. O medo os ajuda a ultrapassar alguns dos desafios e das mudanças pelas quais vocês estão passando. Raphael os ajuda, queridos Shaumbra, a transmutar o medo.

Quando vocês sentem dificuldades, ou energias fortes e estranhas ao redor de vocês… quando vocês sabem intuitivamente que há um desafio para vocês que veio para sua realidade… e vocês estão tentando negá-lo… vocês estão tentando fingir que não está lá… e o medo surge – Raphael está aí mesmo com esse medo. Ah, ele não é aquele que o cria – vocês, sim. Mas ele está aí como uma energia potencial para que vocês usem para transmudar medo em sabedoria… em consciência… em mudança para uma Energia inteiramente Nova.

Muitas vezes vocês associam a energia de Raphael com aquela que cria o medo porque onde há medo, há Raphael. Assim, quando vocês sentem a energia dele, às vezes vocês pensam: "Ah, querido Deus, o que vem por aí?" É por isso que ele permanece quase sempre ao fundo.

Mas, queridos amigos, vocês têm sentido um pouco dessa energia ultimamente. Vocês sabem que algo vai acontecer, não é? Vocês sabem que está aí mesmo, agora mesmo em sua vida.

Assim, Raphael vem hoje para todos nós, para todos vocês, para ajudar a transmutar isso, ajudar a dar uma nova compreensão a isto, ajudar a saber por que vocês estão neste ponto neste momento. Inspirem a energia de Raphael. Inspirem a energia que transmuta o medo. Tragam essa parte de vocês… esse presente que vocês se deram que lhes permite ter força… e coragem… e sabedoria durante os tempos difíceis.

É interessante – nós escutamos algumas de suas discussões sobre os Arcanjos. Os Arcanjos não são humanos, realmente. Os Arcanjos não têm almas de Deus, como a que vocês têm. Eles têm um tipo de persona ou um caráter acerca eles. Mas eles verdadeiramente são energias arquetípicas.

Metatron é essa parte de vocês que é a sua voz em Espírito. Metatron é essa parte tão afiada e tão intensa. E, sim, às vezes é mais fácil pensar nele como um "ele", como uma personalidade, como uma entidade. Tudo é VOCÊS.

Raphael é uma energia arquetípica que se manifesta com vocês na hora de medo. Raphael – a energia de Rapha – foi uma parte muito importante do Conselho Carmesim e do Círculo Carmesim. Na verdade, as energias dele aparecem na mesma história de Tobit, ou Tobias, como vocês a conheceriam. É a história de uma jornada, e é uma história de medo.

Assim, as energias de Raphael estão agora aqui, já trabalhando com vocês na transmutação. Raphael é vocês. A energia dele vem da Ordem do Arco. Foi construída em um código inteiramente elaborado, de fato, que poderia ser utilizado por vocês quando vieram para a Terra… quando vocês estavam passando por todas as suas experiências… quando esta coisa chamada medo ou escuridão veio até vocês. A energia de Rapha diz respeito à transmutação.

Nós rimos aqui porque Cauldre nos pede que expliquemos um pouco mais. Esta Ordem do Arco, queridos amigos, os Arcanjos, são todos energias arquetípicas. Como dizer, se quiserem olhar para ela, de certo modo, é como um código elaborado. Permitam-se senti-lo aqui.

Vocês poderiam dizer que existem pilares, pilares que representam cada Arcanjo ou código arquetípico. E estes pilares criam – como dizer – algo como um portal. O portal, as energias que compõem a Ordem do Arco estão em uma série elaborada, elaborada de códigos energéticos que vocês ajudaram a escrever. Vocês ajudaram a escrevê-las porque sabiam que precisariam de certas energias quando viessem para a Terra.

Mas vocês também sabiam que precisariam impedir outras energias de interferir com o trabalho que vocês estão fazendo. O código, a Ordem do Arco, afasta todas as influências externas, de modo que vocês pudessem ir para a Terra, e pudessem fazer sua jornada sem interferência do exterior. Ela afasta esses homenzinhos em espaçonaves sobre os quais vocês falam. Afasta forças enormes, tremendas que estão lá no cosmo… que estão lá no Omniverso nos níveis multidimensionais.

É um portal invisível – um código – que vocês ajudaram a escrever. Nunca esteve quebrado. Nunca pode ser quebrado porque os guardiões da chave estão aqui, aqui mesmo. Não há nenhum guardião da chave no portão da Ordem do Arco. Ah… um código elaborado para todos vocês.

Cauldre nos pediu especialmente que explicássemos isso agora, embora não fosse parte de nossa discussão deste dia.

Tantos, tantos de vocês têm passado por questões de raiva desde nosso último encontro, não têm? Vocês fazem uma coisa engraçada com a raiva… nós sabemos. Vocês fazem uma coisa engraçada com a raiva, queridos amigos. Vocês tentam negar, e tentam suprimi-la. Quando vocês a deixam escapar, então se sentem culpados, e saem se desculpando para todo lado por estarem bravos.

Queridos amigos, raiva é uma reação natural. É uma emoção natural a coisas que acontecem ao redor de vocês. Vocês não podem suprimi-la sempre. Sairá em algum lugar. Se não vem à tona naquela palavra severa que vocês falam ao cônjuge – Cauldre  [Risada da platéia] – se não vem à tona aí, virá quando estiverem dirigindo, e vocês têm um pequeno acidente. Se não vier à tona, se manifestará em seu corpo físico. Sairá como irritações… erupções cutâneas… ou cânceres potenciais… ou outros grandes desequilíbrios… ou "doenças" dentro de seu corpo. [N. da T.: Em inglês, a palavra diseases, que quer dizer doenças, foi grafada com hífen, dis-eases, para ressaltar seu significado, que, em português, seria algo como desas-sossegos.]

A raiva é natural. E está acontecendo agora mesmo. É melhor não negá-la. Há maneiras de controlá-la. Mas é melhor não negá-la.

Assim, por que vocês estão zangados bem agora? Tantos de vocês se sentem como se estivessem presos em uma garrafa. Vocês estão presos na garrafa. Vocês podem ver às vezes através da garrafa. Entretanto, é turvo. Vocês não podem ver muito claramente. Quando vocês tentam quebrá-la, é quase como uma membrana de borracha. Simplesmente estica, quando tentam quebrá-la. E então o que acontece? Empurra vocês de volta com muita força para trás na garrafa.

O que está acontecendo agora mesmo é que vocês estão começando a sentir verdadeiramente o Espírito. Vocês estão verdadeiramente começando a sentir o véu se afinando. Vocês estão começando a sentir a dualidade diminuir verdadeiramente. Vocês estão tendo algumas conscientizações. Compreensões, esclarecimentos estão vindo a vocês em alguns dias. Mas depois, no dia seguinte, vocês sentem que voltaram para seu Velho espaço, talvez até pior.

Há questões de raiva na parte mais íntima de vocês, na parte do Espírito. Vocês estão zangados. "Por que o véu teve que existir em primeiro lugar? Por que vocês se separaram de tudo mais, incluindo todas as forças angélicas que estão dando apoio a vocês?"

Até mesmo quando vocês vêm para o nosso lado do véu, ainda há um véu para vocês. Por estarem passando por ciclos de experiências humanas, vocês ainda trazem um pouco disso com vocês quando vêm para o nosso lado. Ah, não é chegarem aqui, e tudo então se torna compreensível. E isso causa mais frustração a vocês. E essa frustração os faz dizer: "Danem-se, eu vou voltar para a Terra e entender isto!" [Risada da platéia] Vocês vêem o ciclo em que estão correndo.

À medida que vocês entram em sua própria divindade e na Nova Energia, queridos amigos, vocês desejam saber por que teve que ser assim. Por que vocês tiveram que assumir um corpo humano para entender quem vocês eram? Por que vocês tiveram que assumir um sexo específico – masculino ou feminino? Por que vocês se fecharam para o conhecimento, a compreensão?

Por que vocês não viraram aquela pequena chave em seu bolso quando vieram para a Terra, a chave de todo o conhecimento, a chave para a sua jornada, a chave da razão por estarem aqui? Por que Deus não tornou isto simples para vocês, e simplesmente não escreveu, e pôs em um livro? [Alguma risada] Por que o véu não vai embora mais rápido? Por que a dualidade está ainda ao redor de vocês? Por que ainda surgem aspectos de sua vida passada?

E isto está causando raiva – raiva para vocês, raiva para o Espírito. Esta raiva está ajudando a gerar algo, a gerar uma energia que pode movê-los adiante. Vocês estão fazendo as perguntas apropriadas neste momento. Por que… por que tudo isso teve que existir? Por que vocês se ofereceram à Ordem do Arco para vir aqui para a Terra, se sujeitar a tudo isto? Não teria sido tão ruim se houvesse tudo isto E compreensão. Por que vocês tiveram que fazer tudo isto?

Por que os anjos, os Arcanjos, o resto de nós aqui neste lado, deixaram vocês fazerem isto? Nós nos lembramos de alguns de vocês dizerem: "Quando eu voltar aqui na próxima vida, não me deixem voltar para a Terra, não importa o que eu diga!" [Risada da platéia] "Me segurem. Eu sou compulsivo. Eu sei que eu vou querer voltar. Digam: 'Não!' Me prendam!" [Mais risada] Nós concordamos com a cabeça… sorrimos um pouco, esperamos vocês voltarem… e aprontamos o próximo barco para vocês voltarem para a Terra. [Mais risada] Nada pode parar os Shaumbra. Nada pode tirar vocês da sua jornada.

Então, como vocês controlam esta raiva neste momento, esta vontade de sair da garrafa, esta vontade de ter o conhecimento de volta? ESTÁ aí, e vocês sabem disto. Como vocês conseguem isto de volta? Como vocês se misturam ao divino? Como vocês se abrem de forma que Espírito possa entrar?

Queridos amigos, é respirando. É simples assim. É entendendo o processo pelo qual vocês estão passando, a incrível jornada que os levou até este ponto. É – mais que qualquer outra coisa – dizendo que o Agora é o tempo para vocês serem divinos e estarem na Nova Energia… que vocês não precisam mais destas outras coisas que estão à sua volta.

Vocês as colocaram aí. Vocês colocaram estas coisas da não-compreensão. Vocês colocaram o véu e a dualidade ao redor de vocês. Vocês construíram a garrafa na qual estão vivendo agora. Vocês são os únicos que podem acabar com ela. Nós não podemos.

Nós podemos encorajá-los, e podemos amá-los. Nós podemos lhes contar quais são os sintomas. E podemos lhes dizer qual é a solução. Vocês têm que fazer isto. Vocês não fazem isso ficando na garrafa. Vocês não fazem isso se fazendo sofrer. Vocês simplesmente fazem isso respirando profundamente, e dizendo que estão prontos agora.

No entanto, o que acontece quando vocês dizem que estão prontos? Quando acabarem todas essas ondulações da garrafa em que vocês vivem – o que acontece? Ah… entra o medo. Entra o medo. Vocês correm pela mente. Vocês têm todos estes pensamentos: "E se eu acabar com todas essas realidade que construí à minha volta? Acabar com a parede de dualidade? E se eu acabar com todas estas outras manifestações de realidade que pus ao meu redor?"

O medo entra. "Se eu acabar com isso, talvez algo possa entrar para me controlar… me influenciar… me forçar a trabalhar contra a vontade para o "lado escuro". E se eu acabar com estas coisas, e descobrir que eu nunca existi em primeiro lugar? Talvez fosse melhor viver dentro da garrafa desta ilusão em que eu estava aqui."

"E se eu deixar ir? E se eu deixar toda esta estrutura em volta de mim... e se eu deixar tudo isso ir, e descobrir que nada disto era real? E se eu deixar ir, e descobrir que na verdade eu deveria ter escutado aqueles que disseram que só há salvação através de Jesus Cristo? E envolve muito sofrimento e muito estudo! E se eles estivessem com a razão? E se eu perdesse isto? E se eu for deixado para trás?"

Todas estas influências, queridos amigos! Desta forma, vocês estão num momento de raiva com relação à razão de terem criado isto, ou – melhor dito – à razão pela qual vocês pensam que isto foi criado para vocês… a dualidade… sem conhecimento… sem conexão… todas estas coisas.

Será que vocês podem ser ousados, corajosos, enquanto liberam o aperto por estarem confinados neste recipiente de realidade em que vivem? Deixem ir. Deixem ir por completo, não apenas uma parte. Está – como dizer – tão entranhado que vocês não conseguem apenas escavar e fazer uma porta ou uma janela para ver o lado de fora e ver se querem realmente deixar ir. Requer uma fé e confiança total em si e no Deus dentro de si.

Os assuntos de raiva que vocês têm também estão causando depressão e tristeza, em parte porque vocês estão tristes e deprimidos por parecer que não conseguem acabar com isso. Vocês não conseguem seguir em frente. Vocês querem esse conhecimento tão mau. E ele está aí mesmo. E mais, vocês não conseguem pôr as mãos nele. É como a cenoura na frente do cavalo. Em determinada altura o cavalo se cansa desse jogo. Fica deprimido. Fica triste.

Mas há outro componente. Esse componente está deixando ir algo que vocês pensaram que vocês eram… novamente, passando por uma morte para ter um renascimento. Mas agora vocês sabem algo diferente que não sabiam há alguns anos. Quando vocês deixarem ir – totalmente, totalmente, totalmente – quando vocês conseguirem liberar, permitam que esse Velho aspecto de vocês morra. Quando vocês permitirem que o renascimento aconteça dentro de vocês… ah, sim, então o Velho retorna a vocês de um modo inteiramente Novo… mas, sem a dor, sem as dificuldades e os desafios, sem os aspectos horripilantes. O Velho volta a vocês com a sabedoria, e a compreensão, e a Nova Energia.

O futuro é o passado curado.

Desta forma, vocês vivem tempos interessantes. Nós continuaremos tentando ajudá-los a entender o que estão passando. O que vocês estão passando agora mesmo por aqui na Terra é muito, muito interessante. E tem a ver com a sua raiva.

E semana passada vocês viram algumas das explosões mais grandiosas de energia solar jamais registradas e conhecidas, até mesmo em nosso lado do véu. Chamas solares… erupções grandiosas do sol… e vocês pensam que sua raiva não tem poder por trás disto! [Alguma risada] O que está acontecendo através da consciência de vocês e da consciência da humanidade… vocês estão libertando tanto a Velha Energia que literalmente ela está se refletindo na energia do sol. As explosões solares grandiosas… elas vêm diretamente para Terra.

Vocês foram bombardeados por elas nos últimos poucos dias. E vocês se perguntam, queridos amigos, por que seu corpo se sente estranho… por que sua mente está fora de equilíbrio… por que vocês sentem uma torrente de emoções! As emoções acontecem quando vocês deixam ir as coisas. As emoções acontecem quando vocês permitem que a raiva dentro de vocês se manifeste de determinada maneira – energias grandiosas que vêm do sol – mas vocês as criaram.

Vocês estão liberando coisas que estão armazenadas. Nós falamos sobre as energias que são armazenadas em Gaia, na Terra, e realmente são. Vocês as estão liberando, estão liberando os aspectos de vocês do passado. Também há energias armazenadas em todos os planetas, nos sóis, nas estrelas e nas galáxias. E elas são suas. Elas são suas energias. Por que vocês acham que certos planetas têm características astrológicas para essas energias, influências? Parte de suas energias está armazenada lá.

Assim, o que acontece é… vocês têm estas tremendas explosões e erupções no sol – liberações e expressões de sua raiva – dizendo que é o momento agora de o Lar vir até mim. Uma quantia fenomenal de energia se move do sol e vai direto para a Terra. Vocês têm experimentado isso nos últimos dias.
E ela se manifesta exatamente onde deve – incêndios, queridos amigos, aqueles sobre os quais Metatron falou. Incêndios… vocês não os viram nesta última semana? Vocês não os viram – até mesmo na área destas montanhas – mas especialmente nas áreas do sul da Califórnia, e até em outros lugares do mundo? Tanta energia e atenção foram focalizadas nas pessoas deste lugar chamado Califórnia, clareando energias, liberando energias que estavam lá.

Realmente, milhares perderam suas casas. Um número pequeno perdeu a vida. Nada… nada em comparação ao que poderia ter acontecido vários anos atrás – terremotos catastróficos que teriam tirado toda essa região do mapa. Milhões e milhões teriam perdido a vida. Teriam voltado para o nosso lado do véu. Sim, nós estávamos prontos para lidar com isso. Mas, ao contrário, algumas chamas que permitem o esclarecimento em uma terra que foi tão – como dizer – intensamente enfocada… uma grande parte de todo o movimento da Nova Energia … alguns incêndios que podem ser apagados de modo que as regiões e Gaia possam ser purificadas, de forma que todos nós possamos nos mover adiante.

Tudo trabalha em conjunto – sua raiva… as chamas solares… os incêndios aqui na Terra. Às vezes, Shaumbra, vocês tentam tornar as coisas muito difíceis. Quando vocês ficam atrás da mureta por um instante e tornam as coisas muito simples, vocês vêem o que verdadeiramente vocês estão criando. Vocês verão como tudo isto funciona junto.

Estes incêndios também vêm para uma região que experimentou muita mudança recentemente. Esta área da Califórnia… tão pronta para liberar, tão pronta para passar para uma Nova Energia e clarear o passado, que mudam de político. Ah… interessante, interessante… como isto é feito… tanta culpa foi colocada neste "cinzento" (gray). [Risada da platéia] Mantenham isto simples, Shaumbra. As respostas estão aí. Às vezes, elas estão contidas no próprio nome [referindo-se ao nome do ex-governador da Califórnia, Gray Davis].

Estão cansados das Velhas Energias. Retiram quem eles elegeram. Esquecem de assumir a responsabilidade. E compreendam que eles gostam de apontar os dedos para os vizinhos e dizer: "Você elegeu o 'gray', não eu." Mas todos elegeram, de certo modo, mesmo os que não votaram nele.

Eles o substituem com o quê? [Risada da platéia] Um astro? Eles o substituem com uma energia masculina muito, muito forte. Nós lhes daremos um interessante – como dizer – histórico com relação a isso. Ah, nós já conferimos e recebemos permissão do Arnold [referindo-se a Arnold Schwarzenegger].

Esta energia, esta alma que vocês agora conhecem como o novo governador desta região – ou será em breve – foi mulher na maioria de suas vidas passadas. Ele veio a esta vida numa versão masculina carregando energias femininas muito fortes. Mas as partes masculinas – a nova parte masculina – não gostava disto. Ele sentia que essa parte era fraca. Ele sentia que essa parte era indigna. Ele sentia que as energias femininas que tanto fizeram parte dele seriam motivo de pilhéria, desprezadas por causa de sua sociedade masculina.

Deste modo, o que ele faz? Puxa ferro! [Risada da platéia] Ele tenta sobrepujar a energia feminina. Ele vem com muita força. Mas ainda havia a energia feminina integrada em tudo isto porque ele também gostou de mostrar seu corpo. [A platéia ri enquanto Tobias exibe o biceps de Cauldre.] Ele estava orgulhoso do físico. Ele amava a atenção do corpo. Dinâmicas muito interessantes!

Agora ele foi além disso. Ele passou para onde ele pudesse ajudar as pessoas a entenderem algumas das coisas que poderiam ter acontecido na Terra – seguramente uma versão de Hollywood (como o filme O Exterminador) –, mas algumas das coisas catastróficas, as batalhas e as brigas, a luz e a escuridão. Ele também assume o papel da escuridão para transformar-se na luz. Queridos amigos, as respostas são tão simples.

Ele é agora o governador de uma das – como dizer – sociedades mais poderosas de todo o mundo, governador de uma região com uma riqueza incrível, e recursos incríveis, mas uma região que também se tornou encarregada do Velho "pensamento da nova energia". Assim, o povo dessa região elege alguém que é forte.

Mas eles não vêem além da superfície. Eles não vêem a energia feminina que vai emergir, que virá para este lugar. Que está sendo encorajada por aqueles que ele – digamos – traz à sua volta, aquela com quem ele está casado. É um modo de trazer a energia feminina por debaixo de um disfarce muito masculino. Observem para ver o que acontece nesta área.

É isso, eventos fenomenais… todos eles estão interligados. Vocês não têm que ser cientistas espaciais nem mesmo metafísicos para entender isto. [Alguma risada]

Outro evento está chegando em uma semana. Vocês deram a ele o nome de Concordância Harmônica. Ah, queridos amigos, há muito mais por trás disto do que o olho consegue ver! Antes de discutirmos isto queremos ressaltar – não é o evento que muda vocês; vocês foram os que criaram o evento.

O evento, esta Concordância Harmônica, o alinhamento de certas estrelas, certos planetas… ia acontecer de qualquer maneira. Ia acontecer de uma forma ou de outra. Mas… mas, se a consciência da humanidade não estivesse acertada, vocês o teriam perdido. Era um potencial que estava entrando em alinhamento. Mas talvez vocês nunca pudessem tê-lo visto. Poderia ter que acontecer novamente depois de um longo, longo tempo.

Mas a consciência estava acertada. Foi observado. E está sendo abraçado agora pelos Trabalhadores da Luz, pelos seres espirituais. Mesmo muitos nos escalões superiores de suas organizações religiosas têm um pouco de compreensão sobre o que está acontecendo.

Daqui a uma semana um alinhamento interessante acontecerá… junto com uma eclipse lunar… um que esconde e depois um que revela, uma luz e depois uma escuridão. A Concordância Harmônica é o alinhamento dos planetas na forma da Estrela de David. E particularmente nesta área em que estamos agora – esta área das montanhas no Colorado – será quase um alinhamento perfeito. Será vivenciado por toda a Terra. É o alinhamento dos planetas para criar uma perfeita Estrela de David. Uma Estrela de David… é criada por dois triângulos eqüiláteros sobrepostos um ao outro.

[Nota: Em 8 de novembro, a Estrela de David será criada pelos seis planetas seguintes, astrologicamente falando: Sol, Lua, Marte, Júpiter, Saturno e Chiron. O Sol, Marte e Saturno formarão um trígono principal no elemento de água. A Lua, Júpiter e Chiron formarão um trígono principal no elemento de terra. Estes dois trígonos se sobrepõem nos céus na forma da Estrela de David. "Coincidindo" com esta formação ocorrerá uma eclipse de lua cheia com a Lua no signo de Touro. Para mais informações, há uma breve descrição desta eclipse e da Estrela de David na seção que trata deste assunto na revista Mountain Astrologer. A descrição é bem parecida com a de Tobias. Também há muitas outras fontes na Internet visando este evento.]

Também é o símbolo do Merkabah. Mas o que realmente é, e o que seu Merkabah realmente é… nós nos divertimos freqüentemente com os humanos que fazem tudo isto girar em torno dos Merkabahs. [Alguma risada] Vocês estão entrando cada vez mais fundo em vocês. Vocês não entendem a natureza muito simples do símbolo e de seu próprio Merkabah.

Dois triângulos eqüiláteros, um em cima do outro para criar a Estrela de David… eles representam a essência da dualidade. Um aponta para cima. Outro aponta para baixo… para cima e para baixo. Um triângulo é a energia masculina. É a energia fálica… a energia que vai para fora… a energia da ação… o outro.

O inverso é o feminino. É a energia ancorada e a energia que nutre. É o recipiente. Sim, é o recipiente. É o cálice, sobre o qual tantos de vocês têm lido [referindo-se ao romance atual intitulado O Código de Da Vince, autor Dan Brown].

Estas duas energias se sobrepõem – masculina e feminina. Elas estão para cima e para baixo. Elas também representam – como vocês diriam – a luz e a escuridão, o bom e o ruim. E representam o divino e o humano.

Elas estiveram separadas. Vocês não vêem? Elas estiveram separadas durante um longo, longo tempo. A energia essencial da separação representa a energia masculina e a energia feminina, o Adão e a Eva. Desde que vocês deixaram o Lar, vejam bem – desde que vocês começaram a explorar o Eu –, vocês se dividiram. Vocês fazem isto agora na forma física, masculino e feminino. Há uma energia masculina e uma feminina, um yin e um yang.

Isso é tudo o que representa a Estrela de David… separada, dividida (como uma só partida ao meio). O que acontece quando estas duas partes voltam a se alinhar? Em vez de seis pontos, existem quatro.

Queridos amigos, parem de girar estas energias Merkáticas em direções opostas. O que está acontecendo com isto? Vocês pensam que vão ficar mais poderosos ou mais inteligentes? Vocês estão apenas intensificando as energias da dualidade. Por um momento pode parecer bom. Não é algo que veio de nós – girar estas energias. Nós balançamos a cabeça. Balançamos a cabeça quando nós os vemos fazendo isto.

As energias estavam destinadas para serem trazidas juntas. E daqui a sete dias será o momento. É o potencial para isto começar, para estes dois triângulos eqüiláteros voltarem a ficar juntos.

Há uma força ou influência interessante no alinhamento que ocorrerá. Há um dos elementos, um dos planetas envolvidos que está causando um pouco de medo. Está causando um pouco de dor e um pouco de tristeza. Alguns de vocês estão sinceramente sentindo isto agora mesmo.

É a energia de Chiron, o Guerreiro Ferido… a vítima… o guerreiro que carrega a culpa pelo que fez… as feridas, o karma e a recordação do passado. Assim, o Guerreiro Ferido tem que vir agora fazer parte desta Estrela de David para dizer: "Vocês estão prontos para liberar as feridas?"… porque isso é o que impede as duas metades de voltarem a ficar juntas. Ele é que está impedindo que aconteça a união do masculino e do feminino – é o Guerreiro Ferido, Chiron. Ele é que está mantendo a separação entre o céu e a Terra – Chiron.
A ferida é profunda. Também é parte da razão para a raiva que vocês têm vivenciado. Por que… por que a ferida? Ficaremos curados da ferida algum dia? Ou teremos que continuar neste ciclo outra vez, um ciclo que poderia durar dezenas de milhares de anos?

O alinhamento que está vindo – que aconteceria de qualquer maneira – é um alinhamento muito raro, muito raro. Tem a eclipse que acontece com ele, o esconderijo da energia da lua, o esconderijo – digamos – como algo que se coloca entre o masculino e o feminino. Mas também é um tempo de purificação.

Não é o evento que causa a mudança. Vocês é que possibilitaram que vocês vissem o evento. Mas no interior existem energias potentes e uma realização de onde vocês estão agora mesmo. Neste período do alinhamento… é como um outdoor enorme nos céus… mostrando a vocês onde vocês estão… mostrando a vocês todas as variáveis que estão envolvidas… mostrando a separação do masculino e do feminino, do certo e do errado, do humano e do celestial.

Mas entendam que a energia de Chiron é tão forte que vocês podem perder a coisa toda. A energia de Chiron é tão dominante, as feridas são tão profundas que vocês podem perder esta oportunidade, a passagem deste evento, porque as feridas são muito profundas… e a tristeza. Ou trará de volta… trará de volta a recordação de onde vocês estavam. Esta será uma semana muito intensa para muitos de vocês, um período para respirar profundamente. Trará de volta – para seu intelecto ou apenas para seus sentimentos íntimos – recordações de um longo, longo tempo atrás, bem antes de vocês terem vindo para a Terra, principalmente desses tempos antes sequer de vocês terem vindo para a Terra.

Novamente, vocês se permitem estar atentos a este evento. O evento traz potencial para a mudança. Mas também traz recordações do passado.
Daqui a oito dias – um evento significante! Nós diríamos em nosso nível, na nossa maneira de pensar, mais significante do que o que vocês chamaram de Convergência Harmônica. Que representou um potencial para o despertar. Era uma avaliação da Terra.

Mas este é um sinal incrível, um sinal incrível que diz: "Vocês estão prontos? Será que estão prontos para trazer o masculino e o feminino em seu corpo… em sua realidade… superar as Velhas noções do que vocês pensavam que eram o feminino e o masculino? Vocês estão prontos para trazê-los de volta e não se sentirem embaraçados com isso? Estão prontos para dizer que nunca houve uma luz e uma escuridão, que nunca houve nada de errado em qualquer de suas jornadas até agora, até o momento em que sua jornada acabou? Será que vocês estão prontos para permitir que o Lar, que a energia do divino e a energia do humano se misturem?"

Vocês falam sobre isto. Vocês filosofam sobre isto. Mas vocês ainda não sentem que são merecedores. Vocês ainda sentem que vivem dentro da garrafa que o divino não pode entrar.

Este será um evento significante. O que vocês devem fazer nesse dia? Celebrem! Celebrem até o fato de que estejam conscientes dele. Celebrem o fato de que todas as energias se alinham agora para trazer a cura de volta à Estrela de David.

Não era para ter se separado. Não era para girar em direções opostas. É uma unidade inteira. É a mistura de tudo. Se algum giro acontece, é quando os triângulos se misturam novamente. Vocês sabem o que acontece quando se gira este novo elemento? Cria-se um círculo quando ele é girado. Tem quatro pontos quando se olha para os dois dimensionalmente, mas cria um círculo. O círculo que mesmo os astrólogos vêem nesta formação é uma lembrança da conclusão, uma jornada concluída, tempo para ir a um Novo nível.

Ah, sim, e então o medo se precipita. "Eu sou merecedor? Isto é real? Talvez eu não devesse dar este passo. Eu me lembro quando dei aquele passo para o que me conduziu até a Muralha de Fogo e me fez atravessá-la. Talvez seja melhor deixar outra pessoa fazer isto primeiro!" Os medos chegam. É por isso que Raphael está aqui.

Assim, queridos amigos… muito está para acontecer nesta próxima semana. Respirem fundo nesse dia. Respirem… continuamente. Inspirem o sopro do Espírito nas feridas que ainda estão aí.

Chiron tinha que voltar, pois precisa de cura. É um aspecto. É parte de vocês. Ainda está ferido. Vocês o levaram para outro lugar qualquer. Vocês não gostam quando Chiron surge em seus mapas. Vocês tentam levá-lo para outro lugar. Vocês tentam igualmente escondê-lo atrás de outros planetas.

Mas ele vem com força total agora para que as feridas sejam curadas, para que nós avancemos, Shaumbra, e para que vocês avancem. Permitam-se ser curados.

Entendam… entendam que nunca houve nada de errado. Houve apenas experiência. Compreendam que, como o Espírito pode amá-los tanto, vocês assim também podem se amar.

Respirem profundamente, Shaumbra.

Depois desta data interessante (08/11/2003), interessante até – como dizer – não só numerologicamente falando, mas é uma data com uma energética interessante dos números. É um onze (para novembro, o 11º mês), o qual do nosso lado do véu bem agora nós vemos que representa a "dualidade". É um oito – 8 de novembro – o oito que visto do nosso lado representa um símbolo de "infinidade". É um cinco quando se soma os números de seu ano (2 + 0 + 0 + 3 = 5). Esse é o nosso número da "mudança". É a "infinidade" no centro, a dualidade de um lado, a mudança do outro.

Que dinâmica interessante! Parte de vocês quer ficar na Velha dualidade. Mas vocês percebem que parecerá uma infinidade, ou uma eternidade, se vocês não avançarem. Assim, vocês têm que mudar. Por que vocês acham que trouxemos Raphael para lhes ajudar a ultrapassar isto? Números muito interessantes, interessantes por tudo isso!

E certamente existem humanos estudando isto em detalhes. Procurem – digamos – na sua Internet, e vocês verão todos os tipos de informações interessantes. Mas lembrem-se, de quando lerem, manterem a coisa simples. Há uma tendência para tentar torná-la complexa demais.

Chiron chega para um propósito simples – curar, curar a ferida. O que significa vocês estarem liberando suas noções da Velha Energia sobre o que isso representa.

Esta data de 8 de novembro – e cada dia que se segue – é uma data para o plano divino encontrar o plano humano. Vocês os mantiveram separados, assim como estes dois triângulos estiveram separados na Estrela de David. Vocês os mantiveram separados – seu plano divino e seu plano humano. E isto também gera raiva.

Seu plano divino era sair e experimentar, criar um sentido do Eu, a auto-identidade, de modo que algum dia vocês pudessem herdar o trono. Esse era o plano divino. O plano humano simplesmente era sobreviver… simplesmente sobreviver aqui na Terra… ter comida, e um abrigo, e vestimentas e apenas conseguir viver.

Seu plano divino era lhes dar tudo o que vocês precisavam nesta vida – todos os recursos, todos as ferramentas – dar-lhes tudo. E aí está. Mas não estava de acordo com seu plano humano. Seu plano humano, por mais estranho que fosse, era dar-lhes o mínimo… o mínimo.

Vejam bem… é interessante porque vocês buscam a abundância. "Querido Espírito, pague esta conta. Dê-me o dinheiro que eu preciso." Ah… mas quando vocês olham para o seu plano humano, era totalmente o oposto – dê a si o menos possível, aprenda o mais rápido possível em sua jornada. Ah… vocês nos disseram… vocês disseram a vocês mesmos: "Eu posso suportar qualquer coisa. Esta pequena limitação na Terra como ser humano… eu não tenho que ter qualquer coisa." Seu plano humano era a mais completa falta de tudo.

Permitam agora que ele se misture com seu plano divino, que é a abundância grandiosa de todos os tipos. Vocês pensaram que era o contrário. Vocês pensaram que a divindade estava se omitindo de vocês. Queridos amigos, eram VOCÊS que estavam se omitindo de vocês mesmos. Permitam que seu plano divino e seu plano humano cheguem juntos.

O plano divino era a reintegração grandiosa das energias do masculino e do feminino. Que sempre foi parte do plano. A separação aconteceu de maneira que vocês pudessem verdadeiramente experimentar e compreender a si mesmos. Nós não estamos falando sobre o corpo masculino e o corpo feminino. Nós estamos falando sobre as energias yin e yang, o feminino e o masculino, ambos tão apropriados. O plano divino era juntá-los novamente.

Seu plano humano era se tornar ou um ou outro – ser masculino, ou ser feminino, e exagerar qualquer que fosse a opção, e se sentir separado e afastado da outra energia. Parte disto era para que vocês pudessem experimentar o que era ter esta energia masculina expansiva. Parte era para experimentar a energia feminina acalentadora e amorosa. Mas o plano divino e o plano humano não estavam se encontrando.

Agora é tempo de reuni-los. Vocês estão no ponto da conscientização. Vocês estão no ponto do esclarecimento quando então eles podem vir juntos. Eles não têm que ficar separados.

O plano divino era fechar o círculo na compreensão do Eu. Vocês receberam um presente sem igual do Espírito. Foi chamado de Autoconsciência… sua própria identidade… não mais na grandiosa unidade de Tudo o que É. Mas vocês receberam a capacidade de ter para si uma impressão digital espiritual única, e de fazê-la crescer. O plano humano era muito limitado. Era tentar adquirir o que fosse possível. Era tentar, no princípio, desenvolver sua identidade do Eu nesta encarnação sem objetivar a integridade de todas as suas outras vidas.

Mas então quando vocês chegaram a um determinado ponto, vocês alcançaram um nível onde disseram: "O plano agora precisa mudar." O plano precisa ser destruir o Eu porque deve ser o Eu que está causando todos estes problemas. Suas psicologias modernas falam sobre destruir o Eu, aniquilar o Eu. Existem aqueles no mundo que praticam a aniquilação do ego e do Eu sob algumas condições muito brutais. Nós ainda estamos catando as partes e os pedaços deles no nosso lado do véu. Eles estão muito mutilados, e as feridas são muito profundas.

O plano divino é a Auto-realização. O plano humano que muitos de vocês seguiram é a aniquilação do Eu. Será que vocês podem reuni-los e compreender que o Eu serviu a um propósito aqui? Será que agora vocês podem unir o plano divino e o plano humano? Eles não têm que ficar separados.

O plano humano era para a morte, e a doença, e o mal. O plano humano dizia que vocês tinham que trazer estas coisas para a sua realidade ganhar uma nova compreensão. Vocês tinham que adoecer. Vocês tinham que adquirir males para que vocês fossem trazidos de volta ao seu caminho. Vocês tinham que passar pela morte, de modo que não ficassem presos ou perdidos aqui na Terra. O plano divino tem a ver com a vida e tem a ver com criar. Isso é tudo que ele é – experiência.

Será que vocês conseguem reunir estes dois elementos – o divino e o humano – agora, uma vez que eles não têm que ficar separados? Será que podem transpor a lacuna, cruzar o abismo, para que o plano divino possa encontrar o plano humano?

Será que vocês estão nesse ponto, queridos Shaumbra, em que podem reunir novamente a Estrela de David – a verdadeira Estrela de David, não a que está descrita em seus gráficos cujos triângulos aparecem separados – talvez um pouco sobrepostos – mas separados? Será que podem curar a ferida da Estrela de David para juntá-la agora, misturando o plano divino e o plano humano novamente?

O plano humano anunciava a separação… o isolamento… fazia com que vocês se sentissem sozinhos tantas vezes em sua jornada. O plano divino – como dissemos inúmeras vezes – nunca era para que estivessem sozinhos de modo algum… nunca estivessem isolados… era para que sempre compreendessem de onde vocês vieram e por que estão em sua jornada.

Será que vocês podem parar de se esconder de vocês mesmos e dos outros? Será que podem despontar agora como um humano divino, para ser um professor, um facilitador… anfitrião… qualquer termo que queiram designar para isto, mas um humano divino brilhante? Será que podem misturar esse plano do divino e o plano do humano agora, de modo que possam aparecer, ser quem vocês realmente são?

O plano humano era para ter lições, lições e lições. Tudo que resulta é sofrimento. Ele diz que vocês não sabem o bastante. Diz que vocês têm que se dar um outro chute no traseiro, uma outra pancada na cabeça. O plano divino simplesmente sempre teve a ver com experimentar, mas experimentar a alegria da vida e a criatividade.

Vocês ignoraram o plano divino, e escolheram, em seu lugar, o sofrimento através das lições, estas coisas que vocês chamam de lições. Ele não tem a ver com lições. Não tem a ver com tentar provar nada ao Espírito. Tem a ver com o Agora e experimentar o verdadeiro presente de quem vocês são, o verdadeiro presente da vida, o verdadeiro presente da compaixão.

Está na hora de o plano divino ir ao encontro do plano humano. Será que podemos fazer isso juntos neste momento? Será que podemos permitir que a cura aconteça, para as feridas de Chiron, o guerreiro, o guerreiro que todos vocês foram, não só aqui na Terra, mas principalmente nos outros reinos? Será que vocês podem permitir que o plano divino abrace o plano humano agora… para transpor a lacuna… para pôr um fim na separação entre os dois… para ter a mais completa compaixão e honra um pelo outro?

Será que vocês podem fazer assim, enquanto derrubam as paredes desta garrafa em que vivem, de modo que possam sentir e conhecer este plano divino simples e fazer com que ele trabalhe em harmonia com o seu plano humano? Vocês podem permitir isso? Vocês podem permitir que a cura da Estrela de David aconteça neste momento?

Parte deste processo de cura, de compreensão das feridas… sua ferida é simplesmente uma divisão. É tudo o que é – uma divisão, um corte que divide. Parte dela está levando a responsabilidade por tudo em sua jornada, por tudo até agora. Mas em responsabilidade vem o esclarecimento… e o amor… e a compreensão… e a compaixão de por que vocês criaram o que criaram. A responsabilidade sabe que vocês fizeram algo… que vocês criaram… mas também sabe que havia um plano divino nisto.

Vocês acham... por causa de alguma – digamos – de sua percepção da destruição e do caos, do trabalho com as forças escuras… vocês acham que é algo do qual se envergonhar. Vocês carregaram essa ferida por muito tempo. Alguns de vocês aqui se permitiram ser tomados pelas forças escuras. Oh, seus filmes [referindo-se aos filmes de Guerra nas Estrelas] descrevem tão bem.

Vocês vão para o lado escuro. Vocês trabalham para eles por causa de sua raiva. E então vocês se sentem culpados com isto, e se fazem sofrer. Nós estamos falando de eventos que aconteceram um longo, longo tempo atrás, em um lugar distante, distante. [Alguns murmúrios da platéia novamente com referência aos filmes de Guerra nas Estrelas.] Mas, queridos amigos, distante apenas por um sopro.

Assim, vocês fizeram estas coisas para uma maior compreensão e experiência. Vocês fizeram estas coisas de modo que todas as coisas pudessem progredir, todas as coisas pudessem se expandir. Vocês fizeram estas coisas porque vocês amavam os outros.

Oh… bem antes de vocês virem para a Terra, vocês descobriram o que era amar uma outra entidade. Magnífico! Magnífico! Havia o potencial, vejam bem, que vocês pudessem apenas ter amado a si próprios. Simplesmente pensem no que isso teria criado. [Alguma risada]

Fora de Tudo o que É, fora do Primeiro Círculo, vocês aprenderam a amar outra pessoa, outra entidade. E nós não estamos falando de um masculino/feminino nem de sexo. Nós estamos falando de amor, puro amor, e pura compaixão por outro ser, uma característica que vocês buscaram no Espírito. O Espírito tem o verdadeiro amor e compaixão por vocês. Foi um dia e tanto, de volta ao Reino, quando vocês aprenderam a amar alguém fora de vocês.

Mas nesse amor vocês também lutaram com outros para proteger os que vocês amavam. E nesse amor vocês sentiram a forma mais profunda de traição quando eles deixaram vocês. Nesse amor vocês sentiram como era ficar zangado por causa de algo eles tinham feito a vocês. Vocês deram seu coração a eles. Por que não o devolveram a vocês?

Toda esta cura e toda esta transformação de energia… tem a ver com assumir a responsabilidade de que vocês criaram isto. Não tentem entender. Não tentem voltar nestas vidas passadas e repassar tudo. Vocês não precisam correr para facilitadores na segunda-feira e vivenciar sessões de vidas passadas. Vocês já as conhecem. Estão aí mesmo. Vocês não têm que saber os detalhes.

Tem a ver com assumir a responsabilidade e se amar uma vez mais… assumindo a responsabilidade por toda a sua jornada. Como dissemos antes, vocês são tanto vítimas como criadores. A energia de Chiron é atualmente uma vítima. Será que vocês podem vê-la em vocês… ver como vocês culpam as incidências, e as pessoas, e os anjos, e os eventos que aconteceram no passado?

Não há necessidade de culpar nada nem ninguém. Nós sabemos o que aconteceu. Eles sabem o que aconteceu. Simplesmente assumam a responsabilidade e compreendam que havia razões divinas… havia um plano divino por trás de tudo isso. É por isso que aconteceu.

A responsabilidade é uma coisa muito interessante. Mesmo nas vidas práticas que vocês levam agora, ela é muito importante. Inúmeras vezes nos perguntam: "Querido Tobias, o que podemos fazer para mudar os governos do mundo?" Assumam a  responsabilidade. Os governos são simplesmente manifestações da consciência de grupo, quer sejam de ditadores… quer sejam de líderes corruptos. É tudo manifestação do povo que se reporta a eles.

Quando vocês assumem a responsabilidade, vocês se encontram imediatamente fora da consciência de massa. Vocês podem viver em uma determinada estrutura social política, como a ditadura. Mas quando assumem a responsabilidade, vocês não são afetados por essa ditadura. Vocês podem morar em uma terra de corrupção. Mas quando assumem a responsabilidade, e entendem que vocês não são mais corruptos – vocês são divinos – então vocês podem morar nessa terra de corrupção, mas não têm que se tornar parte dela.

Os líderes são estritamente um reflexo da consciência das pessoas. Apenas isso. Vocês gostam de censurar as coisas a respeito de seus líderes. Vocês gostam de apontar as falhas deles. Vocês gostam de dizer: "Eu não votei neles." [Alguma risada] Mas, queridos amigos, vocês também são responsáveis. Eles são manifestações da consciência de grupo.

Como vocês mudam os governos do mundo? Ah, vocês podem escrever livros complexos sobre novas estruturas… e novas teorias… e novos sistemas … e novos tipos de socialismo… ou democracias. E isso nunca resolverá nada. Vocês estão apenas trocando uma mão pela outra.

As mudanças acontecem quando vocês assumem a responsabilidade, quando vocês, e depois outros, e mais outros assumem a responsabilidade. É isso que vai acontecer na Nova Energia … se vocês continuarem fazendo o seu trabalho. Vocês começarão uma inteira reação em cadeia de "eu sou o responsável" porque "eu sou o criador".

Vocês sairão do papel de vítima. Vocês não terão mais os governos para culpar. Vocês têm que entender que vocês ajudaram a estabelecê-los. Vocês não terão mais as igrejas para culpar. Vocês assumem a responsabilidade. A certa altura, quando pessoas suficientes assumirem a responsabilidade pelas suas criações, a necessidade de governo, como vocês conhecem hoje, vai acabar.

O que vemos verdadeiramente – e dizemos diretamente sem papas na língua –, quanto mais humanos na Terra assumirem a responsabilidade por sua existência, menor será a necessidade de governo, até extinguir-se. A necessidade do serviço – de coisas como seus hospitais, e suas estradas, e outras coisas de que vocês precisam como humanos funcionais – passará para empreendimentos privados administrados por um grupo de pessoas voluntárias, não eleitas. Interessante… voltar a responsabilidade pelo serviço para vocês, para o empreendimento privado. Parece um pouco assustador para alguns de vocês.

Mas, queridos amigos, quando todo mundo assumir a responsabilidade, não haverá mais nenhuma necessidade de estabelecer este tipo de energia de governo muito hierárquica e muito masculina que vocês vêem em quase todas as regiões do seu mundo. Só existe um pequeno grupo de voluntários que ajuda a administrar a indústria privada, que executa o serviço. O Governo atende a vocês. Esse é o modo como foi projetado para ser, não ao contrário.

Mas adivinhem… vocês desistiram da responsabilidade. Vocês abriram mão da responsabilidade para eles, os prestadores de serviços, de modo que eles cresceram… e cresceram… e cresceram… e cresceram. Vocês entregaram sua própria existência a outra pessoa. Sendo assim, eles realmente se tornaram um reflexo da corrupção… do controle rígido… da energia masculina rigorosa … do desequilíbrio… e de todas estas coisas. Eles são um reflexo disto.
Assumam a responsabilidade, e verão os governos mudarem. Parem de tentar escrever todos estes novos planos. O centro, a simples essência, ainda tem a ver com a responsabilidade por si mesmo.

Assim, daqui a uma semana tem a formação, a formação celestial, a Estrela de David… aproveitem este período para a cura interior... desses resíduos que ainda estão em vocês… da crença de que tem que haver dualidade… da convicção de que o plano divino e o plano humano não trabalham juntos… da convicção de que o humano e o Espírito são duas coisas diferentes. Aproveitem este período para reunir os elementos do masculino e do feminino. Eles são as formas mais básicas de separação divina. Esta é a essência.

Permitam… permitam que o feminino entre em vocês se forem homens. Parem de se envergonhar com isto. Parem de sentir como se isto fosse lhes deixar menos fortes. Se vocês forem homens, inspirem as energias femininas nesse dia.

Se vocês forem mulheres, permitam que as energias masculinas entrem. Se vocês forem mulheres, permitam-se curar a ferida – a ferida de Isis. Na verdade, ela também está aqui hoje. Ela teve que vir em contrapartida a Rapha. A ferida de Isis – tantas de vocês, as que são fisicamente mulheres e intuitivamente mulheres entendem exatamente sobre o que estou falando – é a maior ferida de todas.

Permitam-se inspirar as energias masculinas novamente para vocês. E, enquanto o fazem, permitam que esta energia arquetípica de Isis – a Mãe… a Criadora… a doadora do nascimento e doadora de vida – se cure. Vocês sabem como ela foi maltratada, enormemente violentada. O que causou a contrapartida, particularmente em sua sociedade contemporânea. Mas isto tem acontecido há muito mais tempo do que apenas nestas recentes vidas na Terra.

A energia masculina que vocês permitiram que ficasse forte, mulheres… vocês permitiram que ficasse forte porque vocês se escondem de quem vocês são e do que vocês fizeram. A ferida de Isis é profunda, mais profunda que a ferida de Chiron. Vocês sabem exatamente do que estamos falando. Vocês a tentaram esconder. Vocês ficaram zangadas com isto. Vocês não sabem o que fazer. Vocês abriram mão da responsabilidade para o homem.

Está na hora de o divino encontrar o humano. Está na hora de o homem encontrar a mulher. Está na hora de vocês libertarem Isis agora. A ferida foi profunda. Mas, daqui a sete dias, podemos todos curar esta coisa. É tudo o nosso passado – não apenas uma coisa humana – é tudo o nosso passado.

Vocês trouxeram este evento da cura da Estrela de David para a consciência. E agora todos nós podemos fazer algo com ele. Lembrem-se que as energias de Raphael estarão com vocês. Raphael estará com vocês para ajudar na transmutação. As energias de Isis estarão aí – com as lágrimas dela – para a cura.

Vocês não estarão sozinhos nem daqui a uma semana nem nunca.

E assim é!

 

Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, vulgo "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com . O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.
O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.
Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.
O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.
Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.
Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado.
© Copyright 2003 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.

Tradução para o português: Inês Fernandes – Rio de Janeiro, fevereiro de 2004 (mariainesfernandes@globo.com)