Libertem-se da Agenda

TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM

Círculo Carmesim, 02 de fevereiro de 2002

Série da Ascensão


Lição 7: Libertem-se da Agenda[1]





 
Tobias:
E assim é, queridos amigos, que voltamos a nos reunir, em nosso círculo, com Shaumbra. É tão doce esta energia, tão doce. Neste dia, em particular, seus corações estão mais abertos do que nunca. Podemos sentir sua aceitação.

Podemos sentir a esperança que têm em seu ser. Podemos sentir a força de cada um de vocês, dos que estão aqui e dos que se conectam com este material.Estão adquirindo força em seu interior, transitando de sua antiga percepção de serem simples humanos. Agora estão se convertendo em humanos divinos, que caminham com maior consciência do que nunca. São humanos divinos cheios de amor, cheios de compaixão. Um humano divino que é agora capaz de aceitar esta energia em seu ser e mantê-la. Isto foi algo muito difícil para vocês, queridos amigos, durante estes últimos anos.

A Nova Energia está chegando e, desde logo, vocês deram permissão; mas, agora, trata-se de verificar se podem mantê-la em seu ser, mas sem que seja algo que impeça o fluxo normal, sem que a sua utilização desestabilize o seu sistema, deixando-o desequilibrado, convertendo-se em algo que não lhes permita permanecer ligados à Terra como humanos. Mas estão aprendendo a manter a sua energia, estamos vendo. É tão valioso!

Eu, Tobias, gostaria de ficar em pé, agora mesmo, em homenagem a todos vocês (risos), mas me pediram para que não o faça. Bem, em certo sentido, estou de pé. Vejam-me assim: de pé, aqui, hoje, especialmente vestido para esta ocasião. E os demais que vêm, também... estão especialmente vestidos. Muitos de vocês podem ver e perceberão enquanto estivermos falando aqui, que estamos vestidos com nossos trajes mais energéticos.

No dia de hoje brilhamos em tons vermelhos. Estão adequados não só pela época do ano em seu calendário[2]. Não é adequado somente porque este é o Círculo Carmesim. É adequado porque os tons vermelhos têm que ver com o amor. Os vermelhos têm que ver com a compaixão e com os sentimentos. Os vermelhos têm que ver com as relações de um mestre com o seu aluno. É por isto que a cor que enche este recinto hoje é vermelho, é carmesim e brilhante.

Viemos hoje honrar o mestre que se senta aqui. Os mestres não somos nós. Os mestres são vocês. Realmente nós somos os estudantes. Aprendemos de cada um de vocês, por estranho que pareça.O que aprendemos de vocês, levamos e expandimos através de todos os corredores e de todas as dimensões, de todos os universos; vocês são os mestres, nós os alunos, que vêm aprender dos sábios, que ainda não compreenderam de todo quem são. Estão começando a participar desse poder e dessa força e a mantê-los no depósito de sua consciência humana.

É uma delícia estar aqui hoje. Sintam a energia, amigos. Aspirem-na. Levem-na dentro do seu ser. Sintam a energia de quem são, aspirem o amor dos que, hoje, enchem este recinto. De fato falei a Cauldre que neste dia teríamos uma interessante lição para vocês, de verdade interessante.

Pensamos que esta será uma das lições mais difíceis para vocês. Causará bastante discussão, bastante confusão. E, com base no bom conhecimento que tenho já de Shaumbra, muitos de vocês estarão maldizendo Tobias durante as próximas semanas (risos).

Mas, queridos amigos, ao aceitar quem são vocês, ao aceitar o fato de que são Deus – de que são Espírito-, ao aceitar isto em seu ser, se tornam muito mais fortes. Tornam-se muito mais conscientes. Isto abre novas dimensões e áreas completamente novas de consciência para vocês.

Agora, sabemos que muitos de vocês, nas últimas semanas, passaram por estas oscilações das quais havíamos advertido. Sofreram mudanças. Sua sensibilidade estava muito elevada. Estiveram muito sensíveis às pessoas e às energias ao seu redor. Estiveram muito sensíveis, inclusive, aos ciclos de sua própria energia, muito mais que antes.

Talvez tenham pensado que agora que entraram nesta Nova Energia – em seu estado de ascensão, esta sensibilidade seria menor. Pensaram que sentiriam aos demais com menor intensidade, que seriam menos afetados por eles. Pensaram que seriam menos afetados por seus próprios ciclos, por suas próprias altas e baixas. E agora estão aprendendo que, cada vez, estão mais conscientes delas. São mais sensíveis.

Tantos acontecimentos chegaram recentemente em sua vida. Há uma razão para isso, uma razão para que estes acontecimentos – às vezes velhos, às vezes novos - se apresentem em suas vidas. Falaremos mais disso durante esta nova lição.

Mas, antes de entrar na lição, permitam-nos trazer... Cauldre está vendo a imagem, como muitos de vocês poderão fazê-lo também... Permitam-nos trazer aqueles que estão esperando para reunir-se com vocês aqui, hoje. Uma vez mais, como no mês passado e outros que virão, no futuro, a energia de quem chamamos Metatron está aqui conosco. Mas é diferente da última vez. Para alguns de vocês, naquela ocasião, a energia foi bastante pesada. Era muito quente, talvez demasiado quente para o ser físico de vocês, talvez tenha sido um tanto desestabilizante quando a energia de Metatron entrou na última sessão.

Mas agora já estão mais ajustados com essa energia. Estiveram trabalhando com Metatron durante semanas. Agora podem aceitar mais dessa energia intensa. Hoje se sentem mais familiarizados quando Metatron entra neste espaço que compartilhamos.

Em nossa ultima reunião tivemos que filtrar a energia de Metatron para que o resultado não fosse debilitante. Poderiam ter-se rompido alguns de seus circuitos. Mas hoje não há necessidade de filtrar tanto. Metatron entra devagar, com muito cuidado e compaixão... sem tantas defesas.

Quando Metatron entrou neste Círculo, há um mês, não vinha acompanhado por outros. Mas hoje há um séqüito que o acompanha. Eles também vestem roupas em vermelho carmesim e dourado. São muito altos e permanecem de pé no perímetro de nosso ciclo energético. Alinham-se nesta sala e neste espaço. Alinham-se neste perímetro.

Trabalham muito próximo com a energia de Metatron. São como os guardiões da energia. São os que ajudam a manter o equilíbrio. São os que trabalham diretamente com seus mensageiros, ajudando a preencher e completar grandes ciclos de energia. São seres muito altos que estão aqui. Acompanham Metatron quando viaja, cada vez mais próximo da energia da Terra. Ajudam a manter o equilíbrio.

Quando vocês trabalharem com a energia de Metatron, como muitos de vocês têm estado fazendo, sentirão este séqüito. É uma parte importante da energia de Metatron. São entidades angelicais que trabalham mais diretamente com vocês do que Metatron pode fazê-lo. Ainda é difícil, inclusive agora, quando vocês estão em uma energia muito mais alta, trabalhar diretamente com Metatron.

Pedimos que sintam isto dentro de seu ser, que o aspirem, que permitam-no entrar. Ao abrir-se, ao integrar-se neste ciclo energético, constrói-se a energia de uma maneira forte e maravilhosa. Isto nos permite, verdadeiramente, ver e sentir pelo que vocês estão passando, de forma que possamos devolver-lhes as energias apropriadas.

Queridos amigos, muitos perguntaram sobre a energia dos números do dia de hoje, deste dia de vocês: 02.02.2002 (soletrando, especificamente como: “zero, dois, zero, dois, dois, zero, zero, dois”). Da nossa perspectiva, estes números, por si mesmos, não possuem muita energia. Mas, o que acontece com a sua consciência humana? Quando vocês se dão conta da seqüência dos números... dão-se conta  de que são “zeros” e “dois”.

Ao olharem esta data e a seqüência de números, algo acontece. Afeta a consciência coletiva que, ultimamente, tem um efeito na Terra, em todos os humanos, em cada um de vocês. Quando olham estes números, voltam a ver, uma vez mais, os números e os símbolos da polaridade. O “dois” representa polaridade e dualidade. Esta energia está tão arraigada que fica difícil poder imaginar outra coisa. Mas quando o vêm com o “zero” ao lado, esse “nada”, então sabem que alguma coisa está acontecendo. Sabem que estão sendo mais conscientes da energia da dualidade.

Queridos amigos, queridos Shaumbra, saiam e falem com os humanos “normais” da rua, com aqueles que não percorreram o caminho como vocês fizeram, que permanecem ainda em seu ciclo de carma, que ainda vivem, profundamente, na dualidade. Falem com eles sobre dualidade e polaridade. Não lhes entenderão. Pensarão que vocês estão um pouco “malucos”. Eles também lembrarão do filme de que falavam (referindo-se à “Mente Brilhante”, que foi mencionado por Cauldre, antes da canalização). Pensarão que estão falando a “vozes estranhas” (risos).

Shaumbra, estão agora adquirindo consciência de que há algo chamado “dualidade”. Quando vêm os números deste dia, os vêm diretamente frente a vocês. Vêm a dualidade e sabem, em seus níveis internos, que vocês e a Terra e, eventualmente, o Universo, estão afastando-se da dualidade. Falaremos hoje de como estão começando a fazer isto, de como começam a fazer a transição, a partir da realidade, para outras esferas e de como autolibertar-se da dualidade.

O que notaram de particular nestas duas, três ou quatro semanas passadas de seu tempo? Viram coisas se sucedendo, justamente frente a vocês, relacionadas com a dualidade. As viram chegar mais fortes do que nunca na sua vida. Às vezes sentem-se confusos. Pensam que deveria ser mais fácil e perguntam-se por que têm que enfrentar um maior número de situações, que nunca antes tinham passado.

Há uma energia que está sendo liberada no seu interior. Está emergindo em sua vida, buscando liberar-se. Há uma maneira de fazer isto. Há uma maneira de liberar a energia da dualidade, que tem estado em seu interior desde os tempos em que deixaram o Reino. Será difícil liberar-se dela. Sentir-se-ão estranhos. Às vezes será muito difícil.

Haverá ocasiões onde vão querer manter-se na dualidade e na polaridade, porque é uma energia que compreendem no mais profundo nível de seu ser. Haverá ocasiões em que se sentirão, sim, certamente, tão sós... Mas não tardarão muito em ultrapassar tudo isto, em liberar e chegar a uma nova e maior compreensão. Dará trabalho. Demorarão algum tempo, mas, queridos amigos, estamos vendo agora que podem, realmente, manter a energia da divindade em seu interior e não somente em momentos fugazes. Estão começando a manter, verdadeiramente, em seu corpo, em seu espírito, em sua mente e em todos os seus sentidos.

 È algo maravilhoso de observar! E é por isto que, neste dia em particular, nos vestimos com nossas mais delicadas energias para estar aqui, em um reconhecimento a vocês de que ESTÃO fazendo progressos, de que estão sendo capazes de manter esta divindade em vocês. Este era um dos grandes questionamentos que vocês e nós nos fazíamos, em particular, ao entrar nessa vida de vocês. Vocês sentiam, com relativa certeza, que seriam capazes de vencer os desafios do carma, as limpezas finais que vocês mesmos haviam se preparado. Muitos de vocês assumiram o carma de várias vidas em uma. Mas, tinham confiança de que superariam isto em uma só vida ou em meia vida. Mas ninguém estava seguro de que poderiam ser tão capazes de manter a energia da divindade em seu interior ao transitar na Nova Energia.

Viemos hoje aqui, neste dia que simboliza a dualidade, em um dia 02.02.2002 (uma vez mais, repetindo deliberadamente como sendo “zero, dois, zero, dois, dois, zero, zero, dois”), para dizer-lhes que começam a manter essa energia em seu interior. É a energia da sua divindade. Podemos ver que estão respirando e, ao respirar, acendem o fogo da divindade interior. Mas, este fogo já não se apaga facilmente. Continua resplandecendo.

Há muitas entidades neste recinto agora. Está praticamente cheio. Encontram-se aqui, pode-se ver, com radiantes sorrisos em seus rostos angelicais. De certa forma, queridos amigos, não há muito mais que dizer neste dia, mas como já sabem... diremos mais! (risos).

Agora façamos uma rápida revisão. Alguns talvez sejam tocados por estes anjos de Metatron que vêm hoje. Puderam ser tocados durante o dia. Com sua licença, eles estarão movendo-se ao redor de vocês. Não estarão curando ou fazendo ajustes. Simplesmente desejam permanecer junto a vocês para familiarizar-se com as suas energias. Estão aqui para criar um laço energético com vocês. Quando vocês abandonarem este espaço, esta energia irá com vocês, para que se torne familiar. Assim que, não se surpreendam quando sentirem algum “toque” no dia de hoje.

Queridos amigos, estamos na metade desta série da Ascensão. Estamos na metade destas séries que os estão encaminhando para a porta da ascensão. Em nossa primeira lição falávamos do fato de que – adivinhem – vocês já haviam ascendido! E – adivinhem – não era nada do que vocês haviam pensado que seria! Vocês tinham idéias, tinham ilusões... tinham uma percepção do que seria a ascensão.

Muitos de vocês que procedem de meios cristãos mais tradicionais... pensaram que flutuariam. Pensaram que se trataria de pura energia Angélica. Pensaram que, na ascensão, poderiam se desfazer desse – como diriam vocês... – desse “maldito” corpo físico (risos) e que já não sofreriam mais de achaques e dores. Pensaram que, na ascensão, tudo funcionaria com perfeição, em todo o momento. Já não lhes parece tão divertido, não é certo? (risos).

Pois, queridos amigos, sua percepção de ascensão estava baseada no conceito da dualidade da Velha Energia. Percebiam assim com a mente de ontem, sem ter consciência plena do que verdadeiramente seria. Se tivessem ascendido com base na consciência da Velha Energia, não teria havido resultado tão satisfatório e completo como agora podem experimentar. Disso falaremos nessa lição.

Na Lição Um desta série dissemos “Não é mais sobre você”.Já estão fora do ciclo do carma. Já não têm que sofrer o carma. Já não tem que ver com vocês. Quando se encontram em meio de algum conflito com outros humanos, recordem que já não tem que ver com vocês. Eles estão ainda passando seus processos. Estão ainda vivendo seu carma. Prender-se-ão a qualquer um que se encontre próximo e tratarão de atraí-lo ao seu drama. Vocês não têm que acompanhá-los. Não tem que ver com vocês.

Quando alguém os critica ou se aborrece com vocês, não permitam que essa energia lhes pegue. Trata-se deles. Trata-se, queridos amigos, de sua compaixão por eles e por vocês mesmos, compaixão para compreender que ainda estão passando por seus processos. Tenham compaixão para aceitá-los e não querer modificá-los. Eles estão escolhendo seu próprio caminho.

Vergonha para aqueles que tratam de colocar os seus pensamentos e os resultados que desejam em outros! Vergonha para aqueles que sentem piedade por aquele que pede nas ruas! Isso não é compaixão. Isso é sua agenda! Compaixão é compreender as razões por que esse humano escolheu mendigar na esquina. Honrem esse humano pelo que é, pelo que veste, pelo que exala. Honrem-no, em vez de tentar mudá-lo. Já não tem que ver com vocês. Trata-se de aprender a aceitar todas essas coisas ao seu redor.

Essa foi a Lição Um, uma lição difícil em muitos aspectos. De repente, vocês se encontravam no Salão da Ascensão e não parecia com nada do que haviam imaginado... Nada... Surpresa. É um salão vazio, com todo o potencial de amor e todo o potencial para completar o motivo principal pelo qual abandonaram o Lar. Tem todo o potencial de compaixão, todo o potencial de expandir a energia de Tudo O Que É. Mas, em certo sentido, é um salão vazio, na espera de que cheguem novos habitantes, de que vocês, os “ascendidos”, cheguem e comecem a dar-lhe a forma que desejam.

 Sabemos que estão um tanto decepcionados por não ter havido uma grande festa de boas-vindas para vocês, quando entraram no Salão da Ascensão... Que não estivesse repleto de comidas saborosas e anjos flutuando ao redor ou, inclusive, como em seu filme[3], velas voando nos ares. Estava vazio. Cabe a vocês, agora, criá-lo da maneira mais apropriada, da maneira mais divina, de uma maneira que, talvez, não compreendam conscientemente neste momento. Mas, bem... Já começaram a fazê-lo.

(Pausa)

Metatron encontra-se no centro deste salão, resplandecendo de uma maneira que eu nunca havia visto antes. É como uma bola de cores brilhantes, predominantemente vermelhas, exatamente no centro deste espaço. É muito agradável para mim, ver isto. Devo deter-me um momento. Amigos, há aqui uma intensa, maravilhosa energia.

Agora, regressando ao tema. Ao passar pela Lição Dois, tivemos que fazer uma ligeira alteração: o que devia ser a Lição Três convertemos em Lição Dois. Fizemos isto devido ao que estávamos vendo com vocês, baseados no que estava ocorrendo em seu mundo naquele momento[4]. Na lição Dois, queridos amigos, falamos de tomar posse de sua divindade, tomar posse. O que vimos é que vocês estavam começando a entender os conceitos. Estavam começando a tomar consciência, mas ainda dependiam de outros, de outras entidades, outros anjos, outros humanos.

Ainda não aceitavam sua própria força, seu próprio poder e, de fato, queridos amigos, ainda não aceitavam que vocês eram humanos divinos. Não estavam admitindo o fato de que Tudo O Que É... é o que vocês são. Em certo sentido, estavam esperando que baixasse um grande anjo e agisse por vocês. Estavam esperando que lhes fosse entregue uma espécie de instrução celestial, um rolo ou pergaminho lançado a seus pés e que dissesse: “Joe, faz isto”. Não estamos nos referindo a ninguém em particular (risos)... mas, algo assim.

Queridos amigos, não estão admitindo a sua divindade. Ainda buscam-na fora. Ainda esperam que se abra alguma porta mágica, que chegue algum ser especial. Tivemos que mudar esta lição, nesse momento, para lembrá-los que devem apossar-se de sua própria divindade. É de vocês e de vocês, e vocês podem ativá-la.

Nessa lição fomos bastante enfáticos. Mas, também sabíamos que iriam requerer a força, a força interior e o equilíbrio nos dias seguintes, pois essa canalização teve lugar no primeiro dia de setembro. Ocorreu antes dos sucessos que sacudiram seu mundo, o que chamam de “09.11“[5] .

Falemos um momento deste “09.11”. Mudou a Terra. Não é algo que possam ler em seus jornais, mas causou uma mudança maior de consciência. Poderíamos dizer que isto é medido por meio de certos fatores de ressonância[6]. Há certas equações científicas possíveis. Há algumas maneiras que vocês imaginam e que podem medir o “cociente espiritual”. Andam próximos, embora ainda não tenham alcançado.[7]

Mas nesse dia produziu-se uma mudança. Como dissemos na época, os três dias que se seguiram foram os mais importantes na história moderna da Terra; porque o que ocorreu nesses três dias, nos corações e nas almas da humanidade, determinaria a direção dos seguintes cem ou, talvez, milhares de anos por vir. Os humanos responderam. Ah! Como responderam! Como o seu mundo se mostrou, com lágrimas e preocupação!

Foi muito interessante. Com todo o caos, a destruição e a tristeza que se produziu com o fato do “11.09”, nos sentimos um tanto emocionados pela resposta. Durante os três dias que se seguiram, o que invadiu a Terra, à maioria dos humanos, foi uma tranqüilidade, uma compaixão e um verdadeiro sentido da unidade, da integridade e da preocupação pelos demais.

O que sucedeu na Terra naquele momento nos surpreendeu muito, mas suponho que não deveria ter sido assim. O que havia sido planejado não era mais do que o amar-se uns aos outros. A energia geral, predominante na humanidade, não consistia em levantar as armas, nem assassinar e seguir perpetuando ainda mais a dualidade. A agenda geral não incluía buscar a vingança que, inúmeras vezes, é o método usado tanto por suas religiões como por seus políticos. Ao contrário, para os corações e para as almas dos indivíduos da Terra, era tempo de reflexão, tranqüilidade, preocupação pelos demais, sem agendas.

Ocorreu uma transformação maior, uma mudança que está nos permitindo, neste lado do véu, trabalhar mais diretamente com vocês. Ajudou a Metatron a trabalhar mais próximo do plano terrestre. Esta mudança de setembro deu um empurrão na consciência e na vibração de Tudo O Que É.

Ainda há assuntos, incluindo o da dualidade, que aparecem diretamente em sua vida neste momento. Vocês quiseram que essas coisas se fossem. Quiseram dizer: “Tobias, já estou em ascensão. Não deveria ter que lidar com essas coisas. Já deveriam ter desaparecido”.Mas, queridos amigos, chegam a vocês, agora, mais forte do que nunca, para que as conduzam, para que as entendam. Uma vez que sejam compreendidas, verdadeiramente poderão passar a níveis superiores dentro do seu próprio ser.

Nas seguintes três lições – quatro, cinco e seis – lhes falamos da Linguagem do Ah; seguiremos falando disto enquanto nos permitirem sentarmos com vocês e visitá-los. A linguagem do Ah é tão simples, tão simples!... É uma nova maneira de perceber e compreender. Ainda não entramos nos detalhes, mas é uma nova maneira de colher e juntar energia para trazê-la ao seu ser e usá-la de maneira mais eficiente. Por hora, a Linguagem do Ah é uma maneira de perceber e detectar seus níveis divinos.

Ocupamos três lições com a Linguagem do Ah porque é muito importante. Sabemos que a usam em suas vidas e, como lhes dissemos, a Linguagem do Ah aparecerá de uma ou outra forma. Tocará seus sentidos humanos. Tocará seus sentidos divinos que agora estão se estabilizando ao seu redor. Com o conhecimento e a compreensão deles, serão capazes de usá-los melhor. Poderão integrar mais tudo isto em suas vidas e poderão ensinar melhor tudo isto aos que chegarem a vocês.

Estamos chegando a metade da série da Ascensão. Metatron chegou em nossa última reunião. Metatron está aqui de novo hoje e será um visitante freqüente. Ainda que não se encontre diretamente em nosso círculo, ele e as energias que o rodeiam estarão ao nosso redor. Como mencionamos em nossa última reunião. Existem razões para que cheguem estas energias, de alto nível técnico e científico, conforme vamos nos aprofundando nestas áreas.

Na segunda parte desta série lhes falaremos de como funciona a energia e como podem usá-la. Vocês podem ser como uma antena de radar, que a recolhe, a refina e a transmuta, aplicando-a em seguida, de maneira adequada. Mas, primeiro, é necessário que compreendam algumas coisas, antes de sair a utilizar esta energia em estado bruto. Este é o propósito de nossa conversa hoje.

Vamos fazer uma breve pausa para realizar um ajuste final de energias. E entraremos na Lição Sete da Série da Ascensão. Pedimos-lhes que se sentem confortavelmente em seus assentos. Que respirem profundamente. Pedimos-lhes que toquem a mão de Metatron e de todos os demais que estão aqui com vocês. E regressaremos em um momento. 

(Pausa)

Metatron tem para vocês, hoje, uma breve mensagem antes que continuemos. Trata-se da alegria de ser humano. Como sabem, ele nunca teve forma humana; fica encantado de ter a oportunidade de estar tão próximo de vocês. Lembra a cada um de vocês que dediquem um momento do dia para sentirem-se agradecidos por sua experiência humana. Nas últimas semanas ele sentiu coisas que nunca antes tinha podido sentir, porque sua energia não podia estar tão próxima.

Senta-se com vocês no cinema e desfruta o prazer de estar naquele espaço, às vezes com outros, às vezes só. Senta-se com vocês, queridos amigos, quando vão dirigindo na estrada, observando as atitudes do homem, os edifícios, as estradas. Muitos de vocês vêem tristeza quando olham essas coisas. Metatron diz que ele vê alegria. Vê os esforços dos humanos, talvez nem sempre corretos em seus argumentos, mas ao menos são tentativas. Vê o coração e a alma dos humanos que desejam que as coisas tenham uma energia equilibrada e harmônica.

Quando Metatron sentou-se com alguns de vocês nos restaurantes, neste mês passado, enquanto desfrutavam uma saborosa comida, podia sentir o que é saborear algo sólido.  Podia sentir o que é tomar um gole de um copo de vinho. Podia sentir o ambiente íntimo, a amizade e a discussão. Oh, certamente, podia sentir que há responsabilidades em suas vidas, mas a mensagem que deseja comunicar-lhes é... dediquem um tempo, cada dia, para sentir a alegria de serem humanos.

É uma honra ser humano. É uma satisfação poder tocar outra pessoa. Não podemos fazer isso neste lado. Podemos fundir energias, mas não podemos sentir a sensação do toque humano. Quando vocês tocam outro humano, podem combinar os sentidos divinos com seus sentidos humanos.

Podem sentir o prazer de sentar-se com seu animal de estimação e conversar com ele em muitos níveis. Vocês sabem que há um maior número de humanos usando a Linguagem do Ah com seus animais de estimação que com outros humanos? (risos) E é natural, é sim. Eles compreendem. Falam com eles não através do cérebro, mas com todo o seu ser, com todos os seus sentidos. Não notaram, queridos amigos, que estão sentindo-se mais próximos de seus animais do que estavam há alguns meses? Parece que vocês os entendem, agora, de outras maneiras.

Metatron lhes pede que sintam a alegria de ser humanos e todas as recompensas que isto traz. Conseguem imaginar quando puderem combinar estes sentimentos de alegrias com a sua nova percepção divina? Ah, que coisa tão maravilhosa! Consciência divina combinada com o fato de ser humano. Vocês podem possuir tudo, em certo sentido. Podem ser matéria na forma. Podem estar imersos nessa maravilhosa dimensão em que estão e ter a percepção do que verdadeiramente são.

Bem, agora...havia um trabalhador da luz, Shaumbra, que se chamava David, muito parecido com vocês. David lia estas lições. Tinha estudado o material. Trabalhava em todas estas coisas, igual a vocês. E David, como vocês, batalhava com muitos dos conceitos. Às vezes chegou ao muro e, inclusive, às vezes saiu do Círculo Carmesim e falou que isto não era para ele! Estas lições nem sempre faziam com que se sentisse cômodo, porque eram difíceis. Mas David regressava a esta energia, porque compreendia, nos níveis mais profundos, que esta era a energia de CASA. 

David é um humano, um humano aprendendo a integrar sua divindade com tudo o que ele é. David tem uma esposa e dois filhos. Tem um trabalho regular e tem dívidas. David tem suas ânsias e desejos, o primeiro deles é de chegar a estar a serviço do Espírito. É um maravilhoso Humano em seu Ser, como todos vocês.

Há coisas de seu trabalho que David não gosta. Gostaria que lhe pagassem mais e queria não ter que trabalhar em certo departamento.Não se dá muito bem com algumas pessoas. E não gosta do lugar onde tem que estacionar o seu carro (risos). Não gosta de ter apenas três semanas de férias. Há muitas coisas associadas com o lugar onde trabalha, mas tem que suportá-las. Coopera o melhor que pode. Mas há dias em que tudo isto chega a afetar a sua energia.

David também tem algumas dificuldades com sua esposa. Há coisas com as quais não estão de acordo, mas não em todas. E com seus filhos... gostaria que seus filhos fossem melhor na escola. Gostaria que seu filho fosse mais desportista, como foi David na sua juventude. Mas seu filho não é assim e David gostaria que fosse. David gostaria que sua filha fosse um pouco mais atraente (risos). Seria mais fácil para que se casasse, pensava ele, se parecesse um pouco mais com sua mãe.

David possui muitas agendas, muitas programações, como todos vocês. Tem muitos problemas. Faz uso do conhecimento e da iluminação que alcançou e trata de arrumar as coisas a sua volta – em casa, no trabalho. Inclusive, utiliza esta energia quando tem agenda... por exemplo, quando compra um bilhete de loteria. Usa esta energia para controlar o resultado e ganhar na loteria. Podem crer? (risos).

David chegou ao ponto em que se sentia muito frustrado consigo mesmo. Duvidava de quem era. Quando entrava na Nova Energia, sentia como que sua divindade brotasse do seu interior, mas seguia frustrado consigo mesmo. Sentia que não podia controlar as coisas ao seu redor, que não era capaz de usar seu poder para manipular ou mudar as coisas à sua volta. 

David entrou em uma grande depressão, uma profunda depressão. Estava envolvido em uma difícil onda depressiva e, enquanto nadava contra a corrente, fazia qualquer coisa para sair dela. David, como muitos de vocês, gostava das grandes ondas. Gostava dos ciclos de elevação, mas não os inferiores. Não gostava destes, em absoluto.

Vamos fazer uma digressão aqui, na metade da história de David. Vocês experimentam a depressão e períodos de frustração em sua viagem para a Nova Energia. Lutam com os ciclos de momentos difíceis. Inclusive vão ao médico e tomam medicamentos para sair deles.

Mas estamos aqui para dizer-lhes que esses ciclos são apropriados. Estamos aqui para dizer-lhes – e sabemos que Cauldre já está tratando de deter-nos (risos), seremos pacientes. Não tratem de lutar com seus ciclos de baixas. É natural que ocorram. É natural que passem por eles. Queridos amigos, em sua Nova Energia, em sua nova vibração, não podem – como explicar-lhes – não podem cair fundo. Não podem perder contato consigo mesmos. Sabemos o que lhes preocupa – até que ponto posso cair? Sentem que, se não se sujeitam e não tratam de cair fora desses ciclos, eles os consumirão como uma onda gigante. 

Mas, queridos amigos, vamos falar diretamente da energia que causa estes ciclos e de como trabalhá-los. Podemos lhes dizer que deixem de brigar com estes ciclos. São tão importantes como os altos. Se não tivessem os baixos, não poderiam ocorrer os altos. Logo aprenderão que isto é parte da totalidade. Logo aprenderão que os altos e baixos, em certo sentido, apenas representam o velho equilíbrio da dualidade. E, agora, podem observá-los sob uma luz diferente.

Para aqueles que estão passando por um destes ciclos baixos, é natural. Deixem que aconteça. Há muito, muito para ganhar a partir deles. E sim, sabemos que é terrível. É terrível porque resistem a eles. Não estão reunindo a energia que produzem. Sentem-nos terríveis porque têm uma idéia preconcebida, baseada na energia da dualidade, de como devem sentir-se ou não se sentir, como devem pensar ou deixar de pensar.

Estão passando por estes ciclos com tanta intensidade porque a dualidade dentro do seu ser está em ebulição. Em ebulição para poder converter-se em outra coisa. Evitando os momentos baixos, jogarão por terra os altos. Depois falaremos mais disto, que, em parte, é também a razão de Metatron estar aqui. Falaremos diretamente da física e da energia que há por detrás disto nas próximas lições.

Agora regressemos a história de David... David, que experimentava os altos e baixos em sua vida. David que possuía tantas idéias sobre como DEVERIAM ser as coisas na vida e em seu interior, idéias preconcebidas baseadas na Velha Energia da dualidade. E o que estava acontecendo? Aconteceu que se bateu de frente com um muro. As coisas não eram da maneira como ele pensava que seriam. De vez em quando, havia uma luz de esperança e as coisas funcionavam e passava um dia tranqüilo. Mas, no seguinte, a frustração, a depressão e a dúvida voltavam a atormentá-lo.  Havia um sentimento de insatisfação. Um sentimento terrível.

David, sem saber que caminho tomar, nos chamou há pouco. Disse: “Querido Espírito, queridos Metatron e Tobias” – na verdade não me disse querido porque estava aborrecido comigo – “e agora, que faço? Para onde sigo? Por que não tenho esse sentimento de satisfação, felicidade e alegria que, verdadeiramente, gostaria de sentir?”

O que lhe dissemos também foi dito a outro grupo, há uma semana, em um lugar rodeado de altas paredes. É um lugar com trancas de ferro, em certo sentido. Em sua versão contemporânea, são arames de espinho. Era uma prisão onde plantamos, pela primeira vez, a semente da energia da Lição Sete. E foi o lugar mais apropriado para fazê-lo. O mais apropriado.

Desde então, esta semente está crescendo. E, em um sentido, essa também é a razão pela qual vocês estão passando por dificuldades durante as últimas semanas. O que dissemos a David... o que dissemos aos presos foi... NÃO TENHAM AGENDA.

Chamaremos a Lição Sete da Série da Ascensão “LIBERTA-TE DA AGENDA”. Ou, como gostamos de dizer aqui, “não, não a agenda” (risos). E devo dizer-lhes que este humor vem diretamente de Metatron. Está praticando como ser um humano gracioso (mais risos).

Queridos amigos, a Lição Sete é “LIBERTA-TE DA AGENDA”. Isto será difícil para vocês, como foi para aquele que chamamos de David. A princípio dizia: “Ah, sem agenda! Isso soa bem”. Mas, quando começou a aplicar em sua vida, David se deu conta, em seguida, de algo. Deu-se conta de que gostava das agendas!

As agendas são a energia nuclear da dualidade. Sempre tiveram agendas, desde que abandonaram o Lar. Sentir-se-ão nus sem uma agenda. Quando começarem a trabalhar com esta lição chamarão a mim, Tobias, e talvez também a Metatron, de loucos. Dirão: “Temos que ter agenda!” E buscarão justificativas intelectuais para explicar porque é necessário ter agendas em suas vidas.

Plantamos esta semente, há aproximadamente uma semana nas instalações de um presídio, não muito distante daqui, com presos que possuem um tipo de energia completamente diferente de vocês. Eles não se consideram livres, enquanto que vocês são. Plantamos uma semente ali quando falamos de libertar-se da agenda.

E sabem o quê, queridos amigos? Os que estão atrás desses muros, com os quais eu, Tobias, sinto um vínculo – ainda que, tenho que dizer, as condições fossem muito piores quando eu estive preso – eles possuem tudo muito fácil. Têm comida muito melhor! (risos) Têm calefação e luz e eu não vi ratos. Tudo o que vi foram coelhos. Não podia acreditar que aquele era um lugar de castigo. Mas bem, não devo seguir com as minhas próprias épocas difíceis. Talvez algum dia, farei Cauldre escrever um livro sobre as minhas experiências na prisão. Mas antes tenho que conseguir que escreva o primeiro livro do Círculo Carmesim! (risos)

Lição Sete: LIBERTA-TE DA AGENDA. Metatron gosta do som! Queridos amigos, quando deixarem este espaço, pensando, talvez, que esta foi uma lição muito fácil, - “É fácil deixar as agendas” – compreendam que as agendas são uma energia da dualidade, uma energia de polaridade. Era apropriado trazer esta lição no dia de hoje, este dia que coloca os números da dualidade diretamente frente a seus olhos.

Será difícil estar sem agenda. Vão encontrar situações em que as agendas seriam algo muito natural, quando estarão tão próximos delas que lhes será difícil ver qualquer outra coisa. Haverá ocasiões em que falarão mal e protestarão dizendo: “Mas tenho que ter agenda para isto!”.

Falando de agendas e dos recentes acontecimentos de seu mundo, há quem tenha agenda para o terrorismo, para dominar e controlar outros humanos. Essa é uma velha agenda. Vem desde os tempos em que deixaram o Lar, quando buscavam consumir a energia de outra entidade como recurso para regressar ao Reino. As guerras são tão velhas como o tempo em que deixaram o Lar.

Querer controlar o outro é antigo e já sabemos que não funciona demasiadamente bem. Isso é uma agenda. É uma agenda que poderíamos chamar de escuridão. Vocês também jogam o jogo. Aqui falamos de que se desfaçam de suas agendas.

Vejam a energia que existe por trás desta lição. É uma continuação das lições que já discutimos. É importante tratar deste tema neste ponto de sua viagem. Não ter agenda significa permitir que a Vontade Divina entre, que a Vontade Divina abra novas possibilidades. Não ter agenda é também uma extensão da lição onde falamos de “permanecer atrás do muro”. Entretanto, quando apresentamos essa lição, apenas lhes pedíamos para permanecer atrás do muro. Sabíamos que ainda tinham uma agenda. Sabíamos que ainda tinham sua própria opinião dos resultados, das conseqüências.

Sabem que agenda, por definição, é obter o resultado desejado de uma situação? É colocar sua energia no que desejam como resultado. Queridos amigos, se possuem agenda, estão jogando o jogo da dualidade. Ponto! Desejam um resultado. Desfaçam-se da agenda e se desfarão da dualidade.Desfaçam-se da agenda e permitirão a si mesmos transportar-se a uma nova energia. Os conduzirá para fora do reino da dualidade. Os levará a uma nova consciência, uma consciência de ascensão que não estará enfocada na energia do “dois”, da dualidade, da polaridade.

Não tenham agenda, amigos. Oh, este vai ser um grande desafio. Vão se sentir nus sem agenda em suas vidas. Vão sentir – como dizê-lo – que não possuem coluna vertebral. Vão sentir-se como uma medusa sem forças, porque, até agora, a agenda lhes havia proporcionado força, enorme força. Se a agenda era forte, vocês eram fortes. Fortes na Luz ou na Escuridão. Fortes nas batalhas da dualidade. Durante algum tempo vão sentir-se inseguros. Vão sentir-se como gelatina, sem agenda. Vão ter vontade de voltar correndo à dualidade, onde está o cobertor seguro da agenda.

Muitos de vocês tiveram uma agenda tão forte durante estes anos! Chamaram-se de Trabalhadores da Luz. Seres maravilhosos. Era um cobertor que os protegia das realidades do mundo ao seu redor, uma manta que lhes fazia sentirem-se bem: “Sou um guerreiro da luz”, diziam vocês. “Estão liberando uma batalha da dualidade”, dizíamos nós.

Queridos amigos, esta é a Lição Sete. É um avanço muito importante, muito delicado e muito difícil. Será utilizado como ponte para outras lições desta série. Recordem suas reações a Lição Sete. Recordem as experiências que tiveram nos primeiros dias e semanas, inclusive meses depois de escutar ou ler esta lição. Chegará um dia, quando seus alunos chegarão a vocês – os novos humanos que cruzam essa Ponte de Espadas – e lhes dirão: “Querido Shaumbra, querido mestre, estou aprendendo estas lições. As estou estudando. Estou me convertendo em um humano divino. Mas por que, de repente, acontecem coisas frente aos meus olhos, que não havia acontecido antes? Por que me sinto deprimido e já não posso encontrar a maneira de sair disto? Por que me sinto assim? Depois de tanto trabalhar, por que sinto que vou de encontro a um muro?”

Vocês sentarão e falarão com eles sobre esta energia da dualidade. Eles estarão preparados para deixar a dualidade. Vocês lhes explicarão que, quando a dualidade está pronta para abandonar a consciência, parece que volta com toda a força.

É por isto que sentiram tantas dificuldades nestas últimas semanas. É por isto que sua Internet passou por um caos nas últimas semanas. Especificamente pedimos a Cauldre que se mantivesse à margem. E sabem o quê? Queria interferir. Queria ter uma agenda e colocá-la na lista de mensagens (risos). Queria envolver-se. Queria justificar o que fazia e o que eu, Tobias, fazia.

Obrigado, mas não necessito essas justificativas. Nos divertimos vendo todas as suas agendas aparecerem na lista da Internet. Era um microcosmo de todo o Círculo Carmesim aparecendo em sua Internet. Agenda. Voltem a ler as mensagens que puseram. Sim, todos vocês, todos os que escutam ou estão lendo isto... voltem e leiam as mensagens que puseram. Vejam sua agenda. Aprofundem e vejam o que realmente disseram. Surpreender-se-ão depois que tenham se acomodado na energia desta lição. Era agenda. Surge forte agora.

Queridos amigos, haverá muita discussão sobre esta lição. Terão muitas perguntas. Nas lições seguintes vamos reunir as energias que se encontram por trás de tudo isto. Ajudaremos vocês a compreender, desde o ponto de vista da física espiritual, como chega a energia, como se usa, como se converte em consciência.

LIBERTEM-SE DA AGENDA. Tirem-na de sua vida. Levem um diário. Escrevam e compartilhem as suas experiências com outros, porque estarão em uma trajetória muito interessante durante um curto período de tempo. Sentirão que foram lançados em uma espécie de túnel, talvez totalmente fora de controle. Mas já sabemos. Pousarão em um lugar muito bom, um lugar de onde poderão observar a dualidade. Poderão ver a dualidade como nunca antes puderam vê-la. Sem agenda, podem transportar-se para fora da dualidade e entrar na divindade. Pedimos-lhes que experimentem isto até nossa próxima lição. LIBERTEM-SE DA AGENDA.

Descobrirão algo novo por vocês mesmos. Quando se encontrarem, em alguma circunstância, com outros humanos onde haja agenda – argumentos, discussões, debates – e vocês liberarem a sua, liberarão também a do outro humano. O liberarão, também, de ter que defender a sua. Quando vocês baixam a espada, os outros baixam também. Observem as interessantes interações que ocorrerão entre vocês e os outros. Quando não tiverem agenda, notem como muda a energia da situação ao seu redor.

Diremos uma coisa mais antes de nos despedirmos neste dia. Nas próximas semanas serão postos à prova no departamento das agendas. Inclusive quando pensarem que estão agindo corretamente e se derem palmadas nas costas, de felicitações, e se disserem “já aprendi como me livrar da agenda”, alguém chegará e lhes fincará o traseiro com sua espada (risos), buscando que você adote sua agenda. Para que a agenda de dualidade dele tenha energia, a de vocês tem que ter também. Para que as espadas briguem, ambos tem que ter tomado suas espadas. 

Chegarão para vocês, incitando-os, querendo que vocês apanhem uma agenda. Pedirão que tomem partido por algo. Criticarão e lhes dirão: “O que está havendo? Já não tens coluna vertebral, já não tens opinião, não tens força? Te converteste – como dizem... – em um zero à esquerda? Mas ao ir experimentando o não ter agenda, algo novo acontecerá. Chegará uma nova tomada de consciência”.

No início desta reunião, quando chegou Metatron, lhes dissemos que, finalmente, eram já capazes de manter a força de sua divindade. E sabíamos que este era o objetivo do tema de hoje. Quando começam a sustentar sua divindade – um novo tipo de força, não a da dualidade - estão preparados para libertar-se das velhas agendas. Às vezes sentirão que não trazem a roupa colocada, queridos amigos, por estarem sem agenda. Sentir-se-ão nus.

Permitam que lhes digamos como é a agenda, como nós a vemos. No universo há um fluxo de energia. No núcleo de todas as coisas há uma energia que sempre está iluminada. Sempre está fluindo. Não em ciclos. Não se acende e não se apaga. Simplesmente é. Essa é a energia que traziam quando deixaram o Lar, todos vocês. É uma energia constante, deslumbrante. Quando a energia se distribui no Universo, converte-se em algo parecido a uma energia que se acende e se apaga.

Depois aprofundaremos mais isto, mas pensem no fluxo da energia como em um rio, que flui suave, livre, abertamente. As agendas são como penhascos no rio. Bloqueiam o fluxo da energia. E quando há vários penhascos no rio, cria-se uma espécie de represa. Ao criar-se a represa, o fluxo é bloqueado e o lixo se acumula na represa. E aí começam toda a sorte de problemas, queridos amigos.

Suas agendas são como rochas na água, bloqueando e restringindo o fluxo de energia para vocês. As rochas estiveram acumulando resíduos. É hora de eliminar as rochas e permitir que todas as divinas energias fluam através de vocês, aberta e livremente. Divirtam-se com esta lição até o nosso próximo encontro.

Queridos amigos, temos que acrescentar um pensamento mais antes de partir. Quando se encontrarem em dificuldades com esta lição, quando não compreenderem, quanto tiverem perguntas, não entrem em hibernação. Não fujam para outro lado e não cubram suas cabeças com o cobertor, buscando ignorar as coisas. Comuniquem-se com outros Shaumbra. Vão à sua Internet, nos seus grupos locais. Falem uns com os outros. Aquele que senta junto está experimentando o mesmo que vocês, mas esconde. Mantém guardado. 

Sabem o que acontece quando compartilham seus pensamentos e seus sentimentos? Tomam consciência de que estão no caminho correto, que são humanos divinos e que, além disso, não estão, nunca, sós.

E assim é.


[1] Ao falar da “agenda”, Tobias se refere à programação, às idéias preconcebidas que temos e que nos levam a pensar e agir de uma maneira predeterminada diante de qualquer situação. Pensamos que “temos” que agir de uma maneira específica porque assim nos “acostumamos” a fazer e caímos em julgamentos e comportamentos que correspondem ao “manual”, à “agenda” da velha energia
[2] Dia de São Valentim
[3] Harry Potter
[4] Princípios de setembro de 2001
[5] Refere-se a 11 de setembro de 2001
[6] Refere-se à ressonância Schumann.
[7] Refere-se a certos estudos estatísticos que estão sendo feitos, relacionados com as mudanças vibratórias produzidas no ambiente por um evento que causa impacto a nível coletivo. As mudanças que indicam estas “medições” pretendem ser a “medida de mudança” do consciente espiritual de que fala Tobias.




Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. A história de Tobias, do livro bíblico de Tobit, pode ser encontrada no site do Círculo Carmesim na rede – www.crimsoncircle.com O material de Tobias tem sido oferecido sem ônus aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra mundo afora desde agosto de 1999, data quando Tobias disse que a humanidade ultrapassou o potencial de destruição e entrou na Nova Energia. 
 
O Círculo Carmesim é uma rede global de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Energia Nova. Passando pelas experiências, alegrias e desafios do status ascensional, eles ajudam outros humanos em sua jornada compartilhando, cuidando e guiando. A cada mês mais de 40.000 pessoas visitam o site do Círculo Carmesim para ler os últimos textos e para discutir suas próprias experiências. 
 
O Círculo Carmesim realiza seus encontros mensais em Denver, Colorado, local onde Tobias apresenta as últimas informações através de Geoffrey Hoppe. Tobias afirma que ele e outras entidades do Conselho celestial Carmesim, estão na verdade canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles lêem nossas energias e traduzem nossa próprias informações de volta para nós de maneira que possamos vê-las de fora, enquanto as experimentamos por dentro. Os encontros de Círculo Carmesim são abertos ao público, embora RSVPs seja bem vindo. Não há custos ou taxas a pagar. O Círculo Carmesim recebe sua abundância através do amor aberto e da doação dos Shaumbra pelo mundo. 
 
O propósito último do Círculo Carmesim é servir como guias humanos e professores de humanos que percorrem o caminho do despertar espiritual interior. Esta não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior guiará as pessoas a sua porta para compaixão e cuidado. Você saberá o que fazer neste momento, quando o humano único e precioso – prestes a embarcar na jornada da Ponte das Espadas – chegar a você. 
 
Se você está lendo isso e sente a verdade e a conexão, então você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade floresça em seu interior neste momento e por todo o tempo a frente.Você nunca está só porque há a família ao redor do mundo e há os anjos nas esferas ao seu redor. 
 
Por favor distribua estes texto livremente sem base comercial e sem cobrar. Por favor, inclua a informação em seu todo, inclusive as notas ao pé de página. Qualquer outra utilização precisa ser aprovada por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado @copyright 2001 Geoffrey Hoppe, POBox 7328, Golden, Colorado, CO 80403. E-mail: Tobias@crimsoncircle.com. Todos os direitos reservados.
 
Tradução para o português: Eleonôra  (ear@portoweb.com.br)