A Imaginação e o Novo Deus

TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM

Círculo Carmesim, 3 de abril de 2004 - Série da Nova Energia

Shoud 9: IMAGINAÇÃO E O NOVO DEUS




 
E assim é, queridos Shaumbra, queridos mestres, que nos reunimos juntos novamente. A energia mudou desde a nossa ultima reunião. Vocês mudaram. Ah... 

sempre leva um pouco de energia para chegar aqui, porque realmente amamos apenas nos sentar, estar com vocês, e compartilhar com vocês. Nós amamos ouvir suas risadas neste dia, risos por coisas tolas (referindo-se a muitas risadas mais cedo no dia durante a recapitulação do material do mês passado, sobre um erro de tipografia que Linda e Geoff transformaram numa humorística interação entre eles). Nós amamos sentir seu amor

Amamos sentir que bem menos sofrimento aqui agora. As coisas estão mudando, Shaumbra. Estão mudando. Podemos lhes dizer isto inclusive enquanto estamos… pensamentos estão chegando através de Cauldre… ele nos pede a confirmação. Mas, podemos lhes dizer isto – os tempos mais difíceis ficaram para trás de vocês. Certamente, eles estão (murmúrios e depois aplausos da audiência). Podemos ver isto energeticamente em vocês como indivíduos. Nós podemos ver isto como a energia de  Shaumbra. 

Vocês atravessaram a “noite escura da alma” e vieram para o outro lado. Vocês cruzaram a Ponte das Espadas que é a libertação de seu carma, a libertação de  Velhas crenças, libertação das suas limitações. E, vocês passaram pela Ponte das  Espadas saindo novos e diferentes

Sim, certamente, ainda vestígios da Velha Energia. Isto não acontece da noite para o dia. Todo este processo nós pensávamos que iria levar muitas, muitas vidas. Mas, vocês trabalharam através disto e – como dizer – de certa maneira, batalharam para atravessar por isto. E depois se deram conta de que aquela batalha poderia não mais estar dentro ou fora de vocês mesmos. Vocês deram toda a sua paixão a isso. Vocês deram toda sua energia a isto. E depois se deram conta de que era hora de parar de  brigar com si mesmos, tempo de deixar de lutar, deixar de sofrer e de estar neste momento do Agora.

Gostamos da palavra empregada anteriormente pelo comentarista (referindo-se a  David McMaster), a que carrega a energia de David. Ele diz que este é o “momento presente”, porque é um presente. É um presente. Isso vem a vocês. O momento é um presente, cada momento. 

Vocês aprenderam a  liberar suas expectativas numa energia dual. Foi muito difícil deixar ir tudo o que vocês pensavam que eram, de ser quem realmente são. É por  isto que dizemos que a parte mais difícil terminou. Haverão esforços e desafios porque vocês vivem num mundo de  dualidade.

Se vocês regressassem ao nosso lado agora, vocês não teriam que enfrentar estas coisas. Se foram à Nova Terra para ter residência permanente – e cada um de vocês aqui tem direito a ela – vocês não teriam que ter as lutas da vida na dualidade. Mas, vocês estão escolhendo ficar aqui, assim que haverão essas simples, irritantes coisas que acontecem em suas vidas. (risos da audiência)

Como eu, Tobías, disse recentemente lá na minha pátria Israel, uma das coisas mais difíceis com que eu me veria desafiado se regressasse a Terra na forma humana, seria a de agüentar o seu transito (mais risos). Isto é realmente um pecado da humanidade. Mas, de certa maneira, também é um símbolo da congestão que está acontecendo na energia. Vocês estão tentando ir muito rápido, e então a energia está tentando fazer com que desacelerem.  

Queridos Shaumbra, haverão coisas como bagagem perdida. Isto acontece, vocês sabem. Nos fizeram a pergunta recentemente de porque a bagagem de um querido Shaumbra esteve perdida, pensando que havia uma grande razão mística para isto, que o Espírito estava tentando dizer algo a  este ser querido. A razão foi que a energia de suas linhas aéreas está muito desequilibrada (mais risos). A bagagem se perdeu. Como vocês dizem, “Coisas acontecem…” (pausa, com Tobías rindo entre dentes)… algo como isto (risos muito mais fortes de parte da audiência, sabendo que Tobías está brincando aqui e está se referindo a uma frase Americana comum, “Shit happens”).

Nos dizem que – como dizer – que se supõe que aqueles de nós que não se encontram no corpo físico não devem dizer palavrões. Então… supõe-se que devemos ser espirituais (mais risos). Se vocês pudessem dar uma olhada em algumas das  nossas discussões, alguns dos jogos que jogamos aqui, vocês estariam horrorizados (mais risos). Nós nos divertimos. Tomamos um copo de vinho… fumamos um cigarro. Sim, certamente, jogamos um pouco de cartas de vez em quando. 

Mas, queridos amigos, não é como o que vocês têm, já que vocês podem realmente provar o vinho e sentir como ele penetra na sua biologia. Não há nada como isso… onde realmente podem tocar outro ser humano… sentir sua pele e sua energia… nada como isso. 

Toda esta jornada de vir à Terra tem um propósito e um significado. Há uma razão para isso. É para dar energia à vida , de manifestá-la na matéria, e trazê-la à vida. 

Queridos amigos, quando vocês deixaram o Lar, vocês o deixaram porque sabiam que algum dia vocês iam herdar o trono. Isto lhes foi dado pelo Rei e a Rainha. Deus – Tudo O Que É – disse a você, “Algum dia vocês vão herdar o trono”. Assim deixaram o Lar para aprender como eram as coisas fora do Lar… como era o não ter um trono… como era sentir que vocês simplesmente eram mortais, simplesmente limitados. 
 
Vocês deram a si mesmos essa experiência para que algum dia quando se sentassem no trono – significando que quando fossem Criadores, Criadores plenos por próprio direito - vocês estariam lidando em um lugar de experiência e sabedoria. Vocês teriam as experiências em suas próprias vidas. Vocês chegariam a conhecer os altos e baixos… porque como poderiam herdar o trono sem um entendimento completo? Assim deram a si mesmos esta tremenda jornada. Deram a  si mesmos todas estas experiências para que algum dia, quando forem um completo, completo Criador, um Criador consciente no seu próprio direito, vocês compreenderão as implicações.  

Para usar uma analogia humana seria como se sua família, seus pais fossem proprietários de  um império comercial. E vocês, fossem o único filho. E eles disseram, “Algum dia esta companhia - todas estas companhias e esta grande riqueza – serão suas”. Vocês tinham suficiente sabedoria para saber que seria importante deixar a família por um tempo, de deixar esta comodidade do império comercial que eles tinham. E foi para que vocês puderam descobrir como é que era lá fora, para que deixassem tudo aquilo, para que pudessem vir a perceber que vocês também são Deus por seu próprio direito. E foi assim para que algum dia – nesta analogia – algum dia quando herdassem a fortuna familiar, o império familiar, vocês soubessem como era também estar do lado de fora de tudo isso. Vocês entenderiam que vieram para compreender suas próprias habilidades e talentos, assim não era somente uma questão de tomar posse da companhia de outra pessoa. Vocês saberiam que teriam desenvolvido a sua própria sabedoria. É por isso que deixaram o Lar. 

Algum dia vocês herdarão o trono. Vocês serão o Criador pelo próprio direito, querido Shaumbra. Olhem por  um momento… sintam por um momento quão longe chegaram em muito pouco tempo. Vocês agora são diferentes do que eram há um mês atrás. Certamente são diferentes do que eram há um ano atrás. Tivemos que lhes falar de forma diferente quando começamos juntos há quatro anos. 

Algumas vezes sabemos que vocês pensam que este processo é lento e tedioso. E, podemos compreender. Mas, esperem um momento. Sintam neste instante quem são. Sintam o que aprenderam interiormente. Não se preocupem pelo externo neste momento, mas sintam quem são bem agora – a verdade e a profundidade que vocês têm agora em comparação á quatro anos ou á dez anos atrás. Vocês são uma energia diferente. Vocês têm uma consciência totalmente diferente.

Certamente, porque vocês quiseram que tudo isto fosse tão rápido, foi difícil algumas vezes. Vocês se sentiram como que perdessem a razão. E, de certa forma, assim foi. Vocês se afastaram desta coisa chamada “mente”. Vocês são diferentes agora. 

Permitam a  si mesmos este prazer. De vez em quando voltem-se para trás e sintam quem são agora. Sintam de  onde vieram. Algumas vezes numa viagem tem que se olhar para trás para ver quão longe verdadeiramente se chegou. Quando vocês vêem  somente o caminho a sua frente, parece que não fizeram de fato tanto progresso. Mas, quando vocês param por um momento e refletem, e olham para trás, então vêem o quão longe chegaram realmente. 

Assim, Shaumbra, hoje neste Shoud, vamos ser breves e doces. Cauldre nos pede para definir breve aqui (algum riso) – menos de  duas horas hoje! Isso é muito curto do nosso lado. Eu, Tobías, tenho falado bastante. E, tal como vocês sabem, eu posso falar, e falar, e falar porque é tão bom estar aqui com vocês, compartilhar tudo isto com vocês. 

Todos vocês trabalharam muito duro, especialmente durante o último mês, ainda que – como dizer – não foi necessariamente difícil. Houve tanta energia que brotou de  vocês desde aquele momento no que falamos sobre abraçar e escolher a vida. Oh… as energias têm se movido com muita rapidez dentro de vocês e dentro da consciência da humanidade. 

Shaumbra de todo o mundo se uniram a nós durante a semana passada, a semana retrasada, nas energias da nossa viagem a Israel. Sabemos que vocês estiveram lá conosco. Inclusive se não estiveram lá em  corpo, estiveram em  espírito. Sentimos seu amor e seu apoio. Sentimos que vocês estiveram participando nesta viagem, nesta aventura e nesta experiência. 

Movemos muita energia juntos. E, falaremos disto num momento. Mas, movemos muita energia. Criamos um potencial. Colocamos este potencial no país e na consciência, um potencial que tem o potencial, a habilidade, de  afetar à humanidade, de  afetar a toda a consciência. Vocês fizeram parte disto, Shaumbra, porque vocês agregaram sua energia e sua identidade, sua consciência  no que foi feito lá. 

Houve uma razão para estar lá. Era mais do que simplesmente cheirar o ar, e provar a comida, e visitar meu próprio país. Houve uma razão. Vamos falar disso num momento. 

Shaumbra – como dizer – nos movemos para um novo nível com vocês. Nós nos movemos para um nível diferente onde vocês estão participando mais ativamente no que é feito lá. Nos movemos para um novo nível onde podemos ir mais rapidamente com vocês. Nós podemos trabalhar junto com vocês para abrir áreas totalmente novas de potenciais… áreas totalmente novas de consciência… coisas com que somente sonharam antes… coisas com as que quem sabe nunca sonharam. Então, vamos estar nos movendo com mais rapidez. 
 
Passamos quatro anos e pouco trabalhando com vocês e lhes ajudando a  liberar as Velhas Energias e as Velhas Crenças. Agora, podemos seguir adiante com coisas bem mais divertidas, com coisas bem mais dinâmicas, coisas bem mais interessantes. Vocês atravessaram os tempos mais duros.

Pedimos que façam uma inspiração profunda, Shaumbra, para sentir as energias do  nosso convidado de hoje. E, há dois convidados. Suas energias são bastante diferentes. Novamente, não se trata de  analisá-lo em sua mente. Simplesmente se trata de sentir as energias daqueles que estão chegando no dia de  hoje. 

A primeira convidada é uma parte muito importante do trabalho que estamos fazendo com vocês agora. Suas energias estiveram conosco no país de Israel. Suas energias estiveram presentes na nossa última reunião. Ela vem de novo para que possamos nos mover para o próximo nível com vocês no emprego desta imaginação criativa, a imaginação divina em sua vida, aplicando-a praticamente em sua vida… não mais filosofia… não mais – como dizer – palavras simples para tranqüilizar e consolar… não mais explicações a vocês do porquê estão aqui. Nos movemos agora para uma energia de aplicação mais prática com vocês.  

Assim, certamente Myriam volta aqui, mais próxima inclusive do que fez há um mês atrás, porque todos vocês têm trabalhado com ela em seus sonhos… e na realidade. Ela vem para outra discussão sobre a imaginação. Oh, vamos estar falando disto durante algum tempo. É uma área tão dinâmica. Faz parte da energia do Criador. Chegou o momento para começar a  por isto em uso na sua vida e para prestar atenção como isso afeta, não somente a  vocês, senão a  tudo o que lhes rodeia. 
 
Assim, certamente Myriam está aqui, tão feliz, tão feliz de ter estado conosco na nossa recente viagem. Oh, ela inclusive chegou a voltar ao lugar que foi sua velha aldeia… sim, certamente, e para celebrar, ainda que fosse já fim do dia, ainda que os viajantes que estavam conosco estivessem cansados. Eles celebraram sua vida. Eles celebraram sua energia com um brinde de vinho… de qualidade média (riso da audiência)… servido num copo de papel. Mas foi de coração. Aconteceu que este grupo  queria muito honrá-la e também honrar a si mesmos, que pararam ao lado do caminho quando o sol se estava pondo, para fazer um brinde a ela na sua velha aldeia. Assim ela está encantada de estar aqui, encantada de  estar de regresso. 

Há outro convidado no dia de hoje. Pedimos  que sintam sua energia e que façam uma inspiração profunda… novamente, não se dirijam a sua mente. Simplesmente sintam em  primeiro lugar. O pensar vem depois. Primeiro sintam. 

Vejam… com freqüência trazemos aqui tanto convidados que já estiveram na forma humana ou os que ainda estão… alguns ainda se prolongando. Nosso convidado anterior, o Papa – vocês sabem, que a maior parte do seu espírito já não se encontra mais aqui. Seu corpo está aqui, mas a maior parte do espírito já seguiu adiante. Eles estão – como dizer – retendo-o energeticamente aqui, tentando desesperadamente   manter este equilíbrio energético… a igreja está… pelo menos até o ano 2007. Eles sabem que estão tentando segurar algo que é Velho e que deseja ir. Isto lhes soa familiar isto, Shaumbra? Isto quer se ir. O Papa sinceramente quer partir agora, mas eles estão, de certa maneira, empregando energias ritualísticas para agarrá-lo. Que vergonha… que vergonha!

Assim freqüentemente trazemos convidados que estiveram na forma humana ou que estão ainda na forma humana. Nossos outros convidados foram energias arquétipicas, energias que não são – como dizer – um ser humano específico, ou inclusive um ser angélico específico. Eles são arquétipos – Arcanjo Miguel… Gabriel… Rafael… tantos  outros que trazemos… Metatron. 

Estas são energias arquétipicas. Eles têm sua própria imagem. Eles têm seu próprio tipo de  energia. Mas, são arquétipos. Eles estão aqui para trabalhar para vocês. Eles representam aspectos de vocês mesmos. Eles representam sistemas de apoio que vocês mesmos criaram como para poder invocá-los. Eles não são – como dizer – de  aspecto humano com asas, mas eles podem aparecer a vocês dessa forma quando vocês precisarem. 

Nosso convidado de hoje não é também um arquétipo – como os que vocês normalmente estariam acostumados – nem este convidado teve forma humana antes. Nosso convidado de  hoje vem junto com Myriam. E, este convidado é um pouco diferente. É a energia da Verdade. A energia da Verdade está entrando. Não há uma Verdade… então se vocês estiveram tentando definir a energia… se sua mente tentou defini-la, e parece que não podia – como dizer – localizar onde esta energia se encontra… parece que escapa de vocês… é porque a energia da Verdade está constantemente mudando e evoluindo. De certa maneira, vocês poderiam dizer que qualquer coisa e todas as coisas são Verdade, mas simplesmente há dimensões e aspectos maiores da mesma que se desenrolam em  sua vida. 

A energia da Verdade está entrando agora porque nós estamos indo a lugares que vão requerer que abram e expandam sua consciência para compreender que há uma verdade maior do que a que se acha à sua frente… que é a forma material… que é o que pode ser quantificada como matemática… que pode ser – como dizer – processado por um computador. Estamos indo à uma área da Verdade que é muito maior, mas que não é limitada. Não é limitada. 

Está sempre mudando. Então compreendam, à medida que nós nos introduzimos esta energia de uma Nova Verdade, a mesma irá mudando. Daqui a um ano será diferente, inclusive em seis meses a  partir de agora, será diferente. 

Mas, chegou o momento de se  abrir a uma Verdade totalmente Nova, de trazer isso à sua vida. É SUA energia da Verdade. É um potencial que esperou chegar… esperando que vocês sentissem que estão no lugar correto… esperando que vocês sintam que deixaram ir o suficiente das Velhas crenças e que podem incorporar a Nova Verdade. É parte de  vocês. Também é parte de todas as coisas. 

Nós sabemos que estamos falando – como dizer – de uma forma um pouco vaga aqui, então lhes pedimos que inspirem e que sintam a energia da Nova Verdade… uma Verdade expandida… e uma Verdade crescente.
A Verdade não é justificada em seu estado puro. Ela não reclama ser a ÚNICA forma. Ela reclama ser a forma no momento presente.

A Verdade não permanece parada. Está sempre se movendo.
A Verdade tem clareza quando a introduzem a sua vida. Ela tem clareza Neste momento de sua vida, e vocês compreendem as coisas de uma forma Nova e diferente. 

A Verdade é equilibrada. Vejam vocês…

A Verdade lhes cabe como um traje feito sob medida. Mas, como sabem, inclusive um traje novo eventualmente se transforma em velho. Desgasta-se. Ou fica muito pequeno ou muito grande. As fibras se enfraquecem. Deixa de estar de moda... vejam vocês.

A Verdade muda. Muda o estilo. Nós lhes dissemos no inicio desta série e no inicio da anterior, que mesmo as coisas das que lhes falamos hoje… poderão parecer que nos contradizemos com elas daqui a um ano, porque a Verdade sempre está mudando. 

A Verdade chega hoje como uma convidada junto com Myriam. A Verdade lhes pede que sejam flexíveis, que permitam a mudança.  

Ah…muitas vezes os humanos temem à mudança em suas vidas. Eles chegam a se sentir muito cômodos em sua própria miséria (alguns risos), porque a compreendem. E podem lidar com ela. Às vezes é mais fácil permanecer numa relação miserável porque se sabe o que ira acontecer no momento seguinte. Será miserável, mas vocês sabem o que é que vai acontecer (mais risos). 

Quando vocês saem dessa relação, não sabem o que é que vai acontecer. Não sabem se vão poder pagar o preço. Não sabem se irão se sentir solitários pelo resto de suas vidas. Vejam…não sabem o que é lhe irá lhes acontecer. Assim, os humanos tendem a  resistir à mudança.  

A energia da Verdade que entra agora, são vocês… um potencial que vocês criaram está entrando agora. Ela quer flexibilidade. Quer a habilidade de se expressar, de  mudar e de crescer. É para onde estamos indo. Shaumbra – para alguns Novos lugares… para algumas Novas dimensões… para algumas Novas formas de  entendimento… e definitivamente Novas formas de  viver. 

Às  vezes – como dizer – pode assustar vocês. Às  vezes pode ser que precisem de um descanso – como dizê-lo – umas férias. Pode ser que tenham que parar por um momento, simplesmente para assimilar todo o Novo que está entrando a  sua vida. Isso é maravilhoso. 

Apenas recordem, queridos Shaumbra, de não tentarem se segurar na Verdade, senão deixar que ela se transforme numa parte de  vocês, crescendo e fluindo. Não tentem ser justos com a Verdade. Não tentem impô-la aos outros. Não tentem possuí-la. 
 
As igrejas na atualidade, as religiões, as maiores religiões do mundo, estão tentando possuir a Verdade… vejam, eles estão tentando dizer, “Esta é a ÚNICA maneira”. Era a maneira de 2000 anos atrás, ou 4000 anos atrás. Isto não quer dizer que seja a maneira de hoje em dia. Há tanta miséria na atualidade, tanto conflito na Terra, causado por aqueles que estão tentando se agarrar à Verdade…ser dono dela… repartindo-a em pedaços e peças… mas sim para controlá-la e para possuí-la. 

A Verdade que vocês aprenderão em sua vida não é para ser possuída… é simplesmente para ser… para ser inspirada… para ser trazida à vida… e para se dar a liberdade. 

Assim, estamos trazendo esta Energia da Verdade totalmente Nova. Alguns de  vocês estão perguntando, “A Nova Verdade está construída sobre a Velha?” Esta é uma pergunta interessante.

“Porquê eu estou aqui?” (risos porque Tobías se referindo em brincadeira à uma engraçada interação antes da canalização). As grandes questões das mentes de  homens e mulheres. 

Sim, certamente, a Nova Verdade está construída sobre a Velha, mas novamente, não é linear. Não é – como dizer – não está limitada ao que aprenderam no passado. A essência de  tudo o que aprenderam antes, as Verdades que abraçaram antes, fazem parte desta Nova Verdade. Mas, esta Nova Verdade vai além… vai muito além. Não se acha limitada ao que conheceram antes. 
 
De certa maneira, sempre dizemos a vocês, “O futuro é o passado curado”. A Verdade está construída sobre um passado… mas está curado… está equilibrado. Assim agora pode fluir em direções totalmente Novas. Não se acha limitado ao que conheceram antes. 

Assim, queridos amigos, junto com a energia de Myriam, vamos respirar na Nova Verdade que é SUA. Vejam… não vem de nós. Nós não estamos ordenando isto. Nem sequer a estamos definindo. E pedimos, a  vocês, que não o façam. É a Verdade que vocês criaram individualmente e como Shaumbra. Quer entrar a  suas vidas agora.

Foi uma honra e uma alegria para mim, Tobías, regressar recentemente ao país   onde passei muitas, muitas vidas, incluindo a vida como Tobías (dizendo Toe-BYE-us)… Tobías (pronunciando-o esta vez como TO-bee-us)… ou Tobit… qualquer seja o nome com que me chamam. Foi mais do que simplesmente voltar à reminiscências. 
 
Certamente, senti – à medida que viajávamos juntos – senti os lugares por onde andei. Cauldre e eu tivemos muitas palestras. Lugares em que eu estive antes… de certa maneira, pareciam os mesmos. E, de certa maneira, não pareciam em nada os mesmos. A energia mudou drasticamente. A mesma paisagem é um pouco diferente. Há muito mais verde do que em muitas épocas. Há mais árvores e flores. A energia é diferente. É pesada. De certa forma, foi quase doloroso retornar lá, de sentir o conflito que tem tomado lugar durante eras. 

Foi difícil estar na companhia de Shaumbra que vivem no país de Israel e saber que eles sustentaram uma energia por tanto... tanto… tanto tempo, em serviço para vocês, em serviço para a humanidade. Eles têm sustentado uma energia, esperando o momento adequado. Sabemos que estão cansados. Mas, no entanto, sabemos que há tanto amor em  seus corações, tanta alegria ao serviço do Espírito e de Tudo O Que É, sustentando a energia neste lugar. Caminhei com muitos deles durante minha época em  Israel. E eles ainda estão lá. Eu estou de volta aqui.

O ar ainda era o mesmo. Há uma doçura. Há um aroma no ar. Não é somente o oxigênio. Há uma energia que se pode sentir no ar. E isso é o que eu sentia falta. 

Tal como Cauldre mencionou antes, foi o cumprimento de um acordo – não um contrato – mas um acordo entre ele e eu de retornar de novo. Vejam… vejam… Cauldre – que era conhecido naquele tempo como meu filho, o jovem Tobías – ele e eu tínhamos um acordo de que íamos voltar a  esse país no momento adequado, para fazer algo com todos os Shaumbra, com todos vocês. 

Nós iríamos regressar e ajudar a plantar a energia, um potencial para estar disponível para outros. Nós iríamos regressar para nos reunir com Shaumbra novamente. Iríamos regressar a alguns dos lugares santos, alguns dos lugares sagrados. Íamos regressar para liberar uma energia – atualmente duas energias – que estavam nessa terra… literalmente, nessa terra. 

Lá atrás quando a Terra recém estava começando a se formar, muito antes de que vocês tivessem corpos físicos, muitos de vocês chegaram aqui como anjos e plantaram uma energia na Terra. A Terra a sustentou para vocês. Gaia a sustentou para vocês. Nesse lugar que conhecem como Israel agora, muito perto desse – como dizer – “Lago” da Galileia (alguns risos porque Tobías esteve usando as palavras de Cauldre para descrever o Mar da Galileia), foi colocada uma energia na terra. E, foi a energia da fusão divina, a fusão do humano e Deus juntos. Esse foi um potencial que se colocou lá… Ele viria para adiante no momento certo. 
 
Era a energia de Deus caminhando na Terra como humano, compreendido na forma material. Era a energia onde já não havia mais separação entre os dois. Foi colocada ali há tanto tempo atrás, esperando o momento adequado para surgir. Não há de se estranhar então que Abraham se sentiu tão atraído para essa área, atraído para esse país que era conhecido como Canaan (pronunciado como KAY-nen), Canaan (agora pronunciando como CANN-EM)… que fez seu lar ali… e que durante milênios de tempo outros grupos chegaram ali? 

As igrejas do mundo Ocidental surgiram desse mesmo lugar. Elas começaram aí. Yeshua caminhou ali. Todos os líderes religiosos têm estado ali como uma Meca para as religiões Abrámicas – neste mesmo lugar. 

Oh, a terra em si… existem mais belas no mundo, lugares mais belos. Mas esta terra de Israel sustentou as energias de uma época que Deus podia caminhar na Terra, uma época de “Vocês também são Deus.”
 
Tantas religiões nesse ínterim sentiram esta energia e tentaram possuí-la, tentaram  fazer que fosse deles. Tantos fizeram acampamento por lá. Eles puseram seus próprios suportes de energia ali, de todo ponto de  vista. Oh, certamente, inclusive do metafísico, inclusive os suportes da energia da Nova Era. Mas, há diferentes tipos de  suportes de  energia. Há os suportes de  energia que nunca querem deixar ir a Velha forma, que querem tê-la sob resguardo, que querem pôr pregos na tampa para assegurar-se que esteja fechada, que nunca a deixe sair. Há suportes de  energia que estão aí, como Shaumbra, simplesmente sustentando o equilíbrio, sustentando o equilíbrio na dualidade, para que estas energias pudessem surgir no momento adequado. 

Assim que fomos ali, não faz muito, com os Shaumbra – com tantos de vocês unindo-se energeticamente á nós ali – como para que pudéssemos liberar as Velhas Energias que estavam tão presas a este lugar, de modo que nós pudéssemos deixar aquelas energias ter sua liberdade se assim escolhessem. Também fomos para lá para –  de certo sentido com uma chave – para abrir o portal para permitir que toda esta Nova Energia do humano divino flua agora, para de certa maneira, pedir a  Gaia que libere aquelas energias para que possam ser utilizadas por  toda a humanidade. 

Vocês, Shaumbra, têm batido de leve com essas por já algum tempo. Vocês vem se batendo de frente com essas energias que tinham sido guardadas na terra santa. Mas, agora vocês ajudam a liberá-las, para abri-las, para fazê-las mais disponíveis em todo o mundo, para ajudar a que se manifestem com maior facilidade para todos aqueles que desejem empregá-las. 

Nós fomos a  esta terra, para voltar a  visitá-la, para colocar uma Nova Energia aí para aqueles que queiram abraçá-la, que escolham abraçá-la no futuro. Vejam… nós fomos aí para colocar uma energia de  um Novo Deus.
Chegou o momento para se deixar ir o Velho Deus. O Velho Deus, meus queridos amigos, está se segurando tão fixamente… preso aí pelos humanos que desejam controlar… humanos que estão assustados… humanos que não entendem que há uma Nova Verdade. Assim que fomos aí para proclamar em nossa própria forma energética, de que este é o momento para um Novo Deus na Terra. Vejam… Deus é simplesmente um reflexo da consciência humana – isso é tudo. 

Se dão conta de que nos dias da Atlântida nós não compreendemos mesmo o conceito de  Deus? Não tínhamos um Deus. Se alguém tivesse chegado e nos  tivesse falado de  Deus, nós não teríamos tido idéia alguma do que nos estavam falando. Nós estávamos tentando  encontrar a fonte da vida, o combustível que acendia toda a vida. Mas, não compreendíamos o conceito de  Deus. 

Na Atlântida nós olhamos dentro do corpo humano para tentar  encontrar a fonte da vida, o combustível da vida. Porquê? Porquê – para que o pudéssemos pegar. Nós  poderíamos tirar do corpo de  alguém e pô-lo dentro do nosso próprio. Mas, não era uma coisa espiritual. Era uma coisa muito científica. Quando fracassamos na tentativa de descobri-lo no interior do corpo, então começamos a  pensar que devia se encontrar aí afora nas estrelas, em  algum lugar. Tentamos encontrar maneiras para trazê-lo para nós. 

A religião, como vocês sabem – o entendimento de  Deus como vocês o conhecem – em  realidade tem uns 6000 anos de  idade. Ao início, quando a consciência de  Deus começou a  vir à humanidade, haviam muitos deuses. Havia os deuses da chuva… deuses da sujeira… deuses do sol… da lua… de  tudo. Havia deuses pássaros. Havia deuses macacos… qualquer tipo de deus que se possa imaginar. Ficou muito confuso,  dar conta de todos eles (certo riso da audiência). Depois surgiu a pergunta sobre qual deus era mais forte… qual era maior. E, logo houve guerras entre os deuses, criadas nas mentes dos humanos. 

Não se realizou até a época de Abraão quando – como dizer – Deus falou a  Abraão e disse, “Há. somente eu… um Deus… isso é tudo. Nós não temos que ter muitos deuses. Há um”. Realmente foi a consciência da humanidade que esteve falando a  Abraham, dizendo que tinha chegado o momento para compreender que Deus se achava no interior… que há uma unidade com Deus… que não há todos estes deuses separados brigando um com o outro, rivalizando pelo controle. Vejam… essa foi a consciência humana daquele tempo. Isso é tudo o que a consciência podia compreender. 

Assim que, Deus foi junto de Abraão e disse, “Só há eu. Há um”. E, a consciência o abraçou. A humanidade o abraçou. Isto atraiu para se juntar uma vez mais, tantos dos que chamamos “a família de Hapiru”, os que são os Judeus. Eles têm estado trabalhando com este conceito, este entendimento, muito antes que a humanidade chegasse à Terra. Assim, foram reunidos, e houve um só Deus então. Pareceu que os muitos deuses desapareceram. Converteram-se num. 

Mas, depois os humanos tentaram  controlá-lo e fazer seu Deus e a sua maneira. Deus se converteu em homem… um homem branco… com uma barba. E, ele era velho, e tinha um temperamento ruim (riso da audiência)… um momento dizendo, “Eu te amo. Eu te amo tanto”. E na manhã seguinte dizendo, “Vais ir ao inferno pela eternidade”. Que tipo de  Deus é esse? Foi um Deus que supostamente deu todo tipo de  regras a  Moisés. A  Moisés não lhe  deram regras ou mandamentos. Eram compromissos com o Espírito. Mas esta é uma história totalmente diferente. 

Yeshua veio à Terra para tentar  ajudar os outros a entender que Deus se encontra no interior. É um. É muitos. Mas, começa desde o interior. Desde Abraham e todos os descendentes e todas as energias na área surgiram muitas religiões – a religião Cristã… a religião Judia… os Muçulmanos… e muitos, muitos outros – todos reivindicando ter a verdade a respeito de Deus… todos clamando que se vocês não seguissem esta verdade, Deus ia enviá-lo para algum lugar terrível. 

Veja… o homem criou a Deus. A consciência da humanidade é Deus. Chegou o momento para que isso mude. Chegou o momento de  ir para um nível totalmente novo da Verdade, Shaumbra. Alguns podem chamar isso de blasfêmia. Alguns podem chamar isso Satã. Alguns podem temer porque isso tem sido tão arraigado entre os humanos – muito, muito profundamente arraigada esta energia de  Deus – que temos que nos agarrar às Velhas formas. Temos que aplacar a  Deus. Temos que adorar a  Deus. 
 
Agora, Shaumbra, vocês têm tanta sabedoria. Porquê seria necessário adorar a  Deus? Honrando-se a si mesmos, amando-se a si mesmos, sentindo compaixão por  vocês mesmos… ah, essa é a Nova consciência de Deus.  

Era o tempo para voltar a  esse local, Shaumbra. Era muito mais do que uma simples viagem, indo para trás com vocês energeticamente. Tantos de vocês estiveram aí durante a época de  Yeshua, inclusive estiveram aí durante a época de Moisés e a época de Abraão. Vocês têm estado seguindo… atualmente vocês têm estado guiando todo este assunto. Tantos de vocês estiveram nos primeiros dias da igreja com Pedro. Tantos de  vocês ajudaram a  iniciar as igrejas em  todo o mundo. 

Alguns de  vocês se cansaram do que iniciaram no passado e começaram uma igreja totalmente nova, uma forma totalmente nova. Mas, ela estava justamente baseada na Velha Energia, na Velha consciência de Deus – Deus é masculino… Deus é punidor… Deus está separado… veja… sempre separado… vivendo em algum lugar do céu, mas não manifestado aqui na Terra. 

Shaumbra, NOSSA viagem juntos, NOSSO acordo juntos – comigo, Tobías, com os arcanjos, com vocês – era de regressar para liberar o Velho entendimento e a Velha consciência de  Deus, de  deixar ir isso. ESSA consciência serviu durante um tempo. ESSA consciência precisa que a deixem ir agora… para aqueles que escolheram isso. Era o momento para voltar lá com cada um de vocês, mas na Nova Energia de Deus, uma Nova consciência de Deus em toda a humanidade. E isso é o que fizemos juntos. Todos nós voltamos lá. Todos participamos disto. 

Chegou o momento para um Novo Deus na Terra – um Deus que tem compaixão… um Deus que vive na Terra… um Deus que já não está separado… um Deus que ama a alegria… um Deus que ama criar e expressar… um Deus que tem imaginação. Alguns de vocês perguntam agora… coçam suas cabeças, e dizem, “Mas, Deus é pessoal? Há um Deus único em algum lugar, quem sabe lá nos céus em outra dimensão?”.

Esta é uma pergunta muito difícil de se responder. É como a pergunta, “Porquê estou aqui?” (riso da audiência) Sim, certamente, há uma – como dizer – uma energia  singular do Espírito. E vocês se conectam com ela todo o tempo. Mas, ela tem sido mantida distante e separada. Ela é parte de vocês.
Não é um Deus que maneja as cordas e que os faz dançar como fantoches. Não é um Deus que tem regras… não há regras. Podem vocês viver sem regras, Shaumbra? Seu mundo está cheio delas. As pessoas parecem precisar delas desesperadamente. Fazem-se mais e mais todo o tempo.

De nosso lado estamos assombrados com as novas regras e com as novas leis que são criadas. Porquê? Oh, vocês dizem, “Temos que controlar as pessoas”. Quando vocês tentam controlar alguém, é aí onde começam os problemas. Eles se rebelam. Vocês se rebelaram, Shaumbra… cada um de vocês. Quando vocês se viram infligidos por regulamentos, vocês se rebelaram. 

Certamente, há um Deus, mas não se parece com o que vocês possivelmente tenham imaginado ontem – não o cara no céu… não a Velha Energia… certamente não julgador… certamente sem regras. Assim vocês dizem, “Bem, como pode Deus ser real, se não há regulamentos, onde justamente somente existe esta questão de"amor”? Quem está controlando tudo? 

Há uma energia que transcende tudo o que vocês possam compreender na Terra, uma energia do – que vocês chamariam do nosso lado – Verdade. Sintam-na por um momento. Não se trata de  leis. Trata-se da Verdade. Há muitos níveis dela. Não se trata de controlar, porque vocês não precisam ter controle quando está evoluindo a Verdade. Vocês somente têm que ter controle quando a Verdade é limitada e suprimida. 

Há uma energia de nosso lado e do seu. É o Novo Deus… uma Nova consciência… uma Nova Verdade… onde todas as coisas estão – como dizer – num fluxo… onde todas as coisas estão equilibradas em  sua própria forma… onde todas as coisas querem ser expressadas. Mas, NÃO se trata do Velho Deus, o cara barbudo numa cadeira grande. 

Assim que, nós fomos lá atrás, Shaumbra, para deixar que a Velha Energia se vá. Há milhões de seres humanos neste mundo que na atualidade querem abraçar à vida, que querem abraçar um diferente tipo de Deus no lugar daqueles aos que vem se vendo sujeitos. Em alguma parte de seu ser compreendem que essas religiões já não têm sentido para eles, que essas religiões lutam uma com as outras sobre quem possui a Deus, sobre que favores Deus outorgará. Eles compreendem que chegou o momento de seguir adiante, mas não sabem para onde ir. 

Assim, Shaumbra, juntos pusemos um potencial de energia na terra santa para um Novo Deus… soa bem incrível! E, certamente foi… foi realmente! O fizemos silenciosamente. O fizemos honrando a todos os que se seguram em algumas crenças e aos que se ainda continuam se prendendo nelas. Mas, pusemos um potencial aí para os que buscam… para os que estão procurando a Nova Verdade… para os que estão solitários em suas vidas porque não sentiram a presença do Espírito em seu interior… os que não têm estado satisfeitos com a retórica e o dogma… os que sabem que chegou o momento de seguir adiante. 

E como dissemos ao grupo de Shaumbra que se reuniram lá, as energias vão se incrementar agora neste país, nesta terra natal. Não vamos fazer profecias aqui. Não vamos dizer exatamente o que vai acontecer, salvo que as energias se aceleraram tremendamente. Depende agora do que os humanos escolherem. Eles escolhem conflito ou resolução? 

Da nossa perspectiva podemos ver neste momento, queridos amigos, que há – como dizer – que há muitas coisas que poderiam acontecer aqui. Podem acontecer com rapidez. Vai chamar a atenção do mundo, a consciência do mundo, para estar focada aqui. 

E quando a consciência do mundo estiver focada na terra de Israel, então algo brotará do coração das pessoas em toda parte do mundo, especialmente as pessoas em Israel. Vai se produzir um surgimento tal de compaixão e amor que ira mais uma vez mudar a consciência da humanidade… mais uma vez vai mover todos para um Novo entendimento, uma Nova sabedoria… talvez mesmo algum dia em que vocês não tenham que aprender através da guerra… quando não tenham que aprender através da doença… talvez algum dia quando já não exista karma ou pecado na Terra. 

Assim, foi um trabalho incrível o que vocês fizeram, Shaumbra. É um trabalho incrível que aqueles que se encontram no país de Israel estão fazendo, têm estado fazendo durante diferentes vidas, sustentando a energia. E, nós lhes dissemos – quando estivemos aí – que podem liberar a terra agora. Podem deixar ir. Já não têm que seguir mais sendo os suportes da energia. 

Agora, as energias estão se movendo. Estão fluindo. Elas podem escolher permanecer aí. Elas podem escolher ir a qualquer lugar. Estão livres. 

Assim cumprimos com um acordo que todos nós tínhamos em conjunto, e agora chegou o momento de mover-se para um Novo nível. Agora, é o momento de acelerar as coisas um pouco. 

Então vamos falar agora da imaginação… essa coisa tão maravilhosa. A Imaginação é uma das energias básicas da Nova Energia. Vocês a estão utilizando de forma regular na Nova Terra. A Nova Terra está sendo criada por meio de sua imaginação. Mas, a coisa maravilhosa é que agora vocês têm a experiência de ter estado na forma humana, na matéria. Assim podem agora – como dizer – introduzir essas energias na Nova Terra por meio da imaginação.
Tal como dissemos anteriormente, vocês podem estar na Nova Terra, e podem manifestar seu corpo físico quando querem fazer coisas como ter sexo, fazer amor. Que maneira mais linda do que a de ter um corpo físico mediante no qual se experimenta isto! Vocês podem criar o corpo humano na Nova Terra quando querem desfrutar de uma fina comida. Não gostariam de exercitar e sentir o corpo em suas melhores condições? Mas, quando escolhem não ter um corpo humano, podem liberar ele. E então, vocês são simplesmente então energia ou espírito. 

Mas, vocês estão criando a Nova Terra através de sua imaginação mesclando todas estas energias. Também podem começar a utilizar a imaginação aqui na Terra.

Falemos deste processo tão simples. Novamente, a imaginação não provem do cérebro. Não provem de um lugar específico do corpo. Não queremos pessoas começando a escrever, dizendo, “A imaginação esta toda contida no dedo esquerdo do seu pé”. (algum riso) Os humanos têm uma tendência para fazer isso. A imaginação é uma parte inerente de sua energia, mas uma parte que tem estado encerrada durante muito tempo. 

De certa forma, sua imaginação é como seu estado de sonho; no entanto, seu estado de sonho tende a ser muito etérico, muito – como dizer– instável às vezes. Mas, no caso da nossa presente discussão, pensem na sua imaginação como um estado de sonho. Não estamos tentando colocar lógica nisto. Vocês estão sonhando enquanto estão plenamente presentes no momento do Agora num corpo humano. Mas, vocês estão se permitindo a sonhar – a visualizar, prever, tendo uma visão de todos – os potenciais. Assim de certo sentido, vocês poderiam dizer que sua energia imaginativa sai e joga com os potenciais. Mas, não trata de defini-los nem de limitá-los. 

Vocês têm o potencial, por exemplo, de um verdadeiro tipo de trabalho que querem fazer, muitos potenciais – o potencial de permanecer no trabalho em que se encontram atualmente… o potencial de estar sem emprego… o potencial de criar seu próprio negócio… o potencial de ser um trabalhador energético… o potencial de escrever livros ou música… toda esta variedade de coisas, como num sonho. Saiam e joguem com a maior quantidade possível deles, de  acordo a  seus desejos. Sintam a energia. 

Saiam e joguem com a energia, o sonho ou a imaginação de como seria estar escrevendo um livro. Sintam isto. Não tentem definir isto. Sintam como é que é compartilhar suas experiências interiores, através da palavra, com outros. Sintam como é o expressar-se no papel. Sintam como é ter outro par de olhos lendo suas palavras e sentir sua energia. Permita a sua imaginação conectar-se todo o caminho até aqui. Sintam como é ter eles conectados com você através desse livro que escreveu. Sonhe isto. Tenha a visão disso e sintam tudo isto.

Agora, vá a outro potencial aqui, ao potencial de não ter emprego. Vocês não gostam do seu trabalho. Querem deixá-lo. Sabem que chegou o momento de ir. Assim através de sua imaginação estabelecem o potencial de serem despedidos (alguns risos) Oh, sim, sintam isso por um momento. Sintam como é o ser liberado de seu trabalho que você pode não gostar. Sintam como é o não ter um trabalho, nada, não ter uma razão pela qual levantar-se pela manhã. Sintam como é ter tempo para si mesmos. Sintam como é estar simplesmente com vocês mesmos agora.

Agora, à medida que vejam o que está acontecendo aqui… sua mente humana sai correndo para estas coisas novas. “Mas, como se supõe que vou ter dinheiro? Como vou pagar as contas? Como vou encontrar outro trabalho? Espírito, Espírito, que é o que quer que eu faça?” Certamente, queremos que sonhe.

Sintam como é ter liberado um trabalho da Velha Energia. Isto cria, em certo sentido, um vazio para permitir a entrada do novo. Vocês não têm que se preocupar a respeito de definir as particularidades aqui. Estamos pedindo-lhes que sintam a energia. Isto é sonhar. Isto é sonhar.

Vá para outro potencial aqui, o de criar seu próprio negócio. E, em seguida a mente entra num salto e diz, “Mas eu não sei nada á respeito a manejar meu próprio negócio (risos). Como faço sequer para encher os formulários de impostos? Que é o que tenho que fazer?” Vejam vocês… vocês têm que pôr um limite em vocês mesmos neste preciso instante. 

Permita-se sonhar agora que inicia seu próprio negócio. Ah… você se permitiu sonhar com isto antes, não é assim? E, então vocês pensaram que não funcionaria… PENSEM que vai funcionar. Vocês não se permitiram a si mesmos o completar e atravessar este sonho. 

Pelo só fato de que estão sonhando, isso não quer dizer que têm que escolher por isto. Você simplesmente está explorando potenciais. Esta é a imaginação trabalhando… explorando potenciais. 

Em algum ponto vocês escolhem um potencial. Vocês dizem, “Oh, eu gosto deste potencial aqui de não ter emprego. Sinta-se bem por um instante. Me agrada – dormir até tarde, passando tempo comigo mesmo. Tenho estado tão separado de quem eu sou”. Assim, queridos amigos, nesse momento vocês sonharam isto, e fizeram uma escolha. 

Novamente, aqui há outro ponto no qual os Shaumbra têm uma dificuldade. Eles não querem fazer uma escolha. Eles querem que isso seja feitos para eles, por outra pessoa, ou alguma outra coisa.

Recordem que – quando estavam se questionando sobre o que é que os guias estavam querendo lhe dizer o que tinham que fazer? Eles nunca o fizeram! (riso da audiência) Vocês criaram isso. Os guias estavam aí para sustentar uma energia para vocês, para manter um equilíbrio. Eles nunca lhes disseram o que fazer. 

Tantos Shaumbra têm medo de fazer uma escolha. Eles pensam que o Espírito tem uma agenda para eles, tem algo, um destino já traçado. Não, Shaumbra, depende de  vocês. Que escolha podem fazer? Como gostariam de abraçar a vida? 

Abracem o desemprego por um momento. A coisa engraçada que acontece aqui é que vocês vão agregando sua energia a isto. Vocês abraçam isto. Vocês trazem isto para dentro. Vocês consideram que a companhia lhes outorga um pacote de indenização que vocês nunca pensaram que ia estar ali. Esse emprego contribui em tantos países no mundo. Quem sabe seus amigos lhe peçam fazer trabalhos que não requeiram toda sua energia, que vocês não – como dizer – brutalizem sua energia onde pode ser que trabalhem somente por um ou dois dias, ou uma semana, mas ganhando mais do que onde estavam… você entende? 

À medida que escolhem e abraçam um potencial, um potencial maior que se encontra por detrás começa a se descortinar. Geralmente, quando vão e sentem um potencial, vocês não se dão conta de tudo o que o rodeia. Há potenciais dentro de potenciais. 

Assim, agora vocês abraçam, e escolhem esta coisa chamada desemprego. Vocês dizem, “chegou o momento de liberar esse Velho trabalho. Deixe-me escolher o desemprego.” “Agora, simplesmente vocês o respiram”. 

Que quer dizer isto de respirar – Como se pode inspirar o desemprego? (algum riso) O que vocês estão fazendo é tomar essa potência que escolheram, e deixar que agora penetre à realidade humana, no momento do Agora. Não o estão mantendo lá longe em  algum lugar distante, algum lugar de  sonho. Agora, estão o introduzindo. Não há uma maneira mais fácil ou mais eficaz que através da respiração. Inspirem o potencial que escolheram.
Oops… sentimos seus medos penetrando aqui (certo riso). “Quem sabe fiz a escolha equivocada. Sei o que estou fazendo?” Vamos falar a respeito disto num momento. 

Agora, temos que esclarecer. Cauldre está gritando com nós. Ele não está pedindo isto… nós não estamos pedindo que todos os Shaumbra vão para o desemprego amanhã (mais risos). Isto é simplesmente um exemplo, simplesmente um exemplo. Nós não queremos e-mails, e Cauldre não os quer, dizendo, “OK, deixei meu emprego. E agora o que?” (mais risos) Este é um exemplo. 

Assim inspirem isto para dentro da sua realidade. Se achar que sua mente está no caminho, brigando, tentando analisar, deixem isto ir, deixem-no ir. Este não é o momento ou o lugar para que a mente se envolva. Vocês estão respirando uma energia, simplesmente como poderia dizer de forma metafórica, que o Espírito lhes está insuflando vida. Vocês respiram a vida agora. Vocês trazem isto para a sua realidade. 

E agora, que o inspiraram – vocês escolheram um potencial, inspiraram-no para dentro – vocês deram permissão para que entre através do portal dos éteres para sua realidade humana. Abram a porta. Abram o portão. Inspirem-no. 

Agora, o que é que vocês fazem? Dêem-lhe a liberdade. Não tentem controlá-lo. Dêem-lhe liberdade. Permitam-lhe encontrar o nível mais elevado da Verdade em sua realidade. Quando a mente o controla, não pode estar livre para encontrar o nível mais elevado da Verdade. Assim, vocês o inspiram, e lhe dão liberdade. Dêem-lhe vida própria. 

E agora, como o Criador – como vocês, o Criador – observem como isto se desenrola em sua vida. Não tentem controlá-lo nem defini-lo. Isso seria limitar uma Verdade e uma criação. Observem como se desenrola. Como se acham numa energia segura, podem fazer isto sem temor. Pelo fato de que se encontram numa energia segura – vocês liberaram a dualidade em sua própria vida – vocês podem observar como se desenrola em maneiras sagradas que nunca poderiam imaginar na Velha mente humana. Mas agora, na imaginação da Nova Energia, vocês podem deixá-lo fluir. 

É aqui onde começam a se produzir todas estas coisas que vocês chamam “sincronicidade”. Todas estas peças começam a se unir. O fluxo passa em sua vida. Chega a vocês… tudo. O presente no momento do Agora vem para vocês. É tão diferente da forma em que viveram anteriormente e da que outros humanos estão vivendo neste momento. 

Vai dar um pouco de trabalho. Oh, não vamos chamar isto de trabalho. Vai dar um pouco usando a energia, de aplicar a energia. O que vão descobrir é que se fizerem isto complicado – e se têm rituais e técnicas e métodos – isto irá embora. Quando vocês o mantêm na sua mais pura simplicidade, é quando isto pode ter a sua liberdade mais verdadeira. Isto pode ter a Verdade mais elevada na sua realidade. É TÃO simples, Shaumbra! 

A outra noite estivemos trabalhando com Cauldre. Ele estava nos falando á respeito desta energia da imaginação. Dissemos a ele para que a mantenha simples. Que inspire. Não o defina. Recordem essa foi a lição do traço amplo. Não o definam. Criem ela com amplos traços. Dêem-lhe vida própria e observem como se desenrola. Isto é o extraordinário da criação. 

Quando o Espírito os criou, os deixou ir. Ele lhe dá liberdade… ela lhes deu liberdade. Ela tem estado os observando e amando sempre, desde então. Ele não lhes dá regras. Ela não os castiga.  

O mesmo se passa com sua própria imaginação e sua própria criação. Agora, vocês talvez pensem, “Isto é raro. São minhas criações. Eu deveria estar em condições de dizer-lhes o que fazer”. Esta é a Nova Energia. Isto diz respeito de como observá-las se desenrolar. Não há nada mais belo do que observar como uma criação se desenrola. Inclusive faz que a alegria de dar a luz a um menino parece tão pouco em comparação. Vocês estão dando a luz a algo. Vocês estão observando como se desenrola. O Criador tem a alegria maior quando observa como as energias se expressam a se mesma… vejam… não há controle. 

Não têm que inspirar nada específico. Não têm que inspirar os detalhes. Não têm que os analisar em sua mente. 

Novamente, quando estivemos falando com Cauldre na outra noite – nós estamos tendo um pequeno debate aqui a respeito de como compartilhar esta experiência. Mas ele o quer manter pessoal. 

Assim estamos tentando dizer a ele, “Mantenha simples. Não faça os detalhes. Eles vão tomar conta de si mesmos. Mantenha-o simples. Inspire a essência da energia que imaginou. Mas não a defina”. 

O que sucedeu foi uma experiência incrível para Cauldre. Foi além de seus sonhos mais atrevidos. Foi além da limitação da Velha Verdade. Foi além de tudo o que pudesse ter imaginado. Agora, ele deu a si mesmo… não o fizemos nós por ele… simplesmente lhe dissemos que mantenha isto simples. Ele tem um novo entendimento de como funciona a imaginação, como tudo flui dentro de sua vida. Não mais brigas! Não mais controle! Não mais limitação! 

O que é que limitará à imaginação e a suas criações? Primeiro e antes que nada – Velhos sistemas de  crenças. Os sistemas de  crenças são como a cela de  um cárcere para a imaginação. A limitam. Uma das razões pelas quais fizemos nossa recente viagem a Israel foi para deixar ir as Velhas crenças, para abrir as portas desta cela da prisão das Velhas crenças. 

Shaumbra, vocês descobriram como as Velhas crenças os metem em problemas. Vocês inclusive neste momento têm crenças que – temos que dizer – ainda estão limitadas. Vocês ainda não compreendem o pleno potencial. Vocês ainda às vezes se vêem, vocês mesmos como a um ser humano limitado porque essa é a forma em que viveram, assim que isso é tudo o que podem ver frente a seus olhos. Os sistemas de  crenças são a prisão da imaginação. 

Agora, sabemos que vocês se sentem nus sem crenças. “Bem, tenho que crer em  algo”. Porquê? Porquê? Vocês podem crer em tudo e em nada ao mesmo tempo. 

Os sistemas de crenças podem lhes colocar em problemas na Nova Energia. A Verdade se expande todo o tempo. Tantos dos sistemas de crenças se acham tão, tão profundamente arraigados dentro de vocês… vocês nem sequer os vêem… a crença a respeito de Deus. Temos estado trabalhando com Shaumbra em nossos workshops em todo o mundo. É assombroso como os Shaumbra dizem uma coisa, mas crêem em outra… e ainda seguem se apegando na Velha crença á respeito de Deus. 

Sistemas de crenças a respeito de dinheiro… outro ponto crucial com os Shaumbra. Vocês crêem que o dinheiro é limitado. Vocês crêem que têm que trabalhar duro para isso. Vocês crêem que não são merecedores de um monte dele. Vocês crêem que a única maneira para chegar ao céu é, ou não ter o dinheiro, ou não se dar o suficiente do fluxo que passa através de você, desviando o fluxo ao seu redor. Vemos que alguns de  vocês fazem isto. Vocês são excelentes manifestadores, mas vocês afastam o fluxo ao seu redor.  

Outro sistema Velho de crenças… um sistema de crenças de que a biologia ira romper… sistema de crença de que vocês têm esta linha biológica, hereditária. Chegou o momento de deixar ir tudo isso. 

Dêem uma boa olhada nos seus sistemas de crenças à medida que forem surgindo em sua vida. E esta é uma das coisas com as quais Myriam vai trabalhar com vocês durante os próximos 30 dias - pondo sistemas de  crenças bem diante de  suas caras (certo riso), para que vejam como os estão limitando. Não mais tanto “ai ai” aqui… senão mais bem será um “ah hah!” Já não têm que ter o “ai”. Deixem que ESSE sistema de  crenças se vá (mais riso). Será um maravilhoso “ah hah”, “eu não sabia mesmo que estava me apegando as minhas Velhas crenças”.

Novamente lhes dizemos que, será interessante à medida que vocês deixem ir todos os sistemas de crenças. Durante um tempo se sentirão um pouco nus. Mas depois vão se dar conta de como os sistemas de crenças são realmente Velhas Verdades, Verdades que vocês tentam possuir, que outros tentam possuir para vocês. Chegou o momento de deixar isso ir. 

Nós não podemos fazer este trabalho com a imaginação amplamente aberta se vocês abraçam Velhos sistemas de crenças. Há honra, e há algo que teve que aprender de  cada sistema de  crenças. Mas, eles têm que ir… têm que passar por vocês. 
 
A outra coisa que limita a imaginação é que vocês têm medo de ser um Criador. Todos vocês sabem como se sentem… esse medo que vocês têm. “Se eu sou um pleno Criador por direito próprio… oh, meu Deus, o que será se eu causar mais guerras? E se eu matar a mais pessoas?” Shaumbra vocês já estão além de isso! Vocês aprenderam essa lição. Agora, se movam para além disso. 

Vocês estão num lugar Novo de equilíbrio. Se vocês podem escutar estas palavras, se podem sentir nossa vibração, estão bem além disso. Não têm que se preocupar a respeito de mau-criar, de criar algo que está fora de equilíbrio. Se vocês estão plenamente presentes no momento do Agora, se estão junto a nós neste momento em forma energética, vocês não têm que se preocupar com estas coisas. 
 
Há o medo que mencionamos antes a respeito de tomar decisões equivocadas. Verdadeiramente não há decisões equivocadas. Simplesmente há formas diferentes de  experimentar as coisas. Se vocês pararem de olhá-las como corretas ou incorretas – deixarem ir essa dualidade – o medo também irá. 

Também há a energia da consciência de massa que limita a imaginação e a criação. De certo sentido se poderia dizer, que vocês a compraram tanto – ou foram comprados por ela – que se vêem contidos por ela. No entanto, agora há outras coisas em sua vida – criações, imaginações – que poderiam ser mais desafiantes para se manifestar devido à energia dual e a consciência de massa que está toda ao seu redor. 

Alguns de vocês querem voar, chegar muito longe com esta imaginação. E vocês se frustram porque é tão difícil trazê-la a esta realidade. Em discussões vindouras vamos trabalhar com vocês com á respeito de como podem estar nesta realidade, mas ainda assim serem removidos de suas limitações, e de suas regras, e de suas leis. Mas, neste instante há certas imaginações que seriam mais difíceis de se manifestar do que outras, devido à consciência de massa ou a consciência de grupos, energias que são carregadas por sua própria família ou amigos. Vamos estar falando com vocês e revisando uma vez mais como reconhecer o que é que se encontra em seu interior e o que está fora de  vocês, e de como liberar estas energias. 

Também é, queridos amigos, como o mencionamos na nossa última reunião, é muito importante que imaginem e que criem para si mesmos. Vocês se frustram… metem-se em problemas quando tentam fazer isto para outra pessoa. É para você em primeiro lugar...Tudo. Todas estas coisas de que falamos antes – consigam o equilíbrio próprio. O mundo irá sentir isso e depois quem sabe atraiam essa energia para eles mesmos. 

Não estamos tentando salvar ao mundo aqui. O mundo não precisa ser salvo. Esse é um sistema de crença Velha, seja dito de passagem. Foi posto – como dizer – aí fora na consciência das massas pelas religiões e por muitos grupos… o mundo tem que ser salvo. O mundo está maravilhoso e lindo tal como é. O mundo está escolhendo sua própria experiência. Vamos deixar de tentar salvar o mundo. 

Imaginem e criem para si mesmos. Não tenham limitações á respeito do que pode acontecer. Não pensem de forma lógica, linear á respeito disto. Vamos estar indo a alguns novos lugares. 

Assim, entre o agora e o tempo de nossa próxima reunião, permitam-se sonhar com os potenciais. Permitam-se tomar decisões. Inspirem-nas a sua realidade e observem como se isto e desenvolve. Observem como as energias dentro de você e de tudo ao seu redor começam a mudar. Observem como suas próprias frustrações por algumas das coisas de sua vida começam a se retirar. Observem como cada coisa tem uma suavidade e um fluir próprio. Observem como essa dura e áspera energia de viver como um humano na Terra começa a ir embora, substituída por um fluxo… um brilho… uma suavidade… uma surpresa. 

Queridos Shaumbra, estamos tão encantados por chegarmos juntos a este ponto, cumprindo com nosso acordo, voltando à terra santa, colocando a energia de um Novo Deus para aqueles que escolhem abraçá-la. Não os forçamos a  isso. Simplesmente a colocamos aí como um potencial. Chegou o tempo para um Novo Deus na Terra, tristemente necessário neste momento. Chegou o momento para uma consciência totalmente nova de Deus, o momento para trazer a este Deus dentro do Eu… não mais separação… não mais regras… simplesmente se trata de viver… e de imaginar… e de criar. 

Assim, de certa maneira, poderíamos dizer que terminamos uma energia com cada um, somente para pegar uma Nova, uma Nova que compreende uma Nova Verdade, uma Verdade mais elevada, e certamente uma Verdade que é mais alegre. Tal como disse no começo de nossa discussão do dia de hoje, a parte mais dura esta feita agora. Agora voamos juntos. 

E assim é!
 



Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, vulgo "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.
O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.
Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.
O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.
Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.
Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado.
© Copyright 2003 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.
Tradução para o português: Silvia Tognato Magini - Novembro de 2004
silvia.tm@uol.com.br