A Compreensão Expandida do Ser

TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM

Círculo Carmesim, 13 de setembro de 2003 - Série da Nova Energia

Shoud 2: A Compreensão Expandida do Ser





Tobias: E assim é, queridos Shaumbra, que nos reunimos novamente. Ah, como eu, Tobias, e todos esses que são parte do Conselho Carmesim gostamos destes momentos que compartilhamos com vocês! Amamos a hora em que a música toca [antes da canalização]... quando vocês abrem seus corações... quando vocês se permitem sentir... quando vocês nos convidam, a todos, a vir a este espaço. Uma transição verdadeira de energia acontece aqui. É um encanto ver vocês todos durante este período... deixarem ir um pouco... liberarem... e permitirem que o amor do Espírito flua para dentro de vocês e à sua volta.

Levamos um tempo para nos ajustar quando chegamos. As energias estão muito fortes, mesmo para nós. Vocês são tão intensos em seu trabalho! Vocês são tão apaixonados! Nós amamos simplesmente nos sentarmos aqui com vocês.

O trabalho com estas canalizações – o que nós agora chamamos de Shouds – está se tornando muito mais fácil. Há uma diferença profunda para mim, Tobias. Eu costumava vir até um Cauldre (Geoffrey Hoppe) nervoso e um tanto confuso. Ele não tinha tanta certeza de que eu me apresentaria! Não estava tão certo de que a energia dele era clara o suficiente para permitir que eu chegasse integralmente. Voltando a esses dias passados... oh, queridos amigos, vocês eram tão diferentes naquela época, muito mais tristes, muito mais temerosos de si próprios!

Agora nós podemos nos unir energeticamente e apresentar um Shoud a uma só voz, ainda que com muitas, muitas vozes. O que vocês ouvem agora é muito mais do que eu, Tobias. Vocês estão ouvindo Cauldre. Ele está finalmente se permitindo tornar-se parte disto. Surpreendente! [Risada da platéia]

Vocês estão ouvindo vocês mesmos, porque estão abrindo seus corações, e percebem que estamos todos ligados. Vocês percebem que nós simplesmente trazemos suas mensagens de volta a vocês. Vocês estão abrindo o coração em amor e em confiança, e emprestando a sua energia. Portanto, vocês podem ouvir sua voz inscrita nestas palavras, inscrita na vibração desta energia. Vocês estão se permitindo ouvir a si mesmos pela primeira vez.

Vocês estão se permitindo ouvir a pessoa que está próxima de vocês. Ah, por tanto tempo vocês se fecharam aos que estivessem perto, ao seu redor. O nível de confiança dos outros estava muito baixo. Mas, agora, agora ouçam as vozes deles inscritas nas vibrações destas palavras. Aquele que está perto de vocês tem sabedoria e amor e compaixão.

Ouçam os anjos que vieram louvar vocês! Ah, eles fazem fila para vir a este evento, para estarem com vocês. Agora vocês podem ouvir o coro dos anjos que chegam, que se juntam no Segundo, e Terceiro, e Quarto Círculos.

Que jornada maravilhosa nós estamos compartilhando juntos, uma época maravilhosa na Terra! Ah, sim, na verdade há dificuldades e desafios. Mas nunca antes a consciência se moveu tão rápido. Nunca antes a vibração da Terra se moveu tão rápido.

Vocês podem ver o testemunho disto nas tecnologias à sua volta. A tecnologia simplesmente segue a consciência. A sua tecnologia está mudando muito rapidamente. Mas não é a tecnologia que está mudando o mundo. São vocês. É a consciência e a vibração que estão mudando o mundo. Elas ficam evidentes nas tecnologias.

Nestes últimos quinze anos, desenvolveu-se mais tecnologia do que em toda a história da humanidade. Vocês que vieram na época da Segunda Guerra ou depois, e têm vindo desde então... vocês trazem um modo novo e confiante de movimentar energias.

As gerações anteriores tinham medo de liberar sua herança, tradições e raízes familiares. Vocês chegaram, algumas vezes para espanto de seus pais e dos pais deles, e não deram continuidade às tradições. Vocês quebraram as barreiras. Criaram os Novos processos. Eles voltaram seus olhos para vocês. Mas vocês vieram prontos para fazer a mudança.

O que é tão especial em relação aos Shaumbra é que vocês querem muito ir para os níveis bem difíceis. Vocês querem continuar voltando a estas reuniões, continuar a ir a alguns níveis bem difíceis e desafiadores dentro de seu próprio ser. Este grupo de Shaumbra nós admiramos profundamente.

Nós brincamos com Cauldre e com vocês todos de que seria fácil falar dos tempos passados nestas reuniões. Vocês repararam, Shaumbra, que nos Shouds vocês não falam dos Velhos dias? Vocês não tentam voltar e reacender as energias de Lemúria ou Atlântida. Oh, muitos, muitos que estão nesta jornada se sentem atraídos pelo passado. E é apropriado. Eles precisam ter uma compreensão de como todas as coisas aconteceram. Mas eles podem se perder nisso também.

Não com este grupo de Shaumbra. Vocês estiveram lá e fizeram isso. Vocês querem entrar no Novo. Vocês querem mover a consciência adiante. Este grupo de Shaumbra é muito especial.

Sim, nós poderíamos falar de alienígenas, dos galácticos. É apropriado para muitos, porque eles precisam compreender que há muito mais além no universo do que o mundo deles. Há muito mais acontecendo. Muito mais foi revelado no passado.

Este grupo não opta por trazer os assuntos de energias intergalácticas, multidimensionais, alienígenas. [Risada da platéia] Vocês estiveram lá e fizeram isso. Vocês escolheram ir para o próximo nível descobrindo, e se divertindo, e tendo um relacionamento com o seu Divino. Em vez de ir para estes lugares distantes fazer sua busca, vocês continuam indo para dentro de si.

Vocês são os que escolhem os assuntos que são discutidos nos Shouds. Nós apenas carregamos a energia. Nós simplesmente os ajudamos a celebrar o que vocês estão aprendendo. Este grupo de Shaumbra, na verdade, não opta por trazer à baila as conspirações.

Cauldre brinca conosco e diz que talvez se falássemos sobre estas coisas atrairíamos grupos muito, muito maiores. Mas, não é o que vocês escolhem trazer. Não é nisso que vocês optam concentrar sua atenção.

Conspirações? De fato, muitas delas são reais. De fato, muitas delas são super dramatizadas. De fato, todas elas estão imbuídas de medo. Este grupo não escolhe ir até aí. É isso que é tão especial com relação aos Shaumbra.

Vocês vêm aqui para um trabalho desafiador. Vocês vêm aqui para ter revelações no seu interior sobre vocês mesmos e o seu relacionamento com o Espírito. Vocês vêm aqui para descobrir a Nova Energia que está dentro de vocês. Na verdade, os Shaumbra são especiais ao redor de todo o mundo. Os Shaumbra estão pavimentando um Novo caminho, um caminho muito Novo.

Assim, é uma honra para todos nós estar aqui com vocês. É uma honra para vocês estar aqui com vocês neste dia!

Queridos amigos, nesta Série da Nova Energia, vocês disseram, e nós estamos ajudando a trazer através das mensagens que são um pouco diferentes, um tipo diferente de convidado. Nós dissemos que estaríamos discutindo assuntos oportunos que estão ocorrendo em seu planeta, ajudando-os a entender o que está se apresentando a vocês, quais são as tendências e os padrões, ajudando-os a entender por que vocês estão vivenciando determinados sentimentos, e emoções, e experiências.

Com isso, trazemos um convidado especial neste dia. Pedimos a vocês que simplesmente inspirem e sintam as energias deste convidado. Ele é importante para o que está acontecendo no mundo bem agora. Ele é importante para a consciência deste planeta. O convidado de hoje também é importante para a nossa discussão.

Respirem fundo e se permitam sentir suas energias. Ele ainda vive no planeta, mas estará partindo muito, muito em breve. Vocês o conhecem como uma pessoa que carregou uma longa tradição, mas uma tradição que está pronta para mudar. Sim, é a energia do Papa João Paulo II que vem aqui visitá-los hoje. Ele está fazendo a transição bem agora. Ele está deixando o físico. Neste exato momento ele está numa das últimas peregrinações de seu mandato. Ele estará partindo muito em breve. Ele está velho e enfermo no corpo humano. Mas seu espírito está tão forte e perspicaz como nunca.

Ele veio em um momento muito importante para a Igreja Católica, que, como sabem, tem suas origens no trabalho que todos vocês fizeram na época de Yeshua. Ela foi chamada de igreja de Yeshua. Desta surgiram muitas, muitas outras igrejas.

Ele chegou em uma época de mudança, fazendo um trabalho muito difícil, equilibrando a Velha Energia com a Nova. Foi uma tarefa muito difícil para ele, pois muitos, muitos humanos preservam uma Energia muito Velha da igreja e não querem liberar isso. Querem voltar realmente aos Velhos processos. João Paulo II veio como uma ponte para a Nova Energia. Na verdade, ele queria partir deste planeta vários anos atrás. Ele assumiu uma responsabilidade muito difícil. Mas as Velhas Energias da igreja o impediram de ir. Elas não queriam vê-lo partir porque sabem que o que vem a seguir são grandes mudanças, mudanças difíceis na igreja. Ele está realmente pronto para ir agora, e é hora de mudar a essência da igreja.

Parte da energia dele ainda permanece como o Papa. Ele não pode compreender por que se apóiam nele. Ele não pode terminar seus discursos, e terminam por ele de qualquer jeito. Para começar, ele não os escreveu. Reparem na diferença das palavras que ele fala agora versus o que ele dizia há dois, três, quatro anos. Ele não está escrevendo mais suas próprias palavras. De vez em quando, quando ele ganha força, ele lança algo não escrito no script. Isto faz com que muitos dos presbíteros da igreja saiam correndo [algumas risadas], pois ele se aproxima de muitas compreensões e muitos insights Novos, mesmo agora em seu trabalho.

Ele vem a este encontro para ver um grupo de humanos que pode dizer corajosamente: “Eu Sou Deus Também”. Ele vem a este encontro não como um homem frágil, doente e velho, mas como um anjo vivaz, um humano enérgico que entende a necessidade da mudança, que entende que a igreja em si está passando por muitas dificuldades e muitas mudanças. Ele se preocupa com a maneira com que a igreja faz estas mudanças.

Ele se senta aqui hoje com vocês, todos vocês. Ele sente a energia de vocês e vê o progresso que vocês têm feito. Ele vê como vocês ajudaram a criar a igreja em primeiro lugar. Alguns de vocês aqui foram professores dele em vidas passadas. Ele vê como vocês então se afastaram das próprias igrejas que vocês ajudaram a construir, saíram em sua própria jornada solitária, e agora voltaram para uma Nova compreensão onde vocês podem dizer: “Eu Sou Deus Também”.

É maravilhoso ter João Paulo conosco hoje. Ele pede que não lamentem, não se preocupem quando ele fizer sua passagem. Ele diz que a energia dele estará mais presente do que nunca neste grupo. Ele gostaria de trabalhar com os Shaumbra, e gostaria de aprender com os Shaumbra. Ele está muito feliz em ver como um grupo tão pequeno de humanos pode causar um impacto tão grande na consciência. Ele está muito feliz em ver como um grupo tão pequeno de humanos pode passar tão rapidamente por um processo tão difícil e desafiador.

Nós chamamos esse processo de “a expansão da compreensão do Ser” – o processo pelo qual vocês têm passado em todos estes dias desta encarnação, mas particularmente nestes últimos poucos anos. Vocês estão expandindo a identidade do seu Ser enquanto ainda estão aqui na Terra. É um processo difícil. É um processo desafiador. E, às vezes, parece um processo que nunca tem fim. Segue em ciclos, como vocês aprenderam. Não é um caminho reto. É um caminho circular. Cada vez que vocês completam o círculo, vocês voltam novamente, mas com uma nova compreensão, uma compreensão expandida da sua identidade. Vocês entendem o processo do qual estamos falando aqui porque vocês passaram por ele. Ah... é tão bom terem passado por esta experiência... assim vocês podem ser os professores.

A primeira etapa na consciência expandida da sua identidade é o despertar. Até o seu despertar, vocês estão simplesmente adormecidos e inconscientes. Vocês estão simplesmente passando pelas implicações de ser um humano.

Lembram-se do seu despertar? Lembram-se daquele bater na porta... daquele sentimento interior implacável de que alguma coisa não estava certa... daquela irritabilidade profunda pela qual vocês passaram... daquele sentimento de não se reconhecer... sentimento de que algo estava mudando, mas vocês não sabiam o que era?

Então, vocês chegaram ao ponto de despertar. Pode ter sido uma situação muito difícil, um acidente de carro talvez, e depois um período em que vocês ficaram impossibilitados, quando então tiveram que ir para dentro de si. Pode ter vindo como o resultado de uma experiência, ou talvez de uma aula que tenham assistido ou um livro que tenham lido. O despertar veio em resposta àquele desejo incômodo que estava dentro de vocês, àquele bater na porta que vocês estavam ouvindo, mas ignorando por tanto tempo.

O despertar veio, e é belo de tantas maneiras. Foi divertido. Carregava uma energia nova e fresca. Havia uma nova esperança e um sentimento inteiramente novo. Vocês olhavam para quem vocês tinham sido antes do despertar e não podiam nem imaginar que estiveram tão fechados, que foram tão limitados em seus enfoques.

Ao despertar, vocês querem correr para dizer a todos o que vocês vivenciaram. Vocês querem contar a todos sobre este novo sentimento interior que vocês têm. Vocês querem compartilhar com todo mundo os seus novos sonhos, seus novos níveis de energia.

Vocês descobrem rapidamente que, ao falarem a eles, eles reviram os olhos! [Risada da platéia] Sim, eles começam a falar de vocês por trás das costas. Eles vêm até vocês e dizem: “Estávamos falando de você. Estamos preocupados.” Mas, vocês sabem em seu coração que era real, que o despertar não foi apenas uma outra falsa esperança. Foi real.

No despertar, existem dificuldades. O despertar acorda tudo dentro de vocês, não apenas o bom, não apenas a luz. Tudo. Ah, sim, agora vocês começam a ter experiências, sentimentos e pensamentos... reviver as vidas passadas... reviver as dificuldades e os desafios... reviver uma época antes de sequer virem à Terra. Tudo surge no despertar.

Uma depressão quase que se instala a esta altura. Vocês pensavam que o despertar era a resposta final, não pensavam? Vocês pensavam que tudo ia ficar melhor, que Deus e os anjos iam cuidar disso para vocês, não pensavam?

Agora, na segunda etapa desta identidade em expansão... agora que vocês passaram pelo despertar... vocês foram para o processamento. Vocês se tornaram experts em processar! Vocês foram a curadores e facilitadores. Vocês foram a workshops e cursos. Vocês nunca terminavam de processar. [Risada da platéia]

O processamento era importante porque alguma coisa estava cozinhando dentro de vocês. Vocês tinham despertado. Agora era hora de obter uma melhor compreensão. Vocês precisavam falar sobre as vidas passadas. Vocês precisavam falar sobre as dificuldades de sua infância nesta vida.

Vocês precisavam ficar zangados... com os cônjuges... ou os pais. Vocês precisavam ficar zangados com Deus. Sim, tudo bem se zangar com Deus. Ah, ajuda a liberar uma quantidade enorme de energia muito Velha e enclausurada. Vocês precisavam chorar. Vocês precisavam deixar sair algumas emoções. Vocês precisavam fazer o papel de vítimas às vezes. Vocês precisavam liberar tudo isso. O despertar deu vazão a isso.

Vocês precisavam falar sobre isso. Sim, alguns de vocês têm cônjuges que pensavam que vocês nunca parariam de falar sobre isso [risada da platéia], amigos que começaram a evitá-los quando vocês perguntavam se poderiam almoçar juntos. [Mais risada] Ah, que época maravilhosa para processar! Serviu bem a vocês. O processamento foi uma parte importante da sua nova compreensão do Ser.

Mas então chega a hora de prosseguir. Como vocês saberão que é apropriado? Ah, quando vocês estiverem repetindo as mesmas histórias novamente. Quando vocês estiverem indo constantemente ao passado... tendo que constantemente trazer à tona estas histórias... criando constantemente algumas vidas passadas para dar a vocês um tipo de conforto com relação a onde vocês estão no momento... então o processamento foi feito. É hora de seguir em frente.

Então, vocês passam para a etapa seguinte, que é a da liberação. É mais ou menos aqui que encontramos vocês, Shaumbra. Liberando. Quando começamos há quatro anos e um mês a estar com vocês, vocês estavam nesta etapa de liberação... um tanto confusos... muitos de vocês querendo voltar para a fase de processamento. Liberar é uma parte importante desta expansão de sua identidade... liberar... este deixar ir... deixar ir. É muito difícil, como vocês sabem.

Há uma tendência de querer vir a novas compreensões e aclaramentos enquanto vocês ainda estão presos ao passado. Nós trabalhamos com vocês por muito tempo na liberação, no deixar ir o Velho. Enquanto vocês estavam liberando, vocês perderam empregos... vocês perderam cônjuges... vocês perderam o senso de identidade de quem vocês eram. Mas vocês tiveram que deixar ir. Vocês tiveram que deixar ir. Isto foi provavelmente uma das fases mais difíceis e desafiadoras pela qual vocês passaram. Será do mesmo jeito para aqueles com quem vocês trabalham. Eles vão querer liberar um pouquinho com a sua orientação, mas só um pouquinho. Será difícil para eles liberar total e abertamente todas as coisas que eles achavam que eram. Lembrem-se como foi. Em nossos encontros iniciais, vocês estavam desejando liberar um pouquinho aqui, um pouquinho ali.

Depois, vocês perceberam que o ciclo de liberação tinha começado. Foi razoavelmente difícil parar de liberar. Foi difícil porque vocês perderam o senso de identidade do seu Velho eu. Vocês entraram na escuridão e no vazio de sua vida quando sentiram como se tudo estivesse fechado, quando sentiram como se estivessem num vácuo mais uma vez. E, sim, isso trouxe de volta lembranças do vazio de quando deixaram o Lar. Foi duplamente difícil para vocês.

Liberar não significa que vocês estão negando quem vocês foram e o que tinham sido. Era simplesmente a liberação. Vocês estavam simplesmente liberando as condições da Velha Energia em torno dessas experiências.

Vejam bem, a experiência ainda existe. Vocês estavam apenas deixando ir as suas reações... os seus sentimentos... o seu entendimento... e as suas atitudes com relação a essa experiência. Por exemplo, a experiência difícil pela qual passaram quando eram criança ainda existe. Mas vocês liberaram a Velha energia emocional que a rodeia... talvez as energias de vítima. Vocês liberaram as energias de ofensa, e compreenderam que vocês estavam nesta experiência maravilhosa simplesmente jogando com outras pessoas.

Quando vocês liberaram, vocês não estavam empurrando as coisas para debaixo do tapete. Vocês estavam deixando ir o modo como percebiam essa experiência. Muitos de vocês estavam observando estas experiências velhas e difíceis com uma energia desequilibrada. Talvez fosse uma energia de ser a vítima... uma energia de coisas ruins sempre vindo até vocês... uma energia de que não mereciam nada além da escuridão. Liberar é deixar ir a sua percepção da maneira como as coisas foram.

Alguns de vocês disseram que iam liberar essa percepção, depois voltaram para casa, e perceberam que não tinham liberado, que vocês ainda a estavam escondendo. Há um certo conforto nas atitudes da Velha Energia. Às vezes, é mais fácil ser a vítima do que ser o Criador, algumas vezes é mais fácil culpar os outros do que assumir a responsabilidade por quem vocês são. Assim, vocês diriam que estavam liberando, mas depois vocês se prendiam de fato aos Velhos processos.

Mas vocês deram permissão para trabalharmos com vocês. Vocês deram permissão para darmos um empurrãozinho. Deram permissão para que nós colocássemos vocês em movimento. Vocês deram permissão para que fôssemos em seus sonhos, como temos feito com freqüência, e afugentar os demônios para fora de vocês! [Risada da platéia]

Por fim, vocês realmente liberaram e deixaram ir. Muitas mudanças ocorreram em suas vidas. Mas vocês ainda se encontram aqui. Vocês ainda estão seguros. Vocês ainda estão no Agora, e mais do que nunca, Vocês São Deus Também.

Quando vocês verdadeiramente, verdadeiramente liberaram, vocês transmutaram energia. Vocês transmutaram energia e criaram uma vibração inteiramente nova. Quando vocês transmutaram o Velho, vocês mudaram o potencial do seu futuro.

Vocês estavam viajando por um caminho cheio de dificuldades... buracos, pedras, barreiras. Vocês continuavam colocando estas dificuldades no caminho à sua frente por causa de sua percepção do que estava atrás de vocês. Vocês acreditavam que a estrada tinha que ser difícil porque ela sempre tinha sido desse jeito.

Quando vocês transmutaram a energia através da liberação, vocês mudaram seu futuro potencial. O futuro é o passado curado, queridos amigos. O futuro é o passado curado.

Ouçam vocês mesmos bem agora através da voz de Cauldre e minha voz, de Tobias. Escutem-se. Sintam-se. Vocês liberaram, e vocês transmutaram. Vocês mudaram o potencial do amanhã.

[Pausa]

A próxima etapa na expansão da identidade do Ser foi permitir a integração do divino e do humano. É aqui que vocês estão bem agora, de certa forma. Parte de vocês não está querendo aceitar que Vocês São Deus Também. Vocês ouvem as palavras, mas seu coração bloqueia os sentimentos. Vocês sabem que é a hora, mas vocês não se sentem merecedores. Vocês sabem que a semente de Cristo está dentro de vocês. Mas vocês não se sentem suficientemente puros para permitir isso em sua vida. Assim, vocês se seguram.

Vocês estão lutando neste momento. Vocês ouvem as nossas palavras sobre a integração divina. Vocês ouvem as nossas palavras sobre serem Deus. Mas vocês não sabem se estão prontos para isso ainda. Vocês não sabem se podem aceitar isso.

Queridos amigos, nas palavras de um professor muito sábio, Deus está pronto para ser humano agora. O humano está pronto para ser Deus?

Estes ciclos da expansão de identidade não são ciclos de um só tempo. Vocês passarão por eles repetidamente. Vocês passaram por mais de um despertar. Vocês passaram por mais de um período de processamento. Vocês passaram por muitas, muitas liberações. Vocês passaram por muita integração.

Quando vocês alcançam um novo nível de aclaramento – o que vocês poderiam chamar de despertar – vocês sabem que é então o momento para processar. Processar – em vez de ser enfadonho e difícil, em vez de carregar a energia da vítima – pode ser uma satisfação que os impulsiona, tornando a liberação muito, muito fácil. É realizada com graça. É realizada com a finesse de um dançarino profissional, talentoso e gracioso.

Então, vocês terão a transmutação e a transformação em sua vida. Um nível inteiramente novo de energia divina virá para sua vida. Então, vocês voltam através do ciclo de novo... um novo despertar... um novo tipo de chegar à compreensão através do processamento... uma nova liberação... uma nova transformação... um novo nível de compreensão do divino. Vocês pensavam que fosse um programa de um só tempo, mas vocês passam por ele repetidamente.

Alguns de vocês ficaram muito frustrados e um bocado deprimidos. Vocês disseram: “Eu passei por esta dificuldade. Por que eu sinto que estou de volta no mesmo carrossel mais uma vez?” Queridos amigos, não é um carrossel. Na verdade, é giratório, e é circular. Mas é uma série de ciclos que continuam a expandir cada vez mais para fora... uma espiral indo tanto para cima quanto para baixo... uma espiral indo para todos os lados... uma espiral que é interdimensional. Falando de interdimensionalidade, sabemos que vocês fazem perguntas sobre isto, sobre as diferentes zonas dimensionais. “Será que nós estamos na quinta dimensão bem agora enquanto estamos falando?” Não, nós estamos em todas as dimensões enquanto falamos. “Como eu chego à sexta dimensão?” Ficando no Momento Presente e permitindo que sua divindade venha através de vocês. “O que está na décima segunda dimensão?” Não importa! Nós não vemos as dimensões do nosso lado como vocês. Nós não a segmentamos. Elas existem todas juntas no Agora. Vocês não precisam sair em jornadas para estas outras dimensões. Vocês precisam simplesmente se expandirem neste momento do Agora para permiti-las virem a vocês.

Assim, vocês passam por estes ciclos de expandir, expandir a consciência do Ser. Vocês vão continuar passando por eles. Compreendam que eles fazem uma espiral para cima e para baixo... obliquamente... para dentro e para fora. Pode ser uma bênção e uma alegria quando percebem que atingiram o fim de um ciclo, e se preparam para começar um novo ciclo. Um novo despertar vem a vocês. Alegrem-se com isso. Brinquem com isso.

Agora, cada vez, Shaumbra, que vocês chegarem à finalização de um destes ciclos, um novo nível de divindade pode integrar sua condição de humano. Algo acontece aqui. Nós falamos sobre isso. Demos a isso algumas definições novas.

Cada vez que vocês chegam ao fim de um ciclo, vocês criam Nova Energia. A finalização do ciclo cria então nesse momento Nova Energia. Essa Nova Energia fica disponível para vocês no próximo ciclo pelo qual passarão! O próximo ciclo será mais fácil. Tornar-se-á mais amplo, mais definido. Será mais profundo. Terá muito mais claridade. Nova Energia é criada quando vocês chegam ao fim de cada ciclo.

A Nova Energia fica então disponível como um potencial para a consciência de outros humanos. Eles podem escolher usá-la durante a jornada deles. Alguns não a reconhecerão. Alguns não vão querer utilizá-la. Mas estará disponível.
Vocês estão criando Nova Energia. Essa Nova Energia ajudará a mudança de consciência. A Nova Energia ajudará a criar novas tecnologias que beneficiarão a humanidade e o universo.

Muitos de vocês estão chegando à finalização de um ciclo. Quando chegarem a este ponto, compreendam o que está acontecendo. Compreendam que nesse momento vocês simplesmente criaram Nova Energia e vão para o próximo nível.

[Pausa]

E muitos de vocês estão presos. Vocês estão presos em uma energia muito difícil. Nós não percebemos a importância desta área de impedimento. Não, nós não sabemos todas as coisas. Aprendemos através de vocês. Deus não sabe todas as coisas. Deus aprende enquanto vocês as vivenciam.

Assim, não conhecíamos o impacto desta situação particular até nos encontrarmos com vocês há oito semanas (na Midsummer New Energy Conference, em julho de 2003) e percorrermos a abertura dos Sete Selos. Quando chegamos ao Quinto Selo, queridos amigos, os alarmes soaram do nosso lado! [Risada da platéia] Percebemos que havia muita, muita energia presa ali! A energia de batalhar, a energia de sofrer ainda está enterrada tão profundamente em vocês que vocês não estão terminando estes ciclos de modo equilibrado.

Vocês passam pelos ciclos de despertar, processar e liberar. Mas quando chegam na integração com o Divino, vocês ficam presos. Vocês tentam seguir para seu próximo ciclo sem completar a essência da integração divina. Vocês não se sentem merecedores. Vocês acham que precisam sofrer.

Então, vocês começam um novo ciclo em sua vida. Mas no desenrolar do ciclo – o despertar, o processamento, a liberação, a integração – dentro desse ciclo vocês constroem o sofrimento mais uma vez. Vocês constroem um caminho difícil. Nós demos uma olhada minuciosa nesta energia. E temos que dizer que tivemos que colocar todas as nossas energias na criação de um meio de ajudá-los a entender como ultrapassar isso.

A viagem que Cauldre, e Linda, e os dois doutores (Dra. Norma Delaney e Dr. Garret Annofsky) fizeram à Europa recentemente não foi coincidência. Ah, não, eles não a planejaram. Nós sim. Tivemos que mudar as coisas ao redor muito rapidamente para eles. Tivemos que levá-los a uma área onde o sofrimento é muito profundo e denso, muito Velho, onde o quinto chakra, o Quinto Selo, está trancado. Tivemos que ir lá, a essa região. Tivemos que fazer os arranjos para estar nesse barco (no Lago Constance, na Alemanha) para lidar com esta energia do sofrimento.

Vamos falar do sofrimento relacionado à igreja, relacionado à liberdade espiritual. Vamos ajudar a ultrapassar algumas energias aqui, uma continuação de nossa discussão menos de uma semana atrás (no Lago Constance). Vamos falar aqui sobre as igrejas. Talvez vocês compreendam a importância de João Paulo II em nosso encontro aqui hoje.

[Pausa]

Nos tempos de Lemúria, queridos amigos, vocês não tinham igrejas. Não havia religiões. Não havia nem mesmo a compreensão de Deus! Nessa época, não havia necessidade de tentar compreender. Vocês estavam vindo na Terra para vivenciar o que era estar no corpo humano... e também para ajudar a equilibrar a biologia... e também ajudar Gaia a desenvolver o sistema de vida aqui na Terra.

Vocês tinham dificuldade de sustentar sua energia no corpo físico. Era muito desafiador. Mas era um jogo divertido de se jogar. Enquanto as energias se tornavam cada vez mais concentradas, vocês eram capazes de se sustentar na biologia.

Na época de Atlântida, uma época maravilhosa e por vezes difícil, vocês ajudaram a equilibrar a biologia, de modo que ela tomasse a forma básica que vocês têm hoje. Muita pesquisa foi feita então sobre como criar este receptáculo do corpo, como fazer com que os humanos parecessem os mesmos em geral.

Mas mesmo nos dias de Atlântida, com toda a compreensão a respeito do trabalho com energia, nós não tínhamos uma compreensão nem mesmo um conceito de Deus. Nós não falávamos nesses termos. Nem mesmo pensávamos nesses termos. Não tínhamos a consciência.

De certo modo, tudo que compreendíamos era o humano. O humano era Deus ao mesmo tempo. Nós não compreendíamos tanto sobre a Terra e as estrelas. Chegamos a grandes compreensões acerca do humano e da biologia.

Até uns 6.000 anos atrás não havia a compreensão de Deus como vocês a conheceriam hoje. Há seis mil anos era difícil que houvesse o que vocês chamariam de religião. Não estava na consciência da humanidade na época. Religião, como vocês a conhecem, só tem cerca de 6.000 anos.

E, sim – a quem acabou de perguntar -, é por isso que algumas religiões acreditam que a humanidade só tenha 6.000 anos, apesar da evidência científica dizer o contrário. Foi apenas há cerca de 6.000 que surgiu a compreensão consciente de Deus, e, portanto, as religiões se estabeleceram.
Todo este tempo houve uma energia de sofrimento na consciência humana. Este sofrimento originou-se em uma época bem antes até de vocês virem para a Terra. Manifestou-se na consciência humana, particularmente no crescimento e na evolução da humanidade durante os tempos de Lemúria e Atlântida. E, tornou-se particularmente intenso há cerca de 6.000 anos. Foi um dos Sete Selos da Consciência.

A energia do sofrimento e da luta com dificuldade veio do fato de que era difícil aceitar a si mesmo e sua identidade. Vocês pensavam em vocês como algo muito distante e diferente de Deus. Os humanos achavam que eles tinham sido banidos do paraíso, punidos por terem feito algo errado, esperando por um salvador que os tirasse das profundezas da condição humana. Vocês acreditavam que tinham que rastejar, adorar Deus, ser devoto e sofrer. A energia da batalha e do sofrimento esteve entranhada profundamente na condição humana por algum tempo.

Então, chegou a época de Yeshua. Ele veio para mostrar um novo tipo de Deus... não um Deus zangado, velho... não um Deus que estava preenchido com punição... não um Deus que precisava ser adorado. Na verdade, queridos amigos, que ridículo – por que Deus precisaria que vocês adorassem... Ela? [Risada da platéia] Não faz sentido! Yeshua veio ensinar sobre um novo tipo de Deus. Vocês encarnaram na Terra naquela época ou próximo a ela, carregando com vocês a nova semente da consciência de Cristo. Yeshua foi o porta-voz. Vocês foram os mensageiros.

Mas a humanidade ainda estava repleta de culpa, repleta de tanto sentimento de luta e de sofrimento que não pôde ouvir as suas palavras ou as palavras de Yeshua. Na verdade, a humanidade pregou Yeshua em uma cruz!

Queridos amigos, a cruz é o símbolo divino, um padrão geométrico sagrado. É uma interseção do divino e do humano. A linha horizontal representa o humano, e a linha vertical representa o divino. Elas se cruzam, e todos os elementos são iguais e equilibrados. Não há uma linha maior do que a outra. É um símbolo sagrado que existe por muito, muito tempo. E que também foi insultado por muitos.

Quando este novo potencial para conhecer Deus no interior estava, a essa altura, despertando no planeta, a humanidade fez algo com este símbolo sagrado. Pregou um homem nele! Colocou uma energia horrível neste símbolo sagrado. Pôs o sofrimento na porta de entrada da revelação divina, permanecendo assim desde então.

É por isso que João Paulo vem hoje. Ele compreende. Ele tem feito seu trabalho na tentativa de ajudar a remover esta energia de sofrimento da humanidade.

As religiões fazem mais para afetar a consciência da humanidade do que qualquer outra coisa na Terra! Se as mudanças forem feitas nas religiões, as mudanças serão feitas na consciência. Então, todas as coisas podem progredir para o próximo ciclo com facilidade, e graça, e amor.

Mas, queridos amigos, a Velha Energia do sofrimento, que está profundamente arraigada no planeta agora, precisa ser removida. Suas instituições religiosas e espirituais – quer sejam cristãs, budistas, muçulmanas ou qualquer outra – continuam sustentando a energia do sofrimento. Vocês continuam a achar que precisam sofrer em sua jornada espiritual. É hora de deixar isso partir.

Há seis dias, passamos por um processo muito intenso com centenas e centenas de Shaumbra na água em um pequeno barco para liberar essa energia. Levamos as energias do Arcanjo Miguel, representando uma força e uma nova compreensão da verdade. E levamos as energias do Arcanjo Amael, representando a esperança, uma nova esperança para a humanidade. Trabalhamos muito intensamente com esse grupo (no Lago Constance).

Damos continuidade à energia hoje para ajudar a liberar o sofrimento que vocês acham que tem que fazer parte da sua realidade. Nós desafiamos o grupo naquele dia a liberar o sofrimento de dentro deles. Vocês não precisam dele em sua vida. Mas vocês acreditam nele. Quase se prendem nele. Embora nós digamos: “Vocês estão prontos para deixar a consciência de massa”, vocês carregam o sofrimento com vocês. Está tão arraigado que vocês acham que ele é parte de vocês. Quando vocês deixam a consciência de massa, vocês podem deixar muitas coisas para trás. Mas em sua maleta, vocês carregam o sofrimento.

Muitas das igrejas na Terra precisam mudar neste momento. Seu logotipo é um homem morto pregado na cruz. Essa é a primeira coisa que vocês vêem quando entram em muitas igrejas. Vocês abrem as portas, e que energia lhes cumprimenta nesta casa sagrada? Essa energia representa o sofrimento que foi colocado diretamente na porta de entrada da combinação entre o divino e o humano. Como os humanos podem passar para uma nova compreensão de que Eles São Deus Também se o sofrimento, a punição e a morte são o que os saúdam?

Nós dissemos ao nosso grupo no Lago Constance há uma semana: “Imaginem, imaginem se os alienígenas viessem visitá-los e pedissem para que vocês os levassem aos santuários sagrados.” E vocês os conduzissem à igreja mais próxima, abrissem a porta e houvesse um homem morto numa cruz. Eles compreendem a energia da cruz também. Imaginem criancinhas sendo levadas às igrejas que normalmente são escuras... repletas de Velha Energia... e lágrimas... e Velhas, Velhas preces... gravuras nas paredes de cabeças sendo cortadas... glorificadas em vitrais coloridos. Que tipo de religião é esta?

Nós desafiamos nosso grupo uma semana atrás. E desafiamos vocês também. Dizemos isto de maneira um tanto divertida, mas séria. Vão às igrejas. Falem com os padres e os ministros, e peçam a eles que tirem Jesus da cruz. [Risada da platéia] Queridos Shaumbra, vocês são corajosos? Vocês estão prontos? [Mais risos]

É um símbolo, mas é um símbolo poderoso que penetrou fundo em sua estrutura religiosa. Em vez dele, será que vocês podem ter a cruz Divina como símbolo junto de humanos felizes, humanos e anjos se reunindo no Agora? Será que vocês podem se livrar do sofrimento? Muito do sofrimento que está associado às igrejas remonta, oh, a tempos antes de vocês virem à Terra.

Existem religiões na Terra bem agora que tratam as mulheres como cidadãs de segunda categoria. Essas mulheres concordaram em ser tratadas assim. Elas carregam um fardo do passado, de um tempo anterior à vinda de vocês para a Terra, em que a energia feminina esteve no poder e foi muito ofensiva. A energia feminina tinha aprendido a ser sedutora. Ainda é. [Risada da platéia]

Houve um abuso do poder, de modo que agora muitas mulheres se permitem sofrer e continuar sofrendo por isto. Elas usam véus em seus rostos. Não podem sequer se sentar nas igrejas. Elas não podem se permitir serem vistas. Ficam cobertas por um manto de culpa. Sofrem por velhas feridas. É hora de liberar isso.

As igrejas continuam a dizer que vocês foram atirados para fora do Jardim do Éden, que Adão e Eva fizeram algo errado. Queridos amigos, esta é uma velha, uma velha história. Que para começar não é verdadeira. Há um grande equívoco com relação às metáforas que foram originalmente criadas sobre o Jardim do Éden e Adão e Eva. Na verdade, representam a energia de Adam Cadman, e também da Eva, as energias femininas, o feminino. Representam, de certa forma, vocês deixando o Lar para ir em uma jornada maravilhosa.

Mas, queridos amigos, isto em grande parte é religião. Dizem que vocês têm que trabalhar o seu caminho de volta a Deus. Aqueles que se dizem devotos furam sua pele... prejudicam seu corpo... rastejam pelo chão... e se tornam sanguinários para que possam ser vistos como valiosos aos olhos de Deus. Queridos amigos, Deus não precisa disto, não quer isto nem se diverte com isto. São Velhas Energias que estão confinadas na Terra.

É tempo de liberdade espiritual na Terra. É tempo de as igrejas deixarem ir seus Velhos processos, ou suas paredes continuarão a tombar. É tempo de os humanos na Terra compreenderem que Deus é amor... que Deus é compaixão... que Deus é criação... que Deus é a profunda e verdadeira compreensão de todas estas coisas. Vocês verão mudanças dramáticas nas igrejas. As mudanças continuarão enquanto eles sustentam as Velhas Energias.

Hoje, aqui com os Shaumbra, dando continuidade à energia que teve início na Europa, pedimos aos Shaumbra de todo o mundo que liberem o sofrimento de sua realidade pessoal, que permitam que o Quinto Selo se abra. Vocês não estão fazendo isto para o mundo neste momento. Vocês estão fazendo isto para vocês mesmos. O mundo conseqüentemente mudará.

Vocês podem tirar o sofrimento de sua vida? Vocês podem liberá-lo, de modo a permitirem a pura integração do divino e do humano?

Respirem bem fundo.

Vocês deixaram o sofrimento se tornar uma parte tal de seu sistema de crenças que, mesmo quando vocês liberam todo o resto, vocês se esquecem de liberar o sofrimento. Deus não quer que vocês sofram. Deus não quer que vocês passem por todas estas dificuldades e desafios. O espírito quer que vocês tenham alegria – o oposto do sofrimento – alegria em sua vida, e alegria em suas criações.

Seu sofrimento lhes causou a falta de abundância. Vocês se concentraram na abundância, e estabeleceram um teste entre vocês e o Espírito: “Espírito, se eu merecer, dê-me abundância.” Vocês brincam com o jogo do mais sofrimento e menos abundância, e então menos crença no Espírito, e menos crença em vocês próprios. É um ciclo vicioso.

Vocês jogam o jogo com vocês mesmos e sua saúde. Vocês dizem: “Espírito, deixe-me bem. Deixe-me saudável. Deixe-me equilibrado.” Mas vocês ainda sustentam a energia do sofrimento, de modo que vocês ainda permitem que seu corpo fique desequilibrado. Vocês ainda permitem a dor. Vocês ainda se permitem serem invadidos por esta coisa chamada câncer. Vocês ainda permitem que o seu corpo sofra. É hora de liberar isso.

Não existe nenhum Deus que queira que vocês sofram. Nenhum Deus lhes pede para sofrer. Deus pede a vocês que sejam felizes e celebrem.

Liberem o sofrimento de dentro de vocês, Shaumbra, de dentro de vocês. Ele não tem que fazer parte da realidade de sua vida.

Quando sua vida continua a ser difícil, quando vocês não estão fazendo o tipo de progressos que vocês gostariam de ver em seus próprios níveis de energia, vocês se questionam e questionam o seu merecimento. Vocês questionam esta jornada em que estão. Vocês questionam as palavras dos Shaumbra... do Shoud... de Tobias. Vocês questionam Deus.

Dêem uma olhada. A energia do sofrimento está profundamente enraizada em vocês. Foi trancafiada em vocês através de muitas encarnações. E, nesta vida, as igrejas ajudaram a trancá-la mais fundo ainda. Vocês não são nada, dizem. Vocês têm que trabalhar o seu caminho de volta a Deus. Vocês são pecadores. Chegará o dia do julgamento. Talvez vocês consigam, talvez não. Medo, sofrimento e mais sofrimento... vocês têm isso profundamente enraizado dentro de vocês, que o caminho para Deus é através do sofrimento profundo e da dor.

Queridos amigos, mudem isso neste exato momento. Vocês não devem sofrer por nada. Vocês não precisam sofrer para ajudá-los a compreender a dualidade. Vocês não precisam sofrer para ajudá-los a compreender o amor. Isso é Velha Energia. Vocês não precisam de tormentos para compreender a alegria... Velha Energia. Vocês podem compreender a plenitude da felicidade sem ter que passar por nenhum tormento. Vocês não precisam mais sofrer.

Se vocês se permitirem liberar o sofrimento agora, no tempo em que estamos juntos, se vocês permitirem que o processo do sofrimento seja liberado, ele pode ser transmutado. Pode ser transformado em Nova Energia. Pode ficar, então, disponível para os outros, pois quando eles chegarem ao ponto em que percebam que não têm que sofrer, eles podem usar a Nova Energia que vocês ajudaram a criar. A transição deles pode ser mais fácil por causa do que vocês fizeram aqui. Vocês não estão fazendo o mundo liberar o sofrimento. Vocês estão deixando sair o sofrimento de suas próprias vidas. Vocês estão mudando a vibração da humanidade, mudando o potencial do amanhã. Vocês estão fazendo isto para si mesmos neste momento do Agora em que nos encontramos.

É tempo de liberdade espiritual. Vocês estão ajudando a criá-la. É uma liberdade do sofrimento – não mais sofrimento – uma liberdade espiritual que lhes permite dizer: “Eu Sou Deus Também”, e torná-los merecedores dela no nível mais profundo... uma liberdade espiritual em que há o equilíbrio do masculino e do feminino... do humano e do divino... da luz e da escuridão... uma liberdade que retira vocês do caminho dos Velhos processos do sofrimento... do karma... do pecado e da punição.

João Paulo está aqui hoje com vocês. Ele pergunta se vocês serão os professores desta nova liberdade espiritual. Vocês não têm que entrar em retórica ou dogma com os outros quando ensinarem isto. Vocês não têm que ter regras. Vocês não têm que ter livros longos, enfadonhos. Vocês podem deixar os outros saberem que eles não precisam mais sofrer. Vocês podem ensinar isto em cursos. Ou individualmente. Podem ensinar do mesmo modo que ensinam as informações sobre os Sete Selos. É ensinar a cada e todo humano que eles podem ser livres. Que podem ter liberdade espiritual em suas vidas. Podem ficar livres do sofrimento.

As igrejas passarão por algumas mudanças muito importantes. Enquanto vocês assistem a isto, enquanto as mudanças acontecem, compreendam que muito disso foi possível por causa do trabalho que vocês têm feito. É hora de as igrejas mudarem mais uma vez o conceito de Deus, um conceito que não é aprimorado em grau nenhum há 6.000 anos ou mais, um conceito de Deus que é muito Velho, é muito estruturado.

Nos próximos quatro anos, vocês verão grandes mudanças nas igrejas, tempos difíceis. Estejam aí e estejam prontos para ensinar um novo tipo de espiritualidade – a da liberdade... do amor e da aceitação... da tolerância e da honra.

Isto é o que vem pela frente, Shaumbra. É o que vem pela frente. As mudanças começam hoje quando vocês podem dizer verdadeiramente a si mesmos que vocês não precisam mais sofrer em sua vida. Ninguém está colocando o sofrimento aí para vocês. Nós podemos lhes dizer isso bem agora – não, nem os seus anjos... nem o seu karma... nem mesmo a consciência da humanidade.

Não tem que ser difícil. Não tem mais que ser difícil. Quando vocês acordarem de manhã, lembrem-se... respirem fundo... e digam: “Não tem que ser difícil.” Se for difícil... parem... respirem fundo. Mudem isso. Mudem a sua consciência. Mudem-na. Se vocês estiverem lutando com dificuldade... parem... respirem fundo... e lembrem-se de que não há nada fazendo vocês sofrerem nesse momento, exceto o Velho sistema de crenças que vocês têm sustentado.

Sim, o sofrimento é pesado na consciência da humanidade. Mas vocês não têm mais que fazer parte dela tampouco. Há uma tendência para voltar aos Velhos processos. Há uma tendência para esses Velhos processos serem como um ímã. Um processo não muda da noite para o dia. Mas o processo começa aqui e agora. Quando vocês se encontrarem em uma situação em que haja sofrimento à sua volta – dentro de vocês, e com outras pessoas – digam a si mesmos, lembrem-se disso, que ninguém está escolhendo o sofrimento a não ser vocês. Honrem os outros se quiserem viver em sofrimento. Mas vocês não têm que absorver mais esse sistema de crenças. Queridos amigos, esta energia do crucifixo tem sido muito forte na Terra por 2.000 anos. Alguns de vocês – a maioria de vocês aqui – ajudou a colocá-la aí. A energia do crucifixo... está pronta para partir agora. Jesus está de fato pronto para descer da cruz. Ele está cansado de estar lá. [Risada da platéia]

Para aqueles que fizeram a pergunta: “Jesus realmente morreu na cruz?”, a resposta é sim, ele não continuou vivendo como um humano na Terra. A sua energia permaneceu muito presente na Terra. Ainda está. Ele não pode ajudar essa energia. Ele está pregado na cruz. Mas o homem, o corpo morreu. O trabalho continuou. Continua hoje em vocês e através de vocês.

Muitos de vocês estão profundamente envolvidos com essa época de 2.000 anos atrás, tão profundamente envolvidos com o sofrimento e a luta que aconteceu. Vocês não podem liberar isso. Muitos de VOCÊS ainda estão pregados na cruz. Quando será que vocês vão se permitir viver sem lutar com dificuldade, sem sofrer? Tirem Jesus da cruz. Tirem vocês da cruz!

Nós os amamos ternamente. Vocês nunca estão sozinhos. Juntos agora, grupo.

“E assim é”.


 
Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, vulgo "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com <http://www.crimsoncircle.com> . O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.
O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.
Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.
O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.
Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.
Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado.
© Copyright 2003 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.
Tradução para o português: Inês Fernandes - Rio de Janeiro, novembro de 2003
(mariainesfernandes@globo.com)