Nhahyu

OS MATERIAIS DE TOBIAS

A Série do Salto Quântico:
SHOUD 7: "Nhahyu"

Apresentando Adamus Saint-Germain, canalizado por Geoffrey Hoppe

Apresentado ao Crimson Circle
1 de Março, 2008

 
Eu sou o que sou! Eu sou o que sou: o incomparável, irreverente, profano, mas pleno... Adamus Saint-Germain! (aplausos e risos da platéia) Ai daqueles que não captaram minha mensagem de que começaríamos mais cedo hoje! (risadas) Shaumbra, Shaumbra, Shaumbra! Eu a enviei, vocês a sentiram, mas fingiram não me ouvir... (Saint-Germain iniciou a canalização deste dia 90 minutos antes do horário convencional.)

Hoje falaremos sobre o sentir... sobre os sentimentos e as sensações... e também sobre agirem em conformidade com aquilo que vocês já sabem: seus próprios sentimentos. Enviamos pois o chamado para que este Shoud começasse mais cedo por várias razões, as quais explicarei daqui a pouco. Mas antes quero desejar um feliz aniversário para Linda, que acaba de retornar de Issah. Querida Linda, que deleite é vê-la brilhando, tão radiante e... exausta por causa do ‘jet-lag’. (risos) (Linda diz “Obrigada!”) Contudo, uma coisa boa do ‘jet lag’ é que ele lhe faz mergulhar em seu próprio coração e sair de sua mente, permitindo que a realeza de seu Eu se irradie quando isso acontece... Feliz aniversário e... muitas mudanças para você! (risadas)

Portanto, meus caros, hoje convoquei mais cedo este Encontro Shaumbra por uma série de motivos. Estava eu no meio de um intenso trabalho junto a alguns cientistas, tratando de dois tópicos dentre os meus favoritos, um deles sendo, é claro, como manifestar e usar a Nova Energia, primordialmente através da água. Há alguns grupos de cientistas e também alguns indivíduos que estão, neste exato momento, prestes a compreenderem o que realmente é a água, além de seus átomos e moléculas e até mesmo de algumas das feições subatômicas, pois isso guarda a resposta para tantas das velhas questões energéticas da Terra. E não falo apenas de fontes energéticas utilizáveis como combustível, mas de consciência, pois tudo isso se conecta muito intimamente.

E lhes digo que será em seu próprio tempo de vida que vocês presenciarão esta grande revelação acerca da verdadeira capacidade da água, sua relação com a consciência e o que realmente pode ser alcançado e realizado... Algo que chacoalhará todos os atuais sistemas e estruturas, cuja base é a Velha Energia, mas que sei que vocês testemunharão com grande assombro... Algo que abalará a forma pela qual se fazem tantas coisas atualmente na Terra. E este é o porquê de estarem acompanhando tão rápida transição nos sistemas financeiros e políticos e também em tantas das velhas maneiras.

Shaumbra, seu trabalho pioneiro de consciência está ajudando a tornar isto possível. Saibam ou não, seu trabalho em consciência disponibiliza, por assim dizer, energias e essências para os cientistas. Estes pesquisadores não assimilam tantas das coisas que vocês sentem e entendem, sendo portanto através de seu trabalho conjunto com eles que esta nova fonte de energia logo será manifesta.

Há também outro grupo de cientistas com o qual venho trabalhando intensamente na área de estudo que trata do rejuvenescimento do corpo físico e seus órgãos, cuja plataforma, neste momento, é o que vocês chamam de pesquisa de células-tronco e cuja ênfase primária, por estranho que pareça, é a capacidade do corpo em regenerar cabelo. Sim… cabelo! Eles estão abordando um dos dilemas da vaidade masculina, enfrentado por tantos homens - o problema da queda de cabelo. Todavia, como resultado desta pesquisa, eles descobrirão algo muito simples, em nível muito profundo: como o corpo é capaz de se auto-regenerar. Mais uma vez, isto requer energia ‘consciencial’ combinada a uma boa pesquisa científica, porém uma pesquisa que nos leva muito além.

É claro que estarei ativamente envolvido no lançamento e na publicidade deste produto, cuja proposta é fazer crescer novamente o cabelo masculino, sugerindo que o batizem de “Adamus: Para o homem que quer ser de novo um homem.” (muitas risadas da platéia e gracejos de Adamus) Mas o meu trabalho com estes dois grupos foi interrompido por causa de uma situação que se desenrola agora no mundo. E devo dizer que se trata do Oriente Médio, situação essa que pode ocasionar verdadeiro inferno nos próximos quatro ou cinco dias...


Assuntos e Questões Atuais

Muitas velhas tensões estão vindo agora à tona... Tensões presentes na própria Terra e também tensões humanas... Algo que eu chamaria de um tipo de “energia pré-pascal”, avolumando tremenda quantidade de raiva e velhos ressentimentos, especialmente apegados à Velha Energia... Algo que veio à superfície - não que eu esteja, de forma alguma, atribuindo isto a Shaumbra - mas que se deu recentemente, logo após o encontro de Shaumbra em Israel. Tenho, portanto, trabalhado com Shaumbra e vários outros grupos espirituais nas terras do Oriente Médio, tentando permitir que os potenciais de novas resoluções possam vir a esta situação bastante volátil, que se desdobra ao mesmo tempo em que aqui conversamos...

E devo agora dizer, principalmente a todos os Shaumbra que são de Israel e estão nos escutando: Este é o motivo pelo qual vocês vêm se sentindo assim, especialmente nestas últimas duas semanas... Vocês estão sentindo esta tremenda tensão e este conflito vindo à tona, sendo que muitos de vocês trabalham comigo no sentido de ajudarmos a manifestar o potencial de uma resolução clara, sem que se precise passar por todo o sofrimento humano de guerra e matança...

E isso claramente difere de tentar infligir os próprios desejos ou pensamentos àquela situação... Distanciem-se por um momento… daquela situação extremamente volátil da consciência humana no Oriente Médio, região em que se acumulam eras e eras de velhas camadas, principalmente religiosas e de controle de poder...

Não é portanto apropriado tentarem infligir seus próprios desejos e intenções pessoais, incluindo seu próprio desejo por aquilo a que chamam de paz, ou ainda que um dos lados domine o outro ou algo semelhante, pois vocês estariam simplesmente adicionando sua energia ativada e carregada a uma situação já bastante volátil... O que vocês de fato desejam é permitir e expandir o potencial da resolução, para que então os líderes, guerreiros e pessoas que vivem nestas regiões possam receber e assumir este potencial, se assim o escolherem. Vocês estão permitindo que um potencial mais elevado de consciência se manifeste e exista lá para eles...

Na verdade, a escolha é deles… seja pelos velhos caminhos da guerra e do sofrimento, regredindo em consciência, ou se desejam ajudar a selecionar uma forma de consciência mais elevada de realização e criação...

Portanto, Shaumbra, todos vocês… estejam nas terras de Israel e países circunvizinhos, ou sentados aqui hoje, respirem profundamente... Tomemos um momento para sentirmos a energia da resolução de uma consciência mais elevada...

(Pausa)

Expandam-na...

Expandam-na. Não a forcem. Não a imponham sobre quem quer que seja. Não tentem manipular a mente ou o corpo de ninguém. Não se trata de controle psíquico, mas de um novo e mais elevado potencial.

Algo bem simples, de fato, com o quê vocês deveriam se identificar... Às vezes os seres humanos não entendem que pode haver um caminho mais elevado, estagnando-se em seus antigos sistemas de crenças e velhos níveis de soluções, que nem imaginam poderem existir novas, elevadas e conscientes formas de se fazerem as coisas...

E, com isto, surge esta pequena bolha de potencial, que vocês e outros Shaumbra emitiram para todos que a desejem receber. E ela flutua em direção a eles... Alguns deles experimentarão momentos de “A-ha!” Outros a atravessarão sem a perceberem, estagnados que estão em suas próprias maneiras arraigadas... Mas alguns deles, talvez um líder... ou um general do exército… ou mesmo um terrorista, o qual está literalmente prestes a lançar uma bomba, sintonize-se com esta bolha de potencial que representa um jeito novo e diferente, parando um instante para reconsiderar... E, ao invés de lançar a bomba, prossiga em seu próprio caminho pessoal, em comunhão com seu espírito individual e eventualmente seu próprio Eu...

Assim, o trabalho dos mestres - que são vocês - não se dirige somente ao seu próprio nível de consciência, pois este se faz compartilhado em todo o mundo com aqueles que se encontram prontos.

De maneira que convocamos mais cedo este encontro de hoje porque eu normalmente sou muito ocupado... (alguns risos) E preciso voltar ao meu trabalho… E vocês se perguntam... “Onde estará Tobias?” Ele precisou tirar um recesso após o intenso trabalho nos Países Baixos, preparando-se para o evento “Escola da Paixão”, a ser realizado na Espanha, um de meus lugares favoritos. E serei eu, Adamus Saint-Germain, a presidir o workshop sobre canalização… Portanto… Ai daqueles que se inscreveram! (Saint-Germain graceja.)

Na verdade, Tobias está trabalhando neste exato momento com um dos grupos do Conselho Carmesim, o qual periodicamente realiza medições da consciência humana na Terra. E é interessante notar que a consciência humana apresenta o maior pico de todos os tempos. Em nosso lado do véu utilizamos um “benchmark”, ou seja,  um parâmetro indicativo de 2000 anos atrás - uma época de grandes mudanças - ao qual simplesmente atribuímos o valor “um” [o número 1], pois foi quando nós, na história mais recente, começamos a medi-la.

Como se pode imaginar, há 2000 anos a consciência humana era bastante reduzida. Se pudéssemos penetrar nas mentes e nos corações humanos de então, veríamos que seus pensamentos eram bastante “crus” e “adimensionais”, por assim dizer, sendo então bem difícil que compreendessem algo além do chão sob os próprios pés e da refeição diante dos olhos. Adotemos pois o número “1” como referência. E da última vez em que se efetuou tal medição, há aproximadamente sete meses, o resultado indicou o que se poderia interpretar como registrando valor bem acima de 2000 unidades. Convenhamos ser este um enorme salto - um salto quântico de fato - da consciência da Terra, se comparada à consciência de 2000 anos atrás. Pode-se praticamente afirmar que a consciência aumentou 2000 vezes desde então...

E esta mudança tão rápida da consciência global está levando a toda uma série de coisas... Mencionamos anteriormente sobre como tudo isso tem vindo à tona agora, sejam coisas literalmente escondidas em cavernas, debaixo do solo ou mesmo do mar. Esta mudança de consciência também faz com que as mentiras venham à superfície... velhas mentiras contadas pela... bem, não direi o nome daquela igreja... (Adamus rapidamente murmura “católica” entre os dentes, provocando muitas risadas das pessoas presentes.)

Tudo isso está vindo à tona agora, incluindo fatos contemporâneos ligados aos negócios, à política, à psicologia e várias outras áreas, todas elas assomando à superfície devido ao altíssimo nível de consciência.

De forma que Tobias e alguns dos outros seres do Conselho Carmesim estão, neste exato momento, realizando uma medição que chamaríamos de ‘angelicamente científica’ da consciência. E sei que Tobias vai adorar lhes falar sobre isso na próxima vez em que ele voltar para participar de um Shoud.

Esta é a razão de eu estar aqui hoje com tanta pressa... E antes de realmente começarmos este Shoud, faço-lhes uma pergunta: Vocês o querem do jeito fácil? (risadas) Ou do jeito difícil? (A platéia responde: “Fácil!”)

Agora os ouço dizerem “do jeito fácil”, o que significa que o apresentarei curto e simples, mas sempre há alguém na multidão que prefere o jeito difícil. Sempre existe um/a...

Interromperei nossa conversa por um momento para dirigir-me a esta voz que se ergueu... Por que você deseja o jeito difícil? Você precisa que as coisas sejam difíceis em sua vida para lembrar-se de que está vivo/a? Você precisa que as coisas sejam difíceis para sentir que você sofreu? Você gosta desse desafio? Você gosta de atravessar a vida caminhando para trás sobre uma cama de pregos? (algum riso)

Nós deste lado às vezes nos perguntamos qual é a destes doentes da turma (riso) que preferem o jeito difícil... Para eles o jeito fácil parece tão - como diriam vocês - prosaico e... fácil demais. Pois é... Eles preferem o jeito difícil. Mas eu lhes garanto que vocês não ganham medalhas, homenagens, biscoitos... nem qualquer outro prêmio por escolherem o jeito difícil!

Agora respiremos profundamente… Ah! E nós vamos encontrar você depois da escola hoje, ouviu? (risadas) Quanto ao resto da turma, façamos a coisa do jeito fácil.

A ‘Respiração do Receber’

Respiremos juntos profundamente... Comecemos com A Respiração do Receber... A Respiração do Receber... Algo que encorajo a todos que façam como sua primeira ação pela manhã e também a última coisa do dia - ou seja - uma das coisas mais fáceis que vocês podem fazer.

A Respiração do Receber não é algo forçado, mas uma escolha. No momento em que a realizam, abrem-se a si mesmos para todas as dádivas que a Terra física, o universo físico, os céus e todas as dimensões têm a oferecer, abrindo-se também todos os caminhos e corredores dimensionais, de forma que as energias, a consciência e então todos os aspectos e elementos específicos possam chegar até vocês para lhes servirem.

E não deve haver qualquer esforço, mas tão somente uma simples respiração consciente - ou várias - se assim preferirem. Nada há a suplicar... nem técnica com a qual se preocuparem. Ela deve brotar do coração...

No instante em que iniciam a Respiração do Receber, começa também um processo surpreendente num alto nível de consciência - multidimensional, interno e pessoal - no qual vocês se abrem, o que se dá na forma da própria Consciência, talvez a mais elevada forma de qualquer coisa... Mais uma vez, lembrem-se de que a Consciência em si mesma não é energia... A Consciência trabalha com a energia. A Consciência é a mestra da energia. A Consciência ajuda a estimular a energia, dormente em estado neutro, aguardando suas ordens...

A Respiração do Receber ativa todas as energias, trabalhando a partir da própria Consciência, para dentro daquilo a que chamamos de ‘Electrum’, a partir do qual a energia pode então ser finalmente trazida dos estados cristalinos, que equivalem ao próprio domínio das idéias, então ativadas pela escolha de... Receber. Algo que procede da Consciência, atravessando os domínios cristalinos e estados eletrônicos, chegando então à sua conhecida realidade material, abrindo seu caminho, se vocês assim escolherem, através da respiração, de maneira bastante simples e eficiente, para suas próprias vidas, após o quê haverá bem pouco que vocês ainda precisem fazer. Alguns de vocês têm... (Água, por favor...) Alguns de vocês têm... (Saint-Germain graceja...) Você percebeu que eu iria pedir água, não é? (Linda responde: “Sim, senhor!”)

Alguns de vocês têm portanto experimentado isso... Quanto menos empurram e forçam... mais as coisas acontecem. Quanto menos se preocupam com as coisas ou ficam tentando forçá-las... mais fáceis elas ficam. Quanto menos batalham e labutam... mais suaves se tornam suas vidas. E quanto menos tentam aquelas velhas coisinhas “abracadabra” como visualizações, mantras, afirmações e jogos mentais... mais fáceis se tornam as coisas. Vocês poderiam simplesmente fazer escolhas, apreciando e curtindo suas próprias vidas, observando como tudo chega até vocês e se manifesta...

Atentem que isto não é o que vocês chamariam de teoria, mas a própria maneira através da qual a Consciência e a energia funcionam. Sempre funcionaram assim e sempre funcionarão assim. A Consciência é Divina. E o Divino é o Mestre. E o Mestre conclama todas as energias para servi-lo. Vocês são a Consciência... Vocês são os Mestres. Exercitemos novamente a Respiração do Receber... a Consciente Respiração do Receber...
(Pausa)

E é aí que vocês costumam encrencar-se... Sua mente se infiltra e começa a querer saltitar, formular, controlar e dizer: “Estarei fazendo isso direito? Estou trazendo energia das dimensões cristalinas através dos domínios eletrônicos até o mundo material da maneira apropriada?” Ora, parem com isso... É tudo muito natural.

Pois no momento em que se inicia esse joguinho mental, isso muda toda a dinâmica da escolha original de vocês, confundindo o próprio nível de escolha mais elevado e basicamente bloqueando o acesso dele a esta realidade tridimensional... Pode-se dizer que seus Espíritos amam tanto vocês, que deixam que fiquem jogando qualquer jogo que queiram... E se vocês quiserem brincar com os jogos da mente, assim bloqueando o fluxo fácil e natural das energias, seus Espíritos o permitirão...

O divino - o divino de cada um de vocês - sempre terá compaixão e honra pelo aspecto humano, deixando que este brinque com estes jogos até que se canse e claramente efetive a escolha de parar de jogá-os, permitindo que o processo natural e energético da consciência aconteça, tão somente se expresse e simplesmente seja...

E, tendo feito em consciência a escolha de receberem, vão tratar de cuidar daquilo que lhes diverte em suas vidas! Caminhem... Oh, não estamos necessariamente sugerindo que se assentem diante da televisão... Vão passear... dar uma volta de carro... pilotar sua Harley Davidson! (Risos da platéia, pois se ouvem os ruídos de uma motocicleta do lado de fora do prédio.) Algo que vocês curtem... para então observarem e contemplarem quão sincronisticamente as coisas começam a acontecer em suas vidas.

Agora, quando a sincronicidade ocorrer e todas estas coisas começarem a se manifestar... Sim, chegará um ponto em que vocês - os aspectos humanos de si mesmos - desejarão agir, interagir e lidar com aquelas energias, trazendo-as à criação - o que descobrirão ser na verdade bastante fácil. E se qualquer um de vocês estiver com dificuldades em sua vida agora, é por uma de duas razões: ou vocês estão deixando que outras pessoas ao seu redor basicamente controlem sua consciência, delegando-a a elas, ou vocês não estão permitindo que as energias trabalhem a seu favor, pois ainda acreditam em fazer as coisas... do jeito difícil.

Eu posso entender isso até certo grau, pois vocês vivenciaram éons e éons seguindo padrões de ‘fazer as coisas do jeito difícil’... Dêem-se pois a oportunidade de fazê-las do jeito fácil. Parem com essa labuta... Posso agora mesmo ouvir as mentes de alguns: “Mas Adamus, você não entende...” Ah não! Entendo sim! Vocês estão jogando um jogo e sendo débeis mentais (risadas)... Ou seja, vocês gostam deste jogo e continuam dizendo: “Sim, mas... mas... eu sou diferente.” OK, você é diferente, mas está jogando um jogo... Mais uma vez, dê-se a oportunidade de permitir que as energias lhe sirvam natural e facilmente. Não sejam suas a voz e a mão que se erguem para declarar: “Sim, hoje faremos as coisas do jeito difícil.” Não há necessidade nem razão para isso...

Façamos mais uma vez a Respiração do Receber, mas desta vez... a Fácil Respiração... do Fácil Receber! E que este flua diretamente para esta realidade. E sim - a propósito - vocês possuem esse direito. Vocês o merecem. Permitam que ele flua livremente...

(Pausa)

Muito bem! Tratemos agora do tópico do dia. (Alguém na platéia diz: “Ótimo!” e Adamus Saint-Germain começa a rir...) Também vou querer me encontrar com você depois da escola, OK? (risadas) Sou muito bom em falhas mecânicas de automóveis, se você entende o que eu quero dizer... (mais risos) Água! Ora, foi mais fácil em Israel do que está sendo aqui... Que platéia difícil!


Sentindo...

Falemos sobre um assunto extensivamente discutido por Tobias nos últimos tempos - uma ferramenta ou ingrediente que constitui algo que será a chave para tudo o que acontecerá com vocês a partir de agora - um dos principais “ingredientes” sobre os quais Tobias - e nosso pobre e entristecido Kuthumi - estarão discorrendo... Kuthumi está chateado e intrigado com Shaumbra... Ninguém se inscreveu até agora para o seu workshop de fim de semana em Ohio - no mês de março - intitulado “Esterco de Vaca”... (A platéia exclama: “Ohhhh!”). Estamos nos perguntando sobre o que terá dado errado, Kuthumi...
Então… (gracejando) Kuthumi também disse que vai me pegar depois da aula por causa disso... (risadas)

Temos conversado sobre sensações e sentimentos. Talvez não sejam essas as descrições ou palavras certas, pois existe uma antiga e diferente palavra lemuriana que combina “sentimento”, “consciência”, “percepção” e “sensibilidade.” Consciência… Percepção… Sensibilidade… Sentimentos… Sintam a essência destas palavras: consciência, percepção, sensibilidade e sentimentos - pois isto é basicamente o que vocês são.

A antiga palavra lemuriana para tudo isso era “yu”... E a expressão que na verdade oferecia uma descrição mais precisa ao utilizar a palavra “yu” para se referir aos elementos específicos da consciência e do sentimento era “Nhahyu”. Nhahyu... que talvez soe familiar para alguns de vocês... Nhahyu - palavra que basicamente combina as essências daquelas palavras em inglês, significando sentimentos e consciência, percepção e sensibilidade.

Temos reiterado isto a vocês ultimamente porque este é um assunto muito, muito importante. Vocês são Nhahyu - sentimentos - e vocês estão agora recebendo e captando todos estes sentimentos, sensações e Nhahyu em suas vidas. Mas vocês também têm bloqueado e imposto resistência a Nhahyu, ao sentirem e perceberem toda esta consciência ao seu redor, mantendo-os à distância porque seus aspectos humanos temem que se vocês mergulharem profundamente em sentimentos externos, como as sensações de outras pessoas, do mundo e até mesmo de Gaia, perderão sua identidade nesse mergulho profundo.

Então hoje desejo falar-lhes sobre o florescimento de Nhahyu - a abertura deste aspecto essencial de vocês. Você já se abriram para algumas poucas camadas de sentimentos, mas agora é hora de realmente se expandirem para os sentimentos, pois os sentimentos é que são ‘o grande lance’. A mente já era... A mente está cansada e desgastada e vocês sabem disso. A mente foi sobrecarregada, superutilizada e recebeu poder demais. Porém Nhahyu - os sentimentos - é que são a parte essencial.

Agora pediremos que vocês, neste espaço seguro que criamos juntos, permitam-se mergulhar profundamente nos exemplos de vida - reais e verdadeiros - que lhes apresentarei a seguir. Permitam-se mergulhar neles tão  profundamente, que possam esquecer-se de si mesmos, pois o ‘eu’ que ainda se refreia é o aspecto humano que teme esquecer-se de si mesmo. Mas isto não é possível, pois mesmo que mergulhem profundamente em sentimentos que os façam esquecer-se de seus aspectos humanos, sempre terão o “Eu Sou” de cada um de vocês, quer o chamem de sua alma ou de sua divina presença. Eu o chamo de “Eu Sou”.

Vocês podem mergulhar profundamente nos sentimentos, tal como o fariam num oceano sem fundo, sentindo tudo ao seu redor e até mesmo dentro de si mesmos, permitindo que eles permeiem suas consciências. E, em qualquer momento, vindo a sentirem-se perdidos, esmagados ou totalmente consumidos pelas energias, tudo o que precisam fazer é simplesmente se lembrarem de que... “Eu Sou O Que Sou”! Vocês são o princípio e o fim e ninguém jamais pode tirá-lo de vocês...

Sim… Aí alguns de vocês entram em pânico, porque… falando francamente… você foram, no passado, objetos de controle psíquico ou místico e também magia negra. Contudo lhes recordo que se vocês foram abusados por quaisquer daquelas energias obscuras, tenha sido numa vida passada na Terra ou em outros domínios e dimensões, vocês também foram aqueles a estarem jogando estes mesmos jogos...

A consciência é uma coisa fantástica... Funciona em ambos os sentidos... sempre. Por exemplo, se enviarem uma... digamos... ‘sonda de consciência’ a uma outra pessoa, não necessariamente tentando interferir com ela, mas tão somente sentindo a energia dela, isso imediatamente permite que vocês a sintam, sendo esta porém uma via de mão-dupla. Tal pessoa sentirá vocês se ela for - e estiver - consciente. E é assim que Nhahyu funciona.

E alguns de vocês começam a suar de nervosos, ao me ouvirem dizer que mergulhem, pois praticaram aqueles jogos mágicos e obscuros no passado. Brincaram com eles, foram abusados por eles e sabem como é serem pegos em tal prisão de consciência... Vocês sabem como é mergulhar tão fundo... pois foram no passado controlados por outros... Às vezes não somente em uma única existência, mas através de várias vidas e mesmo em outros domínios, em que eles controlaram vocês psiquicamente... E agora vocês dizem: “Tenho medo de mergulhar, porque não quero que algum outro ser se aproxime e me controle... Tenho medo de mergulhar, porque não quero perder este aspecto humano...”

Mas prezados amigos… para poderem avançar, necessitarão de Nhahyu... Precisarão de sentimento, percepção, consciência, sensibilidade e... discernimento. Já falamos sobre isso antes - a diferença entre o que pertence a vocês e... aquilo que está fora de vocês. Quanto mais trabalharem com Nhahyu - a energia da consciência e da percepção - mais facilmente poderão discernir o que é de vocês... e o que não é.

Hoje lhes sugerirei vários exemplos, nos quais pedirei que mergulhem, sintam e conscientemente percebam... Cada um dos exemplos contém numerosas camadas ou níveis de energia - não apenas uma energia específica, mas de fato muitas...

E lhes convido a sentirem ou abraçarem tantos níveis [ou camadas de energia] quantos queiram. Alguns deles não trarão sensações boas... Outros terão sensações boas e ruins... Às vezes, ao mergulharem fundo em Nhahyu, se seus corpos físicos não estiverem adequadamente condicionados, vocês sentirão náuseas. Deixem que elas venham. A pior coisa que poderá acontecer é que vocês poderão expelir algo por um de seus orifícios! E... tudo bem. (algum riso) Vocês muito provavelmente sobreviverão… O importante é não deixar que os aspectos corporais e mentais comecem a controlar sua habilidade de sentirem Nhahyu...

Juntos respiremos profundamente… E aqui desejo dirigir-me àqueles que alegam nada sentirem. Obviamente mentem para si próprios, tendo de fato uma sensibilidade tão boa que acabaram criando bloqueios, dizendo a si mesmos que nada sentem, quando na verdade o sentem muito bem. Conhecem exatamente aquele instante em que começam a perceber um sentimento… indo além da mente, adentrando o sentimento e... então fogem. Correm no sentido oposto... Fingem que nada sentem, mas conhecem bem a sensação… algo que às vezes se mostra como uma sensação bastante doentia ou um pouco desorientada...

Ao permitirem que seu Nhahyu floresça, abrindo seus sentimentos, captam aquela sensação de desorientação porque a mente não está mais no controle. Vocês vêm se abrindo para níveis muito mais elevados de si mesmos, mas chegam momentos nos quais vocês entram em pânico, fecham a porta e correm de volta para suas mentes... Sim, a mente é uma caixinha confortável que lhes proporciona um estranho tipo de refúgio e fuga de si mesmos. Algo muito esquisito, de fato... Assim como Linda, eu também acho difícil entender os seres humanos... Muito esquisito mesmo...


Mergulhando - 1

Respiremos e comecemos com o primeiro exemplo… bem gentilmente... bem suavemente. Depois mergulharemos de maneira mais intensa…
Respirem profundamente e... mergulhem - ou sintam - ou permitam - o florescer de Nhahyu em... um grupo terrorista da Indonésia. E isto é muito real, OK? Não estou inventando ou simulando nada disto.

(Pausa)

Sintam... Permitam-se penetrar totalmente na energia deles...

(Pausa)

Agora as mentes de vocês provavelmente estão se afastando e girando engrenagens, tentando contar quantos são os terroristas, qual é a localização deles e o que eles estão fazendo. Apenas continuem respirando. E... tudo bem se suas mentes ficarem tentando decifrá-los... O importante aqui é mergulhar nos sentimentos...

(Pausa)

Sintam e mergulhem profundamente na consciência deste grupo de terroristas reunidos... Vocês não são intrusos, pois não estão tentando mudá-los ou manipulá-los...

(Pausa)

Sintam as motivações deles… Neste momento, é bem provável que aqui (tocando área da barriga poucos centímetros abaixo do plexo solar) vocês sintam um pouco de pressão...

(Pausa)

Permitam-se mergulhar profundamente...

(Pausa)

Não bloqueiem nada que estejam sentindo... Não se questionem nem duvidem de si mesmos...

(Pausa)

E ali estão vocês, rodeados por todas aquelas energias, consciências e sentimentos... Sei que quase todos vocês os estão bloqueando até certo ponto, mantendo-se aquém de uma ‘linha de segurança’, como que imaginando que eu os estaria empurrando para a extremidade da prancha de um convés... Pelo menos vocês estão se permitindo experimentar algum sentimento. Outros dentre vocês já se sentem como que assoberbados por aqueles sentimentos, energias e consciências, parecendo-lhes que estes se impregnarão em vocês [à semelhança da nuvem de pólen que os recobriria, se atravessassem um campo florido na primavera], assustando-se com a possibilidade de receberem toda aquela energia suja e terrorista sobre si...

Respirem profundamente, lembrando-se que podem, em qualquer momento, retornar a si mesmos com o seu “Eu Sou O Que Sou”... Respirem profundamente: Eu Sou O Que Sou.

Vocês se permitiram sentir níveis consideravelmente profundos, mas no mesmo instante em que vocês retornam ao Eu Sou O Que Sou, todas aquelas consciências e energias associadas se vão... Podem registrar memórias das sensações, mas aquelas consciências e energias não mais se encontram dentro de vocês...

E este é um ponto muito importante. Vocês evitaram mergulhar naqueles sentimentos porque temeram sintonizar-se com as vibrações, ressonâncias e consciências de todos eles... Vocês se isolaram e retrocederam. Contudo, para liberarem toda aquela energia, basta simplesmente dizerem “Eu Sou O Que Sou”, para que rapidamente retornem à sua própria Essência. Não façam disto algo difícil. Prontamente retornem a si mesmos.

Pronunciem-no agora em seu próprio interior. Vocês poderiam chamar isso de... ‘um tipo de purificação’, mas na verdade é o Retorno à sua Própria Essência.


Mergulhando - 2

Próximo exemplo: um rio bastante poluído em Nova Jersey... Um rio que realmente existe e que sofreu muitos, muitos anos de abuso: produtos químicos, corpos amarrados de gângsteres, resíduos de fazendas... Todo tipo de coisa contribuiu para poluir este rio. Agora, saltem no rio! Permitam que seu Nhahyu atue... Mergulhem!

(Pausa)

Vocês não têm que tornar isto difícil... Mergulhem, ora! (algum riso)

(Pausa)

E sintam... Nhahyu é a consciência, o sentimento e a sensibilidade... Percepção... Sim, permitam que Nhahyu floresça até mesmo neste ambiente sujo e poluído... e sintam-lhe a energia.

(Pausa)

Saiam de suas mentes…

(Pausa)

Nhahyu é uma coisa muito natural, aliás. Sempre fez parte de vocês. Trabalhem com Nhahyu novamente...

Sintam totalmente a energia... permitindo que ela seja totalmente absorvida em suas consciências...

(Pausa)

Permitam-se experimentar o rio poluído.

(Pausa)

Bem melhor...

(Pausa)

Respirando profundamente… retornem a si mesmos... Eu Sou O Que Sou.

A propósito: nunca - jamais - esqueçam o... Eu Sou O Que Sou. Vocês podem mergulhar até mesmo nos níveis mais profundos e densos de consciência… ou bem no âmago das energias de rituais ou cerimônias ocultistas, submergindo-se totalmente nos sentimentos envolvidos, mas sempre retornando. Jamais permitam que alguém lhes diga que poderão eventualmente esquecer esta simples frase: Eu Sou O Que Sou. Ela está sempre presente... Sempre. Vocês podem mergulhar quão profundamente desejem.


Mergulhando - 3

Próximo exemplo: Londres... Um rapaz viciado em drogas... 32 anos de idade e desesperado. Mergulhem nele... no corpo, na mente e na consciência dele. Ele nem vai perceber que vocês estão lá. Acreditem... não vai. Mergulhem. Vocês não causarão qualquer dano a ele.

(Pausa)

Nhahyu... seus sentimentos...

(Pausa)

É interessante notar que muitos de vocês procuraram diretamente a mente dele - a qual na verdade nem está lá presente - porque vocês ainda estão trabalhando com sua própria energia mental, fazendo com que o semelhante atraia o semelhante. Mergulhem pois na consciência e nas emoções dele. 

Sim... nas emoções dele. Mergulhem, sintam... mas não pensem.

(Pausa)

Interessante, não é? Fascinante... Aqui estamos nós... como que em uma... jornada interior... na consciência, no corpo e na realidade dele... Impressionante...

Observem que vocês podem estar aqui. Ele nem sabe... Vocês não o estão prejudicando de forma alguma, pois não existe uma agenda, mas total compaixão... Permitam pois que ele seja um viciado em drogas...

(Pausa)

Fascinante, não é? Redescobrirmos nosso próprio rumo através de tudo isso... Uma impressionante história de vida... e um desespero extremo.

(Pausa)

Ah... Alguns de vocês conseguiram ver e sentir… o espírito dele. Apesar de estar muito escuro aqui, vocês viram aquele pequeno ponto cintilante... a luz interior dele.

(Pausa)

Respirando profundamente… Voltando ao... Eu Sou O Que Sou... Liberem... Viram como é fácil?

Vocês ainda podem guardar algumas sensações da energia dele e as memórias desta experiência, mas estas não precisam enredar-se em vocês... Ainda podem sentir como foi estar dentro dele, mas a energia dele não se vincula às de vocês... Podem lembrar-se do que vivenciaram, mas aquilo não é vocês. Ah! Impressionante!

Respirando profundamente…


Mergulhando - 4

Próximo exemplo: Nosso pobre Kuthumi. (Alguns riem baixinho na platéia) Sintam a energia de Kuthumi.

(Pausa)

Hoje ele está muito, muito presente conosco. Ele é o nosso triste visitante, perguntando-se por que Shaumbra o teria enganado ou deixado... “Onde, oh... onde estará Shaumbra?”

Agora sintam todos os níveis e camadas de Kuthumi...

(Pausa)

Ele permitirá que vocês adentrem diretamente a consciência dele, porque ele sabe que vocês não podem bagunçá-la ou mudá-la. Ele é o que é.

(Pausa)

Mergulhem em Kuthumi…

(Pausa)

Devo dizer que Nhahyu é aquilo que talvez vocês chamariam de... a nova habilidade psíquica. Nunca gostei da palavra “psíquico”, mas vocês se identificam com ela e a compreendem. Na verdade, nunca prestei muita atenção aos assim chamados psíquicos e sensitivos, mas eis aí a habilidade de sentirem, perceberem e estarem cientes das coisas, nelas mergulhando e delas sendo parte, jamais se preocupando em perderem-se de quem são. 

Nhahyu... Percepção e... Consciência.

Respirando profundamente… retornem a si mesmos... Eu Sou O Que Sou.

Todavia, alguns de vocês se preocupam com o fato de que estarão lá fora explorando a consciência através de Nhahyu e... alguém venha a pregar-lhes pequenas peças, afixando e instalando em vocês o que poderiam chamar de minúsculos dispositivos energéticos, de modo que, ao retornarem a si mesmos, venham a deparar-se com estes pequeninos parasitas, por assim dizer, transmitidos por aquele alguém... o que de fato aconteceu a muitos de vocês no passado, mas isto se deu em épocas passadas e numa consciência bastante diferente, na qual vocês também brincavam com tais jogos... e isto capacitou outros - aqueles que lidavam com energias de magia negra - para que manipulassem e jogassem com vocês. Entretanto, como vocês não estão mais manipulando nem jogando jogos com as outras pessoas, não há como trazerem de volta consigo quaisquer parasitas e vírus - vírus da consciência - provenientes de ninguém.


Mergulhando - 5

Respirem profundamente…

(Pausa)

Um exercício agradável agora: um grupo de golfinhos nadando ao longo da costa do Havaí, acompanhando um barco com aproximadamente 25 seres humanos a bordo. Os golfinhos estão brincando, pois adoram divertir e entreter os seres humanos - até certo ponto.

Sintam as energias dos golfinhos... Um lembrete para este exercício: Distingam a diferença entre a consciência dos seres humanos que os golfinhos estão entretendo... e a própria consciência dos golfinhos, pois é muito fácil derivar para ambas... Agora, contudo, neste exercício, permitam que seu Nhahyu vá para os golfinhos. Mergulhem fundo... Eles estão dando as boas vindas a vocês...

(Longa pausa)

Vocês provavelmente estão notando algo interessante aqui: Não existe resposta ou explicação certa ou errada. Na verdade, em consciência, existe muito pouco (se houver algum) julgamento. Existe, porém, discernimento - a habilidade em detectar diferentes níveis de sentimento…

Mergulhem ainda mais profundamente...

(Longa pausa)

Se vocês estiverem escutando o riso e os cochichos dos golfinhos, isso é totalmente apropriado. A propósito, eles estão acostumados com isso, pois foi assim que os primeiros seres angélicos chegaram à Terra, permitindo que as consciências deles mergulhassem profundamente na energia dos golfinhos, das baleias e dos outros animais oceânicos... Os golfinhos estão portanto bem acostumados com essa abordagem. Isto é fácil para eles.

OK... Acenem e despeçam-se dos golfinhos... Retornem: Eu Sou O Que Sou.

Por mais prazeroso que tenha sido, lembrem-se: sempre retornem a si mesmos - Eu Sou O Que Sou. Mesmo que tenha sido uma experiência de grande alegria e êxtase, lembrem-se de sempre desejarem retornar a si mesmos - Eu Sou O Que Sou.


Mergulhando - 6

Próximo exemplo - Mergulhem bem fundo neste exercício. Pode ser um pouco confuso, mas isto faz parte do mergulho: sentir a confusão...

A atual crise financeira dos Estados Unidos. Mergulhem fundo nela. Ah! Sem medo! Ela não vai lhes afetar, a menos que vocês queiram. É verdade. Ela não os afetará, a não ser que permitam.

Mergulhem portanto nela... nas energias que a envolvem... Ela tornou-se agora uma consciência em si mesma.

(Pausa)

Alguns de vocês receiam mergulhar na crise, como se a fossem trazer de volta consigo... diretamente para as vidas de vocês... Incorreto! Velha Energia! Shaumbras maus e bobos! (rindo) Vocês não têm que carregá-la consigo ao retornarem... Sintam-na apenas...

A crise financeira da América… acompanhada pelo Nhahyu e pelos sentimentos de vocês…

(Pausa)

Não tentem manipulá-la nem mesmo entendê-la... Sintam-na apenas...

(Pausa)

Parece uma bagunça, hem? Sintam-na agora porém em todos os seus níveis...

(Pausa)

Respirando fundo e retornando: Eu Sou O Que Sou. Deixem que se vá a energia da crise. Ela não lhes pertence, a menos que vocês assim queiram. Liberem-na...

Vocês percebem como isto é incrivelmente simples? Alguns de vocês se sentem um pouco empacados com estes exercícios, pois participaram de todos os tipos de escolas místicas no passado, inclusive as minhas... E, nesta vida atual, freqüentaram todos os tipos de cursos mentais... Que vexame! Vocês me prometeram que não iriam fazer isso... Vocês assistiram a todo tipo de aulas que literalmente bagunçaram as mentes de vocês, tendo se esquecido de quão simples tudo isso é... Vocês se esqueceram da essência de Nhahyu - a habilidade de estarem conscientes e mergulharem em qualquer coisa e sentirem qualquer coisa.


Mergulhando - 7

Próximo exemplo: Uma mãe acaba de dar à luz... Foi preciso esperar um pouco para apresentarmos este exemplo, pois ela tinha de concluir o parto! Uma mãe acaba de dar à luz num hospital da Austrália...

Mergulhem fundo nos sentimentos e sensações desta mãe e lembrem-se de que as consciências de uma mãe e de um bebê recém-nascido são muito próximas e interligadas... Neste exercício visitaremos apenas a consciência da mãe. Isso não vai interferir com ela, nem afetar a saúde dela. Vocês a estão apenas sentindo...

Vocês são Os Observadores: Aqueles Que Sentem.

(Pausa)

Mergulhem profundamente… não hesitem.

(Pausa)

E esta querida mãe experimenta uma ampla variedade de emoções...

(Pausa)

Alguns de vocês estão sentindo o grande júbilo dela, a conexão que ela tem com o Espírito, o assombro maravilhado que ela agora sente neste momento, diante desta grandiosidade chamada Vida…

Mergulhem profundamente…

Alguns de vocês também percebem as preocupações dela... Pois qualquer pessoa ou consciência pode experimentar simultaneamente múltiplos níveis... “Ela será uma boa mãe? Ela terá o dinheiro necessário? Ela será avó algum dia? O marido dela vai finalmente conseguir um emprego?”

Mergulhem profundamente…

Mergulhem profundamente… e liberem. Eu Sou O Que Sou. Retornem a si mesmos.

Observem que vocês não precisam arrastar todas essas emoções de volta consigo. Elas não são suas. Vocês evidentemente podem identificar-se com alguns dos sentimentos dela, assim como com alguns dentre quaisquer dos sentimentos que visitamos hoje.

A propósito, para aqueles que acabaram de se sintonizar com este Shoud e/ou sua transmissão online ao vivo: Queiram me desculpar, mas o escutem depois. (risadas da platéia)

Eu enviei a convocação e vocês não a captaram. Nem tentem juntar-se a nós agora, pois nós aqui já estamos bem longe. Ouçam esta mensagem depois. Sinto muito.

Agora… Estou falando sério! Vão embora! (A platéia ri ao ver Adamus movimentar a mão num gesto denotando dispensar a presença de alguém...) Já estamos bem longe... Ora... Saint-Germain é quem Eu Sou! (mais riso)

Então... então… como eu dizia, vocês não têm que trazer aqueles sentimentos de volta consigo…

Fora! (Olhando para o lado, dirigindo-se a alguém que tenta juntar-se ao Shoud.)

Puxa... Eles não escutam, hem?

Vocês não têm que trazer aqueles sentimentos de volta consigo… Podem retornar a si mesmos e a seus verdadeiros sentimentos. Aliás, vocês já devem agora estar avançados o suficiente em sua própria consciência para começarem a ser capazes de discernir entre o que são seus próprios sentimentos e... o que é outra coisa. Tobias discorrerá sobre isso com mais profundidade em seu curso de Aspectologia. Seus sentimentos não são mais necessariamente aqueles que tinham quando estavam com 10 ou 20 anos de idade ou aqueles de vidas passadas... Aqueles, em verdade, não são vocês, mas apenas aspectos...

Pois vocês são... o Você de Agora - neste exato momento - e aquilo que estiverem escolhendo. E somente isso é... Você. Qualquer outra coisa é apenas um jogo... E “qualquer outra coisa”... não é Você. Portanto, quando quiserem retornar ao... Você - lembrando-se de quem são - é muito simples: Eu Sou O Que Sou.


Mergulhando - 8

Último exemplo e exercício do dia - sintam-no muito profundamente: Jesus na cruz... há mais ou menos dois mil anos, na época da Páscoa... Mais precisamente, Sexta-Feira Santa. Sintam aquela energia. Não a bloqueiem.

(Pausa)

Aquilo foi real, a propósito. O que estava acontecendo ali e então? Mergulhem. Ele... não se importa.

(Longa pausa)

Permitam que seu Nhahyu ali floresça, independentemente de quão obscuros ou difíceis possam ser os campos de consciência que vocês atravessem... Permitam-se a si mesmos Nhahyu, a bênção da percepção consciente…

(Pausa)

Notem que, às vezes, isto pode, na verdade, trazer-lhes lágrimas ou depressão... E isto é experimentar verdadeiro sentimento: quando podem pousar sua consciência em algo mais, sentindo-o tão profundamente que os leva às lágrimas ou ao riso… quando não é mais apenas um mero pensamento ou julgamento, mas a genuína participação de vocês. E isto é profundo... Isto é Nhahyu.

(Pausa)

Respirando fundo... Retornando... Eu Sou O Que Sou.

Retornem para cá agora. Vocês ainda podem lembrar-se dessas experiências, mas não têm que assumir como sendo seus aqueles sentimentos e sensações. Retornem a si mesmos: para quem vocês próprios escolhem ser. A propósito... 

O Você - Quem Vocês Escolhem Ser - pode ser qualquer coisa. Vocês podem ser o maior dos atores, criando magníficos aspectos, tal qual eu faço. Adoro atuar. Não sou sempre assim tão pomposo... (risadas) Só normalmente... Eu estou representando, brincando e curtindo com o meu... Eu Sou O Que Sou. Eu sou tão consciente de mim mesmo que posso criar todos estes aspectos, sem jamais me preocupar ou recear que eles venham a me enganar, abandonar ou tentar levar minha alma, simplesmente porque... Eu Sou O Que Sou.

E quanto mais aprenderem sobre este milagre de Nhahyu, aprendam também a incorporar vocês mesmos e suas presenças em qualquer coisa ou consciência, simplesmente assim escolhendo - e permitindo - ali e então estarem, quer esse algo tenha ocorrido há 2000 anos, quer seja no outro lado do mundo, permitindo-se mergulhar em qualquer ser e em qualquer coisa, começando portanto a verdadeiramente compreenderem a grandiosa natureza artística dos seres humanos e também da divindade. E vocês passarão a entender como são capazes de criar, sem esforço e facilmente, as coisas que desejam para si mesmos, tendo à sua disposição as energias de suas escolhas para lhes servirem de todas as maneiras que escolherem. E isto, prezados Shaumbra, é o que significa ser um Mestre... Um Mestre.

‘Para-Casa’ de Hoje

O para-casa de vocês... Tobias adora um dever de casa e por isso me pediu que lhes passasse algum... Portanto, a incumbência de vocês é criar algo ao longo deste mês corrente. Algo que seja tangível e gerado a partir de sua imaginação, finalmente trazendo-o a este mundo material. Vocês podem usar palitos de picolé para criarem uma casinha de brinquedo... Vocês podem compor uma canção, pintar um quadro... Qualquer coisa que seja criada a partir de sua imaginação e então trazida a esta realidade física. Arrumem ou comprem argila, mesmo que sejam aquelas massinhas infantis coloridas... Como chamam aquilo aqui? Ah... “Playdoh”. Ora, peguem alguns lápis-de-cor... Qualquer coisa. Mas criem algo... a partir de sua imaginação, manifestando-o neste mundo físico e material. Escrevam um poema. Façam qualquer coisa. Algo criativo.

Então preencham sua criação com a plenitude da consciência de vocês. Vocês a estarão criando... Sim... São vocês que a criarão, portanto permitam-se adentrá-la... Permitam que a expressão de seu Nhahyu, sua energia, sua essência e sua consciência fluam para dentro de sua criação. Que ela flua facilmente e sem esforço. Criem uma peça de joalheria. Confeccionem-na vocês mesmos e então a adentrem... Permitam que sua consciência a penetre, plenamente a explore e... torne-se parte dela.

E então observem o que acontece... Observem o que acontece.

E eu definitivamente encorajo cada um de vocês a cumprirem com este dever de casa. Vocês geralmente ignoram as tarefas prescritas por Tobias... E ele sabe disso. Portanto reitero que vocês o cumpram, porque iremos trabalhar com os resultados disso em nosso próximo Shoud... Tobias, aliás, o fará.

E, neste meio tempo, continuem a trabalhar com o Nhahyu e com a Consciência de vocês, pois com eles vocês podem ir a qualquer lugar e realizar qualquer coisa, sempre retornando ao Eu Sou de vocês em todo e cada momento do Agora...

E eu, indubitavelmente, sou Adamus Saint-Germain.

E assim... foi.



Tradução para o Português: Estêvão Veríssimo   estevao@teacher.com

Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.

O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.

Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
 
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.

O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.

Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.

Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/

 © Copyright 2008 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.