Eu Sou Sam

OS MATERIAIS DE TOBIAS

A Série do Salto Quântico:
SHOUD 3: "Eu Sou Sam" 

Apresentando Tobias

Canalizado por Geoffrey Hoppe

Apresentado ao Crimson Circle
3 de Novembro, 2007

  



E assim é, queridos Shaumbra, que nos reunimos com a família, com nossa família de anjos de todas as ordens angelicais que estão na Terra no momento, disfarçados na forma humana, chamando a si mesmos de Shaumbra, aqui, para participar dessa grandiosa experiência chamada vida. É uma honra para mim, Tobias, estar aqui com vocês, juntando todas as suas energias, quer estejam aqui em pessoa, quer estejam se conectando por nossa linha de internet altamente veloz, quer estejam lendo ou ouvindo este material em algum outro momento, embora, de fato, estejam bem no Agora. 

Estamos na Nova Energia. A maioria dos humanos não tem, absolutamente, consciência disso. Mas vocês, Shaumbra, lidam bastante com essas questões de energia em suas próprias vidas e estão bem conscientes de que algo mudou. Está diferente do que há alguns meses. Vocês não estão, necessariamente, vendo os efeitos diretos e imediatos no ambiente externo ao seu redor, mas vocês os sentem na própria vida. Ou talvez sintam uma frustração porque buscam os velhos modos de criar e enfrentar as circunstâncias, e esses velhos modos simplesmente não estão mais lá. E quando vocês tentam ressuscitá-los, eles não querem ser ressuscitados. 

Vocês devem encontrar um meio inteiramente novo de lidar, primeiro, com vocês mesmos e, depois, com o mundo externo; encontrar novas soluções que possam jamais ter cogitado. Pode-se dizer que é um paradigma inteiramente novo, que vem a ser um pouco desconcertante de início, porque vocês possuíam maneiras bem consagradas de lidar com as coisas. Talvez vocês nem sempre ficassem felizes com os resultados, mas sabiam que, ao menos, chegavam ao fim do dia. E, agora, quando vocês voltam à velha caixa de ferramentas e tentam descobrir como lidar com uma determinada situação em casa, no trabalho ou dentro de si, vocês sentem que essas velhas ferramentas não estão mais lá. Elas se foram. Ou, se acontecer de estarem por lá, não funcionam mais. Estão quebradas ou as baterias descarregaram e não há como recarregá-las. 

Isso é a Nova Energia, e as ferramentas são muito, muito diferentes. E vocês me dizem agora: “Mas, Tobias, onde estão essas ferramentas? Eu olho na minha caixa de ferramentas e ela parece estar vazia.” Parem bem aí. Respirem fundo. Saiam do velho modo de pensar sobre como lidar com as situações. Permitam-se expandirem-se. As novas ferramentas estão aí; vocês é que ainda não as estão vendo. Elas estão aí. 

Então, o que vocês devem fazer? Simplesmente respirem fundo, sintam a presença EU SOU dentro de vocês — ela não vem de nenhum outro lugar; ela está dentro de vocês — e, então uma coisa engraçada acontece. Essas ferramentas começam a aparecer e são muito diferentes das velhas ferramentas que vocês possuíam. Elas não precisam ser ligadas. Não precisam ser consertadas. Não quebram. Elas lidam com as situações de um modo muito, muito diferente. E serão diferentes cada vez que vocês voltarem a trabalhar com elas. 

Assim, se vocês desenvolverem uma determinada ferramenta para lidar com o fluxo financeiro, quando procurarem essa ferramenta daqui a duas semanas ou dois meses, ela vai ter mudado. Ela vai mudar de acordo com vocês, em harmonia com vocês. Então, vocês não voltarão para a mesma caixa de ferramentas para encontrar as mesmas velhas ferramentas. A cada dia, a cada momento, elas se transformam.

Teste Oral
 
É um prazer estar aqui com este grupo neste dia tão especial. Vou começar de uma maneira um pouco diferente; quero fazer um teste oral hoje [algumas risadas], um teste rápido para movimentar as energias. Vou lhes fazer uma pergunta daqui a pouco e quero que vocês... peço que sintam a resposta. E ela, em si, será um pouco diferente, porque, normalmente, quando estão num teste oral, vocês não sentem uma pressão? Talvez um pouco de ansiedade, uma pressão na cabeça? Vocês fazem fluir todos os recursos para o cérebro. “Prepare-se, lá vai a pergunta”, vocês dizem, “Mente, prepare-se.” Mas essa resposta não vem da mente. É bem diferente. Nós lhes pedimos para intuir a resposta. 

Vamos respirar fundo. 

[Pausa] 

Permitam-se sentir a resposta. E a pergunta é: Por que você está aqui? 

Agora, respirem fundo... Por que você está aqui? 

Agora, vamos pedir a David, o responsável pela produção, que circule com o microfone. Respostas curtas — não passem para o lado intelectual ou terei que interrompê-los. Sintam e expressem a resposta. Por que vocês estão aqui? 

SHAUMBRA 1: Para estar. Simplesmente para estar. 

TOBIAS: Para estar. E se pudermos ter a câmera, por favor, em nossos queridos Shaumbra que estiverem dando as respostas... 

SHAUMBRA 2: Para vivenciar. 

TOBIAS: Para vivenciar. 

SHAUMBRA 3: Para tocar a vida das pessoas. 

SHAUMBRA 4: Para concluir minha obra prima. 

TOBIAS: Hmmm. 

SHAUMBRA 5: Para aprender a amar e a cantar. 

SHAUMBRA 6: Para mostrar o caminho. 

SHAUMBRA 7: Para compartilhar quem sou eu. 

SHAUMBRA 8: Para sentir a energia. 

SHAUMBRA 9: Pelo companheirismo. 

SHAUMBRA 10: Para amar todos vocês.

TOBIAS: Certo, ótimo. Agora, vamos respirar fundo. 

[Pausa] 

Obrigado pelo teste. Obrigado por sentirem com o espírito no lugar de sentirem com a cabeça. Vocês repararam que, às vezes, é difícil tentar definir algo, porque a definição vem da mente. Mas vocês estão permitindo que a mente e o espírito comecem a trabalhar juntos. Sintam as energias e as respostas maravilhosas de todos. 

Se me fizessem essa pergunta, eu responderia assim: Porque escolhi estar aqui. 

Vocês não estão aqui porque têm que estar. Vocês não estão aqui porque alguém mandou. Vocês estão aqui porque escolheram estar. E, quando acordarem de manhã, façam o teste: “Por que estou aqui hoje?” Não só para cumprir uma série de movimentos mecânicos. Não só para chegar ao fim do dia. Quando acordarem de manhã, e seus pés tocarem o chão, respirem fundo — “Por que estou aqui?” 

Vocês vão começar a entender a verdadeira beleza da escolha de estar aqui – a beleza de que vocês podem, então, escolher cada passo do caminho durante o dia. Vocês não têm que seguir a consciência de massa ou a hipnose em massa. Vocês não têm que fazer coisas porque acham que as outras pessoas esperam que vocês façam. Vocês não têm que fazer nada se não quiserem fazer. 

Vocês escolheram estar aqui nesta existência. Vocês escolheram estar aqui neste momento importante da mudança — a maior mudança de consciência da história da humanidade — estar aqui para vivenciá-la e, para tantos de vocês, serem os Standards (os Padrões) e os Professores da Nova Energia. É uma escolha de vocês, portanto, é sua criação. Ninguém pode detê-los. Ninguém pode tirar isso de vocês. Ninguém pode dificultar sua vida, nem mesmo o cônjuge, os filhos ou o chefe. 

Todas as manhãs, quando se levantarem, respirem fundo e façam essa pergunta essencial: “Por que estou aqui hoje?” E escutem e sintam sua própria resposta. Será impressionante como ela mudará a perspectiva do dia.

Convidados de Hoje
 
Assim, Shaumbra, temos alguns convidados especiais hoje e vamos pedir que vocês os recebam no círculo. Temos dois tipos diferentes de convidados hoje. O primeiro é um grupo de Shaumbra que esteve na forma humana até recentemente. 24 deles se reuniram aqui hoje. Eles se denominavam Shaumbra quando estavam na Terra. Eles viveram uma vida espiritual. Eles estudaram como vocês estudaram. Eles enfrentaram instabilidades assim como vocês o fizeram. E, depois, escolheram partir, a maioria deles antes do Salto Quântico, alguns durante ou imediatamente após o Salto Quântico. 

Eles se juntam hoje para participar dessa bela celebração, dessa reunião de Shaumbra do mundo inteiro. Eles são vocês. Eles trabalharam com muitos de vocês lado a lado quando estavam aqui na Terra. Eles escolheram partir, de modo que pudessem estar deste lado — não para voltar para a Ponte das Flores nem para ir direto para o Terceiro Ciclo, mas para estar aqui ajudando. Ajudando o grupo de Shaumbra como um todo e ajudando-os individualmente.
A experiência que tiveram com vocês na Terra é muito recente, de modo que eles podem oferecer o tipo de orientação, o tipo de suporte e ajuda de que vocês precisam. Eles agora estão aqui, constantemente, trabalhando com vocês, trabalhando com o Conselho Carmesim e os seres angélicos. Não para tomar decisões por vocês, mas para apoiar as decisões que vocês tomam e as escolhas que vocês fazem para si. Eles não estão aqui para lhes dizer quando fizeram algo certo ou errado, mas estão aqui para lembrá-los, regularmente, da razão pela qual vocês estão aqui, da escolha que vocês fizeram para estar aqui na Terra. 

Eles irão sussurrar, gentilmente, em seus ouvidos. Eles ficarão ao lado de vocês esta noite quando forem dormir. Eles estarão lá com vocês quando se confrontarem com situações difíceis e não souberem que rumo seguir. E vocês receberão esse toque sutil que diz: “Rume para dentro de si. Você é Deus também. Todas as escolhas, todas as respostas e toda a criatividade estão dentro de vocês, uma vez que vocês as ativem e, depois, as expressem e as usem.” 

Assim, eles se reúnem hoje ao seu redor, sabendo exatamente pelo que vocês estão passando, conhecendo a jornada de Shaumbra, e eles vêm para nossa reunião de hoje em celebração. Assim, dêem-lhes as boas-vindas e entendam realmente que eles não estão sofrendo. Eles não tiveram uma passagem difícil. Eles escolheram estar aqui — como eu, Tobias, escolhi estar aqui — por vocês, durante essa brilhante aventura que vocês estão vivendo. 

Vamos respirar bem fundo agora e dar as boas-vindas aos Shaumbra que, até recentemente, estiveram na Terra e agora estão do nosso lado. 

[Pausa] 

Agora, voltem à pergunta que já fizemos antes: Isso é real? Se vocês permitirem que assim seja. Qualquer coisa pode ser real sem ter que ser física. Vocês estão aprendendo muito rapidamente que há muito além do reino físico. À medida que vocês se abrem, vocês aprendem que há muito lá fora. É extraordinário. Vamos respirar fundo. 

[Pausa] 

Um Convidado Muito Especial
 
Nosso segundo convidado de hoje, que chegará daqui a pouco, após uma breve apresentação, é, na verdade, muito especial. Vou pedir a vocês que mantenham uma energia bem suave, mantenham uma energia bem calma. O ser querido que trazemos é minha expressão como Sam. 

Agora, darei uma explicação para alguns de vocês que não conhecem Sam. Sam é minha próxima encarnação na Terra. Seu corpo já existe na Terra como um ser biológico. Ele tem pais. Vive numa cidadezinha no noroeste dos Estados Unidos. Ainda criança. Seus pais são ambos professores, ambos muito voltados para a mente, por sinal, e, com certeza, não compreendem este Sam que não foi, de certa forma, planejado — ou assim eles pensam. [Risadas] 

Sam é uma de minhas expressões, um aspecto que criei com muito amor e carinho. Sam não está — como vocês dizem — inteiro lá. Eu ainda não permiti que toda a minha energia entrasse na realidade de Sam. Muito da minha energia ainda está aqui nos reinos não-físicos em que vocês me conhecem como Tobias ou To Bi Wah, e estou, lenta, mas seguramente, permitindo que minha energia integre Sam. Sam é uma expressão ou um aspecto de mim, mas ainda tem sua própria liberdade, tem sua própria personalidade. Vejam bem, um criador cria coisas e as deixa livres. Um criador permanece ligado a elas, mas ainda assim lhes dá autonomia e liberdade. 

Sam é um menino de oito anos neste momento. Ele é tranqüilo. É bem introvertido, mas por boas razões. Sam estuda muito por imposição dos pais que são professores. Sam leva uma vida pacata, porém, relativamente normal. Ele tem alergias e asma, mas isso não é um problema ou um erro. É algo proposital, porque Sam, eu — enquanto parte de Sam — não quero que Sam se envolva em esportes, por uma boa razão. Nós não queremos adentrar nesse tipo de energia, de modo que escolhemos usar a asma e as alergias como um meio de nos mantermos introvertidos. Tudo isso passará quando Sam chegar na puberdade. 

Eu vejo o mundo através de Sam agora, bem como através de todos vocês, mas de uma perspectiva mais próxima, aberta e muito pessoal. Sam está consciente das energias ao redor dele, mas não está certo quanto ao que fazer com elas. E, enquanto ele vive seus primeiros anos de vida, enquanto os pais colocam mais e mais pressão sobre o lado mental, ele não está certo de como usar todas essas outras energias que ele sente em seu redor o tempo inteiro. 

Os pais de Sam estão fora da cidade neste fim de semana. Ele está sob os cuidados de outra pessoa — que vocês chamam de babá, um termo estranho [N. da T.: em inglês, babysitter, que, ao pé da letra, seria uma pessoa que faz o bebê ficar quieto]. Mas agora ele estava fazendo o dever de casa, em seu quarto, e caiu no sono. Nós não quisemos começar a canalização antes porque ele não estava inteiramente pronto. A experiência que Sam terá hoje com vocês é algo que ele se lembrará por um longo, longo tempo — pelo resto de sua vida na Terra. 

Eu vou pedir a vocês, antes de trazer Sam, que respirem fundo e se recordem de quando tinham seis, sete ou oito anos; de quando vocês eram crianças e seus olhos ficavam bem abertos para todo este mundo novo ao redor, mas ainda sentiam os efeitos dos outros mundos. Vocês ainda podiam ter contato com eles. Vocês tinham seu próprio mundo particular, uma vida particular que era muito, muito vasta. 

E agora eu vou chamar a energia de Sam. Aguardem alguns instantes. 

[Pausa longa] 

TOBIAS (gentilmente): Olá, Sam. 

SAM: Oi. Eu conheço você, você tem cheiro de peixe. [Suaves risadas] 

TOBIAS: Sim, Sam, essa é a minha energia. Nós a usamos quando nos conectamos um com o outro. 

SAM: Não sei bem onde estou. Existem pessoas em toda a parte. 

TOBIAS: Sam, você está com amigos que nós chamamos de Shaumbra, e este é o Círculo Carmesim, e nós lhe trouxemos à nossa reunião de hoje. 

SAM: Quem é esse homem? 

TOBIAS: Sam, esse é Cauldre. 

SAM: Ah. Ele tem um nariz grande. [Alguma risada] 

TOBIAS: Sim, Sam, e ele tem um coração grande também. 

SAM: Ah. Quem é aquela mulher? 

TOBIAS: Sam, aquela é Linda. Ela está com Cauldre. 

SAM: Ela me conta histórias. Eu me lembro dela. 

TOBIAS: Sim, Sam, ela trabalha com você. 

SAM: Por que aquela mulher está chorando? 

TOBIAS: Sam, ela está se lembrando de como era quando ela tinha a sua idade e conversava com os anjos. Isto está trazendo recordações para ela. 

SAM: Eu acho que conheço todo mundo, mas eu... eu não consigo me lembrar como. 

TOBIAS: Sam, você realmente conhece estas pessoas, e, quando você vem aqui enquanto dorme, quando você entra em um sono muito profundo, você trabalha com elas, você brinca com elas. 

SAM: Ah. Vou estar com elas de novo, eu sei. Vou me encontrar com elas, mas não aqui, quando... 

TOBIAS: Sam, isso é uma coisa chamada Shaumbra. E, em sua existência, quando você crescer, você se reunirá com muitas dessas pessoas, você trabalhará com elas e ajudará a orientar muitas delas. Você irá ajudá-las a orientarem outras pessoas. 

SAM: Ah... ah. Quem é aquele homem? 

TOBIAS: Sam, aquele não é um Shaumbra. Aquele é um homem da sua rua que morreu noutro dia e ainda está perambulando por aqui. E está tudo bem, você não precisa se preocupar com... 

SAM: Eu fiquei doente e vomitei ontem. Comi muito doce na escola e vomitei. Daí, a professora ficou zangada. Por que eu me sinto engraçado agora, Tobias? 

TOBIAS: Sam, é porque sua energia está expandindo neste momento e se tornando parte deste grupo. E enquanto você está dormindo, como um menininho na Terra, você, você está, na verdade, se tornando parte de nós agora. Você está crescendo. Você está se lembrando de que você é um anjo. 

SAM: Ah. Eu sei que eu sou um anjo, eu não preciso me lembrar disso. 

TOBIAS: Sam, você pode se sentar bem aqui e nós vamos conversar, mas também pode andar por aí... 

SAM: Quem é o bebê lá atrás? 

TOBIAS: Sam, você pode circular entre as pessoas. Pode olhar pra elas e falar com elas, mas nós vamos continuar nossa conversa. 

SAM: Ah, tudo bem. Eu gosto mais disso aqui do que da minha cidade e da minha escola. 

TOBIAS: Certo, Sam. Nós vamos continuar. 

SAM: Quem é o cachorro? 

TOBIAS: Sam, é o Fred. Ele sempre está aqui. 

Assim, enquanto Sam se acomoda com o grupo, ele transforma a energia de menino de oito anos, que caiu no sono — e cada um de vocês aqui deve se lembrar de como é isso. Vocês ainda fazem isso à noite. Vocês transitam. Vocês deixam para trás as características humanas e voltam a recordar do lado não-físico do véu. 

Não leva muito tempo, em cada noite, para que vocês voltem a seus padrões angélicos e possam se conectar com grande parte do que vocês são, mas é um mistério para todos nós — todos nós — a razão pela qual o esquecimento acontece quando vocês começam a acordar e voltam para o corpo físico, novamente para a consciência de 3D. Não temos a resposta. Nós sabemos que as crianças estão se recordando cada vez mais. Elas não têm o peso do véu que muitos de vocês têm. Nós sabemos que, quando vocês fazem a escolha consciente em ambos os lados do véu — em outras palavras, quando vocês estão em sua consciência humana e quando estão na consciência angélica à noite, e, algumas vezes, quando estão em um estado alterado — nós sabemos que esse véu tende a começar a desaparecer. Mas ele ainda está lá. É muito frustrante. 

Como falamos, recentemente, no Lago Tahoe, é muito, muito frustrante vocês voltarem de nossas aventuras angélicas, pela manhã, dizendo para si mesmos que vão se lembrar — que vão se lembrar de quem vocês são e por que estão na Terra — e, então, é como o ônibus espacial entrando em órbita novamente, que parece se desfazer em chamas, vocês se esquecem e retornam para seus lugares. Vocês voltam para a luta entre a consciência humana e a mente dizendo: “Sei que aconteceu alguma coisa durante a noite e sei que devo me lembrar de algo.” Mas vocês acabam deixando pra lá. 

Crianças como Sam, que é um aspecto de mim, mas também possui seu eu, não têm o mesmo problema. O problema que elas têm na Terra, no momento, é como lidar com o conhecimento e a consciência que trazem a cada manhã, porque parece existir um outro obstáculo, uma outra barreira — a consciência humana, o mundo humano — que não permite que elas falem do que realmente estão sentindo. Não permite que elas tentem explicar — mesmo que pôr em palavras seja difícil — que elas sabem quem realmente são. 

Desse modo, elas tendem — assim como Sam — a ser muito fechadas, introvertidas. Elas costumam ter asma, alergias, resfriados, diferentes tipos do que vocês chamam de desequilíbrios que os médicos não conseguem diagnosticar. Mas isso é, na verdade, uma maneira de permitir que permaneçam em seu mundo, que sintam a si mesmas. Elas ainda não estão prontas para estar totalmente encarnadas neste mundo por causa do medo de esquecer. Como eu disse, Sam tem desequilíbrios físicos de propósito, porque ele não quer entrar de cabeça nesse negócio de esporte. Não é adequado para sua energia nesta existência. Ele não precisa de toda essa energia masculina da testosterona. Assim, existem coisas que não são por acaso. Vocês as chamariam, erroneamente, de plano de alma. Mas é simplesmente um saber de que ele não quer ir tão longe com isso agora. 

Então, agora, com Sam inteiramente aqui conosco hoje... e entendam que ele veio a esta reunião como um menino de oito anos, mas, agora, à medida que nosso encontro se amplia, ele também se amplia. Ele, agora, é muito mais o ser angélico e a parte de mim, Tobias, que algum dia se reunirá com vocês, de humano para humano. 

Sam, como mencionei, é apenas uma criança. Ele freqüenta uma escola pública. Seus pais o fazem estudar, porque acreditam que essa é a única forma de sobreviver no mundo de hoje. A ferramenta deles é o estudo, o trabalho duro, o conhecimento e a informação. Eles não são necessariamente espiritualizados — os pais dele — mas têm um certo grau de consciência para compreenderem uma abordagem holística, sem muitos remédios, o que permite um tipo de processo de cura mais natural. 

Através dos Olhos de Sam
 
Para mim, tem sido muito interessante observar a humanidade no momento, através de Sam. Recentemente, seus pais o levaram para conhecer cidades maiores onde Sam ficou — e eu também — de olhos arregalados. Entendam, faz mais de dois mil anos que eu estive na Terra; então, vocês podem imaginar quantas percepções! Posso estar aqui no meu lugar olhando... não de cima, mas para usar uma metáfora... olhando de cima as atividades da Terra e permitir que minha energia esteja com vocês. Mas agora estou assumindo um corpo na Terra; é impressionante o que Sam está, ou eu estou, aprendendo. 

Aqui estão algumas coisas que achamos impressionantes sobre a humanidade no momento, através dos olhos de Sam. Os humanos estão com muito medo, mas eles nem mesmo sabem do que têm medo. Eles vivem numa espécie de paranóia, num tipo de labirinto sem fim, sem sentido, sem saída. Eles têm medo do que pode acontecer com eles, medo de forças externas, quer humanas, quer sobrenaturais. Sendo assim, tendem a ficar muito neuróticos. 

E, enquanto Sam os observa, ele ainda pode ver muito, muito bem a energia e perceber o medo que eles sentem — às vezes, ele pergunta a um estranho: “Por que você está com medo?” E, claro, vocês podem imaginar o olhar que ele recebe, mas as pessoas não conseguem responder. E ele pergunta aos pais: “Do que vocês têm medo?” E eles dizem coisas como: “Da economia, do colapso mundial, de perdermos nossa casa, da fome.” Mas Sam sabe que eles têm todos esses medos, embora não sejam aquele a que ele se referia. Eles têm medos desconhecidos, que talvez sejam os mais difíceis de todos. E Sam — e eu — muito sabiamente, perguntamos: “Por que eles não percebem realmente esses medos e que esses medos podem ser liberados?” Porque esses medos são artificiais, em primeiro lugar. Eles são auto-impostos. São medos que eles carregam por muito tempo e nem mesmo sabem por que ainda o carregam. E isso impressiona Sam. 

Sam olha para as pessoas com olhos bem abertos e inocentes. Ele vê que as pessoas querem líderes, mas não querem ser lideradas. Ele vê... através de seus olhos de oito anos... que, no mundo, os humanos querem um padrão exemplar e não vêem isso nos políticos nem nos líderes religiosos nem nos líderes empresariais. Eles querem um Standard (Padrão). Querem líderes. Mas, em vez disso, estão apenas sendo guiados. As pessoas estão sendo guiadas — ou por governos, ou por empregos ou suas famílias. Elas estão sendo guiadas por aí, sem rumo claro, quase como Moisés vagando pelo deserto por quarenta anos, sem ser um líder, apenas guiando as pessoas. 

Através dos olhos de Sam... através dos olhos do querido Sam, ele vê que existem... quando ele olha para as pessoas, ele vê a energia delas e todo tipo de coisa em torno delas, ele vê o não-físico. Existem espíritos, que vocês podem chamar de fantasmas. Existem anjos. E Sam não entende por que as pessoas não vêem essas coisas. Ele não entende, uma vez que é muito natural para ele ver essas coisas, por que os outros não vêem. 

Ele vê que as pessoas rezam, mas que as respostas estão bem aí. Elas chamam por Deus ou pelos anjos, e Deus e os anjos estão em volta delas, mas elas nem mesmo os vêem. E isso faz com que ele dê tratos à imaginação e se pergunte por que as pessoas simplesmente não se abrem e se permitem ver as coisas que já estão aí. 

Através dos olhos de Sam, ele vê — eu vejo — que as pessoas querem amar e querem ser amadas, mas ainda assim têm muito medo. Elas não se permitem realmente se abrir para coisas como amar os outros, como dizer “eu amo você”, incondicionalmente. Elas usam outras palavras. Elas escondem isso. Distorcem isso. Por que simplesmente não dizem “eu amo você como você é”? E os humanos querem ser amados também, mas constroem muros e barreiras. Colocam filtros. Eles têm medo de que talvez haja uma agenda a ser cumprida com o amor. Mas, enquanto Sam percebe tudo isso, ele pensa: “E daí?” Vocês não têm que aceitar a agenda. Vocês podem simplesmente aceitar o amor. 

Através dos olhos de Sam, ele vê a energia das pessoas e que elas estão sofrendo fisicamente. Ele vê, particularmente, quando está em seus afazeres, que há muita energia aprisionada em toda a coluna vertebral. A coluna... a estrutura inteira, a estrutura óssea do corpo, está comprimida e recebendo muita, muita pressão, porque as pessoas estão reprimindo as coisas. Elas estão carregando nos ombros fardos que não precisavam carregar. Por prejudicarem o corpo de diversas maneiras, acabam com excesso de estresse.
Sam tem a capacidade de olhar para o corpo da pessoa e ver, exatamente, onde ela pode liberar essa tensão acumulada. Ele vê essas pessoas... e fica surpreso, realmente, com o fato de que as pessoas não tenham mais dores de cabeça, porque ele vê muita pressão na área da cabeça, no crânio. 

Sam vê que seria bem fácil para as pessoas liberarem a maior parte da dor física, da dor estrutural e óssea, simplesmente, respirando e liberando-a. Mas elas não acreditam que possa ser simples assim. Elas acham que precisam tomar remédios, que, no final das contas, aumentam o problema, fazendo com que ele se manifeste em outro lugar, de alguma outra forma. 

Através dos olhos de Sam, ele e eu vemos que as pessoas querem liberdade. Querem se libertar. Elas falam de liberdade o tempo inteiro, mas estão presas. Estão presas por sistemas de crenças limitados. Estão presas por ciclos e ciclos de existência e carma — chamem a isso de pecado, se quiserem, mas carma é a crença de que fizeram algo errado, ou possam vir a fazer. Ele vê que, embora queiram liberdade, elas aceitam, prontamente, seus carmas. 

Através dos olhos de Sam e dos meus, vemos que uma pessoa pode liberar seu carma. Ela pode fazer a escolha de sair já, de sair imediatamente dos ciclos cármicos. Ah, e vocês, Shaumbra, vocês sabem que, quando fazem essa escolha, a vida muda. Tudo muda. Vocês precisam estar dispostos a permitir a mudança, mas... mas a verdadeira liberdade se consegue libertando o seu passado. 

Através dos olhos de Sam, ele vê que as pessoas ficam imobilizadas, oprimidas dentro dos sistemas de crenças de outras pessoas. Ele vê que elas pegam os sistemas de crenças dos outros na rua, nos restaurantes. Ele consegue ver a energia de como uma pessoa pode adotar as crenças limitadas, a negatividade de outra pessoa. Pode ser através de uma conversa que elas tenham. Também pode ser apenas energeticamente sentindo a mesa ao lado, sentindo a energia limitada e, então, aceitando-a. 

Sam está, com olhos inocentes, olhando para o mundo e dizendo que as respostas são mesmo simples assim. Por que será que... como Sam coloca: “Por que será que os adultos tornam isso tão difícil?” Ou como eu, Tobias, diria: “Por que os humanos tornam isso tão difícil?” Eles não precisam deixar por menos. Não precisam usar toda a energia que têm simplesmente para sobreviver. Não precisam aceitar a doença ou a pobreza. Não precisam aceitar nada disso. E eu, Tobias, que não venho à Terra por dois mil anos, fico impressionado ao ver todas as coisas que vocês têm agora — a tecnologia — que nunca tive em tempo algum. Mesmo na Atlântida, maravilhosa como era, nós não tínhamos o tipo de tecnologia que vocês têm agora. Com toda essa tecnologia, por que não é mais fácil? Será que a tecnologia não facilitou a vida de vocês? Provavelmente não. A razão da consciência para a tecnologia é a simplicidade, mas por causa de onde está a consciência agora, tudo fica mais difícil. 

Fico impressionado com o que estou sentindo através de Sam, impressionado que os humanos sejam verdadeiramente bons. Os humanos querem fazer o bem, primeiro para os outros, por mais estranho que pareça, e depois para si. Querem sinceramente — e desejam profunda e ardentemente — amar alguém, compartilhar com alguém, ser amados também. 

Eles querem sinceramente fazer as coisas certas ao que consideram os olhos de Deus, não porque Deus tenha regras e vá puni-los, mas porque está em seu coração. Querem permanecer no que vocês chamariam de Unidade ou a Luz ou o Caminho. Querem servir o Espírito, mas continuam colocando o Espírito fora deles, em vez de entenderem que ele já está em seu interior. Por isso, continuam tendo desejo e paixão por algo falso ou industrializado. Assim, enquanto tentam fazer feliz um Deus externo, nunca conseguem ficar verdadeiramente satisfeitos ou realizados, porque o Deus está no interior. E até compreenderem que isso tem a ver... que, então, é realizando-se que vocês realizam o espírito.

Vindo para a Terra
 
Lentamente, seguramente, venho permitindo que minha energia, minha essência flua para Sam. É interessante, para aqueles de vocês que observam ou se interessam por aspectologia, como o que vocês chamam de sobrealma, assim como eu, Tobias — como o que vocês chamam de “essência” ou “ser vital”, eu, Tobias — também pode ser um aspecto, também pode criar uma identidade chamada Sam. É tudo muito, muito interessante e vocês devem prestar atenção. À medida que permito que minha energia flua para Sam, devido à incrível influência, à consciência magnética que vem da Terra, isso também leva embora o que vocês chamam de meu espírito Tobias. É como um Alzheimer às avessas enquanto faço fluir minha energia para ele. 

Ah, meus dias estão contados e Cauldre e alguns sabem que não tenho estado muito em volta de vocês, porque cada vez mais a minha essência está indo para Sam. Eu ainda existo nestes reinos. Eu ainda sou — o que vocês chamam de — um Mestre Ascendido ou qualquer que seja o termo. Mas, entendam, a energia da Terra e da consciência humana é tão atrativa e tão irresistível que está me puxando como os puxou. Ah, eu garanto que estarei aqui quando vier conversar com vocês nestes Shouds até julho de 2009. Vocês não terão um meio-Tobias; eu asseguro que toda a minha energia estará intacta. Podem não ser dias muito favoráveis para Sam. Ele pode não se sentir muito bem nesses dias ou dormir bastante, mas eu estarei verdadeiramente aqui. 

Agora, vocês dizem: “Por que você está permitindo que isso aconteça, Tobias? Por que você está fazendo isso? Por que você está aqui? Por que Sam está aqui agora?” 

Bem, por algumas razões. Porque eu posso. Eu adoro a experiência. Eu me comprometi com cada um de vocês de voltar na forma humana, de modo que eu possa, de fato, tocá-los, trabalhar com vocês, conversar com vocês, jantar com vocês, fumar alguns charutos e, definitivamente, tomar alguns copos de vinho juntos. Estou fazendo isso porque, enquanto minha energia flui agora para Sam, enquanto minha consciência vem para este lugar chamado Terra — e é puxada com muita, muita força —, eu também quero ser um Standard assim como vocês, permitindo que meu espírito venha completamente para a Terra, encarnado. 

Vejam bem, eu posso estar aqui no meu lugar e conversar com vocês sobre como deve ser, assistir a todos estes Shouds e lições e lhes dar pequenas migalhas extraordinárias de como “permanecerem atrás da mureta”, “mergulharem na piscina funda” ou o que quer que eu tenha dito no passado. [Algumas risadas] Mas... mas a experiência real tem a ver com encarnar integralmente através de Sam, permitindo que venha todo o meu espírito, toda a minha divindade. Não mais ser apenas um humano, mas ser tudo que Eu Sou. Entendam, isso é o que vocês estão fazendo agora. Vocês também são Sam, de certa forma, seu próprio Sam, sua própria experiência. 

Vejam bem, por mais estranho que pareça, estou apenas copiando vocês. Em algum lugar nos outros reinos, bem agora, está essa parte de vocês que, por trinta, cinqüenta ou setenta anos, tem permitido, lentamente, que sua energia flua para dentro de vocês. Vocês achavam que eram apenas vocês, com esse nome humano que vocês têm. Vocês esperavam que alguma coisa como a ascensão ou que algum evento místico grandioso acontecesse. Estão pensando o quê? Já está acontecendo. 

A história que acabei de contar sobre Sam, o menino de oito anos, dormindo profundamente em seu quarto em casa, é sua também. Vocês tiveram essa experiência. Talvez quando tinham seis anos, talvez quando tinham dez. Vocês tiveram essa experiência de conectar-se com seu Eu, com sua essência, sua divindade. Enquanto vocês estavam dormindo ou adoentados, algum dia, apenas sonhando acordados na escola com uma voz chamando e dizendo: “Olá, Sam. Lembra-se de mim? Eu sou o homem que cheira a peixe.” É assim que Sam e eu nos conectamos, é assim que sabemos que é seguro. Ele sabe que não é qualquer outra entidade errante, pois que fantasma deste lado escolheria possivelmente cheirar a peixe? [Risadas] É meu perfume, para que Sam reconheça que estou aqui. 

Está acontecendo com vocês no momento, especialmente agora que ultrapassamos o Salto Quântico juntos. O seu, como quer que o chamem, o seu Tobias, a sua essência tem estado, lentamente, entrando em sua vida. Agora, está vindo ainda mais. Sua essência do outro lado é como a areia de uma ampulheta que vem do que vocês chamam de reinos superiores e desloca-se, então, para estes reinos. Ela quer ter um relacionamento diferente com vocês agora, não mais apenas à noite, não mais apenas quando estiverem dormindo profundamente ou em um estado alterado, mas quando estão integralmente presentes. O seu Tobias, a sua essência quer vir. 

Ela não pode exigir isso, vejam bem. Mesmo eu, Tobias, não posso forçar que minha essência venha para dentro de Sam. Sam, assim como vocês, tem sua própria identidade, suas próprias escolhas. Mas, se vocês escolherem, se escolherem algo um pouco diferente, algo muito expansivo, se escolherem aceitar esse Salto Quântico dentro de si, vocês poderão permitir que o que vocês chamam de Eu grandioso, Sobrealma, o Vocês que vocês são venha mais integralmente para a sua vida neste exato momento. 

Isso não acontece da noite para o dia, em parte, para não queimar seu corpo ou sua mente, mas pode estar aí. Essas reuniões que vocês tiveram com o que chamam de Eu verdadeiro ou Eu Superior não têm que acontecer apenas nos outros reinos. Vocês podem ter a reunião entre vocês e seu Eu aqui, nesta realidade. Vocês podem ser os anfitriões. Vocês podem ser aqueles que convocam o Eu para estar aqui com vocês. 

Agora, quando fizerem isso, liberem as expectativas. Deixem ir, antes de tudo, o conceito de asas. Nós não sabemos de onde ele vem. [Risadas] Asas — vocês sempre esperam ter asas! Esqueçam isso. Usem a percepção. Saiam da mente. A mente tem certas noções preconcebidas de “salvador”, quer seja Jesus, o salvador, Maomé, o salvador, seu Eu Superior grandioso, o salvador. Liberem esse conceito. Não há necessidade de salvador. É uma velha consciência, é uma velha hipnose. Quando vocês convocarem o Eu integral, agora ou em qualquer outro momento, liberem as noções preconcebidas de que, de repente, vocês serão capazes de ver através de paredes e por baixo da roupa das pessoas. [Risadas] É uma experiência muito particular. Nós já dissemos isso muitas vezes antes — não é como se tornar um super humano. É como se tornar um humano completamente integrado. 

Sendo assim, deixem ir as expectativas de que saberão o que vai acontecer amanhã ou depois de amanhã, porque é irrelevante. É o que está acontecendo aqui, neste momento, que conta. Liberem o fato de que vocês achem que seu Q. I. vai aumentar 35 pontos. Vocês podem fazer cursos caros que cuidarão disso. Vocês não precisam tentar impingir isso ao espírito. Livrem-se do conceito de que, de repente, vocês vão emagrecer dez ou vinte quilos. Às vezes, por falar nisso, enquanto sua essência está se integrando, vocês precisam ganhar peso por um período, porque, bom, vocês agora estão comendo por uma multidão de vocês! [Risadas] 

Seu corpo tende a se reequilibrar naturalmente se vocês deixarem. Mas esse aspecto, a Sobrealma, seja lá o que for, o “Você” – eu prefiro chamar do Você real, o Você verdadeiro – espera entrar em vocês, espera ser convidado. Vocês não precisam se preocupar que o mundo ao redor acabe por bloquear esse Você, corrompê-lo ou contaminá-lo. Vocês são seres totalmente integrados. Vocês não precisam proteger o seu “Você” de vocês ou do mundo externo. Vocês podem deixá-lo entrar. Vocês não precisam se preocupar se são pessoas boas o suficiente, se fizeram yoga, se respiraram direito ou se ainda têm — como dizer — algumas máculas de coisas que fizeram no passado. Seu espírito, seu Eu verdadeiro, realmente não se importa com isso. Realmente não se importa. São apenas experiências. São apenas escolhas que vocês fizeram e vocês, e seu Eu Superior, já sabem dessas coisas, de modo que vocês podem convidá-lo para esta realidade. 

Algum dia, Sam e eu vamos ter a experiência que estou lhes pedindo para ter agora. Quando Sam crescer um pouquinho mais, quando Sam se tornar mais consciente e perceber que as coisas que ele vê, não com os olhos, e as coisas que ele ouve, não com os ouvidos, são, na verdade, muito reais, não importa o que seus pais digam ou o que outras crianças digam. Entendam, agora, ele mantém isso como sendo um mundo particular, mas quando ele ficar maior, vai perceber o valor que tem. Ele vai perceber o quão é real, o quão é verdadeiro. Essas vozes, essas visões e essas percepções que ele vai continuar tendo, ele irá perceber que é hora de parar de tentar lutar contra elas e bloqueá-las. É hora de abraçá-las e deixá-las entrar em seu mundo. E será quando ele e eu vamos nos fundir no que vocês chamariam de um caminho final, muito, muito belo. Essa é a experiência pela qual vocês estão passando agora no Salto Quântico. Abracem-na. Segurem-na. Permitam-na vir para sua vida. 

Um dia... um dia, através de Sam, nós vamos nos encontrar. Podemos nos encontrar em uma reunião de Shaumbra. Podemos nos encontrar, como alguns de vocês já fizeram com Sam, em uma sala de bate-papo — e eu gostaria que ele parasse com essas coisas; não com o Círculo Carmesim, mas com outros locais que ele visita. Alguns de vocês já encontraram Sam pela Internet. Um dia, vamos nos encontrar e dar boas risadas de tudo isso. 

Quero pedir um instante... vamos inspirar. 

[Pausa] 

Que coisa maravilhosa, ver a união do aspecto humano com um Eu divino verdadeiro nesta realidade! Não da perspectiva do outro lado não-físico, mas estando bem aqui. Que alegria é ver como, cada vez mais, essa consciência do “Você” está realmente chegando nestes tempos.

Convergência de Energias
 
Só mais umas coisas para nossa discussão de hoje. Há uma convergência de energias acontecendo no mundo externo. A propósito, lembrem-se de que o mundo interior é que importa a vocês. O que importa é que vocês permitam se conhecerem. Permitam se sentirem, permitam se expandirem para além da mente em direção aos sentimentos, à imaginação e à criatividade. O que importa é seu mundo interior. 

O mundo externo – aquele que vocês vêem lá fora e sobre o qual lêem – não tem a ver com vocês de modo algum. Vocês tendem a achar que sim, mas quero que parem por um momento. Saint-Germain diz que a grande, a grande maioria dos problemas de sua vida não é de vocês. Pertence a outros indivíduos ao seu redor — pessoas com quem vocês trabalham, pessoas da família, pessoas que vocês amam e pessoas que vocês não querem mais amar — e vocês assumem isso como sendo problema de vocês. Vocês internalizam isso. 

Existe um bom motivo para que seja assim. Existe um bom motivo, porque uma das razões pelas quais vocês estão aqui na Terra, pelas quais escolheram estar aqui, foi expandir a consciência, ser alguém que pega a consciência, trabalha com ela e a faz expandir em nome de todos os outros. Vocês são os pioneiros da conscientização. Essa é uma das razões pelas quais vocês estão aqui. 

Desse modo, vocês absorvem as emoções e os sentimentos dos outros, do mundo ao seu redor, vocês os absorvem como sendo de vocês. Vocês pegam alguém que esteja sofrendo, esteja passando por algum trauma, falta de abundância ou doença. Vocês adaptam a situação. Vocês são experts em fazer isso. Vocês adaptam a situação e permitem que ela se torne de vocês. Vocês realmente fazem isso em nome de toda a consciência humana, mas se enganam pensando que ela é mesmo de vocês. E essa é uma das razões pelas quais eu (Tobias), Kuthumi, Saint-Germain, Quan Yin e os outros que estão aqui — lembramos a vocês que essa era uma função que vocês desempenharam antes e não precisam desempenhar agora. 

Vocês não precisam assumir o sofrimento, os problemas, as limitações ou o que quer que seja de ninguém, porque, nesta Nova Energia, vocês podem ser pioneiros da conscientização de um modo muito diferente. Vocês não têm que ser camaleões que assumem a energia das pessoas. Vocês não têm mais que ser esponjas que absorvem tudo das pessoas. Vocês não faziam isso, necessariamente, pelos indivíduos, vocês faziam pela consciência humana em geral. Vocês podem liberar essas coisas. Existem novos caminhos de expandir a consciência. 

Kuthumi falou sobre isso. Todos nós temos falado sobre isso, mas Kuthumi falou sobre isso no mês passado. Tem a ver com o Agora; tem a ver com vocês. Quando vocês permitem que o Eu total se integre e vocês permitem se expandirem, vocês se tornam o que vocês são. Isso... isso tem, verdadeiramente, o potencial para mudar toda a consciência. 

Então, por favor, deixem de se apossar das questões dos outros. Toda vez, agora, entre hoje e nosso próximo Shoud, toda vez que vocês sentirem uma dor, toda vez que tiverem um problema, toda vez que tiverem um dia ruim, toda vez que se sentirem deprimidos, parem imediatamente. Eu vou estar com vocês e lhes dizer que isso não lhes pertence a menos que assim o queiram. Vocês estão captando essas coisas. Vocês estão absorvendo isso dos outros. Vocês absorvem através do jornal e da televisão. Vocês absorvem quando fazem compras e, definitivamente, quando estão dirigindo. 

Então, parem por um instante. Perguntem a si mesmos: “Isso é meu?” Será que essa depressão pertence realmente a vocês? E, então, sua mente vai entrar em jogo e dizer: “Bem, talvez parte dela seja. Talvez 30%.” Parem imediatamente. Respirem fundo. Se vocês não escolherem isso, isso não será seu. É simples assim. Eu estou, inclusive, falando das coisas que vocês fizeram nesta sua existência. Se vocês não as escolherem, elas pertencerão ao aspecto, não ao integral de vocês. Elas pertencem a quem vocês eram anos atrás, mas não a vocês no Agora. Somente o que vocês escolherem será de vocês. 

Voltando ao assunto do mundo externo, existe uma convergência de energias e vocês vão senti-las. Bom, vocês já estão sentindo essas energias. Elas são muito, muito intensas no momento, porque quatro tipos diferentes de energia estão se misturando. Elas representam todos os aspectos da consciência humana, mas, devido às mudanças recentes, são quase como quatro carros vindo de direções diferentes convergindo para o mesmo ponto central. 

E a primeira energia é a das finanças. As finanças — finanças mundiais, finanças de empresas e negócios — e vocês podem ver essa energia. Vocês não precisam ser sensitivos para entender que o dinheiro — as finanças — no momento, estão passando por um estado de mudança muito importante. As finanças simbolizam o fluxo de energia nos recursos. Mas as finanças é que são afetadas no mundo, no momento. Observem os preços do petróleo. Observem o mercado imobiliário. Observem os novos países ao redor do mundo — países emergentes e em desenvolvimento, agora — se tornando mais prósperos, pois há uma redistribuição das finanças ao redor do mundo. Os mercados financeiros não vão desmoronar, mas vão mudar. Mas algumas pessoas acham que a mudança é uma espécie de colapso porque não gostam de mudança, seja ela qual for. 

Os sistemas bancários estão mudando. O modo de lidar com o crédito está mudando. O valor atribuído a produtos e serviços está mudando. Costumava ser bem simples — um alqueire de milho tinha muito valor. Era bem simples porque a vida era mais simples no passado, e mais fácil. Mas como vocês calculam o valor de um serviço? Como calculam o valor de algo como o desenvolvimento de uma nova tecnologia de cura? Não cabe em um alqueire. Não é transportado por carreta, e sua velha economia é baseada nesse tipo de mentalidade — algo tangível. Mas vocês estão na energia intangível no momento. Então, as finanças estão mudando o modo como a energia flui. 

Não se desesperem, Shaumbra. Não se deixem levar pelo drama. Essa é outra coisa que, absolutamente, diverte Sam quando ele sai mundo afora, como o drama faz as pessoas se sentirem tão bem, quer ele seja bom ou ruim. Mas elas adoram um drama. O drama as alimenta, mas, então, é claro, como vocês sabem, tudo desaba depois. 

De volta ao mundo externo — finanças. A outra energia que está convergindo bem agora é a do meio ambiente. A Terra tem, aproximadamente, seis bilhões de pessoas, e Gaia pode lidar com dez bilhões sem passar por mudanças drásticas. Uma das mudanças é que a Velha Energia do espírito de Gaia está partindo, transferindo a responsabilidade para os humanos. 

Com quanta população o mundo pode lidar? Como serão os padrões de tempo? O que acontecerá com coisas como terremotos, tempestades, furacões? Mesmo essas coisas, os incêndios recentes na Califórnia, são um meio de deixar claro o velho vírus — como vocês chamam — da energia sexual. Mas também, sempre que vocês têm uma população muito densa de humanos, os humanos que estão sob estresse — seu próprio estresse, o estresse da Terra embaixo deles — terão uma resposta. Um incêndio, uma inundação ou algum outro tipo de limpeza. 

O meio ambiente, no momento, está mudando rapidamente. Os pólos estão, como vocês dizem, aquecendo. Mas, mais do que isso, a polaridade magnética da Terra vai mudar, inverter, ainda na existência de vocês. Mas vocês não vão cair da Terra. [Risadas] Não haverá implicações catastróficas e, sim, implicações significativas no relacionamento entre vocês e a Terra. Os pólos estão se invertendo. 

Cada vez mais, vocês vão ler sobre o meio ambiente. Às vezes, será bem deprimente, como Sam vê nas notícias. “O que as pessoas estão fazendo com a Terra? E o que a Terra está fazendo com as pessoas?” Bem, estão desenvolvendo um novo relacionamento entre si. 

Tem outra coisa... por falar nisso, a energia da Terra, do meio ambiente em sua essência, representa, simbolicamente, o relacionamento que vocês têm com seu corpo e o relacionamento que vocês têm com sua realidade física, seu ambiente físico. Tem a ver com a capacidade de aceitar o fato de que vocês estão aqui na Terra, incorporados — em vez de quererem sair do corpo —, tornando-se, de fato, total e integralmente encarnados, integralmente presentes aqui na Terra. 

A outra energia nessa convergência do momento é a tecnologia. A tecnologia está, na verdade, aumentando num ritmo quase alarmante. Alarmante porque está se movendo muito rápido e se tornando tão potente que há uma preocupação entre alguns do nosso lado: “Será que a consciência vai acompanhar esse avanço?” 

Bem, a consciência cria a tecnologia e cria a invenção, mas, até certo ponto, a tecnologia pode realmente passar à frente do desenvolvimento e da expansão da consciência em si. E, então, vocês terão algumas situações muito interessantes. Será que a consciência está preparada para utilizar a tecnologia com sabedoria? 

Ah, não estamos falando de explodir uns aos outros com armamentos nucleares. Estamos falando de a tecnologia se tornar tão avançada que se torne mental, que os humanos passem a ficar mais mentalmente focados do que nunca e, literalmente, se fechem para o coração, a intuição, a criatividade, porque estão permitindo que a tecnologia faça essas coisas por eles. A essência da energia por trás da tecnologia é a eficácia e a consciência de que a humanidade desenvolveu a tecnologia, diferente de qualquer tecnologia em qualquer era da humanidade, de modo que possa tornar a vida mais simples e fácil. Mas, na verdade, a consciência a transformou em uma ferramenta que tem tornado a vida mais difícil e mais complexa e, literalmente, levado embora, roubado, as energias criativas. 

Mas não precisa ser assim. A tecnologia não é ruim — caso alguns de vocês estejam pensando em chegar em casa e jogar fora seus computadores! [Risadas] A tecnologia pode ser utilizada para tornar a vida mais simples, tornar a vida mais eficaz, no que se refere às atividades físicas e, algumas vezes, rotineiras, de modo que vocês tenham mais tempo para a criatividade e a inspiração. A tecnologia deve servir a consciência mais elevada em vez de bloqueá-la e focar apenas a mente ou o cérebro. 

E, por incrível que pareça, a quarta energia na convergência é a moda. Moda! [Risadas, inclusive de Tobias] E estamos falando muito sério aqui. A moda e o design. A moda e o design são meios de se expressar, de demonstrar apreciação, de embrulhar a energia e entregá-la de presente. A moda e o design estão se movendo muito rápido neste momento. Essa energia ficou presa por um bom tempo, na minha humilde opinião, e, agora, está ressurgindo em alguns níveis muito básicos da moda e do design

Mas por que a moda e o design seriam importantes numa dessas quatro energias convergentes? A moda e o design são uma representação da energia feminina que está chegando ao planeta Terra neste exato momento. 

Antes de tudo, tem a ver com a própria aceitação de seu feminino, quer vocês sejam homem ou mulher, tem a ver com a energia feminina. A energia feminina, que foi contida por muito tempo, dominada pela masculina, está voltando agora. E vocês vão vê-la, particularmente, no rejuvenescimento ou — como dizer — na reenergização da indústria da moda e do design, porque vocês vão ter mais sensibilidade e percepção. Estar numa casa, numa sala, num prédio ou em qualquer lugar não bastará; a apreciação também será fundamental. 

Mas, enquanto essa energia feminina flui cada vez mais agora para a consciência da humanidade, existem energias que não querem vê-la flui. Desse modo, vocês verão a luta entre o masculino e o feminino, que aparecerá em lugares muito óbvios, nas igrejas, nos negócios, até certo ponto, e nos governos. Mas, vocês vão ver que, enquanto a energia feminina converge e chega em massa — não apenas para vocês, individualmente, mas em grande escala — vocês verão a mudança na moda e no design. Mas, depois, vocês a verão se manifestar em coisas como política, governo, liderança empresarial e em muitos outros lugares. 

Aqui estão as quatro energias, vindo, basicamente, de direções diferentes, todas convergindo, em um certo ponto do tempo e do espaço, para a realidade humana. Lembrem-se, não tem a ver com vocês. Elas são todas apropriadas. Há uma razão para todas essas coisas acontecerem. Os humanos, em geral, estão convocando essas energias. Agora, a pergunta é: o que eles farão com elas? 

Shaumbra, vocês estão em uma Nova Energia, agora. Vocês estão aqui porque escolheram estar. Começamos, hoje, com nosso teste oral — por que vocês estão aqui? Porque vocês escolheram estar. Mas o que vocês querem fazer com isso? Como vocês vão cuidar de si? Como vão se permitir entrar nessa realidade? E como vão compreender o que é de vocês e o que não é? Como vão escolher viver e ser um criador nesta nova realidade? 

Com isso, Shaumbra, vamos respirar profundamente.

Adeus a Sam
 
Eu agradeço a Sam, que vai acordar daqui a pouco e se perguntar que diabos aconteceu! [Risadas] Se lembrarem de seus próprios sonhos, vocês, às vezes, saem deles e eles não fazem muito sentido. Sam, por exemplo, vai acordar daqui a pouco. Ele vai achar que conversou com um peixe enorme que anda — um peixe que saiu da água... [Risadas] Falo sério aqui! Foi um peixe, que saiu do rio e começou a falar com ele, e ele se divertiu conversando com esse peixe. 

E, depois, ele foi com um grupo a um cemitério. As pessoas estavam mortas, ele andava com elas e elas saíam dos túmulos. Essa é a simbologia dos sonhos, diga-se de passagem. E, então, ele ficou numa grande arena e muitas pessoas olhavam para ele. Ele se sentiu um pouco embaraçado e tímido porque eram milhares e milhares de pessoas o encarando. Mas ele sentia que conhecia cada uma delas. Depois, ele se sentou com elas e, então, acordou. E é assim que os sonhos funcionam. 

Desse modo, Sam, é hora de acordar, agora. 

E, Shaumbra, é hora de lembrá-los, vocês nunca estão sozinhos. 

E assim é.

Tobias


 
Tradução para o Português: Inês Fernandes    mariainesfernandes@globo.com

Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.

O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.

Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
 
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.

O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.

Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.

Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/

© Copyright 2007 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.