Possua Sua Divindade

 TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM

Círculo Carmesim, 1 de setembro de 2001
 
Série da Ascensão

Lição 2: Possua Sua Divindade


 


E assim é, queridos amigos, que nos reunimos novamente nesta energia. Podemos agora sentir Cauldre (Geoffrey Hoppe). Ele sente um calafrio passando pelo seu corpo, mas vem realmente de nós, quando nos reunimos com os Shaumbra neste dia. É tão bom estar aqui com vocês! É tão gostoso vir através deste portal de energia que vocês criam ao nos convidar a entrar. Agora podemos chegar mais perto de vocês. Que momento! Vamos passar os próximos minutos fazendo a fusão de nossas energias, fundindo esta energia de Casa, do Espírito, de sua divindade – das entidades deste nosso lado do véu, todas chegando junto com vocês. É incrível poder estarmos reunidos desta maneira. Incrível! 

Em meus dias na Terra, vários milhares de anos atrás, nós podíamos de fato nos reunir, mas não podíamos introduzir a energia do Espírito, de nossa divindade, da maneira como vocês fazem agora. Se por um segundo pudéssemos ter uma visão, uma visão do tipo de energia que está fluindo aqui agora, teríamos ficado maravilhados. Teríamos sentido que havíamos tocado Deus. 

E agora olhem pra vocês! Olhem o que são capazes de introduzir. Observem o caminho que são capazes de criar entre seu espaço na Terra, através do véu, para dentro de nosso espaço. Uma linha direta fazendo seu caminho até seu verdadeiro e divino ser. Incrível! Eu, Tobias, anseio pelo tempo quando retornarei para seguir seu caminho na Terra, para experimentar por mim mesmo o que é estar em biologia e ser capaz de manter minha divindade. Eu anseio por isto. 

Respire profundamente, querido Shaumbra, respire profundamente. Enquanto respira, libere as tensões, libere as preocupações e os problemas. Respire profundamente através de todo seu ser. Respire inteiramente até seus pés. Agora respire dentro de sua mente, dentro do intelecto que tem lhe servido tão bem. Respire dentro de suas emoções. Respire profundamente dentro de suas emoções, pois freqüentemente esquece de ir até aí. É como quando você usa o caminho de sua mente para chegar até suas emoções, mas agora respire profundamente. Permita que este respirar de sua divindade entre também dentro de seu ser emocional, passando pelo cérebro e entrando direto, sem filtro, sem dizer ao eu o que está certo ou errado, ou como se comportar, ou como agir. Vocês são seres espirituais emergentes e maduros. Você não precisa mais ter sua mente lhe dizendo como agir. Respire profundamente e permita que o ser emocional, exuberante e maravilhoso em seu interior surja sem o julgamento ou juízo da mente. 

Agora....(fazendo uma pausa) nós olhamos em volta deste espaço neste dia. Nós olhamos em torno. (observando que Cauldre está agora sentado no palco do salão) Vemos que fomos levados a um palco! (risadas) E prometemos a Cauldre, prometemos a sua querida esposa, que não ficaremos de pé além da conta! (ultimamente, Tobias tem estado praticamente em pé durante as canalizações). Pois estamos vendo a energia de medo colocada aqui, de que possamos ficar de pé e sair voando pra fora do palco! (risadas) Não vamos fazer isso hoje, então podem relaxar, e você pode ir pro seu canto (referindo-se ao hábito de Linda de sair durante as canalizações) Você pode entrar em sua profunda jornada espiritual. Não precisa se preocupar que eu vá ficar dançando neste palco. (risadas) Vamos guardar isso para outra ocasião. 

Freqüentemente é difícil começar, porque poderíamos simplesmente sentar assim com vocês e ficar curtindo esta energia neste espaço. Gostamos de ficar sentados observando vocês em momentos como este. Podemos ver, pouco a pouco com o passar do tempo, que vocês começam a brilhar e iluminar cada vez mais. Você está permitindo que o sorriso interior venha à tona. De fato, vocês sabem que estão num lugar seguro. Vocês estão num espaço sagrado. Às vezes, gostaríamos apenas de ficarmos sentados aqui e observar vocês crescendo. 

Mas há muito que falar hoje. Há uma nova lição a discutir. Vai ser uma muito simples, uma que não requer muito dever de casa, mas que vai deixá-los perplexos. Você vai ficar imaginando como inclui-la em si. Vai ficar imaginando o que fazer com a informação que lhe damos hoje. Mas é simples. Pedimos que olhe para esta lição da perspectiva de que não é mais sobre você. 

Enquanto vamos falando hoje, pense sobre como vai ensinar esta lição a seus alunos. Pense como irá ajudá-los a entender esta lição que será revelada. Como é que você vai explicar a eles a simplicidade e a verdade? Então escute hoje a partir desta outra perspectiva. Diga a si mesmo, “Como vou explicar esta lição para os que virão a mim? Como vou explicar este conceito simples mas desafiador de possuir sua divindade?” 

Vamos conversar um pouco aqui. Vamos falar um pouco sobre sua ascensão. Agora, numa maneira de dizer, temos recebido um bocado de correspondência espiritual, um bocado de “correspondência por pensamento”, tem chegado desde nossa última reunião. Estamos de certa maneira, agradecidos pelo fato de a informação contida na canalização do mês passado (Lição Um da Ascensão: Não é Mais sobre Você) ainda não estar em sua Internet na forma escrita. Realmente, a correspondência por pensamento chegando a nós, aumentaria consideravelmente. (risadas) Pode ser que não tenhamos aqui a assistência necessária para lidar com todas elas! 

Temos ouvido muitos de vocês imaginando, dizendo, “Tobias, como é que é isso, esse negócio da ascensão? O que significa ascensão?” “Tobias, isso não é nada do que eu esperava. Você nos diz que ascendemos, mas não acho que estivesse falando de mim.” Sentimos sua frustração. Alguns do vocês ficaram zangados, e sorrimos diante da zanga, porque compreendemos. Vocês pediram uma definição. Pediram mais informação sobre isso. Hoje partilhamos um pouco mais com vocês. 

Ascensão. Ascensão é quando você não precisa morrer entre uma vida e outra. Você não deixa o corpo físico. Não precisa passar por esta experiência muito difícil e desafiadora de morrer e renascer. Tudo é feito enquanto você ainda está contido no mesmo pacote. Ascensão é quando você passa de uma vida para outra. No passado era importante trabalhar um conjunto de contratos numa vida para completá-los, depois partir, e não ter memória de que este conjunto de contratos é levado adiante. 

Temos falado em workshops aqui nestas últimas semanas, de alguns aspectos importantes da jornada humana. Um deles, sobre o qual falamos longamente, foi a morte. Quando o humano passa pela morte há uma grande emoção e medo. Há tão pouca compreensão. De uma certa maneira, o fato de todos anteciparem a morte, não apenas as pessoas que estão no leito da morte, mas todos... esta antecipação constrói uma tremenda muralha de medo que precisa ser liberada agora. No status ascensional, queridos amigos, você não precisa morrer. Você continua. Você não tem esta ansiedade toda associada com o processo. 

Há um período de luto, realmente. Há um longo período onde você passa por profundas mudanças internas. Todos vocês conectados aqui a estas palavras, de uma maneira ou de outra estão experimentando este tipo de coisa. Mas você não tem que morrer. Você não tem que deixar seu corpo. Você entra em sua próxima vida. O que diferencia esta nova vida das outras é que você não está ligado a um contrato. 

Mesmo antes de vir à Terra nesta vida, você tinha um longo conjunto de objetivos. Você tinha um enorme contrato espiritual. Você tinha uma lista de coisas a trabalhar. De uma certa maneira, esta foi a vida de aclaramento final. Agora você está fazendo a transição, enquanto um ser ascendente. Não há contratos. A diferença entre ascender versus morrer é que agora você escreve o livro. Agora você cria o que você quer e quem escolhe ser. Então, não é por acaso, que em seu novo status ascensional as coisas estejam em branco, as coisas estejam no neutro, as coisas estão esperando por você, esperando que você reaja. O processo de transformação por que você está passando... vai durar um tempo. Haverá altos e baixos em sua jornada, mas compreenda que isto é simplesmente parte de um processo. 

Como ouvimos Cauldre falar hoje mais cedo, a razão por que seus olhos doem esta manhã não é porque os anjos estavam lhe dando uma aula, ou o espírito estava tentado ensiná-lo alguma coisa. Como um humano ele simplesmente esqueceu de tirar aquelas coisas que usa nos olhos (lentes de contato), e dormiu com elas. Não há nenhuma grande lição aqui. Para qualquer um de vocês, não há grande lições a este ponto. São apenas coisas acontecendo em sua vida. Não é mais sobre você. Não há contratos. Não há lições. Os anjos e guias, o Espírito e Tobias não estão tentando bater a sua porta para chamar sua atenção. Não é mais tanto sobre você. 

O aclaramento, no qual trabalhou tão diligentemente durantes estes anos de sua vida, foi muito bem sucedido. Você aclarou velhos carmas. Num única vida você liberou mais carma, fez mais aclaramentos e teve mais lições do que nas suas últimas dez vidas juntas. É por isto que tudo parece mais intenso agora. E durante todo este tempo em que esteve aclarando vidas passadas, você também esteve aclarando o carma ancestral. Oh, não é à toa que está morto de cansaço! Morto de cansaço. Não é à toa o desejo de voltar pra Casa, achando que não tem energia para seguir adiante. Mas, queridos amigos, eu, Tobias, e todas as outras entidades que entram neste dia, estamos aqui para lhe dizer que seguir adiante não vai ser mais como era no passado. Não vai ser uma coisa cheia de lições e contratos e carma. Ponto final. 

Ouvimos alguns de vocês dizer, “Como ó possível você dizer que eu aclarei meu carma, quando fiz tantas coisas horríveis? Ainda não nem comecei a pagar os débitos.” Então que seja assim com você! Continue seu carma se assim escolher. Vamos estar aí, amando-o e honrando-o, andando a seu lado. Mas no momento em que você apertar o botão de parar a roda da ciranda cármica, não importa quem você seja, se conscientemente escolhe parar, você pode sair. Não há uma quantidade prescrita de sofrimento que você tenha que passar. Está em sua iluminação, quando você escolhe que não precisa mais disso. Você escolhe quando sair... quando sair da roda da ciranda cármica. 

No status de ascensão – no qual se encontram agora todos vocês – você está num novo território, um território não mapeado. Nenhum de nós aqui reunidos de outras esferas para estar com vocês, nenhum de nós esteve onde você está. Somos observadores. Somos conselheiros. Somos guias. Mas NÓS seguimos VOCÊ. Nenhum de nós esteve neste novo status ascensional. A diferença é que não há contratos, ou carma, ou lições. Esta é a diferença. Depende de você criar o que quiser. E nesta série em que estamos agora, na qual estamos falando agora a vocês...o que estamos canalizando de volta pra você vem de seu próprio ser... é engraçado. É simples. Estamos simplesmente pegando seus pensamentos e sensações e levando-as de volta a você. Como é que você poderia ficar com raiva da gente por lhe dizer que você ascendeu, quando é você que pede que digamos isto pra você? Ficamos alegres quando vocês anunciaram pra nós que ascenderam, e que agora nós poderíamos revelar isso a vocês. 

No status da ascensão, depende de você o caminho a seguir, o que fazer e o que criar. As ferramentas estão chegando e continuarão a chegar a vocês. Como dissemos muitas vezes, trabalhem juntos. Ajudem uns aos outros a compreender como é que é estar neste status de ascensão. Vocês passaram por muitos marcos. Vocês passaram o marco da destruição que poderia ter ocorrido cinqüenta/sessenta anos atrás de seu tempo. Passaram o marco da destruição que poderia ter ocorrido dois/três anos atrás de seu tempo. 

Vocês estão a ponto de passar outro marco no próximo ano ou mais um pouco de seu tempo, e este será a realização de uma tapeçaria energética que está sendo criada para capacitá-los a realmente manter sua divindade, a verdadeiramente acessar tudo o que são. Este é o trabalho do Kryon com a rede. Vocês também passarão esta marca. Vocês passaram por muitos, muitos marcos. Mas o importante é que passaram do velho para o novo. Passaram de uma vida para a próxima. Você ascendeu. Talvez não se pareça com o que pensou que seria – mas então o que esperava? (risadas) 

Agora, há entidades entrando neste dia. Como sempre, são convidados. E deveríamos dizer a vocês, que vocês, os “ascendentes” – estão sentados no Primeiro Círculo, o círculo de honra. Vocês estão cercados no Segundo Círculo por aqueles que são os convidados deste dia. E precisamos acrescentar, pois nos foi perguntado recentemente, “É um grupo limitado?” – as entidades que anunciamos. Sim, no sentido que elas são as únicas a poder chegar energeticamente assim tão perto de vocês. Mas há muitas, muitas outras observando mais de longe. Estas não podem chegar tão perto. Não podem permitir que suas energias se introduzam de qualquer maneira. Seria como, em seu mundo, observar alguma coisa num show de televisão versus estar ali diretamente.

As entidades que você conheceu nesta vida que passou e que são os que mais lhe apoiaram, mesmo que tenha sido a mais difícil de quantas viveu na Terra... estes são os que estão observando. Aqueles que vem de seu passado, de suas vidas passadas – eles também estão observando, e de fato, estão mesmo nesta sala hoje. Este é um dos shows mais populares aqui em nosso lado do véu! (risadas)

Estamos observando com tanto interesse e com tanta curiosidade. Temos tanta fé. Estamos observando os passos que você dá. Estamos muito curiosos a respeito de suas perguntas. Estamos nos congratulando com você de todas as maneiras. A parte mais difícil pra nós é saber que não podemos fazer por você... nenhum de nós. Nenhum de nós pode interferir ou intervir. Podemos apenas te amar. 

Quando os milagres ocorrerem, quando coisas pouco comuns acontecem, não é porque os anjos interferiram, ou intervieram, ou fizeram algo por você. É porque por um momento, mesmo com toda a tensão e stress de uma situação traumática acontecendo, você pede a ajuda dos anjos e do Espírito. O que está acontecendo é que você está baixando a guarda. Você está deixando sua mente fora do caminho. Você está se abrindo para a energia de amor que chega fluindo através do véu naquele momento. Não são os anjos que levantam o carro para que alguém saia de baixo dele. As orações que você tem rezado foram ouvidas, mas quando milagres acontece, é VOCÊ permitindo o amor entrar. 

Há muitos de nosso lado observando seu progresso para ver o que acontece, para ver o que você está experimentando. Nossos convidados, entrando neste espaço, tiveram que fazer reservas para estar aqui. Os que entram hoje... antes mesmo de anunciá-los, pedimos que deixe a mente de lado por um instante. Não tente analisar nada agora, simplesmente inspire as energias deles. Respire-as. Não tente imaginar. Não tente intelectualizar. Inspire suas energias. Permita-se sentir as entidades que entram sem classificá-las. Simplesmente inspire. 

Os que entram hoje nesta sala são bem conhecidos por você. Eles vêm aqui hoje por uma razão especial, um tipo de partida energética, um reconhecimento. As entidades que estão entrando neste espaço, que estão de pé ao seu lado muito, muito próximos, numa posição bem familiar... são as que costumavam ser seus guias. São as que foram seus guias até há um ano, dois ou três anos atrás. São os que mantiveram aquele equilíbrio e espaço, o equilíbrio que criou as energias apropriadas entre seu mundo, sua Terra e nosso lado do véu. São seus guias, que não conversavam muito, mas que estavam sempre com você. 

Estes guias, e outros que foram seus guias no passado em suas jornadas pela a Terra, entram neste espaço neste dia. Estão de pé a seu lado. Tomam a posição que uma vez tiveram como guardiões solenes do portão, os solenes guardiões da energia, lado a lado com você. E hoje eles sorriem para você. Eles sabem que tem sido muito difícil para você passar por este processo de transformação. Eles sabem que tem sido difícil pra você caminhar através do corredor da ascensão totalmente por si mesmo. Mas tinha que ser assim. Eles não poderiam lhe acompanhar nesta jornada. 

Eles voltam hoje, agora que você passou pelo corredor da ascensão, e estão de pé a seu lado. Mas agora, ao invés de serem os que seguram sua energia, eles são os que estão lhe aplaudindo. Estão agradecendo a você. Eles são os que, mais que qualquer outro, honram sua graduação. E entram hoje para a reunião e uma visita. A maioria de vocês têm dois a se lado, mesmo aqueles que estão lendo esta mensagem. Alguns têm três. Há outros guias que – é difícil de explicar – que estão mais atrás, que também foram seus guias mesmo antes daqueles que estão a seu lado agora. Oh, num certo sentido, há toda uma cadeia de guias, mas os que ocupam a energia imediatamente a seu redor no Segundo Círculo são seus próprios guias, dos quais você sentiu tanta saudade quando partiram, aqueles de quem você sente falta. 

Eles vêm aqui hoje por uma razão especial da qual falaremos, mas neste momento vamos fazer uma pausa. Vamos dar um tempo para o abraço, para você se acostumar mais uma vez, tempo para bater papo com eles por um momento, tempo para que eles dêem o presente que trazem para você neste dia. Cada presente é pessoal. É dado a você. Você pode ter uma consciência imediata dele. E você pode também não ficar sabendo o que é por um tempinho. Todos, todos ligados a estas palavras, saibam que é hora de fazer uma pausa, fechar os olhos e literalmente abrir as mãos e inspirar.

Vamos fazer uma pausa enquanto esta reunião e esta dádiva chega a você. E à propósito, pedimos que compartilhem esta dádiva. Diga aos outros que estão aqui, e aos outros com os quais falará. Saiba que, depois desta reunião e nos próximos dias e semanas, é tempo de partilhar com outras pessoas o que foi dado a você. É apropriado dizer aos demais que presente foi este. 

Agora, vamos retornar logo após esta reunião e a entrega deste presente. 

(pausa) 

Como vocês humanos dizem – nós gostaríamos – nós gostaríamos de engarrafar este momento. Gostaríamos de poder colocá-lo numa garrafa, e gostaríamos que vocês o engarrafassem. Gostaríamos que você desse de beber este momento a seus estudantes, que virão a você. E que você pudesse dizer, “Nos tempos difíceis por que passam na caminhada por esta estrada da ascensão por si mesmos, saibam que há uma contrapartida, saibam que há uma doçura nisso tudo.” E você passaria pra eles esta garrafa tomada neste momento e lhes pediria que bebessem dela, e eles veriam, eles sentiriam, como é doce ter caminhado a longa estrada e ser capaz de se reunir desta maneira. 

Agora como dissemos, há muito que discutir neste dia, mas é tudo muito simples. É muito simples. É muito simples. 

Há uma trabalhadora de luz de nome Raquel. E este ser que chamamos Raquel... não é necessariamente seu nome real, mas ela é uma pessoa real. Também é composta de todos vocês. Ela representa partes e pedaços de todos vocês. Vamos contar a história de Raquel para ajudá-los a compreender a lição neste dia. 

Raquel, como você, veio à Terra. Ela já vivera mil e dez vidas na Terra - não é muito, comparado a alguns de vocês que gostam de retornar indefinidamente. (risadas) Ela viveu mil e dez vidas, e escolheu esta vida para o aclaramento final. Ela escolheu, sabendo que havia o potencial para o fim da Terra, fosse pela mão do homem, ou pelo que chamariam mão de Deus. Mas ela também sabia – porque conversou longamente com seus guias e anjos em nosso lado do véu – ela sabia que haveria um forte potencial que poderia ser logrado, que este potencial de destruição poderia ser transmutado num potencial de ascensão, o potencial de seguir em frente. 

De qualquer maneira, ela veio a esta vida para o aclaramento final. E ela era como muitos de vocês. Ela disse, “Esta será minha última vida. Não voltarei novamente pra Terra.” E nós rimos e achamos engraçado, quando sentamos aqui e olhamos vocês que voltaram no status ascensional! 

Agora este ser chamado Raquel teve uma infância difícil, pois sua mãe abandonou-a em tenra idade. Seu pai tentou ser amoroso, mas era muito difícil cuidar das quatro crianças. Ele não achava tempo, entre seu trabalho e tentar mantê-los de uma maneira decente, cuidar de todos eles, assim que eles passavam muito tempo sozinhos. Pouco sabiam o que era uma babá, pois não podiam manter uma. Enquanto o pai de Raquel estava ocupado trabalhando, ela ficava em casa cuidando dos outros irmãos. Mas o mais importante, ela organiza oportunidades de ficar consigo mesma, criar seus próprios jogos, criar seu próprio divertimento, criar suas próprias expressões.

Havia pouca orientação de seu pai. De fato, mais tarde em sua adolescência, houve ressentimento, pois a família começava a se estabelecer financeiramente. Podiam agora ter uma casa de classe média num subúrbio classe média, numa cidade classe média. Mas agora o pai estava se cuidando, fazendo coisas que estivera sentido falta. Ela saía a noite, e tinha amigas. Ele passava pouco tempo com suas quatro crianças, e pouco tempo com Raquel. Na verdade, havia muita raiva e ressentimento por causa disso. 

Durante o fim da adolescência e a entrada nos vinte anos, ela tentaria encontrar o amor, que não tinha recebido de seu pai, em outros homens, mas estas relações não funcionaram bem. Nenhum deles foi capaz de preencher algo que havia dentro dela. Algo havia acontecido a ela quando criança. Havia uma voz interna que se expressava. E necessitava ser preenchida. Necessitava de uma parceria. Nesta parte de sua vida, Raquel procurou por essa parceria em suas relações com homens. 

Bem, ela era realmente uma pessoa brilhante, uma pessoa que estudou na universidade para poder viver por conta própria. E quando se formou, devido ao fato de suas relações serem tão pobres, ela entrou de cabeça no trabalho. Trabalhou duro. Trabalhou muito em grandes empresas, subindo na vida. Mas o tempo todo, havia algo incompleto dentro dela. Como dissemos, ela continuou tentando encontrar nos relacionamentos a realização, mas estas relações não duravam muito. Ela descartava os homens de sua vida muito rapidamente, porque eles não preenchiam o papel que ela desejava. 

Ela teve muito sucesso na carreira. No início dos seus trinta, ela abriu seu próprio negócio e começou bem porque havia uma direção e uma luz em seu interior. Ainda assim havia este contínuo tormento, um sentimento, uma sensação de que tinha que haver algo mais, que algo estava faltando. 

E um dia um de seus sócios lhe falou sobre esta coisa chamada Espírito. Ah, imediatamente a trabalhadora de luz Raquel evadiu-se, dizendo que não ligava muito pra igreja. Seu pai já a havia levado, e seus parentes e amigos a levaram a seus cultos e tentaram convertê-la. Tentaram fazer com que se engajasse e se envolvesse em suas igrejas, e nada disso a interessou. 

Mas agora, depois de discutir com seu colega sobre o Espírito e sobre o eu, ela começou a se interessar. Começou a ler livros, como tantos de vocês, e começou a ir a encontros. Ela começou a emitir raios de luz de dentro pela primeira vez após um longo, longo tempo. 

Ao longo do caminho ela encontrou um marido, caso estejam pensando sobre isso. Ela encontrou um marido, e teve muitas crianças, mas parte da razão em fazer isso, é que ela achava que devia fazê-lo. Ela achava que era parte do programa dos humanos. Ela pensava que era importante para seu negócio ter um parceiro para que as pessoas não a achassem estranha ou diferente. 

Ela se envolveu profundamente no trabalho espiritual. Quanto mais se envolvia, mas se via, e mais descobria sobre aqueles anos que passara consigo mesma na infância...ela descobriu que havia muito mais coisas acontecendo naquele tempo. Ela descobriu que estava se comunicando com o Espírito. Ela conversava com os anjos. Ela sentia seus guias. Tanta coisa havia acontecido naquela época. Ela se lembrou, enquanto estudava cada vez mais estes materiais. 

Ainda assim estava frustrada, mesmo com este material da Nova Era. Sentia-se frustrada porque embora tenha se sentido bem por um tempo, não havia preenchido o desejo que sentia internamente. Ela continuava sem saber como falar com Deus. A despeito das maravilhosas pessoas que encontrava, e todas as maravilhosas palavras que ouvia, ela ainda não tinha uma profunda conexão interna com o Espírito. Continuava a ser uma coisa ilusória e externa. Ainda não havia dado o clique internamente. 

Ela ouviu todas estas palavras sobre ser o Criador, e de uma maneira geral, estava começando a compreender com seu intelecto o que isso significava. Ela leu a Série do Criadores, e achou algo de valor nas lições. Ainda assim havia algo roendo por dentro a trabalhadora de luz Raquel. Ela queria sentir. Ela queria aquela conexão com o que quer que fosse. "O que será?" ela ficava imaginando a noite. "Será Deus em algum longínquo lugar? Será meus antigos guias? São os anjos?" Ela não achava que era isso. Ela pensava assim, mas não sentia que era isso. 

A querida Raquel estava frustrada com este processo e queria muito esta conexão, e nós do outro do lado sentávamos e a observávamos, e a você também. Isso nos provocou lágrimas, porque compreendemos que no nível mais profundo vocês são tão puros em suas intenções. Vocês são tão puros em seus desejos. Tudo que desejam é ser tocados pelo Espírito e estar cientes do amor do Espírito. Nós compreendemos isso. Nós sabemos, ouvindo suas preces, que não estão pedindo toda sorte de coisas mundanas. Você não está pedindo – a maioria de vocês – para ser trinta ou quarenta anos mais jovem. Não pedem para ter cérebros de Einstein. Sua prece, seu desejo e anseio é simplesmente ser tocado pelo Espírito. 

Agora, observamos Raquel. Observamos você. Sabemos que você está trabalhando muito diligentemente em seu progresso. Mas nós vemos uma coisa – e isso se tornou muito óbvio após nossa última reunião, muito óbvio, queridos amigos, que todas estas coisas estão acontecendo com vocês. Vocês têm disponibilidade de energia como nunca antes existiu. Como eu disse mais cedo, não poderíamos nos reunir assim como hoje nos meus dias, há dois mil anos atrás, e ter o tipo de energia que vocês têm aqui. Não tínhamos nada parecido a isto! Vocês têm tudo isso a sua disposição. Vocês até mesmo nos têm, informando a vocês que entraram no status de ascensão. Vocês têm as ferramentas para criar. 

Oh, sim, há muito mais para compreender e aprender. Mas antes de darmos mais um passo, e antes que a trabalhadora da luz Raquel realize seu verdadeiro desejo, há uma coisa que cada um deveria olhar bem de perto e acessar dentro de si mesmo no nível mais profundo. Queridos amigos, é muito simples. Não é uma prestidigitação o que estão para fazer. A Lição Dois da Série da Ascensão é "Possua Sua Divindade.” POSSUA SUA DIVINDADE! Tome posse dela neste momento, agora mesmo. 

E você diz, "Tobias, mas como a possuímos?" Simplesmente a possua. Como você possui uma casa, ou um carro, ou um talento, ou um amor? Você simplesmente aceita-o dentro de seu ser. Por que tem sido tão difícil a você aceitar seus direito divino e sua herança divina que estão aí dentro? 

Lição Dois da Série da Ascensão, antes de ir adiante: Possua sua Divindade. Tome posse dela. 

Temos visto desde o mês passado que vocês não querem tomar posse dela. Vocês querem jogá-la pela janela! Vocês querem negar sua existência! 

Vocês querem negar o próprio poder que possuem. Querem que um anjo apareça a sua frente – e eles fazem isso hoje, e há alguns que ainda não acreditam! Você quer que um anjo apareça a sua frente e o leve em seus braços. A única maneira pela qual você verá isso acontecer em sua vida na Terra é ao morrer. Não fique esperando que um anjo apareça e carregue-o embora. 

Temos nos mantido de fora de propósito. Não temos nos manifestado ante você. Não temos aparecido em sua visão por uma razão. Oh, sim, há outras pessoas que nos vêem, quem vêem outras entidades. Há outros que se assemelham a nós de nosso lado. Nós não temos feito isso com vocês. E vocês sabem porque. É porque nós amamos vocês. É porque, queridos amigos, não queremos perturbá-los em sua própria jornada. 

Há uma pessoa que implora praticamente todas as noites que nós apareçamos, que dê a ela um sinal. Ela diz que quando nos apresentarmos e dermos um sinal, então ela acreditará. Mas, queridos amigos, isso não é acreditar. Não é acreditar. É negociar. É barganhar. Tome posse de sua própria divindade. Quando assim o fizer... quando assim o fizer, então apareceremos diante de você, e vamos apertar sua mão. Vamos agradecer a você pelo trabalho realizado. 

Como você toma posse? O que você faz? Ouvimos você perguntando, freneticamente, em sua mente. "Como posso me apropriar dessa divindade?” Primeiro de tudo, você jamais a terá através de sua mente. Você jamais a terá pela mente. Sua divindade – e ela está aí – podemos vê-la por todo seu redor. Em muitos de vocês, podemos vê-la vindo a tona, porque vocês a estão inspirando. 

Há uma pessoa que está lendo isso, e continuar a intelectualizar tudo que dizemos. Esta pessoa respira três vezes, e porque não acontece grandes milagres, ele está zangado. E ele diz, "Então, Tobias, isso não está funcionando muito bem." E nós lembramos a ele – este é um processo consciente contínuo. 

Sua divindade existe por todo seu redor. Cada um de vocês aqui, incluindo os que estão lendo ou ouvindo... podemos literalmente vê-la emergindo dentro de você. Para alguns, ela é como uma chama interna. Para outros, ela é como uma linda planta crescendo. E ainda em outros, é como uma bola de luz sobrevindo. Com cada um de vocês é um pouco diferente. Não há uma expressão única para a divindade que emerge. É único para cada um de vocês. Está aí. Tome posse. 

Como você toma posse dela, desta coisa chamada divindade? Como você se apodera? Não é através de sua mente. Se você se senta e tenta escrever num papel, tenta adivinhar, vai doer. Vai dar muita dor de cabeça. 

Esta coisa chamada divindade é como uma criança. Mesmo que seja você, ela é a sua essência que vem de muito longe, do tempo quando você partiu de Casa. Ela é a sua divindade. Ela é seu Eu Completo. E, temos que interromper por um instante para pedir a cada um de vocês que pare de imaginar seu Anjo Dourado, seu Verdadeiro Eu, como uma coisa externa, da altura de vinte pés (seis metros), um ser com asas, porque não é assim. Enquanto continuarem a pensar sua divindade deste jeito, vai ser difícil integrar um ser de vinte pés de altura dentro de si mesmos! (risadas) Ela não é uma coisa externa. Está dentro de você. Não é um anjo aí fora. Ela é a essência de quem você é. Está percorrendo o caminho através de seu corpo, de seu DNA, de suas células. Está pedindo para se expressar através de seu corpo. 

Possua sua própria divindade através de seu corpo, sendo alegre com seu corpo. Vocês ficam tão sérios! Fazem dietas e machucam a si mesmos. Vocês sabem o que os fazem gordos? São suas horríveis dietas! (risadas e aplausos) Vocês se martirizam e ao seu corpo com os pensamentos que colocam dentro dele. Sua divindade está surgindo de dentro de seu corpo. Brinque com seu corpo! Alimente-o com chocolates! (o pessoal aplaude) Oh, sabemos que receberemos este pensamento de muitos dizendo, “Oh, Tobias, a ciência e a história médica provaram que estas coisas não fazem bem.” Não, o ruim são alguns desses seus pensamentos, algumas dessas suas regras e regulamentos. (mais aplausos) 

Às vezes, fico triste por não ter voltado em corpo físico a sua Terra, mas outras vezes não gostaria de estar passando por coisas nas quais vocês se colocam. Curta seu corpo, não importa qual tamanho ou forma. Ame seu corpo. Pare de criar um certo padrão para ele. Sua divindade está crescendo dentro dele. Esta é uma das maneiras como ela chega a você. Brinque com seu corpo. 

Se você precisar ficar um dia ou dois deitado na cama sem fazer nada a não ser comer coisinhas de chocolate, que assim seja! (risadas e aplausos) Rapidinho você se dá um prazer e percebe que há trabalho a fazer. Seu corpo lhe dirá – se você simplesmente o escutar, se você tomar posse dele – que tipo de comidas são boas. Não vá atrás desses métodos prescritos que têm sido escritos, estes conselhos em todos seus super-mercados e canais de televisão. Ouça seu corpo. Brinque com seu corpo. Permita-se esta luxúria. 

Há alguns agora que balançam suas cabeças, dizendo, “Tobias, você não sabe do que está falando.” E nós dizemos a vocês, “Tudo bem. Continue seu jogo de regras e regulamentos e auto-punição para seu corpo.” Para os demais, nós dizemos, “Vá se divertir!” Permita que sua divindade surja. Esta é maneira de possuí-la. Você detém sua divindade, brincando com ela. Você possui sua divindade ao brincar com ela, brincando com ela. 

Sua divindade é como uma criança. Mesmo sendo sua essência, mesmo sendo tudo o que você é, ela está renascendo. Você morreu. Você morreu, e agora está renascendo, é isto o que está acontecendo dentro de você. Você está dando nascimento a sua própria divindade em seu corpo, em sua mente, em suas emoções. Brinque com ela! 

Como você trata uma criança? Você daria a uma criança de dois dias ou seis meses ou um ano uma lista de regras e regulamentos? Alguns de vocês são bem capazes! (risadas) A maioria de vocês vai se divertir com esta criança. A maioria de vocês vai se responsabilizar por ela, colocá-la em seus braços, olhá-la amorosamente, alimentá-la, cuidar e ansiar por cada momento que possa ter para brincar com ela. É assim que você toma posse de sua divindade. 

Oh, vocês tentam intelectualizar demais. Como é que vão ensinar esta coisa, da divindade e de possuí-la, se vocês estão intelectualizando? Não é mais fácil dizer a seus alunos para saírem e brincarem com suas divindades, do que escrever 100 livros na tentativa de explicar como é isto? As palavras soariam vazias. Cada um de vocês, tome posse de sua divindade. Brinque com ela. Vocês esqueceram como se brinca, não é? Vocês esqueceram! Sabíamos disto. Nossa trabalhadora de luz Raquel esqueceu como brincar porque houve muito pouco disso em sua vida quando era jovem. Houve muito pouco. Ela teve um contrato tão sério, assim como todos vocês. 

Estamos brincando com vocês neste dia. Sabemos que vieram com contratos sérios, pesados, desafiadores. Sabemos que você assumiu as coisas mais difíceis de todas. É por isso que se esqueceu como se brinca. Teve tão poucos jogos e brincadeiras quando era criança. Você tinha que levar tudo tão a sério na vida em uma idade tão tenra e deu tanto duro. Mesmo aqueles que vieram de famílias bem postas, mesmo você... colocou-se em provações a si mesmo cedo na vida. Olhem para os jovens de agora. Eles não têm isso. Você fica impressionado quando encontra pessoas de vinte e oito e trinta anos ainda morando com os pais, e que ainda não decidiram o que fazer com suas vidas.

Vocês são os que tiveram pesados contratos, e também os que foram muito específicos sobre o tempo para realizá-los e como realizá-los. E vocês continuam a se obrigar. Continuam a se chegar a sua divindade da mesma maneira – achando que ela precisa ser trabalhada duramente, estudada em profundidade de maneira a valer a pena, ela precisa exauri-los, e o processo tem que ser doloroso. 

Não, estamos aqui para lhe dizer que esta não é mais a maneira de fazer as coisas. Você ascendeu. Deixou pra trás as velhas maneiras de fazer as coisas. É hora de brincar. E, certamente, muitos de vocês se sentem culpados por causa disso. Não se permitem cinco minutos por dia. Tentam estruturar e organizar estes cinco minutos. Falando assim, estamos em especial, dando uma estocada em Cauldre.(aplausos e risadas) 

Você possui uma divindade tratando-a como uma criança amorosa, alimentando-a, servindo-a, tendo responsabilidade por ela e brincando com ela. Você não começa ensinando a uma criança todas as coisas que vêm em seus livros e suas escolas, quando ainda são jovens. Esta época é de alimentar e brincar. 

É tão simples. Nós dissemos, quando começamos esta discussão neste dia, que seria fácil e seria um desafio. Lição Número Dois, o próximo grande passo em seu status ascensional, é tomar posse dessa coisa que você vem buscando por tanto, tanto tempo. Na história de Raquel... ela vinha buscando isso, e não tinha sequer aceitado que a divindade finalmente tinha chegado a ela. Ficava na espera do anjo grandioso que significaria sua ascensão. 

Não, ela vem de dentro. Precisa ser possuída de dentro. Antes de seguir adiante neste processo e verdadeiramente usufruir de todos os benefícios e todas as coisas boas da ascensão, você precisa tomar posse de sua divindade. A maneira de fazer isso é tratá-la como uma criança, brincar com ela, cuidar e alimentá-la, encontrar tempo todos os dias. A cada dia, queridos amigos, encontre tempo para passar consigo mesmo. Encontre bastante tempo. 

Você precisa sair desta sala e deste espaço com uma tarefa específica, tantos de vocês precisam, - sua tarefa e seu dever de casa é encontrar tempo todos os dias para brincar com sua divindade, para curtir a vida. Você ainda está cercado por esta energia do trabalho duro, da dificuldade e desafios, de "agendar o dia." Quando eu voltar à Terra, juro que nunca vou ter uma "agenda do dia"! (muitas risadas e aplausos) Ela arruina a corrente perfeitamente boa da expressão, da vida, do ser. 

É tão difícil para tantos de vocês aceitar o fato de que estão neste novo status ascensional. Vocês ficam tentando negá-lo. Mas ele é. É uma verdade. Está aí. É tempo de aceitá-lo. Ao brincar com a divindade, ela se torna expressão. É a expressão que perpassa seu ser, e entra em todas as coisas a seu redor. 

E como falamos em nossa última série (Série dos Criadores), ela então traz de volta pra você as coisas apropriadas. Pare de lutar tão duramente. Pare de brigar pra trazer estas coisas a sua vida. Elas virão. Agora tome posse. 

Esta não era a lição e discussão original que havíamos planejado como a Lição Dois da Série da Ascensão. Quando estávamos inicialmente trabalhando na pauta, havia mais alguma coisas. Mas ao nos aproximarmos da data, e vendo a reação a nossa última discussão, começamos a dar uma olhada na situação. Começamos a pegar informação de vocês sobre o que gostariam que fosse dito. Se tornou patente para todos nós que precisávamos da atenção a este assunto. Tornou-se até visível a vocês que não poderiam seguir em frente sem tomar posse.

Neste exato momento, queridos amigos, cada um de vocês, inspirem sua divindade até seus pés e a possua. Não a deixem vazar, possua-a, abrace-a. Compreenda que vocês são seres espirituais. Compreenda que o passado é passado. Ele não tem mais que ficar agarrado a você. Porque algo foi difícil no passado, não significa que esta energia nova e este novo caminho da ascensão tenha que ser da mesma maneira. Agora quando você a inspira, possua-a, dê um abraço nela, alimente-a como faria a uma criança. Inspire profundamente e possua sua própria divindade. Possua seu status da ascensão. 

Às vezes nós ficamos perguntando, "O que é que você está esperando? O que é que você está esperando?" E aí vemos que você espera por um enorme ser aparecer. Há outros, não nesta sala, mas há outros que estão esperando por estas pequenas naves metálicas e que os seres verdes saiam delas. E nós dizemos para nós mesmos, "Eles vão esperar um bocado. (risadas) Continuam a entregar seus poderes para alguma coisa de fora." E isso nos espanta, porque podemos ver sua divindade diretamente em seu interior. Podemos ver o quão poderosos são, que seres de luz vocês são.

Agora, mantenha esta chama. Brinque com ela. Divirta-se. Curta. Saia desta sala neste dia com uma nova atitude, com a atitude de curtir a vida. Você já alcançou seus objetivos. Você completou seu contrato. Permita a si mesmo divertir-se. Quando você faz isso, você muda os ciclos de energia. Você modifica a maneira como o mundo exterior reage a você. Ele começa a reagir de uma forma diferente. Começa a retornar a você com mais graça. O mundo volta a você mais completo. As coisas que virão a você não serão tão difíceis, duras e desafiadoras. Você pode retirá-las agora mesmo da composição de sua energia. Você pode tirar a situação difícil e desafiadora que você introduziu nesta vida. Você não precisa mais dela. Acima de tudo, é tempo de cada um de vocês brincar e se divertir. E é assim que você verdadeiramente toma posse de sua divindade. 

Agora os seres, que foram seus guias e entram aqui neste dia, estão a seu lado, te amam e te agradecem. Lembram quando tiveram que manter sua energia. Eles tinham que criar o equilíbrio. Estão aqui para um tipo de cerimônia de graduação, sabendo que você agora possui seu eu. Os que foram seus guias entram hoje no Segundo Círculo, reconhecendo que você pode deter sua própria divindade, você pode manter este espaço. 

Oh, houve alguns dias desequilibrados logo quando partiram, dias desequilibrados quando você, eles e nós não estávamos tão certos que você seria capaz de manter esta energia. Mas você é capaz.. Ainda está um pouco tímido a este respeito, mas a cada dia fica um pouco mais forte, possuindo-a um pouco mais. É por isso que eles vêm aqui neste dia muito especial. É a graduação. Eles também estão lhe dizendo para manter este espaço que mantiveram por tanto tempo. Eles lhe dizem para introduzi-la através do coração, e a cada manhã reconhecer o Tudo que você é, a cada manhã compreender e reconhecer o EU SOU, não através de sua cabeça, mas através de seu coração. 

Esta é outra área de desafios, pensar com o coração. Você não entende muito como é isso. Ainda parece uma coisa que flui através de seu intelecto. Seu intelecto, num certo sentido, é como as palavras numa página. Você sabia que se parece muito com um livro? O corpo físico é como as páginas e a capa. E depois você tem as palavras escritas. São como o intelecto. É o espaçamento. São as letras usadas. É a quebra dos parágrafos. São suas vírgulas e pontos de exclamação. É até mesmo o desenho de suas letras e como são reunidas enquanto palavras e frases. Isso resulta de uma energia que coloca uma série de símbolos que flui. Seu intelecto, num certo sentido, é como as palavras num livro, nas páginas. Ainda assim o que salta nas páginas, o que capta seu interesse e atenção são os sentimentos e emoções e o espírito. Há um espírito em seus livros. Não está contido em suas letras individualmente ou nos pontos de exclamação, ou no espaço entre as linhas. Estes são simples meios para expressar o espírito do livro. 

Vocês também são assim. Têm um corpo para andar por aí, para concentrá-los no agora. Vocês têm uma mente, que é um meio para pegar todos estes símbolos e reuni-los numa seqüência lógica. Mas é seu Espírito, e seu coração que precisa cantar agora, surgir, expressar-se. Sua divindade não surge através do intelecto. O intelecto é simplesmente um meio para organizar e entender. A divindade flui através de seu ser inteiro. 

Há alguns aqui tentando dizer que ela também está em algum lugar no coração. Ela está em todos os espaços. Está entre as linhas. Está em cada página. Está na capa. Escolhe expressar-se de todo jeito. Tudo isso para te dizer, não tente regulamentar o caminho. Não tente intelectualizar este processo. Brincar não é intelectualizar. Brincar é simplesmente se divertir em prol da expressão. Faça o mesmo com sua divindade. Brinque com ela, favorecendo a expressão. Possua-a. Possua-a. 

E pense em todas as palavras que dissemos hoje aqui e em suas reações e emoções em referência a elas. E pense em como algum dia você se sentará diante daqueles que virão a você e tentará explicar a eles que é hora de tomar posse de sua divindade. Eles serão aqueles que olharão de volta a você com medo, porque estavam na expectativa que você mantivesse a divindade por eles. Eles estavam na expectativa que você fosse o guia que mostra o caminho até a divindade deles. 

E um dia você vai soltá-los, e isto vai doer em você. Vai doer, porque haverá uma parte de você que ama seus alunos ternamente. Haverá uma parte de você que adora estar no papel de professor. Haverá um dia quando você lhes dirá: é hora de tomar posse de sua própria divindade e sair a brincar. E eles vão lhe olhar com estranheza. Você lhes dirá para sair a brincar e para jogar fora todas as regras. 

Oh, as pessoas virão a você. Virão com cadernos e mais cadernos com todas as grandes coisas que você lhes disse – e com regras, e com as drogas das dietas e todo o resto de regulamentos intelectuais. Terão anotadas em papéis, como você tinha, todas as coisas que dizem a eles como viver. Você vai pegar todos aqueles cadernos e vai jogá-los na lixeira, e vai lhes dizer para tomar posse de sua divindade, saindo pra brincar. 

É tão simples, queridos amigos. Não precisamos dizer muito mais. É tão simples. É hora de tomar posse e brincar e expressar sua divindade. Ela tem sido mantida em seu cérebro. Você a tem procurado por tanto tempo que quase esqueceu o que buscava. Você quase perdeu seu senso de humor. É hora de simplesmente brincar com ele. 

Há pessoas que não vão gostar de nossas palavras. Não vão gostar que nós digamos que é hora de jogar fora as coisas que aprenderam. Nós lembramos a você que elas te serviram bem. Elas o trouxe a este lugar. Elas o trouxe a este ponto. Mas é tempo de liberá-las. Ouça seu corpo. Ouça seu ser inteiro e brinque com sua divindade. 

Nós o amamos ternamente, e seus guias perguntam se podem ficar por perto e brincar um pouco com você! (dando uma risadinha) Vamos retornar num momento para suas perguntas. 

E assim é. 


 
Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. A história de Tobias, do livro bíblico de Tobit, pode ser encontrada no site do Círculo Carmesim na rede – www.crimsoncircle.com O material de Tobias tem sido oferecido sem ônus aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra mundo afora desde agosto de 1999, data quando Tobias disse que a humanidade ultrapassou o potencial de destruição e entrou na Nova Energia. 

O Círculo Carmesim é uma rede global de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Energia Nova. Passando pelas experiências, alegrias e desafios do status ascensional, eles ajudam outros humanos em sua jornada compartilhando, cuidando e guiando. A cada mês mais de 40.000 pessoas visitam o site do Círculo Carmesim para ler os últimos textos e para discutir suas próprias experiências. 

O Círculo Carmesim realiza seus encontros mensais em Denver, Colorado, local onde Tobias apresenta as últimas informações através de Geoffrey Hoppe. Tobias afirma que ele e outras entidades do Conselho celestial Carmesim, estão na verdade canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles lêem nossas energias e traduzem nossa próprias informações de volta para nós de maneira que possamos vê-las de fora, enquanto as experimentamos por dentro. Os encontros de Círculo Carmesim são abertos ao público, embora RSVPs seja bem vindo. Não há custos ou taxas a pagar. O Círculo Carmesim recebe sua abundância através do amor aberto e da doação dos Shaumbra pelo mundo. 

O propósito último do Círculo Carmesim é servir como guias humanos e professores de humanos que percorrem o caminho do despertar espiritual interior. Esta não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior guiará as pessoas a sua porta para compaixão e cuidado. Você saberá o que fazer neste momento, quando o humano único e precioso – prestes a embarcar na jornada da Ponte das Espadas – chegar a você. 

Se você está lendo isso e sente a verdade e a conexão, então você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade floresça em seu interior neste momento e por todo o tempo a frente.Você nunca está só porque há a família ao redor do mundo e há os anjos nas esferas ao seu redor. 

Por favor distribua estes texto livremente sem base comercial e sem cobrar. Por favor, inclua a informação em seu todo, inclusive as notas ao pé de página. Qualquer outra utilização precisa ser aprovada por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado @copyright 2001 Geoffrey Hoppe, POBox 7328, Golden, Colorado, CO 80403. E-mail: Tobias@crimsoncircle.com. Todos os direitos reservados.

Tradução para o português: Sonia Gentil, setembro/2002