Os Cinco Sentidos Divinos do Ah!

TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM

Círculo Carmesim, 5 de janeiro de 2002 
Série da Ascensão

Lição 6: Os Cinco Sentidos Divinos do Ah!

Ser/Estar Ciente (EU SOU) 

Imaginação (Criação)

Compaixão (Unidade e União) 

Foco (Poder) – unir imaginação e compaixão para criar a realidade 

Expressão – utilizando a energia para dar nascimento a criação 



E assim é, queridos amigos, que nos reunimos com vocês neste dia, nesta maravilhosa energia e em celebração. Como sua música sugere (referindo-se a música “Celebration” tocada antes da canalização), estamos celebrando a jornada em que estão. Esta jornada que os levou através de tantas experiências maravilhosas e tantos desafios, a espaços que o Espírito e que todos nós – neste lado do véu - e até vocês mesmos jamais teriam imaginado. Tem sido uma jornada bela, sagrada e multidimensional. E, realmente, entramos hoje para celebrar muitas coisas, das quais falaremos aqui, mas mais especialmente em celebração do espaço a que chegaram. 

Queridos amigos, querido Shaumbra, inspirem agora este momento. Inspirem tudo o que são, tudo que estão se tornando. Inspire o espírito que dança dentro de você, espírito que também celebra o ponto a que você chegou. Estamos chegando ao tempo da união de energias, a união do humano e do divino, tudo dentro de você. Inspire isto. Inspire vida para dentro do fogo da divindade que se encontra em você. Esta é a maneira de faze-la surgir. É assim que você expõe a essência de quem você é para a sua realidade. 

É uma imensa alegria para mim, Tobias, estar sentado aqui hoje com vocês, falando a vocês mais claramente que nunca. Não estou falando apenas das palavras que escutam vindas através de nosso amigo, Cauldre (Geoffrey Hoppe). Falo da clareza com que nos dirigimos um ao outro, do modo como nos comunicamos. Há muita mais clareza do que jamais experimentamos anteriormente. 

Sinta esta energia. Sinta meu amor, cuidado e amizade diretamente sobre você, através de todos os sete sentidos humanos de que falamos. Sinta a presença de seu próprio “Eu Sou.” Não é algo diferente ou distante, nem algo externo a você. Sinta sua própria presença “Eu Sou” nascendo neste exato momento em seu íntimo. 

Ahh, quanta celebração temos hoje aqui! 

Agora, realmente há outras energias aqui, visitas que iremos apresentar brevemente. Queridos amigos, estas energias são muito apropriadas neste momento. São muito intensas, assim que aqueles entre vocês que estão se sentidos quentes e acalorados, não se trata apenas de fatores externos a vocês. Não se trata apenas da sensação de calor em sua pele e em seu corpo. Também está vindo através da Linguagem do Ah. 

A visita que entra hoje... o momento é apropriado, e esta energia de nosso convidado é intensa. É ardente. É o momento apropriado. Sinta agora esta nova energia. Sim, é uma energia que você conhece, com a qual tem trabalhado, uma energia que você ajudou a criar, mas cujo momento para surgir não era apropriado até agora. 

Vamos deixar vocês sentirem nosso visitante antes de realmente apresentá-lo. 

Vamos falar por uns instantes sobre este tempo de transição em que se encontram. Em seus calendários vocês recentemente viraram a última página de um velho ano (2001), um ano que foi especialmente sobre dualidade, um ano “3” em sua numerologia. Você virou a página, chegando a um novo ano. Viu os números 2-0-0-2 escritos na página e, em muitos de vocês, isto provocou um impacto. Talvez você não seja capaz de entender imediatamente porque a energia destes números provocou tanto impacto. Hoje, vamos ver com vocês do que se trata. 

É um ano “4,” mas é o equilíbrio de um “2” no início e um “2” ao final. É um ano de transformações e mudanças, e é um ano de transição para uma energia nova muito importante. Temos falado sobre o “4” com vocês por um bom tempo. Para refrescar, o “4” é o “2” ao quadrado. Você está saindo da dualidade – a energia da dualidade – para a energia “quádrica.” 

Você não volta ao “1.” Em seus ensinamentos, muitos falam sobre o retorno ao “1,” o mesmo que falar em voltar pra Casa. Mas vocês não estão indo pra lá. Enquanto Deus, você continua a se expandir, continua a se expressar de novas maneiras. 

Quando estava em Casa no Reino há dezenas de milhares de anos atrás – mas na verdade não há muito tempo atrás – a energia era a unidade, se tratava da singularidade. Quando você saiu de Casa, passou pela Muralha de Fogo e finalmente veio à Terra, tratava-se de “2.” Era sobre polaridade. Era sobre a imagem no espelho. Tratava-se de ver a si mesmo, querido Deus, de uma forma nova e diferente que não poderia haver na energia do “1.” Assim, você criou o “2.” Você tem estado nesta energia por muito, muito tempo. A Terra tem sido sobre a energia do “2,” polaridade, luz e escuridão, as lições do bem e do mal, masculino e feminino, os opostos. Sua jornada sobre a Terra tem sido para compreender, nos níveis mais profundos, o que é dualidade, o que era o “2.” 

Agora, nós entramos numa nova energia. Vocês não estão apenas entrando num ano “4,” mas estão passando pela quarta era do Deus-homem e do Deus-mulher. Houve três eras antes desta. Não vamos entrar em detalhes hoje - embora gostemos de falar (dando uma risadinha) – porque às vezes nos é pedido para manter a discussão dentro de certos limites de tempo. Assim que vocês estão entrando em sua quarta era como Deus na forma humana. 

Este é um ano “4” e um ano significativo. É o ano da finalização das mudanças na rede magnética. A rede, de uma certa maneira, é reflexo de sua consciência. A rede é como uma energia envolvendo este seu planeta. A rede magnética, envolvendo seu planeta mantém as energias em seu interior, e mantém de fora outras energias. A rede é um reflexo da consciência. A rede, de uma certa forma armazena o potencial de sua nova energia espiritual, que não estava pronta para surgir. 

A rede também provê um filtro ou pára-choque. Você não teve acesso completo a energia de sua divindade de uma só vez. Há muitas leis humanas e espirituais em jogo. Mas, a rede é uma espécie de pára-choque e de proteção. Ela dá os limites ao que você é capaz de realizar. Limita você de acessar toda a sua divindade. 

O ano 2002. Agora vocês estão 5 dias nele. Há mais do que apenas números num calendário. De uma certa maneira você pode dizer que escolheu este ano. Você escolheu esta seqüência de números para realizar as mudanças finais. 

Enquanto eu, Tobias, falo a vocês agora e enquanto nossas visitas fluem para dentro desta sala, está havendo muito trabalho nos ajustamentos finais da rede magnética espiritual da Terra. Há um time, uma entourage com a qual muitos de vocês estão familiarizados. É a energia do Kryon que está fazendo as mudanças. Eles só podem modificar a rede magnética em resposta a sua mudança de consciência. Não é que o Kryon afina a rede e depois vocês mudam. São vocês que têm estado a mudar, dando permissão para que o Kryon realize as modificações na rede. 

Enquanto nos reunimos aqui como família, eles estão neste momento trabalhando nestas modificações, na afinação da rede. O que isto fará é permitir um novo tipo de acesso a tudo que você é. A rede permitirá um novo tipo de combustível, um portal de acesso a sua completa divindade de maneira a iluminar a semente do Cristo que se encontra dentro de você. É um raio de luz solar que entra, atravessando a coberta-nuvem que tem estado envolvendo você por tanto tempo. E este raio emitirá luz diretamente sobre a semente crística que germina em você. Este raio, este lindo raio dourado, acobreado, esbranquiçado brilhará e abençoará sua divindade. Abençoará a semente crística, permitindo que ela cresça de uma nova maneira. 

O véu está sendo reduzido através da modificação na rede, queridos amigos. Agora mesmo isto tudo está acontecendo. Acontecendo em seu ano 2002.
O que esperar neste ano para você, para seu mundo? É muito simples. Imagine-se sentado num balanço indo de lá pra cá, de lá pra cá. Você está curtindo, mas também está sabendo que ao balançar de lá pra cá há um certo medo ou trepidação ao ir muito alto ou muito rápido. Há um momentum e uma energia sendo criados pelo balançar de lá pra cá. 

É como um pêndulo indo de cá pra lá, mas sempre alcançando o momentum, sempre ganhando um momentum. Em um certo ponto ele decola. Não há mais um movimento de cá pra lá. Ao invés disso, você dá um salto quântico. 

Você consegue lembrar como é num balanço, onde sente que vai ficar balançando. Mas aqui, quando o momentum deste balançar alcança mais energia e mais movimento, ele ajuda a catapultar você e também a Terra neste tempo de mudanças quânticas, as quais vocês têm chamado as mudanças do ano 2012. 

Mas, queridos amigos, se você está na energia certa e no equilíbrio certo, isto pode ser mais divertido do que assustador. Você vai compreender muito mais do que temer o movimento deste balançar de lá pra cá. 

Lembre-se que o ano 2-0-0-2 se equilibra de cada lado por igual energia, energias que estão aprendendo a funcionar uma com a outra e a equilibrar uma a outra. Lembre-se enquanto balança de um lado para o outro, que a energia 2-0-0-2 está bem equilibrada em todos os aspectos. Este será um ano de balanços e mudanças pra você. 

E quando olhar seus jornais, verá os balanços acontecerem por toda a sua volta. Não permita que estes balanços lhe joguem pra fora do equilíbrio. Não permita que a situação mundial o atemorize. Não vá para aquele espaço, queridos amigos, de achar que seu mundo está passando pelo Armagedron. 

Talvez, de uma certa forma, seu mundo ESTEJA chegando a um fim, mas não como você pensaria. Não com desastres, nem com o tipo de horror e destruição que você viu em suas vidas passadas. O mundo, como você o conhece, talvez esteja chegando ao fim, o fim de uma era, o final de um tempo, ao final de um velho equilíbrio. Você está entrando num novo mundo. Pra você será um ano de oscilações. 

E, enquanto você está naquele balanço, indo de lá pra cá, querido Shaumbra, olha pra baixo, pro chão. Sabe o que verá, esperando que você caia deste balanço? Esperando para picá-lo, assim como fez com os outros? (risadas) Este será o ano da serpente. Mas você vai estar no balanço, e enquanto não concentrar a atenção nas serpentes deslizando embaixo de você, enquanto curtir a viagem no seu balanço e celebrar o espaço para onde ele o levará, as serpentes não poderão te incomodar. 

Pergunte às serpentes por que elas estão ali. Você terá algumas respostas muito interessantes, e não vai ser o que pensa. 

As serpentes estão ali e servem a um propósito. Você pensava que estavam apenas esperando que você perdesse o controle e caísse no chão, assim elas o devorariam como a um coelhinho.(risadas) Mas não, elas têm um propósito diferente. 2002, o ano da serpente! 

Aqueles a quem você guiará ensinará, sentir-se-ão profundamente desafiados por suas serpentes, por suas velhas questões. As velhas questões tentam ser liberadas, estão tentando ser transformadas. Ao sentar com as pessoas que virão a você, você saberá porque as serpentes delas estão ali, pois você tem uma nova sensibilidade e uma nova maneira de ouvir e compreender. 

Em 2002, uma dinâmica energética interessante provocará um auto questionamento. Mas ao mesmo tempo, esta energia tem o potencial de criar uma nova capacitação para o poder pessoal. Enquanto você está no balanço vai ficar pensando porque está nele, porque está indo de lá pra cá. Você vai ouvir uma voz tênue de dentro, do passado, chamando-o como a um pai, chamando de casa, dizendo, “Saia deste balanço agora. Volte pra casa. Saia do balanço. Você está sendo frívolo. A trabalho a fazer. Você está gastando tempo demais brincando. Você está aí fora com sua imaginação, em sua terra de fantasia.” Você vai ouvir esta voz, uma voz distante, gritando para que você desça do balanço e volte pra casa. 

Queridos amigos, você será desafiado pela dúvida durante este ano. Vai ficar imaginando se está fazendo a coisa certa. Imaginará porque está gastando tanto tempo neste balanço. Vai ficar pensando se não está perdendo tempo e energia em sua terra de fantasia. A este ponto, quando você tiver estes intensos auto questionamentos e estas tremendas questões, permaneça num espaço de paz e aceitação de si mesmo. Dentro de seu ser, pergunte o que está acontecendo. Pergunte porque as dúvidas surgem, e peça a sua Vontade Divina que forneça a resposta. 

A Vontade Divina é o que transcende. Está acima da livre escolha. Há uma resposta na Vontade Divina que nunca esteve óbvia para você antes. Quando você entrar em situações de profundo auto questionamento este ano, vá a sua Vontade Divina. Vá a sua divindade interior e ouça as respostas. Retire estas velhas vozes do pai lhe chamando, dizendo que volte pra casa, dizendo que saia de seu balanço. 2002 – o ano de auto-questionamento. 

Queridos amigos, 2002 também será um ano de sensibilidade. Você vai estar profundamente sensível ao que se passa em seu interior e no mundo a sua volta. Terá compaixão como nunca antes. É um saber que você não poderia ter conhecido anteriormente. Esta sensibilidade entra por todos estes lugares de que falamos em nossa última reunião, através dos sete sentidos. Seus sentidos estarão tão despertos e tão vivos às vezes que as energias a seu redor podem literalmente machucar. Você estará tão sensível as energias que às vezes você terá que se refugiar. Algumas vezes terá que sair fora. 

Enquanto estiver neste balanço este ano, indo de lá pra cá, você olhará para as outras casas, e para as outras pessoas e os carros na rua, e para os humanos andando nas calçadas. Você estará sensível e ciente como nunca antes. Você se verá energeticamente voando para a situação que outra pessoa está passando, pego como que por um imã, sentindo suas dores, seus desafios, sentindo toda a situação. 

Talvez seja uma situação prazerosa. Você se achará imerso em sua alegria, sentindo como é do ponto de vista da pessoa, mover-se para um novo nível. Você pode sentir como é quando elas amam, quando algo de bom acontece com elas no trabalho. Em 2002, você se verá como um magneto sendo atraído para as situações dos outros porque está ficando mais sensível. E, isso é apropriado. 

Quando se vir saindo fora de seu próprio equilíbrio e sem muita certeza se consegue retornar a seu próprio centro, lembre os números deste ano, o equilíbrio de 2-0-0-2. Você vai estar num crescendo de sensibilidade a todas as coisas a seu redor, as energias. Lembre-se disto e estará mais preparado para lidar com o que vier a você. 

O ano 2002 trata dos ajustamentos finais na rede. É quando o Kryon vai estar terminando seu trabalho. O Kryon completará o que veio a para fazer, de maneira a permitir este raio de luz divina, de sua PRÓPRIA luz, iluminar seu eu crístico florescendo. O véu está sendo liberado. 

Entrando neste ano, lembre-se dos quatro “S” de que eu, Tobias, falei: os vários Balanços (Swings, em inglês) que ocorrerão este ano, sua Sensibilidade aumentada, seu Auto questionamento (em inglês: Self-doubt)/Capacitação para o poder pessoal(em inglês: Self-empowerment), e das Serpentes que podem se apresentar em seu caminho. Lembrem-se disso, queridos amigos. 

Será – como dizer – um ano maravilhoso. Será um ano de celebração da jornada. Com tudo que está acontecendo no mundo, você estará bem aliviado por ter feito o trabalho previamente. Você verá outras pessoas passando por desafios como aconteceu com você no passado. A maioria destes desafios estará para trás pra você. Você será capaz de ser um guia humano divino muito mais equilibrado para as pessoas. 

Vamos lhe dar um desafio hoje. Pegue o que tem estado com você, o que tem sido uma paixão escondida, que lhe tem deixado tão excitado, mas que mesmo assim você tem tido medo de mostrar ao mundo. Queridos amigos, mostre agora neste ano, nesta energia. Apresente aquele pensamento, aquela idéia, inspiração, nova técnica, invenção, essência energética que você tem mantido guardado. Você sabe do que estamos falando. Este é o desafio que damos a cada um de vocês. Ponha de lado os medos. Sabemos que você escolheu continuar aqui nesta Terra. Ponha de lado os medos e apresente esta nova energia que você tem dentro de você. As pessoas precisam dela. 

Há uma idéia, há uma paixão que se acha dentro de você, mas que tem estado mantida em segredo. Você sabia que há centenas e milhares de humanos esperando que você a apresente, e que depois haverá muitos mais? De nossa expectativa podemos ver como eles aguardam ansiosamente que você faça isso. Você acha que ninguém liga ou que ninguém compreenderia o que tem a mostrar? Vemos milhares e milhares de pessoas esperando, contando com você. 

Seja abundante este ano! Mostre o que tem. 

Agora, nós amamos realmente a energia de nossa família aqui. Amamos os redemoinhos de energia que estão aparecendo nesta sala com vocês. 

Agora gostaríamos de apresentar aquele que é nosso honrado convidado de hoje. É ele quem está espetando você enquanto eu, Tobias, fico batendo papo. É ele quem está dilacerando as energias aqui para trabalhar com vocês em diferentes níveis. Ele é grandioso. Se houvesse uma mesa de conferências na Ordem dos Arcs (Arcanjos), este maravilhoso ser estaria sentado a frente, na cadeira à direita. Estaria sentado ao lado da cadeira principal. E, você está imaginando quem está sentado a cabeceira? Esta cadeira tem estado vaga faz um tempo, mas é você! Você tem estado ocupado fazendo outras coisas. Não tem estado disponível para presidir no espaço que lhe é próprio. 

Este ser que entra hoje leva o nome de Metatron. Ele entra para uma visita. Sua energia é tão poderosa que até um murmúrio de sua parte é tão forte e amplo que poderia – como dizer – te deixar nocauteado. Então, tivemos que trabalhar um bocado antes da reunião de hoje para criar uma estrutura que temperasse a energia. Metatron entra neste dia para estar aqui com você. Foi Metatron quem influenciou esta celebração que tivemos hoje aqui, e as energias por trás dela. 

Agora, é interessante notar que Metatron não era um ser que pudesse trabalhar diretamente com humanos. A vibração de seu nome dá uma idéia. A maioria dos arcanjos que trabalham diretamente com os humanos tem um “i-e-l” (ou “a-e-l”) final em seus nomes, como Uriel, Amael, Miguel. 

Até agora, queridos amigos, Metatron não era capaz de estar face a face com humanos. Metatron tinha que enviar outros arcanjos ou outras entidades de nosso lado para uma conexão. Se ele se apresentasse diretamente, você como humano, teria seus circuitos destruídos. Você seria queimado. Seria energia demais. Mas com um pouco de trabalho realizado previamente, ele agora é capaz de entrar neste espaço. 

Metatron entra hoje para cumprir uma promessa. Ele fez esta promessa quando estava sentado a seu lado na mesa na Ordem dos Arcs. Metatron entra hoje para cumprir uma promessa que está até mesmo escrita em suas escrituras, embora fora de contexto. Metatron disse, “Virei a Terra para ver você mais uma vez quando as energias e o momento forem apropriados. E, ele retorna agora, sem que os outros arcanjos tenham que fazer a conexão por ele. Ele retorna para estar diretamente com vocês. 

Há uma razão para tudo isso, e há uma razão para sua visita. Este será um ano científico para a Terra. Será um ano de muito desenvolvimento tecnológico. A razão é simples. Vocês fizeram mudanças em sua própria consciência, e isto permite a ciência seguir em frente. A consciência provê a energia para as mudanças científicas. Realmente, ciência e espírito funcionam juntos, de mãos dadas. 

Metatron ajudou a arquitetar a tecnologia, a física e a matemática de seu universo e planeta. Metatron veio a Terra, nunca como humano, mas ele veio a Terra quando as energias estavam sendo formadas. Ele veio para ajudar você e aos outros a criar os templos energéticos da Terra. Ele auxiliou a colocação de certas energias cristalinas dentro de Gaia que viriam à superfície no tempo apropriado. 

Metatron retorna agora para estar com você. Com as mudanças que o Kryon realizou na rede, Metatron pode agora entrar e dar assistência a você no trabalho que está fazendo. 

Metatron foi descrito como aquele que se encontra mais próximo a Jeová, ele está sentado ao lado de você. Metatron é quem mantém o balanço entre o humano e o divino, mas que não poderia fazer isso diretamente devido a enorme responsabilidade e a energia por trás disso. Ele teve que utilizar outros seres. 

Metatron tem sido chamado de “Anjo da Morte.” Esta interpretação é incorreta. Ele prefere se auto nomear um “Anjo de Transição e Mudança.” Ele apóia você, seja em sua transição ao de deixar o corpo entre suas vidas, seja simplesmente fazendo a transição para a Nova Energia, para a ascensão. É para isso que ele se apresenta. 

Metatron será uma parte importante do trabalho que vocês e o Conselho Carmesim realizarão este ano. Este é o ano da liberação final das velhas energias e a introdução da nova. É um maravilhoso ano de equilíbrio, transformação e mudança. 

Para os que estão matutando. Metatron não é uma entidade singular. É uma composição de energias. Não é masculina nem feminina. Metatron é um grupo de energias da Ordem dos Arcs, representando todos os arcanjos E você. Se você juntasse todos como um composto, este é Metatron. 

Você verá Metatron em seus sonhos e quando acordado. Será uma energia elevada – uma vibração tremeluzente – oscilando de tons acobreados a dourados, chegando a tons de um branco flamejante. 

Algumas vezes, você pode ver uma luz brilhante pelo canto de seus olhos, um flash de luz. Você está vendo um toque de Metatron entrando em seu campo de ser ciente. Quando você chegar a ver um flash brilhante de luz, estará permitindo a entrada desta energia de Metatron. Será uma energia importante para se trabalhar ao longo deste ano. 

Sinta agora o amado Metraton com todos os seus sentidos, em todo seu ser. É uma energia elevada, quase metálica. É uma energia muito técnica e muito sofisticada. Ela não tem alguns dos tons mornos ou tons suaves que você encontraria em Amael ou Rafael. É muito intensa e vivificante. Ela ajuda a fazer a transição pela qual você e a Terra estarão passando esse ano. 

Agora, vamos fazer uma pausa aqui para reajustar as energias e permitir que Metraton chegue ainda mais perto. Inspire profundamente, queridos amigos. Inspire profundamente. Fiquem a vontade em suas cadeiras, e vamos entrar na Lição Seis num momento. 

(pausa) 

Sim, e Metatron pede que nós digamos a você, “Não se preocupe tanto quando todos os aparelhos eletrônicos começarem a quebrar a sua volta neste ano.” (risadas) Infelizmente, faz parte da energia dele e da sua. Você vai ver que os aparelhos simplesmente não vão funcionar. Eles fazem parte do velho e não podem manter as energias que agora você está introduzindo. Quando isso acontecer – depois de você terminar de xingar o aparelho – inspire e espere um momento. Você terá o entendimento de como introduzir um equipamento novo e apropriado a sua realidade. Pode ser qualquer coisa, de seus computadores a lâmpadas e seus aparelhos eletrônicos. Os aparelhos eletrônicos serão os mais afetados, mas também peças mecânicas sofrerão danos. 

Esta é a energia de Metraton, muito técnica e científica, plena com a física da Nova Energia. Ele também pede que a gente diga que ele está simplesmente deleitado por estar aqui hoje! 

(pausa) 

Agora vamos continuar a falar da Linguagem do Ah. Será nossa terceira lição sobre o assunto. Dispomos de três lições sobre este assunto porque é MUITO importante. Talvez leve um tempo para entender, se acostumar e começar a trabalhar com ela. Mas, ela é TÃO importante que temos não apenas uma, tampouco duas, mas três lições sobre este tema. 

(dando uma risadinha) Da última vez quando desistimos, estávamos contando a vocês a história muita sucinta dos sete fazendeiros. (risadas) Nós achávamos que estávamos indo direto ao ponto, mas Cauldre... ele está pedindo pra não entrarmos nestas histórias compridas e enroladas! Mas, a gente pode.(mais risadas) 

Hoje vamos contar uma história curta, porque já falamos por um bom tempo antes de chegarmos a lição! Vamos contar a curta história de Shaumbra, alguém cuja energia é parte da família. Ela é parte de cada um de vocês. Vamos chamá-la Nancy. 

Nancy não esteve aqui no mês passado em pessoa, mas ela pegou a informação na sua Internet e ouviu-a. Nancy escutou a Lição Cinco, os Sentidos de Ah. E. ela, como tantos de vocês até hoje, adormeceu. E, isto não importa. Ela adormeceu durante essa lição, mas ela realmente ouviu esta MARAVILHOSA história dos sete fazendeiros. Na verdade ela foi uma das que queria que a história continuasse! (risadas) Ela ficou muito desapontada quando chegamos ao final! (mais risadas) 

Após ouvir a Lição Cinco, Nancy estava um pouco cansada, o que é normal, queridos amigos, devido a tanto trabalho energético durante a lição. Mesmo as pessoas que não estão presentes vão ficar cansadas, de uma certa maneira, mas no bom sentido. Vão perceber que há muita mudança em andamento dentro de seu ser. 

Nancy de repente percebeu que estava muito faminta. Faminta de verdade! Toda essa conversa sobre colheitas, comida e fazendas, todos esses alimentos deleitosos e gostosos, na Lição Cinco. Ela estava mesmo com muita fome. Ela percebia a fome desafiando seu ser. 

Nancy parou por um momento, pensando o que comer, imaginando um maravilhoso melão, e os maravilhosos morangos da história dos fazendeiros. Imaginou uma omelete de queijo. Sentiu o doce sabor dos vegetais que colocaria na omelete. Imaginou como seria comer esta omelete.

Ela foi à geladeira e a suas cumbucas, olhando o que tinha na despensa. Ela mantinha uma energia de compaixão por seu corpo enquanto fazia isso. Quando olhou para certos alimentos, sentiu suas vibrações. Ela sentiu compaixão por seu corpo físico, observando se ele ressoava com a vibração dos alimentos para os quais olhava, vendo se era deles que seu corpo precisava no momento. 

Enquanto olhava na despensa e na geladeira, ela também pensava em sua família. Ela pensava que alimentos eles gostariam, pensava se haveria o suficiente para si e para alimentá-los mais tarde. Nancy considerou se havia equilíbrio no que seu corpo pedia, o que seria necessário para os outros mais tarde, e o que havia disponível no momento. Ela sentiu a energia de tudo isso. 

Logo ela definiu o que iria cozinhar. Ela tirou temperos e alimentos crus das prateleiras e do refrigerador, e cortou-os em pedaços apropriados. Concentrou-se na preparação da refeição, e em juntar os alimentos. Concentrou-se no tempo necessário ao cozimento de cada coisa. Deu atenção a quantidade de ingredientes necessários, quantas xícaras disso, quantas colheres de sopa daquilo, e quantas pitadas. 

Em breve ela começou a juntar os ingredientes. A panela estava quente. O forno pronto. As tigelas estavam prontas para receber os alimentos. Ela começou a expressar-se totalmente ao reunir todos eles e realmente preparar a comida. Tudo isso porque leu a história dos fazendeiros e ficou com fome.

Ela sentou-se e apreciou totalmente o que estava comendo, sabendo que tinha preparado por conta própria – um ponto importante. Ela preparou a comida para si mesma. A comida ressoava com seu corpo. Ela reuniu em equilíbrio apropriado os ingredientes, mesmo que os livros de culinária dissessem para usar menos daquele tempero e mais daquele da estação. Ela cozinhou baseando-se em sua própria compreensão e sensibilidade. 

Quando comeu a comida, ela não apenas estava saborosa e satisfez sua fome, mas também forneceu ao seu ser físico, mental e espiritual as energias equilibradas apropriadas. As energias vieram do ponto da sensação de fome até o ponto da ingestão. 

Aquela noite, Nancy dormiu maravilhosamente. Nós nem mesmo a acordamos as 4:44 – ela estava dormindo tão bem! (risadas) Ela dormiu bem porque a integração da divindade no DNA estava se dando tão suavemente que não houve interrupção ou desassossego durante a noite. Acho que deixamos as coisas bem claras aqui para você, para muitos de vocês. 

Havia um equilíbrio apropriado dos nutrientes e energias que entraram em seu ser. Ela desconsiderou coisas como contar as calorias quando preparou a comida. Oh, queridos amigos, é tão restritivo quando vocês fazem isso! Por que vocês contam as calorias? Conte quocientes de energia que entram em seu ser, não as calorias, não gramas de gordura, não a proteína. Estas são coisas da velha energia. 

“O que são quocientes de energia?” Você pergunta? Pergunte a si mesmo! Pergunte a sua sensibilidade! Pergunte a seus sentidos de que falamos na Lição Cinco! Pergunte a seu corpo! Ele lhe dará o equilíbrio de energia. (dando uma risadinha) Talvez fosse apropriado a Nancy assar um enorme bolo de chocolate e devorá-lo! Se fosse isso o que seu equilíbrio corporal estivesse pedindo, assim ela teria respondido. Agora, neste caso era diferente. Mas, ela dormiu muito bem durante a noite, e o trabalho integrado, o florescer fluiu suavemente dentro de seu ser. 

Agora você pergunta, “Tobias, por que você nos conta essa história de cozinha hoje? Primeiro nos conta uma história sobre fazendas e agora sobre cozinha. O que significa tudo isso? Como isso nos ajuda a entender a Linguagem do Ah?” Queridos amigos, há mais uma coisa sobre a qual queremos falar hoje, mais uma porção num nível diferente, mas que agora está no ponto para entrar, assim como a energia de Metatron está pronta para entrar agora. 

Há sentidos espirituais, sentidos que são usados por você e usado por nós em níveis diferentes dos sentidos humanos. Estes sentidos sempre estiveram disponíveis, mas enquanto na Terra você não os tem usado muito. Eles se mantiveram meio que entrincheirados. Meio que escondidos de vocês. Estiveram como que indisponíveis a vocês. Sim, você os utiliza quando retorna para nosso lado do véu. Quando você deixa a forma física, você os pega novamente. Eles são inerentes. São parte do que você é, mas quando vem para a Terra, você tende a deixá-los pra trás. Eles não estão disponíveis, mas agora estão chegando. Daí a razão de Metatron vir hoje para ajudar a introduzi-los, ajudar fazendo a ponte nesta brecha. 

Há cinco destes sentidos. Os cinco sentidos divinos são etéricos, multidimensionais, não físicos e não-humanos. São cinco. Imagine a forma de uma estrela, de uma estrela de cinco pontas. 

No alto da estrela está o primeiro destes cinco sentidos. É o SENTIDO DE SER/ESTAR CIENTE. Então, há os sentidos divinos etéricos, espirituais, sendo o primeiro a ciência. Você desenvolveu este sentido imediatamente ao deixar o Lar, quando partiu do Reino. Até este momento, você realmente não esteve ciente de quem você era. Você simplesmente era. Mas, quando deixou o Reino e atravessou a Muralha de Fogo, imediatamente desenvolveu o sentido de ser/estar ciente. Este é o sentido “Eu Sou.” “Eu sou parte de Deus, mas também tenho minha própria identidade.” Este é o primeiro destes cinco sentidos. 

Agora, indo na direção contrária ao relógio, nesta estrela de cinco pontas está o SENTIDO DIVINO DA IMAGINAÇÃO. Imaginação. Quando você imagina alguma coisa, começa a traze-la a vida. Ela começa a tomar forma. Também o chamamos de Sentido de Criação. Cada um de vocês tem alguma coisa em sua imaginação da qual falamos antes, a qual escondem. Está aí. Ela vai aparecer. Este é o desafio que fizemos a você anteriormente. O sentido divino da Imaginação pega a energia e dá a ela um tipo de forma energética. Ela então começa a se aglutinar. Começa a se apresentar. Este é o sentido da Imaginação. 

Continuando no sentido contrário ao do relógio, nesta estrela de cinco pontas, está o SENTIDO DIVINO DA COMPAIXÃO. Compaixão. Também o chamamos de Sentido da Unidade. Esta é a divina sensibilidade que lhe dá a compreensão de que você é Eu Sou, mas que também você é parte de Tudo Que É. Este sentido da compaixão permite que você veja Deus nos olhos do outro. Permite que sinta e compreenda o outro. É o que te liga a cada ser humano, a cada animal e cada molécula neste planeta. Este é o sentido que une você a Tudo Que É. 

Sem este sentido de compaixão e unidade, você estaria muito, muitíssimo só e solitário. Quando nos dirigimos a você em nossos encontros, e dizemos, “Queridos amigos, você jamais está só,” estamos engatilhando este sentido de compaixão e de unidade, de união. Não vamos chamá-lo “singularidade,” mas de “união.” Este é o sentido que permite a você entender pelo o quê outra pessoa ou entidade está passando. Utilize-o quando ensinar. 

Eu, Tobias, amo este sentido. Ele me tocou em muitas vidas como humano, e a cada vez que entro neste espaço com vocês. Cada que os visito individualmente, oh, meu sentido divino de compaixão explode! Este é o sentido que traz lágrimas a meus olhos e lágrimas desconhecidas aos seus olhos. Compaixão. 

Agora vamos continuar ao redor desta estrela de cinco pontas. O próximo é o SENTIDO DE FOCO. Foco. Também o chamamos o Sentido do Poder. É a habilidade de pegar energia crua que vem da imaginação, misturada com compaixão pelos outros e pelo eu, e focalizar aquela energia. Para trazê-la a realidade, torná-la viva. 

Este sentido é tão importante, queridos amigos. Tantos Shaumbra tem permitido que este sentido divino permaneça adormecido enquanto estão na Terra. Você esquece de focalizar, concentrar, fazer convergir. Tantos de vocês têm ignorado totalmente este sentido divino. Você não quer necessariamente se concentrar em ser humano, porque alguém ao longo do caminho lhe disse que isso era um pecado. Você ignora o sentido do foco, e ele é tão importante para o equilíbrio. 

Focalize em sua imaginação e em sua compaixão e em sua humanidade. O sentido do Foco desenha as energias do poder-Deus cru e as faz convergir. Ele começa a afunilar as energias cruas. Esta energia do foco será... TÃO ... importante ... este ano. Vamos sublinhar isso. A ENERGIA DO FOCO SERÁ MUITO IMPORTANTE ESTE ANO. 

Você não pode mais viver na “zona.” É um tipo de negação. Você não está aceitando sua humanidade porque alguém lhe disse que era um pecado. É tão triste que isso tenha sido ensinado aos humanos. 

Pecado original: sequer entendemos o conceito! Há pessoas que morrem, retornam ao nosso lado, querendo saber se podem ter a sujeira do pecado original removida. E, nós damos de ombros, e dizemos, “Que pecado original??” Mas, eles preferem não acreditar, e vão até o próximo em nosso lado e ao próximo, procurando alguém que possa ajudar a lavar e absolver este pecado original, porque assim foram ensinados na Terra. Oh, há tanto trabalho a ser feito aqui, nesta área de saída. Você sabe do quê estamos falando. Você sabe que estamos falando diretamente para alguns de vocês. É hora de trabalhar com isso. Grandes mudanças podem ser feitas se estas coisas forem resolvidas em seu planeta, antes que eles retornem para nosso lado. 

“Foco” será uma palavra chave este ano. Viva na Terra. Seja humano. Focalize suas energias aí. Focalize em seus projetos, em seu trabalho, em suas famílias, em tudo ao seu redor. Não há nada em sua vida que não seja apropriado. Lembre-se este ponto do foco, esta sensibilidade, este sentido do divino Foco. 

Quando estiver em seu balanço e lá estiver uma cobra de 4 metros a seus pés, e você perguntar a ela porque está ali, lembre-se de que falamos sobre Foco. Ela terá algumas palavras a lhe dizer sobre isso! É difícil estar naquele balanço indo de lá pra cá a novas alturas, se você não está concentrado no que está fazendo. 

Aqueles entre vocês – Cauldre nos interrompe – ele não está gostando nada do que temos a dizer. Mas temos um acordo com ele – vamos dizer de qualquer maneira! (risadas) 

Aqueles entre vocês que meditam, queridos amigos, não façam mais isso! Vocês andaram des- focalizando. Vocês estiveram desenredando durante suas meditações. Falamos praticamente para todos vocês. Meditação FOI uma coisa maravilhosa. Ela os trouxe a este ponto. Mas há um enorme, enorme mal entendido sobre a meditação. 

Vocês foram ensinados como abandonar seu foco através da meditação. Estamos pedindo que façam o oposto. Vocês foram ensinados a deixar sua humanidade. Realmente, alguns de vocês foram ensinados a se concentrar numa vela ou num pensamento. Mas, de uma certa maneira, estavam deixando de fora todo e qualquer outro equilíbrio que estava em seu ser. Sim, meditação lhes ensinou a chegar a partes de sua consciência. Mas, agora, queridos amigos, sua meditação deveria ser o foco na Terra enquanto humano. A meditação deveria ser sobre tudo o que vocês são, não tentar esquecer quem foram. 

Sabemos.... alguns talvez não gostem dessas palavras. Alguns não gostaram de outras palavras que dissemos! Mas, queridos amigos, viemos a vocês em verdade e em amor para ajudar a todos a seguir adiante, para ajudar você e a todos a seguir em frente. 

A última ponta desta estrela – este último sentido divino, queridos amigos – é EXPRESSÃO. É expressão. Você tem a energia que está dentro de você, na qual focalizou, a qual imaginou e introduziu. Agora é o momento de expressá-la em seu plano terreno, em sua humanidade. 

Em nossa curta história de Nancy e sua cozinha, ela imaginou a comida. Depois foi a geladeira e a despensa, usou sua compaixão para entender o que seria mais balanceado pra ela, assim como para os demais. Ela utilizou o foco para começar a preparar os alimentos de uma certa maneira. Finalmente ela usou sua Expressão quando começou a colocá-las nas panelas e misturá-las nas caçarolas. Ela pegou sua energia humana e fez acontecer. 

“Expressão” é pegar os outros sentidos divinos e expressá-los. Muitos de vocês travam neste ponto. Muitos querem que seus guias ou que o Espírito exerça a Expressão. Vocês querem imaginar o que é que gostariam de criar. Querem ter compaixão pelos outros. Querem até mesmo focalizar em sua humanidade e nas necessidades e desejos que possuem. Mas, quando chega a hora de levantar a mão e realizar, vem o medo. Vêm as dúvidas internas, e a serpente aparece e diz, “Não levante a mão.” É então que a gente ouve tantos de vocês dizendo, “Querido Tobias, querido Espírito, querido quem- quer- que –esteja escutando nestes dias, você faria por mim?” (risadas) 

Expressão é a explosão da energia que está brotando dentro de você, desejando surgir. Mas SUA mão precisa ser levantada de maneira a expressar. Pessoas baterão a sua porta, e você vai precisar abri-la com ela. SUA mão. Você precisa permitir que esta nova energia divina brote – e nasça, para entrar em sua realidade. É Expressão. Mostre-a. Seja abundante! 

Agora, estes são os cinco sentidos divinos. Eles correspondem, e funcionam com seus sete sentidos humanos de que falamos em nosso último encontro. Eles funcionam juntos. Os sete sentidos humanos estão em sua realidade tangível. Eles se encontram em sua realidade estabelecida enquanto um humano. Estão associados com partes do corpo como os ouvidos e os olhos, o nariz, a boca e a pele, o intelecto e suas emoções. 

Estes cinco sentidos de que falamos hoje... eles são sentidos divinos. Não são necessariamente novos, mas aplica-los em sua realidade humana é uma coisa nova. Você agora é capaz de unir os sentidos humanos e os divinos. Não é interessante, queridos amigos, que sempre tenha havido discussão em torno dos sete mais os cinco chacras? E, há sete sentidos humanos e cinco sentidos divinos. 

Agora, vamos lhes dar um pouco de informação técnica através de Metatron, pois ele nos pede para esclarecer. Não é que haja uma linha reta conectando um ponto da estrela ao próximo. É uma curva – uma linha curvada para dentro ou arco – que conecta um ponto da estrela ao outro. É uma linha curva. É um arco que conecta um ao outro. Então energeticamente – como dizer – há um círculo no centro disso. Vamos pedir ao Cauldre para desenhar esta estrela em seu computador, assim que possam ver. Mas há um círculo dentro da forma desta estrela. Há um círculo que então conecta cada um dos arcos interiores. (Nota: veja o desenho criado por Debi Smith no início do texto) 

Isso vai ajudá-lo a entender. Não é geometria sagrada, não. Mas vai ajudá-lo a entender a energia, o padrão. Estes são seus sentidos divinos que agora podem ser introduzidos e utilizados a nível humano, na Terra. 

Uma outra coisa que pedimos agora a vocês. Imagine a si mesmo, seu corpo, você mesmo. Vocês normalmente têm uma cabeça, dois braços, duas pernas. Os cinco sentidos divinos correspondem a estas partes de seu ser humano.
O sentido de Ser/Estar ciente é representado por sua cabeça, queridos amigos. 

O sentido de Imaginação está associado a sua mão esquerda. 

Compaixão é associada a seu pé esquerdo...portanto o humano diz, “se eu ao menos pudesse andar com meus próprios pés.” 

Há uma energia associada com o pé direito com o sentido do Foco, “mantenha-se na linha.” Não deixe seu pé disponível, queridos amigos, quando estiver tentando manter o foco em alguma coisa. Quando estiver nervoso, ou talvez podendo sair de seu corpo, traga a si mesmo de volta com uma pancadinha em seu pé direito, porque ele está associado ou de alguma maneira conectado ao sentido divino do foco. Não compreenda mal – que a energia esteja localizada em seu pé; ela está associada externamente a este pé. 

Então a mão direita, a mão da expressão – o que você faz quando cumprimenta alguém com a mão? Você expressa algo a eles. Pode ser muitas coisas, mas é expresso. É a poderosa mão curativa, sim, como muitos de vocês sabem, há um equilíbrio entre duas. Mas, a Expressão é normalmente associada a mão direita. É a que cria expressão e movimento. 

Agora, cobrimos muito chão aqui hoje. Vai levar um tempo para assimilar. Mas, compreenda que os sentidos divinos que nós utilizamos deste lado – que você utiliza quando está aqui conosco – estão agora disponíveis a você com todas as mudanças que realizou em sua consciência, e também as mudanças correspondentes da rede que estão sendo feitas e estarão completas neste ano pelo Kryon. 

Não é só através dos sete sentidos humanos que a Linguagem do Ah entrará. Ela virá agora porque você está ciente de quem é, ciente do anjo que você é. Virá através de sua imaginação. Sua imaginação estará pronta, e estará brotando nos dias que se seguem. Ela se apresentará mais do que nunca com sua compaixão pelos outros e por si mesmo. Não reserve compaixão apenas pelos outros. Tenha compaixão por seu corpo e por si mesmo. 

A Linguagem do Ah virá através da habilidade de focalizar, a habilidade de afunilar energias. Era isto que Nancy estava fazendo com sua comida. Ela estava pegando energias cruas – nas quais os fazendeiros tinham trabalhado – introduzindo-as, concentrando-se nelas. É isso o que seu sentido divino do Foco faz. Seu universo é cheio de energia crua, indefinida. O foco torna possível pegá-las e aplicá-las no seu nível. Será importante trabalhar com este sentido este ano: não é o que chamaríamos o mais divertido, mas é muito importante. 

E, finalmente a Expressão. Se Nancy tivesse apenas se imaginado cozinhando e tivesse compaixão e tivesse se concentrado na fome que tinha... ela teria morrido de fome se não tivesse se expressado, se não tivesse entrado em sua cozinha e iniciado o trabalho. 

Agora, a Linguagem do Ah chega e está disponível pra você nestes cinco sentidos divinos. Estes sentidos que sempre estiveram aí. É assim que a gente funciona deste lado. Não temos coisas como olfato e paladar. Agora, nós podemos sentir cheiro e sabores quando ativamos nosso senso de compaixão. É assim a maneira como nos relacionamos. É assim a maneira como compreendemos o que vocês estão fazendo. Nós usamos muito a compaixão ao lidar com os humanos. 

Essa compaixão é o que Metatron não estava tão acostumado a usar em relação com os humanos. Devido a sua imensa energia, esta é uma parte em que temos que por arreios, de uma certa maneira, temperar e filtrar para tornar possível sua presença aqui hoje sem jogá-los num looping. 

Estes sentidos do divino agora entram, e eles funcionam com os sete sentidos humanos de que falamos da última vez. Estão disponíveis a você para uso na Linguagem do Ah. Vai ter haver uma prática e algum trabalho. Trabalhem uns com os outros e pratiquem uns com os outros, queridos amigos. Vai demorar um tempo, mas vocês encontrarão novas e maravilhosas maneiras de criar, expressar, focalizar e até mesmo de estarem cientes de quem realmente são. 

Quando combinados com os sete sentidos humanos, você vai ver que é possível fazer coisas que chamariam de mágica ou de mistério, ou milagre há apenas alguns anos atrás. Você terá a sabedoria da física, da ciência por trás deles. E, você dirá aos outros quando estiverem maravilhados diante do que fez... você dirá pra eles as palavras que o Mestre do Amor disse a você e aos demais, “E isso, vocês também podem fazer.” Não é um milagre. Não é um dom de Deus no sentido que Deus dá esta dádiva todos os dias. Não é um dom especial. É um dom que Deus, o Eu Sou criou... aquilo que chamam de milagre. 

Queridos amigos, ao trabalhar com a energia da Linguagem do Ah, ela o capacitará para seu poder de criar coisas de um jeito que nunca pensou ser possível. E sabe o que mais? A gente sabe que você já sabe disso. Você não vai sair por aí tentando criar dinheiro e coisa materiais, porque sabemos que não é isso que está em seu coração. Não é isso que está em seu coração. Você criará coisas que finalmente trará outras pessoas a divindade que lhes é própria. E, quando assim o fizer, queridos amigos, quando você usar esta linguagem de seu próprio ser divino, a abundância virá automaticamente. Não porque Deus lhe disse que você tem valor neste dia específico, mas porque você criou uma energia equilibrada que dispõe a abundância. Ela pode vir de espaços estranhos e pouco usuais, aos quais você não está acostumado, mas estará aí. 

Nós apreciamos passar por esta série, esta Linguagem do Ah com vocês. Vamos continuar a falar dela, mas continuaremos com nossas lições depois desta. Mas, encorajamos você a continuar a usá-la. Vamos nos comunicar com você agora através dessa Linguagem do Ah. Metatron irá usá-la para comunicar muito da técnica e da física que ele estará trazendo agora. Nós nos comunicaremos nesta linguagem. Vamos abrir nossos encontros com um momento de comunicação divina antes das palavras ditas. Falamos com você, de um para o outro nesta nova linguagem, a Linguagem do Ah. 

Fundam os sete sentidos humanos com os cinco sentidos divinos para realmente introduzi-la, da maneira mais poderosa e de maior impacto. É uma ferramenta, queridos amigos, que cada um de vocês irá precisar este ano, o ano dos balanços. 

Nós o amamos ternamente. Amamos partilhar estes momentos. Metatron por um longo tempo não foi capaz de chegar tão próximos dos humanos como agora. É um prazer para ele estar aqui hoje. Ele parte com uma explosão de compaixão por você. Você nunca está só. 

E assim é. 

 
Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. A história de Tobias, do livro bíblico de Tobit, pode ser encontrada no site do Círculo Carmesim na rede – www.crimsoncircle.com O material de Tobias tem sido oferecido sem ônus aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra mundo afora desde agosto de 1999, data quando Tobias disse que a humanidade ultrapassou o potencial de destruição e entrou na Nova Energia. 

O Círculo Carmesim é uma rede global de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Energia Nova. Passando pelas experiências, alegrias e desafios do status ascensional, eles ajudam outros humanos em sua jornada compartilhando, cuidando e guiando. A cada mês mais de 40.000 pessoas visitam o site do Círculo Carmesim para ler os últimos textos e para discutir suas próprias experiências. 

O Círculo Carmesim realiza seus encontros mensais em Denver, Colorado, local onde Tobias apresenta as últimas informações através de Geoffrey Hoppe. Tobias afirma que ele e outras entidades do Conselho celestial Carmesim, estão na verdade canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles lêem nossas energias e traduzem nossa próprias informações de volta para nós de maneira que possamos vê-las de fora, enquanto as experimentamos por dentro. Os encontros de Círculo Carmesim são abertos ao público, embora RSVPs seja bem vindo. Não há custos ou taxas a pagar. O Círculo Carmesim recebe sua abundância através do amor aberto e da doação dos Shaumbra pelo mundo. 

O propósito último do Círculo Carmesim é servir como guias humanos e professores de humanos que percorrem o caminho do despertar espiritual interior. Esta não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior guiará as pessoas a sua porta para compaixão e cuidado. Você saberá o que fazer neste momento, quando o humano único e precioso – prestes a embarcar na jornada da Ponte das Espadas – chegar a você. 

Se você está lendo isso e sente a verdade e a conexão, então você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade floresça em seu interior neste momento e por todo o tempo a frente.Você nunca está só porque há a família ao redor do mundo e há os anjos nas esferas ao seu redor. 

Por favor distribua estes texto livremente sem base comercial e sem cobrar. Por favor, inclua a informação em seu todo, inclusive as notas ao pé de página. Qualquer outra utilização precisa ser aprovada por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado @copyright 2001 Geoffrey Hoppe, POBox 7328, Golden, Colorado, CO 80403. E-mail: Tobias@crimsoncircle.com. Todos os direitos reservados.

Tradução para o português: Sonia Gentil, janeiro/2003