A História de Adamus: Preso em um Cristal por 100.000 Anos

Publicado no Shaumbra Magazine de novembro de 2013


Alguns de vocês já ouviram a história; muitos mais ouviram referências à história. Então decidimos revisitar o conto famoso - ou infame - de Adamus de estar preso em uma prisão de cristal por 100.000 anos. Ele primeiro disse isso durante o Shoud 5 de março de 2005 chamado "Liberdade da Alma: Parte III.” Esperamos que você aproveite esta compilação.

TOBIAS: Alguns dizem, “Mas porque é tão difícil? Eu passo momentos tão duros com as coisas, e quando acho que estou fazendo progresso, parece que dou dois passos pra trás!Como é que acontece isso, mesmo que chore e reze por mudanças, não consigo o que peço”.

Talvez, Shaumbra, só talvez, seja porque você ama demais sua história. Você ama tanto que talvez tenha dificuldade para liberá-la. Pense nisso. Sinta isso pelo resto desse Shoud. Dê uma olhada no amor que sente pela sua própria história. 

(…) Agora vamos mudar a energia. Vamos virar para Adamus.

ADAMUS SAINT GERMAIN: Eu Sou... Sim, Eu Sou. Eu sou a energia de Adamus. Estou em cada um e em todos vocês hoje.

Estamos entrando em Novas dimensões. Vamos dissipar algumas das coisas que vocês pensaram que fosse a realidade.

Eu estive com vocês por éons de tempo. Nós viajamos juntos. Nós estivemos em vidas juntos. Vocês reconheceram minha energia quando eu entrei e alguns de vocês se encolheram.

(Adamus fala sobre seu envolvimento com os Rosacruzes, Maçonaria, Cavaleiros Templários e Illuminati.)

Trabalhamos juntos por um tempo muito longo. Nossos momentos vão até Atlântida. Vocês estavam lá; eu estava lá. Estávamos juntos nos templos. Estávamos junto sem nossas vidas passadas em Atlântida. Experimentamos do melhor e do pior. É daí, Shaumbra que vem nossa conexão.

Nos tempos de Atlântida eu não era um rei. Não era um sacerdote. Eu não era um transgressor do poder. Eu não era um dos mágicos das energias. Era simplesmente um garoto escravo. É tudo que eu era. Vocês eram a realeza. A maioria de vocês aqui ocupava cargos elevados nos templos. E entendiam como as energias funcionavam.

Muitos de vocês aqui eram do Templo de Tien e entendiam como libertar as energias de suas estruturas de maneira a poder entrar em espaços multidimensionais mesmo existindo no espaço da Terra física. Muitos de vocês trabalharam com as grandes energias de Atlântida. E sabiam como capturar o tempo. Sabiam como manter seu corpo sem envelhecer. Sabiam como curar. Sabiam como transportar objetos materiais sem tocá-los. Muito dessa tecnologia foi utilizada mais tarde na construção das pirâmides. 

Tudo era ilusão, energia como uma ilusão. No Templo de Tien vocês entendiam isso. Eu era um simples escravo da classe trabalhadora introduzido nos templos para servi-los, levar suas refeições e fazer a limpeza. Eu estava lá para tornar sua vida e seu trabalho mais fácil.

Interessante é que fui pego no meio de seus experimentos. Literalmente, um dia quando um de seus experimentos com energia estava espiralando de um modo que vocês não conseguiam entender, e não podiam mais controlar, aconteceu de eu entrar pela porta errada na hora errada, esse pequeno garoto escravo, e fui pego na espiral. Fui levado ao vórtice de energia que vocês tinham criado e basicamente fiquei preso num espaço – que vocês chamariam – uma estrutura cristalina, da qual não podia sair... Vocês percebem... E vocês não podiam me tirar dali.

Eu fiquei exposto diante de cada um e todos vocês, preso no cristal. E vivi neste cristal por semanas, dias, vidas e eras. É de onde conheço vocês porque que estava ali com uma expressão horrorizada na face quando vocês me olhavam. Vocês sabiam como trabalhar com energias. E eu estava bem no meio delas.

Então, lá estava eu, impossibilitado de morrer, de viver e preso. E vocês não sabiam como me libertar. Até mesmo quando Atlântida caiu, eu continuava preso no cristal. Eu continuava a ser parte de seu carma. Agora eu era parte de sua linhagem. Nós estávamos conectados. E é por isso que eu irritei tanto muitos de vocês na última vez quando souberam de mim assim agora (risadas).

Oh, sim, eu escapei depois de um tempo longo e terrível naquele cristal... Sem poder morrer quando desejava morrer... Ninguém para me escutar quando chamei... O corpo suspenso congelado... Minha mente ativa. Ninguém podia me ouvir, nem em outros reinos. A estrutura cristalina que suas energias criaram não permitia que nenhuma energia externa me ouvisse. Qualquer possibilidade estava cortada. Nenhum anjo no céu sabia onde eu estava. E dizer da solidão e do inferno em que me colocaram! Não estou aqui para me desforrar (mais risadas). Estou aqui para partilhar.

Que experiência vocês me concederam... Ficar isolado daquela maneira... Sem poder morrer... Preso na armadilha. Que experiência ter apenas minha voz para ouvir. Que experiência estar preso de um modo que vocês jamais poderiam imaginar. Eu literalmente vi Atlântida sucumbir... O Templo de Tien desaparecer... As chamas correndo pelo que costumava ser os grandiosos vestíbulos de Tien. Eu literalmente afundei até o chão do oceano e lá permaneci. Alguns dizem que voltei. Alguns dizem que eu atormentei os marinheiros por centenas de milhares de anos... Certa verdade.

Minhas energias queriam ser liberadas e libertadas do cristal onde me colocaram. Mas o que eu aprendi foi como estar comigo. O que aprendi foi como liberar a mim mesmo de uma ilusão. E isso era o seu cristal. Ele era uma ilusão. Levei um tempo enorme pra descobrir isso. Você poderia medi-lo em centenas de milhares de anos humanos. Foi um inferno, Shaumbra. Mas através dele eu aprendi que era uma ilusão. Eu tinha que aprender. Eu tinha que aprender como sair.

Então aqui estou... Liberado. Oh, e desde então eu amo os cristais. Eu amo as jóias. Adoro pegar objetos materiais e transmutá-los porque percebi como é fácil fazer isso.

O que aprendi foi em prol de todos nós. Eu entrei na sala do Templo de Tien no meio de seu experimento com total conhecimento, em pleno conhecimento. Não foi um engano. Eu disse que tinha sido o lugar errado e a hora errada. Mas, eu sabia perfeitamente bem o que estava fazendo.

Eu havia observado vocês. Observei os sacerdotes e sacerdotisas de Tien trabalhando. Eu queria o que achava que vocês tinham. Desejava esse elixir. Eu queria a longevidade. Queria a saúde e a energia. Então, não foi por acaso que eu entrei ali. Não esperava o que acabei conseguindo. Mas foi lindo. O que aprendi no Templo de Tien eu aprendi para todos nós. E eu retorno agora nesse tempo e energia sagrados para partilhar com cada um e todos vocês.






*Para ler esta mensagem completa, clique aqui.

*Mais comentários de Adamus sobre sua história também estão na mensagem seguinte: Liberdade da Alma - Parte IV

*Para ler as “alterações" de Tobias sobre esta história em Shouds seguintes, clique aqui.

*Leia comentários adicionais de Adamus sobre seus 100.000 anos, escrevendo “100.000” na nossa caixa de pesquisa no Blog Vidashaumbra.

*Adamus também dá mais detalhes sobre sua história na mensagem “Vida Interdimensional” (Interdimensional Living).