Perguntas & Respostas: J'Encore ("Eu Novamente")

O MATERIAL DE TOBIAS
A Série do Professor:
SHOUD 11 "J'Encore" ("Eu Novamente") 
Apresentando Tobias
Canalizado por Geoffrey Hoppe 

Perguntas e Respostas
Apresentado ao Círculo Carmesim
7 de Julho de 2007




E assim é, queridos Shaumbra! Continuemos a energia deste encontro, deste Shoud de que todos participamos, na energia à que denominamos o “J’Encore”, ou seja, a convergência do “Eu Reintegrado” de cada um.

É como se vocês estivessem diante de uma encruzilhada ou um cruzamento, no qual não somente duas estradas se interceptam, mas muitas, muitas, muitas estradas. E vocês enviam um de seus pensamentos por uma delas e um de seus sonhos por aquela outra... Algum de seus sentimentos por uma outra estrada e alguma de suas imaginações criativas por mais outra... Cada ideia, pensamento e sentimento irradiados de seu ser são enviados por uma estrada diferente, de forma que vocês possam explorar as muitas partes de si mesmos, mantendo o seu aspecto humano focado em apenas uma estrada.

E vocês têm prosseguido nessa jornada, por sua própria conta e parecendo solitários, embora no fundo sempre tenham sabido que toda idéia e todo pensamento que tivessem viriam a embarcar em uma jornada própria, descobrindo suas próprias expressões, para que, algum dia, que é este exato momento no Agora, todos os seus pensamentos, sonhos, aspirações e potenciais retornassem e se reunissem... ‘J’Encore...’ Meus ‘eus’, juntos de novo... “Simplesmente eu... na forma de um sentimento que tive e prosseguiu em seu caminho, explorando... na forma de uma idéia que tive, com a qual nem sequer pensei em fazer algo, mas que agora compreendo ter de fato feito, pois lá se foi ela a explorar...” Talvez não estivessem se manifestando aqui na terceira dimensão da Terra, mas estavam fazendo alguma coisa em algum lugar - cada sonho, cada imaginação e cada idéia.

Não serão muitos os seres humanos cujas estradas convergirão em suas atuais vidas... Talvez várias vidas a partir de agora, num futuro distante… Mas para vocês, Shaumbra, o potencial é que esta convergência ocorra agora, para que estas suas partes, que pareciam difusas ou mesmo inexistentes, agora cheguem à sua consciência, naqueles momentos de “A-há!”... Aquela sensação de que vocês reintegram suas totalidades... o retorno - o chamado ‘J’Encore’ - de cada um de vocês.

Não desejo especificar detalhes de como isso afetará suas vidas, pois gostaríamos que vocês mesmos descobrissem, mas continuaremos a falar sobre o assunto desta sua integração em muitos Shouds futuros. Encontrando-se a si mesmos novamente... Pois ao invés de se repetirem aqueles sonhos, que vocês tiveram certas noites como fragmentos loucos e incompreensíveis, o ‘J’Encore’ os trará de volta em novos formatos que permitam a vocês entenderem seus sonhos, os quais, para muitos de vocês, de fato se materializarão nesta mesma realidade... Pois alguns dos sonhos que tiveram estão sendo vividos por vocês em algum outro lugar... Mas agora, em sua nova consciência, vocês os trarão para vivenciá-los aqui mesmo na Terra... ‘J’Encore!’

Isto posto, vamos às perguntas!


PERGUNTA DA SHAUMBRA 1 (lida da Internet por Linda): Outras entidades andam dizendo que, no momento do Salto Quântico, ondas de energia fotônica atravessarão os portais da Terra e que a energia mais forte será precisamente a do portal que existe sobre a velha cidade de Jerusalém, causando um terremoto que destruirá o monte sagrado, incluindo algum tipo de escuridão a engolfar todo o planeta pelo período de cerca de um dia e meio a três dias. Muitas almas deixariam seus corpos e nós permaneceríamos adormecidos durante aquele tempo... Mas vocês continuam a dizer que nada sentiremos. Poderiam falar mais sobre isso, por favor? 

LINDA: Esta pergunta foi feita por uma mulher de Israel.

TOBIAS: Realmente... Mais parece a descrição de qualquer outro dia comum na Terra! Turbulência, estrondo e agitação! Rá! (Tobias graceja e alguns da platéia riem.)

LINDA: “Legal…”

TOBIAS: Estou brincando... Neste evento a que denominamos O Salto Quântico, há potenciais em tudo... há potenciais para que todos os tipos de coisas aconteçam, inclusive para tais tipos de cataclismos, os quais estão freqüentemente associados a alguns símbolos arquetípicos, como a própria Jerusalém e a Terra Santa. Mas este é apenas um potencial e a chance de qualquer coisa assim ocorrer é insignificante, simplesmente porque a humanidade não o está escolhendo agora. A humanidade em geral não está necessariamente escolhendo o tipo de drama que traga tal energia. Porém, quando a transição do Salto Quântico acontecer, ela se dará muito sutilmente no interior de cada indivíduo, pois não requer todo esse drama ao seu redor... De forma que aquilo que outros grupos estão vislumbrando é um potencial que pode se desdobrar em outros domínios, embora a probabilidade de que se manifeste aqui na terceira dimensão da Terra seja bastante remota.

Mas é importante que todos vocês, todos os Shaumbra, não se deixem apanhar pelo drama. Vocês não precisam de drama para criar excitação e entusiasmo em suas vidas. Vocês não precisam de drama para simplesmente tentarem atravessar um dia após o outro... Este foi um processo de retro-alimentação da Velha Energia... E o que começarão a perceber, enquanto reúnem todos estes elementos, é que existe uma nova profundidade e mesmo uma nova dimensionalidade em viver na Terra agora. O drama não é mais necessário e é por isso que afirmamos ser altamente improvável que o cenário descrito ocorra.

O que acontecerá, num nível muito pessoal, neste dia do Salto Quântico que rapidamente se aproxima, é que vocês estarão literalmente se permitindo receber um tipo de chave, por assim dizer, com ela destrancando e revelando um novo conjunto de potenciais que são tão diferentes e muito mais profundos... que os velhos potenciais com os quais vocês têm trabalhado. Vocês estarão trazendo novas e grandiosas oportunidades para suas vidas. Então será com vocês, enquanto indivíduos, se escolherão utilizá-las ou não. Mas elas jamais serão infligidas ou impostas a vocês. Tudo se resume a escolhas. Obrigado pela pergunta.

LINDA: Você teria algo mais a acrescentar para estas senhoras de Israel?

TOBIAS: Sim, certamente! A energia do Salto Quântico e a própria Nova Energia terão um efeito muito importante sobre a terra de Israel, a qual pode ser descrita como um “portal” ou “abertura”, embora atualmente sirva como um centro energético do planeta para a velha religião e a velha abordagem sobre “Deus”... Literalmente, existem aqueles que se agarram àquela energia - como o têm feito por quatro mil anos ou mais - de um “Deus” cuja visão não mais serve à humanidade. E eles tentam manter ali esse “Deus”, um deus controlador, masculino, às vezes irado e... que talvez até use a palavra “amor”, mas nunca verdadeiramente a expresse... Pois “Ele” era apenas um aspecto humano e não um verdadeiro Deus, como vocês o conceberiam, porque o Divino reside no interior de vocês, nada tendo a ver com aquele “Deus”... Não é possível descrevê-lo em palavras, mas a Divindade em nada se parece com a descrição daquele “Deus” e como “Ele” regeria as atuais sociedades e culturas humanas...

Portanto, o momento virá, seja nos próximos poucos meses ou dentro de alguns anos ou décadas, em que o antigo conceito de Deus, defendido nesta terra “sagrada”, porém não necessariamente “santa” (risadas), terá que ser chacoalhado... E agora? Quão tenazmente os seres humanos ainda se apegarão a ele...? Pois vocês o podem testemunhar ocorrendo o tempo todo - seres humanos aferrando-se ao antigo... Talvez o trepidar da Consciência ajude a liberar uma parte daquela energia, de forma que a humanidade possa descobrir um Novo Espírito, que se inicia a partir do “EU SOU” e se expanda a partir daí.

Portanto, havendo consciência suficiente, que permita a evolução e o desdobrar-se da nova concepção de Deus, contraposta àquela outra consciência ainda apegada ao conceito antigo, isso certamente causará alguns tremores… Talvez estes venham na forma de um terremoto ou de uma guerra, os quais costumam ser maneiras de permitir que a Velha Energia seja destravada e possa se mover para um novo nível.

Mas se a humanidade em geral - e especialmente Shaumbra - adicionarem energia ao drama que acompanha essa evolução, então sim... torna-se de fato provável que ela envolva alguns eventos bastante dramáticos... Mas será que vocês realmente precisam disso? Vocês precisam ler as manchetes e testemunhar cidades inteiras sendo obliteradas? Vocês precisam ler as manchetes e saber de algum ato terrorista sendo perpetrado? É assim que desejam começar seu dia ao tomarem sua xícara de café? Imersos em drama? Apenas para constatarem que ainda estão vivos…?

Existe porém um caminho diferente, um jeito não-dramático e genuinamente holístico, que lhes permita serem e expressarem vocês mesmos, trabalhando e trazendo esta energia, verdadeiramente apreciando tudo o que são e compreendendo que Deus está em seu interior... Mas esta é uma escolha humana, que jamais foi escrita no ‘livro do destino’, o qual, aliás, não existe...

PERGUNTA DA SHAUMBRA 2 (uma mulher ao microfone): Oi, Tobias! É maravilhoso demais estar aqui com você! Hoje é meu aniversário! (Ela começa a cantar.) “Fiz sessenta anos, sou linda e Eu Sou O Que Sou!” Esperei três semanas para fazer isso… (A plateia a aplaude.)

TOBIAS: Oh, sim! E se você e Kuthumi se juntassem...

SHAUMBRA 2: Eu sei! Eu sei!

TOBIAS: ...é impossível dizer o que poderia acontecer!

SHAUMBRA 2: Sim, mas ele disse que rap não é música e não concordo muito... Já atuei como advogada e agora sou professora de música em tempo integral. Leciono violão, piano e canto - já tenho mais de 50 alunos na lista de espera - desde 9 de junho de 2002, quando mudei de carreira. Pois bem… Há muito tempo desejo saber o que você acha da função da música neste processo de inspiração da consciência e da percepção, da maneira como você o apresentou hoje. Também gostaria de mencionar ter adorado a “viagem no tempo” que fizemos em nosso Shoud anterior, ao falarmos sobre Jimi Hendrix e tantos outros artistas. Qual pois seria o papel da “música antes de agora” versus o papel da “música do futuro”, a qual ainda talvez não tenha chegado aos nossos ouvidos? E se eu poderia continuar a ensinar a meus alunos todas aquelas velhas canções clássicas de rock que eu adoro e ainda ajudá-los a avançarem em consciência?

TOBIAS: Certamente! Você nos traz um tema muito interessante! A música é provavelmente uma das maneiras mais fáceis de permitir o potencial de mudança de consciência, por causa das melodias, da vibração e da ressonância da música em si, não apenas das palavras ou do que se entende por notas musicais. É de fato mais fácil transmitir consciência pela música do que através de qualquer outra expressão. Quando seus olhos lêem algo num livro ou revista, tendem a situá-lo mentalmente, assim filtrando o potencial de conscientização. Mesmo que seja uma palestra ou conversa, tende-se a processá-la mais mentalmente. Mas a música… ah… ela apela ao coração… tornando assim bem mais fácil permitir o afluxo da consciência.

Você respondeu sua própria pergunta ao mencionar alguns dos grandes músicos das décadas de 60 e 70 e mesmo alguns da época atual, embora tenhamos de expressar aqui uma opinião pessoal. A infusão de consciência e ressonância energética na música não é mais tão prolífica agora como era há vinte ou trinta anos. Hoje há muito menos daquela tentativa quase consciente de transmitir consciência através da vibração musical.

Contudo, os ciclos estão mudando e nesta época tornou-se ainda mais possível inserir consciência pura em formato musical, especialmente quando o compositor compreende que a música não é mais tão somente uma vibração. A música vai além disso agora na Nova Energia, de forma que se possa criar uma sinfonia que combine tons vibracionais com a ressonância expansional da Nova Energia, todos mesclados na mesma coisa, de forma que os instrumentos sejam tocados e os cantores cantem, mas que com eles se entrelacem a consciência e o potencial da Nova Energia. Esta é uma maneira de servir à expansão da consciência daqueles seres humanos que talvez não tenham como escutarem os Shouds ou lerem livros sobre quaisquer destes temas, constituindo-se realmente num método de “distribuição e entrega” da Nova Energia!

Isto posto, temos esperado - nem sempre pacientemente - para realizar nossa sessão especial “Pergunte a Tobias”... sobre música! (aplausos) Sim, temos de fato esperado que uma série de situações possa ocorrer e uma delas será um grande potencial que - como o descreveremos? - aflorará ou se materializará na Conferência do Salto Quântico em Taos, durante um curto período de tempo em que vocês verão, sentirão, ouvirão e experimentarão os efeitos de vários tipos de música. Agora devo contar um segredo ainda não compartilhado nem mesmo com Cauldre... ele sempre adora isso! (risos) Uma das coisas que estamos planejando neste nosso lado, enquanto vocês humanos planejam os detalhes, é efetivamente usar esta celebração do Salto Quântico como plataforma de lançamento para a música da Nova Energia. Portanto, esteja lá ...

LINDA: Cauldre sabe disso!

TOBIAS: ...esteja lá e observe como tudo isso se desdobra... Muito obrigado!

SHAUMBRA 2: Obrigada a você!

PERGUNTA DA SHAUMBRA 3 (lida da Internet por Linda): Já faz algum tempo que me encontro, quase que constantemente, num estado de preocupação com a saúde de meu corpo... e percebi ser muito difícil não ficar com medo de efetivamente estar criando problemas de saúde, ao preocupar-me com ela... Com todas essas mudanças pelas quais meu corpo está passando, como saber se elas são apenas simples mudanças? Ou se devo buscar aconselhamento médico? Como agendei alguns exames, o que eu realmente não gostaria de fazer, fiquei ainda mais confusa nos últimos dias. Não tenho mais certeza sobre como agir e estou apavorada... Obrigada.

TOBIAS: Pois bem... A preocupação é uma forma de drama. Apesar de você provavelmente se sentir miserável e detestar ficar preocupada, afirmando para si mesma que não atraiu essa situação, temos que lhe dizer que sim... que você o fez. A preocupação, na verdade, dramatiza os eventos que estão em andamento, não somente em seu corpo, como também em sua mente e na esfera criativa de sua vida, trazendo até você uma enorme quantidade do que você simplesmente descreveria como energia, mas uma energia dramática, da qual você definitivamente não precisa.

Duas dicas para você: Primeiramente, trabalhe com a ‘Standard Technology’ [Tecnologia ‘Padrão’], permitindo que seu corpo rejuvenesça. Essa abordagem não é dramática nem excitante e não produz “efeitos especiais”. Na verdade, a ‘Tecnologia Standard’ é bastante tediosa, pois você simplesmente permite que as funções naturais de seu corpo façam o que sabem fazer. Em segundo lugar, pratique respirar conscientemente. Isso é tão importante! E, por estranho que pareça, não tente atingir resultados, porque na verdade essa postura predispõe a energia a assumir um estado polarizado. Quanto mais você quiser que seu corpo físico se cure e mais tentar forçar sua cura, mais difícil a coisa se torna. A atitude aqui, portanto, é a de aceitação. Não se preocupe com isso. Pois qual seria a pior coisa que você manifestaria com sua preocupação? A pior de todas.

Agora, portanto, com toda essa consciência renovada, seus corpos podem realmente funcionar... eles querem ser e permanecer saudáveis, pois são programados para terem saúde e também curarem-se e rejuvenescerem. Essa programação está profundamente registrada no DNA e nas partes do DNA que estão agora emergindo nesta realidade. Na verdade, estas são algumas daquelas partes de vocês que têm “perambulado” em outros domínios. Aquele aspecto curador de vocês está retornando.

Nesse meio tempo, visite o médico para receber nada mais que confirmação e conforto, pois, do contrário - sabemos disso - sua mente continuará a se preocupar com uma série de coisas. Contudo, o médico verdadeiramente pode lhe ajudar a obter compreensão e entendimento a partir de uma fonte externa. Ademais, não importa o que o médico lhe diga. Não importa se ele lhe disser que você tem algum tipo de doença ou desequilíbrio em seu corpo, pois você tem a compreensão de que seu corpo quer rejuvenescer, possui a capacidade de fazê-lo e sabe como fazê-lo. O médico lhe dará algum conforto e talvez alguma direção.

Mas uma coisa em que muitos médicos são realmente bons é que eles também são movimentadores de energia, mesmo que trabalhem com remédios, instrumentos e coisas assim... Um dos maiores benefícios propiciados pelos médicos, especialmente aqueles com uma orientação “Nova Energia”, é que eles também estão ajudando a apoiar o próprio trabalho de cura que suas consciências desejam realizar. Existe portanto um trabalho consciencial subjacente, ocorrendo entre o paciente e o médico. Todavia, sempre assuma a responsabilidade por seu próprio corpo e todo o resto vem como suporte - os médicos, a família, os amigos e outras coisas mais - colaborando com sua própria capacidade de rejuvenescimento. Obrigado!

SHAUMBRA 3: Obrigada!

PERGUNTA DA SHAUMBRA 4 (uma mulher ao microfone): Oi, Tobias! Gostaria de lhe perguntar sobre minha filha mais nova. Ela tem diabetes do tipo 1 e recentemente a colocamos na bomba de insulina. Mas fiquei imaginando qual seria a opinião de vocês sobre isso e se você poderia falar a respeito dos diabéticos dependentes de insulina.

TOBIAS: Certamente! Neste caso específico de sua filha... estamos observando a energia dela - há permissão para que ali olhemos em profundidade - e neste nível sentimos que... (interrompendo e dirigindo-se a Linda) Não, Linda, não somos médicos nem autoridades.

LINDA: Obrigada!

TOBIAS: Estamos oferecendo uma perspectiva energética e não física. Não estamos dando aconselhamento psiquiátrico, mas nos sintonizando com uma forma de consciência mais elevada. (algum riso)

LINDA: Você é bom nisso!

TOBIAS: Obrigado! (risos) Isto posto, dizemos que, neste exato momento, sua filha poderia sofrer um trauma de natureza física se lhe fossem subtraídos a bomba de insulina e os remédios. Pois estes não estão afetando a mente dela, mas trabalhando seu corpo - e isso é uma coisa boa. E a própria condição, isolada à esfera física, não está alterando as formas através das quais a mente e até mesmo o espírito processam energias.

Entretanto, é preciso dizer que embora o corpo esteja mais ou menos sendo mantido em equilíbrio com a aplicação de insulina, aí se processam feridas profundas num nível mais sutil. Pois toda vez que se caracteriza uma condição de diabetes, esta constitui forte indicação de falta de amor que o indivíduo expressa, em primeiro lugar com relação a si mesmo - uma total inabilidade para o amor-próprio, que acaba se refletindo em todas as pessoas ao redor do indivíduo afetado - membros da família, namorados, amigos, cônjuges e em tudo o mais, incluindo a inabilidade em aceitar o amor de outras pessoas. Ela (ou ele) admite aceitar daquelas pessoas o suporte às suas necessidades físicas básicas, mas rejeita o amor delas - e isso vem de dentro.

E para isso não existe uma cura mágica… Pois como se encoraja alguém a amar-se incondicionalmente e de maneira absoluta? Por quais experiências esse alguém deve passar para aprender a amar? Bem, um dos primeiros passos é aprender a respirar. Ninguém consegue respirar profundamente se não ama a si próprio. A respiração consciente traz à tona e expõe uma série de questões profundamente arraigadas, como raivas, revoltas e todo o resto. Ela é pois o primeiro passo em direção ao amor-próprio.

Esta é uma das coisas que pediremos que todos vocês considerem, em particular você que fez a pergunta, pois não se trata somente de sua filha. Há muitos outros que têm diabetes, pois este é um desequilíbrio em algumas das energias do corpo, um desequilíbrio no açúcar do sangue, ou seja, um desequilíbrio na doçura do Eu e na doçura da própria vida.

Portanto lhe devolvo a pergunta e lhe peço que retorne dentro de três a quatro meses e nos reporte como você terá descoberto fazer com que um ser humano volte a se amar. Sua filha, que energeticamente se encontra aqui conosco, concorda em participar deste processo de descoberta. Contudo, embora ela tenha concordado com isso, não será necessariamente um processo fácil, pois trará à tona - em você e nela - questões de auto-estima que também se entrelaçam com todo este contexto. E que oportunidade magnífica é esta! Poder contemplar o que nos leva a amarmos a nós mesmos, com o corpo físico retornando ao equilíbrio! Muito obrigado! Agora você sabe qual é o seu dever de casa!

SHAUMBRA 4: Muito obrigada a você! (A platéia aplaude.)

PERGUNTA DO SHAUMBRA 5 (lida da Internet por Linda): Há mais de um ano tenho estado no limiar de criar significativas conquistas em minha vida, com várias oportunidades e potenciais batendo à minha porta, fazendo-me acreditar que eu finalmente estava para manifestar as coisas que sempre desejei para minha vida. Mas quando estas coisas estão prestes a se materializarem, sempre, no último minuto, tudo se desintegra... Simplesmente desaparece bem diante de meus olhos, como uma miragem... Tento olhar pelo lado otimista, convencendo-me de que talvez aquelas coisas não fossem, enfim, o que eu realmente queria... Honestamente, porém, sinto-me muito frustrado e confuso. Você poderia me explicar o que está acontecendo?

TOBIAS: Com certeza. “Conquista-fobia”. (Tobias graceja e a platéia ri.) A “conquista-fobia” - “o medo de conquistar coisas e resultados” - é um medo real... Você afirma quase poder saboreá-las e senti-las e então elas se vão... O que está acontecendo? Ora, você está com medo delas! E se você obtiver aquelas conquistas? Que responsabilidades você terá? Como elas mudarão sua vida? Como você fará para não mais se alimentar energeticamente do jeito como tem feito? O você deverá fazer para mudar alguns dos padrões, hábitos e vícios instalados em sua vida?

Você portanto sofre de “conquista-fobia” e precisa considerar as razões deste medo. O que significaria em sua vida? Que você talvez precise desapegar-se de alguns daqueles padrões para se tornar tudo o que você é? Eis aí toda uma nova ciência, pela qual talvez Andra [Norma Delaney] queira enveredar... (risos) Obrigado!

PERGUNTA DA SHAUMBRA 6 (uma mulher ao microfone): Olá, Tobias! Você talvez já tenha feito alusão à minha pergunta, mas vou colocá-la novamente. Ao final daquele maravilhoso fim de semana da Escola da Ascensão em Breckenridge, Saint-Germain disse algumas coisas incríveis e assombrosas que mexeram com todos os que estavam lá presentes. Mas algo dito por ele realmente tocou meu coração: que estamos chegando ao fim das lutas e cargas que carregamos ao longo de tantas existências e que agora podemos esperar uma vida de alegria e felicidade. Gostaria apenas de saber se a dor que estou experimentando em meu corpo - assim como vários Shaumbra também - faz parte desta transformação.

TOBIAS: Com certeza! Quando Saint-Germain se dirigiu a este grupo, certas coisas foram específicas para aqueles presentes, embora haja implicações para todos os Shaumbra, pois o que ele lhes passou está a serviço de toda a humanidade e a serviço da Consciência, serviço este assumido por Shaumbra em geral, durante muitas existências, arcando com os sentimentos, dores e emoções de outras pessoas e, num certo sentido, tomando sobre si o fardo da humanidade, em nome da Consciência, algo que soa como grandioso, mas é de fato verdade.

Em algum momento, cada um de vocês fez a seguinte escolha consciente: “Eu servirei à humanidade.” E, ao experimentarem os desafios, dores e dificuldades de viverem em forma humana, todos vocês receberam incríveis e profundos ‘insights’ e compreensões sobre aquilo que os seres humanos - e até mesmo os anjos - estão vivenciando. Isso lhes permitiu um tipo muito profundo de experiência, de forma que pudessem compreender mais sobre como serem os Inspiradores da Consciência nesta Nova Energia. Vocês quiseram certificar-se de que não o faziam somente a partir de uma perspectiva analítica ou teórica, mas que estivessem profundamente imersos nessa experiência. Mas agora vocês estão despertando e percebendo que ela não teve nem tem a ver diretamente com vocês individualmente e, embora tenham mergulhado profundamente naquela experiência, tomando-a sobre seus ombros e assumindo-a, realmente não se tratava de vocês pessoalmente.

Klaus, o bonequeiro, de forma semelhante, mantinha todos aqueles lindos bonecos nas prateleiras ao invés de vendê-los, mas percebeu, em determinado momento, que precisava deixar que se fossem... E a pergunta que lhes devolvemos e lhes continuaremos a fazer, Shaumbra, é: Vocês podem desapegar-se de tantos desafios, lutas e dificuldades que se permitiram acreditar fossem seus próprios? Pois em realidade eles não o são. A única coisa que é de vocês é aquilo que escolhem neste momento... e isto é tudo. Esta é a única coisa que é de vocês.

Portanto, assim como Saint-Germain lhes disse estar chegando o tempo em que vocês podem verdadeiramente ter alegria em suas vidas, pergunto-lhes eu: Vocês se permitirão senti-la e experimentá-la? Ou continuarão fingindo estarem submetidos a todas estas coisas que induzem dores em seus corpos e outras partes de seu ser? Que tal deixá-las partirem? Vocês estão dispostos a viverem suas próprias vidas - e tão somente suas próprias vidas - em alegria, liberdade e soberania? Somente para vocês e por vocês? Parece soar egoísta, mas... será mesmo? Pois se vocês estiverem vivendo em alegria, liberdade e soberania absolutas, livres de dores físicas, traumas mentais e todas estas coisas, que efeito acham que isso terá sobre toda a Consciência? Ao invés de carregarem os fardos da humanidade e da velha consciência, já não é hora de inspirarem a Nova Consciência? Obrigado pela pergunta!

SHAUMBRA 6: Obrigada a você! (A platéia aplaude.)

LINDA: Há várias perguntas boas aqui!

PERGUNTA DO SHAUMBRA 7 (lida da Internet por Linda): Oi, Tobias... Sou extremamente sensível às energias ao meu redor. Sempre temi me relacionar com as pessoas e precisar falar em público me apavora. E este problema não me deixa ser o professor que sou, nem expandir minha energia. Não sei se é meu medo que provoca minha hipersensibilidade ou se é minha natureza hipersensível que resulta em medo... Ao mesmo tempo, algo em mim me faz sentir grande e importante! Presumo que seja a toda essa energia em movimento estimulando minha Energia-Shaumbra, por assim dizer. Também pressinto que isso envolve uma enorme bagagem trazida de vidas anteriores. Há algo mais que você poderia acrescentar? Obrigado!

TOBIAS: Certamente! Muitos dentre vocês levaram existências silenciosas e contemplativas no passado, conforme observou Saint-Germain na Escola da Ascensão. Mesmo nesta existência atual, vocês não escolheram o que chamaríamos uma vida de muita evidência ou dramaticidade, fama ou distinção. Vocês tendem a levar uma vida mais tranqüila. E você, que fez a pergunta, teve vidas passadas extremamente solitárias, que culminaram nisso. Mas chegou a este ponto agora em que está saindo de sua concha, para ser Tudo O Que Você É e ser de inspiração para outros seres humanos. Contudo, você obviamente contraiu uma forma de “conquista-fobia” que tem a ver com o “medo de ser tudo o que você é”.

Vários de vocês não querem esta responsabilidade e receiam que possam guiar mal outras pessoas, tendendo assim à timidez ou ao distanciamento. E muitos de vocês estão de fato bastante sensíveis agora. Quando se encontram diante de um grupo de pessoas, pequeno que seja, vocês podem sentir as energias delas e ficam com medo de que não irão gostar que o que elas possam estar sentindo chegue até vocês. Elas podem estar gerando pensamentos nas cabeças delas e vocês os ouvem nas cabeças de vocês... Algo do tipo: “Esse(a) aqui não fala muito bem, é muito chato(a) e fica contando estórias longas demais.” (risadas) Mas vocês estarão observando apenas um único aspecto do que elas possam estar pensando. Outras partes delas podem estar se sentindo inspiradíssimas e amando cada palavra que vocês compartilham. Lembrem-se pois de considerarem todos os aspectos de qualquer situação que esteja ocorrendo em suas vidas.

Em resumo, que eu conheça, há basicamente uma cura para isso: Levante-se e aja. Não receie falhar. Sim, talvez você fique extremamente embaraçado(a). As pessoas podem se retirar... Mas você sabe que algo se transforma quando algo assim lhe acontece. Suas próprias energias internas, mencionadas por você, são acionadas e dizem: “Não me importa o que as pessoas digam. Estou expressando meu eu, expressando minha verdade e isso é tudo o que importa.” Por outro lado, você poderá atrair grandes grupos e platéias, que venham não somente para ouvirem suas palavras, mas para sentirem a sua energia. De forma que você realmente precisa tomar uma decisão no sentido de simplesmente fazê-lo, não importa o que aconteça. Obrigado!

LINDA: Mais duas perguntas?

TOBIAS: Três... quatro... Não… Sete! (risos)

LINDA: Sinta, sinta, sinta a voz... Quantas perguntas? (Tobias ergue três dedos.) Obrigada!

PERGUNTA DA SHAUMBRA 8 (uma mulher ao microfone): Olá! Esta é a primeira vez que venho a um encontro e... é fantástico estar aqui! (A platéia aplaude.) Então eu sou Shaum... Shaumbra? É assim que se diz?

TOBIAS: Sim! “Meu nome é Bob. Eu sou Shaumbra.” É assim que dizemos aqui, sim! (risadas da platéia e gracejos de Tobias)

SHAUMBRA 8: Sim! Presumi que sim porque sinto tanta ressonância com o que tenho lido na Internet! O material é muito bom! Minha pergunta é sobre música. A música sempre fez parte de minha vida, embora intermitentemente... Em anos recentes, porém, decidi dedicar-me a ela mais seriamente, compondo canções... e até produzi um CD! O aspecto que acho mais difícil é o promocional… Mas quero levar isso adiante para o nível seguinte. Tenho me apresentado bastante, mas para grupos menores... e desejo expandir minha esfera de atuação. Apenas gostaria de ouvir o que você tem a dizer sobre isso!

TOBIAS: Certamente! Há muitas ondas de pensamentos diferentes sobre isso, cruzando-se ao mesmo tempo... Em primeiro lugar, há uma rede sendo criada agora por Shaumbra para distribuir os trabalhos musicais de Shaumbra. Através deste portal online, ainda em construção, alguns destes trabalhos atingirão um patamar de distribuição em escala mundial, enquanto outros terão uma distribuição menor. Mas isso não faz diferença, pois a música é um tipo de aconselhamento melódico e não importa se você atinge um milhão de pessoas ou apenas algumas poucas. Tem mais a ver com aquilo que dissemos antes - a infusão de consciência e a habilidade de efetivamente realizar aconselhamento energético com as pessoas através dos sentimentos e da música.

Trata-se pois aqui de testar várias fontes de distribuição, porque esse é o objetivo. Mas não confunda distribuição com promoção... Trata-se de atingir, como você bem sabe, os canais de distribuição de energia. Farei como que uma pequena aposta aqui com você: Há tantas tecnologias disponíveis hoje em dia... É incrível… Quando observamos a energia da Internet, nós aqui neste lado temos que ficar atrás de nossa própria mureta, contemplando a Terra e a tecnologia da Internet, na qual há uma quantidade enorme de energia, cuja maioria é Velha Energia, embora bastante Nova Energia esteja presente também... Talvez vocês ainda não percebam isso, pois basta que liguem qualquer coisa - como um processador - e lá estão vocês, participando... Mas de nossa perspectiva podemos ver a energia potencial desta coisa chamada Internet.

A Internet é basicamente um reflexo ou paralelo da consciência humana. Saibam que atualmente a maioria da humanidade já adicionou sua energia à Internet. Ela é um tipo de “coletividade descentralizada”. Vocês têm em suas casas computadores pessoais que lhes possibilitam a execução de tarefas pessoais, mas que também permitem que a consciência de toda a humanidade se encontre, o que gera um potencial tremendo!

Concentre-se pois na distribuição, não apenas nos métodos convencionais e físicos, mas na distribuição pela Internet. A energia que você projetou em sua música estará em ressonância com grupos específicos e certas partes do mundo, atingindo especificamente públicos mais masculinos ou mais femininos, mas encontrará seu próprio nível ótimo. Você realmente não precisa mais se ocupar em promover nos dias atuais, mas tão somente abrir portais de distribuição. E isto se aplica praticamente a qualquer coisa a que Shaumbra se proponha.

SHAUMBRA 8: OK! Obrigada!

LINDA: Impressionante! Gratos a você!

TOBIAS: Certamente! (A platéia aplaude.)

LINDA: Você está no seu melhor! No topo de seu próprio jogo!

PERGUNTA DO SHAUMBRA 9 (lida da Internet por Linda): Estou numa encruzilhada e desesperadamente precisando de um rumo... Há alguns meses, Saint-Germain disse que se alguém ainda estivesse com problemas relativos à abundância deveria considerar recompor-se e/ou sair de cena por algum tempo. Tomei essas palavras ao pé da letra e acampei na natureza durante os últimos meses, relendo todos os Shouds desde 2003, para ver se eu tinha deixado passar algo e por que minha vida não parecia funcionar como as de outros Shaumbra. Recebi muitos novos ‘insights’ e liberei coisas que percebi realmente me travavam. Passei dias chorando, com raiva e confuso, assim como dias repletos de alegria, esperança e felicidade… Todavia, nenhuma resposta me chega quando me pergunto o que verdadeiramente quero. Preciso saber o que está causando este bloqueio. Por favor, oriente-me para alguma área, porque eu não quero morrer de apatia. Obrigado!

TOBIAS: Bem, você fez a escolha de não morrer de apatia. Então, antes de tudo, compreenda que toda esta situação chegará a uma conclusão. Você se permitiu atravessar um tremendo nível de liberação e auto-descoberta, pelo qual a maioria dos seres humanos não passa... Portanto, conceda-se a honra e o crédito por vivenciar este processo. Você o está fazendo muito rapidamente, não apenas esticando-o ao longo de várias existências, mas literalmente explorando cada parte de si mesmo.

Mas agora você chegou àquele ponto de análise em que você não tem mais como analisar, o que é uma coisa boa. Não lhe é mais possível continuar a tentar destrinchar as pecas do quebra-cabeças e agora você sabe que isso não funciona. Num certo sentido, você se tornou um recipiente vazio. Sua frustração e seu desespero estão evidentes, mas retorne por favor àquilo sobre o que conversamos no início do Shoud. Por detrás de cada dia ruim, existe também um dia bom! Quando você os observar lado a lado, perceberá uma realidade completamente diferente. Não é mais apenas “um dia”, mas uma experiência. De forma que de um lado você sente este tremendo desespero, mas do outro existe sua contraparte, ou seja, tremendas satisfação e plenitude. E este é exatamente o ponto em que você se encontra: um recipiente vazio, em função da exaustão, da frustração e do desespero. Você portanto permitirá que qualquer coisa chegue até você, de forma a basicamente resgatá-lo. Mas o único ser que pode fazer isso é você mesmo... e você está aberto a isso!

Portanto, dê uma outra olhada em tudo isso e escute - não leia - escute este Shoud mais algumas vezes. Sinta seu “J’Encore”, ou seja, sua própria reintegração e seu próprio reencontrar-se. Enquanto você se ocupava com aquela busca desesperada, tentando compreender as coisas e recompor-se como ser humano e como espírito, você literalmente enviou todos os tipos de aspectos energéticos de si mesmo para explorarem todo e cada domínio da existência. Você se lembra de ter feito isso, não se lembra? Você se lembra de ter dito: “Devo conferir esta e aquela dimensão e verificar os potenciais que elas encerram.” Você o realizou em seu silêncio e em sua solidão... e agora aquelas partes e peças começam a retornar e a reagrupar-se. Não as force. Não tente coagi-las ou manipulá-las. Deixe-as livres. No momento em que você se perceber cerebral, tentando pensar em como trazê-las, desapegue-se e relaxe. Esqueça o assunto. Vá dar uma caminhada e respire profundamente. Suas partes retornarão e você se reintegrará - “J’Encore” - natural e facilmente.

E, quando o fizer, experimentará um daqueles tremendos momentos de “A-há!”, percebendo como de fato você planejou tudo isso, para ajudá-lo a compreender as profundezas de si mesmo. E as questões da abundância e da saúde não mais serão o foco nem serão “problemas”, mas as conseqüências naturais de você se permitir ser apenas você mesmo. As palavras que usamos aqui podem lhe parecer difíceis, porque você tem essa tendência a analisar e destrinchar as palavras. Portanto lhe pedimos que simplesmente retorne à essência dos sentimentos e das sensações da mensagem de hoje. Pois a ela estamos adicionando consciência e um tipo de energia potencial para você. Apenas a aceite em si... Observe como todas as partes e peças retornam e se reagrupam, embora de um jeito completamente novo. Seu velho “você”, num certo sentido, morreu e se foi... Seu novo “você” agora começa a chegar a esta realidade. Obrigado!

LINDA: Mais uma ou duas perguntas.

PERGUNTA DA SHAUMBRA 10 (uma mulher ao microfone): Oi, Tobias! Acho que você respondeu à minha pergunta, mas... uma das coisas que fiz nesta vida - e sobre a qual você nunca falou de forma otimista - são os medicamentos psiquiátricos. E fiquei imaginando que energia você veria envolvida neles e como fazer para trazer essa parte de mim de volta para casa.

TOBIAS: Muito bem… Apenas sua própria percepção consciente sobre a questão já faz uma enorme diferença. O fato de que você agora compreende o que fez no passado e que você precisava estabilizar-se. E que, em verdade, usou estas substâncias para abrir-se a si mesma e também recompor-se e reintegrar-se.

E você sabe que fazemos essa brincadeira entre nós dois... Você tem tanta grandeza... mas não quer olhar para ela! De forma que cria este jogo no qual você não é grandiosa - algo que em si mesmo é grandioso! (algum riso) Você tem tanto potencial... e eu já provoquei você inúmeras vezes sobre isso... Já lhe disse que você se permitiu experimentá-la em existências passadas - a grandeza humana, aquela parte que representava o papel de líder e legislador(a) de terras e países, aquela parte de você que exercia influência sobre muita gente e, num certo sentido, você agora faz um jogo que realmente não era e não é você. E assim você joga o jogo de “não ser grande”. E isso é de fato grandioso!

Mas chegou este momento em que você está ficando entediada com este velho jogo - o que eu lhe disse que aconteceria... Você está chegando ao ponto em que deseja viver de um novo jeito. Não se preocupe com o que aconteceu relativamente àqueles medicamentos. Mais uma vez, porém apresento aqui algumas recomendações, as quais não constituem prescrições médicas nem aconselhamento psiquiátrico, mas grandiosos conselhos espirituais, que são melhores que quaisquer daqueles juntos... Sinta Saint-Germain! (risos)

E para todos vocês que utilizaram medicamentos psiquiátricos ou drogas para a mente, para a depressão e para regular seu estado de humor, se as deixaram há cerca de um ano e ainda sentem a tendência de a elas voltarem, ou mesmo aquela tendência mais geral de se sentirem incompletos, é porque elas de fato deixam um tipo de “buraco psicológico” em vocês, uma sensação incompleta e inconclusa, que tende a permanecer com vocês muito tempo depois de as terem abandonado. Em nossas pesquisas energéticas deste lado do véu, descobrimos que comer uma boa quantidade de peixes provenientes do oceano - não de lagos ou rios - mas certos frutos do mar, dentre os quais atum, salmão, camarão, mariscos, bem como quaisquer peixes que venham do oceano, tende a exercer um efeito homeopático e natural de cura. Mas isso não procederá se alguém ainda estiver fazendo uso atualmente daqueles medicamentos e tentando livrar-se deles, pois o efeito seria quase o inverso. Mas se vocês já os tiverem dispensado há cerca de um ano, comam bastante daqueles tipos de peixe.

E vocês descobrirão que seus sistemas os aceitam muito mais que a certos alimentos mais densos como as carnes em geral, podendo também identificar outras preferências. Após essa dieta regular de peixe - não composta apenas de peixe, mas porções de peixe a cada período de alguns dias - depois de meses sentindo aquele vazio psicológico, embora ainda possa restar a sensação de um buraco interior, aquela percepção de se estar incompleto(a) irá desaparecendo, o que na verdade ajudará a purificar seu sistema e a expulsar alguns dos resíduos psicológicos e físicos que ainda estejam retidos em você. Obrigado! E pare de se preocupar!

SHAUMBRA 10: Obrigada a você!)

LINDA: Obrigada! Última pergunta.

TOBIAS: Sim.

PERGUNTA DA SHAUMBRA 11 (uma mulher ao microfone): Oi, Tobias! Obrigada! Estar aqui é pura indulgência para mim.

TOBIAS: Que bom!

SHAUMBRA 11: Faz bastante tempo que subi até aqui para conversarmos e… como nossos dias estão contados, talvez seja esta a última vez... e quero lhe agradecer por me inspirar por tanto tempo... e também ouvir se haveria qualquer coisa que você gostaria de me dizer.

TOBIAS: (pausa) Estamos observando sua energia aqui... Há sim… Existe algo, mas que deverá causar algumas reverberações, turbulências e coisas semelhantes... Haverá alguns telefonemas bem tarde da noite e também discussões resultantes disso, mas sim... é muito importante agora que você comece a ensinar. Comece a ensinar e isso é tudo. Esta é sua paixão! Este é o seu desejo! Tem havido coisas que a travaram, que se manifestaram sob várias e diferentes formas, mas não importa. Ensine! Ensine... E se não funcionar da maneira que você quer, volte e teremos uma conversa com algumas outras pessoas.

SHAUMBRA 11: Muito obrigada!

TOBIAS: Obrigado a você!

E não deixem que ninguém lhes pare, Shaumbra. Sejam a plena expressão de quem vocês são!

Foi um deleite estar aqui neste dia do “J’Encore”... da reintegração do Eu...

E assim é!




Tradução para o Português: Estêvão Veríssimo estevao@teacher.com

Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.

O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.

Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.

As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.

O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.

Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.

Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/

© Copyright 2007 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.