As Histórias de Tobias: Os Cinco Sentidos Divinos do Ah!

(...) Hoje vamos contar uma história curta, porque já falamos por um bom tempo antes de chegarmos à lição! Vamos contar a curta história de Shaumbra, alguém cuja energia é parte da família. Ela é parte de cada um de vocês. Vamos chamá-la Nancy. 

Nancy não esteve aqui no mês passado em pessoa, mas ela pegou a informação na sua Internet e ouviu-a. Nancy escutou a Lição Cinco, os Sentidos de Ah. E ela, como tantos de vocês até hoje, adormeceu. E, isto não importa. Ela adormeceu durante essa lição, mas ela realmente ouviu esta MARAVILHOSA história dos sete fazendeiros. Na verdade ela foi uma das que queria que a história continuasse! (risadas) Ela ficou muito desapontada quando chegamos ao final! (mais risadas) 

Após ouvir a Lição Cinco, Nancy estava um pouco cansada, o que é normal, queridos amigos, devido a tanto trabalho energético durante a lição. Mesmo as pessoas que não estão presentes vão ficar cansadas, de uma certa maneira, mas no bom sentido. Vão perceber que há muita mudança em andamento dentro de seu ser. 

Nancy de repente percebeu que estava muito faminta. Faminta de verdade! Toda essa conversa sobre colheitas, comida e fazendas, todos esses alimentos deleitosos e gostosos, na Lição Cinco. Ela estava mesmo com muita fome. Ela percebia a fome desafiando seu ser. 

Nancy parou por um momento, pensando o que comer, imaginando um maravilhoso melão e os maravilhosos morangos da história dos fazendeiros. Imaginou uma omelete de queijo. Sentiu o doce sabor dos vegetais que colocaria na omelete. Imaginou como seria comer esta omelete.

Ela foi à geladeira e a suas cumbucas, olhando o que tinha na despensa. Ela mantinha uma energia de compaixão por seu corpo enquanto fazia isso. Quando olhou para certos alimentos, sentiu suas vibrações. Ela sentiu compaixão por seu corpo físico, observando se ele ressoava com a vibração dos alimentos para os quais olhava, vendo se era deles que seu corpo precisava no momento. 

Enquanto olhava na despensa e na geladeira, ela também pensava em sua família. Ela pensava que alimentos eles gostariam, pensava se haveria o suficiente para si e para alimentá-los mais tarde. Nancy considerou se havia equilíbrio no que seu corpo pedia, o que seria necessário para os outros mais tarde e o que havia disponível no momento. Ela sentiu a energia de tudo isso. 

Logo ela definiu o que iria cozinhar. Ela tirou temperos e alimentos crus das prateleiras e do refrigerador e cortou-os em pedaços apropriados. Concentrou-se na preparação da refeição e em juntar os alimentos. Concentrou-se no tempo necessário ao cozimento de cada coisa. Deu atenção à quantidade de ingredientes necessários, quantas xícaras disso, quantas colheres de sopa daquilo e quantas pitadas. 

Em breve ela começou a juntar os ingredientes. A panela estava quente. O forno pronto. As tigelas estavam prontas para receber os alimentos. Ela começou a expressar-se totalmente ao reunir todos eles e realmente preparar a comida. Tudo isso porque leu a história dos fazendeiros e ficou com fome.

Ela sentou-se e apreciou totalmente o que estava comendo, sabendo que tinha preparado por conta própria – um ponto importante. Ela preparou a comida para si mesma. A comida ressoava com seu corpo. Ela reuniu em equilíbrio apropriado os ingredientes, mesmo que os livros de culinária dissessem para usar menos daquele tempero e mais daquele da estação. Ela cozinhou baseando-se em sua própria compreensão e sensibilidade. 

Quando comeu a comida, ela não apenas estava saborosa e satisfez sua fome, mas também forneceu ao seu ser físico, mental e espiritual as energias equilibradas apropriadas. As energias vieram do ponto da sensação de fome até o ponto da ingestão. 

Naquela noite, Nancy dormiu maravilhosamente. Nós nem mesmo a acordamos as 4:44 – ela estava dormindo tão bem! (risadas). Ela dormiu bem porque a integração da divindade no DNA estava se dando tão suavemente, que não houve interrupção ou desassossego durante a noite. Acho que deixamos as coisas bem claras aqui para você, para muitos de vocês. 

Havia um equilíbrio apropriado dos nutrientes e energias que entraram em seu ser. Ela desconsiderou coisas como contar as calorias quando preparou a comida. Oh, queridos amigos, é tão restritivo quando vocês fazem isso! Por que vocês contam as calorias? Conte quocientes de energia que entram em seu ser, não as calorias, não gramas de gordura, não a proteína. Estas são coisas da velha energia. 

“O que são quocientes de energia?” Você pergunta? Pergunte a si mesmo! Pergunte a sua sensibilidade! Pergunte a seus sentidos de que falamos na Lição Cinco! Pergunte ao seu corpo! Ele lhe dará o equilíbrio de energia. (dando uma risadinha) Talvez fosse apropriado à Nancy assar um enorme bolo de chocolate e devorá-lo! Se fosse isso o que seu equilíbrio corporal estivesse pedindo, assim ela teria respondido. Agora, neste caso, era diferente. Mas, ela dormiu muito bem durante a noite e o trabalho integrado, o florescer fluiu suavemente dentro de seu ser. 

Agora você pergunta, “Tobias, por que você nos conta essa história de cozinha hoje? Primeiro nos conta uma história sobre fazendas e agora sobre cozinha. O que significa tudo isso? Como isso nos ajuda a entender a Linguagem do Ah?” Queridos amigos, há mais uma coisa sobre a qual queremos falar hoje, mais uma porção num nível diferente, mas que agora está no ponto para entrar, assim como a energia de Metatron está pronta para entrar agora. 

Há sentidos espirituais, sentidos que são usados por você e usado por nós em níveis diferentes dos sentidos humanos. Estes sentidos sempre estiveram disponíveis, mas enquanto na Terra você não os tem usado muito. Eles se mantiveram meio que entrincheirados. Meio que escondidos de vocês. Estiveram como que indisponíveis a vocês. Sim, você os utiliza quando retorna para nosso lado do véu. Quando você deixa a forma física, você os pega novamente. Eles são inerentes. São parte do que você é, mas quando vem para a Terra, você tende a deixá-los pra trás. Eles não estão disponíveis, mas agora estão chegando. Daí a razão de Metatron vir hoje para ajudar a introduzi-los, ajudar fazendo a ponte nesta brecha. 




Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. A história de Tobias, do livro bíblico de Tobit, pode ser encontrada no site do Círculo Carmesim na rede – www.crimsoncircle.com O material de Tobias tem sido oferecido sem ônus aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra mundo afora desde agosto de 1999, data quando Tobias disse que a humanidade ultrapassou o potencial de destruição e entrou na Nova Energia. 

O Círculo Carmesim é uma rede global de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Energia Nova. Passando pelas experiências, alegrias e desafios do status ascensional, eles ajudam outros humanos em sua jornada compartilhando, cuidando e guiando. A cada mês mais de 40.000 pessoas visitam o site do Círculo Carmesim para ler os últimos textos e para discutir suas próprias experiências. 

O Círculo Carmesim realiza seus encontros mensais em Denver, Colorado, local onde Tobias apresenta as últimas informações através de Geoffrey Hoppe. Tobias afirma que ele e outras entidades do Conselho celestial Carmesim, estão na verdade canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles lêem nossas energias e traduzem nossa próprias informações de volta para nós de maneira que possamos vê-las de fora, enquanto as experimentamos por dentro. Os encontros de Círculo Carmesim são abertos ao público, embora RSVPs seja bem vindo. Não há custos ou taxas a pagar. O Círculo Carmesim recebe sua abundância através do amor aberto e da doação dos Shaumbra pelo mundo. 

O propósito último do Círculo Carmesim é servir como guias humanos e professores de humanos que percorrem o caminho do despertar espiritual interior. Esta não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior guiará as pessoas a sua porta para compaixão e cuidado. Você saberá o que fazer neste momento, quando o humano único e precioso – prestes a embarcar na jornada da Ponte das Espadas – chegar a você. 

Se você está lendo isso e sente a verdade e a conexão, então você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade floresça em seu interior neste momento e por todo o tempo a frente.Você nunca está só porque há a família ao redor do mundo e há os anjos nas esferas ao seu redor. 

Por favor distribua estes texto livremente sem base comercial e sem cobrar. Por favor, inclua a informação em seu todo, inclusive as notas ao pé de página. Qualquer outra utilização precisa ser aprovada por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado @copyright 2001 Geoffrey Hoppe, POBox 7328, Golden, Colorado, CO 80403. E-mail: Tobias@crimsoncircle.com. Todos os direitos reservados.

Tradução para o português: Sonia Gentil, janeiro/2003