Imaginação

TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM 

Círculo Carmesim, 6 de março de 2004 - Série da Nova Energia 

Shoud 8: IMAGINAÇÃO




Tobias: E assim é, queridos mestres e Shaumbra, que nos reunimos hoje nesta energia tão amorosa, esta energia tão doce, certamente diferente da nossa pequena palestra familiar do último mês (risos da audiência e Tobias sorrindo). Foi um mês maravilhoso para mim, Tobias, ao ver as mudanças e transformações por que passaram tantos de vocês que nos pediram para trazer esta mensagem para vocês, esta mensagem de abraçar a vida. Estamos prontos para seguir em frente com vocês para um nível totalmente novo. Era uma coisa que precisava ser discutida. Vocês nos pediram para discutir o valor da vida antes que nós abríssemos uma nova porta, e é por isso que estamos aqui para fazer isso hoje.


Certamente, a energia é doce, e nós dançamos nos corredores quando a música de vocês estava tocando. Nós ajudamos ao trabalhar com vocês quando estão deslocando e mudando, e mudando de uma energia vibratória para uma energia expansiva – não é uma tarefa nada fácil. Mas, quando vocês chegam a este lugar, quando se reúnem como Shaumbra em todas partes do mundo, vocês nos dão a permissão para ajudar a lhes facilitar um processo, para ajudar a servir vocês dentro do movimento para esta coisa chamada a Nova Energia.


No dia de hoje, certamente, vamos atravessar por uma abertura com você, com sua permissão. Hoje temos uma convidada maravilhosa, especial. Não estamos somente eu, Tobias com os Shaumbra. Temos uma convidada.


Se você notou, Shaumbra, houve muito trabalho de limpeza que foi necessário ser feito antes desta reunião… trabalho de limpeza que foi feito por vocês através dos ventos que vieram e limparam esta área (referindo-se a ventos muito fortes na Montanha Boulder, de Denver, região de Colorado, que tiveram lugar durante o tempo da canalização)… não somente limpou a área desta montanha, mas as energias que para aqui se transferiram foram dadas a todos os que estão escutando online agora. Os ventos foram para todos vocês para lhes ajudar a efetuar a mudança. Os ventos foram para todos vocês que vão ler isto mais tarde. Muitos dos que estão lendo isto bem depois, podem escutar os ventos deste momento… inclusive enquanto vocês estão escutando isto… porque havia uma limpeza que tinha que ser feita… Velhas crenças e Velhos conceitos que estiveram estagnados, tão arraigados que vocês inclusive nem os notaram.


Inclusive no dia de hoje enquanto nós nos sentamos juntos aqui, há alguns de vocês que ainda têm uma energia atormentada… uma parte sua que desprezaram… inclusive odiada… posta na escuridão… e travaram batalhas com ela por muito tempo… algo a respeito de vocês mesmos de que se sentiram culpados ou envergonhados… algo que sentiam que os fazia ser menos do que Deus também… algo que desprezam… de que consideram a parte mais feia de vocês… algo que estava tão profundamente escondida que ela é ainda outra camada que tem que se abrir agora. E, pedimos a vocês que tragam esta parte – cada parte de vocês mesmos – para ser aberta no dia de hoje, porque há muita luz aqui e amor e apoio. Se vocês podem se permitir a abrir e compartilhar essa parte de vocês com vocês mesmos… não mais a odiando … mas sim a abraçando.


Vocês sabem – para aqueles os quais estamos falando agora – vocês sabem de que estamos falando. Não há julgamento de nossa parte. Os amamos ternamente. Isto foram coisas que vocês deram a si mesmos como experiências. Não há nada do que se envergonhar aos olhos de Deus. E vocês são Deus também.


Isto foram coisas que vocês… experiências que deram a si mesmos. E, talvez, o resultado não era bem o que vocês pensaram que ia a ser. Talvez, vocês sentiram que ficaram estagnados em algo que chamam de vício ou uma inclinação. Talvez, foi algo que sentiram que estava além de vocês, fora de controle, um demônio dentro de vocês mesmos.


Este é um dia para curar a todos esses demônios. E, vocês podem deixá-los sair agora para que nós os vejamos – e para que vocês mesmos os vejam – o valor que você deu a si mesmo. Qualquer escuridão… qualquer coisa que desprezaram a respeito de si mesmos… vocês podem abrir agora , porque o tempo e a energia são diferentes. Vocês podem olhar a estas coisas sobre vocês, que vocês tem carregado como lixo velho, com tanto sentimento de culpa. Vocês podem deixá-los sair hoje, e olhá-los, e ver o presente que está verdadeiramente contido, mesmo nas coisas mais desprezíveis. Havia um presente para vocês mesmos. Chegou o momento de deixar de brigar contra estas partes que são de vocês.


Vocês sabem… tantas vezes os escutamos falar com vocês mesmos. Vocês dizem que desejariam ser mais fortes. Vocês dizem que desejariam ter mais vontade e determinação para sobrepor-se a essas coisas. Não se trata sobre ter força. Não se trata de querer tira-las fora de sua vida. De certa maneira, quando vocês tratam de superar estas coisas que não gostam a respeito de si mesmos, isto somente serve para dar a elas mais energia.


Trata-se de compreender o porquê deram a si mesmos esta coisa… porquê se manifestou, ou chegou a ser criado de certa maneira… porquê não mais lhes serviu… e porquê não podem liberá-lo. Já não vale mais o tentar forçar as coisas, Shaumbra, para que saia de vocês – se trata de liberar. Liberar significa com amor e com a maior das compaixões.


Espírito, Jehova, os olha agora e ama cada parte sua, inclusive aquelas partes das quais vocês se envergonham, inclusive aquelas partes que vocês sentem que os fizeram sair fora da graça do Espírito e de vocês mesmos. O Espírito ama cada parte, cada parte incondicionalmente.


E, nesta energia que compartilhamos hoje, pedimos-lhes que se abram, deixem que a cura tenha lugar. E, a cura é somente sobre ter sabedoria. Não se trata de erradicar algo. Não se trata de lutar contra isso, de superá-lo, ou tirá-lo à força de sua vida. Trata-se de chegar finalmente ao lugar de compaixão, onde se pode ver inclusive a questão mais difícil e desafiante sobre você mesmo… e encontrando a verdade e sabedoria nisso… não se recriminando por ter tomado o caminho equivocado… ou de não ter a força… senão de ter compaixão… total compaixão.


Então, durante este Shoud no dia de hoje vamos trabalhar com vocês para ajudar-lhes a ver a sabedoria no que escolheram para si mesmos, inclusive nas escolhas que pensaram que foram erradas. Pedimos-lhes que inspirem fortemente e que se abram totalmente para o amor e a compaixão do Espírito, todos nós no Conselho Carmesim, e na ordem de To-bi-wah, e – mais do que tudo – abram-se muito a vocês mesmos… ajudem a transmutar… ajudem a transformar estas áreas de grande escuridão em áreas da mais grandiosa luz que possivelmente possa brilhar. Isto pode ser feito, Shaumbra.


Então, aqui estão vocês na Terra no ano 2004. Porque estão aqui – vocês se perguntam tanto ? Do que é que se trata esta vida agora? Do que é que se trata este tempo específico? O que virá a seguir? Porquê sentem tantas vezes como se estivessem esperando, esperando por algo que vai acontecer?


Simplesmente vocês estão aqui para experimentar a vida. Podem permitir que isso seja assim tão simples? Vocês estão aqui para experimentar a vida… qualquer coisa que desejem. Vocês podem experimentar como é sentir dor, como é sustentar uma dessas coisas da escuridão dentro de vocês.


Vocês podem experimentar a alegria de cada dia, a alegria de observar outras pessoas em sua própria criação. Vocês podem experimentar como é que é ter um grande amor e compaixão para outros. Vocês podem experimentar como é receber amor e compaixão deles.


Vocês se encontram na Terra neste momento para experienciar… para sentir… para aprender… para saber como é que é o viver… para viver. Isto é assim simples. Não têm que complicar. Vocês simplesmente estão aqui para experimentar.


Porque vão a uma montanha russa? Porque pagam um bom dinheiro para que se assustem (alguns riem) – para experimentar isso… para dizer que o fizeram… para sentir como é estar com a ansiedade de ir para cima, para cima e acima, sabendo que vai haver uma queda profunda e dramática, só para serem elevados novamente. É uma experiência.


Também estão aqui na Terra bem neste momento – literalmente pela primeira vez na vida assim – para desfrutar, para desfrutar. Agora, por mais estranho que isto pareça, todo este conceito de desfrutar verdadeiramente da vida, é relativamente novo.


Vocês sempre têm estado, de certa maneira, numa escola aqui. Vocês têm estado aprendendo. Vocês têm se dado muitos desafios, alguns de vocês muitas provas. Vocês trataram de acumular tanta experiência quanto seja possível. Nas mais recentes experiências de vida têm estado tentando se sobrepor ao carma terrestre.


E, durante todos os períodos de vida por que vocês tenham passado aqui na Terra, o que vocês têm feito é ir para trás e reviver as experiências que aconteceram muito tempo antes que chegassem a Terra, muito antes que tomassem corpo físico – coisas que sucederam quando se encontravam nas dimensões angélicas, tratando de encontrar um caminho de regresso ao Lar, tratando de compreender quem vocês eram e quem eram os outros. Tantas coisas sucederam… e que vocês poderiam chamar de batalhas. Mas, também tiveram muitas coisas maravilhosas.


Nós dissemos aos nossos grupos antes que estas suas séries de filmes – Guerras nas Estrelas, e inclusive muito das sci-fi (ciência e ficção) – se tratam de coisas que sucederam tanto tempo atrás e que são projetadas sobre suas telas e re-encenadas. Vocês não tinham corpo físico então. Vocês não viajavam em naves metálicas. Mas, a essência é a mesma.


E, assim vocês chegaram a Terra para reviver aquelas coisas… para reviver como era ter laços de amor com outras pessoas… como era ter duelos, conflitos com os outros… como era tentar acumular poder. Vocês chegaram à Terra para reviver isto. Não era carma. Não era algo que o Espírito os forçou a fazer. Vocês escolheram fazê-lo a fim de ganhar um maior “insight” e entendimento. Tantos períodos de suas vidas foram estabelecidos por vocês para retornar e voltar a atravessar velhas situações de uma maneira muito lenta na forma humana, onde tiveram a habilidade de fazer escolhas conscientes, e depois para compreender o impacto de suas escolhas.


Mas, tudo isso muda agora neste período de vida, no qual se encontram agora. Nesta vida vocês agora vocês podem realmente desfrutar a vida. A viagem termina. E, agora podem desfrutá-la verdadeiramente. 


Já falamos disto antes. Vocês podem se sentar para a festa da vida. Vocês podem desfrutar de tudo, desde as comidas… até as relações… até dar um passeio nos bosques… ou ao longo da praia. Vocês podem desfrutar do que simplesmente é viver… simplesmente viver. Vocês estão aqui agora para experienciar vida e para desfrutar a vida.


Vocês também estão aqui por escolha própria, para estar entre os primeiros a caminhar para esta coisa que chamamos a Nova Energia, para ajudar a fazer a transição – não somente para vocês mesmos, senão para estabelecer a energia para todos os outros que seguirão após vocês. Sim, certamente, sabemos que tantos de vocês têm estado cansados e fartos por passarem por tanta mudança, tanta libertação de vidas passadas. Algumas vezes vocês estão fartos de toda esta coisa chamada vida. Mas, vocês escolheram estar aqui agora para serem os primeiros a introduzir esta Nova Energia, de integrá-la dentro de sua vida, e depois compartilhá-la com outros.


Vocês poderiam dizer que são a "equipe de avanço", os exploradores que estão indo à frente dos outros, saindo da consciência de massa para ajudar a criar todo o marco, o marco energético para esta coisa chamada Nova Energia. Ao mesmo tempo, enquanto estão fazendo seu trabalho aqui na Terra, vocês também estão na Nova Terra durante seus estados de sonho, ajudando a criar aquelas energias também. Vocês poderiam dizer que na verdade se acham aqui a serviço por sua própria escolha… nunca mais carma… nada mais de lições… não mais jornadas neste momento. Vocês estão aqui para experimentar o que quiser que escolham… de desfrutar a vida da maneira que desejem… e também para ajudar a fazer esta transição para a Nova Energia.


E, finalmente o propósito mais elevado e o preceito mais elevado do porque estão aqui é serem mestres. É para serem mestres. Pelo que vocês passaram – suas experiências e toda a sabedoria que ganharam – vocês estão aqui para ajudar a ensinar aos outros. O ensino vai muito além – muito além – do que possam imaginar.


Todos vocês estão sentados aqui neste momento, conectando-se com Shaumbra de todo o mundo. Vocês estão ensinando. Vocês estão ancorando uma energia que estará disponível para que outros cheguem a este caminho. Vocês poderiam imaginar que estão criando este globo, esta massiva, dinâmica bola viva de energia, uma biblioteca de tudo que vocês estão aprendendo bem agora, e que estará disponível para outros.


Vocês verão… o ensino não tem que ser mediante a palavra falada. Não tem que ser estando parados frente a um grupo. Vocês estão ensinando justamente agora. Vocês estão deixando sabedoria para outros que chegarão pelo caminho. Justo neste momento vocês estão permitindo isto. Vocês não sabem para quem, ou quando sucederá. O próprio trabalho que vocês estão realizando em profundos níveis interiores – o que vocês poderiam chamar de os níveis psicológicos de quem vocês são – está fazendo a diferença nesta Terra… fazendo uma diferença para os que virão após vocês… fazendo uma diferença em todo o universo.


Saiam de sua mente por um momento aqui e unam-se a nós e sintam como vocês estão ajudando na mudança da Terra, como estão ajudando para a mudança do universo e do omniverso. Cada vez que tiveram que passar por uma batalha ou um desafio dentro de vocês mesmos e que tiveram que fazer uma escolha, chegando a um novo nível de entendimento, vocês exatamente ajudaram a mudar o mundo.


Por mais estranho que pareça na maioria dos humanos não se passa em suas mentes as coisas por que vocês passam. Cauldre está rindo aqui, chamando, eu Tobias, "mestre do óbvio" (alguns risos). O que passa nas mentes e nos corações da maioria dos humanos não é bem como o que vocês estão atravessando. Eles não têm as mesmas perguntas. Eles não têm os mesmos desafios que se dão a si mesmos. Eles não têm os mesmos sonhos e desejos que vocês têm.


Alguns de vocês perceberam isto de uma maneira difícil quando estiveram com conselheiros que não compreendem a natureza espiritual da Nova Energia. Eles tentam manejá-los com Velhos métodos, e isto se faz frustrante para vocês dois. Eles não compreendem o que está sucedendo no seu interior. A lagarta no casulo passando pelo inferno, passando pela transformação… eles não entendem.


Vocês são mestres acima de tudo. Neste lado do véu é que lhes foi dado o titulo, lhes pertencem o titulo de mestres, que É o maior de todos. Não há título… não há nome… não há papel que seja mais grandioso.


É curioso que em sua Terra não se dá aos mestres o devido crédito – os mestres que se acham em suas escolas – porque de nosso lado do véu, é o colar mais alto, a mais alta ordem. Vocês são mestres da vida… mestres do Espírito… mestres do corpo e da mente e da alma… registrando toda sua informação energeticamente… não necessariamente em livros, senão energeticamente… e deixando-as na biblioteca para aqueles que vem depois de vocês.


Assim , a pergunta para cada um de vocês agora, cada manhã quando se levantam, é "Como vou escolher ensinar hoje?" Vejam… vocês estão ensinando mesmo estando conscientes disso ou não. Os outros os estão observando. Os outros os desafiam às vezes, não exatamente para fazê-los passar por um mau momento, senão que eles querem descobrir quais os progressos que tem feito. Eles querem ver a profundidade e a convicção de sua alma.


Então eles os desafiam, talvez os ridicularizam e os desprezam, talvez façam pouco de suas crenças esquisitas e diferentes. O que eles realmente estão perguntando é, “Mestre, quanta sabedoria tem? O Quanto aprendeu com suas experiências? O que pode compartilhar comigo?”


Mestres, Shaumbra, como vão ensinar amanhã? Como ensinarão no dia seguinte? Como vão compartilhar o que são e o que sabem? Será através de um exemplo? Será por meio de atividade? Será mediante o compartilhar um livro ou uma canção? Será por meio de um conselho? Será simplesmente por manter um espaço de divindade e deixar sua energia brilhando agora, sem restrições, sem retê-la, sendo tudo o que verdadeiramente são?


Cada manhã perguntem a si mesmos, "Como vou ensinar hoje? Como vou compartilhar este presente da vida? Como vou compartilhar a simplicidade e as maravilhas da vida aqui na Terra? Como vou compartilhar a liberdade que tenho dentro de minha alma, sabendo que o Espírito me ama por tudo que fiz… incondicionalmente?


Como vou compartilhar com outros de que não há castigo aqui na Terra? Não estamos expulsos aqui. Não somos anjos caídos. Estamos aqui para experienciar e desfrutar e ajudar a estabelecer uma energia do Novo, e depois para ajudar a ensinar a outros.


Então proferimos a todos vocês, Shaumbra - como vão ensinar a cada momento, a cada dia? Não precisam estar em uma novela. Não precisam estar pontificando. Todos vocês fizeram isto no passado. E olhem o que iniciaram – as igrejas! (risos) Como vão ensinar – Através do seu exemplo, através de sua luz, através de sua energia, através de sua criatividade, de seus sentimentos?


Por isso, na nossa última reunião de Shaumbra, certamente, nós tivemos… eu, Tobias, tive uma conversa muito direta com vocês. Havia chegado o momento para propor a pergunta a respeito da vida e da morte. Havia chegado o momento para perceber o valor de estar aqui, trazendo o Espírito para viver neste lugar chamado Terra, e trazendo agora a divindade se unir com vocês, trazendo à divindade para se mesclar com a humanidade.


Muitos de vocês não estiveram vivendo, assim como dissemos, esperando por algo – nós não estamos certos do que – mas não vivendo, não sentindo que vocês são Criadores, não sentindo que tinham escolha sobre esse assunto. Assim então, lhes propusemos uma escolha – viver ou morrer. Estamos felizes ao ver que quase todos vocês escolheram viver. Alguns não o fizeram. Eles estavam prontos para regressar a nosso lado, prontos, prontos para estar aqui para trabalhar conosco para ajudar-lhes, para ajudar-lhes a atravessar este processo maravilhoso mas algumas vezes muito desafiante. Vimos mais mudanças de energia nesse breve período do mês passado, do que vimos em muitas, muitas das canalizações. Isto serviu para vocês se darem conta do valor do porquê vocês estão aqui.


Antes de nós passarmos para este próximo nível, isto tinha que ser dito, e – como dizer – trabalhando com todas suas energias e com aquelas do nosso lado, houve muito debate sobre quando é que seria o tempo apropriado para fazer esta abertura. E, hoje é o dia certamente… certamente. Hoje foi o dia para fazer muitos esclarecimentos, muita abertura e agora vocês estão prontos para o seguinte nível.


Nós lhes pedimos que sintam a energia. Não adivinhem… não há suposições aqui. Saiam de sua mente. Esse é um Velho jogo humano, da Velha Energia. Não estamos pedindo que sejam psíquicos. Estamos pedindo que sejam sensitivos, antenas de energia, os acionadores da energia. Pedimos que sintam. Agora, vocês não podem resistir, não é mesmo? Vocês estão indo para dentro de suas cabeças, tentando adivinhar!


Façam uma inspiração profunda e sintam a energia da nossa querida e muito especial convidada, uma convidada que nos acompanhará durante um tempo aqui. Façam uma inspiração profunda e sintam a essência deste ser querido. Sintam como suas energias são apropriadas para o grupo. Sim, certamente, ela vem com muita força. Ela trabalha com tantos de vocês.


E, certamente, a conhecemos. A chamamos pela energia de Myriam (Tobias pronuncia isto como Mye-REE-um), Myriam… sim, certamente… Miriam, tal como podem conhece-la (agora pronunciando seu nome como MEER-ee-um)…... Miriam de Magdalene…... Maria Madalena. (Para o resto do texto e para quem ouve, se Tobias diz Mye-REE-um, seu nome será soletrado M-y-r-i-a-m, com um "y". Se Tobias diz MEER-ee-um seu nome será soletrado como M-i-r-i-a-m, com "i") (N.d.T. A fim de facilitar a tradução, para nós ela é conhecida como María Madalena) 


Nós a conhecemos pela energia de Myriam, um ser querido que veio da linhagem de Abraham, que foi também conhecida como Deborah, que guiou a uma das doze tribos de Israel, uma grande, grande líder de homens e mulheres. Myriam também abraça a energia de Quan Yin e também ajuda a trazê-la à vida. Myriam é uma mestra, uma discípula, um apóstolo que caminhou com Yeshua, no princípio como estudante de Yeshua e aprendeu tanto, mas depois assumiu seu próprio poder e seu próprio direito para estar lado a lado com Yeshua… para isso tinha que haver um equilíbrio feminino, vocês sabem.


Especialmente naquele momento, Yeshua não podia conter todas as energias para si mesmo. Assim, Myriam se uniu a ele. Oh, os outros, John, Paul, (pausa)… Ringo e George – oh! grupo equivocado (muito riso da audiência, com Tobias, que brincando se referiu aos Beatles) – seria Pedro e todos os outros. Eles sentiam ciúmes dela, da atenção que Yeshua dava a Myriam. Mas, também eles compreenderam toda a razão de sua presença, todo o equilíbrio.


Muito foi mal interpretado nos escritos das escrituras. Enquanto eles desejavam estar mais perto de Yeshua, eles verdadeiramente compreenderam a razão para o equilíbrio feminino. Muito foi distorcido, tal como vocês sabem, na revisão dos escritos que tiveram dar um lugar a este ser que compreendia – como dizer – as artes mágicas… Myriam, que sabia como tratar com as energias do invisível.


Assim é que tiveram que a apresentar como a escuridão, como a bruxa, como a prostituta. Inclusive se chegou a escrever que Yeshua teve que tirar sete demônios de dentro dela. E, queridos amigos, isto é a coisa mais distante da verdade. Yeshua trabalhou com ela, e ela com Yeshua, para lhes ajudar a mesclar e unir as energias dos sete chacras, para abrir estes – tal como nós fazemos com vocês – os Sete Selos para liberar as Velhas crenças e energias que há por detrás deles.


Quem sabe, vocês poderiam chamar a isto demônios. Simplesmente eram Velhos sistemas de crenças que se achavam retidos nos sete chacras. Myriam e Yeshua trabalharam juntos para abrir isto juntos… não eram demônios… simplesmente uma abertura… e depois uma fusão e unificação dos sete chacras em um. E, quando a integração se completou, e houve um chacra de energias ampliadas, quando houve um chacra, então depois ela pode verdadeiramente a começar a fazer o trabalho que tinha vindo fazer.


Myriam, que também introduz a energia de Quan Yin, nos estará acompanhando em nossa próxima viagem para o retorno a minha pátria, viagem da qual me encontro muito entusiasmado. Muitas historias para contar… há muitos lugares aos quais vamos levar Cauldre e Linda. E, eu vou comer algumas das minhas refinadas comidas. E, Cauldre se preocupa um pouco pela indigestão. Mas, eu a tive naquele tempo então, e a vou ter de novo se assim for (riso da audiência)! Tanta alegria! Assim, Myriam se estará se juntando a nos nesta viagem, tal como muitos outros o farão.


Mas, Myriam está entrando agora. Nós vamos nos referir a – falando com Cauldre aqui – vamos nos referir a ela através deste Shoud também como Maria Madalena, pois alguns de vocês que estão mais familiarizados com esta energia, vão compreender. A igreja teve que a representar como a má. Mas, o engraçado é que de alguma forma não puderam mudar a verdadeira história do encontro de Myriam com Yeshua após a crucificação – após a morte do corpo físico – e falando com ele, e compartilhando com ele. Tudo foi muito foi mal interpretado a respeito de todo este incidente. Estamos aqui para aclarar um pouco de tudo isso no dia de hoje.


Mas, estamos aqui para trazer esta maravilhosa mestra. Assim lhes pedimos a todos que respirem e que abracem as energias de María Madalena, Myriam.


Sim, e há tanta coisa se movendo na consciência humana, bem agora, com estes filmes nos seus cinemas. Pensam que há um engano ? Oh, certamente, a película de maior sofrimento de novo à frente a vocês, de volta aos olhos de toda a gente, "A Paixão de Cristo" referindo-se a um filme atual), representando a miséria e o sofrimento, basicamente no cinema perguntando as pessoas – não em palavras, mas energeticamente – escolhem seguir sofrendo em sua vida?


Yeshua simplesmente estava atuando para todos nós. Escolhem continuar com o sofrimento e a perseguição, o dedo apontado, o xingamento? Ou desejam liberar isso agora?


Há alguns que irão assistir esta película, que vão se prender no drama, que vão se pegar no sentimento de que deveriam seguir sofrendo. Outros se darão conta de que chegou o momento… chegou o momento de tirar Yeshua da cruz. Chegou o momento de finalizar o sofrimento. Chegou o momento de deixar de apontar com o dedo. Chegou o momento de ter compaixão pela jornada.


Assim que, as energias de Myriam estão chegando hoje. Quando ela se encontrou com Yeshua após a crucificação, ela era a única que estava ali. E, encontraram-se, porque certamente tinham uma relação amorosa, querida e doce. Eles nunca se casaram. Ela nunca deu nascimento a seu filho. Eles tinham um tremendo respeito e amor o um pelo outro, mas naquele tempo naquela sociedade, não era – como dizê-lo – apropriado para eles terem se unido como casal ou com filhos. Mas, o amor era profundo. A admiração era mútua.


Era preciso haver um equilíbrio. A igreja omitiu isto porque eles desejavam que fosse simplesmente uma energia masculina. Mas, Myriam era tão importante como Yeshua… de certa maneira, um mestre para ele. Mesmo depois dele ter aprendido com sacerdotes nos templos e com místicos, ele aprendeu muito com ela, algo de que vamos falar no dia de hoje, uma abertura que vamos fazer hoje.


Yeshua pediu a Myriam que não o tocasse após a morte, não que ela estivesse maculada, ou que não fosse digna, mas simplesmente que a sua energia era tão elevada nesse momento, e o amor deles era tão forte, que ele temeu que, se ela o tocasse em sua forma espiritual, ela iria desejar regressar, que ela iria desejar deixar seu corpo física no mesmo instante para estar com ele deste lado do véu. Assim, pediu a ela que não o tocasse.


Ele pediu a ela para continuar os ensinamentos, para continuar escrevendo, para que continue sustentando a energia feminina. Yeshua lhe disse nesse encontro, nessa reunião, que a energia feminina ia ser objeto de abuso e de ataque durante os milhares de anos vindouros, porque a humanidade havia se integrado demais à energia masculina. E, a energia feminina estava permitindo que isso acontecesse, se permitindo ser oprimida.


Então, Yeshua pediu a Myriam para sustentar as energias… de compartilhar isso com outros… e de fazer com que eles as compartilhem com outros… e que esses a compartilhem com outros. Teria que haver os sustentadores das energias femininas até que o tempo fosse adequado para voltar a um equilíbrio igual com o masculino.


Alguns de vocês literalmente trabalharam com Myriam, foram às suas – como vocês o chamariam – aulas, reuniões onde ela fez com que vocês sentissem e sustentassem as energias femininas. Alguns de vocês, uns poucos de vocês aqui, foram tais sustentadores da energia desde sempre – destas energias femininas – que nunca pariram por vocês mesmas uma criança desde então. Dentro de seu ser energético não havia lugar para crianças porque vocês estavam sustentando a energia feminina para todo o resto até que o momento fosse adequado.


O momento é adequado agora para liberar isso, para deixá-lo ir. O tempo é adequado agora. Vocês já não têm que carregar isto em seus próprios ombros, porque agora há dezenas de milhares de Shaumbra para fazê-lo brilhar com vocês. Há milhões em todo o mundo que estão prontos para seu próprio despertar espiritual, então é chegado o momento para liberar isto.


A energia de Myriam vem aqui para ajudar a facilitar esta libertação hoje. Tantos de vocês foram sustentadores conscientes deste espaço, que apoiaram esta energia desde sempre. Já não é necessário que vocês sigam sofrendo com isto. É o momento de liberar isto também.


Assim é que Maria se une a nós no dia de hoje para uma abertura muito interessante. Ela foi uma mestra. Ela foi uma mestra da imaginação… da imaginação… ajudando inclusive Yeshua a compreender como abrir a imaginação, como usa-la.


Assim que ela vem no dia de hoje para ir por uma abertura com todos os Shaumbra – se vocês derem a permissão… depende de vocês. Isto não está sendo forçado a você. Mas, chegou o momento. É por isto que durante o ultimo mês tivemos que falar sobre escolher a vida, para vocês que não estavam escolhendo a vida, e vocês estão se estão abrindo frente a este dinâmico presente da imaginação.


Oh, não é a imaginação que vocês creem que é. Aquela é uma imaginação muito limitada que vem da mente. Esta é uma imaginação "espiritual" ou da "alma". Ela está pronta para ser aberta dentro de vocês.


No último mês tivemos que passar por nossa pequena discussão a respeito de decidir pela vida, porque se vocês não estivessem seguros de escolher pela vida, e fossem tratar de se abrir à imaginação, poderiam ter tido algumas repercussões muito interessantes. O tiro poderia sair pela culatra, causando a vocês dificuldades físicas, assim também como mentais, dores. Por isso, tratamos de pedir a vocês que fizessem a escolha, então, depois disso nós poderíamos nos mover para este nível. Esse é um tipo diferente de imaginação.


Nós transmitimos muito da informação a vocês aqui energeticamente. Durante vários Shouds vamos falar sobre isto. Vamos explicar isto para que sua mente fique satisfeita. Mas, também iremos com vocês através desta abertura.


A imaginação não reside num lugar específico de seu corpo físico. É uma questão do Espírito e da consciência. Trata-se de um presente natural e original que vocês tem, mas que durante bastante tempo foi muito limitado ou muito bloqueado. Não é necessário que vocês tomem uma decisão neste momento. Isso virá no momento em que vocês estiverem prontos.


Mas se trata de darem a si mesmos a permissão de abrir o presente da "Imaginação da Nova Energia". E então, os que chegam, fluindo para dentro – com Myriam, com Maria, aqueles que são os “runners”, aqueles que estão no Círculo Carmesim – vão fluir para ajudar-lhes gentilmente, gentilmente a começar a abrir isto. E vai se abrir como uma flor, como uma lótus, durante um período de tempo, gradual e gentilmente. Mas, vai se abrir.


Quando Myriam falou com Yeshua na ressurreição, ela o fez através de sua imaginação… vocês verão. Mais tarde a questionaram, e disseram, "Você viu ou não Yeshua com seus olhos físicos?" E ela disse, "Não foi com meus olhos, porque estavam fechados… a luz era tão brilhante. Eu vi a Yeshua com meu coração". O que ela realmente disse foi, "Eu vi a Yeshua em minha imaginação".


E, eles lhe disseram – quando os apóstolos se reuniram – disseram a ela, "Escutou ao mestre com seus ouvidos?" e ela disse, "Meus ouvidos estavam soando. Estavam vibrando, e o ruído era tão alto e tão belo que não pude escutar suas palavras através de meus ouvidos. Mas eu escutei suas palavras em minha imaginação".


E eles disseram, "Tocou no mestre?" E ela disse, "Não, ele me pediu que não o fizesse. Ele me pediu que imaginasse eu mesma estando com ele, amando-o, compartilhando com ele, tal como foi nos dias que esteve em corpo físico. Mas, pediu-me que não o tocasse."


E alguns dos discípulos disseram, "Então, certamente, você não viu o mestre aparecer na sua frente". E ela disse, "Certamente, eu o vi, porque a imaginação é maior. É mais potente, e contém mais realidade do que meus olhos, do que meus ouvidos, e do que meus sentidos poderiam sentir". E desde então, eles acreditaram nela, porque ela compartilhou com eles sua energia, sua verdade e seu amor nesse momento. E eles compreenderam.


Ela se converteu na mestra da imaginação, a mestra dos reinos invisíveis. Ela tem estado trabalhando com muitos de vocês nesta vida, ajudando-lhes a penetrar no invisível, ajudando-lhes a empregar sua imaginação.


Mas, agora chegamos a um ponto diferente, a um nível diferente aqui, para verdadeiramente se abrir. Quando Cauldre contata a mim, Tobias – e quando lhes falamos desta forma – não é através de sua mente. A mente neste momento esta ocupada para simplesmente traduzir nossas energias… muito ocupada. Não é necessariamente o que vocês diriam através do coração. É através de uma coisa chamada a imaginação.


Ele emprega a imaginação. Nós trabalhamos com ele na imaginação para fazer esta conexão. Através da imaginação podemos transmitir muito. Cauldre tem que se abrir, tem que confiar suficientemente em si mesmo para deixar fluir esta energia através dele.


Discutimos com ele, com alguns de vocês, a respeito da terminologia. Sabemos que há alguns – como dizer preconceitos inerentes sobre a imaginação. Vocês não confiam nela, não é assim? Vocês aprenderam a não confiar nela. Escutamos vocês dizer, "Oh, é simplesmente sua imaginação."


Mas, escolhemos continuar chamando a isso imaginação. É diferente. É Novo. É a imagem de "vir à realidade". Se isto faz soar uma corda… está escrito nas escrituras de que vocês foram criados a imagem de Deus. Imaginem isso! Imaginem vocês Deus também, imaginando este lugar chamado Terra, e depois o manifestando, imaginem uma coisa chamada corpo humano, e manifestando-o. Todo isto veio como um resultado da imaginação… imaginando… imaginando.


Então, agora que são Humanos Divinos – Humanos Divinos ancorados – podemos abrir a imaginação para novos níveis e reinos.


Vejam desta maneira. Imaginem um ator – que poderia ser masculino ou feminino, Cauldre pediu nós explicarmos – uma atriz que tem muitos roteiros para escolher entre eles. Ela lê todos os diferentes roteiros. E, enquanto ela os está lendo, ela tem sentimentos. Ela está imaginando como seria estar atuando isso no palco. Ela tem dúzias e dúzias de roteiros, e está tentando encontrar um que prefere para representá-lo.


Ela finalmente decide. Sobe no palco e começa a atuar. Ela começa a representar um dos roteiros, um dos potenciais. Mas, inclusive enquanto está lá acima representando, ela está representando somente a essência, e não os detalhes…veja você. Ela está improvisando enquanto continua. Ela recordou a essência do jogo, do roteiro.


Mas, ela também está permitindo que todas as energias fluam. Ela está permitindo que as energias imaginativas e as energias criativas tenham vida própria. De outra maneira, o jogo, sua atuação, seria muito pouco espontâneo, muito limitado. Não iria conter alegria. Assim que simplesmente está tomando a essência de um roteiro e permitindo que flua no palco. Sua imaginação é como isso.


Daqui para frente vocês têm muitos, muitos potenciais para escolher para sua vida, muitos roteiros para escolher. Vocês mesmos escreveram cada um dos roteiros. Certamente, tiveram ajuda do nosso lado, mas os mesmos são suas criações. Depende então de vocês escolher qual deles querem representar, que querem dar vida em sua realidade física. Assim, imaginem todos os potenciais.


A imaginação é como o estado de sonho. Há sentimentos…cores…reações… conseqüências… direções… mais potenciais dentro de cada potencial. Vocês têm todos estes potenciais para escolher. Eles residem em sua imaginação. Qual deles que gostaria de imaginar para vocês mesmos? Que roteiro gostariam de trazer para sua vida?


Talvez vocês se sintam culpados por trazer um roteiro que lhes dá riquezas, que lhes outorgue fama e fortuna. Quem sabe pensem que não são merecedores, então assim escolhem outro. Mas, é sua imaginação aqui trabalhando. E depois o trazem e o manifestam. Vocês o representam.


A imaginação é toda este área criativa que foi encerrada na condição humana, encerrada dentro de tantos de vocês. Vocês foram ensinados a pensar de forma lógica, ensinados que a imaginação era para sonhadores, não para os que fazem. É realmente o oposto.


É por isso que Myriam está vindo hoje para ajudar energeticamente a compartilhar com vocês o grande potencial da imaginação.


A imaginação se encontra em alguma parte entre o coração e a mente. Em alguma parte entre o coração e a mente é que se encontra esta área criativa… esta área em onde vocês podem explorar potenciais… fantasiar os potenciais… e depois atraí-los a sua vida. Tantos de vocês tem tido fantasias desde que vieram à Terra nesta vida. Vocês foram repreendidos, inclusive castigados por isso.


Fantasiar é uma das partes da imaginação. Sonhar é uma das partes da imaginação. Sonhar não inclui todos os potenciais da mesma. É um dos aspectos da imaginação. A imaginação é real… é muito, muito real.


Algumas vezes vocês vão para os reinos da imaginação e os reinos etéricos. Vocês atuam ali, mas não trazem isso de regresso à Terra. O que acontece agora é que nós trabalhamos com vocês na abertura estes condutores, abrindo as rotas que essas energias fluam, para agora ajuda-los a se darem conta de que podem trazer as coisas para esta realidade. Vocês podem imagina-las e depois trazê-las à vida. Verão… vocês são eleitores de vida agora, pois podem trazer coisas à vida. E, vocês as produzem simplesmente respirando-as.


A imaginação, queridos amigos, aqui não é o controle mental. É a antítese do controle mental. A mente tem que se sair do caminho para que a imaginação vá trabalhar.


A imaginação não é visualização. A visualização, tal como vocês a conhecem, é uma função da mente. Tantos de vocês fizeram cursos de controle mental e visualização. Isso foi bom para aquele tempo, mas chegou o momento de seguir adiante.


A visualização, queridos amigos… isto é o que lhe disseram para que quando quisessem algo em sua vida, visualizassem-no. Visualize o grande carro esporte vermelho em sua entrada. Isso era uma função da mente. De vez em quando, funcionava. A maior parte do tempo lhes dava frustrações, fazia com se questionassem o que havia de errado com vocês.


A visualização, de alguma maneira, ajudou-lhes a seu tempo, mas a razão pela qual não a sugerimos é porque é limitada. Porquê limitar-se a um carro esportivo vermelho em sua entrada quando vocês podem ter a vida, quando podem ter abundância e amor, e todas estas outras coisas? Porquê vão se limitar?


A imaginação não é controle mental. Se vocês se acharem em sua mente, façam uma inspiração profunda e saiam. Nós estamos abrindo um centro totalmente novo, em alguma parte entre o coração e a mente. Não estamos falando geograficamente. Estamos falando conscientemente. Trata-se de criação, é sobre produzir os potenciais.


Não é nada que tenha que ser forçado. Vocês não têm que brigar com isto. Permitam a si mesmos voar… abrir-se… ter liberdade.


Explorem o potencial neste exato momento. Façamos uma pequena viagem juntos para que vocês sintam como é. Façamos uma viagem, uma bem simples. Myriam, Yeshua, eu, Tobias, e você… caminhando pela praia… passeando… nós em nossas túnicas… você no seu cômico traje de banho (riso da audiência)… passeando ao longo da praia… sentindo a água… o ar… o relaxamento… sentindo o amor que todos tivemos um pelo outro… as alegrias e os risos que tivemos.


Vocês verão… esta é sua imaginação. À medida que começam a confiar em si mesmos, as cores ficarão mais brilhantes e mais intensas, cores que talvez nunca tenham visto antes com seus olhos físicos. Vocês começam a perceber outras coisas. Não será tão transparente. Começará a ter profundidade.


É a imaginação, mas é real. Tal como Myriam ensinou aos discípulos, é mais real do que a realidade humana. Sua sociedade ensina a vocês a descartar, a desacreditar a imaginação. Chegou o momento para traze-la de volta ao lugar que lhe pertence.


À medida que vocês se abrem e permitem que este centro se abra, ficara mais definido,mais detalhado,mais compreensível. Vocês vão começar a escutar as palavras que Yeshua lhes diz. Serão capazes de sentir o toque da mão de Myriam em suas costas no lugar da dor… sintam o alívio.

É real, Shaumbra? É real que possamos estar fazendo isto juntos? Se vocês permitem que isso seja!


Deixe-nos usar sua imaginação aqui por um momento. Coloquem-se neste instante no momento do Agora onde seu corpo pode voltar a se equilibrar por ele mesmo… rejuvenescer por ele mesmo… e liberar essas toxinas que não precisa… libere a briga que está se produzindo em algum dos tecidos… liberem esta coisa chamada processo de envelhecimento – imaginem isso! – onde o processo de envelhecimento se faz mais lento… onde podem trazer de volta a juventude e vitalidade.


Imaginem sentirem-se cheios de saúde em todos os momentos. Imaginem que seu corpo lhes fala, dizendo que tipo de alimentos deseja – um dia quem sabe dizendo-lhes que deseja poucos carboidratos… no próximo dia dizendo-lhes que deseja muita gordura… o próximo dia dizendo-lhes que não quer nada senão biscoitos (certo riso). Imaginem falar com seu corpo, escutá-lo, tendo tamanha relação com ele para que possa traze-lo de volta a tal equilíbrio e saúde com vitalidade.


Vocês verão… este lugar chamado imaginação… não têm que forçar. Não têm que lutar. Simplesmente é.


Agora, esta imaginação do corpo saudável – saudável em toda forma equilibrada – tomemos isto agora desde os reinos superiores, etéricos e inspirem-no para sua realidade. bem aqui… bem agora… mantenham-no firme. Aceitem-no. Apropriem-se dele. E, vivam. É assim simples… não há nenhum hocus-pocus aqui… nenhuma bruxaria. Imaginem, respirem e vivam… veja só.


Não têm que passar por todos os detalhes do seu corpo. Ele sabe o que fazer. Isto foi a essência que imaginaram e inspiraram. Um potencial… vocês vêem… há potenciais residindo próximo de um corpo abatido… potenciais de um corpo enfermo ou estropiado… potenciais de nenhum corpo. Mas, nós fizemos que se enfoquem no potencial. 


Imaginem o potencial de um corpo são, equilibrado. Escolham-no… inspirem-no… e deem-lhe vida. Não têm que passar por detalhes. Não têm que ser um doutor, um cientista, ou um PhD (doutorado) para saber o que acontece assim que vocês inspiram esta energia. Ele sabe o que fazer. É simplesmente sua mente que quer ter o controle novamente. Seu coração sabe o que fazer. Sua alma sabe o que fazer.


Agora, estamos falando desta simples, simples coisa chamada imaginação. Mas, é tão, tão real. E, podem começar a jogar com ela. Começar a utilizá-la em sua vida. Vocês são os escritores do roteiro.O que é que escolhem? Como escolhem viver? O que é que escolhem imaginar?


Novamente, não têm que se preocupar pelos detalhes. Escolhem abundância? Imaginem viver abundantemente… viver abundantemente… elejam os dois – viver e abundância. Não têm que imaginar os detalhes. Não têm que imaginar quanto dinheiro esta na conta bancária. Simplesmente sintam.


Sintam por um momento, enquanto estamos falando com vocês aqui. Sintam como é ter abundância em sua vida. Se sente muito bem? Há um pouco de culpa talvez? "Oh, muita abundância… não é suficiente a outra pessoa que a tem!" Não se preocupem com eles neste momento. Mais tarde vamos falar disto.


Deem-se a si mesmos a abundância. Vocês a precisarão para fazer o trabalho de ensino. Deem-se a si mesmos o presente da abundância. Imaginem uma vida em que não tenham que se preocupar nunca mais para pagar as contas. Sim… imaginem uma vida na qual a comida que precisam e as ferramentas que precisam se encontram ali para vocês. Imaginem isso!


Vocês são os que imaginam. Vocês são os Criadores. Se vocês escolheram agora, inspirem ESSA realidade em sua vida e fixe-a bem. Inspirem-na. Dêem vida a ela. Deem vida à abundância – em SUA vida. Não se preocupem com detalhes. Tudo vai chegar a vocês. 


Há muito mais sobre isto, queridos amigos, do que lhes chega aos ouvidos, aos olhos no dia de hoje. Trata-se de uma nova forma de vida. Trata-se de imaginação criativa. Trata-se de abraçar a vida e depois escolher como você deseja viver.


Irão ver… vocês estão expandindo suas energias agora. Estão se permitindo a sentir novamente, se abrindo a esta coisa chamada imaginação. É uma das Novas ferramentas. É muito nova.


Para aqueles entre vocês que… alguns de vocês escutando aqui, estão dizendo, "Oh, já fiz isto antes". Novo programa aqui – nós demos a isso o nome de imaginação – mas é Novo e diferente. Vamos falar disto durante vários Shouds com vocês… mas, neste instante, simplesmente o básico. 


À medida que se vão abrindo a este nível de imaginação, alguns de vocês duvidarão ao princípio. Dirão, "Oh, isso é simplesmente minha imaginação". Digam, "Isso É minha imaginação". E, se converte em realidade. Faz-se real. Vocês são os Criadores. Imaginem a essência e depois inspirem-na a sua vida.


À medida que vocês permitem a abertura destas energias de imaginação dentro de sua realidade humana, aqui, alguns de vocês poderão sentir-se um pouco fora de controle ou fora de equilíbrio, mais do que o normal. Alguns de vocês poderão se sentir um pouco aturdidos em alguns momentos, porque certamente estão mudando suas dinâmicas energéticas. Quando isto acontecer, façam uma inspiração profunda. Ancorem-se. No entanto, não se fechem. Não se trata de se fechar. Trata-se de se fixar os pés no chão. Vocês se podem abrir e expandir sua energia e se firmar no chão ao mesmo tempo.


A maioria de vocês imediatamente se verão enfrentando o problema de sua mente querendo tomar o controle, sua mente tentando definir os detalhes. Diga a sua mente que saia de férias por um tempo. Ela simplesmente está tentando protegê-los… tentando lhes ajudar… tentando lhes assegurar para que não façam mau juízo por sua conta. Digam a ela agora que foi substituída em seus deveres. Ela deveria se focar em outras coisas – a lógica, e o armazenamento de informação. Ela deveria lhes servir, não os dirigir, ou bater com vocês.


Diga a sua mente que saia do caminho. Vocês vão estar brincando com esta coisa chamada imaginação. Vocês irão aprender como se faz para que ela se manifeste em sua vida. Vocês irão aprender como utilizá-lo.Irão aprender como crescer com ela. Sua mente não precisa controlar. Quando vocês inspiram a imaginação – seja o que for que escolham imaginar – é tão poderoso!


Mas, vocês tem que dar a ela a sua própria vida. Haverá uma tendência por parte de vocês em querer controlá-la, e dizer-lhe exatamente o que fazer, e como crescer. Durante um período vocês vão ser os observadores, observadores de como ela chega a sua vida e adquire uma vida própria, de certo modo. É como um ator que sobe ao palco com a essência de um roteiro… mas depois vai fluindo livremente… improvisando… indo pelo momento… inclusive mudando e alterando às vezes.


Inspirem a imaginação – seja o que for que escolham imaginar – e depois deem a isso sua própria vida. Deixem que tome sua própria direção. Observem. Observe o que acontece. Observe o que acontece ao seu redor e no seu interior. Se em algum ponto vocês decidem que isto não era a coisa apropriada, se vocês se cansaram desta imaginação que introduziram, então simplesmente deixem-na ir. Tirem-na da realidade. Vocês a criaram. Vocês a podem eliminar. Mas, não tratem de controlá-la pois do mesmo modo ela vai atuar em sua vida.


Não utilizem isto com outras pessoas, Shaumbra. Isto é para vocês mesmos agora. Vamos trabalhar com vocês mais adiante ao lhes ajudar a compreender como isto afeta outros.


Não tentem mudar as condições do tempo, o clima… entendem… mas imaginem a vocês mesmos se adaptando ou aceitando o clima. O clima esta aí por uma razão. Aos outros bem que convém, a vocês não exatamente. Se não gostam das condições climáticas aí onde se encontram, imaginem-se estando em outro lugar num clima em que se sentiriam mais cômodos… viram.


A imaginação não tem a ver com tentar mudar os outros. É para vocês exatamente agora.


Não a forcem. Não briguem com ela. Se vocês se derem conta de que estão fazendo isto, afastem-se por um momento. Voltem mais tarde. Não lhe ponham limitações neste momento, e não tenham expectativas em relação ao resultado – sem limitações ou sem expectativas. Vocês irão observando durante um tempo como podem fazer algo através de sua imaginação e atraí-lo para a sua vida.


Sim, certamente, Myriam vai estar lhes ajudando, trabalhando com vocês. Ela é a mestra e instrutora da imaginação criativa. Ela sabe como isso funciona. Ela sabe como isso transcende inclusive a realidade em que se encontram.


Esta imaginação também lhes permitirá começar a voar alto para novas dimensões. Sim, certamente, isso funciona em ambas as direções – vocês atraem isto para sua vida, mas também agora podem começar a ir para as outras dimensões. Quando fizerem isto, nunca abandonem seu chão. Nunca deixem seu corpo para trás. Não tentem a projeção astral. Vocês não são um míssil (risos) Trata-se de estar no momento do Agora, plenamente ancorado no corpo humano, mas expandindo para fora suas energias e abrindo-se para os outros reinos.


Unam-se a nós por um momento com as energias da imaginação – sim, estão fazendo isso bem, por assim dizer – com as energias da imaginação. Vamos à próxima – como vocês diriam – dimensão superior… mas nos não gostamos desse nome. Vamos para a quarta por um momento aqui. De qualquer maneira, alguns de vocês já estão bem mais longe dela, mas vamos à quarta, a que está mais próxima à energia de sua Terra.


É uma – como diriam – uma dimensão interessante. Nós a chamamos uma zona energética. É nela que as energias desencarnadas tendem a estar, as almas agarradas à terra que deixaram o corpo físico, mas que não chegaram plenamente de regresso ao nosso lado. Elas andam aqui nesta dimensão. Essa aí é aonde tantos de vocês vão – como dizê-lo – em suas fantasias como um lugar de escape. Esta é uma energia que é muito familiar às energias da Terra, mas no entanto sem a forma física.


Esta é uma energia na qual os encontramos com bastante freqüência. É muito difícil para nós, na maioria das vezes, de chegar extremamente perto, quando nos encontramos na quarta. Deveríamos escrever uma canção (algum riso) a respeito disto – "Encontraremos vocês Na Quarta".


Aqui por um momento simplesmente sintam . Permitam a liberdade da sua imaginação, aqui, por favor. Permitam a liberdade da sua imaginação. Não há nada a temer. Deixem que ela voe alto para por um momento. É uma energia maravilhosa.


Sim, certamente, de vez em quando se encontram com energias bem mais demoníacas aqui, mas elas não podem lhes fazer nada. Sabe, nunca puderam.


Mas, imaginem… sim, podem confiar em vocês mesmos o suficiente para simplesmente imaginar? Daqui vocês podem ir a muitas das outras dimensões. E, novamente, por favor não as considerem de acordo com uma ordem numérica ou linear. Se fizerem isso vão ficar viajando grudados inter-dimensionalmente. As dimensões se cruzam umas com as outras, umas sobre outras. Não há hierarquia. Simplesmente há diferenças energéticas nelas, diferenças muito extraordinárias entre as mesmas. Com a imaginação podem voar para lá.


Agora, porquê desejariam vocês fazer isto, Shaumbra? Um é para ajudar a liberar esta coisa chamada véu. À medida que vocês comecem a viajar em ambas as direções – inter-dimensionalmente para fora e para dentro – isso ajuda a liberar o véu. Isto os ajudam – como dizer – a aguçar sua imaginação. Às vezes é mais fácil sair daqui de fora para estas outras dimensões com sua imaginação para atuar um pouco. Também é aqui onde se encontrarão com alguns daqueles que trabalham de forma regular. E, aqui fora será mais fácil sair de sua mente… verão… e abrir-se… dar liberdade… dar asas a sua imaginação. Por isso é apropriado atuar aqui fora.


Sugerimos neste momento que quando estiverem indo para fora das áreas que tem se aventurado e viajado anteriormente, que invoquem as energias de Myriam para acompanhá-los.


Também se trata então de trazer de volta a sua vida – SUA vida – a que escolheram… vejam vocês. Vocês também são Deus. Vocês são feitos a imagem de Deus. Vocês são um Deus que pode imaginar, e manifestar e trazer a matéria.


Então, queridos amigos, vamos tomar um momento, se assim quiserem, e dêem permissão para se abrir a esta área da Nova Energia chamada imaginação, uma ferramenta potente à que não tinha sido possível nos referir antes de atravessar esta questão de escolher a vida. Nós estamos indo juntos a alguns novos lugares ter uma nova forma de vida na Terra.


Metatron acaba de entrar e pergunta, "Estão prontos para ir a estes Novos lugares conosco? Estão prontos, Shaumbra, para ir além dos seus sonhos mais selvagens?


Então, nós viremos falar com todos vocês em sua imaginação, certamente. Não desacreditem de nós, nem de vocês mesmos, dizendo, "Isso simplesmente foi minha imaginação". Vamos chegar. Vamos falar com vocês. É bem como Cauldre fala conosco – na imaginação. Vamos falar com vocês.


Se sua mente se coloca neste caminho, façam uma inspiração profunda. Liberem-na de seus velhos deveres de guardar o palácio. Essa foi a Velha Energia. Vocês estão num espaço seguro agora. Vamos entrar e falar com vocês. Se vocês desejarem, vamos viajar juntos. Permitam que sua imaginação voe alto.


Qual é a diferença entre imaginação e ilusão? Não muita! (riso da audiência) Não muita em absoluto! Aqueles que vocês chamam de ilusórios são altamente imaginativos. Trata-se de trazer de volta a sua vida o que é apropriado, o que é conveniente, o que escolheram… vêem?


Então, quando estão aqui fora nos reinos imaginários, explorando, então façam uma inspiração profunda e se perguntem o que é que convém a sua vida atualmente. O que é que convém? O que é que escolhem trazer de volta? Como escolhem viver? Como escolhem abraçar a vida? É por isso que tivemos que atravessar por isto no mês passado. Que tipo de equilíbrio desejam? Que tipo de mestre vão a ser? E, o que vão ensinar no dia de hoje? Essa é a diferença entre imaginação e ilusão – até que ponto isto é apropriado para vocês?


Certamente, aqueles que estão quebrados em tantas partes e peças são simplesmente grandes imaginadores. Estão jogando um jogo maravilhosos com eles mesmos. Aqueles que criam as histórias fantasiosas a respeito de suas próprias vidas, que não concordam com a realidade dada – aqueles que vocês chamam de ilusórios – certamente, eles simplesmente estão imaginando.


Mas, eles estão imaginando por uma perspectiva desequilibrada. Eles não podem suportar sua própria vida, assim que se vão para os reinos imaginários. E, eles vivem aí. Mas, o que fizeram foi negar quem verdadeiramente são. Eles varreram muitas coisas sob o tapete, ocultaram demasiadas coisas frente a si mesmos.


É por isso que dissemos no começo de nossa reunião, "Abram cada parte de vocês, e deixem que o vento sopre através"… entendem? Deixem entrar o brilho do sol e que o vento sopre através – outra canção que nos gostaríamos de escrever. (riso da audiência)


Essa é a diferença entre imaginação e ilusão.


Chegou o momento de confiar suficientemente em vocês mesmos… vejam… momento de confiar em tudo a respeito de vocês mesmos. Vocês mandaram a imaginação embora porque temiam as suas próprias habilidades criativas. O medo maior e o maior presente é esta coisa chamada imaginação.


Em tempos passados vocês viram o que se pode fazer com ela. Mas, vocês desde então aprenderam tanto. É o momento de abrir-se. É o momento de abrir-se à imaginação a partir de Novo lugar… na Nova Energia… numa energia segura… numa energia que abraça a vida.


Os amamos tão ternamente, e vamos trabalhar com vocês cada dia com a imaginação. Unam-se a nós e não estarão sós.


E assim é!





Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, vulgo "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.

O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.

Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.

As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.

O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.

Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.

Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado.

© Copyright 2003 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.

Tradução para o português: Silvia Tognato Magini - Abril de 2004

silvia.tm@uol.com.br