Parte II: O Surgimento do Eu Verdadeiro

TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM

1 de janeiro de 2000

Série da Nova Terra

A Canalização do Milênio

Parte II - O Surgimento do Eu Verdadeiro


E assim é. Neste primeiro dia de seu novo milênio, muitas coisas estão diferentes. Falaremos sobre isso durante nossa reunião aqui. 

[Referindo-se à música para meditação que tocou logo antes da canalização] Vocês sabiam que sua música – nas harmonias apropriadas – e sua arte criam vibrações que nós verdadeiramente podemos ouvir, ver e sentir no nosso lado do véu? Mas nosso amigo Cauldre (o canalizador), que traz estas mensagens para vocês, lamenta um pouco nós não estarmos presentes, nós não ouvirmos. Mas há coisas que ouvimos claramente. A música de vocês abre seus corações. Cria uma vibração que nos atrai. Nós vemos uma luz enorme, mesmo se estivermos ocupados fazendo outras coisas. Esta música e esta canção que flui de seus corações nos chama, nos faz vir e observar e nos sentar com vocês com alegria, e em particular quando nos reunimos enquanto família em um grupo como este. Ela nos permite chegar muito mais perto, ficar muito mais próximos de vocês. 

Agora, enquanto estávamos vindo esta manhã e preparando a energia, e enquanto vocês estavam fazendo seus próprios ajustes de energia – permitindo que a energia se combine, permitindo que o véu se torne mais fino –, nosso amigo Cauldre estava rastreando sensitivamente o lugar em que normalmente começamos estas canalizações. Porque ele sente as coisas que acontecem em volta da sala, e, nesta manhã, enquanto estávamos nos preparando aqui com vocês, e ele estava buscando por esses sinais apropriados a que ele tem estado acostumado nos últimos dois anos, ele ficou ligeiramente em pânico. Alguma coisa estava faltando. Alguma coisa não estava lá esta manhã. 

Em todas as reuniões anteriores que tivemos com pessoas individualmente ou com grupos, havia uma entourage que chegava no início para ajudar a unir as energias, para ajudar a criar o trabalho de ligação entre o nosso e o seu lado do véu. E hoje, enquanto Cauldre estava procurando pelos "moduladores" ("weavers"), que normalmente entram em determinada hora, eles não estavam lá. E isto foi apropriado. Nosso amigo precisou de um tempo para encontrar a posição adequada. 

Isto é apropriado, meus amigos. Permite que vocês próprios sintam a organização das energias desta sala e de vocês mesmos. Aqueles que vinham entrelaçar as energias também não estão mais aqui. Isto não é mais necessário uma vez que ultrapassamos a marca a que Kryon se referiu tantas vezes. É, na verdade, hora de começar a assumir o poder. É cada um de vocês agora e é nosso amigo – que traz estas mensagens – que ajustam sua própria energia, que criam essa ponte entre os mundos, que se abrem para o Espírito. Oh, no passado, os moduladores vinham e sentiam a energia do grupo, e eles sentiam onde estavam os seus corações. Eles chegavam e ajudavam a unir ou a entrelaçar essa energia, mas não mais. Assim como os devas partiram anos atrás – aqueles que mantinham o equilíbrio de sua Terra – e como seus guias que partiram nos meses recentes de seu campo direto de energia, agora os moduladores não são mais necessários. Não para este grupo. Então, permitam-se sentir, permitam-se unir as energias. 

Sim, vocês se sentiram solitários às vezes. Vocês sentiram como uma retirada do Espírito, uma retirada de seus guias. E tudo isso aconteceu para lhes dar espaço, para lhes dar o apropriado equilíbrio de energias para se tornarem Tudo o que São. Tudo o que São, meus amigos. Vocês estão começando a sentir ou a vislumbrar isso, Tudo o que São. Vocês possivelmente não podem imaginar o quão ilimitado é o pensamento, o sentimento, o ser. Nós falaremos disto posteriormente neste dia. 

Ontem foi um dia importante na história da Terra. Vocês cruzaram determinado ponto do seu calendário. Vocês cruzaram uma marca. Do momento em que o sol raiou nas costas mais longínquas, e enquanto passou por antigas terras e passou por novas terras, e se pôs nas áreas distantes do Oeste, o que vocês todos vivenciaram e o que sentimos e observamos com vocês foi o despertar de uma nova consciência. 

Vocês viram paz pelo mundo. Vocês viram humanos se juntando para resolver problemas antes que eles ocorressem. Foi tempo de celebração, não só no seu calendário, mas uma celebração que tinha vindo para uma conscientização em massa de paz, aceitação e tolerância. Este evento não foi criado pelo Espírito. Não foi uma data estabelecida por humanos. Houve muito trabalho que possibilitou que se chegasse até aqui, se reprogramasse, se mudasse, se fizessem os equilíbrios necessários. 

E, falando de ser apropriado, foi tão apropriado o seu dia de ontem, meus amigos, que não houve drama. Não houve drama. Oh, certamente houve ansiedades que levaram a este evento. Certamente, houve a pressão do equilíbrio da luz e da escuridão, do medo e do amor, que veio de antemão. Quase todos os humanos neste planeta foram fundo para se avaliarem, pensarem em si, olharem para si mesmos e para o progresso e o que isto significou. Quando chegaram as últimas horas, enquanto o momento varria toda a Terra, não houve drama. O que sentimos deste lado do véu foi alívio, um deixar ir da pressão, o reconhecimento de que as coisas estão bem. Nós ficamos felizes. Nós sentimos muito o alívio – esse sentimento que os humanos nos passaram ontem. Não houve drama. 

Agora, antes de começarmos as lições e discussões deste dia, meus amigos, estamos em um lugar aqui onde há a verdade reunida do Espírito e do humano – como dissemos tantas vezes antes, onde juntos criamos uma energia sagrada. Pensem na física disto, pensem na física. Aqui vocês se sentam, supostamente como humanos, e convidam o Espírito para o seu espaço, nos convidam para o seu espaço. Esta união, este revestimento da consciência, cria de fato uma nova dimensão. Não é uma dimensão que possam relatar como o que vocês normalmente achariam que fosse sua terceira ou quarta ou quinta dimensões. Meus amigos, esta dimensão não possui um número. É uma nova dimensão, uma nova consciência criada quando humanos se misturam com o Espírito desta forma. 

Aqui vocês se sentam em um lugar seguro. Vocês abrem os seus corações. Vocês convidam Tudo o que É para dentro de seu ser. Isto cria uma nova e sagrada energia, uma consciência sagrada. Esta é a consciência e o estado de ser com que vocês caminharão no seu "agora". Não é apenas temporário, enquanto estão aqui. É algo que vocês podem começar a trazer para a sua realidade. Não é apenas para quando nos reunimos em família. É algo que agora vocês vão possuir. Vocês estão criando isso. Não são os moduladores que criam isso. São vocês. Vocês possuem isso. 

Agora, com sua permissão dada, nós lhes pedimos para convidar Tudo o que É, para convidar o seu Eu Verdadeiro, para convidar o Espírito para seu espaço aqui para o restante desta discussão, para o restante desta semana e para todos os tempos. Nós pediremos ao nosso amigo Cauldre para ficar em silêncio por um período de tempo aqui. Dêem intenção e permissão para convidarem seu Eu Verdadeiro. Oh, não são os anjos e os guias ou os arcanjos ou Tobias ou Kryon que desejam vir agora, porque nós temos nos dado as mãos muitas vezes. É o seu Eu Verdadeiro que está aguardando. 

[Silêncio] 

Não há engano, meus queridos amigos, que a medição da qual falamos ontem [lembrem-se de que esta é a segunda parte de uma canalização de três dias – 31 de dezembro de 1999 a 2 de janeiro de 2000], de 13 de dezembro, veio logo antes da passagem pela marca. Nós deixaremos vocês pensarem nisto por um momento. Agora há muitas informações que nós trazemos à frente neste dia. Muitas são difíceis de descrever e colocar a energia de sua linguagem. Muito será transmitido a vocês em outras formas de energia através de seu Eu Superior, através do Espírito. O que falarmos hoje será na maioria das vezes em metáforas ou histórias para ajudá-los a compreender melhor, mas, meus amigos, não se limitem ao que as palavras normalmente levam a pensar, porque há muito mais do que isso. Nós compartilharemos algumas informações que foram reveladas previamente para criar a plataforma ou o background de nossa discussão antes de passarmos para o material novo. Alguns neste local já podem ter ouvido isto antes, mas outros não. 

Agora, havia uma questão no cerne ou no centro de Tudo o que É. Havia um anseio por um tipo de expressão criativa que surgia. E para ajudar a manifestar e a compreender a Criação, este universo físico de vocês foi criado. E a questão a ser compreendida era a da polaridade ou equilíbrio ou um dos opostos. Novamente, isto é algo difícil de trazer para a linguagem humana. Então este lugar chamado Terra foi criado. Realmente, este universo inteiro foi criado, mas soube-se que a experiência definitiva teria lugar na Terra. Agora, cada um de vocês aqui criou muitas outras partes do universo e outros universos e esteve lá. Mas quando veio o chamado para virem para a Terra, todos os que estão aqui concordaram em fazer isso. 

Meus amigos, vocês já imaginaram, já pensaram em que lugar o Anjo Dourado existe; onde ele está; onde o seu Eu Verdadeiro está quando vocês o evocam, quando vocês chamam esse ser grandioso que vocês são? Por que ele não apareceu? Por que sentiram como se fossem uma criança abandonada por seu pai, deixadas para se virarem sozinhas, endurecidas por suas experiências, todo o tempo sentindo a solidão, sentindo a dor, sentindo o abandono? É porque a maior parte do Eu de quem vocês são, meus amigos, concordou em ser colocado no que temos chamado de "casulo de energia". Isto é um pouco difícil de descrever, mas quando veio o chamado para compreender o equilíbrio da luz e da escuridão, quando veio o chamado para compreender o processo do eterno, a Alma Grandiosa que vocês são concordou em entrar em um casulo envolto em energia, protegido pelos anjos de modo que não pudesse ser incomodada. Literalmente estava fechada em uma concha de escuridão de modo que não pudesse ser incomodada pelos outros seres. 

E então sua própria alma começou uma jornada, uma jornada interior. Seu Eu Verdadeiro sempre foi uma expressão criativa para fora, uma expressão que emana do Espírito, que emana da fonte de amor, mas que cria para o exterior. E, agora, um grupo de anjos concordou em começar um trabalho interior, para começar a ir para dentro. Foi por essa razão que sua própria alma ficou em hibernação, protegida pelos anjos, envolta em energia para, de certa forma, camuflar-se. Seu pai (nesta analogia), seu Eu Verdadeiro, seguiu em uma tarefa bem interior. Parte disso, parte de quem vocês são, permaneceu externa como uma contínua expressão criativa unida ao Eu Superior, ao casulo, por uma corda de prata. As informações que iam sendo aprendidas e reunidas, as experiências do equilíbrio da luz e da escuridão, estavam constantemente sendo levadas de volta ao casulo que guardava o Eu Verdadeiro. Estas informações eram usadas continuamente no processo de internalização. Meus amigos, a expressão são vocês na Terra, a porção do seu Eu Verdadeiro que caminha na biologia humana. 

Vocês não foram abandonados pelo seu Eu Verdadeiro. O seu Eu Verdadeiro não os está punindo. Seu pai não os deixou. Foi em sua própria jornada. Lá dentro de vocês, vocês ainda estão ligados. Ainda há uma lembrança. Oh, vocês imaginam por que, por que vocês desejam voltar para Casa – porque vocês ainda podem sentir no âmago de seus corações a sua ligação com algo tão grandioso. Vocês imaginam por que procuram por sua alma gêmea, a chama gêmea. Meus amigos, a sua alma gêmea está debaixo do cobertor, está em um sono profundo. Como demoraram para retornar! Vocês imaginam por que o vazio está aí em seu ser, por que vocês sentem à noite em seus sonhos que estão chorando. É porque vocês sabem, vocês sabem, que seu eu não tem estado completo enquanto estão em sua jornada aqui na Terra. É uma coisa maravilhosa para nós observarmos, e ainda assim tão difícil para vocês compreenderem. 

Meus amigos, quando vocês vieram aqui para a Terra, vocês passaram por um processo de transformação. Sua alma teve que colocá-los numa biologia, como Kryon falou ontem à noite, durante a união da evolução. Vocês desempenharam o papel de atores, representando muitas partes, muitas existências, muitas expressões. Vocês têm feito um maravilhoso trabalho de atuação. Vocês estão no palco da Terra, atuando no meio de equilíbrios de luz e de escuridão, atuando no meio de equilíbrios de expressões, mas vocês estão atuando. Vocês que estão sentados nesta sala não são realmente quem vocês são. Vocês sabem disto. 

Ontem na Terra o sol nasceu e se pôs. Vocês não viram drama. Aqui vocês se sentam – atores profissionais, atores experientes. Agora não há drama. Não há representação. É hora de retornar. É hora de encerrar a peça e de se lembrarem de quem vocês são. Sem drama. 

Agora, a transição é, para o ator que está profundamente envolvido no papel, renunciar a esse papel e retornar à realidade, retornar à realidade original. Isso é difícil porque há muita energia atribuída aos papéis que vocês desempenharam. Há muito domínio desses papéis. É difícil depois de todo o treinamento pelo qual o ator passa, toda a concentração realizada, simplesmente se livrar disso, voltar para a criação original. Mas é aí que este grupo está hoje. Sem drama. Sem representação. Sem palco. Sem teatro. 

O que isto na verdade significa, meus amigos, é que o Eu Verdadeiro que estava no casulo está agora despertando. Está agora saindo dessa hibernação. E o primeiro desejo que o seu Anjo Dourado tem é o de se unir a vocês. É muito parecido com uma pessoa que sai de um sono profundo. Fica meio grogue. Há um período de adaptação. É como se essa pessoa desejasse saber imediatamente onde está a criança, a criança que foi colocada nos braços de outro. O Eu Verdadeiro, meus amigos, procura retornar a vocês, procura retornar a todos aqueles que estivem prontos para convidá-lo para seu interior. 

Agora, há muitos humanos nesta Terra que continuam em seus papéis dramáticos, continuam a atuar na peça. Isto é apropriado. O Eu Verdadeiro não pode se unir com o aspecto humano até que o aspecto humano esteja pronto. É por isso que dizemos que há uma divisão da consciência. Dois mundos. Duas Terras. Haverá muitos que continuarão a atuar no palco. Isto é apropriado. O Eu Verdadeiro esperará pacientemente por eles. Pode levar uma existência. Pode levar uma dúzia. Pode levar centenas. O Eu Verdadeiro espera pacientemente. Para aqueles que estiverem prontos para começar a integrar, convidar o Eu Verdadeiro para seu interior, agora é a hora apropriada. Agora é a energia e o espaço apropriados. O Eu Verdadeiro está despertando e desejando retornar. 

Agora, vocês podem perguntar: "Por que tudo isso está acontecendo? Por que a tremenda quantidade de criação, o plano elaborado aqui?" Como já dissemos antes, há um novo lugar sendo criado – o que nós chamamos de Segunda Criação – com um alicerce baseado nas energias que vocês criaram aqui, as energias e os insights e os aprendizados do seu Eu Superior enquanto ele estava envolto nesse casulo de energia. Enquanto vocês criam o túnel e o caminho desta Segunda Criação, não são só vocês que estão ascendendo. É como se vocês estivessem criando um vácuo por esse túnel e depois todas as coisas fossem capazes de seguir por ele. Nós dizemos, brincando, que ao escutar as suas sessões ontem havia muita conversa sobre um efeito de "sucção". Isto é precisamente o que acontece. Algumas vezes, encontramos muito humor em suas histórias. Vocês – aqueles que estão aqui – e outros trabalhadores da luz ao redor do mundo estão criando esse túnel. Vocês estão entre os primeiros a atravessarem, entre os primeiros a se integrarem com seu Eu Verdadeiro. 

Como dissemos, isto não foi feito antes. Realmente, nós não sabemos todas as respostas deste lado. Nós fornecemos enormes quantidades de energia e de amor para vocês. Nós observamos o Eu Verdadeiro em seu estado de casulo. Nós guiamos o Eu Verdadeiro enquanto ele desperta e procura retornar a vocês. Nós não sabemos todas as respostas. E como já dissemos, meus queridos amigos, quando houver a união de vocês, os humanos, com o Eu Verdadeiro, irá emergir um anjo que nunca foi visto em toda a criação. 

Vocês imaginam por que nós os honramos tanto por sua jornada! Vocês são os anjos de nossa família que concordaram em passar por este processo dificílimo. Vocês vão emergir os mais grandiosos dos seres. Nós não sabemos como será isto. Apenas podemos antever. Apenas podemos supor. Mas das energias que podemos ver, e dos reflexos que podemos ver em seu universo, vemos a criação de novas estrelas, de todo um novo universo. Meus amigos, é bem mais grandioso do que o que vocês podem ver em seu universo. Esse novo anjo que está emergindo será uma visão a ser contemplada e isto tudo foi parte do plano. E vocês são uma parte essencial disso. 

Agora, nós queremos que vocês saibam que enquanto movimentam as energias através desse túnel, enquanto passam por esse processo de integração e ascensão, vocês abrem caminho para todas as outras coisas – literalmente todas as outras coisas – então ascenderem. Todas as criações vão passar por um processo de metamorfose. É tão grandioso, meus amigos, que talvez isto os pegue de surpresa. É mais grandioso que o mais grandioso! Vocês imaginam por que nós os honramos pelo que têm feito aqui na Terra! Nós também queremos que vocês saibam que, depois de passarem pelo processo, aqueles de nós que estávamos por trás como seus guias e seus anjos e seus arcanjos, nós então ficaremos honrados de passar pelo processo e pelo túnel que vocês criaram. Vocês são os primeiros cujos outros irão seguir. Nós estávamos por trás em casa para guiá-los no caminho. Não somos nós que ascendemos e estamos esperando por vocês, meus amigos. Vocês estão ascendendo e permitindo que todo o restante de Tudo o que É faça o mesmo. E vocês se perguntam por que nós lavamos os seus pés, por que há lágrimas do nosso lado! 

Meus amigos, o Lar como vocês conheceram está diferente. Nós sabemos que alguns que estão aqui desejam retornar para a Casa, mas ela está diferente. As coisas mudaram. Elas continuam a mudar. Não é apropriado para vocês retornarem para a sua Casa. Certamente, entre as existências, vocês voltam para um tipo de espaço familiar. Vocês não fazem todo o caminho de volta para Casa. Não é apropriado que vocês façam todo o caminho de volta para Casa. Há lugares intermediários pelo caminho, por certo. Mas o Lar mudou. Ele mudou com o próprio trabalho que vocês têm feito aqui. Como já dissemos, nós encorajamos cada um de vocês a continuar no caminho, pelo que vocês têm feito até agora. Vocês chegaram até aqui. Nós compreendemos o anseio em seus corações. Mas, meus amigos, nós estamos aí observando o despertar do Eu Verdadeiro, da integração e da união. 

Agora, falaremos da dinâmica disto por um breve momento. Todas as informações que nós trazemos neste dia podem ressoar perfeitamente dentro de vocês mas, em pouco tempo, vocês vão abrir os olhos e ver as paredes concretas. Vocês verão o chão concreto. Vocês verão sua realidade humana uma vez mais. E perguntarão ao Espírito: "Foi uma história perfeita, mas o que é que eu deveria fazer agora? O que é que eu posso fazer para equilibrar o eu humano com o Eu Verdadeiro? Se, de fato, o Eu Verdadeiro está despertando, como nós podemos ficar novamente juntos?" De novo, nós realmente não sabemos todas as respostas, mas nós podemos lhes dizer que há um atributo de energia acima de tudo que tornará o processo tranqüilo. E isso é muito simples. É uma questão de confiança. 

Antes, nós chamamos isto de "o grande abismo" que vocês atravessam, que vocês infelizmente têm que atravessar sozinhos. Enquanto vocês se esforçam para cruzar o abismo, vocês não sabem o quão longe está o outro lado. É escuro. É cheio de névoa densa. O lado humano não sabe, enquanto permanece na margem, não sabe onde está a outra margem, e isto vai de encontro a todas as coisas que ensinaram ao humanos. Certamente, antes de darem o salto, vocês determinam, vocês julgam, vocês avaliam. Mas aqui há uma névoa densa, e vocês não fazem idéia. Essa névoa densa é o véu, e vocês são requisitados a se colocarem em um estado de ouvir o coração, em um estado de confiança, em um estado de deixar ir. Isso vai de encontro a todas as coisas que a inteligência humana aprendeu. Isso vai de encontro a todas as coisas que a inteligência humana planejou como mecanismos de segurança para proteger o Eu Crístico. Mas isso é que se pede a vocês para fazer neste momento – simplesmente confiar, simplesmente permitir essa confiança. É sobre uma nova energia que estamos falando aqui. Essa confiança é uma sabedoria interior da qual vocês podem ter uma vaga idéia, mas ainda não estão acostumados a trabalhar com essa energia. 

Usamos anteriormente a analogia de se sentar em sua bicicleta e não pedalar, não lutar, mas se permitir sentar nessa bicicleta que simplesmente flutua. A tela de fundo muda. O ambiente ao redor de vocês muda. Isto é confiança. Se o seu intelecto fica no caminho, vocês se perguntarão por que a bicicleta está flutuando, e por que não está caindo, e por que vocês não estão pedalando. E, então, certamente quando vocês concentrarem suas energias nessas atividades, então, certamente vocês irão cair. A nova confiança apresentará muitos desafios associados a ela. Novamente, é difícil descrever os sentimentos que vocês terão, o que acarretará, o que será integrar-se com o despertar do Eu Verdadeiro. Será uma experiência particular e pessoal de vocês. Mas, em seu estado de confiança, não pedindo nada ao Espírito ou a seus guias, simplesmente permitam-se ficar em seu estado de confiança. E isso com certeza virá até vocês. 

Agora, transmitiu-se muita informação neste dia, e pedimos a vocês que simplesmente permitam-se absorver isto em seu ser, simplesmente comecem a permitir a confiança. Houve um exemplo dado ontem na Terra. Ela está se tornando um lugar seguro. Houve paz. Não houve drama. E com estes atributos de energia, ela fornece um espaço seguro para vocês e para os outros humanos começarem a confiar e a permitir mais. O Eu Verdadeiro deseja retornar. O Eu Verdadeiro – o pai na trilogia – deseja abraçá-los mais uma vez. 

E assim é. 

 
Tobias é canalizado por Geoffrey Hoppe, P. O. Box 7392, CO, 80403. E-mail: Cauldre@aol.com — O Círculo Carmesim se reúne mensalmente em Denver, Colorado, para partilhar amor, informação e risos. Para maiores informações sobre o Círculo Carmesim, envie mensagens a Michele Machale em Mmachale@aol.com — Partes desta mensagem foram editadas a partir da versão original gravada em viva voz para maior clareza e compreensão. Por favor, distribua livremente este texto em material não comercial. — Visite o site do Círculo: http://www.crimsoncircle.com/ para maiores informações. — Agradecimentos especiais a todas as maravilhosas almas no Círculo Carmesim, mais Kryon, Lee Carroll, Jan Tober, Dr. Melanie Wolf, Tobias e o amor do Espírito. — Agradecimentos especiais a Dra. Mindy Reynolds por seu amor e paciência na transcrição de muitas e muitas horas de fitas de Tobias. — Direitos autorais Y2000 Geoffrey Hoppe, Golden, CO, USA. Todos os direitos reservados. 

Tradução para o português: Inês Fernandes – Rio de Janeiro, julho de 2002