Crie em Graça

TOBIAS E O CONSELHO CARMESIM

11 de novembro de 2000 


Série dos Criadores

Lição 4: Crie em Graça




Tobias: E assim é, queridos amigos e mestres aqui presentes, que nos reunimos novamente em nosso círculo, em nosso espaço sagrado. Nós os saudamos neste dia e trazemos agradecimentos e honra a vocês. Queridos amigos, por um momento, respirem profundamente a energia que está se apresentando em nosso círculo juntos. Inspirem profundamente através de sua biologia. Inspirem profundamente através de seu espírito. Respirem profundamente e permitam que esta energia penetre seu ser.

Agora nos próximos minutos de seu tempo, eu, Tobias, falarei através de nosso amigo a quem chamamos Cauldre (Geoffrey Hoppe), a quem chamo "filho" [risadinha]. Pelos próximos minutos, iremos trabalhar com cada um aqui e todas as outras entidades que entram no círculo agora para equilibrar e ajustar a energia, para entretecer aqui a nova energia. Durante estes momentos, queridos amigos e mestres, abram simplesmente seus corações e seu ser a tudo que será dado neste dia. Abram seus corações e seu ser para aqueles que entram agora em seu espaço, aqueles que vêm do outro lado do véu para estar com vocês neste dia.

Quando vocês se reúnem assim como uma família, se reúnem com a intenção de cura e aprendizado de maneira a seguir em frente em sua nova energia. E assim fazendo, abrem os caminhos para nós que estamos do outro lado do véu. Juntos com vocês criamos um novo espaço, uma nova dimensão. Juntos nós criamos o modelo de energia e o entretecer de sua nova Terra.

Sintam agora a energia aqui. Está presente dentro e ao redor de vocês. Sintam a paz e o amor e a alegria aqui presentes, o dourado que flui para dentro. Esta energia, queridos mestres, é a energia da nova Terra. Esta é a energia de seu momento divino. Permitam a si mesmos senti-la agora.

Estar aqui nos dá uma grande alegria, porque freqüentemente é difícil chegar perto. Muitas vezes, é difícil falar com vocês assim como agora. Para nós, esta energia é de celebração, estar aqui assim tão próximos aos humanos, tão próximos dos Shaumbra, tão próximos de quem amamos. Nós, as entidades que entram hoje, estamos dançando em alegria por saber que a distância que costuma nos separar de vocês está se tornando cada vez menor e menor. Pelo trabalho que realizaram em suas próprias vidas, suas muitas vidas na Terra, e em particular nesta vida... o véu se abre para que cheguemos assim tão pertinho.

Vocês pensavam todo este tempo que tinham o véu, que eram vocês que estavam tentando nos alcançar, mas não eram capazes, achando que talvez faltasse alguma coisa! Queridos amigos, é o oposto. O véu era espesso. Era difícil para nós chegar a vocês, mesmo quando choravam e até mesmo quando rezavam. Era difícil atravessar esse ponto, e nesta noite explicaremos mais isto. O amor que geraram, as ações realizadas tornaram possível nossa chegada assim tão perto de vocês. E hoje chegamos muito, muito perto.

Sintam nosso amor por um momento. Ouçam e sintam e percebam as mensagens que temos para cada um aqui sentado, cada um ouvindo através de sua rede... e cada um que lê... por um momento, nos sintam agora. Tomem este instante para ouvir as palavras e os pensamentos que temos para vocês.

Bem, estivemos vendo! Estivemos trabalhando com a família do Círculo Carmesim, enquanto passavam as últimas três lições. Sabemos que as lições nem sempre são fáceis. Mas há muita determinação de sua parte, primeiro para aceitar todas as coisas como elas são, ficar por detrás de sua mureta, olhar e observar a dualidade em ação. Recentemente, poucos dias atrás, tiveram a oportunidade de ver isto (as eleições presidenciais nos Estados Unidos). Queridos amigos, não houve o desejo de afundar nesta dualidade? E ainda assim o que puderam aprender sobre a energia humana... o que vocês podem aprender sobre seu Eu pela simples observação?

E depois a lição de aceitar seu eu humano. Sabemos que podem facilmente aceitar seu eu espiritual. Aceitar seu eu humano é difícil. E novamente esta noite vamos falar sobre isso.

E, então, queridos amigos, a lição ainda mais difícil - ficar em seu momento divino, sendo seu Eu divino. Oh, nós vimos os que verbalizaram a intenção, os que escolheram estar em seu momento divino. E funcionou por uma fração de segundo [risadas na audiência]. E aí foram imediatamente puxados para fora dele pela família ou colegas! O importante foi que sentiram - mesmo que por um brevíssimo momento - como é estar em divindade sem a preocupação com o que era antes. Porque como sabem, seu passado se foi. Todas aquelas personalidades, todos aqueles aspectos que vocês conheceram como suas vidas passadas se foram. O Livro da Vida como o conheceram chegou ao fim. O derradeiro capítulo foi escrito e assinado por vocês, por suas próprias mãos. Não há propósito em estar agora no passado. E todas as páginas em seus novos dias estão prontas para que as preencham com suas criações!

Ah, é por isso que estão aqui! É por isso que estamos na sala de aula da nova energia. Estamos aqui para falar, discutir e trabalhar com vocês sobre como se tornar um criador, um verdadeiro criador na nova energia. Não como os criadores que foram antes no círculo original. Não, vocês são os novos criadores. Não se trata apenas de suas vidas. Trata-se de todos que seguirão após vocês. Aprender a viver no momento divino é de longe uma das mais difíceis lições. E, como nos diz Cauldre, às vezes é divertido atuar no jogo da dualidade. Às vezes, é divertido estar fora do momento divino. É divertido brincar entre os dois.

Vocês sabem o que representa o dia de hoje (11-11-2000), escolhido pelos humanos para o encontro do Círculo Carmesim sem a compreensão de sua significância? Bem, certamente nós, os que ajudam a orientar estas coisas, compreendemos! Este dia é de fato aquele marcado no calendário Maia como "o dia da dualidade" - 1 e 1, outro 1 e 1, e 2. Era para ser um dia muito difícil caso não tivessem reescrito a história da Terra, a história do universo e a história do segundo círculo. Era para ser um dia cheio de dualidade de uma maneira muito difícil e desafiante e viriam 11 meses antes da mudança de seu milênio, quando vocês mudaram de 1 para 2. Este, imaginava-se, seria o dia do conflito do 2, do confronto da luz e da escuridão.

Mas olhem agora, amigos. Olhem só agora. Nós rimos. Fazemos piadinhas. Olhem só o que aconteceu mesmo nos recentes eventos. Há dualidade, uma dualidade que é tão forte que a escolha do presidente de um dos mais poderosos países do mundo se faz com uma pequena diferença de votos. Lembrem que falamos em nossa última reunião que até muito recentemente o equilíbrio da luz e da escuridão, do mais e do menos, do 1 e do 0 vinha sendo 2/3 para 1/3. O equilíbrio 2/3 e 1/3 seguia sendo apropriado para as lições, para os aprendizados e para a compreensão.

Lembrem que falamos sobre seu diapasão interno que estava fora de equilíbrio, fora de freqüência. As duas pontas do garfo tinham até então um balanço vibracional de 1/3 e 2/3. E, da última vez que falamos, pedimos para que soubessem que as duas pontas estavam novamente voltando a um equilíbrio harmônico entre si. Ainda há duas pontas, mas estão se harmonizando. Não estão mais fora de fase como até então haviam estado.

Queridos amigos, observem sua eleição. Não é 2/3 e 1/3. Não tem um equilíbrio equivalente. Ela está tão cuidadosamente equilibrada que é decidida por uns poucos votos. Esta é a nova dualidade. Não são dois lados lutando um com outro como antes. São dois lados tão parecidos em vibração, tão próximos que começam a harmonizar juntos. Até mesmo muitos de vocês não reconhecem a diferença entre os dois candidatos. Eles vibram numa freqüência similar.

Queridos amigos, há, e vai continuar havendo dualidade, mas, deste dia em diante, não será mais a mesma, particularmente para aqueles que entraram na energia da nova Terra. Pode haver dois lados do espelho, mas eles não estão lutando. Estão olhando um para o outro com grande curiosidade. Estão se olhando, e pensando por que lutaram um com o outro no passado.

Vocês agora verão isso em suas vidas. Sim, haverá dois lados. Nesta sua vida pode haver quatro lados, mas isso é toda uma outra discussão. Mas os dois lados estão começando a se harmonizar. Este é um acontecimento sem precedentes. Isto significa atravessar uma barreira maior do que experimentaram em seu milênio, ou em sua convergência harmônica.

Este é "o dia da dualidade." Olhem à sua volta. Olhem suas vidas. Olhem em torno de sua criação. Está plena de muito amor e muita abundância e muita alegria. Sabemos que ainda estão passando por dificuldades, mas olhem onde estão. Olhem onde estão enquanto grupo. Olhem onde está sua Terra como um todo neste momento. A dualidade está em uma nova energia. Vocês vêem diante de seus olhos, e às vezes sequer reconhecem! [risadinha]

Agora, aqui, tomamos este momento. Pedimos a Cauldre que fique em silêncio. Tomamos este momento para entrar e abraçá-los, honrá-los e realizar a fusão final da energia neste círculo. Então, continuaremos com a lição deste dia, o segundo segmento da Série dos Criadores, o segundo de quatro segmentos que temos para vocês. Não é interessante que hoje é também a lição 4? Tomem este momento, queridos amigos, e permitam simplesmente este amor e esta reverência penetrar. Há muitos, muitos, muitos que se reúnem aqui hoje desejando conhecê-los. Pedimos a Cauldre que fique em silêncio por um momento.

[Pausa]

Oh, se pudéssemos engarrafar esta energia! Nós a levaríamos de volta para mostrar a todos os outros o que este grupo de humanos alcançou. A essência do Amor é o que vocês criaram, e falaremos aos outros sobre isso. Talvez venham visitá-los no próximo encontro que realizarem.

Queridos amigos, há um longo tempo, mas não tão longo quanto imaginam, vocês estiveram no primeiro círculo, a criação original. Vocês eram anjos que criavam. É um pouco difícil de explicar isto aqui, mas não havia elementos de dualidade na criação original. Vocês criavam com uma unidade. Criaram novas dimensões inteiras. Criaram profundidade e vastidões e todas as coisas entre as duas. Vocês eram pioneiros com a mais elevada compreensão de como criar com a energia do Um Eterno. Vocês se divertiam e brincavam e experimentavam completamente. E Deus amava observar seu jogo na criação divina. Deus ria quando brincavam no círculo original. Vocês trouxeram muita alegria ao Espírito. Vocês eram altamente criativos. E continuaram a criar e a criar em novos níveis.

Embora seja difícil de compreender, queridos amigos, vocês criaram com tal expressão e com tal paixão - paixão que ainda permanece em vocês - e sutileza, que literalmente alcançaram os limites da criação. Sabemos que é difícil compreender e talvez até mesmo desafie o que aprenderam até agora.
Mas foram aos limites da criação. Quando chegaram aos limites, houve ruídos [o quadro de registros na sala de reunião desaprumou numa extremidade]. Quando alcançaram o limite da criação, meus amigos, alguma coisa aconteceu, algo que vocês e o Espírito nunca tinham experimentado antes. Era a transição da unidade para uma dualidade. Vocês estavam no limiar dela. Ainda não estavam na forma humana naquele tempo. Estavam no que chamariam de seu corpo de luz. Mas começaram a sentir as mudanças. Começaram a sentir algo diferente e muito desconfortável.

E isto era dualidade. Vocês continuaram a criar e experimentar no limite do primeiro círculo. E, queridos amigos, este foi um tempo de desafios e muitas dificuldades. Foi quando se sentiram pela primeira vez desconectados do Espírito. Foi quando pela primeira vez sentiram que não havia mais uma harmonia singular, mas sim uma dualidade em oposição. Tudo isso fazia parte da experiência que haviam escolhido. Não havia nenhum erro nisso. Não havia erro no que estavam fazendo.

Começaram a experimentar coisas como falta de confiança. Começaram a sentir coisas como raiva e ódio. Nada disso parecia correto ou apropriado, porque nunca antes haviam conhecido coisas assim. Vocês estavam mudando. Vocês estavam se transformando. Vocês eram a proverbial lagarta entrando no casulo para tornar-se uma borboleta. Vocês estavam deixando o primeiro círculo e experimentando dois (dualidade) ao invés de um.

Nesta área, no limite do primeiro círculo, foi onde experimentaram algumas das coisas mais traumatizantes e difíceis que suas almas jamais passaram. Se houver alguma vez uma compreensão do que seja inferno, foi lá. Se alguma vez houve uma verdadeira guerra e combate, foi lá, e isto os machucou profundamente. É algo que vocês e os outros que lá estavam nunca tinham experimentado. Houve desarmonia, e houve, até certo ponto, uma destruição de energia.

Mas, amigos, compreendam que nada disso foi um engano. Houve um acordo com o Espírito de que vocês seriam exploradores, que partiriam para áreas de criação nunca antes exploradas. Aprenderiam algo novo, e, nenhum de vocês, nem vocês nem o Espírito, nem nenhum de nós, sabia o que seria isso. Isso agora é chamado de dualidade. Havia tanta energia por trás disso, tanto interesse, tanta intensidade nesta experiência no limite de Tudo o que É, que literalmente catapultou-os para um novo lugar chamado de o segundo círculo, a segunda criação. Levou vocês através da lagarta e do casulo para estar aqui na Terra.

Agora, há muita física nisto e vocês ficarão imaginando como foi, e nós falaremos sobre o assunto futuramente em sessões como esta. Mas, queridos amigos, vocês passaram por uma experiência muito difícil antes de chegar à Terra, antes de criar o segundo círculo. Vocês vieram para a Terra, e começaram a andar vida após vida.

Nós dissemos a vocês antes que não gostamos muito dessa idéia de karma. Não gostamos de usar esta palavra. Não é carma. O que é, queridos amigos? Todas as experiências e os acontecimentos que experimentaram no limite do primeiro círculo, vocês estão agora tentando entender, tentando definir e solidificar e lidar através de uma experiência paralela na Terra. Separação: vocês têm experiências de separação para ajudá-los a compreender o que aconteceu no limite da criação antes de virem para a Terra. Dor: encontram experiências de dor aqui na Terra para ajudar na compreensão e definição do que aconteceu naquela zona antes de deixarem a primeira criação. Desequilíbrio: procuram experiências como humanos com outros humanos, experiências de desequilíbrio em suas emoções, por exemplo, para ajudar no entendimento do que aconteceu no limite da criação.

Vocês compreendem o que estamos lhes dizendo? Não há nada que tenham feito de errado aqui na Terra! Vocês escolheram experiências para ajudá-los e ao Espírito a compreender algo que aconteceu um longo tempo atrás. Vocês usam a Terra e os elementos da dualidade, a física da dualidade. Vocês usam massa e matéria para ajudá-los e ao Espírito a compreender. Usam corpos físicos para ajudá-los a compreender, para ajudá-los a reviver experiências que tiveram no limite do primeiro círculo. Suas experiências na Terra estão relacionadas com as experiências na Criação original. Agora, vocês as estão desempenhando na dualidade e na matéria para uma definição e uma compreensão mais profunda. Não se trata de karma, mais sim de um re-atuar de algo acontecido em outro tempo, em outro lugar.

Havia um anjo chamado Taylor. Ela havia caminhado pela Terra muitas, muitas vidas. Numa vida, Taylor foi uma guerreira de um país ganancioso, de um reino ganancioso. Ela não ligava para compromissos. Ela simplesmente queria ser uma guerreira. Queria sentir sangue e lutar em batalhas. Queria experimentar dualidade e raiva. Ela trouxe para sua alma estas experiências, e elas permaneceram por um longo, longo tempo.

E, em sua vida seguinte, Taylor foi uma mãe não muito boa para seus filhos ou marido. Ela gostava da companhia de outros homens. Ela gostava de estar longe da família. Sentiu-se culpada e a culpa foi um peso muito grande sobre ela. Ainda assim, continuou a sair, causando muita dor e dificuldades para as crianças, e fez com que seu marido cometesse o suicídio e partisse. Tudo isso ficou na lembrança em sua alma e foi carregado, colocado em seu livro de vida.

Em outra vida, Taylor foi um homem de negócios que possuía uma fábrica de couro. Taylor tirava vantagem de gente jovem e das pessoas pobres como mão de obra barata. Ela não ligava muito para eles, apenas para seu bolso e sua riqueza. Taylor não partilhava sua riqueza com os outros. Não fazia doações para caridade, dava apenas para si e queria construir um monumento à sua imortalidade através do ganho em riqueza.

E isso se tornou um fardo pesado em sua alma e em seu ser, mas ela não ligou e seguiu adiante.

Nesta vida, Taylor foi uma criança maltratada pelos pais. Cedo, em sua adolescência, tornou-se alcoólatra. E assim continuou, bebendo todos os dias, diminuindo suas vibrações a tal nível que mesmo para nós é de difícil compreensão. Ela bebia e entrava na escuridão. Suas vibrações eram tão baixas que esqueceu o que era amar. Ela não teve uma vida verdadeiramente feliz. E culpava seus pais. Culpava as pessoas com as quais trabalhava. A bebida lhe causou problemas. E isso criou mais amargura nela.

Taylor agora está no Círculo Carmesim e não bebe mais, porque ao longo do caminho ela leu um livro inspirador. Ela esteve em encontros parecidos com este. Outras pessoas lhe deram uma mão. Pessoas a abraçaram e disseram amá-la. Outras pessoas dispensaram tempo para ajudá-la a compreender que todos estes sentimentos de culpa em seu ser precisavam ser liberados, que era necessário que os deixasse ir.

Agora vocês vêem, contamos a história de Taylor neste dia para ajudá-los a compreender, cada um de vocês. De fato, esta é uma história verdadeira. Nós a contamos para ajudá-los a entender que é muito importante que cada um olhe para sua própria vida e a vida de cada pessoa por quem passam, para ver em seus próprios olhos e nos olhos de todas as outras pessoas. Vocês percebem, Taylor escolheu estas vidas difíceis. Ela as escolheu há muito tempo. Ela sabia que o Espírito precisava de alguém que fosse às profundezas mais inferiores.

Alguém tinha que pular na grande piscina da dualidade para explorar as partes mais profundas e inferiores dela. Oh, é fácil ser alguém que simplesmente põe apenas o dedo e diz: "Estou pleno de luz porque não afundo. E reúno e coleto a luz do sol, e portanto sou especial." É difícil, queridos amigos, quando vocês tomam o caminho do desafio. Vocês pulam nas profundezas quando escolhem ser um alcoólatra, a fim de ter o pior pesadelo dos pesadelos, para ter o maior desafio.

E vocês pensavam que fosse apenas carma. Pensavam que estavam pagando débitos para si mesmos. Queridos amigos, isto sequer parece lógico pagar débitos a si mesmos. Vocês e outros Taylors que são da família, que são Shaumbra, e que são profundamente amados por todos nós... vocês escolheram experiências difíceis em suas vidas para ajudar na exploração das profundezas da luz e da escuridão. Deram muito em serviço para fazer estas coisas. Ajudaram a re-encenar as experiências energéticas que aconteceram no limite do primeiro círculo e, ao fazer isso, ajudaram o Espírito a verdadeiramente compreender algo novo.

Sabemos que isso vai trazer inúmeras questões, como: "É correto matar outras pessoas, para que verdadeiramente eu ajude o Espírito?" Queridos amigos, vocês aqui neste grupo e lendo isto jamais deveriam estar inclinados a realizar tal ato no ponto em que estão. Vocês fizeram o suficiente no passado. Honrem a si mesmos pelo que realizaram. Honrem a si mesmos pelo difícil caminho que tomaram. E, em especial, quando olharem nos olhos de outra pessoa e, talvez, não vendo a luz que agora vêem em si mesmos, lembrem-se de que eles ainda estão ajudando a explorar esta grandiosa coisa chamada dualidade. Há dois lados nela, uma luz e uma escuridão, um positivo e um negativo. Alguém tem que explorar as profundezas de ambos.

Vocês, que estão pensando em seus filhos agora mesmo e a dificuldade por que estão passando: compreendam o que eles estão realmente fazendo. Isso é compaixão, quando vocês podem compreender. Queridos amigos, o que estão experimentando aqui na Terra está auxiliando a compreender e auxiliando a definir aquela experiência que tiveram no limite da criação. E vocês realizaram aquilo bem.

Como mencionamos anteriormente, muitos dos sonhos que vocês têm agora, muitos dos terrores e pesadelos em sua vida não estão relacionados a esta vida. Sequer se relacionam com as outras vidas. Vocês imaginam de onde vêm esses terrores? Queridos amigos, muito do que lhes está chegando agora tem a ver com as experiências que tiveram antes de deixar o primeiro círculo. Vocês estão experimentando de uma outra maneira - em seus sonhos - para ajudar a criar a fábrica do que chamamos de segunda criação. Este é seu universo, sua Terra, uma extensão de Tudo o que É.

Então, ao longo do caminho, Taylor desistiu da bebida, e veio a aprender que havia uma divindade em seu interior, mas muito disto era psicológico. Ela não entendia tão bem com seu coração, porque ainda sentia culpa. Você sabia que ela ainda sentia culpa por ter deixado a primeira criação? Sentia culpa pela escolha destas tantas vidas e tantas experiências de dificuldades. Ela começou a ter uma nova sabedoria como uma borboleta saindo do casulo.

Taylor ainda tinha problemas em sua vida. Ainda tinha desafios. Leu muito material do Círculo Carmesim. Ela estava começando a compreender como aceitar todas as coisas. Começando a compreender como aceitar seu eu humano, embora isto fosse bem desafiante. Ela sentia que sua parte humana era algo para se envergonhar. Ainda não tinha compreendido que sua humanidade era divina, que sua humanidade deu tanto ao Universo. Taylor começou a ficar em seu momento divino, embora eles fossem difíceis, poucos e apenas ocorriam de tempos em tempos. Ela começou a tomar um tempo cada dia para ficar na divindade. E ela adorava isso, fazia-a sentir-se aconchegada e dourada. Mas então a culpa tomava conta. Ela então sentia que não merecia este momento divino, e ele desaparecia.

Mas Taylor deu intenção para aprender e crescer. Ela continuou a ter desafios em sua vida, alguns em relação a dinheiro e relacionamentos e saúde e confiança em si mesma. Eram muito difíceis e havia momentos em que amaldiçoava o Espírito. Havia momentos em que ela dizia que ia pular fora desta história de nova energia da Terra porque não via qualquer grande diferença em sua vida. Havia momentos em que ela dizia: "Isto tudo são apenas palavras. São apenas mais palavras de mais uma crença de outras pessoas da Terra. Tudo não passa de palavras. É apenas um apaziguar." Havia momentos em que se sentia muito frustrada.

Ela se encontrava em um ponto de sua vida onde queria acreditar muito profundamente. Queria prosseguir para o próximo nível, mas não sabia como. Tornou-se tão confusa e tão perdida e tão transtornada, mas mais do que tudo se sentia tão traída, que uma noite ela simplesmente teve um colapso e caiu no chão, começando a soluçar e disse: "Não posso seguir adiante. Espírito, não sei o que fazer. Eu o chamei para pedir direção. Eu tenho chamado meus anjos. Chamei meus guias, e não sei mais o que fazer." Bem, Taylor não tinha lido muito bem as palavras que diziam que o Espírito não pode fazer por vocês, e que seus guias haviam partido [risadinha amorosa].

Havia algo em seu interior que estava tentando sair à tona, tentando falar com ela, mas não conseguia quando ela ficava fora de seu momento divino. Não conseguia quando ela ficava se preocupando com todas estas coisas. Mas, ao sucumbir soluçando, algo aconteceu. Algo veio à tona. Era como uma voz e não vinha de fora, mas de seu interior. Apareceu e conversou com ela, e disse: "Eu sou a graça. Eu sou a graça divina que existe dentro de você. Cuidarei de todas as coisas. Vou equilibrar todas as coisas. Resolverei todas as coisas, e venho de seu interior, e meu nome é graça."

Ela ficou ali deitada por um longo tempo, sentindo esta energia da graça divina dentro de seu ser. E de alguma maneira sentiu-se bem. Ela não tinha se entregado e entregado seus problemas a uma entidade outra, a alguma imagem de Deus que não conhecia ou compreendia. Ela se virou para a graça que veio do interior de seu ser. Deste dia em diante, ela começou a entender. Começou a entender a força da graça divina.

E é disto que falaremos esta noite para vocês, a graça dentro de cada um. Mas antes de começarmos, vamos fazer um ponto. Não foi por acaso que mais cedo esta noite a pessoa que vai com o Vento [Wind Hughes, um conferencista convidado para o encontro do Círculo Carmesim] tratou com vocês da graça, debateu a queda da graça e os conceitos que acompanham o assunto. Não é por acaso que uma semana atrás despertamos Cauldre no quarto e dissemos: "Vimos aqui esta noite para falar de graça." E ele disse: "O quê? Não estou entendendo." Tivemos uma longa conversa, e dissemos a ele que estaríamos trazendo este tema esta noite.

Demos a ele um exercício que também lhes daremos esta noite. Queridos amigos, entendam que, de maneira bem diferente do que dizem seus livros e outros mestres, nunca houve uma queda da graça. Nunca houve um Lúcifer que foi atirado para fora do céu. Tudo isto são metáforas. Vocês experimentaram o limite da criação. Experimentaram algo que nunca tinham realizado antes, e isto foi chamado de dualidade. Isto os enviou para a segunda Criação. Havia uma energia necessária para enviá-los para além dos limites da criação. Esta dualidade. Esta fricção criou a energia necessária que catapultou-os para dentro da segunda criação chamada Terra, exatamente onde se encontram agora. Foi como sentir o poder das rochas explodindo com tanta força que os fez esquecer de onde vieram. Mas não foi uma queda da graça. Olhamos para isto como se fosse um passo de um para dois, um passo tomado em amor pelo Espírito e por todos nós que seguiremos atrás de vocês.

Agora, sobre esta graça. Nós os levaremos a um exercício com sua permissão, é claro. Pedimos que fiquem à vontade, ajustem-se.

Agora, com a sua permissão, aqueles aqui reunidos esta noite irão andar lado-a-lado com vocês para sua nova casa. Vocês não têm estado muito por lá ultimamente! [risadinha amorosa] É hora de passar mais tempo em sua nova casa. É um bom lugar. Vocês ficam ocupados correndo pela cidade e vizinhança. Vocês não estão dispensando muito tempo em sua nova casa!

Então, vamos voltar para lá agora. Vamos voltar com os anjos ao seu lado, porque eles também amam explorar este novo lugar de vocês. Vamos entrar e, como já dissemos, queridos amigos, há muito pouca coisa aqui. Porque vocês criaram as paredes. Vocês criaram o espaço. Vocês criaram a energia. Vamos dar uma volta agora pela sua nova casa.

Vamos entrar na cozinha. Vamos entrar na cozinha de sua nova casa. Estão vendo, muitos de vocês nem sabiam que sua nova casa tinha cozinha! [risadinha] Vocês não perderam tempo! Mas que lugar bonito construíram. Agora passarão a gastar mais tempo aqui. Aqui na cozinha de sua casa, bem no centro, há um enorme, muito bonito, do chão ao teto (o qual pode ser muito alto em alguns casos), há um forno muito grande com uma grande porta de vidro. Há uma inscrição sobre a porta, escrita num tipo de letra dourada meio enfumaçada que diz: "Forno da Graça".

O Forno da Graça. Queridos amigos, isto é um símbolo, e também é uma realidade para sua própria energia da graça. Pedimos a cada um para pensar em uma situação desafiadora em sua própria vida pessoal que não envolva outras pessoas. É sua própria situação... seja sobre abundância... seja sobre medo... seja sobre saúde... seja sobre solidão. Pedimos que por um momento pensem numa situação que os tenha desafiado ultimamente, pensem em algo que simbolize a situação. Se é um tema de abundância, o símbolo poderia ser a sua bolsa ou o talão de cheques ou a carteira. Se é sobre saúde, o símbolo poderia ser uma fotografia ou um instantâneo de vocês. Pensem agora em um símbolo para a situação que os desafia.

E, sim, muitos de vocês já sabem o que vamos fazer aqui. Vamos pedir que se aproximem do Forno da Graça com a grande e bonita porta envidraçada, e mecanismos que vão do chão ao teto. Nós pedimos que coloquem o símbolo de seu desafio dentro do forno. Ponham lá dentro - sim, sobre a grelha.

Quando vocês tiverem colocado esse símbolo lá dentro, pedimos que fechem a porta do Forno da Graça. Pedimos que não digam nada, que não ponham intenção, nem energia, nem preces. Pedimos agora que olhem para cima para a esquerda, e verão um botão, o único botão em seu Forno da Graça. Ele diz "LIGAR". Pedimos que apertem o botão de ligar agora.

Bem, enquanto isto está assando em seu Forno da Graça - esta situação desafiadora - nós iremos lhes dizer algumas poucas coisas sobre esta ferramenta. Primeiro, quando vocês começarem a trabalhar com esta ferramenta da graça em suas vidas, usem-na apenas para si mesmos. Usem apenas para suas próprias situações pessoais. Mais tarde, mas não tão cedo, vocês aprenderão a utilizá-la apropriadamente com outras pessoas nas situações delas. Mas por agora isto é apenas para vocês. É sobre qualquer tema que tenham em suas próprias vidas para si mesmos. Se vocês estão preocupados com uma criança, com o cônjuge, não é o tempo apropriado para pôr a energia deles aqui. É apenas com vocês mesmos.

Pedimos que ponham apenas um tema, um desafio, um conceito por vez. Vimos alguns de vocês colocando tudo quanto é coisa lá dentro. [risadas na audiência] Enquanto aprendem a utilizar o Forno da Graça, ponham apenas um tema por vez. Pedimos também que mantenham este tema no Forno da Graça por um período de 24 horas. Pedimos também que lembrem de retirá-lo ao fim deste tempo! Quando a coisa terminou de assar... quando terminou de ser exposta à energia de sua graça divina, então podem colocar uma outra. Mas uma de cada vez e esperem 24 horas, e então retirem-na.

Porquanto este conceito possa parecer simples - talvez até mesmo banal - nós lhes dizemos que há um grande poder nele, pois a Lição 4 na Sala de Aula da Nova Energia Espiritual da Terra é "criar em Graça". Lição 4 - Crie em Graça. Este símbolo do forno é dado a vocês hoje para ajudá-los a compreender como funciona a graça divina que vem de dentro. Vocês experimentarão o que acontece quando vocês colocam um assunto dentro deste Forno da Graça.

Vamos retornar a Taylor. Ela colocou sua carteira de dinheiro no Forno da Graça, porque representa o tema de abundância pela qual ela estava lutando desta vez. E ela o colocou em seu forno sem nenhuma programação. Sem nenhuma programação, vocês estão entendendo, queridos amigos? Oh, sabemos que vocês têm orado, têm usado encantamentos e intenção e programação. Isto foi bom, e tem sido feito com amor, e os trouxe a este ponto. Mas, queridos amigos, estamos indo para um novo espaço agora. No Forno da Graça, não há necessidade de intenção. Ele cuida por si mesmo.

Quando Taylor colocou sua carteira sem nenhuma programação e sem pedir nada, vocês sabem o que aconteceu? Seu Forno da Graça trouxe equilíbrio à sua situação financeira. Seu Forno da Graça trouxe a energia da abundância para sua vida numa forma apropriada e equilibrada.

Agora, seria difícil para Taylor se tivesse tentado criar isto tudo em sua mente. Seria como comer comida tentando mentalmente controlar como ela é processada pelo seu corpo. Vocês simplesmente comem a comida e permitem que assim seja. Isto é "graça digestiva" [uma risadinha]. E, da mesma maneira, queridos amigos, quando vocês colocam algo em seu Forno da Graça, ele cuida por si só. Há um equilíbrio natural. Há uma completude natural que ocorre nesta energia.

Cerca de uma semana depois de Taylor ter colocado sua carteira no Forno da Graça e ter permitido o cozimento noite adentro, ela perdeu seu emprego. Não sabiam?! [risadinha] E ela ficou pensando, como alguns de vocês pensariam, o que estava acontecendo, mas também ela acreditou em graça. Ela sabia que seu emprego era de fato um obstáculo à sua abundância. Ele a mantinha amarrada e limitada. Fornecia experiências que não lhe eram mais apropriadas e uma destas experiências era a limitação de abundância. Então, quando ela colocou sua carteira de dinheiro no Forno da Graça, certamente ele trocou seu emprego.

Embora perder seu emprego inicialmente tenha lhe causado medo, Taylor colocou o medo dentro do Forno da Graça. Ela permitiu que a graça lidasse com seu próprio medo pelo que estava passando. E, ao fazer isso, a cada nova situação, permitiu que a graça divina encontrasse o equilíbrio apropriado e a solução.

Queridos amigos, Taylor aprendeu a confiar em si mesma. Não estava entregando seus problemas para um anjo ou guia ou para o Espírito. Ela estava permitindo a plenitude dentro de seu próprio ser. E de fato nesta Lição 4, "Crie em Graça", vocês também aprenderão a beleza, a abundância, o equilíbrio e o amor da graça que existe agora em seu interior. Até então, vocês não tinham confiado em sua graça divina. Também a energia da Terra não era apropriada até agora para verdadeiramente utilizar esta energia. Mas agora ela é de vocês.

Dissemos antes, trabalhem com estas novas ferramentas... Podemos lhes trazer apenas nossos insights, nossa sabedoria. Podemos apenas refletir de volta a consciência de seu próprio grupo, mas vocês devem fazer o trabalho. Peguem suas situações desafiadoras e as coloquem no Forno da Graça. E, sim, uma pergunta que surgiu, vocês podem colocar uma situação no forno repetidamente caso não encontrem a solução para ela e continuem ainda preocupados; vocês podem colocá-la lá dentro de novo, e de novo. Se fosse para Taylor ficar se preocupando com suas questões de abundância, ela poderia colocar sua carteira dentro do forno novamente no dia seguinte. Mas, como já dissemos, uma questão, um dia.

A Lição 4, a qual será a fundação para a criação aplicada na nova energia, é "Crie em Graça". Vocês precisam entender e aprender primeiro a criar em graça antes que possam mudar para passos mais dinâmicos. Mais uma vez, nós lembramos a vocês que por agora utilizem este Forno da Graça apenas para si mesmos. Em futuros encontros como este, falaremos sobre afetar situações de grupo ou situações familiares, mas, por enquanto, usem esta ferramenta apenas em seu próprio ser. Esta é - e vocês vão ver que isto é verdade se escolherem utilizá-la - uma ferramenta muito, muito poderosa. Nós a apresentamos aqui numa história, numa metáfora como um forno, mas é uma maneira prática de trazer equilíbrio e soluções para sua vida.

Lição 4: Crie em Graça. Agora, queridos amigos, não há muito mais a ser dito neste dia em relação a esta lição. Ela é bem simples. Todos vocês têm as ferramentas para começar a usá-la imediatamente. Ela é muito poderosa.

Para onde estamos indo com tudo isso, vocês perguntam, em nossas futuras lições? Estamos trabalhando com vocês para que se tornem verdadeiros criadores na nova energia, criadores de suas próprias vidas, criadores de um novo modelo de energia da nova Terra. Não se trata apenas de vocês. Trata-se da criação da tecedura da tapeçaria da nova energia. O próprio trabalho que estão realizando, as lições que irão experimentar nos dias vindouros, tudo se relaciona à criação desta nova tapeçaria.

Agora quando surgir um desafio em sua vida, não digam: "Oh, Espírito, por que você traz isto agora?" Lembrem a si mesmos de que vocês o trouxeram, e o trouxeram num espírito de amor para criar o entretecimento da nova energia da Terra.

Queridos amigos, nós os amamos além de qualquer medida. Através destas reuniões nós lhes trazemos o entendimento do porquê vieram à Terra em primeiro lugar. Trazemos as razões por que escolheram a Terra, por que escolheram a luta. E trazemos a mensagem de que tudo isso foi feito em bondade e a serviço do Espírito. Não houve uma única coisa que fizessem que tenha sido inapropriada ou errada. Vocês começarão a compreender esta sabedoria. Vocês deram de si mesmos profundamente. E agora mais uma vez tornam a dar de si mesmos. Escolheram não retornar para Casa. Ao invés disso, escolheram ser os pioneiros desta nova energia. É por isto que os amamos profundamente, e é por isto que nunca estão sozinhos.

E assim é.


 
Tobias é canalizado por Geoffrey Hoppe, P. O. Box 7392, CO, 80403. E-mail: Cauldre@aol.com <mailto:Cauldre@aol.com> - O Círculo Carmesim se reúne mensalmente em Denver, Colorado, para partilhar amor, informação e risos. Para maiores informações sobre o Círculo Carmesim, envie mensagens a Michele Machale em Mmachale@aol.com <mailto:Mmachale@aol.com> - Partes desta mensagem foram editadas a partir da versão original gravada em viva voz para maior clareza e compreensão. Por favor, distribua livremente este texto em material não comercial. - Visite o site do Círculo: www.crimsoncircle.com <http://www.crimsoncircle.com/> para maiores informações. - Agradecimentos especiais a todas as maravilhosas almas no Círculo Carmesim, mais Kryon, Lee Carroll, Jan Tober, Dra. Melanie Wolf, Tobias e o amor do Espírito. - Agradecimentos especiais a Dra. Mindy Reynolds por seu amor e paciência na transcrição de muitas e muitas horas de fitas de Tobias. - Direitos autorais Y2000 Geoffrey Hoppe, Golden, CO, USA. Todos os direitos reservados.

Tradução para o Português: Sonia Gentil - Bahia, novembro de 2001