Cada Passo do Caminho

OS MATERIAIS DOS SHAUMBRA
 
A Série dos Mestres
SHOUD 1: “Cada Passo do Caminho”
Apresentando ADAMUS, canalizado por Geoffrey Hoppe
 
Apresentado ao Círculo Carmesim
5 de setembro, 2009




Eu Sou o que Eu Sou, Adamus of Sovereign Domain (do Domínio da Soberania – ele faz um trocadilho com a pronúncia, em inglês, semelhante a Saint Germain). Bem-vindos de volta, Shaumbra. Bem-vindos a esta bela energia da Terra, da criação, de vocês.
Quando cheguei agora há pouco, pude sentir o aroma... a energia, aqui, estava como se tivesse acabado de chover. Sabem como é quando andam pela mata ou pelo campo depois da chuva? Tem um cheiro de frescor, de limpeza, de intensidade e de viço, e é assim o aroma da energia de vocês hoje.
Vocês viveram muitas, muitas existências de desafios. Vocês cumpriram dez anos de ensino fundamental, espiritualmente falando, ensino médio, ensino superior e, agora, estão prontos para o mestrado. Estamos prontos para reiniciar as Escolas de Mistério da Nova Energia. Passaram-se mais de 300 anos desde que nossas Escolas de Mistério foram suspensas. Decidimos fazer um intervalo, pois havia muita pressão política e social naquela época. Também sabíamos que teríamos que esperar que esse componente da Nova Energia finalmente chegasse, e não podíamos retomar até que ele chegasse de fato. E aqui estamos nós agora.
Que maravilha é estar de volta com vocês de um modo diferente; estou acompanhado, hoje, por todos os membros do Conselho Carmesim que chegam no momento deste evento, em que nós – verdadeiramente formados, cada um de vocês, mestres por seu próprio mérito – estamos nos preparando para embarcar na próxima parte de nossa incrível jornada. E essa próxima parte da jornada será diferente. Ela será. Falarei sobre isso daqui a pouco.

Agradecimento a Tobias
Mas agora eu quero oferecer meus sinceros agradecimentos e minha honra, meu respeito, à energia de To Bi Wah, aquele que vocês conhecem como Tobias, ou Muir, por seus dez anos de serviço – ah, não foram simplesmente dez anos, mas sim os dez anos em que vocês mais recentemente estiveram conscientes. Agradeço por ele esperar tanto tempo para voltar à Terra, por ficar do outro lado, orientando vocês, sendo um companheiro, enxugando algumas lágrimas, escutando suas histórias, escutando suas histórias, escutando suas histórias. [Risadas] Ah, talvez Tobias tenha um pouco mais de paciência do que eu. Eu só vou escutar uma vez. [Mais risadas]
Agradeço por Tobias ter esperado tanto tempo para retornar, de modo que pudesse ficar com vocês, como um pai se certificando de que seus queridos estão seguros, de que tudo está fluindo, de que eles podem lidar com os eventos da vida.
Assim, Tobias esperou e esperou pra voltar.
E, então, pouco tempo atrás, ele se deixou ir. Ele disse: “Vamos dissolver essa energia de Tobias. Vocês pegam de volta a parte de vocês, que eu pego a minha. Vou voltar para a Terra para me juntar a vocês e, um dia desses, posso simplesmente olhá-los nos olhos.”
Assim, por amor, por consideração e por respeito a Tobias, todos do Conselho Carmesim se unem a vocês hoje neste evento sem precedentes, se juntam a vocês do Círculo Carmesim aqui na Terra, uma vez que vocês estão prontos para a próxima etapa.

A Próxima Etapa
Trabalhei com a maioria de vocês – não todos, mas a maioria – nas Escolas de Mistério do passado. Vocês foram para as Escolas de Mistério porque chegaram num ponto da vida em que sabiam que era o momento de parar de ser apenas um simples humano. Era hora de ser humano, espiritual e tudo que vocês são. Vocês sabiam que não teriam mais outra vida sendo a mãe de alguém, um carregador de pedras, um limpador de esterco de cavalo... estou procurando ser delicado aqui um instante. Vocês não teriam outra vida como proprietários de terra nem membros da realeza. Vocês queriam algo mais. Vocês tinham passado por muitas, muitas existências sendo apenas um humano assim – pelo menos disfarçados de um humano assim – e vocês entraram nas Escolas de Mistério, sediadas em muitos lugares do mundo, para começarem seu caminho, sua revelação, enquanto seres espirituais.
Por isso, minha energia é tão familiar a vocês. Sim, posso ser um designador de tarefas às vezes. Posso ser um amigo maravilhoso às vezes, mas, vocês sabem, um amigo lhes dirá exatamente como vê as coisas. Um amigo lhes dirá quando sente que vocês estão enganando a si próprios. Um amigo não lhes dirá o que vocês querem ouvir, mas o que ele acha que é melhor pra vocês.
Assim, queridos Shaumbra, estamos prontos para nossa próxima etapa. Vou lhes pedir que me façam um favor logo de início: Liberem qualquer coisa que saibam a meu respeito, pois eu não sou o passado retornando para dar continuidade ao passado. Minha energia é agora a energia de Adamus. Liberem todos os rumores que ouviram sobre mim – e até os que vocês criaram. [Risadas]
Queridos Shaumbra, eu realmente... adoro representar, e uma das coisas que vou encorajar a cada um e todos vocês é que representem, atuem. É a diferença – a diferença básica – que existe entre nós. Eu posso representar e não tenho medo disso. Não tenho medo de assumir personalidades diferentes, porque sei que cada uma delas é parte de mim e vai voltar para mim, fácil e seguramente. Então, não tenho medo de criar uma expressão da minha identidade em nome do momento, da experiência, do que quer que se apresente a mim.
Alguns de vocês consideram representar uma palavra negativa e dizem: “Ora, esse não sou eu realmente.” Bem, com certeza, é. É uma expressão de vocês. E quando vocês representam, brincam, se divertem, vocês percebem que esse é um dos maiores presentes que vocês podem se dar.
A diferença entre nós é que vocês se prendem a uma única realidade, uma realidade de si mesmos que é controlada com rigor, comprimida e limitada, e vocês têm medo de liberar essa condição. Por que têm medo de liberar? Porque sentem que essas outras expressões podem assumir o comando? Bem, talvez elas devam assumir. Vocês acham que vão perder o controle, e vocês devem, têm que perder, definitivamente, o controle. Vocês acham que vão ser devastados por todas essas energias, pela escuridão e tudo mais? Essa é uma velha crença. Nenhuma escuridão vai atacá-los, nem nenhuma outra coisa, a menos que gostem de brincar com a escuridão.
Assim, uma das coisas que vou encorajá-los a fazer, enquanto prosseguimos, é que representem, atuem. E não se sintam embaraçados com isso. Não hesitem. Sejam como atores. Fiquem um pouco malucos. Vai fazer bem a vocês. Vai expandir seus limites energéticos. Brinquem com os diferentes personagens de si. Vejam de quais deles vocês realmente gostam, com quais vocês se divertem. Vejam quais não lhes caem bem. Parem de se preocupar com o que os outros vão dizer. Na verdade, eles vão se entreter vendo essas diferentes expressões de vocês, em vez dos mesmos vocês singulares, às vezes, enfadonhos, às vezes, falsos.
Adoro desempenhar o papel de designador de tarefas ou, como alguns de vocês têm dito ultimamente, daquele que vem chutar seu traseiro. A propósito, não tenho que chutar o traseiro de vocês, pois vocês mesmos já fazem isso o suficiente. Às vezes, eu tenho é que ajudá-los a encontrar o lugar certo onde chutar [risadas], porque a mira não é boa. Mas, queridos Shaumbra, eu também digo que não estou me aproximando de vocês – deste grupo de Shaumbra – enquanto chama violeta, enquanto o mestre que uma vez vocês me conheceram. Eu sou Adamus. Venho de Saint-Germain, mas sou Adamus agora, com cada um e com todos vocês. Juntos, vamos explorar a Nova Energia.

Descobrindo a Nova Energia
A Nova Energia está aqui. Falamos longamente sobre ela em nossos Shouds anteriores. Ela está aqui. É uma energia que foi criada fora de Casa, do Lar, foi criada por vocês. A física e as características da Nova Energia são totalmente diferentes da velha energia vibracional com que vocês trabalhavam. Isso não quer dizer que vamos eliminar completamente a energia vibracional de sua vida – de jeito nenhum. Vamos começar a integrar essa coisa chamada Nova Energia.
Falando francamente, nem eu, Adamus, nem Tobias, nem nenhum dos Mestres Ascensos entendemos, de fato, como ela funciona. Temos teorias. Fazemos uma ideia, especialmente aqueles de vocês que viveram existências mais recentes aqui na Terra. Temos uma ideia geral de como ela vai funcionar na vida. Vamos trabalhar com vocês para entender como introduzir a Nova Energia.
Às vezes, talvez, pode ser desafiador, confuso, porque uma coisa que realmente sabemos sobre a Nova Energia é que ela não estabelece padrões de si como a Velha Energia. A Velha Energia se enquadra num tipo de rotina. Tende a se repetir indefinidamente, até que uma grande força externa ou estímulo a empurre para fora de seu velho padrão. Isso é o que muitos de vocês têm feito nos últimos anos, tentado sair desse velho padrão da Velha Energia. E o que vocês precisam é receber uma infusão, gerada por vocês, mas uma infusão de energia que crie um incidente na vida, às vezes, traumático – normalmente traumático – para lhes tirar do velho padrão da Velha Energia.
A Nova Energia funciona de maneira muito diferente, e não sabemos bem qual é essa maneira. Basicamente, vocês concordaram em fazer parte dessa descoberta. Vocês concordaram em fazer parte do próximo nível de pioneiros da Terra para entender como trazer a Nova Energia e o que ela faz. Vocês concordaram em estar aqui para permitir essa Nova Energia... que vocês criaram, diga-se de passagem. Ela é sua. Não é um presente de Deus como a velha energia vibracional. Essa foi um presente do Espírito para vocês, mas a Nova Energia é um presente de vocês para vocês mesmos. Ela não estabelece os mesmos padrões. Não responde da mesma forma cada vez que é aplicada.
Ela é potente. E sabemos que, de vez em quando, vocês ficaram muito frustrados com a Velha Energia, pois ela parecia fraca, às vezes, e vocês tentavam incorporar mais e mais Velha Energia. Vocês tinham que estocar Velha Energia no que dizia respeito a dinheiro, poder ou coisas desse tipo. Vocês tinham que construir um depósito de Velha Energia, porque, às vezes, ela funcionava muito lentamente. Era muito trabalhosa. Parte da impaciência ou da ansiedade de vocês, recentemente, foi: “Tem que haver um jeito melhor, tem que existir um jeito diferente de fazer as coisas”, e existe, e é por isso que vocês estão aqui. Por isso, eu estou aqui.
Nós vamos explorar os meios de introduzir a Nova Energia, porque ela já existe em vocês, já está em volta de vocês, numa área qualquer próxima de seu campo de energia humano, mas ela ainda não penetrou em vocês totalmente. Em parte, porque não era o tempo certo. Vocês ficaram tão ocupados com suas inúmeras questões e todo o processamento que não era apropriado que ela entrasse em vocês. Ela teria queimado muitos circuitos. Vocês se envolveram com ela um pouco. Ah, todos nós juntos nos envolvemos com ela em nossas investidas noturnas nas outras dimensões. Vocês passaram o dedo, ah, bem de leve, e provaram só um pouquinho, mas agora nós vamos trazê-la para dentro de nossas vidas.
Uma das coisas mais importantes que este grupo chamado Shaumbra vai fazer é permitir que ela venha para sua experiência pessoal. E digo a vocês agora que não há nada a temer. Não há nada a temer na Nova Energia. Pode haver, de vez em quando, na velha energia vibracional, porque ela contém elementos de escuridão, de medo, do seu passado, de seus desafios. Então, vocês, às vezes, vêem uma onda de Velha Energia chegando em sua vida e realmente ficam um pouco ansiosos, porque ela contém muita coisa velha – lembranças, padrões energéticos. Então, é óbvio que vocês fiquem um pouco ansiosos quando ela chega.
A Nova Energia existe em seu estado puro no momento. Existe num estado muito simples de ser. Está pronta pra chegar. O que vai ser complicado pra vocês, e mesmo pra nós, é que a resposta e os padrões da Nova Energia são totalmente diferentes, e sua capacidade é inteiramente desconhecida.

A Nova Energia e a Mente
Uma coisa que posso lhes dizer por experiência própria, e também por trabalhar intensamente com alguns de vocês, é que essa Nova Energia é muito, muito poderosa. É muito pura. Dispõe de um meio capaz de afastar sua mente. Ela não funciona bem com a mente. Nós, certamente, descobrimos isso. E quando olho pra ela, que é perfeitamente lógica ou, devo dizer, natural, não poderia mesmo funcionar tão bem com a mente. Sua mente é uma ferramenta da Velha Energia. Ah, de novo, nós falamos muito da mente em todos esses Shouds, mas a mente adotou a energia vibracional e trabalhou muito cuidadosamente com esses padrões. A mente se tornou padronizada nessa energia.
A Nova Energia não funciona bem com a mente de modo algum. Um dos desafios será confiar em si o suficiente para sair da mente. É aqui que caímos em alguns dos princípios divinos sobre os quais falamos por milhares e milhares de anos nas Escolas de Mistério e no trabalho que temos realizado juntos. Iremos além da mente humana; entraremos na mente divina. Ela opera de maneira diferente. Não usa julgamentos, não usa o que vocês chamam de análise e não usa uma lógica em linha reta ou hierárquica.
A mente divina é um sistema simples de compaixão e de respeito, embora a mente humana tenda a torná-la muito complexa. Ela se orgulha de sua complexidade. Pessoas inteligentes gostam de ser pessoas muito complexas, mas, mais cedo ou mais tarde, elas se tornam pessoas muito fúteis, muito ineficazes.
Então, já que concordaram com isso, vocês vão ser desafiados aqui a começar a trabalhar com a inteligência divina, a mente divina, como quiserem chamar. Mas ela é de vocês. Ela vai além da inteligência humana. Não é um banco de dados, não acessa a si mesma no passado enquanto analisa o futuro. O divino não faz isso de jeito nenhum. O divino entende um princípio muito simples: Tudo está bem em toda a criação.
Assim, a mente divina é uma mente muito confiável. Ela entende – nas palavras de Tobias – que “não importa”. Procura explorar em vez de proteger, e isso vai ser um desafio para alguns de vocês. Enquanto a condição humana e sua mente buscam proteção e segurança, o divino, combinado com a Nova Energia, não se importa nem um pouco com isso. Desse modo, algumas vezes, seu eu humano vai gritar bem alto: “Me proteja, me salve.”
Entendam, agora, que o divino não se importa. Ele não precisa proteger nada. Essa é uma crença artificial. Proteger vocês de quê? Do amor que já está dentro de vocês? Do status de ascensão em que vocês verdadeiramente já se encontram e estão apenas vivenciando o chegar lá? Do fato de que tudo está em seu perfeito estado de ser? É hora de passar por cima desse sistema de crenças inteiro, que foi implantado um longo tempo atrás e os influenciou, e que diz que uma força obscura ou outra qualquer pode controlá-los. Isso não acontece. Houve tentativas – vocês tentaram fazer isso com outras pessoas, elas tentaram fazer isso com vocês – mas não dá certo.
Vocês não podem ser consumidos por ninguém. Vocês não podem ser pegos nas armadilhas de uma realidade. Vocês são verdadeiramente seres soberanos. Então, não há nada, absolutamente, com que se preocupar, e todo esse conceito de proteger, fortalecer e preservar os conduz para mais dificuldades, frustrações e desafios, o que jamais valeu a pena.

Seguindo em Frente
Vamos explorar a natureza livre do Espírito enquanto estamos aqui na Terra. Mas uma coisa, enquanto prosseguimos, será bem diferente do que era nas velhas Escolas de Mistério. Nas velhas Escolas de Mistério, nós buscávamos abrir algumas portas para o interior – portas que estavam fechadas desde os tempos de Atlântida. Estávamos buscando dar uma olhada dentro de nós mesmos, de nossa espiritualidade e nossas ciências ocultas. Mas, geralmente, acontecia num local isolado – ficávamos afastados em segredo – e, normalmente, fazíamos isso transcendendo ou saindo de nossa condição humana.
Isso possibilitou que cada um de vocês abrisse as portas e, ao abrirem algumas dessas portas para o interior, vocês foram atacados por alguns demônios que estavam alojados lá. Muitos de vocês tiveram experiências traumáticas nas Escolas de Mistério de antigamente, enfrentando seus demônios, sua escuridão, enfrentando o que vocês chamariam de seu velho carma, coisas que tinham feito.
E algumas coisas belas foram realizadas. Vocês, finalmente, deixaram algumas portas abertas. Vocês, finalmente, entenderam que existe um lado místico em vocês, que vocês são bem mais do que apenas seres humanos. Vocês não estão tentando subir uma escada, aprender o caminho de volta à graça de Deus. Vocês começaram a entender que existem mais coisas a serem vividas na Terra do que apenas seguir as rotinas de cada dia.
Bom, esse foi o grande benefício do trabalho que fizemos juntos nas Escolas de Mistério. Será um pouco diferente agora, porque vamos continuar abrindo algumas dessas portas internas, mas não será através da abertura de chakras, da abertura de portais de energia internos, e, meu Deus, não será através da abertura de portais de energia ao redor do mundo inteiro. Deixem isso para os amadores espirituais. [Risadas] Nós vamos, com certeza... adoro botar pilha em vocês. [Adamus dá uma risadinha.]
A propósito, tive longas conversas com Cauldre e com Linda previamente. Sim, vou remover algumas camadas de conforto. Obviamente, as deles também. Ah, vou fazer alguns pedidos daqui a pouco que, definitivamente, vão acabar com a zona de conforto de Cauldre, não de Linda.
Agora, queridos Shaumbra, este é um novo tempo na Terra e um dos mais empolgantes. Vocês podem ver isso no mundo à sua volta. Nós vamos explorar o que é introduzir a Nova Energia, ir além da mente, ser divino, místico e ainda estar na forma humana. Agora isso não será uma coisa tipo Jesus Cristo, com vocês andando em cima da água. Alguns de vocês desenvolveram essa energia arquetípica. Vocês querem ser como Cristo. Querem impressionar os amigos, vizinhos, parentes e discípulos. [Risadas] Mas, vejam o que isso fez a Yeshua! [Mais risadas] Não foi uma coisa boa.
Dessa forma, nosso objetivo aqui não é sair e impressionar as pessoas, mas, estranhamente, sim, vocês vão impressioná-las, porque elas vão ver em vocês algo muito diferente. Elas já estão impressionadas, mas irão além da zombaria e do ceticismo usual. [Risadas] Bem, vejam, na verdade, elas sabem que vocês estão se transformando. Vocês estão diferentes. E elas não gostam disso. A humanidade não gosta disso. Humanos... humanos, individualmente e, depois, coletivamente, gostam que tudo ande no mesmo ritmo e no mesmo padrão. Humanos adoram a rotina. Humanos adoram limitações. Humanos não gostam de ver que outro ficou muito na frente – só numa distância suficiente pra servirem o prato de comida primeiro [risadas], mas não tão na frente que transcenda todos os demais.
E a mente humana, a condição humana é muito programada, muito, muito programada. A programação, como sabem, remonta aos tempos atlantes e continua até hoje. Nós vamos além disso, e vamos além do que é óbvio. Entendam, bem agora, na Terra, existe essa barreira ou esse sistema de crenças para ninguém ser um criador. Humanos, governos, empresas não gostam de criadores. Talvez, de vez em quando, usem a palavra, mas, na verdade, não gostam. Eles gostam de seguidores e conformistas. Nós, queridos Shaumbra, vamos ser rebeldes.

Pioneiros da Nova Energia
Agora não vamos ficar em pé numa esquina qualquer sacudindo placas para o noticiário. Não vamos começar revoltas, derrubando e queimando carros e fazendo esse tipo de coisa. Isso é uma Energia muito, muito Velha, dualista. Causa mais conflito e drama. Vamos ser rebeldes pelo fato de que vamos ser criadores. Seremos os experimentadores e os cientistas da Nova Energia. Vamos integrá-la em nossa vida. Vamos usá-la. Não vamos apenas falar sobre ela, vamos usá-la. E uma das coisas importantes ao prosseguirmos aqui é que todos os Shaumbra compartilhem suas experiências uns com os outros.
A equipe que atende vocês diariamente entende da tecnologia que possibilitará isso. Uma nova tecnologia virá para ajudá-los. Mas o importante é não permanecer sozinhos como uma ilha; vocês não vão querer ser uma ilha, em muitas ocasiões.
Ah, sim, vocês precisarão de um tempo sozinhos. É necessário. É uma das exigências, aqui, para seguir adiante. Vocês repararam, ainda mais recentemente, quando não ficaram um tempo sozinhos e, intuitivamente, sabiam que precisavam desse tempo, que as coisas realmente começaram a se acumular? As coisas começaram a dar errado e vocês começaram a ficar com aquela energia de esgotamento. Vocês vão precisar de um tempo para vocês de vez em quando, e peço que arranjem esse tempo. Mas também haverá momentos para compartilhar com outros Shaumbra suas experiências com a Nova Energia.
Os Shaumbra, na maioria, compreendem aquilo pelo qual vocês estão passando. Eles também estão passando pela mesma coisa. Somos muito únicos enquanto indivíduos, mas estamos muito conectados enquanto grupo. Realizamos juntos, à noite, um trabalho imenso. Estas últimas seis semanas, em particular, se vocês não repararam, fizemos um intenso trabalho de reconexão, reprogramação, redirecionamento nas outras esferas. Não tem muito a ver com seu padrão de sono, mas com o que fazemos no tempo em que estamos fora. Vamos para o Centro de Serviços Shaumbra, ficamos desligados de todas essas outras coisas, passamos um tempo só nosso. E, de certo modo, vocês podem dizer que nós nos reconectamos – Cauldre, Linda, cada um de vocês.
Estamos estabelecendo um novo meio de lidar com os potenciais e, enquanto trabalhamos juntos, quero realmente que vocês compartilhem – seja no quadro de avisos, seja através de outras tecnologias das quais falaremos e a equipe divulgará, mas será importante que vocês vejam o que está acontecendo com os outros Shaumbra, que ouçam suas experiências. E nem sempre cada investida na Nova Energia será o que vocês chamariam de “sucesso”. Mas sucesso é um dispositivo mental da Velha Energia. Não há sucesso nem fracasso quando derrubamos isso; tem a ver apenas com experiência e com o modo com que vocês a vivenciam.
Comuniquem uns aos outros suas experiências individuais, particularmente quando fizermos os Shouds nesse ano que se segue. Faremos algumas tarefas de casa muito específicas, teremos discussões e aprenderemos muita coisa juntos. Como eu disse, vocês são realmente os cientistas, os pioneiros, os inventores, os integrantes da Nova Energia. Faremos tudo isso juntos.
No caso de quererem saber: “Isso vai mudar minha vida?” Completamente. Completamente. A maior parte de vocês passou por reorganizações importantes na vida. Algumas coisas difíceis e desafiadoras no emprego, na família e na saúde fizeram parte dos últimos dez anos. Nos últimos dez anos, vocês passaram por um enorme processamento. Preciso dizer que muitos de vocês ficaram bastante voltados para si nesses dez anos. Foi maravilhoso, porque cuidaram de muita energia pessoal que estava presa.
Vocês não vão se tornar autocentrados lá na frente. Vocês vão se tornar vocês mesmos, vão abraçar o eu-Deus, vão abraçar o eu-social – a parte de vocês que se integra com outros humanos na Terra – e se tornarão autouniversais – a parte de vocês que se conecta com todas as energias dimensionais. Mas não autocentrados. Estamos além disso. Estamos num processamento que vai além disso.
Tobias possibilitou que vocês fizessem o processamento. Talvez ele tenha sentido que era necessário. Talvez fosse mesmo. Ele permitiu que vocês entrassem em suas questões, derramassem muitas lágrimas. Ele permitiu a realização de muita conversa. Vamos para além disso, agora.
Não que eu, Adamus, ou qualquer outro de nós, não esteja nem ligando, mas porque isso pode acabar trabalhando contra vocês, de certo modo. Vocês verão quando deixarem de ficar voltados para si e seguirem mais além. Vocês verão como, inicialmente, será benéfico ir pra dentro de si, ao trabalharem as questões de liberação, mas será algo muito traiçoeiro, porque se fica querendo mais e mais. Vocês ficam querendo processar mais. Faz bem. Nutre energeticamente. Vocês querem mais porque valida a energia de vítima. Vocês querem mais porque é uma desculpa para não fazer nada, de manhã, de tarde e de noite. É como um cimento prendendo vocês naquele lugar e se torna uma desculpa maravilhosa para não se enfrentar o inevitável.
Vocês são Deus também. Vocês são criadores. Vocês criaram este universo, esta Terra, suas existências. Vocês deixaram de ser criadores. Em parte, porque isso foi retirado de sua programação, ou melhor dizendo, vocês permitiram que isso saísse da programação; em parte, porque vocês entraram nos padrões da vida rotineira comum, normal. Ela é muito atraente. Ela os puxa, os prende. Faz de tudo para mantê-los fora disso. Mas, por outro lado, quanto mais vocês tentam achar uma saída e brigam pra sair, mais ela os segura.
O que acontece, então, é que deixamos ir, liberamos, vamos além. Isso, talvez, seja mais assustador e mais difícil do que encontrar uma saída pela força bruta pra deixar a normalidade e se tornar tudo que vocês são.
Assim, Shaumbra, vamos respirar fundo enquanto ingressamos nas Escolas de Mistério da Nova Energia.

Indo Além
Vamos fazer coisas que desafiam a lógica e desafiam a mente. Vamos ultrapassar o limbo – não só sair do limbo, mas passar por ele. Vamos entrar em áreas que exigirão que vocês tenham a máxima confiança em si mesmos. Não confiem em mim; confiem em si mesmos. Quando tentarem jogar essa confiança pra mim, vou deixá-los cair e vocês aprenderão a confiar em si mesmos.
Vocês aprenderão a confiar em si, a se amarem de um modo que nem podem imaginar ainda. O que faremos ao ir além da mente e da velha programação humana é entrar na experiência. Na experiência.
Muitos de vocês têm buscado o Espírito, buscado Deus, buscado a si mesmos ou buscado sabe lá Deus mais o quê, por um bom tempo. Vocês têm feito isso através da mente. Ficam analisando, estudando. Meu Deus, larguem todos esses livros. Despachem esses livros pra outra pessoa. Vocês ficam estudando esses livros. Vocês nunca vão entender a si mesmos nem ao Espírito assim. Vocês podem somente vivenciar o Espírito, e isso é o que nós vamos fazer.
Vocês irão além dessa retórica, dessa conversa. Entendam, vocês podem falar de amor. Vocês podem analisar o amor. Vocês podem escrever sobre ele e até cantar o amor. Mas ele só se torna amor quando vocês, de fato, o vivenciam. Até então é apenas teoria.
Vocês podem falar de Deus o dia inteiro. Eu escuto alguns, infelizmente, falando categoricamente sobre Deus para outras pessoas, sem parar. Será que não notam que as pessoas caem no sono? Ouço outros e suas grandes teorias sobre Deus. Fujam deles já. Nós vamos vivenciar Deus. Vocês vão ter a experiência do Espírito em sua vida. Nenhuma palavra será, jamais, capaz de definir a experiência do Espírito – a experiência da vida.
Vocês falam da vida, falam da Nova Energia – deixem de falar sobre a Nova Energia. Vejo alguns tentando dizer o que é a Nova Energia e o que é a Velha e ficam criticando coisas por serem da Velha Energia. Parem com isso, porque são apenas palavras. É tudo retórica. É hora de passar para a experiência. Vocês vão vivenciar a Nova Energia em sua vida e, então, vocês vão deixar até de usar o termo “Nova Energia”. Ele vai se tornar sem sentido. Vocês vão vivenciar a integração, a completude, a realização – qualquer que seja a palavra, nenhuma será satisfatória.
Vocês estão seguindo para a Nova Energia e vou dizer, uma vez e para todos vocês, que vivenciem sua criação e, então, vocês vão entender as palavras: “Vocês São Deus Também”. As palavras se tornarão sem sentido e isso se transformará em experiência. Essa experiência irradia de cada parte de vocês. Essa experiência é o que atrai os estudantes, os buscadores, é o que permite que vocês se tornem os Standards (Padrões). Essa experiência que vocês têm tido, em vez da intelectualização, em vez da análise, é o que muda sua dinâmica energética.
Ao longo dessas últimas seis semanas, estivemos trabalhando, não reprogramando, mas, basicamente, abrindo seus sistemas energéticos para permitir que essa Nova Energia entre; trabalhando e liberando muitas questões velhas que estavam aí, muitas conexões antigas, para possibilitar que vocês tenham a experiência da Nova Energia, do Espírito, do tudo, da realização. Não mais esse negócio de precisar, de querer. Não mais ter que... vocês amarram cenouras na frente de vocês, às vezes, pra continuarem andando. Nós vamos além disso tudo.
Vou fazer declarações muito ousadas aqui, enquanto Cauldre se esconde atrás de um copo d’água. [Risadas quando Cauldre bebe um gole.] Eu garanto, usando palavras humanas, a sua felicidade, a sua realização. Eu sei que eu posso fazer isso. Eu sei que posso lhes afirmar que, se vocês permitirem essa confiança em si mesmos, trabalharem com os Shaumbra, se tornarem verdadeiramente integrados em si e permitirem-se participar das Escolas de Mistério, vocês terão essa coisa que pareceu ter fugido de vocês por um longo tempo – a felicidade. A paz, como queiram chamar... Realização. Mestria na Terra. A condição de ascensos, quando, então, caminharão como seres ascensos, vivenciando, realizando essa condição, juntamente com os outros mil, quinhentos e poucos seres ascensos que estarão aqui na Terra.
Não quero que vocês todos comecem a imaginar agora que vão ser capazes de ver auras. Isso é brincadeira de criança. [Risadas] Será que vão curar as pessoas instantaneamente? Que diabos, não! Deixem as pessoas passarem pelos sofrimentos delas. [Risadas e aplausos] É verdade. Há mais verdade nisso do que sequer podem imaginar. Entendam, é uma coisa egoísta. Nós observamos alguns de vocês. Vocês tentam fazer essas curas instantâneas nas pessoas. É coisa para se envergonharem. Digo isso seriamente, porque vocês fazem essas coisas pra vocês. Observei alguns de vocês. Vocês fazem isso porque querem provar que são uma espécie de Jesus que voltou pra Terra.
Faremos uma abordagem totalmente diferente. Vou desafiá-los com relação às coisas. Vou jogar muita coisa fora. Vejo alguns de vocês apegados firmemente a certos conceitos, mas como porventura vocês podem – vocês pensando consigo mesmos – largar algumas dessas coisas? Bem, vocês vão, mais cedo ou mais tarde. Gritando, esperneando, talvez, ou usando de bom senso e permitindo que aconteça.
Isto é a Nova Energia. Não funciona como a Velha. No momento, queridos Shaumbra, um nível de percepção intuitiva está chegando até vocês com força total. Vocês estão sentindo uma energia que é diferente – muito diferente para ser definida. Uma parte de vocês a está afastando. Outra está intrigada com ela. Isso é Nova Energia – só uma pitada, só um pouquinho – chegando bem neste momento. Vamos começar a trabalhar com isso.
Não sei quantos meses, anos ou décadas vamos ficar juntos, mas vou trabalhar com vocês. E vou assumir um compromisso com vocês, antes de tudo, de que vocês encontrarão sua felicidade – sua felicidade, sua realização, como queiram chamar. Mas, antes de encontrá-la, vocês vão rogar uma praga dos infernos pra cima de mim. [Risadas] Antes de encontrá-la, vai parecer que vocês estão no que alguns podem chamar de caos total ou entrando em curto-circuito, mas será por um tempo muito, muito breve.
Sei que posso afirmar isso, porque sei quem são vocês. Eu sei com o que estamos trabalhando, e sei, olhando para sua energia, que vocês realmente estão aí. Basta dar aquele último gole para deixar a experiência acontecer agora, para fazer com que ela se realize em sua vida aqui na Terra.
Não vamos tornar as coisas terrivelmente esotéricas. Não vou dar uma de filósofo com vocês. Haverá dias em que ficaremos juntos e vocês podem achar que nada aconteceu, apenas para descobrir mais tarde que algo tremendo realmente aconteceu. Esse é o modo como opera a Nova Energia. Haverá momentos em que vocês vão pensar que não estão fazendo nenhum progresso, mas, de repente, perceberão que o progresso era uma ilusão e que vocês estão se saindo muito bem.

Destrancando o Passado
Vamos explorar algo no qual tenho um interesse pessoal. Vamos explorar os potenciais do passado trancados ou escondidos. O passado contém uma tremenda quantidade de amor. O passado está tentando se unir a essa coisa chamada Nova Energia, mas muito do passado está trancafiado nos sistemas de crenças e na história. A propósito, história é... vocês também devem jogar fora toda a história, pois ela foi escrita de maneira muito linear. A sua história também. Vocês olham para trás e dizem: “Não, Adamus, tenho um passado muito claramente definido, pelo menos nesta existência.” De jeito nenhum. Vocês dizem: “Mas, Adamus, tenho todas as minhas fotos. Posso lhe mostrar fotos desde quando nasci até hoje. Está tudo muito claramente definido.” Vocês só estão vendo uma lasca da sua história, do seu passado.
O que acontece é que os potenciais do passado ficaram trancados, sem acesso. Foram escondidos, com muita habilidade, para que vocês pensassem que vocês são quem vocês são, em vez de quem realmente sempre foram. Vocês trancaram os potenciais, permitiram que outros os trancassem e definiram a si mesmos como um espectro muito limitado. Mas isso não é tudo o que vocês são.
Ir ao passado e destrancar os potenciais e o que vocês chamariam de realidades alternativas – que não são alternativas de modo algum, pois elas existiram de fato; vocês simplesmente optam por ignorá-las... mas ir ao passado é uma coisa muito perigosa. Dragões e demônios guardam as portas do passado. Vocês os colocaram lá, em parte, para se protegerem, em parte, para a noção de ilusão. Nós vamos voltar ao passado agora e destrancar esses potenciais. Isso vai mudar o passado de vocês. Não mudará, necessariamente, o passado de mais ninguém, mas vai mudar o passado de vocês. Estão prontos pra isso? [A platéia responde.] Humm, não digam que sim até lerem as letras pequenas! [Risadas]
Vocês vão entender que a pessoa que vocês vêem no espelho, ou a pessoa que está aqui, não é, nem de longe, uma boa representação de quem vocês realmente são. Mas, à medida que entrarmos no passado, vocês verão coisas que podem não querer ver – através dos olhos do humano que vocês têm sido até então. Em outras palavras, vocês não estavam prontos pra isso um ou dois anos atrás, mas agora estão.
Vou estar com vocês a cada momento de cada dia e de cada noite. Essa é minha promessa para cada um e para todos vocês. Eu sempre estarei aí.
Um entourage (grupo de amigos) trabalha comigo. Estamos conectados com alguns Mestres Ascensos que estão vindo para a Terra agora. Existem aspectos de vocês com os quais nos conectamos e nos comunicamos continuamente. Eu estarei com vocês em cada passo do caminho. Não me peçam para fazer por vocês, não me peçam a resposta, mas eu estarei com vocês, por consideração.
Não fujam nem se escondam de mim, mas eu sei que vão fazer isso. Em alguns momentos, vocês vão ficar tão envergonhados de si e de suas ações que vão desejar que eu não esteja aí. Vocês vão fingir que eu não estou e, portanto, para vocês, eu não estarei. Mas, para mim, eu vou estar. [Risadas]
Queridos Shaumbra, nós vamos ao passado para descobrir, realmente, o nosso futuro. Nós vamos ao passado para destrancar uma energia muito dinâmica, repleta de amor, mas por vezes assustadora, de modo que vocês não fiquem comprimidos na definição; vocês não estão presos em seu próprio cristal. Vocês riram quando eu disse que estive num cristal por 100.000 anos. Vocês têm ideia de quanto tempo vocês estiveram no seu cristal? Muito mais do que 100.000 anos. Seu cristal é seu passado, e vocês ficaram trancados lá. Vocês ficaram separados dele, ao mesmo tempo. Nós vamos voltar e abri-lo.
Não vou entrar já em detalhes sobre como vamos fazer isso. Trataremos disso numa de nossas aulas. Mas vocês vão entender o que é liberação; quanta energia ficou amarrada; quanto peso ficou em cima de vocês. É como se vocês estivessem enterrados esse tempo todo. Quando forem ao passado e destrancarem cada parte dele, o presente mudará. O passado mudará. O curso de sua história mudará. Tudo mudará. Vocês vão descobrir coisas sobre si mesmos que os deixará impressionados.

O Futuro e o Agora
Nós seguiremos juntos para o futuro e seus potenciais. Não vamos determinar o futuro para a humanidade; vamos considerar os potenciais. Vamos fazer previsões. Vamos considerar a direção para onde a humanidade está indo. Vamos dar uma olhada no próprio conjunto de criações de vocês que fazem parte do futuro. Elas já existem. Estou aguardando ansiosamente para andar até lá com vocês, quando ficarão conscientes do que está no seu futuro.
Alguns de vocês já têm um ferro velho à disposição lá. Outros têm tanto medo lá no futuro que o futuro, basicamente, cessa, e, quando alguém faz uma leitura da sua vida, engole em seco e diz: “Não vai viver muito.” Na verdade, vai, mas existem muitas barreiras de medo lá adiante.
Alguns de vocês pegaram o pior do seu passado e colocaram no futuro, para se repetirem. Por quê? Bem, vocês acham que, se ficarem se repetindo indefinidamente, como diz a citação em seu livro, Cathy, vocês podem acabar obtendo um resultado diferente. [Falando com Cathy Archer sobre seu livro cujo lançamento tinha sido nesse dia.] Mas vocês não vão. Vocês sempre terão o mesmo resultado se ficarem repetindo as mesmas ações e as mesmas estruturas mentais. Então, vocês pegam seus cemitérios do passado e os colocam no seu futuro. Vocês estão destinados a ficar se repetindo.
Vamos sair fora disso. Vamos identificar algumas dessas coisas. Vamos primeiro ficar conscientes do que está lá fora e depois sair para descobrir o que é. Alguns de vocês não têm nada no futuro. Vocês têm medo de planejar... têm medo de criar, devo dizer, para o futuro. Vocês têm medo de que possa ser a coisa errada, então, não colocam nada lá. O que acontece com vocês? Bem, vocês ficam realmente sujeitos ao destino e ao capricho de outras pessoas. Vocês não criaram nada para si, por isso as coisas serão criadas para vocês por outras pessoas. Alguns de vocês estão muito contentes com isso. Podem jogar a culpa nessas pessoas, em vez de serem criadores por direito.
Vamos dar uma olhada no passado, no futuro e vamos trazer tudo isso para o momento presente – o momento presente onde tudo se realiza e se materializa, onde tudo é, de fato, vivenciado. A propósito, vocês não podem vivenciar – do mesmo jeito que podem aqui no momento do Agora – vocês não podem vivenciar muito no passado nem no futuro. Vocês podem conseguir indicativos de experiências no passado ou no futuro, mas só podem vivenciá-las plenamente no presente. É para isso que o Agora foi criado, a única razão pela qual o Agora foi criado. De outro modo, a realidade como vocês a conhecem só incluiria o passado e o futuro. Na verdade, há uma bela teoria ou fórmula por trás disso e uma física maravilhosa. Mas vocês foram brilhantes o suficiente para criar o momento presente, de modo que pudessem vivenciar as coisas. É para isso que ele está aqui.
As coisas vão ficar intensas, às vezes. Agora mesmo, alguns estão desligando os computadores e dando tchau, e tudo bem. Serão bem-vindos de volta a qualquer momento. Eu vou – como na expressão que criei – vou chamar uma pá de pá. Se eu achar que vocês estão entrando na mente, me reservem o direito de falar isso pra vocês. Se eu achar que vocês estão se aproveitando de mim ou de outra pessoa, me permitam dizer isso. Se eu achar que vocês estão se afundando totalmente na lama [risadas], me deixem dizer, pois farei isso com todo o respeito.
Enquanto prosseguimos juntos em nosso trabalho, vou solicitar várias coisas de vocês. Primeiro, como eu disse antes, saibam que vou estar com vocês em cada passo, em cada momento. Quando pedirem um pouco de privacidade, eu vou dá-la a vocês, mas ainda assim estarei lá. [Risadas] Eu não vou me intrometer, vou simplesmente virar ligeiramente de costas.

Busquem e Compartilhem Suas Experiências
Vou pedir a vocês que mantenham um registro de suas experiências. Pode ser um diário, pode ser um blog, pode ser um lembrete para si; vocês não precisam se estender e não tem que ser feito diariamente. Estamos nos aventurando juntos em território novo. Vocês estão indo para um Mundo Novo, mas desta vez o Mundo Novo não é um pedaço de terra do outro lado da Europa. O Mundo Novo é a nova consciência, a Nova Energia.
Mantenham uma agenda. Vocês vão precisar dela. Vocês vão querer uma. Vai ajudá-los a entender, nos dias que são particularmente difíceis, como vocês chegam de um ponto a outro. Quando eu digo “difícil”, não quero dizer difícil do jeito velho; quero dizer difícil por se tratar de algo que sai do âmbito da mente, que não faz sentido algum.
Esse é outro ponto que devo ressaltar: algumas coisas não farão nenhum sentido. Peço que se sintam confortáveis com isso. Parte de vocês vai querer, imediatamente, mergulhar de cabeça, analisar, entender a lógica e tudo mais, e, então, vocês não vão ficar à vontade quando não houver lógica, quando uma coisa desafiar a lógica e a física. E, então, vocês vão se sentir muito estranhos. Vai parecer que estão fora do controle. Vão ficar inclinados a percorrer todo o caminho de volta à segurança da Velha Energia.
Esse é o momento de parar, respirar fundo e vivenciar; vivenciar o que quer que seja. Liberem tudo isso. Alguns vão ficar com a sensação de estarem tendo vertigem, de estarem perdendo a cabeça mais do que acham que estão agora, ter tonteira, problemas na vista, todas essas outras coisas. Liberem isso. É parte da experiência de integrar a Nova Energia, parte de nossa jornada juntos como pioneiros.
Tomem nota. Também irá ajudá-los a compartilhar isso com outros Shaumbra. E há uma grande beleza em se compartilhar – compartilhar sua história, sua confusão, com outra pessoa. Mas peço que, quando compartilharem as histórias, e digo para aqueles que vão lê-las ou escutá-las, não sejam categóricos. Não comecem a oferecer um monte de conselhos indesejáveis, a menos que no final seja dito: “Eu apreciaria seu conselho.” Não comecem a dizer ao outro o que ele fez certo ou errado.
Todo esse conceito – Tobias tocou nesse assunto recentemente... vocês não fizeram, nem fazem, nada de errado. Vocês não conseguem errar. Acreditem em mim. Confiem. Vocês não podem errar. Vocês podem ter muitas experiências realmente ruins, mas vocês não erram.
Não quero que ninguém critique o outro pela experiência que ele teve nem que fique analisando demais essa experiência. Quero que vocês respeitem a experiência. Essa é, em parte, a razão de compartilhá-la, para que possa ser respeitada, de modo que as pessoas aprendam com ela. Não quero ninguém sendo condescendente com relação a isso. Não quero que vocês se sintam embaraçados por compartilhar sua história – a menos que estejam aqui para as perguntas e respostas comigo. [Risadas] Assim, Shaumbra, compartilhem suas histórias.

Participem
Outra coisa é que, quando embarcarmos nessa próxima etapa de nossa jornada, vou pedir a vocês que participem inteiramente dela. Não vai ficar ninguém em pé nas laterais como teve gente que ficou nesses últimos dez anos. Eu sei que alguns de vocês precisavam ficar nas laterais antes de entrar em campo. Mas se vão participar deste encontro, precisam estar em campo.
Significa que estarão participando. E não em pé nas laterais, criticando o técnico e os jogadores. Vocês vão estar lá. Não aprendendo só o que eles têm a ensinar, aprendendo junto com eles. Vocês não estão fazendo anotações para usar mais tarde, estão usando agora. Fiquem ativos, fiquem envolvidos. Façam parte desses Shouds. Eles são de vocês, não são meus. Sejam parte deles. Leiam, escutem, peguem. Não me importo com o que façam, mas sejam parte deles.
Não há lugar para espectadores casuais. Não há lugar para críticos nem para juízes. Estamos todos nisso juntos. É um trabalho sério e divertido. É um trabalho incrível e poderoso, mas não é um lugar para aqueles que só querem ficar metendo o dedo.
Para aqueles que escolherem permanecer envolvidos enquanto prosseguimos na exploração da Nova Energia na Terra... [som de um celular desligando] Uma das coisas que não tolero é celulares nas minhas discussões. Pedirei que sejam desligados imediatamente. Obrigado.
Enquanto prosseguem nisso, quero que vocês acrescentem sua energia ao Círculo Carmesim e aos Shaumbra. Acrescentar a energia significa ser voluntário, ajudar de um jeito ou de outro. Não é mais um benefício à custa dos outros. Nós vamos nos entregar – todos nós do Conselho Carmesim – de uma maneira sem precedentes. Vamos dar apoio, encorajar e trabalhar com vocês muito intensamente. Mas vocês precisam contribuir com alguma coisa. Vocês precisam mostrar sua intenção de entrar nessa Nova Energia. Do contrário, existe a tendência de a Nova Energia trabalhar para vocês de um modo difícil de entender.
O que estou dizendo é que, se vocês se envolverem, participarem, colocarem sua energia nisso, enquanto vivenciamos a Nova Energia, vocês vão estar nesse fluxo de energia com todo o restante de nós, com todo o restante dos Shaumbra. Se acharem que vão se beneficiar sem ônus, não vai funcionar para vocês da mesma maneira. Sejam voluntários. Ajudem. Façam alguma coisa. Contribuam.
Estou muito preocupado com Linda, Cauldre, a equipe do Círculo Carmesim, cuidando tanto do bem-estar de vocês, dos benefícios que vocês recebem, disponibilizando tanta coisa de graça, se preocupando com o dinheiro para fazer funcionar esta organização que atende vocês. Eles gastam uma quantidade desmedida de tempo se preocupando quando deveriam agora gastá-lo na exploração e no pioneirismo. Então, contribuam com tempo, com dinheiro ou com uma bênção diária enviada para eles – não estou dizendo uma bênção de vez em quando, mas uma bênção específica para eles – porque isso certamente ajuda também, e os ajuda a atender vocês.
Digo isso apesar do embaraço e do desconforto de Cauldre e, até certo ponto, de Linda, porque eles querem servir, assim como fazem Aandrah ou Norma, Garret, a equipe do Círculo Carmesim que trabalha muito. Mas eles precisam do suporte de vocês.
Não estou pedindo dinheiro. Se eu ouvir alguém dizendo que isso tem a ver com levantar fundos, eu expulso. Essa energia não é necessária, se optarem por ela. Se vocês não entendem a necessidade de contribuir energeticamente, conscientemente, financeiramente, voluntariamente ou de qualquer outra forma, não precisam continuar. Não vamos levar nas costas os malandros e os que não participam. Espero que eu tenha sido bem claro quanto a isso.
Recentemente, conversei muito com a equipe, com Linda e Cauldre, e encorajei-os a fazer coisas, por exemplo, que possibilitem se cobrar mais, que tragam mais receita para os serviços que eles realizam. Eles não estavam inclinados a isso, por causa, talvez vocês digam, da bondade em seus corações. Mas, então, vou encorajar vocês a se adiantarem, sem eles, e pagarem pela transmissão via web, como foi discutido e eles não toparam. Disseram não. Eles querem que os Shaumbra sejam capazes de participar sem restrições financeiras, pois há os que não podem bancar.
Mas digo, queridos Shaumbra, se estiverem escutando agora, sejam voluntários, contribuam ou enviem bênçãos do coração. Todas essas coisas vão permitir que todos nós continuemos juntos nosso trabalho de seguir em frente.

Assistência e Suporte
Vocês receberão assistência e serviço de lugares bem desconhecidos enquanto trabalhamos juntos. Não estou falando apenas de seres angélicos, mas de seres da Terra que irão comparecer. Estou falando de algo que descreverei mais tarde em uma de nossas futuras discussões, mas seres da Nova Energia que, literalmente, estão sendo criados e desenvolvidos para virem até aqui servi-los. Esse é um trabalho extraordinário e haverá serviços e recursos extraordinários à disposição de cada um de vocês.
Como vocês, provavelmente, dirão agora, isso não vai deixá-los convencidos. Não vai resolver alguns dos velhos problemas de vocês. Será a realização do que temos estudado e trabalhado por éons de tempo. E está aqui agora. Está aqui agora.
Quero continuar com nossas reuniões mensais como esta. Elas são muito importantes, porque as coisas vão se acelerar. Vocês vão precisar desse tempo em que ficamos juntos. Vamos conversar sobre o direcionamento de energias no mundo. Vamos tratar de política, sem discutir favoritismos, mas vamos falar da dinâmica energética de coisas como finanças – finanças do mundo inteiro – tempo, política, consciência, Gaia em si mesma. Vamos olhar para onde a Terra está indo, e é por isso que eu digo que vocês vão fazer previsões. Vocês terão uma forte intuição para saber o vai acontecer em seguida, porque vocês estão ajudando a criar isso.
Juntos, vamos respirar fundo.

Mudanças
Não estarei aqui todos os meses. Outros virão falar com vocês. A conversa deles pode ser mais apropriada do que a minha. Kuthumi estará aqui com mais frequência. Alguns novos virão. A propósito, nós lhes daremos notícias de Sam.
Nem sempre abrirei para as perguntas e respostas. Por exemplo, hoje, não é um dia para perguntas e respostas, exceto por uma exceção, da qual falarei daqui a pouco.
Algumas vezes, logo após nosso Shoud juntos, depois do intervalo, vocês terão uma discussão entre si, talvez conduzida por Norma, Garret, Linda, Cauldre, alguns outros. Uma discussão sobre o que está acontecendo na vida de vocês; uma discussão sobre o próprio Shoud, uma vez que vocês estão ajudando a criá-lo; discussões sobre o que fazer depois; discussões sobre as experiências. Não precisamos sempre das perguntas e respostas. Elas são muito semelhantes mesmo – cerca de quatro categorias genéricas –, mas às vezes vou querer respondê-las. À medida que amadurecermos um pouco aqui, vou responder a perguntas relacionadas à Nova Energia e suas experiências para que outras pessoas possam ouvir. Então, haverá meses com perguntas, outros, não.
Bom... Faremos um trabalho mais profundo nas atuais Escolas de Mistério em que limitamos o número de pessoas, em que podemos entrar em algumas energias muito intensas. Não... como dizer... se quiserem participar das Escolas de Mistério, nos fins de semana em que serão ministradas as aulas, entendam que haverá um custo. Alguns dizem “quero participar, mas não tenho dinheiro” ou reclamam que deveria ser de graça. Pra quê? Se quiserem o dinheiro, criem o dinheiro. Ele estará aí.
Ao entrarmos no trabalho que fazemos, não haverá lugar para energia de vítima. Nenhum lugar. Trata-se de serem criadores, experimentadores. Trata-se de desobstruir o passado, abrir o futuro e vivenciar tudo bem aqui no Agora.

Respeito
Quatro pontos que quero deixar com vocês. Vocês vão ouvir repetidamente, de mim e de meus colegas, a palavra respeito. Respeito. É muito importante. Nós respeitamos cada um e todos vocês, sem distinção. Respeitamos tudo que vocês fazem, tudo que vocês são. Não há julgamento.
Vou pedir que façam a mesma coisa daqui pra frente. Respeitem os outros. Respeitem as pessoas de quem vocês não gostam. Respeitem as pessoas que os incomodam. Respeitem as pessoas com quem vocês trabalham. Respeitem as pessoas com quem vocês se comunicam nesse quadro de avisos, que, por falar nisso, espero que seja limpo do que tem lá. Há pouquíssimo respeito nele. Sobra drama, mas falta respeito.
Respeito significa ter consideração pelas pessoas, quer concordem com elas ou discordem delas, honrando o lugar onde elas estão. Essa é a experiência que elas escolheram.
Vamos reforçar a questão do respeito. Respeito é compaixão. Tobias falou muito de amor, e isso foi bom. Era o momento em que vocês precisavam de amor, nós precisávamos discutir sobre o amor, mas agora tem a ver com respeito – respeitar as outras pessoas. Sei que muitos de vocês gostam de criticar as pessoas. Agora, comecem a respeitá-las. Não significa que precisem concordar com elas, mas respeitem.
Respeitando, vocês entenderão como elas chegaram onde estão. Vocês entenderão como vocês chegaram onde vocês estão. Vocês entenderão que o mundo é absolutamente perfeito. Vocês vêem as falhas, ou o que consideram falhas, quando deixam de respeitar, porque passam a ter olhos de julgamento. Passam a ter olhos de medo, na verdade. Quando respeitam, vocês entendem que as coisas estão exatamente onde deveriam estar.
Quando vocês se respeitam, vocês não precisam processar mais nada. Vou sublinhar isso no meu quadro-negro. Quando vocês se respeitam, vocês não precisam processar mais nada. Quando vocês se respeitam, vocês nunca são vítimas. Ficaremos falando de “respeito” indefinidamente, até que vocês realmente o absorvam.

Representem
Outra coisa importante... Como mencionei hoje na abertura, adoro ser um ator. Então, em alguns Shouds e workshops pode não parecer o Adamus, mas serei eu. Virei até vocês de maneiras diferentes em tempos diferentes.
Representar é maravilhoso. Quero encorajar cada um de vocês a começarem a fazer isso, atuar. São apenas aspectos de vocês mesmos, mas aspectos que amam vocês e, como vocês os amam, eles voltam. Comecem criando esses personagens de si mesmos e percebam como a energia é realmente fluida na criação. Mas quando vocês se prendem nesse personagem de vocês fortemente definido e ficam com medo de liberá-lo, vocês repetem, continuamente, os seus padrões.

Criem
Outra coisa que será muito importante – muito, muito importante – é criar alguma coisa, qualquer coisa. Criação é o meio natural de expressar o Deus interior. Os humanos foram condicionados para não serem criadores, para seguirem rotinas. Rotinas são estabelecidas, postas em vigor, e vocês são solicitados a segui-las. Teve que ser assim de modo a tornar sua energia muito fútil, muito obsoleta.
Quando um humano não cria algo, ele fica deprimido. Ele fica ansioso. Ele fica triste. Ele fica como um animal preso numa jaula. Dessa forma, vou pedir que vocês comecem a criar alguma coisa. Qualquer coisa.
Vocês viram aqui hoje que alguns livros foram criados. Vocês ouviram música que foi criada. Criem um muro de pedras se é isso que querem fazer. [Risadas] Comprem um aquário de peixes, criem um aquário em casa. Criem alguma coisa, Shaumbra. Quero que vocês se conscientizem do percentual de dias em que não são criativos, em que estão seguindo a rotina.
Cozinhar – que bela maneira de criar, e seu estômago e seu corpo agradecem. Ser criativo pode significar apenas pegar o carro, sem saber para onde ir. Só fazer um longo passeio, em vez de seguir as velhas rotinas.
Vários de vocês que estão sintonizados com a gente neste momento têm ideias maravilhosas para jogos – jogos de tabuleiro. Criem esses jogos; parem de dar desculpas para não fazer.
Uma das exigências para seguir em frente com esta energia de Shaumbra é criar. Vou incumbi-los disso, se não estiverem criando. Não precisa ser nada esplêndido. Não precisa mudar o mundo. Pode ser algo muito simples. Façam crochê. Qualquer coisa. Pintem. Cantem. Componham um poema. Não importa. Não precisa ser uma coisa artística, basta ser uma coisa que vocês estejam criando. Qualquer coisa. Bijuteria. Um filme. Qualquer coisa.
Isso vai libertá-los de um certo peso, disso que vocês chamam de depressão. E que não é. É uma estagnação que os afeta. Ah, e vocês assistem a esses comerciais de televisão que dizem: “Se você está se sentindo deprimido, do tipo ninguém me ama, sem energia, se está cansado, tomem estes comprimidos.” Não, não tomem comprimidos. Sejam criativos. Façam qualquer coisa.
Vamos repetir isso muitas vezes, e em algumas ocasiões vou me levantar, vou abrir os olhos, andar pela platéia e perguntar sobre o que vocês têm criado. Portanto, por favor, estejam preparados. [Risadas]
Ah, isso é outra coisa que preciso falar agora. Cauldre não gosta desse negócio de olho aberto. Mas eu lhe digo uma coisa, Cauldre, sim, vou andar pela platéia. Se quiser fazer isso de olhos fechados, é problema seu. [Risadas] Mas, digo já, será mais fácil com os olhos abertos.

Um Animal Totem
Outra coisa, muito importante, que será divertida. Quero que vocês criem – por conta da imaginação... Quero que vocês criem para si um animal totem. Comecem hoje. Há uma boa razão para isso. Deixem-me explicar um pouco. Alguns de vocês estão muito familiarizados com animais totens. De fato, tem um nome antigo pra isso. É uma prática da Antiguidade, mas vamos trazê-la à maneira da Nova Energia.
Criem um animal que seja de vocês. Para alguns, pode ser um urso, pode ser uma coruja, pode ser um belo falcão, pode ser um admirável coelho. Pode ser qualquer um que vocês queiram, qualquer animal – um animal que exista na Terra no momento. Um animal que exista – uma espécie que exista – na Terra, e eu quero que comecem a imaginá-lo.
Vamos supor que vocês escolham um cervo para seu animal totem. Quero que comecem a imaginá-lo até que ele comece a se tornar real, isto é, que não seja apenas uma imagem vaga, mas que vocês comecem quase a senti-lo – sentir seu pelo, sua pele – a ponto de poderem, de fato, sentir seu cheiro – não precisa ter, necessariamente, mau cheiro, mas um que possa identificá-lo –, a ponto de poderem olhar em seus olhos.
Vamos usar essa ferramenta, esse totem, por um bom tempo, para muitas coisas que faremos. É seu. De mais ninguém. Ele não está fora de vocês. Faz parte de vocês.
Trabalharemos com esse totem, esse animal que vocês ajudaram a imaginar e que está vindo de vocês. É parte dessa atividade de representar. É um ser que virá como um amigo querido, seu criado, seu animal de estimação. Ele vai entendê-lo. Vocês serão capazes de mandá-los a outros lugares. Quando vocês estiverem ocupados com as coisas humanas normais, vocês serão capazes de enviar essa parte de vocês para fazer outras coisas no seu passado, no seu futuro e nas outras dimensões.
Esse totem também vai ajudar a – proteger não é a palavra certa, Cauldre – ajudar a mantê-los conscientes das energias que estão ao seu redor. Sim, existem algumas energias muito escuras, muito manipuladoras por aí afora na Terra, neste exato momento, e elas estão, de fato, se intensificando. Na verdade, elas gostariam de se aproximar e instaurar medo em vocês, porque é assim que se alimentam. O que querem, realmente, é prender sua energia num lugar em que possam manipulá-la. Não são físicas em sua maioria, mas existem seres físicos também que ainda estão praticando um pouco dessa arte das trevas. Eles ainda não aprenderam que isso só trabalha contra eles mesmos.
Mas seu totem vai ajudá-los a se manterem conscientes das energias ao redor, nas dimensões bem em volta de vocês e nas dimensões mais afastadas. Ele se tornará seu melhor amigo nesses próximos anos em que estaremos juntos. Não dêem um nome a ele imediatamente; faremos isso depois. Entre hoje e nosso próximo encontro, peço que comecem a desenvolvê-lo.
No entanto, vocês podem reagir de imediato achando, bem, que seu totem deve ser um urso, por exemplo, porque vocês sempre adoraram ursos. Ou que deve ser uma tartaruga, porque têm afinidade com tartaruga. Mas liberem isso um pouco. Ele começará a se desenvolver. Vocês começarão a se transformar. Não se surpreendam se ele for algo totalmente diferente. E, então, comecem a absorvê-lo. Movam sua vida para dentro dele. Ele é vocês.
Comecem a imaginar, exatamente, como ele se parece, mas entendam que ele pode mudar. Pode se transformar. Comecem sentindo seus atributos e como ele pode voar ou rastejar para outras dimensões; como ele pode fazer explorações para vocês; como eles podem estar em constante vigilância a serviço de vocês.
Então, esse é o dever de casa – esse totem. No nosso encontro, mês que vem, falaremos mais sobre histórias da Antiguidade referentes a isso, especificamente sobre a maneira como vamos aplicá-las enquanto prosseguimos. Mas, para o mês que vem, familiarizem-se com essa nova parte de vocês.
Será – como dizer – seu cão-guia em outras esferas ou seu peixe-guia, o que quer que escolham como totem. E isso não importa. Não comecem a pensar qual animal é mais forte, mais esperto, mais rápido ou coisas desse tipo. Não importa. Sinceramente, não importa. Tem mais a ver com o tipo de relacionamento que vocês estabelecem com essa parte de si mesmos, com sua capacidade de enviá-lo a outros lugares, sua capacidade de tê-lo aí, mantendo vocês conscientes e alertas.

Conversa com Linda
Bom... eu disse que não teríamos perguntas e respostas hoje, e não teremos, mas vou permitir que Linda faça algumas perguntas, porque sei que ela quer saber sobre qual direcionamento tomaremos. Assim, se tiver alguma pergunta sua neste momento, minha querida...
LINDA: [suspirando] Pensei que eu tinha, mas... pensei que tinha, mas realmente acho... não sei o que perguntar porque acho que você propôs algumas coisas...
ADAMUS: O que Cauldre deve usar quando se sentar no palco, em vez do que eu chamaria de, hã, roupa sem imaginação? Você poderia perguntar sobre isso. [Risadas]
LINDA: Bem, já fui coordenadora de moda. Se tiver algum conselho, certamente vou achar interessante.
ADAMUS: Eu sei. Uns dias atrás eu disse a ele que preferia muito mais um terno, por favor. Não precisa de gravata, mas sinceramente estou acostumado a vestir roupas um pouco mais elegantes do que isso... [Risadas enquanto ele puxa a camisa de Cauldre.] Não que não pareça boa, mas simplesmente não é a certa.
LINDA: Então, você prefere uma apresentação mais formal.
ADAMUS: Eu não chamaria de formal. Eu chamaria de mais elegante. [Risadas]
LINDA: Elegante.
ADAMUS: Sim.
LINDA: Será que você pode nos ajudar a entender como a gente controla o calor por trás desse traje elegante?
ADAMUS: Sem dúvida, vocês podem regular a temperatura do corpo, se quiserem. E eu gostaria de uma camisa arrojada, não uma camisa básica.
LINDA: Você sabe, Geoff não é muito bom com cores ousadas.
ADAMUS: Eu sei. [Muitas risadas e aplausos] Então, dessa forma, os Shaumbra terão certeza de que sou eu aqui. [Risada]
LINDA: Não estou totalmente chocada, mas como vamos ajudar Geoff nesse período de adaptação?
ADAMUS: Leve ele na... ele está dizendo Nordstrom. [Risada] Ele vai superar isso.
LINDA: Ele vai encontrar um jeito de superar isso. Devemos ajudá-lo a se inclinar para uma determinada gama de cores?
ADAMUS: Vou ajudar nas escolhas finais, já que vamos estar lá.
LINDA: Tem alguma cor que você deteste?
ADAMUS: Não detesto nenhuma. Não.
LINDA: Então, não tem problema com nenhuma cor.
ADAMUS: Não. Só acho que Cauldre não gostaria de rosa, mas não me incomoda seja ela qual for. [Mais risada] É apenas matiz do violeta.
LINDA: E tem algum problema com joias e bijuterias?
ADAMUS: Na verdade, ele criou o hábito de tirar as joias; eu realmente prefiro colocá-las. Dentre o que vamos estudar estão algumas das propriedades energéticas em coisas como ouro, particularmente. O ouro – vamos falar bastante dele – é muito... Não quero que vocês fiquem dando o poder de vocês para o ouro, mas ouro é um metal alquímico, e vocês vão descobrir que ele melhora alguns dos trabalhos com a Nova Energia. Assim como os diamantes e outras pedras preciosas, mas...
LINDA: Ah, esse é o Saint-Germain que eu conheço!! [Risadas] Abençoado seja, homem! Abençoado seja. (Linda está rindo.)
ADAMUS: Vou lhes dizer agora que uma das… bem, vocês todos aprenderam que essas pedras ou gemas não detêm o poder. Mas há uma tendência a achar que elas detêm, porque em dado momento na Terra elas detiveram. Os cristais originais da Terra, os atuais minerais, detiveram o poder. Foi assim que a Terra, originalmente... bem, que a vida surgiu na Terra. Mas esse poder dos cristais acabou há muito tempo, depois de Atlântida, é claro. Alguns de vocês ainda estão conectados a isso e ainda tentam tirar energia literal dos cristais, e ela não está mais lá.
Entretanto, algumas pedras e gemas podem ser sintonizadas, particularmente, para nossa jornada em direção aos potenciais do passado que estão trancados. Serão úteis para destrancar alguma coisa do passado, mas não pensem que um diamante, um rubi, uma esmeralda detém um poder maior que o de vocês.
LINDA: Não, mas quando você se sente milionário, você se sente como um.
ADAMUS: [rindo] É verdade.
LINDA: Certo. Alguma outra... eu, pessoalmente, acredito que nós todos estamos passando por um inacreditável processo pessoal para chegar a este ponto em nossas jornadas, e acho que cada um de nós nos últimos seis meses – não, nas últimas seis semanas... parecem seis meses –, nas últimas semanas, realmente vivenciamos isso. Então, eu nem sei o que perguntar pra você, porque não acho que precisamos perguntar, de certa forma, porque estamos sentindo isso.
ADAMUS: É verdade, e acho que aqueles que realmente vão permanecer, seguir em frente, irão intuitivamente entender exatamente o que estamos fazendo. Nós nos preparamos para isso por muito tempo. Estamos nos religando para isso, supostamente, por um bom tempo. E, com esse totem, também chamado de Pakauwah, é...
LINDA: É o quê?
ADAMUS: Pakauwah é um nome antigo para esse espírito animal de vocês. Teremos experiências impressionantes com ele. À medida que tratarmos disso, vocês vão entender, realmente, que este é o momento de...  que é por isso que vocês vieram aqui para a Terra. Não para superar outras existências, mas para trabalhar, de fato, com a Nova Energia. E, quando começarmos a trabalhar, primeiro, indiretamente, com os outros Mestres Ascensos que agora estão encarnando e, então, por fim, fisicamente, com eles e também com os Pakauwahs deles, os Pakauwahs serão um meio de aprendizagem para... eles serão como os sistemas de distribuição de energia de vocês.
Vocês sabem, vocês têm a Internet, que entrega pacotes de informações. Os Pakauwahs ajudam vocês a entregarem experiência, sentimento, emoção, algo mais do que zeros e uns, mas para... É... vou fazer outra afirmação ousada... O que vamos fazer com os totens ou os Pakauwahs é, basicamente, o começo da “Internet da consciência” da Nova Energia versus a sua Internet eletrônica. Vamos começar devagar, mas vocês vão descobrir como enviar sentimentos inteiros para as outras pessoas. Não apenas algumas mensagens ou imagens impressas, mas também sentimentos. Então, esse é o começo.
LINDA: Acho que sentimos isso quando você começou a abrir esse potencial – quando começamos a abrir esse potencial. Eu tenho uma... suponho quando você diz, assim, uma pergunta especial... Alguns de nós, e não gosto, necessariamente, de admitir isso, mas alguns de nós não fomos humanos muitas vezes, e...
ADAMUS: Vocês superam isso. Vocês estão superando agora.
LINDA: [rindo] ... então, suponho que minha pergunta era... eu, às vezes...
ADAMUS: Minha pergunta é pra Linda – espero não estar colocando você na berlinda.
LINDA: Você está.
ADAMUS: ... por que diabos você veio pra cá?
LINDA: Eu não sei. [Risadas]
ADAMUS: [rindo] Eu sei que você só teve algumas poucas vidas, mas deve haver uma boa razão. Eu quero um relatório sobre isso para o nosso próximo encontro.
LINDA: [sussurrando] Droga! [Muita risada]
ADAMUS: Ah, vamos nos tornar mais interativos do que nos tornamos nos últimos dez anos, então...

Energia de Adamus
Outra coisa que vou esclarecer, uma questão que surgiu. Quero deixar uma coisa bem clara. Eu venho da energia de Saint-Germain – Saint-Germain (na pronúncia francesa). Eu venho dessa energia. Passei muitas vidas na Terra, assim como vocês. Diversas histórias foram escritas sobre mim – algumas verdadeiras, outras não tão verdadeiras. Trabalhei com todos vocês em uma época ou outra nas Escolas de Mistério, em Atlântida ou entre existências nas outras esferas. Sou famoso pelo trabalho que fiz com vocês nas Escolas de Mistério como Saint-Germain.
Eu venho para os Shaumbra, agora, e apenas para os Shaumbra. Venho aos Shaumbra agora como Adamus, ou Adamus of Sovereign Domain (do Domínio da Soberania), e venho até vocês para um trabalho muito específico e intenso. Trabalho que será uma alegria para todos nós realizarmos juntos, mas que pode ser um pouco traiçoeiro, às vezes. Não é para incutir medo em vocês, mas vamos entrar em algumas áreas muito novas.
É por isso que eu disse que não há lugar para malandros, para encostados e para aqueles que só querem criticar os outros. De jeito nenhum, não há lugar para os aproveitadores. Não vou tolerar isso, nem telefones celulares. De jeito nenhum. [Risadas] Vamos seguir para além dos celulares, queridos. Essa é uma das razões pelas quais eles me irritam.
Existem também... e eu já falei isso para outros grupos... existem alguns dispositivos eletrônicos que têm energias muito irritantes, como esses telefones celulares que vocês carregam tão perto do corpo. Bem, eles não vão, necessariamente, causar câncer em vocês. Vão apenas deixá-los esgotados energeticamente. Os motores elétricos nesses ventiladores... tenho dificuldade de me manter muito presente perto de vocês, energeticamente, quando esses motores estão ventando. E, às vezes, até certo ponto, as luzes... São coisas das quais vocês não têm medo, mas devem estar conscientes de como elas prejudicam a energia.
Mas voltando ao ponto... Estou vindo como Adamus apenas para os Shaumbra, de modo que possamos realizar juntos nossa jornada para esta Nova Energia. Alguém, algumas pessoas na Terra precisam ser os pioneiros, do contrário, esta Nova Energia simplesmente vai se acomodar num limbo. Vocês concordaram em ser aqueles que irão introduzi-la.
Vou trazer minha mensagem através de Cauldre, aquele que vocês conhecem como Geoffrey. Não quero e não vou fazer sessões particulares com mais ninguém. Nós vamos seguir para além de todo esse processamento, então, por que eu faria sessões particulares? Estou escolhendo Cauldre – enquanto ele estiver disposto a trazer minha mensagem e conseguir deixá-la clara. Estou escolhendo ele para trazer minha mensagem porque não quero dez, quinze, vinte mensageiros diferentes neste momento. Chegará o tempo em que outros mensageiros estarão prontos, seja daqui a um ano ou cinco anos, eu aviso. Irei validar e endossar, pessoalmente, os outros mensageiros. Eles não irão se validar ou endossar por conta própria.
Para este momento, será uma mensagem singular, porque, particularmente no próximo ano, estaremos pisando num solo bem interessante, mas que parecerá um tanto irregular, embora não seja de modo algum. Vai apenas confundir seu eu humano. Sendo assim, não quero dez, vinte, trinta outros alegando que estão canalizando Adamus. Vou deixar clara a minha mensagem e, enquanto Cauldre e Linda mantiverem a clareza, ficarem afastados do ego, ficarem longe de qualquer energia aproveitadora, eu trarei minhas mensagens através deles para vocês.
Então, por favor, não quero ouvir sobre ninguém lá longe, como alguns já estão fazendo, alegando estar canalizando Adamus. Vocês podem continuar trazendo as mensagens de Saint-Germain. Vocês podem continuar trazendo essa energia. Ela continuará disponível, mas, de certa forma, vocês estão canalizando ecos do passado. Não que isso seja ruim; na verdade, é bem apropriado. Algumas pessoas ainda precisam ouvir, ou gostam de ouvir, Saint-Germain. Mas, com os Shaumbra, a mensagem virá de uma única voz.
Mas isso deixa Cauldre numa situação constrangedora, então, digo agora mesmo que esse é meu pedido pessoal. Não o dele. Ele não teve esse pedido de Tobias, e não importava muito. Ele foi um mensageiro ou um comunicador das energias tão perfeito que não apresentou nenhum problema. Mas já estou vendo muitos outros se preparando, querendo entrar nessa coisa nova. Mas essa coisa nova será muito específica. Então, no momento, vou me apresentar através da voz de Cauldre apenas. É minha solicitação, não a dele. Espero que isso esteja claro.
Alguns ficaram muito aborrecidos agora mesmo, mas tudo bem. Vocês se perguntam, bem, então, por que razão sentem essa energia chegando. Bem, é o que está acontecendo com vocês – vocês estão sentindo a minha energia. Assim como todos que estão aqui em Coal Creek, vocês estão me sentindo. Será que isso significa que escolhi vocês para serem meus mensageiros? Vocês devem torcer pra que não. [Adamus ri.] Há uma responsabilidade energética tremenda vinculada a isso.
Então, essa era uma das questões que deveriam surgir. Mais alguma?
LINDA: Não. Pessoalmente, não tenho mais perguntas. Acho que você nos passou uma incrível quantidade de informações por hoje, bastante tarefa para casa e teve muita consideração.
ADAMUS: Com certeza, e agora vou lembrá-los de algumas coisas. Representem, atuem. Por favor, sejam divertidos. Encenem. Banquem o bandido. Banquem o mocinho. Sejam masculinos. Sejam femininos. Dêem essa permissão a vocês, porque isso vai lhes trazer fluidez – fluidez energética – quando sairmos por aí. Uma energia rígida não vai funcionar tão bem em alguns lugares para onde estamos indo.
Respeitem. Respeitem-se inteiramente e respeitem as outras pessoas. Não significa concordar com elas; significa ter consideração pelo lugar onde elas estão. É onde elas estão. Há uma razão para isso. Elas podem estar na mais baixa das baixas posições. Elas podem ser alguém que repele vocês, mas respeitem-nas. Isso vai mudar sua percepção do mundo.
Agora mesmo, muitos acham que o mundo é um lugar péssimo, com uma energia pesada, e não têm certeza se ele vai “sair dessa” – porque não o respeitam. Quando entrarmos nesse cenário da Nova Energia, quero falar sobre o que está por vir, falar sobre a Nova Terra e a Velha Terra. O que as aproxima? Não é o amor. [Risadas] Entendam, a palavra amor – ela tem uma consciência própria. Pode ser medida num medidor de energia. Amor e respeito não são energias muito consistentes. O amor passou a ser usado como uma desculpa ruim para se tirar proveito. “Eu te amo.” [Adamus faz um som de lamber o beiço.] Então, vamos falar de respeito. “Eu respeito vocês integralmente por quem e o que vocês são.” Só depois, vamos falar de amor. Portanto, respeitem.
A próxima coisa – criem algo. Por favor, por favor. Muitos ainda estão na energia de vítima. Muitos ainda estão culpando o passado. Vocês não fazem isso se estiverem criando, se realmente estiverem criando alguma coisa para si mesmos. Se perceberem que estão entrando nessa energia de vítima, criem alguma coisa. Qualquer coisa. Cortem madeira. Façam uma pilha de madeira. Isso é criar. Isso, com certeza, é criar. Varram o chão. Isso é criar um chão limpo. Qualquer coisa. Mas sejam criativos.
E, queridos, decisivamente, trabalhem com essa energia do totem. Nós vamos brincar com ela. Isso vai se tornar, eu diria, um dos elementos mais importantes de sua vida enquanto aprendemos como nossa imaginação cria e como podemos fazer com que ela nos sirva de qualquer maneira possível. Será divertido.
Então, assim, isso é tudo por hoje. Sem perguntas e respostas hoje. Estão liberados para experimentar a vida e, lembrem-se, queridos Shaumbra, que todas as coisas são como deveriam ser.
Tudo está bem no universo e, portanto, essa é a razão que Eu Sou o que Eu Sou, Adamus.

Tradução para o Português:  Inês Fernandes        mariainesfernandes@globo.com



Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.

O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.

Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
 
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.

O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.

Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.

Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/

 © Copyright 2009 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.