Vocês Estão Prontos!

O MATERIAL DE TOBIAS

Série da Clareza:

SHOUD 11:  "VOCÊS ESTÃO PRONTOS" 

Apresentando Tobias e Metatron, canalizado por Geoffrey Hoppe 

Apresentado ao Círculo Carmesim
3 de Junho de 2006




 
E assim é, Queridos Shaumbra, que nos reunimos aqui e agora neste espaço seguro e sagrado, juntamente com as energias de todos os Shaumbra sobre a Terra! Assim como também as energias de todos nós do Círculo Carmesim e da Ordem do Arco, que apoiamos e amamos vocês, e aqui estamos para participar com vocês de toda esta movimentação de energia! E que honra é para mim, Tobias, voltar a me sentar neste “tamborete de bar” que é meu de direito! (risadas da platéia e gracejos de Tobias) 

E como vocês provavelmente notaram, temos trabalhando em conjunto com vocês, compartilhando deste fórum de Shouds e canalizações... às vezes com a presença de Saint-Germain, às vezes com a presença de Kuthumi - o qual brevemente retornará... Às vezes são as energias de Ohamah que chegam e às vezes as de Quan Yin... mas sempre, sempre, com a energia de Shaumbra!
Noutro dia Cauldre se expressou em voz alta para alguns de seus entes queridos, no sentido de que tem estado com vontade de chorar ultimamente, como que sentindo a chegada de uma energia avassaladora... Não exatamente tristeza, mas vontade de chorar... E ele ficou muito confuso com este sentimento, perguntando-se de onde viria, achando que talvez ele precisasse sair para uma volta e permitir que algumas lágrimas lhe escorressem dos olhos... 

E nós queremos explicar a ele e a vocês que essa vontade de chorar, essa sensação de profunda emoção, estava na verdade vindo de nós... De Saint-Germain e Kuthumi... De Quan Yin e Kuntar... De todos aqueles que vêm trabalhando com vocês nestes últimos seis anos. E é nosso intenso sentimento de gratidão pelo trabalho que vocês realizam, sabendo quão longe chegaram e o quanto suportaram alguns dos mais difíceis obstáculos e como enfrentaram alguns dos maiores desafios ao longo do caminho. Cientes de que tão freqüentemente vocês duvidaram de si mesmos, perguntando-se sobre o que estavam fazendo aqui... Mas Shaumbra, vocês assumiram o compromisso de atravessar o tempo e o espaço para estar aqui e agora na Terra, para participar de um processo do qual vocês pessoalmente já vinham participando, assim como estar aqui em nome dos outros seres humanos. 

Todos os dias, nós literalmente recebemos milhões de chamadas - vocês as chamam “orações” - as quais ouvimos em nosso lado do véu. Elas vêm de humanos em dor; humanos que estão em desespero; humanos que estão perdidos e aprisionados e não encontram uma saída; humanos que estão sofrendo em seus corpos, sofrendo financeira e emocionalmente - e estão perdidos. Humanos que desejam conhecer a Deus - o grande e autêntico Deus com “D” maiúsculo - não o deus descrito em algum livro, não aquele deus distante e julgador, mas um Deus presente em sua vida diária. E eles se sentem muito solitários... Tão sós... 

Talvez a grande maioria de todas essas orações e chamadas que recebemos todos os dias venha das almas sobre a Terra que se encontram agora tão solitárias. Elas estão sós, ansiando não somente pela companhia de um outro ser humano, mas pela companhia de Deus e pela companhia de si mesmas! E nós recebemos essas chamadas continuamente, repetidas e repetidas vezes...
Contudo, por causa dos véus e camadas de seus sistemas de crenças, para nós é difícil até elas chegarmos e a elas falarmos, pois não necessariamente acreditam poder conversar com anjos ou seres não físicos. Não têm certeza de em quem - ou em quê - confiar, de forma que há muito pouco que possamos fazer, além de lhes enviarmos nosso amor. E com freqüência estas bênçãos de amor nem são percebidas por eles, pois nem mesmo conseguem detectar que as mesmas lá estão... 

Então é chegado o tempo, Shaumbra, para os humanos e para os professores, ou seja, para que VOCÊS comecem seu serviço, seu trabalho, seu amor e sua paixão - como quer que os queiram chamar. Este é o momento de começar. Juntos atravessamos, na verdade, ao longo de sete anos, um processo com todos e cada um de vocês, um processo pelo qual os outros também passarão... talvez não tão profundo ou difícil como o de vocês. E estivemos nisso juntos, vivenciando nossos processos... e agora muitos, muitos outros seres humanos se seguirão. 

Este é o último Shoud desta série, da Série da Clareza. Não haverá um Shoud 12. Vamos encerrar hoje esta Série e, quando nos reunirmos para a Conferência Anual de Shaumbra no mês que vem (referindo-se à Conferência da Nova Energia em Julho de 2006), apresentaremos um suplemento especial, numa seqüência muito importante de canalizações e Shouds que posteriormente integrarão a Série da Clareza, embora sejam de fato um suplemento ou adendo à mesma, o qual queremos seja disponibilizado a todos os Shaumbra. Por isso pedimos que, tecnicamente e de outras maneiras, sejam transmitidos, todos os dias, cada um de tais Shouds, para todos os Shaumbra, ao vivo e online e, tão logo quanto possível, disponibilizados a todos aqueles que desejarem baixá-los e revisitá-los depois. 

Kuthumi, Saint-Germain e eu, Tobias, estaremos guiando vocês através de algo pelo que todos nós estivemos aguardando por muito, muito tempo. Será como a “cobertura do bolo” desta Série da Clareza, assim como o coroamento de todos os Shouds que já fizemos juntos. Será, num certo sentido, um novo começo, um rito de passagem para Shaumbra. De forma que estamos na expectativa de realizar isso com vocês. Já estamos planejando este Evento em nosso lado, assim como também estamos planejando a visita de retorno de Kuthumi, especialmente para aquela ocasião. 

Pois bem, Shaumbra, este é o Shoud 11 da Série da Clareza, para o qual trouxemos um convidado muito, muito especial, cuja aparição super-dinâmica se deu em abril de 2002, ou seja, um QUATRO e outro QUATRO... (A platéia dá risadas pois Tobias provocativamente alude à introdução feita por David McMaster antes do início do Shoud.) perfazendo QUATRO anos e dois meses (mais risadas) desde que esta entidade veio nos visitar, assim como hoje retorna. E assim lhes pedimos que dêem as boas vindas à energia de sua própria Voz em Espírito, Metatron... 

Muitos de vocês sentiram, por assim dizer, os cabelos de seus braços ou de suas nucas se eriçando, à medida em que começávamos a preparar a energia para o dia de hoje. Pois há quatro anos e dois meses, Metatron lhes fez a seguinte pergunta: “Vocês estão prontos? Vocês estão prontos?” 

E eis que hoje chega Metatron, dirigindo-se a todos e cada um, pois ele também é a própria voz de vocês. Metatron é uma entidade, uma energia coletiva. Metatron é vocês também. É o seu Eu Autêntico, o seu Eu Divino. E hoje Metatron vem para trabalhar conosco neste Shoud, com o qual concluiremos esta Série da Clareza. E, ao invés de uma pergunta, Metatron lhes faz a seguinte declaração: “Vocês ESTÃO prontos. Vocês estão prontos.”
E, se não estiverem... (risos da platéia) Se vocês não estiverem prontos, Shaumbra... e nós vamos passar por cima de quaisquer filtros que Cauldre possa querer criar aqui... (mais risadas) Se vocês não estiverem prontos, talvez seja a hora de procurarem um grupo diferente. Talvez seja a hora de buscar em outro lugar as respostas. Talvez seja esta a hora de irem para algum outro lugar e trabalharem com outros humanos e anjos que queiram continuar a vivenciar processos de facilitação com vocês, relativamente às suas questões, porque daqui em diante o Círculo Carmesim e Shaumbra não mais irão focar a energia nisto. 

Vocês ESTÃO prontos. Vocês têm todas as ferramentas. Vocês dispõem de todas as palavras e de toda a energia. Daqui em diante estamos nos movendo para as esferas dos verdadeiros professores... Nossa próxima Série, que se iniciará em agosto, o qual vem a ser o OITAVO mês, num ano “OITO” (risadas), será chamada de “Série dos Professores”, durante a qual estaremos trabalhando com todos e cada um de vocês (ovação e aplausos da platéia), sendo que a partir de agora, iremos aplicar o que vocês aprenderam e realizaram relativamente a si mesmos, ao longo destes SETE anos... (mais risadas, à medida em que Tobias continua a enfatizar os números), para que possam exercer o magistério para o qual vieram. 

Vocês atravessaram o tempo e o espaço para estarem aqui. Mas nada disso é verdadeiramente o que acham que é... Pois tudo pelo que passaram ao longo destes últimos anos tem sido em preparação... Não teve a ver com vocês diretamente. Realmente não teve.... 

Aqui e agora, irei trabalhar em conjunto com a energia de Metatron, de forma a tornar tudo muito direto e muito claro. Vocês não tinham de estar aqui nesta vida, nesta existência atual, embora achem que sim. Vocês acham que tinham um carma. Vocês acham que tinham responsabilidades com relação aos outros. Vocês acham que tinham coisas a aprender. Mas não tinham. Foi uma ilusão. Verdadeiramente uma ilusão. Uma ilusão muito, muito real e pungente, mas uma ilusão. Tal como eu... (algum riso) Eu não precisava retornar - e nem vocês. 

E se vocês se lembrarem por um momento de como nos sentamos reunidos no [meu] Chalé e conversamos sobre isso... Vocês disseram, “Eu não preciso voltar à Terra. Eu não preciso estar lá. Já passei por tudo... Atingi minha iluminação. Já ascendi sobre a Terra outras vezes, em outras épocas, em outros lugares, mas escolho voltar em uma das mais dinâmicas - e contudo uma das mais difíceis - épocas já vividas em toda a história da Terra. Mas vou escolher voltar e assumir um papel. Vou fingir ter tido dificuldades. Vou fingir ter tido carma. Vou fingir ter tido problemas com dinheiro. Vou fingir ter tido problemas de relacionamento. Isto farei, de forma que eu possa aprender, na sala de aula do Planeta Terra, nos mais profundos níveis, como é passar por tais coisas durante a transição para a Nova Energia, estando na Terra. Lá estarei para desenvolver a empatia e a compaixão pelos outros seres humanos. Vou para lá como um tipo novo e diferente de professor - não um professor teórico, não um professor de princípios ilusórios - mas um Professor de Vida.” E é por isso que vocês estão aqui. 

E se vocês se lembrarem, por um momento, de como vocês e eu, incluindo Saint-Germain, Kuthumi e Shaumbra, estivemos reunidos em meu Chalé, conversando sobre esta vida atual de vocês, esta existência para a qual vocês verdadeiramente não precisavam retornar... Vocês se recordam de quando me pediram para lhes lembrar do porquê de realmente estarem aqui? E de quando disseram, “Agora, Tobias, mesmo se eu não acreditar em você, mesmo se eu não acreditar não ter precisado estar aqui na Terra nessa vida, mesmo se eu achar que você esteja falando com outra pessoa, por favor lembre-me disso contínua e repetidamente. Por favor, lembre-me de quem eu verdadeiramente sou.” 

Porque todos nós sabemos quão fácil é deixar-se estagnar e prender nessa realidade terrena. É fácil permitir que as dúvidas se insinuem. É fácil entrar nesse jogo da vitimização. É fácil para vocês, grandes anjos, perderem-se em toda essa energia da matriz da Terra. Mas se vocês estão ouvindo ou lendo estas palavras, não precisavam estar aqui. Vocês deram de si mesmos em um supremo e derradeiro tipo de serviço ao Espírito e aos entes queridos que conheceram em outras existências. Vocês se doaram em amor ao Círculo Carmesim, do qual são parte, para retornarem à Terra, representando ter passado por todas estas coisas que, sim, têm sido muito reais. Alguns de vocês ainda guardam as cicatrizes, físicas e emocionais, para prová-lo. Mas eu quero que vocês se lembrem de que não precisavam estar aqui. 

Em uma de nossas primeiras lições que compartilhamos, eu disse para Shaumbra em todo o mundo: “Vocês JÁ ascenderam.” Parece que foi há eras... Foi uma de nossas primeiras lições em alguma das primeiras séries. Vocês já ascenderam. Foi um lembrete, mesmo então. Muitos de vocês se esqueceram disso. Muitos de vocês pensaram que eu me dirigia à pessoa assentada ao seu lado. Muitos de vocês pensaram que fosse algum tipo de... talvez, um conceito esotérico. Alguns de vocês literalmente escolheram esquecer-se de que eu lhes dissera aquelas palavras... muitos anos atrás. 

Vocês já ascenderam. E agora simplesmente retornaram... voltaram para desenvolver essa empatia e essa compaixão, assim como sua própria caixa de ferramentas, para avançarem como professores. Vocês não precisavam estar aqui. Por que vocês acham que nós queremos chorar às vezes? Por que vocês acham que nossas emoções são tão intensas? 

Então... hoje é um dia maravilhoso para descartar estes antigos conceitos sobre a razão pela qual pensavam estar aqui. É tempo de descartar estas velhas lições que vocês têm oferecido a si mesmos. Vocês não são quem acham que são. Vocês são parte do Círculo Carmesim. Vocês estão aqui na Terra agora como Professores Humanos, a fim de ajudarem a responder aos chamados de milhões e milhões de seres humanos que precisam de ajuda todos os dias. 

Pois agora vamos mudar de rumos com relação ao Círculo Carmesim, após o dia de hoje em particular, levando-o a um novo patamar. O alicerce e a fundação foram estabelecidos por vocês e por aqueles do nosso lado do véu, criando coisas que talvez vocês nem tenham notado, ou deixaram passar despercebidas. 

O desenvolvimento desta nova “Companhia de Energia do Círculo Carmesim” não tem a ver com dinheiro, mas trata-se de uma forma de reunir Shaumbra - os Professores. A Companhia de Energia do Círculo Carmesim é verdadeiramente a Universidade Shaumbra (“Shaumbra University”). É a companhia dos Professores. É uma forma de os Shaumbra se apoiarem e encorajarem uns aos outros, embora vocês já se encontrem em pleno exercício de seu magistério. Ah sim, vou enfatizar este ponto: Vocês VÃO estar ensinando agora. Vocês me pediram para que eu lhes dissesse isso. 

Vocês não estão aqui para aprenderem e aplicarem mais processos pessoais, ou ouvirem e receberem ainda mais palavras a respeito de - como direi - lidar com as coisas da vida. Vocês têm agora todas estas coisas. Vai ser diferente daqui em diante. Vocês ESTARÃO ensinando. É para isso que vieram até aqui. É a razão pela qual assumiram este dificílimo desafio - não precisando retornar à Terra e, enquanto estavam reunidos com os grandes anjos - sendo vocês alguns deles - presentes na Ordem do Arco e no Círculo Carmesim, quando vocês, representantes de suas famílias espirituais nos outros reinos e dimensões, não precisando voltar, vocês contudo o fizeram... Isto é sacrifício. Isto é amor. E isto é loucura! (risos da platéia e gracejos de Tobias) Reparem que eu não voltei! (mais risadas) Pois escolhi lhes falar através deste meu amigo... 

E assim é, Shaumbra, que hoje trazemos a energia de Metatron. Estivemos conversando, ao longo do ano que passou, sobre o ter-se Clareza acerca das coisas. Falamos sobre como - e de que - os humanos se alimentam, donde extraem sua energia, como obtêm sua energia a partir de outras pessoas, como se alimentam de drama. Alguns seres humanos de alimentam de vícios, outros das drogas, outros da energia do sexo, assim como de uma ampla variedade de coisas. Eles tiram energia de todos estes lugares. 

Oh sim, HÁ uma crise de energia em andamento na Terra atualmente. Ela existe, mas não tem a ver com o combustível para seus automóveis ou com o aquecimento central de seus lares. Tem a ver com roubar, deformar e perverter a Velha Energia. E há aqueles que buscam sugá-la tanto quanto puderem. Talvez estejam se alimentando de dinheiro. Talvez estejam se alimentando a partir do sofrimento dos outros. Muitos, muitos, como eu já disse, se alimentam do jogo da vitimização. Ah, vítimas... As vítimas são aqueles humanos que mais abusam da energia - porque estes fazem com que os outros sintam pena deles. São as conhecidas vítimas! Como é que vocês acham que eles se alimentam? Continuamente perpetuando sua vitimização. 
 
Se vocês repararem nos padrões de uma vítima... e notem que vamos abordar o assunto em nossa Série seguinte, a dos Professores... Iremos falar sobre como os seres humanos vivenciam seus padrões. E se vocês repararem nos padrões dos humanos que se fazem de vítimas, atentarão para o fato de que não se fazem de vítimas somente uma vez. Fazem-se de vítimas todos os dias e, quando a velha estória não mais se desenrola e não lhes fornece energia suficiente, tornam-se vítimas de novo... de algum crime, de algum suposto acidente, ou de alguma manobra corporativa... Estão sempre encontrando formas de permanecerem nessa energia da vitimização. 

Vamos abordar o assunto na Série dos Professores, passando a vocês ferramentas que possam ajudar tais pessoas a saírem daquela energia, porque vocês, Shaumbra, enquanto professores, estarão trabalhando com aqueles que verdadeiramente desejam mover-se adiante. Vocês não vão sair por aí tentando despertar aqueles que querem continuar adormecidos. Vocês não vão tentar converter qualquer um daqueles que amam seus jogos, não importa quão miseráveis pensem ser. Não tem a ver com conversão, mas com o responder às preces de milhões de seres humanos a cada dia. 

Nós somos um pequeno grupo de pouco mais de 100.000, um grupo pequeno para lidar com milhões e milhões de pedidos todos os dias. Mas estas são as pessoas que são genuínas e sinceras. Elas verdadeiramente querem mudanças em suas vidas, a transformação que vocês experimentaram em alguma outra existência vivida por vocês, ou talvez entre vidas... A transformação que tirou vocês daquele estado de estagnação em velhos ciclos humanos e os elevou a uma condição de iluminação e ascensão. Vocês percebem? Vocês já o fizeram. Vocês já passaram por isso. Vocês estão preparados e prontos para serem professores. 

Nesta última série, a Série da Clareza, conversamos muito sobre desconectar-se, ou seja, desapegar-se dos modos e padrões, malhas e formas, através dos quais vocês têm se interconectado com os outros. Existe aquele ditado de que “Tudo é um e tudo está interconectado”. Há verdade nisto, pois uma árvore se conecta ao céu; o céu se conecta à água e a água se conecta a cada ser humano e cada ser humano está conectado com todos os outros. Isto é verdadeiro até certo ponto, mas em última instância, os Iluminados, aqueles que são simples, liberam-se das conexões, pois compreendem que são soberanos e não precisam daquela interconexão de ter a - e estar na - como direi - Compaixão do Espírito. 

Há esta antiga crença de que vocês teriam de estar interconectados com tudo, de que vocês teriam de ser parte desta grande unidade e sim, até certo ponto isto é verdade. Mas em última instância, os Mestres, os Iluminados, desapegam-se de tudo isso. Liberam e libertam-se. Percebem e compreendem que são soberanos. Que são Deus também. Que não precisam de nada que venha de seu exterior para se manterem. Que são plenos e completos. Marquem bem estas palavras - plenos e completos. 

Embora alguns de vocês ainda não acreditem nisso... Vocês ainda acham que talvez estejam próximos do todo, que sejam completos de algum modo, mas continuam lutando para obter as últimas peças. Mas hoje é o fim disso... Sem mais “peças finais”. Vocês as têm. E agora irão utilizá-las. Agora vocês vão se mover adiante. 

Também conversamos sobre o desconectar-se de outras pessoas, da humanidade basicamente, e a caminho de se desconectarem do próprio Campo. “O Campo” tem sido nossa terminologia para descrever a Fonte original da energia fora do Lar Primordial... fora - ou deste lado da “Muralha de Fogo”. O Campo não está localizado em qualquer lugar em particular. O Campo não pode ser quantificado em quaisquer termos humanos ou sistemas de medida, embora seja a fonte comum de todas as energias. Tudo e todos, em última instância, se conectam ou podem traçar o caminho de sua própria energia, de volta ao Campo. 

E também conversamos sobre... e nisso nós fomos de fato audaciosos e ousados - E VOCÊS foram tão audaciosos e ousados - nesta última Série - para dizer que “Vocês se desconectam até mesmo d’O Campo.” Vocês se liberaram até mesmo disso... Algo um tanto quanto apavorante... Agora, se vocês saírem por aí e tentarem conversar com típicos seres humanos na rua, dizendo-lhes que vocês vêm se desconectando; que não mais têm se alimentado de outras coisas; que até já ascenderam - eles certamente pensarão que vocês são loucos! Mas Shaumbra, vocês chegaram a este ponto no trabalho que vêm realizando e entendem o que isso significa. Vocês compreendem que tudo está contido dentro de vocês. Já está aí... 

Vocês tiveram que passar por estas “lições” com o propósito de verdadeiramente compreenderem como os outros seres humanos pensam, operam e sentem. Vocês tiverem que descender ao - ou adentrar no - mesmo “campo de jogo” deles. Vocês tiveram de experimentar os mesmos véus, desafios e sistemas de crenças, de forma a poderem compreender pelo quê eles passaram... Pois é muito difícil ir para as linhas de frente da consciência humana - e ser O Professor - sem ter passado pelas experiências que eles também enfrentarão. 

Metatron e eu iremos enfatizar isso hoje... mais uma vez, de que é com vocês, de que é sua escolha, de como vocês assumirão ou receberão em si mesmos este fato... Vocês não precisavam estar aqui nesta existência atual. Vocês não tinham um carma. Vocês não tinham aquela atração incontrolável puxando vocês de volta para a Terra. Vocês se ofereceram como voluntários para isso.
Vocês passaram por sete séries de mensagens e Shouds, tendo enfrentado muitas de suas próprias situações pessoais - mas nós vamos finalizar isso agora. Vamos avançar... Vamos para além disso... Algo que vocês próprios estabeleceram... Pois isto é o que vocês mesmos nos pediram para conversar a respeito. Alguns de vocês poderão achar isso um pouco difícil. Vão tentar colocar um pé “dentro” e um pé “fora”... e dizer: “Sim, eu sou um/a professor/a, mas ainda sou este ser humano que tem estas questões e problemas.” Mas isso não vai adiantar, Shaumbra... Não vai funcionar... 

Estaremos trabalhando com todos vocês desde agora até à próxima Conferência Shaumbra, no sentido de ajudar vocês a se lembrarem de tudo isso, ultrapassando inclusive algumas das barreiras mais espessas que vocês têm agora, as quais lhes impedem de total e integralmente digerirem este conceito: Vocês não precisam estar aqui. Vocês atingiram sua iluminação e sua ascensão faz tempo... Vocês simplesmente se ofereceram como voluntários para este serviço extra na Terra, exatamente nesta época. 

E é hora de os baluartes e professores da Nova Terra se apresentarem. E a fim de o fazerem, há uma última parte da qual se desconectarem, algo que é próximo e caro a vocês, algo a quê se sentem muito apegados, algo que lhes parece tão íntimo como sua própria mão direita ou esquerda: suas vidas passadas. As vidas passadas constituem uma das expressões de maior impacto da chamada nova era. Mas as vidas passadas não são o que vocês acham que elas sejam. Vocês não são mais suas vidas passadas do que seriam, vocês mesmos, os seus próprios filhos - por assim dizer - nem são mais suas vidas passadas do que seriam, vocês mesmos, os seus próprios pais. Sim, existe uma energia em comum entre vocês, mas vocês não são suas vidas passadas. E uma das maiores e derradeiras barreiras que devemos atravessar, neste trabalho que realizamos juntos, vem a ser exatamente o apego às vidas passadas... 

Não existe “encarnação” como tal. Não há. Não em termos de como vocês - ou a própria sociedade - a percebem. Vocês acham que continuam repetidamente retornando, talvez aprimorando algo aqui, mudando um pouquinho ali. Mas isso não é verdade. Vocês não são mais suas vidas passadas do que são vocês mesmos o seu próprio cão, ou sua própria casa. Sim, existem coisas em comum, mas... é difícil descrever aqui, mas daquilo que vocês chamariam o ponto de vista da alma, vocês não têm uma progressão de vidas passadas. Não têm. Sua Alma ou Ser experimentou diferentes experiências - mas estas não são vocês. Vocês não são a progressão linear de uma vida passada de 2000 anos atrás ou 10000 atrás ou até mesmo vivida em Atlântida. Existe sim um laço energético em comum, mas vocês não são suas vidas passadas. 

Vocês chegaram a este ponto deste novo entendimento e compreenderão que não há vidas passadas. E não há vidas futuras. Vocês são quem vocês são nesta vida presente. Esta vida presente, esta época que estão vivenciando bem agora, é de fato única e muito especial. Não é a culminação do passado. Embora haja elementos aprendidos por vocês a partir do passado, vocês não mais se guiam pelo passado. 

O conceito de reencarnação, como o mesmo é popularmente conhecido, é na verdade enganoso e constitui fator de grande distração. Vocês são ESTA vida presente - e esta vida é especial, conforme dissemos recentemente. É uma vida muito, muito especial. É um momento muito especial em que a energia de sua alma descendeu em forma humana, sendo que o remanescente dela também chega e adentra sua existência humana. Qualquer outra teórica e suposta vida passada que vocês hajam tido não foi a mesma coisa. Não houve aquela relação entre a alma e o humano. A alma essencialmente criou uma energia em uma vida passada e a liberou, dando-lhe suas próprias liberdade e capacidade de ir e vir e realizar coisas. Mas tal conexão era em geral bastante solta e não o que vocês chamariam de real ou espiritual. 

Mas esta vida presente, na qual se encontram encarnados agora, é MUITO especial. A relação entre o espírito e o humano sempre existiu. Laços e conexões muito fortes... Num certo sentido, essa relação é onipresente, pois tudo é uma e mesma coisa. Apenas ocorre essa ilusão de que o Eu Divino e Espiritual não esteja aqui, agora. 

Nós vamos pedir a vocês, ao longo do próximo período de um mês ou mais, que se desapeguem de todo este conceito de reencarnação. Também não estamos falando desta outra concepção cultural, religiosa ou filosófica ou sistema de crenças que descreve que vocês vivem uma vez, morrem e então são julgados. Definitivamente não tem a ver com essa abordagem também. O que está acontecendo é que sua alma está presentemente encarnada nesta experiência física que vivenciam agora e nunca terá essa experiência de novo. Sua alma jamais terá outra vida como esta novamente. Ela é muito, muito especial... E sobre isso entraremos em maiores detalhes em nosso próximo encontro. 

Mais uma vez, pedimos a vocês que liberem este conceito de reencarnação. Tem a ver simplesmente com “estar encarnado” e não “de novo e novamente e outra vez”. Não se trata de uma série de ciclos. Não é uma armadilha nem uma “montanha-russa”. Aquele passado de cem anos atrás, ou de mil anos atrás, realmente não é vocês... Realmente não é... E, num certo sentido, isso nem mesmo importa. Não é relevante. Todo este conceito de reencarnação, como o mesmo é popularmente conhecido, é totalmente irrelevante para os humanos sentados nestas cadeiras aqui e agora, bem como para os professores que têm um trabalho a fazer. Não tem importância. Vocês não são suas vidas passadas - graças a Deus! (Tobias graceja.) Vocês são VOCÊS exatamente agora. 
 
O mundo está chamando e literalmente convocando professores. A humanidade se encontra agora num ponto em que se percebe descrente de qualquer coisa, e esta é uma das principais energias com as quais terão de lidar enquanto professores. Pois as pessoas não confiam nos governos ou nas igrejas. E não irão confiar em vocês a princípio, pois definitivamente não confiam em si mesmas. Isto será sua maior barreira, professores, para desenvolver essa confiança e essa empatia. A maior barreira. Pois as pessoas sentem terem sido “tapeadas” e de fato ainda o são, pois elas ainda têm sua energia roubada, assim como continuam roubando energia dos outros. 

Assim, quando vocês entram em cena, ou seja, como anjos respondendo à solidão delas, às orações delas, inicialmente ainda receberão da parte delas a desconfiança, pois não irão entender como vocês terão aparecido nas vidas delas, nem quem são vocês. E esta é a razão muito específica e direta pela qual vocês se deram esta existência atual - nesta época, na Terra, encarnados... passando por tantas lições, tantos desafios e tantas dificuldades em suas vidas... De forma que quando vocês se encontrarem diante de outros humanos, eles possam sentir essa energia de afinidade e empatia com vocês. Eles saberão que vocês passaram por noites e noites de lágrimas, que vocês tiveram muitos problemas em seus relacionamentos, que vocês muitas vezes duvidaram de si mesmos. Eles sentirão isso e assim vocês serão capazes de estabelecer uma conexão com eles em um curto período de tempo, o que desenvolverá entre vocês e eles um laço de confiança inabalável, o que lhes servirá bem neste trabalho de professores que estarão realizando. 

O mundo presentemente necessita de professores e baluartes da Nova Energia e para a Nova Energia. Muito poucos humanos compreendem este termo “Nova Energia.” Alguém tem que ensiná-lo; alguém deve ser o seu arauto e guardião. A seguinte colocação nos foi passada recentemente por uma pessoa, que disse “não haver tal coisa de Nova Energia, pois tudo seria pura e simplesmente... energia.” Mas essa asserção é por demais falsa, definitivamente muito errada... De fato, até bem recentemente havia “somente energia”, a qual se intercambiava em formas, aparências e nomes. Contudo, nestes últimos poucos anos, este elemento da Nova Energia foi introduzido. 

“Nova Energia” significa que ela própria não mais é simplesmente a velha energia anterior mudando sua forma, seu aspecto e suas razões e proporções energéticas. Como já dissemos tempos atrás, houve um volume específico e bastante definido de energia, embora vasto, que partiu do Lar Primordial junto com vocês, com o qual vocês têm lidado e moldado desde então. Por assim dizer, havia uma quantidade finita de grãos de areia naquela caixa de areia. Sim... tudo era simplesmente como... areia. Mas então algo aconteceu. De repente, aparentemente a partir do nada, nova areia foi criada. E esta é uma analogia acerca da Nova Energia. Nova Energia foi criada... não a partir da Velha Energia e nem trazida do Lar Primordial, mas por vocês - os Criadores - pela primeira vez desde sempre... 

Portanto, a Nova Energia é diferente da Velha Energia. Não é o mesmo velho programa. Não tem a mesma ressonância, não tem vibração e não funciona do mesmo jeito. E aqueles humanos, que ainda acreditam que “Nova Energia” é apenas uma mudança de nome para a Velha Energia, ficarão surpresos. Pois ela não opera do mesmo jeito. E eles acharão muito difícil acessar a Nova Energia nos trabalhos que realizam, pois ainda se encontram naquele paradigma mental de que tudo seria simplesmente a mesma velha energia... mas não é. 

Talvez nem mesmo devêssemos chamá-la de energia. Talvez haja um nome melhor, porque ela é algo diferente. Ela opera e funciona diferentemente, constituindo toda uma nova e distinta caixa de ferramentas, e ela chegou. Está aí. O mundo precisa entender como utilizá-la. O mundo precisa de seus baluartes e professores, que são vocês. 

Alguns de vocês estarão trabalhando especificamente com as compreensões associadas à Nova Energia: de como ela funciona diferentemente; de como ela modifica todas as características e todos os fluxos; de como ela altera os resultados; de como seus padrões são totalmente diferentes porque, num certo sentido, diriam vocês, com a Nova Energia, não há de fato qualquer padrão. Tudo acerca dela é diferente da Velha Energia vibracional. Portanto, o mundo e a humanidade precisam daqueles que irão ensinar sobre ela. 

Para aqueles arautos da Nova Energia que saírem por aí ensinando sobre ela, aguardem pelo inesperado. Compreendam que sempre haverá surpresas. Entendam que mesmo quando vocês tentarem quantificar o funcionamento da Nova Energia, tal quantificação não será mais verdadeira nem mesmo no dia seguinte. Pois vocês estão muito acostumados ao fato de a Velha Energia apresentar seus específicos e deliberados padrões, os quais permitem que ela seja medida de certa maneira em determinado dia, podendo-se obter a mesma medida no dia seguinte. Mas a Nova Energia não funciona daquele jeito, graças a Deus... A Nova Energia é totalmente diferente... e alguns de vocês estarão escrevendo livros sobre isso. 

O mundo presentemente necessita de baluartes e professores da Terra - mais do que jamais antes - da Terra, de Gaia. Mas uma compreensão sobre a Terra de uma maneira um pouco diferente e nova. Gaia é um Espírito, uma coletividade. Gaia está aqui para manter os processos físicos sobre a Terra. Gaia, por direito próprio, é forte e pode se manter a si mesma. Como vocês têm testemunhado, ela pode se purificar através de uma tempestade ou de um terremoto. Ela pode transmutar as energias de muitas maneiras diferentes. Não é intenção de Gaia varrer de seu corpo a humanidade. A intenção de Gaia é estar aqui para apoiar e sustentar o trabalho da Velha Terra e ser também uma presença na Nova Terra. 

Bem agora, poder-se-ia dizer que, operando na velha modalidade da Velha Energia, quase se esteja atingindo o ponto de saturação relativamente ao número de humanos sobre a Terra que Gaia pode sustentar, pela forma através da qual ela vem correntemente fazendo, particularmente do jeito com que os humanos atualmente vêm, a esmo e talvez até estupidamente, danificando as próprias coisas que os protegem e alimentam, agredindo a atmosfera, alterando os níveis das temperaturas sobre a Terra e prejudicando o equilíbrio ecológico. 

Agora, alguns de vocês estão preocupados e se perguntando: “Como Gaia irá lidar com tudo isso?” Bem, Gaia irá lidar com a situação muito bem... É mais uma questão de como os humanos vão lidar com o problema! Gaia dispõe de todas as capacidades para se renovar a si mesma, mas ela não deseja fazê-lo ao custo das vidas de milhares ou mesmo milhões de seres humanos. Exatamente agora, portanto, Gaia está conclamando à humanidade para que esta chegue a um novo patamar de consciência, talvez até mesmo um novo tipo de consciência ecológica que seja diferente da que agora existe. Um novo tipo de “consciência verde”... e talvez nem devêssemos chamá-la “verde”, mas “Dourada”... um novo tipo de entendimento acerca das habilidades de rejuvenescimento de Gaia. A humanidade necessita dos professores e arautos de uma nova ecologia da Terra. 

Embora atualmente haja muitos grupos que vêm realizando maravilhoso trabalho, devotados e dedicados à preservação dos ecossistemas da Terra, mesmo eles carecem do entendimento do que está ocorrendo. Eles não compreendem a Nova Energia. Foram apanhados em tanto drama quanto as próprias forças às quais se opõem, assumindo a energia do papel de “benfeitores” mais do que a energia de trabalhadores a partir de um nível mais elevado, ou seja, a perspectiva mais abrangente de “equilibradores”. E presentemente existem muito poucos Equilibradores da Terra... 

E para que a humanidade avance nestes próximos anos, alguém precisa vir para a linha de frente. Alguém precisa ensinar. Alguém precisa assumir alguns riscos, aparecer na televisão, escrever alguns artigos a partir de uma nova perspectiva da ecologia planetária. Senão, o que irá acontecer sobre a Terra é que a capacidade de produção de alimentos começará a se esvair. Os padrões climáticos mudarão e afetarão aquelas áreas que produzem alimentos. Além de tudo isso, a atual fonte de combustível para o planeta começará a se esgotar. Combinado todos estes fatores, Shaumbra, o que se obtém? Uma Terra bastante caótica. Muito caótica. Pois quando as pessoas não forem alimentadas e não dispuserem da energia para o seu transporte e para sua própria atuação enquanto coletividade humana na Terra, um ambiente muito caótico tende a se estabelecer. 

Assim, aqueles dentre vocês, que serão os professores e baluartes da nova ecologia, estarão de fato evitando guerras, impedindo que os governos lutem uns contra os outros. Vocês estarão ajudando a prevenir algum tipo de catástrofe em massa sobre a Terra, atuando naquele nível pessoal em que um ser humano interage com outro. A Terra e Gaia definitivamente sobreviverão, mas e a humanidade? Poderá esta lidar com o que está para suceder ao longo dos próximos poucos anos? 

A humanidade necessita de professores e baluartes dos negócios. Dos negócios! Os negócios são a forma pela qual a energia flui. Uma transação e um intercâmbio de energias. Nesta recente era, os negócios suplantaram os próprios governos relativamente ao - como se costuma dizer - fluxo de energia, controle da energia, movimentação da energia. E esta não é uma afirmação que emitimos com julgamento; significa apenas que atualmente os negócios são mais fortes que os governos. 

Os negócios fazem fluir a energia. É tudo o que fazem. Sim, às vezes podem tornar-se corruptos e gananciosos, porque não compreendem como a energia verdadeiramente funciona. De forma que muitos deles somente colocam seu foco num patamar bem superficial, donde provêm a própria ganância e o medo. E se houvesse empresas que fossem iniciadas colocando seu foco, ao invés daquele patamar superficial, no próprio nível do coração... com um equilíbrio na movimentação da energia, com o equilíbrio da consciência humana envolvida na própria empresa, através dos funcionários, com um equilíbrio na própria consciência da energia, até mesmo da parte dos clientes, num contexto em que tudo não fosse mais em torno daquele nível básico somente, mas centrado na própria essência do coração... 

Existe pois agora uma demanda por aqueles que sejam os professores e baluartes no mundo dos negócios, pois estes irão mudar nos próximos poucos anos. Ah sim, já mudaram incrivelmente nos últimos vinte... Vocês têm companhias globais agora. Vocês dispõem de sistemas de distribuição muito eficientes... formas de movimentar energia e dinheiro instantaneamente através da Internet. Isso também vai mudar, mas ainda não existem protótipos ou incubadoras para os negócios da Nova Energia. 

O mundo presentemente necessita destes professores e baluartes e é por isso que nos dirigimos a vocês, Shaumbra, para lhes falar sobre isso. Quem irá criar o novo modelo de negócios? Quem irá mostrar que as empresas não têm que roubar umas das outras? A maior falácia que existe em qualquer negócio, assim como o maior véu e sistema de crenças nesta área, é a crença na competição. Pois competição é apenas uma palavra moderna para guerra. As companhias lutam entre si. Programam e treinam seus funcionários para suplantarem e derrotarem seus competidores. Quem irá escrever o livro que diga que a competição não existe? Que nada há a combater... Que não há a necessidade de destruir outras companhias. Pois isso é muito... “Velha Energia”... 

Talvez.... talvez um dos primeiros lugares para iniciar este modelo de negócios da Nova Energia seja exatamente aqui com o Círculo Carmesim, mostrando como isso pode ser feito, de forma muito eficiente. E uma de minhas próprias observações como ex-homem-de-negócios é a de que um tremendo volume de energia é ineficientemente gasto nos negócios, tentando controlar, tentando conseguir dinheiro, tentando obter lucros. Os negócios, por sua própria natureza atual, tornaram-se extremamente ineficientes por causa da vasta quantidade de energia gasta protegendo e defendendo, ao invés de permitir seu fluxo. E nós ficaríamos muito felizes em realizar debates acerca dos negócios da Nova Energia, a partir daquela a que denominamos a “linha do coração”, ou seja, os negócios com base na energia do coração... 

O mundo presentemente necessita de professores e baluartes das artes. Das artes! A humanidade se tornou tão mental e intelectual, que as artes foram se perdendo... Mas as artes são as parceiras das ciências, tanto quanto o masculino o é do feminino. Não se pode ter um sem o outro, pois eles se equilibram um ao outro. Portanto, assim como existem ciência e intelecto na sociedade e nas escolas, existe a necessidade de existirem as artes. Trata-se do próprio fluxo da criatividade, do fluxo da energia e, acima de tudo, as artes constituem uma das maneiras mais belas e eficientes de trazer a Nova Energia. 

Aqueles dentre vocês que são pintores, músicos e dançarinos, não estão desperdiçando seu tempo, como outras pessoas tantas vezes já lhes disseram. Vocês movem e têm movido a energia. Vocês têm compartilhado energia... E agora este chamado é enviado aos professores e arautos das artes, de forma a trazer de volta o equilíbrio, e a ajudar a trazer a Nova Energia. 
 
Pois a arte se perdeu nestes anos recentes. Foi retirada dos currículos escolares porque não havia tempo suficiente para ela, por causa desta competição pela mente e por causa de seus sistemas de avaliação e pontuação. Mas como se avalia e pontua a arte? Como se pode atribuir-lhe uma nota? A arte é o que é. Não tem um valor quantitativo que possa ser atribuído a ela. Sim, alguns de vocês podem julgá-la, mas não podem mensurá-la. É pois a hora de trazer a arte e a música e a dança e a escrita e a expressão criativa de volta à sociedade - mas de uma nova maneira. Até mesmo as pinturas parecerão diferentes. A música irá soar diferente. 

A Terra necessita agora dos professores e baluartes das artes. E nós gostaríamos de ver isso começar com Shaumbra e com o Círculo Carmesim. É muito importante para o equilíbrio geral da Terra atualmente. Muitos de vocês estarão ensinando isso também. 

Também existe agora na Terra uma necessidade desesperada, se a humanidade quiser avançar... uma desesperada demanda por professores e guardiões da educação. Os sistemas escolares estão travados e presos em seu próprio círculo vicioso. Não estão crescendo nem evoluindo. Na prática, energeticamente, estão de fato entrando em colapso. Não estão produzindo o que tentam produzir, ou seja, alunos instruídos, educados, informados e esclarecidos. 

Seus sistemas educacionais foram infectados por um vírus, um vírus de energia que prevalece em todas as escolas, particularmente as da rede pública, embora já tenha se infiltrado até mesmo nas escolas privadas. E agora este vírus de energia cada vez mais age no sentido de corromper, distorcer e distrair os estudantes, gerando violência, dependência e vícios. Pouquíssima educação está sendo de fato alcançada e esta é uma situação grave, Shaumbra. 

O mundo presentemente necessita dos professores e baluartes da nova educação. Um novo tipo de sistema que não permita desequilíbrios energéticos, que não tolere o abuso da energia - ou de qualquer outro ser humano. Um sistema escolar que não seja projetado ou alicerçado com base em referências de créditos, notas e pontos, tentando conformar-se a algum tipo de sistema educacional estatal arcaico, mas desenvolvido por um grupo que rompa com o velho esquema e verdadeiramente venha a expressar o melhor do melhor. 

Há milhões daqueles que vocês chamam de “Crianças Cristal”, prontas para chegarem ao planeta, mas elas não o farão até que o momento e os recursos estejam no ponto certo. Estes são Seres que jamais se encarnaram na Terra antes. Eles estão esperando. Eles estão aguardando. Eles não chegarão até que as novas escolas estejam prontas, pois eles não colocarão a energia deles em algum destes sistemas educacionais infectados. 

Portanto, Shaumbra, o mundo precisa de vocês. E vocês podem senti-lo em seu interior. Vocês sentiram o chamado antes e agora vamos juntos fazer algo a respeito. 

A humanidade e o mundo estão clamando... clamando por aqueles que sejam os professores e baluartes da tecnologia. Pois a tecnologia é uma das maiores ferramentas de que a humanidade agora dispõe. A tecnologia é uma ferramenta - não um deus - bem entendido... Os “mentais”... aquelas pessoas que só ficam em suas mentes... transformaram a tecnologia em um deus, uma arma, e pretendem transformá-la em uma guerra muito em breve. A tecnologia é uma ferramenta que pode melhorar a experiência humana sobre a Terra, tornando a vida mais eficiente e fácil, instantaneamente abrindo canais de comunicação e instantaneamente conectando um ser humano ao outro, de forma que os governos ou negócios não possam enganá-los e perpetrar fraudes. A tecnologia tem a habilidade de ser uma ferramenta de autenticidade, porque com ela fica muito difícil para que as pessoas escondam as coisas. 

A tecnologia nesta época tem florescido de incríveis maneiras, mas também está muito propensa a abusos agora. Há uma demanda por aqueles que, a partir das fileiras de Shaumbra, tornem-se os professores e baluartes da tecnologia. Que não fiquem falando de “zeros” e “uns” ou dos aspectos intelectuais ou mentais da tecnologia, mas dela falando enquanto ferramenta e princípio espiritual e enquanto melhoria de vida. E quando estes determinados Shaumbra derem estes passos avante, irão atrair para si um certo tipo de energia com base na própria tecnologia, a qual gerará algumas novas, profundas e muito interessantes descobertas em todo este universo tecnológico. Professores e baluartes destas energias são portanto necessários agora na Terra. 

A Terra necessita de professores e baluartes das artes curativas. Das artes curativas... A medicina em geral e a medicina moderna realizam um maravilhoso trabalho, mas até certo ponto. Mesmo as abordagens que vocês denominam modalidades alternativas de cura realizam um trabalho maravilhoso, também até certo ponto. Então por que não são curadas mais pessoas? Por que há tantas pessoas doentes? Por que ainda não foram desenvolvidas curas para o câncer e a AIDS? Por que estas medicinas, seja a tradicional ou a alternativa, falham em seu propósito mais amplo? É porque elas não compreendem a essência de certas questões básicas. É porque são exageradamente regulamentadas. É porque há este medo excessivo de coisas como os processos judiciais. É porque existem vírus demais dentro da própria profissão médica... e não estamos falando dos vírus de gripes e resfriados... mas de um vírus de energia... que também infecta o sistema médico. 

De forma que estamos convocando os baluartes e professores das novas artes curativas, as quais poderão não ter de imediato uma aplicação em massa. Mas nós sabemos que há muitos que adorariam desenvolver uma cura geral para a AIDS. É algo que faremos caso a caso... Um a um... Pois presentemente ainda não existe uma pílula que possa chegar à consciência coletiva e que cure a AIDS ou o câncer. Mas o que podemos fazer é chegar à energia das causas-raiz, no âmago do espírito e dentro do corpo, observando os desequilíbrios e considerando o que ocorre até mesmo nos níveis ainda mais profundos que os do próprio DNA, quando então poderemos começar a curar - um ser humano de cada vez. É disto que precisaremos. 

Mas quando nós começarmos... quando vocês, Shaumbra, os baluartes e professores das artes curativas, começarem a curar um a um... um ser humano de cada vez, por meio de certos tipos de trabalho muito profundo e intenso, que modifique a consciência, isso mudará os potenciais do futuro, o que potencialmente e em última instância levará ao desenvolvimento da cura do câncer e da AIDS. Mas ela precisa começar com um de cada vez, pois tem de começar em algum lugar... 

O corpo humano não deveria adoecer. O corpo humano deveria chegar a um ponto em que simplesmente morresse, de preferência por escolha do espírito que o habita. Mas agora os corpos de muitos humanos se encontram em um estado bastante frágil. Não deveriam estar ficando tão doentes ou cansados, mas isso acontece por estarem operando a partir de Velha Energia, além de manterem muitos velhos desequilíbrios. Assim, através do Círculo Carmesim e de Shaumbra, estamos convocando aqueles que são os professores e baluartes das novas artes curativas. Sim, isso vai aborrecer a muitos... aqueles na indústria médica e farmacêutica e mesmo muitos mais na área alternativa, porque nós vamos arrombar as portas daquilo que eles pensavam fosse verdade... 

E Shaumbra, também estamos emitindo este chamado: a humanidade necessita dos arautos e professores de Divindade... As igrejas estão velhas e caindo aos pedaços... Não mais têm a energia e o amor que tinham há muito, muito tempo atrás... Como vocês sabem, essas energias foram distorcidas, pervertidas, abusadas e... se de fato existe um carma, são as igrejas e religiões que o carregam... Se existe uma penitência a ser paga, por assim dizer, e um sofrimento a ser redimido, essa conta é delas... 

As igrejas e religiões estão passando por uma tremenda evolução atualmente, desesperadamente buscando novas formas de atraírem as pessoas. Mas estão apenas atrás de números... atrás de doadores. Buscando apenas, como dizer... construir sua própria notoriedade e fama. É vergonhoso para um pastor ou padre ter somente uma dúzia ou mais de fiéis sentados nos bancos do templo aos domingos, de maneira que tentam recrutá-los, mas onde está o coração nisso tudo? 

Onde está o verdadeiro ensinamento e o verdadeiro amor? Por que as igrejas e religiões não podem responder às perguntas sobre Deus? Por que apresentar todas estas estórias e fábulas forjadas sobre Jesus e Buda, Moisés e Abraão, Maomé e tantos outros? Por que há tanto medo e existem tantas guerras envolvendo toda esta questão em torno das igrejas e religiões? 

Aqueles que rezam, que nos chamam aqui no outro lado, querem respostas sobre Deus. Eles desejam respostas reais e autênticas, não frivolidades e tapa-buracos... Eles querem saber. E há muito poucas organizações agora na Terra que lhes podem suprir com a resposta verdadeira e autêntica. E por “autêntica” queremos dizer: sem uma agenda por detrás, sem a tentativa de gerar uma afiliação, sem tentar incutir nas pessoas uma doutrina ou algum sistema de crenças. 

Shaumbra, nós estamos convocando os professores e arautos de Divindade, para nos ajudarem a responder às perguntas sobre Deus - para falar sobre o autêntico Deus com “D” maiúsculo - vocês. E este será o maior dos desafios dentre todas estas áreas para os professores Shaumbra, pois é onde se depararão com a maior das resistências, provocando a maior parte da raiva e do medo entre as pessoas. Uma vez mais, isso será feito de humano a humano, um a um, para aqueles que estão prontos, pois para aqueles que estão se perguntando “Como assim... um a um?”, nós sugerimos aquele conceito muito simples: “Vocês são Deus também.” Quando é que vocês irão compreender e aceitar isso? Quando é que irão integrar sua humanidade, sua espiritualidade e seu Eu Divino, todos em um, bem aqui e agora, na Terra? O mundo, pois, procura professores e baluartes da energia. Vocês atravessaram, para isto, sete anos de experiências, de forma a poder ver como seria chegar a ascender e encontrar sua própria divindade.

E chegou a hora de todos nós pararmos de brincar de esconde-esconde. Vamos todos parar de fingir não sermos divinos ou Deus. É hora de descartarmos este velho conceito do que seja Deus. E é minha hora de lembrar a vocês de quando e como nos sentamos juntos em meu Chalé para discutirmos precisamente este assunto. Parece déjà vu, não é? Como déjà vu... repetidamente... 
 
E daqui em diante, Shaumbra... e eu aqui repito as palavras de Metatron... se vocês quiserem continuar a processar informações e experiências, se vocês quiserem continuar, como direi... a acreditar que vocês precisam de todo tipo de cura, se vocês quiserem continuar com estas velhas abordagens, esta não é a organização certa para vocês. Haverá outros que irão cuidar da “alimentação” de vocês, digo, das suas “necessidades”. (risos da platéia) 

Pois daqui em diante nós iremos avançar. Vocês serão professores se permanecerem com este grupo. E tampouco queremos estar aprisionados na velha definição do que seja um professor, porque ser um professor tem conotações muito diferentes na Nova Energia. Pois o seu trabalho vai estar mudando, assim como seus empregos... tudo vai estar se transformando. Vocês terão todos os recursos e todas as ferramentas chegando até vocês. Portanto parem de se preocupar com isso. Parem de tentar programar com antecedência suas ferramentas ou seus - dizendo de outra forma - recursos de energia. Pois estes irão ocorrer no momento - no momento em deles precisarem - e serão todos de vocês... e ninguém poderá tirá-los ou afastá-los de vocês. 
 
Contudo, tantos de vocês dizem: “Darei o primeiro passo quando me for garantido que o pote de ouro vai estar lá.” O pote de ouro vai estar lá se vocês saírem para fazer o trabalho. Todos os recursos... vocês próprios os criaram e prepararam. E nós iremos ajudar vocês a trazê-los e manifestá-los. Vocês não podem mais desempenhar o papel de vítima neste trabalho. Vocês não podem mais fingir estarem sem dinheiro. Vocês não podem mais fingir estarem doentes ou exaustos. Não há mais lugar para isso neste trabalho. E Cauldre está, digamos, um pouco ansioso aqui, por causa das nossas colocações tão diretas, mas a fim de realizarmos tudo o que vocês e todos nós planejamos fazer, de forma a ajudar a responder a estes chamados de socorro de seres humanos em todo o mundo, nós teremos de nos mover adiante. 

E nós estaremos mudando - por assim dizer - a própria maneira com que trabalhamos juntos, inclusive o formato e a energia destes Shouds. Mas já era tempo. Vocês estão prontos para isso. Vocês estão prontos! 

E Shaumbra, Metatron está dizendo que vocês são autênticos, que vocês estão prontos e que agora é o momento! 

E assim é! 
 

Tradução: Estêvão Veríssimo         verumest@yahoo.com

Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.
O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.
Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.
O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.
Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.
Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/
 © Copyright 2006 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.