Sem Definição

O MATERIAL DE TOBIAS

Série do Professor:

SHOUD 9: "Sem Definição" 

Apresentando Tobias canalizado por Geoffrey Hoppe 

Apresentado ao Círculo Carmesim
7 de Abril de 2007

 
 
 
E assim é. Quem vocês estavam esperando? (risadas) – a não ser eu, Tobias, e nos reunimos agora com Shaumbra, com os Professores, com todos vocês nesta sala de aula da Nova Energia.

Na verdade, não tinha sido decidido até um segundo atrás quem iria lidar com este Shoud. Eu tive uma queda de braço com Kuthumi – e venci! (risadas, Tobias dá risadinhas) Devido a natureza do que vamos falar hoje, era uma coisa que ambos queriam fazer, assim que tivemos nosso próprio – como dizer – tipo de colisão – numa boa – e devido à aproximação que eu tenho com cada um e todos vocês... Ah, Kuthumi também tem, mas vocês e eu passamos tanto tempo juntos. Vidas e mais vidas nos templos de Tien, vidas no tempo de Yeshua, vidas após vidas, e agora aqui agora na Terra. Vocês em corpo como tolos, tolos humanos, como Kuthumi diz; eu, tipo assim com um corpo – ainda não descobri isso direito, uma parte aqui, outra lá. Mas era eu quem verdadeiramente queria entrar hoje para partilhar com vocês. 

Vamos começar com nossa profunda respiração porque vamos entrar em novos lugares hoje. 

(Pausa)
 
Aceitação

Você vê, como sabe, quando você se aceita como está fazendo neste momento em nosso espaço seguro e sagrado; quando você está relaxado sobre quem é; confortável em seu corpo, confortável em sua humanidade e confortável em sua alma; bem, então realmente, realmente podemos entrar. Eu posso chegar bem, bem junto. Quando você se aceita, você também pode me sorver. É muito mais fácil, quando você está neste espaço seguro e confortável, me deixar fluir – direto pra dentro de seu corpo. 

Nada para se preocupar, você sabe que não vou tentar tira-lo de você. Eu tenho o meu próprio. Você sabe que não vou tentar roubar qualquer energia. Eu não preciso. Você sabe que não vou tentar convence-lo de qualquer coisa porque, você percebe, você não está se comprometendo. Você sabe quem você é.

Sentado neste espaço, nesta pequena dimensão que estamos criando juntos agora, você está sentindo que verdadeiramente se conhece – aí as energias mudam. Eu posso entrar bem juntinho. Posso entrar direto em seu corpo com você. Posso me fundir e dançar com sua consciência sem você jamais perder contato com quem você é, e ainda assim formar essa linda fusão de energias. Primeiro eu e você fazendo esta dança juntos, depois convidando todas as outras energias de Shaumbra – todos nós. Os que estão conectados neste instante de consciência pelo mundo todo, os que irão ouvir e ler nos dias à frente.

Quando você está sentindo e se aceitando como agora, pode se abrir para outras esferas, para os seres angélicos que fazem parte do processo de facilitação de nossos Shouds, entende, porque isso é mais do que apenas palavras ditas ao nível humano. O que você está sentindo hoje, por onde sua consciência se movimenta hoje é sentido também em outras esferas. O que você está fazendo aqui, neste momento, mesmo que talvez você não esteja movendo um músculo, está mudando toda a consciência por toda parte. 

Vamos inspirar profundamente. Conheça-se... 
 
(Pausa) 

... E sorva todos nós.

(Pausa)
 
Ressurreição e a Escolha de Permanecer

Então Shaumbra, aqui estamos hoje, um dia especial. Especial porque é o tempo do que chamariam Páscoa para muitas das religiões e movimentos espirituais na Terra. É o tempo da morte e é o tempo da ressurreição. Porque assim escolheram os humanos, os humanos aceitaram essa história de Jesus, ela cria uma certa energia que torna possível a transformação, de uma certa maneira a morte do velho eu. Mas como você sabe, não há verdadeiramente morte, e sim a morte de uma energia que não serve mais ao mestre. Liberar – isso é morte. Apenas deixar ir. Liberar velhas estruturas, velhos hábitos, velhas maneiras de perceber as coisas. Deixar isso morrer de maneira que a energia possa retornar ao seu estado puro e natural.

E depois a ressurreição. A ressurreição que permite você espiralar, evoluir para um novo espaço de consciência. Às vezes essa ressurreição – a mudança – pode ser desafiadora, de tirar o fôlego. Mas você sabe, há aí um processo natural acontecendo, e se permite que aconteça, vai trazer a você – você se levará – a este novo nível de consciência e entendimento. 

Como tanto humanos aceitam a consciência da história da morte e da ressurreição, as energias estão por toda parte neste momento. Estiveram muito presentes nesse mês que passou. Sabemos que você as sentiu. Sentiu a consciência humana – uma velha parte dela morrendo, uma nova parte dela pronta pra despertar. 

Mas enquanto a consciência, enquanto este próximo nível de consciência está se aprontando pra despertar há muita ansiedade. Há medo. Há o desejo de voltar às velhas maneiras. Ah, você passou por esta experiência tantas vezes. Enquanto esteve nessa experiência toda de sua própria ascensão quantas vezes você quis voltar? Você se aventurou sozinho, solitário às vezes, não mais em contato com seu velho eu porque um novo eu estava nascendo. Quantas vezes você desejou voltar? Quantas vezes lamentou embarcar nesta jornada de experiência?

É isso que outros humanos estão passando, especialmente neste período do ano que chamam Páscoa – a ressurreição – e você esteve sentindo isso. Experimentando isso.

É interessante observar que quando olhamos para a energia do Shaumbra, e olhamos – do Pico do Anjo – olhamos para o panorama do que está acontecendo, nós vemos que também é um período do ano quando há mudança da energia da Terra, de sua morte, de seu inverno para seu despertar, para sua ressurreição. Você sabia que o calendário na verdade – e mais exatamente – costumava começar na Primavera? Por que foi mudado para janeiro, na morte do inverno, está além de nossa compreensão!

Então temos agora esta energia da mudança, da transformação acontecendo. É um período para vocês, Shaumbra, neste último mês. Foi-lhes feita uma pergunta, não por mim, Tobias ou por Saint-Germain ou quaisquer dos outros, mas por você mesmo. Ficamos de lado e observamos. Demos nosso conselho e fizemos nossos comentários quando pediram. Estivemos observando durante este último mês. Foi interessante porque muitos de vocês se perguntaram em seus sonhos ou despertos, “Será que continuo neste corpo físico, nesta realidade ilusória? Deveria partir agora?” A propósito não há penalidade por partir. Você não perde nada, no sentido de ganhar alguma coisa. “Será que eu deveria terminar esta vida agora?” Talvez na calada, sem dramas, não importa. 

E tantos de vocês se fizeram esta pergunta nestes últimos dias desde nosso último Shoud. Ficaram pensando se concluíram seu trabalho. Imaginando porque continuar nessas durezas da realidade física. Ficaram imaginando como seria estar de volta pra cá com Saint-Germain e comigo, Einstein, Tesla e todos os outros grandes esperando seu retorno. Nós festejamos legal aqui. Nós nos divertimos por aqui. Não levamos as coisas tão a sério. Ficamos num espaço de auto-amor, compaixão, intimidade. Por aqui é muito bacana. Muito bom. 

Muitos de vocês se perguntaram, “Por que diabos estou na Terra neste momento?” Você já ouviu isso antes. Você ouviu essa voz, mas agora foi um pouco diferente porque você estava se perguntando. Não era uma voz de fora. Era uma voz interna – “Devo ficar ou partir?” Observamos, nós vimos. Sentimos sua energia se movimentar e transformar e, às vezes colidir, outras sondar, e na verdade ficamos surpresos. Tínhamos nossas legiões de anjos esperando nas esferas mais próximas pela sua chegada! Oh, teria sido grandioso, é claro. Você teria sido aclamado. Teria sido – estaríamos festejando com você.

Ficamos surpresos. Muito, muito poucos Shaumbra pelo mundo – muito poucos – fizeram isso. Muito poucos Shaumbra escolheram voltar. A maioria de vocês ficou. E mais uma vez, vocês não têm que ficar. A morte em si não é nenhum pouco difícil. A transição para você Shaumbra – você sabe como é o processo. Você não teme as esferas próximas. Você não tem medo de um lugar que verdadeiramente não existe que é chamado inferno. Então teria sido fácil. Mas poucos voltaram. Foi interessante, e nós ficamos estudando isso dizendo, “Mas o quê que é isso? Por quê?”

Nós demos uma olhada em sua energia e na energia de Shaumbra e nossa conclusão é que vocês estão começando a encontrar alegria em sua própria vida. Estão começando a entender a dinâmica do funcionamento da energia e como ela funciona de verdade, e como não funciona. Vocês estão começando a entender que são criadores – não apenas ouvindo palavras, recitando-as – mas realmente sendo essas palavras e essas energias.

Assim muitos de vocês também sentiram que já que chegaram até aí, porque partir agora? (risadas) Muitos de vocês sentiram, “São apenas alguns meses até o salto quântico, vou esperar pelo menos até lá. (risadas) Quero ir a esta festa da Terra!” Acredite, nós também estaremos lá – dando força. Vai ter mais anjos do que humanos nesta celebração do Salto Quântico, também estamos esperando por ela.

Mas você olhou para si de um jeito diferente, para a vida e para suas relações com outros humanos. Você já passou pela parte bem ruim desse processo todo de ascensão. Passou pela porção da morte e agora está na porção do despertar e da ressurreição e, sim, às vezes ainda pode ser difícil porque você tem coisas como outros humanos. Você tem coisas como a bem velha luta entre as energias em dualidade - energia muito, muito, muito velha – que você sente. Mas você escolheu ficar. Escolheu continuar e quero aproveitar este momento pra te agradecer e te honrar. Você não tinha que fazer isso. Você está fora – liberado do serviço espiritual. Está livre dos velhos contratos. Até mesmo livre da energia Shaumbra, pelo menos como obrigação. É por escolha que está na energia Shaumbra. Você não tinha que estar aqui. 

Então isso trouxe algumas lágrimas em nosso lado, por vocês escolherem ficar, estar na Terra. Você sabe que esta é a sala de aula da Nova Energia – A sala de aula da Nova Energia. Estamos cientes de que nós também trabalhamos com muitos outros grupos pelo mundo – grupos espirituais, grupos da nova era, metafísicos e religiosos. Trabalhamos com seres angélicos que ajudam a orientar esses grupos. Mas de nosso ponto de vista aqui no Pico do Anjo, não há nenhum como Shaumbra, nenhum.

Olhe pra você. Como Cauldre disse mais cedo, não estamos unidos por regras. A maioria das organizações está. Vocês não se mantêm unidos por um grupo de sistema de crença definido. A maioria das organizações é mantida assim. Não estão unidos por alguma hierarquia a qual devem reportar. A maioria dos grupos está. Vocês se reuniram e permanecem juntos por escolha e pelo coração, e pelo serviço aos humanos dos quais são professores. É uma concepção incrível, incrível, essa coisa toda que chamam Shaumbra. 

Esta é a sala de aula da Nova Energia. Vocês são aqueles que passam por ela. Ah, sim, há muitos indivíduos, sim, pelo mundo. Mas enquanto um grupo, vocês são O grupo a atuar com nova consciência, a nova física que transcende a física tridimensional da velha dualidade conhecida de vocês por tanto tempo. 

Esta é A sala de aula da Nova Energia. Como eu disse e vocês ouviram Cauldre dizer hoje, “Nova Energia, o que é isso?” O que é – e lhes direi agora mesmo, ela é sem definição. Sem definição, e vamos explorar isso hoje. Vamos explorar sem definição. 

Então vamos inspirar profundamente, Shaumbra... 

(Pausa)
 
Sem Compromisso
 
Em nossa última reunião falamos sobre não se comprometer e quero aqui fazer uma breve revisão disso. Quero encorajar cada um de vocês a continuar a sentir esta energia dentro de vocês. O que é comprometer-se no seu nível interior? 

Comprometer-se é basicamente uma limitação. Comprometer-se pode vir através de coisas como medo ou incerteza ou o que chamariam talvez até velhos sistemas de crenças sobre certo e errado, sobre o que você deveria fazer e não fazer. Comprometer-se é quando você se dilui, quando se joga fora, quando permite outros tirarem de você. Comprometer-se é quando você sabe o que é sentir-se dentro de si – você sabe onde está seu centro e sua base – mas depois finge não saber. Você então permite situações externas e circunstâncias ser a força orientadora de sua vida.  

Comprometer-se é quando você diz que “Eu sou um criador” mas na verdade sente apenas que é um pequeno criador – um criador pequenino. Sente que todas essa influências em sua vida são criadoras maiores do que você. Isso é comprometer-se. Ou você é um puro e completo criador, ou não é. Se você não é um criador, então é uma vítima. Se você não é um criador, você é uma vítima completa. Uma vítima de qualquer coisa – de outras pessoas, da consciência de massa, de alienígenas, qualquer coisa fora de você – você se torna a vítima. Você entrega sua energia. 

Não se comprometer, não fazer concessões significa entender, lembrar e aceitar quem você é, aceitar que você também é deus, sem comprometê-lo, sem meio caminho. 

Nós apresentamos este ponto –é muito, muito importante, nós o apresentamos no último Shoud – porque, mais uma vez, quando damos nosso próximo passo na Nova Energia, a qual não é definível, você não pode entrar nela fazendo concessões. Não pode entrar nela em parte. Você se abre totalmente nela. 

Então continue a trabalhar com esta energia da não concessão. Continue a dar uma olhada em sua vida, porque algumas vezes... Algumas vezes ela se esconde. Às vezes, ela brinca com você. Às vezes, você se convence de que precisa fazer concessões de maneira a sobreviver. Às vezes, toda essa energia do compromisso te leva tão pra baixo na sua energia pessoal que você sequer reconhece o que está fazendo.

A concessão é algo que você vai reconhecer em sua mente, mas vai – na maior parte das vezes – reconhecer em seus sentimentos e em seu coração. Às vezes, não será capaz de entender exatamente o que está acontecendo, mas você pode verdadeiramente sentir quando estiver se comprometendo. Como eu disse em nosso último Shoud, sua energia faz sondagens. Você sente que traiu a si mesmo. Sente que é pequeno ao invés de grande. É isso o que acontece quando você se compromete. 

Dê uma olhada em sua vida pessoal, na situação em seu trabalho. Olhe as concessões que você faz lá e por que você está se comprometendo? Eu lhes disse antes e vou dizer novamente – cedo ou tarde, Shaumbra, você vai ter que trabalhar por conta própria. Cedo ou tarde. 

Então você se compromete. Você pensa que precisa do trabalho pelo cheque que vai te alimentar, alimentar sua família. Você acha que precisa dele porque não há mais nada lá fora pra você. Você faz concessões e diz, “Bem, quando tal e tal coisa acontecer então eu saio. Quando eu tiver todo esse negócio arrumado e estiver seguro que terei bastante trabalho em meu novo negócio, então eu saio.” Isso é fazer concessões. Isso é comprometer-se. 

E o que vai acontecer é que, da maneira como a energia funciona, você jamais vai conseguir, e vai ficar frustrado. Sua energia vai ficar muito baixa, seu corpo físico responderá de acordo – e então você retorna pra festejar com a gente. Mas você não vai se sentir contente com os eventos que o trouxeram pra cá. Toda essa energia do comprometimento é tão importante quando vamos para o próximo nível. Vamos ter um gostinho dele hoje. 

Hoje não há convidados. Isso lhe diz alguma coisa. Nenhum convidado, apenas eu, Tobias. Temos os seres angélicos, os seres não físicos que estão ajudando a dar suporte a energia dessa dimensão que estamos criando juntos. Nenhum convidado hoje. Precisamos um tipo de energia para explorar algo novo.

Inspire por um momento, sinta-se com os pés no chão neste momento Agora. 

(Pausa)
 
Visita ao Centro de Serviço Shaumbra

Sinta-se enquanto respira. Sinta-se. Você na verdade não tem que analisar, mas apenas se sentir. É você – seu corpo, sua mente, sua alma – tudo nesse espaço.

E agora vamos expandir a partir do momento Agora. Não deixe seu corpo, mas expanda sua consciência, entende. É como jogar uma pedra na água. Você vê, os círculos concêntricos se ampliam. É isso o que você pode fazer com sua própria energia. Você é a pedra, você é o centro, e vamos agora expandir nossas energias. Gostaria de levá-los hoje a outras esferas. Gostaria de levá-los de volta ao Centro de Serviço Shaumbra.

O que é o Centro de Serviço Shaumbra? É a energia de Shaumbra. É Seu grupo de energia. O Centro de Serviço Shaumbra é um lugar para onde pode vir quando quiser – para rejuvenescer, aprender, ensinar. É um espaço virtual, mas devido à consciência e ao acordo entre todos os Shaumbra, é uma realidade. Ele existe.

Vai ser um pouco diferente para cada um de vocês devido a sua percepção da realidade – de como você vê a realidade. Então se você conversa com um Shaumbra e ele diz, “O Centro de Serviço Shaumbra parece assim”, outro Shaumbra dirá “Mas ele parece desse outro jeito”. Como ele se parece? De todas essas formas. Você percebe, por que a energia não pode ter várias facetas diferentes? Por que uma coisa não pode parecer diferente dependendo de quem a vê ou a observa? Por que, até mesmo pra você, o Centro de Serviço Shaumbra não pode mudar a maneira como parece e é sentido a cada momento?

Você estava acostumado a viver numa consciência trancada. Uma consciência muito centrada na terceira dimensão e quando você olha, por exemplo, para estas flores na frente da sala, a um acordo geral sobre sua aparência. Ou há? Ou há, entende? E estas flores podem mudar. As flores podem começar a fazer coisas que desafiam os olhos e a mente porque são muito mais do que um vaso de flores. Elas são muito mais do que uma celebração de cores. Elas podem cantar, provavelmente melhor que eu. Elas podem mudar e se transformar.

Agora, a mente não sabe como aceitar isso. A mente diz, “Mas Tobias, você está falando em termos muito esotéricos. A realidade prática é que as flores não mudam. Bem, talvez elas mudem quando morrem, mas aqui, agora, neste momento elas não mudam”. Mas isso, isso, queridos amigos, é um dos principais pontos de hoje. O que realmente está acontecendo? O que está realmente se passando?

Então o Centro de Serviço Shaumbra pode parecer diferente da última vez em que você esteve aqui. Pode ter diferentes atributos. Ela não tem que ser singular. Pode ser múltiplo, percebe. Não tem que ter apenas uma identidade, pode ter muitas, muitas, muitas facetas todas ao mesmo tempo. 

Para nosso trabalho de hoje há esses seres angélicos do Conselho Carmesim que ajudaram a preparar a plataforma de energia no Centro de Serviço Shaumbra. Vamos fluir pra dentro com nossas energias reunidas. Vamos passar por... Se é uma porta pra você, ou você pode entrar pela janela se quiser. Talvez não haja nenhuma entrada, você pode passar flutuando pela parede. Não importa. Vamos largar todas as percepções do que você acha que possa ser de maneira que ele possa ser verdadeiramente tudo que é. (risadas) 

Vamos entrar no Centro de Serviço Shaumbra, todos nós. Oh, há muito espaço lá dentro, não vai lotar. 

(Pausa)
 
A Sala das Palavras 

Tome um momento para sentir a energia da sala em estamos agora. Lembra que a última em que estivemos aqui falamos da água? Água é uma dinâmica importante, não apenas em sua esfera, em seu lado, mas também no nosso lado. Nossa água não é feita de atributos físicos como os que vocês têm na terra, mas a água aqui é uma energia fluida, refrescante e suave. Para aqueles entre nós que viveram uma vida na Terra, nós podemos trazer para estas esferas – as esferas angélicas – uma perspectiva mais profunda e mais discernível da energia chamada água. Mas todos os anjos – a maioria dos anjos – trabalham com água. Água aqui significa cura, fruição, suavidade. Mesmo aqui é um tipo de energia. Por isso há muita água aqui em nosso Centro de Serviço. 

Vá em frente e sente-se se quiser. Dê uma relaxada. Curta este momento em que estamos juntos no Centro de Serviço. 

Aqui nesta sala, estou usando palavras. Estou utilizando palavras para definir atributos como água. Estou usando palavras para definir cadeira, para dizer “sente-se na cadeira”. Estou usando palavras para ajudar a dar forma a realidade neste ponto. 

Palavras são muito interessantes, elas carregam energias específicas com elas. Estamos utilizando palavras para definir as paredes nesta sala. Alguns de vocês podem ver uma parede de pedra, outros vão ver uma parede pintada nesta sala. 

Nesta sala há muitas flores, elas foram trazidas por vocês. Flores exóticas. Flores que são aromáticas. Flores refrescantes em cor, brilhando em cor, vibrando com suas energias, transmitindo suas energias para vocês enquanto se sentam nas cadeiras. 

O chão, em nossa sala juntos... O chão agora é um suporte para vocês. É uma plataforma, uma fundação. Alguns podem ver um lindo chão azulejado. Muitos de você podem esta escolhendo neste momento sentar num chão carpetado muito grosso e luxuriante. Muitos preferem mais sentar no chão batido porque querem estar continuamente conectados as energias de Gaia, as energias da Terra. Alguns de vocês estão sentados num chão de vidro. Uns poucos estão flutuando num chão de nuvens. Percebem, todos vocês podem ter diferentes perspectivas do mesmo tipo de experiência. 

Estou usando palavras aqui para definir porque é assim que os humanos se comunicam. Palavras são muito interessantes – e muito limitantes. Na Terra vocês podem ter diferentes línguas. As línguas desenvolvem palavras que trazem energia, seja um quadro ou um sentimento, mas as palavras conduzem uma vibração muito específica. E enquanto estou falando através de palavras com vocês, nós estamos mudando, jogando com vibrações, com a simbologia nas palavras. A linguagem vem da mente e as palavras vêm da linguagem. Então as palavras são uma coisa da mente. 

As palavras são muito limitadas, mas é a maneira como os humanos se comunicam, e é a maneira que foram levados a acreditar que têm para se comunicar. Palavras limitam a verdadeira energia. Ainda assim vocês usam palavras em tudo que fazem. Vocês usam. Usam palavras até em áreas que são basicamente não-verbais. Utilizam palavras para definir coisas. Usam palavras para dar forma a energia de alguma coisa.

Linguagem é um estudo incrível. Palavras têm uma energia incrível. São símbolos. Enquanto estou falando aqui, alguns de vocês... As palavras, agora, estão começando a ficar muito borradas. Você nem parecem entender o que estou dizendo porque estão indo além das palavras. Você diz, “São só ruídos que saem agora da boca de Cauldre”. Quando você está numa terceira dimensão muito definida, quando está percebendo apenas tridimensionalmente, as palavras tem um sentido muito específico. Mas quando você se expande, as palavras parecem ficar borradas como agora. Elas não têm muito sentido. Os símbolos não têm muita coerência porque você começa a trabalhar num nível diferente. Você começa a ir além das palavras.
 
A Sala do Pensamento 
 
Usamos palavras para definir o Centro de Serviço Shaumbra e definir essa sala – a sala das palavras na qual estamos agora. Agora vamos juntos para a próxima sala. Respirem fundo. Como você vai pra lá? Não se preocupe. Ande, flutue, projete-se, expanda-se e vamos juntos para a próxima sala. Inspirem profundamente...

(Pausa) 

...E vamos entrar. A propósito, isso é real? Completamente – se escolher assim. Se não escolher que seja, não, não é real. E se escolher que seja, estamos literalmente – porque estamos numa consciência cordata – você está literalmente fazendo isso em algum nível. Estamos nos movimentando para a próxima sala. Estamos no Centro de Serviço Shaumbra. 

Às vezes, tenho que rir – o que os humanos chamam de real e o que não chamam. Houdini e alguns outros grandes ilusionistas, e mágicos e aqueles que trabalham com a energia Merlin entendem totalmente que nada é real. Nada. É tudo uma ilusão. Ou dizendo melhor, é tudo uma criação temporária. Porque até mesmo as criações que você cria, que outros criam, elas vão mudando. A energia continuará a expandir. 

Essa é uma coisa sobre o Espírito, sobre Deus, o que quer que chamem a energia toda. Isso é a coisa que ela está sempre buscando expansão e expressão. Essa é uma coisa sobre o Espírito – sempre quer se expressar e depois expandir. Expressar-se e expandir. Sabe por que? Porque o Espírito está em alegria. O Espírito está amando e isso o que a energia do amor faz – continua a expandir e a se expressar. 

Então aqui nos expandimos para a próxima sala. Esta é a sala do pensamento. Do pensamento. Agora, eu vou ter que continuar a usar palavras por enquanto porque é assim que os humanos se conectam e concordam sobre uma dinâmica de energia. Vou pedir a vocês para estar nessa sala, mas expandir para além das palavras, para além do que está sendo transmitido através da linguagem verbal ou da língua escrita. 

A sala do pensamento é interessante. O pensamento não requer palavras. Vocês pensam o tempo todo, mas o pensamento não tem que ser expresso verbalmente. Se cada pensamento fosse expresso verbalmente, vocês jamais parariam de falar! Mas a coisa sobre o pensamento que é verdade e que ele é limitante se você coloca palavras ou a língua.

Inspirem profundamente. Pensem em algo agora. 

(Pausa) 

Pense em Tesla, por exemplo. Você acabou de passar por uma série de palavras para definir seus pensamentos. Agora, talvez você tenha pensado “Tesla – magia, criatividade, invenção, energia, Edison”. Mas enquanto pensava, seu cérebro estava adicionando uma palavra ao pensamento, percebe. Vocês estão bem treinados em anexar palavras aos pensamentos. É assim que se comunicam consigo mesmos ou se comunicaram no passado. Vai ser interessante brincar com isso, de hoje em diante, observando como você coloca pensamentos em palavras. 

Pense por um momento nesse Centro de Serviço em que está.

(Pausa) 
 
Você está definindo as energias através do pensamento em sua mente e em palavras. Você tem que fazer assim. Foi treinado dessa maneira. Você tem que por em palavras mesmo que não esteja falando. O pensamento continua sendo traduzido em palavras. O pensamento se reflete em palavras.
 
A Sala do Sentir
 
Agora respire profundamente e vamos expandir agora para a próxima sala. Flutue pra lá, dê um pulo – esteja lá. Transporte-se num momento, num lampejo, e agora estamos na terceira sala no Centro de Serviço Shaumbra.
 
Inspire profundamente...
(Pausa)

Esta é a sala do sentimento. Sentir. Agora sinta as energias nesta sala...
(Pausa)

...Sem julgamento, sem limitações. Sinta as energias nesta sala. 

(Pausa)

Pode ser amor. Conforto. Compaixão. Alguns de vocês estão sentindo como as energias parecem muito erráticas, movendo-se rapidamente, lançando-se de lá pra cá. Mantenha-se, por um momento, sentindo as energias nesta sala do sentimento. 

(Pausa) 

Alguns de vocês estão sentindo cores. Alguns estão sentindo coisas como liberação. Estão sentindo dor, alguns de vocês. Alguns de vocês estão sentindo Nova Energia. 
 
Você vê, mesmo nesta sala do sentir, que vai além da mente, além do pensamento, você continua usando palavras para definir o que está sentindo. Os sentimentos que você está percebendo aqui estão fluindo para o pensamento, dentro da mente, e depois você anexa palavras a eles. Mais uma vez, vocês foram treinados a fazer isso desde seus tenros dias, uma vida após outra, utilizando a linguagem para criar os símbolos para definir as percepções.
 
Palavras são usadas para definir suas percepções em todos os níveis, e aqui se acha uma das barreiras ou uma das falácias do trabalho energético. Ele tem fluído para a mente e em palavras. É praticamente incontrolável. É a maneira como sua energia foi treinada e lhe tem servido bem. Ajudou você a definir energias. Ajudou você a partilhar suas definições de seus sentimentos e de seus pensamentos e então com outros humanos. É um tipo de prática comumente aceita. Pegamos sentimentos e pensamentos e os colocamos em palavras. Às vezes, as palavras são faladas, outras vezes escritas, mas todos eles formam palavras cedo ou tarde. É como um funil – um afunilar contínuo de energias que então são expressas em palavras.

Agora, uma palavra pode conter vários níveis de energia. Quando eu digo uma palavra como “Árvore”, há muitos níveis aí, mas continua sendo uma palavra. Ainda é uma definição e continua a ter suas limitações. Estas limitações da expressão da energia, embora lhe tenha servido bem, agora estão deixando você louco. Há algo além, e você sabe disso, apenas não sabe como colocar em palavras. Você sente a coisa, mas não sabe como defini-la, porque humanos, mesmos os anjos, foram treinados de que há certas limitações da consciência.
 
A Sala da Não Definição
 
Respirem profundamente e agora vamos para a próxima sala. 

(Pausa) 

Sem futilidades, por favor. Temos um Shoud a fazer. Respirem profundamente e vamos entrar na próxima sala. Agora vou pedir que percebam esta sala. Percebam esta sala em que estamos agora.

(Pausa)

Muitos de vocês estão percebendo algo grande, vazio, escuro, sem muita certeza. Alguns estão percebendo as energias mudar tão rapidamente que parece que não dá para perceber. Parece não dar para fixar as energias o suficiente para defini-las.

Inspirem profundamente e percebam as energias nesta sala.

(Pausa)

Esta é a sala da não definição. Totalmente indefinível. É por isso que pode parecer grande e escura, vazia e mudando rapidamente. Não pode ser definida.

E isso é a Nova energia. Ela não pode ser definida.

Agora vamos ter que definir o que não pode ser definido, então vai parecer haver um conflito, mas o que realmente vamos fazer aqui é ir além. Essa é uma sala de aula, lembram? Hoje com todos os Shaumbra pelo mundo, nós vamos além.

Tenho que lhes dizer uma coisa. Essa sala do indefinível e todo o conceito de... Vamos chamá-lo ‘sans definition’. Sans – sem... Sem definição é uma coisa que nem nas esferas angélicas a maioria dos anjos se aventura. A maioria dos seres angélicos continua a definir.

Uma coisa interessante aconteceu depois que a Terra foi habitada por seres angélicos que se tornaram humanos e a línguas foram desenvolvidas para ajudar a explicar o que era muito alheio e estranho aos anjos. Depois que as línguas foram desenvolvidas, e depois que os seres angélicos tornados humanos retornaram as esferas não físicas, as línguas começaram a retornar com eles. Particularmente, no que definimos como Esferas Próximas – as esferas que ainda estão conectadas à energia da Terra, e há muitos. Muitos seres angélicos nas Esferas Próximas – as realidades não físicas ligadas a Terra.

A linguagem retornou com esses que vêm para cá entre as vidas, e tanto é assim que nas Esferas Próximas você vai perceber que em geral os seres angélicos falam línguas. Em geral, eles também estão muito ligados à língua nativa que usavam em suas vidas prévias. Então literalmente nas Esferas Próximas você tem seres angélicos que não podem entender um ao outro. Alguns falam em alemão. Outros em inglês. Alguns falam em japonês. Então até mesmo nas esferas angélicas você encontra línguas sendo usadas para definir energia, utilizadas para definir sentimentos e pensamentos. Tanto é assim que ultrapassou as Esferas Próximas e a energia da linguagem entrou no Cristalino e além.

Agora ao entrar no que vocês consideram esferas mais expandidas, ela não está necessariamente numa língua terrena, mas há tipos muito específicos de inflexões usados para comunicar sentimentos, sensações e pensamentos nas esferas não físicas. O que estamos dizendo é que isso não é só uma coisa humana, vai além para outras esferas.

Onde estamos neste momento nesta sala da não definição, da não discrição, aqui não há palavras. Não há palavras para definir isso aqui.

Um conceito interessante e um conceito que vamos pedir que comecem a trabalhar. Como você pode não colocar algo em palavras? Como você pode não ter um pensamento ou um sentimento definidos em palavras? Como pode você e sua mente, até mesmo seu corpo compreender algo que não seja finalmente posto em palavras? E este é um maravilhoso e lindo desafio para Shaumbra.
 
Há muito tempo atrás em certos ambientes e grupos espirituais e religiosos que havia na Terra, as pessoas não falavam o nome de Deus. Não falavam o seu nome. Não que fosse ruim falar. Não que fossem ser punidos por falar a palavra “Deus” ou “Yahweh” ou “Jeovah” ou quaisquer outros. O que eles estavam tentando transmitir, o que uns poucos sabiam há muito tempo atrás, era que ele é Indefinível. Ele era Indefinível. Como você poderia degenerar colocando-o em palavras humanas, porque no momento em que o faz, você o estruturou, você aprisionou sua energia – e o verdadeiro Espírito não pode ser aprisionado.
 
Energia verdadeira é absolutamente neutra. Energia é neutra até que você a ative através de sentimentos ou pensamentos, intenções específicas ou escolhas específicas, aí ela é ativada. Mas ele se encontra por aí no grande Não Estruturado, no Grande Indefinível, o grande... Não queremos dizer ‘desconhecido’, tem a energia errada, mas o grande É.

Você vê? Você vê o que acontece aqui? É muito difícil definir. Você sequer pode dizer que é, porque também não é. Não pode dizer que é grande porque não é nada. É energia neutra. Você não pode começar a lhe dar uma estrutura. Você sequer pode descrevê-la ou defini-la, porque no momento em que o faz, onde você está? De volta a sua mente, de volta aos seus pensamentos e de volta às limitações.
 
Este é um conceito simples, maravilhoso e lindo, e Shaumbra, no espaço em que você se encontra agora em sua vida, será o de maior capacidade transformacional. Mas também pode ser o mais desafiador.

Sem Definição

Eu, Tobias e os componentes do Conselho Carmesim pedimos que você que todo dia você entre no Indefinível, sem descrição, sem estrutura, sem definição. Inicialmente você vai achar muito difícil porque vai entrar num jogo com a sua própria mente. Ela vai querer definir, e definir é exatamente onde nós estamos neste momento. Estamos na sala da não definição, mas o que a mente está tentando fazer? Defini-la. Captura-la. Enlaça-la. Estrutura-la. Dar uma forma a ela. Assim você foi treinado, condicionado. Mas é hora agora da sala de aula da Nova Energia ir além, liberar a necessidade de definir.

Agora, uma coisa interessante acontece aqui porque... Alguns de vocês estão tentando fazer isso agora – esvaziar a mente. Estão tentando ir para um nada, e vocês têm mais uma vez sentir as energias do nada. Isto não é o nada – isso é tudo. Isso é o vasto potencial. É uma reserva ilimitada de energia. É o grande recipiente da energia.

Não estamos dizendo que isso é Deus ou Espírito, esses são coisas diferentes. Estamos dizendo que é o Indefinível, e é aí que a coisa acontece. É o maior de todos os potenciais porque ele não foi limitado pela mente, através de palavras. Não foi limitado pelos sentimentos, através das palavras. Então vamos pedir que você comece a visitar o Indefinível todo dia.

Agora, Shaumbra, alguns de vocês confirmam com a cabeça, mas sabemos que esses deveres de casa são colocados no monte de todas as outras coisas que têm que fazer – e são ignoradas. Mas estamos dizendo a vocês agora que o espaço para onde estamos indo na Nova Energia, vocês vão querer esta experiência. Vão desejar fazer esta linda expansão todo dia, cerca de dez minutos.

Alguns de vocês vão perceber que é maravilhoso fazer isso à noite quando vão dormir. Outros vão fazê-lo pela manhã ao acordar. Tente não fazer enquanto estiver dirigindo ou trabalhando com ferramentas elétricas. Faça-o num momento tranqüilo.

Agora, isso que estamos lhe é como um incrível quebra-cabeça, mas não um quebra-cabeça para ser resolvido. Apenas para ser experimentado. O desafio aqui é como não definir a energia. Como não colocá-la em palavras. E você diz, “Mas Tobias, então como vou experiência-la? Como vou entendê-la?”. Você vê, aí é que está a beleza do que estamos fazendo.

Obviamente há uma maneira diferente de experimentar. Obviamente, há uma maneira diferente de perceber energia. Vocês estiveram utilizando apenas uma maneira de perceber – através do pensamento, em palavra, em uma estrutura de maneira a compreendê-la. Como eu disse isso lhe serviu bem na Terra. Serviu para ajudá-lo a entender a dinâmica do que está se passando a seu redor. Estamos indo além.
 
Vou lhes dizer algumas coisas. Isso não é o que pensa que vai ser porque seu pensamento tem uma idéia ou conceito preconcebido. Isso não é um estado meditativo onde você esvazia sua mente e, de certa maneira, cessa de se permitir existir. Isso é existência numa esfera totalmente diferente. Isso não é algo que possa escrever e colocar no seu quadro de mensagens porque no momento em que o faz você o está degenerando, você está pensando. Essa experiência pela qual vai passar é muito pessoal e muito íntima. É algo que vai confundi-lo, vai deixá-lo perplexo e muito enfezado comigo, Tobias. Ma ao continuar no trabalho com o sem definição – sem definir – a coisa vai começar a se revelar. Seu entendimento chegará de um espaço novo e diferente – não necessariamente em seu corpo, definitivamente não da mente. 

Enquanto nesse estado de sem definição, alguns de vocês vão pensar que estão ficando loucos, mas isso é seu pensamento falando. E sua percepção da realidade vai começar a ficar muito perdida. Sua percepção da realidade tem sido amarrada com nós. Trazida a ferros. É muito sólida e quando você entra no sem definição, quando vai além, quando entra neste além, a percepção da realidade vai ficar como água. Como é aqui pra nós – muito fluido e aberto – e às vezes, você vai sentir muito sem chão. Inspire profundamente. Lembre-se que está no momento Agora, mas num momento Agora expandido.

Às vezes, vai sentir que está perdendo o contato consigo mesmo porque esse contato era feito no cérebro. Seu contato – sua consciência de si – se limitou a palavras usadas para se definir e se dar forma. Então você vai se sentir desconfortável algumas vezes. Talvez se sinta um pouco sem fôlego às vezes. Mas Shaumbra, temos que lhe dizer que há muitos seres em nosso lado que estão ajudando você, orientado-o através dessa experiência. Não há para onde cair. Você não tem que se preocupar sobre perder o sentido de si porque você está evoluindo para todo um novo sentido de ser com essa experiência.
 
No continuar desse trabalho com essa energia do sem definição, mesmo em seu cotidiano, traga-o de volta a Terra e tenta não definir algo que você sempre definiu. O jarro de flores – mesmo que apenas o olhe de relance, sua mente rapidinho o analisa, forma uma palavra a seu redor e põe uma estrutura sobre ele. Você entra com cores. Vem com massa e volume. Tudo feito pelo pensamento e pelas palavras. No sem definição, no além, você se movimenta em todo um novo nível de percepção e um entendimento diferente da realidade que vai além da mente.

É tão estranho termos que usar palavras para falar de algo onde não há palavras. É difícil pra nós veicular a energia até na forma pensamento como estamos costumado a fazer com vocês. Até o sentimento é difícil transmitir porque mesmo os sentimentos têm suas limitações. Trata-se aqui de entrar em toda uma nova área de energia, toda uma nova dimensão que ultrapassa a necessidade de estrutura, a necessidade de definição, a necessidade de uma percepção limitada.

Isso é Nova Energia. Nova Energia. Nova Energia desta vez não quer, não precisa qualquer tipo de definição ou estrutura. Você não pode pegar Nova Energia em seu estado puro e forçá-la a entrar num ambiente da dualidade de Velha Energia porque as duas possuem características muito diferentes.
Nova energia é um potencial. Está muito presente em sua vida agora. Está tão no Agora quanto a sua percepção de si. Está aqui com você. Você não tem necessariamente que vê-la ou senti-la porque ela não pode ser definida. Vocês vêm tentando definir Nova energia, ouvimos muitos de vocês dizendo, “Isso é Nova Energia e aquilo é Nova Energia”. Ela é indefinível com as ferramentas atuais, com as fontes atuais que vocês têm para definir as coisas.

Este trabalho que vão fazer cada dia com a sem definição, dentro do Desconhecido e Indefinível, vai expandir enormemente sua consciência. E também vai permitir que comecem a utilizar em suas vidas todo um novo e diferente grupo de ferramentas de percepção, ferramentas de avaliação e ferramentas de entendimento. Estas ferramentas de – vamos nomeá-las ferramentas de entendimento, maneiras de perceber as coisas – elas já estão com vocês. Apenas não as vêem devido à maneira como tentam explicar e definir energia. Vocês percebem o paradoxo no que estamos falando aqui? Entrar em algo que não pode ser estruturado, definido ou descrito com o grupo de ferramentas energéticas ou fontes que vocês possuem.

Não desista, Shaumbra. Você tenta uma vez, duas vezes e diz, “Isso não está funcionando. Estou lutando. Meu cérebro está tentando entender e não consigo desligar meu cérebro”. Seu cérebro está fazendo o que lhe foi pedido que faça. Seu cérebro está tentando processar a informação do jeito que sabe fazer. Está tentando estruturar e definir, assim como um oleiro tenta estruturar e definir a argila.

O oleiro se sentiria péssimo se um dia quando escorregasse seus dedos pela argila, não pudesse defini-la ou lhe dar uma forma. Ele se sentiria um fracasso. O oleiro ficaria muito frustrado porque cada vez que tocasse a argila ela perderia sua definição ao invés de ganhar estrutura, ao invés de criar um vaso, a argila se transformaria em ingredientes e elementos diferentes. Ela basicamente se dissolveria diante dele ou dela, e assim vai parecer ao trabalhar na sem definição – estar fora da percepção que você tem agora.

Vai ser como se as coisas tivessem se quebrando,escorregando pelas rachaduras. Você vai se sentir como se tivesse tentando envolver algo com seus braços que não pode ser envolvido. Vai pensar se isso é algum tipo de truque que estamos fazendo, e não é. È movimentar-se para além, entrar em novas esferas.

Nova Energia

Quando puder... Mais uma vez aqui, as palavras limitam o que queremos transmitir, mas quando você consegue mover-se além da necessidade de estruturar e definir, você pode estar de verdade na Nova Energia. E quando você está na Nova Energia, você entende de verdade como ela pode ser aplicada a sua vida, em seu mundo, em sua realidade. E mais uma vez, palavras não podem descrever isso. Estamos na direção de um tipo diferente de linguagem per si? Sim, mas não uma que flui pela mente. Estamos na direção de uma nova maneira de comunicação? Sim, mas não a comunicação que tem as limitações de hoje. Estamos no caminho de todo um novo entendimento de realidades? Completamente.Totalmente. 

Shaumbra, você a sala de aula da Nova energia, pode se permitir ir além onde jamais esteve antes? Essa não é uma viagem psicodélica. Não é um jogo mental. Não é uma contestação. É permitir-se, sentir-se tão confortável em si que pode entrar em esferas que desafiam a descrição.

Você não esteve lá antes, tenho que lhe dizer logo. Você não foi lá antes. Você entrou em algumas esferas incríveis – a esfera cristalina, a esfera do Nascimento. Entrou no que chamaria de esfera alienígena, mas aqui você não foi. É Nova energia. É uma sala completamente diferente.

É por isso que fomos tão enfáticos em nosso último encontro ao dizer: Shaumbra não faça concessões. Porque ao entrar nesta próxima esfera, você vai ver que se estivesse num espaço de comprometimento, entrar no Inexplicável e Indefinível achataria você. Não literalmente, é claro, mas basicamente o que você sentiria como sendo um espaço seguro de sua mente-pensamento, de seu nível de conforto, de seu estado de ser no momento Agora entraria em colapso. E quando você sente sua realidade entrar em colapso, você volta direto para a realidade e torna a tentar identifica-la, dar forma a ela de novo, entende-la novamente.

A Alma

Vou lhes dizer outro atributo daqui do sem definição. Sim, você poderia chamá-lo o grande Desconhecido, o grande Indefinível. É aqui que você também vai começar a verdadeiramente entender o que é a lama – o que é sua alma. A alma é uma identidade, uma identidade única – sua expressão única do que chamariam Deus ou Espírito. Esta é sua alma. Mas sua alma também é indefinível, não é passível de estruturação, não é controlável. Sua mente não pode controlar sua alma – por desígnio, por acordo.
 
Então, o que chamaria de seu eu alma – de novo essa é uma palavra que precisa ser remontada – a o verdadeiro você está nessas esferas. Não tem sido capaz, num certo sentido não tem querido entrar num ambiente supressor, controlador, limitante e excessivamente estruturado, onde a mente dá as regras e onde a realidade é específica e inflexível demais. Então no Indefinível você vai conhecer a si mesmo de toda uma nova maneira.

Trabalhe com isso Shaumbra. É o Desconhecido, o Inexplicável. Trabalhe com estas energias. Se quiser fique frustrado com elas, você não tem que se segurar. Isso, a propósito, é se comprometer. Você pode ficar zangado. Chateado. Frustrado ao continuar a trabalhar com elas. Você vai ter um tremendo apoio.

Isso faz, a propósito, isso se relaciona com nossa última reunião com as energias de Tesla, com as energias de novas invenções, novos entendimentos. Está tudo ligado. É simples, sua tarefa, seu trabalho de casa, o que quer que o chame – sua expansão – é entrar no Indefinível.
 
O que acontece a mente? O que acontece com a necessidade de palavras e definições? O que acontece quando você tenta compreender e não consegue? Shaumbra, vá lá e explore.

Você jamais está só porque estamos aqui nesta jornada com você na Nova Energia.

E assim não foi.

 

 Tradução para o Português:  Sonia Gentil     soniagentil@uol.com.br


Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.

O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.

Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
 
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.

O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.

Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.

Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/

© Copyright 2007 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.