Não Importa

OS MATERIAIS DE TOBIAS 

A Série do Retorno:
SHOUD 8: “Não Importa...”
Apresentando Tobias, canalizado por Geoffrey Hoppe

Apresentado ao Crimson Circle
7 de Março, 2009

 

E assim é, queridos Shaumbra.
 
É o melhor dos tempos e é o pior dos tempos. (risadas) É a era de sabedoria e é a era de insensatez.
 
Vamos respirar profundamente.
 
(pausa)
 
É o épico das crenças e o épico das descrenças.
 
É o tempo da luz e o tempo da escuridão.
 
É a primavera, queridos Shaumbra, é a primavera da esperança e o inverno do desespero.
 
E temos diante de nós todas as coisas, e temos diante de nós o nada.
 
Nós estamos em nossa consciência de ascensão e estamos perdidos no eterno para sempre.
 
Nas palavras de Charles Dickens, com a ajuda de Adamus Saint-Germain (risos), escrita em 1859, há 150 anos – “Um Conto de Duas Cidades”. Mas ele é apropriado hoje, na era que vivemos, talvez para ser re-titulado como “Um Conto de Múltipla Consciência”. 
 
Oh, queridos Shaumbra, em que tempos vivemos, e eu digo “nós” porque a maioria de mim está aqui com vocês na Terra. Está é porém uma de minhas últimas mensagens para este grupo de Shaumbra da maneira que fazemos agora – comigo em outra dimensão não física, com vocês aqui na Terra. Mas, oh, tão velozmente eu me sinto absorvido para este lugar da Terra, de volta ao corpo daquele que eu chamo de Sam, de volta a esta realidade e de volta a esta ilusão em que todos vivemos.
 
É, sem duvida, o melhor dos tempos e é, sem duvida, o mais desafiador dos tempos que já houve sobre a face da Terra. Vamos todos, humano e espírito, tomarmos uma profunda respiração em celebração a este paradoxo, em celebração a onde estamos hoje, pois como já ouviram tantas vezes antes, é por isso que escolheram vir à Terra.
 
E como sabem tão bem isso é difícil e desafiador e nada parece funcionar mais. Mas o que substituirá os antigos truques e as velhas ferramentas externas? Temos tudo diante de nós, como Dickens disse. Temos cada ferramenta, cada recurso, cada solução. Cada solução e cada resposta diante de nós, porque nós as colocamos ali de uma maneira bastante muitidimensional. Nós as colocamos ali há muito tempo atrás, mas sem saber como seria este dia.
 
Mas tivemos a sabedoria de colocar as ferramentas da Nova Energia sem mesmo saber o que elas eram; sem saber exatamente o que tinha que ser feito, mas sabendo o que poderia ser feito; sem ter que manipular ou fabricar uma certa ferramenta ou um certo sistema ou estrutura, mas sabíamos, que nesta hora quando chegássemos a este ponto do caminho, que estas ferramentas apareceriam e elas seriam apropriadas e que elas seriam da Nova Energia e não da Velha.
 
Não temos nada diante de nós. Não temos nada na mesa, porque nós tendemos a voltar na historia e voltar no tempo para pegar o que aprendemos antes e trazer aquilo à mesa em tempos de desespero e desafio. Mas elas não funcionam. Elas perderam a validade. E como Kuthumi nos disse no último mês, ninguém realmente sabe. Assim não temos nada sobre a mesa, no mínimo do nosso passado. Tudo o que está sobre a mesa neste instante – todas as dádivas e abundância e ferramentas e sabedoria e esperança – chega do novo, chega de nós mesmos nos potenciais que estamos criando no futuro do tempo, e tudo esta aí.
 
É difícil ver às vezes, porque isso não se parece com o passado. Não funciona como no passado. Não tem a lógica do passado – graças a Deus. É totalmente diferente, mas esta aí.
 
 
A Consciência depois do Salto Quântico 

Em Setembro de 2007 a humanidade cruzou um marco muito importante. Nós o chamamos de o Salto Quântico. Olhem para trás por um momento. Deem uma olhada em como a sua vida mudou. Olhem como o mundo mudou e em menos de dois anos. Olhem para os mercados, os governos, as igrejas. Deem uma olhada na consciência da humanidade. Ela não é o que costumava ser. E isto tem acontecido em apenas um curto número de meses desde o Salto Quântico.
 
Vocês sabiam que estava chegando. Nós sabíamos que estava chegando. Do nosso lado podemos medir e monitorar a consciência da humanidade. Nós vemos seus fluxos e refluxos. Vemos as expansões dela. Vemos como tudo estava se acelerando – estava indo muito rápido, vocês podem olhar para trás historicamente no quão veloz as coisas estavam indo – e então ela deu um salto quântico.
 
A maioria das pessoas na Terra não está consciente desta data em Setembro de 2007. Elas não estão conscientes de que houve uma coisa chamada Salto Quântico, mas elas o estão vivendo hoje. Vocês estavam conscientes que ele estava chegando.  Vocês já estavam conscientes muito antes que falássemos as palavras “Salto Quântico”, ou antes que déssemos a data para este salto na consciência. Vocês estão cientes disto por milhares e milhares de anos. Vocês sabiam que isso estaria chegando e fizeram uma escolha muito consciente para estar aqui, encarnados na Terra durante esta época.
 
Este é o melhor dos tempos, queridos Shaumbra, caso contrário eu, Tobias, não estaria voltando em celebração e alegria e, é claro, em desafio e algumas vezes em confusão como é tão fácil fazer para um humano. Mas eu não estaria voltando nesta época a não ser que eu não tivesse o mesmo tipo de sonhos que vocês têm, o mesmo tipo de esperança pela humanidade como vocês têm, e o mesmo tipo de insights sobre o que vem em seguida como vocês têm.
 
Oh, vocês se enganam tão frequentemente … tão frequentemente. Vocês dizem a si mesmos que estão perdidos neste eterno para sempre. Algumas vezes até dizem a si mesmos que estão esperando pelos pequeninhos seres em naves espaciais metálicas aparecerem, para mostrar o caminho. Eu sei ... eu sei. Algumas vezes em seus momentos mais vulneráveis, alguns de vocês pensam, “Esperaremos pelos grandiosos seres inteligentes de bem longe chegarem e nos salvarem”. Mas queridos Shaumbra, eu lhes digo mais uma vez, vocês são os grandiosos seres de muito longe. Vocês mesmos - enquanto seus próprios potenciais futuros - que já chegaram aonde quer que tenham escolhido chegar, retornam a este momento no Agora, colocando sobre a mesa, diante de vocês, sua própria sabedoria; trazendo à mesa a sua clareza, trazendo á mesa a seu profundo conhecimento de que isso não importa. Não importa.
 
Alguns de vocês – poucos de vocês, não muitos – mas alguns de vocês estão esperando pelos seres que vivem debaixo do solo para surgirem da Terra onde eles têm vivido por dezenas de milhares de anos para trazer a sabedoria deles. Se eles fossem tão espertos, eles já estariam aqui! (risadas) O que você realmente está esperando é aquela parte de você surgir de onde está enterrada em um lugar inferior, aquela parte de você que sabe tão bem quem você é, a parte de você que sabe que você é deus também, mas tem sido sufocado debaixo do chão, que foi enterrado e escondido e apenas espera. Assim este é você que surge debaixo do chão.
 
Não esperem bandos de milhões de seres que tem vivido debaixo da terra sem chuveiros ou sabonete, ou qualquer coisa como essa, surgirem para salvar a humanidade. É parte de você que se apresenta nesta época, pois este é verdadeiramente o melhor de todos os tempos e verdadeiramente, para alguns, o pior dos tempos.
 
A Terra está passando por suas mudanças e a humanidade está passando pelo seu processo de ascensão e isso parece ser um caos e parece ser difícil. É tão fácil se envolver nisso tudo e, quando ficam pegos nisso tudo, é tão fácil ir para aquele velho lugar, para este lugar vagamente iluminado, para este lugar sem inspiração chamado de mente. Na busca por respostas, na busca do seu passado e de sua história para dizer, “O que eu faço agora? Que truques eu faço? O que funcionava dez existências atrás? O que funcionou na vida passada? Ele não vai funcionar agora, querido Shaumbra. Nós vivemos em um tempo diferente.
 
E como Cauldre e Linda nos disseram hoje, vocês nunca voltam para trás. Vocês nunca voltam para trás. A Terra nunca será a mesma novamente. Mas não é isso o que pediram? Não é por isso que rezaram quando estavam tranqüilos em seus dias de prece? Não é isso o que tinham imaginado?
 
 
O Que está Adiante

Queridos Shaumbra, como Saint-Germain disse em uma discussão recente com vocês, os próximos vários anos serão tão desafiadores e tão difíceis para alguns, e tão fáceis e tão sagrados e abençoados para outros. Vocês vão ter seus dias…  vocês terão seus dias quando há uma tremenda esperança e vão ter dias de desespero. Vão ter dias de luz e dias de escuridão. Haverá tempos nestes anos adiante onde aqueles que têm sido os mais próximos e mais queridos para vocês em sua vida, serão aqueles que os trairão. E isso não importa.
 
Haverá tempos em sua vida onde vocês estarão maravilhosamente abundantes e onde tudo parece estar fluindo e as dádivas estão simplesmente chegando a um passo mais veloz do que você poderia mesmo aceitá-las. E haverá tempos quando alguns de vocês, não todos, mas alguns de vocês vão perder tudo que pensavam que tinham. E isso não importa.
 
Muitos de vocês vão passar pela mais profunda e mais desafiadora crise spiritual que já tiveram em qualquer vida na Terra e vão fazer isso neste corpo. Eu falei disso lá trás em Junho com Kryon em Sedona e poucos de vocês sabem exatamente do que estou falando – uma crise espiritual como nenhuma outra. Oh, você aprenderam a lidar com algumas crises em sua vida. Aprenderam a lidar, principalmente, com as crises de saúde e crises emocionais. E dizem a si mesmos, “Eu sei que eu posso aguentar isso. Eu sei que posso passar por isto se eu simplesmente continuar a respirar e me encolher bem. Eu posso passar por isto”, mas esta crise espiritual que falamos antes é diferente de qualquer outra, mais escura do que qualquer outra e mais assustadora do que nenhuma outra.
 
E ao mesmo tempo vocês vão ter uma iluminação espiritual. Eu nem gosto mais da palavra “espiritual”. Ela tem velhas conotações. Vocês vão ter uma iluminação de si mesmos, da consciência, de vocês, como nunca experimentaram antes. E isso não importa.
 
Vocês vão ter insights, um pouco como Cauldre e Linda e Aandrah e On falaram a respeito mais cedo hoje, sobre ser tão multidimensional e isso irá desconcertá-los. Irá confundí-los, porque os velhos sistemas de medidas humanos ainda estão tentando mantê-los – como dizer – muito lineares e muito singulares. Os velhos sistemas de medida e monitoramento de seu corpo, mente e seu espírito tentam mantê-los equilibrados nesta realidade/ilusão da 3D bastante rígida. Mas à medida em que vocês se tornam um encarnado multidimensional enquanto estão neste corpo, mente e espírito, isso irá desconcertá-los. Será muito desorientador, porque repentinamente vocês têm energias vindo de lugares que vocês nunca experimentaram antes, nem mesmo nas épocas não físicas entre as existências. 
 
Vocês estarão experienciando a Nova Energia e ela é tão diferente. Ela nem mesmo é quantificável de uma maneira velha Energia. Não há descrição para ela neste ponto, a não ser este clichê “Nova Energia”, porque ela é tão diferente.
 
Vocês vão ter experiências em sua vida quando os dias parecerem tão escuros e outros dias parecerem tão brilhantes, e vocês sabem do que estou falando, não sabem? Vocês irão passar por isso agora mesmo. Estão experienciando o melhor dos tempos e o pior dos tempos enquanto estão neste corpo. E não importa.
 
Haverá horas, queridos amigos, quando estiverem em uma crise de saúde, que irão aterrorizá-los porque vão sentir a aproximação da morte na sua porta e vão querer saber o que esta errado com você. Por que o seu corpo o está traindo?  Porque ele está se desgastando completamente? Há alguma outra força mais grandiosa do que você – até mesmo uma parte de você, mas mais grandiosa – chamando-os de volta ao lar? O corpo é realmente a força e o controle e o deus da vida? O corpo é aquele que decide como, quando e aonde você irá?
 
Assim lhes sobrevirão crises de saúde, que farão vocês olharem sua vida inteira, farão vocês se perguntarem o que estão fazendo. E nessa crise de saúde ela irá precipitar novamente uma crise emocional e espiritual, porque vocês deveriam ser seres evoluídos. Por que motivo vocês possivelmente ficam doentes? Por que motivo algo como câncer ou diabetes ou mesmo um resfriado ou uma gripe chegam ao seu caminho se vocês são tão perfeitos?
 
E haverá outros momentos nestes tempos incríveis que vivem quando serão diagnosticados com algo que parece ser uma ameaça para a vida. Mas em um piscar de olhos, com o amor próprio e a escolha sobre seu corpo, onde esta suposta doença e aparente desequilíbrio serão varridos do seu sistema. E isso vai causar perplexidade nos médicos, a ponto deles não quererem falar disso com você, porque você é uma anomalia. Você não se encaixa nos livros deles, nas prescrições e estruturas deles porque alguma coisa aconteceu que foi diferente para você, assim ele vão liberá-los. Mas mesmo assim eles irão voltar aos seus espaços tranquilos, para suas casas, e ficar imaginando o que aconteceu exatamente.
 
É o melhor dos tempos, e o pior dos tempos, e acima de tudo, não importa.
 
 
Não Importa 

Sentamos há menos de duas semanas atrás com um incrível grupo de Shaumbra de todos os cantos do mundo em um vórtice – um vórtice verdadeiro – chamado a Grande Pirâmide. Não apenas porque é um vórtice alinhado com as grades e as linhas ley e coisas como essas, mas porque ela tem se tornado um vórtice para a humanidade. A consciência ajudou a criá-la tal como um poderoso vórtice. Ela esta impressa nas memórias e na consciência dos humanos por todo o mundo. Ela esta impressa em alguns de suas notas de dinheiro. É uma visão e um retrato que a grande maioria da humanidade viu e conhece a respeito. E com este grupo de Shaumbra sentado na câmara interna falando sobre os mistérios da vida, entrando nos verdadeiros mistérios da vida.
 
Nós dissemos a este grupo que isso não importa de maneira alguma. E pudemos sentir um sentimento de sofrimento e tristeza e descrença entre este grupo – O que você quer dizer Tobias? “Eu pude ouvir alguém deles dizer: O que você quer dizer com isso não importa/? Eu suponho que esteja aqui na Terra neste momento porque isso importa. Eu suponho que sou um Standard da Nova Energia porque isso importa. Eu estou em uma missão. Não compreende Tobias? Eu estou em uma missão. Ainda que eu esteja absolutamente perdido, eu estou em uma missão.” (risadas) “Eu perdi tudo ao longo do caminho, não sei o que estou fazendo, eu nem mesmo sei quem eu sou, mas há uma extraordinária de uma missão, Tobias. E uma tremenda de uma missão. O que você quer dizer com isso não importa?”
 
Foi quase como se eu estivesse tirando algo deles – um sentido de paixão, um sentido de propósito. Isso não importa, eu disse a este grupo. Verdadeiramente não importa. Por quê? Porque vocês já estão lá. Falamos sobre isso antes. Vocês já chegaram ao lugar que quiseram chegar, qualquer que ele seja. Alguns de vocês disseram a Saint-Germain que vocês escolhem a ascensão. Assim, vocês ascenderam. Estão lá! Agora estão experimentando exatamente como é que era chegar lá. Isso não importa, querido Shaumbra, é tão natural e isso é tanto uma parte de vocês – este processo completo de expansão ou evolução ou seja o que for que queiram chamá-lo. Vocês já estão lá.  
 
Vocês estavam lá quando cruzaram pela Muralha de Fogo e experimentaram todos os potenciais de cada existência, física e não física, de tudo que poderiam pensar, tudo que poderiam fazer e tudo dos subpotenciais e seus subpotenciais. Vocês já chegaram. Assim realmente não importa. Não importa de nenhuma maneira. 
 
Oh, eu sei que dói. “Bem, então porque eu deveria acordar de manhã? Porque eu deveria tentar?” Vocês estão absolutamente certos – por que vocês deveriam? (risadas) Por que deveriam continuar lutando? Não precisam, realmente, isso não importa. Não importa. “Por que eu deveria continuar segurando a Terra inteira sobre meus ombros, carregando os fardos e a energia da humanidade?” Vocês não deveriam. Deveriam apenas deixá-los no chão. Não importa. Eles farão isso muito bem.
 
Eles não escolheram o que você escolheu. Eles todos não escolheram ascender ou até mesmo se tornarem iluminados ou mesmo simplesmente ter um só bom dia. (risadas) Mas isso não importa, porque mais cedo ou mais tarde eles terão – ou talvez não.  Não importa.  Eles passarão por tal processo pessoal e sagrado. Se eles estiverem perdidos, se eles estiverem completamente perdidos, isso não importa, porque eles vão se achar. No estado deles de estarem perdidos, eles se encontrarão. 
 
Não importa se eles estão aprisionados na própria consciência deles – ou na que vocês estão. Não importa, porque mais cedo ou mais tarde, como quando o infame, ilustre e grandioso Adamus Saint-Germain ficou preso em seu cristal, na máxima simplicidade que vocês poderiam imaginar, Saint-Germain se deu conta, “Se eu me coloquei dentro dele, eu posso também me colocar fora dele. Se eu criei esta ilusão de minha prisão, eu posso também criar a ilusão de minha liberdade. Não importa, Shaumbra.
 
Que coisa mais grandiosa poderíamos ter dito ao grupo na grande pirâmide – que não importa? Que imenso vazio e tristeza que sentimos com alguns naquele grupo, aqueles que estavam aqui em uma missão, aqueles que estão aqui lutando contra as correntes, e aqueles que estão aqui experienciando seus próprios jogos, passando por seus próprios processos, isso não importa. 
Experienciem os jogos e passem pelo processo porque vocês vão se dar muito bem. Eu posso dizer isso. Eu andei algumas milhas em suas sandálias. Eu sei como é que é chegar a este ponto de absoluta unidade com o seu Eu, apaixonando-se por si mesmo, onde você de repente se dá conta de que “Não importa. Eu Sou O Que Sou. Eu sempre fui, sempre serei. Não importa”.  
 
Eu me lembro de pensar comigo mesmo em minha jornada, a realização final de minha ascensão, eu desejei que pudesse voltar no tempo e dizer a mim mesmo que não importa e então eu poderia ter curtido a jornada inteira de chegar lá. E querem saber? Eu voltei atrás. Eu voltei absolutamente para dentro de mim mesmo, para tudo que eu já havia feito e experimentado, e disse a mim mesmo – alma para humano em corpo físico – eu disse a mim mesmo “Não importa”.
 
Agora eu nem sempre ouço. Eu não quero ouvir. Eu não me importo de ouvir, porque em minha encarnação humana eu estive tão embaraçado com meus dilemas e meus dramas, eu estive tão envolvido em meus jogos, minhas reflexões, mas também em minhas criações e meus relacionamentos, que eu não queria ouvir aquela voz que dizia, “Não importa. Você já esta lá”. 
 
 
Por Que Você Esta Aí?
Vocês vivem no melhor dos tempos e no pior dos tempos. Vocês vivem em tempos de sabedoria e em tempos de tolices e isso não importa. Vocês vivem em um tempo de grande mudança e vivem em um tempo que não precisa de mudanças de maneira alguma, porque ela já está aí. Assim eu pergunto a cada um de vocês, eu pergunto a todos neste mundo: porque você está aqui? O que é que você escolhe? Se você já está aí, se você já está em sua ascensão, a qual falamos a vocês em nosso segundo ano das Séries em nossas discussões, em nossos Shouds, então para o que é que você está aqui?
 
Você tem que ter este tipo de missão e tem que ter tal propósito? Você precisa ser necessário a alguém ou a alguma coisa mais? Você ainda tem que ser um batalhador? Você tem que montar aquele cavalo e cruzar vastas terras para dizer e mostrar as outras pessoas como viver e no que acreditar?
Ou você pode estar aqui na Terra neste exato momento como você mesmo – por que sim? Porque há uma suficiente boa razão, eu descobri – porque sim. Por que você está  aqui na Terra?  “Apenas pelo fato, droga, de que é o melhor dos tempos, é o pior dos tempos. Eu não queria perder isso por nada!” (risadas) Por que você está  aqui? “Simplesmente porque eu posso estar aqui, porque eu posso estar em um corpo e que coisa deliciosa é isso. Apenas porque eu posso sentir a emoção humana. Posso provar a comida humana. Eu posso na verdade sentir a dor humana lutando – que é uma razão em si mesma. Porque eu posso sentir esta coisa chamada amor de um para o outro. Eu posso cuidar de um cachorro. Posso cantar alto e me ouvir.”
Porque sim. Que coisa grande e maravilhosa é para um criador fazer isto. Por quê?  Porque sim – apenas pela experiência e nada mais.
 
Você não ganha pontos do outro lado pelo número total de experiências que teve, pela dificuldade e desafios da experiência. Você é admirado exatamente pela profundidade e pela compaixão da experiência consigo mesmo. É tudo o que importa. Há seres do outro lado – seres angélicos como vocês os chamariam, que nunca estiveram em forma humana antes – e eles ficam absolutamente fascinados por qualquer anjo que tenha estado na Terra. Isso se mostra em suas cores. Mostra-se em suas cores. Agora cores – vocês diriam que são um tipo de vibração ou uma luz. (Tobias bebe aos goles)  Eu estou ficando viciado a esta humana … (risadas…Tobias se refere às bebidas gasosas). E eu tenho que fazer um dos meus pedidos finais, em acréscimo, é claro, à barba de Cauldre, e ... oh, sim, ele gostaria de, depois da barba crescer para a minha última mensagem de despedida, ele vai barbeá-la e talvez vendê-la como uma relíquia sagrada para ... (muitas gargalhadas, Linda diz, “Você está exagerando”). Mas, sem dúvida, em minha última canalização, no meu último minuto eu adoraria uma taça de vinho do mais fino vinho que vocês possivelmente poderiam bancar. (mais risadas; Linda diz, “Cuidado com o que está pedindo”). Oh, sem dúvida, eu não apenas peço, eu sonho e eu crio. Assim será, portanto. Agora, onde estávamos? (risadas) 
 
Então nos outros reinos quando um anjo nunca esteve na forma humana encontra um de vocês que esteve em forma humana, eles têm tanta admiração pelo que vocês chamariam de experiência. Eles querem um pouco disso. Eles têm tanta admiração pela profundidade de sua alma e das cores magníficas e das canções de sua alma. “Onde você conseguiu isso?” eles dizem. “Onde você se tornou um ser tão grandioso e glorioso – um rei e um faraó e um Deus em si mesmo? Como eu me transformo como você?”. E você faz uma respiração profunda: “Você tem que ir à Terra para isso”. (Tobias sorri) “Mas deixe-me preveni-lo antes que você vá. Você pode se perder”.
E eles dizem: “Mas olhe para si, você obviamente encontrou seu caminho”.
Sim, mas há a ilusão de perder seu caminho que é tão real que é a maior experiência que alguma vez terá. A ilusão de estar perdido e de ser fraco e de ser insignificante e de ser nada entre os outros – que experiência que é!”
E eles dizem: “Mas olhe para você, você um ser magnífico. Você foi à Terra. Você jogou. Se divertiu. Amou. Se tornou completo! Você pode sentir coisas de uma maneira que nós possivelmente não podemos”. E você abana sua cabeça – ou eu abano a minha cabeça – e diz: “Mas você detestará”. (risadas) “Mas você detestará”. Mas naquele ódio, naquela abominação e naquele desespero para sair daquilo, ah, está a experiência. Que coisa grandiosa é de verdade olhar isso pelo outro lado, para realmente se sentir tão humilhado e tão desesperado que você odeia tudo. Que experiência! “E quer saber de uma coisa, a propósito? Vocês dizem a estes novatos.” Quando você for à  Terra, faça-me um favor. Acima de tudo quando for a Terra e se sentir para baixo e estiver desesperado, estiver em um desafio, perguntar a si mesmo se terá mesmo o que comer no dia seguinte e sua esposa acaba de se divorciar de você e seus filhos não te suportam e você estiver doente – você pegou uma dor nas costas e um resfriado e uma gripe ao mesmo tempo – e estiver praguejando e amaldiçoando e dizendo: “O que foi que eu estava sempre pensando? Simplesmente lembre-se disso. Isso não importa”. (gargalhadas) “Não importa porque você não pode se perder. Não pode se perder. Não há um teste. Isto nem sequer é um experimento. É uma experiência. Não importa”.
 
“Agora, se você puder descer lá embaixo e se lembrar destas palavras” – veja, você diz isso a eles; eu digo isso a eles, mas eles não ouvem – “Se você puder descer lá embaixo e se lembrar destas palavras ‘não importa’, você terá uma experiência fantástica. Com certeza você apreciará cada momento no corpo físico. E se você descer lá embaixo durante este tempo de grande mudança na Terra chamado o Salto Quântico, chamado de evolução da consciência e se lembrar que não importa, você vai de fato curtir isso. O que você de preferência experienciaria – curtir ou temer isso? Ser um criador ou ser um participante do jogo?”
 
Se você se lembrar quando for à Terra neste novo tempo,” vocês dizem para esses novatos, imaturos (inexperientes) anjos, “Quando for a Terra, se você simplesmente dizer a si mesmo antes de dormir à noite 'isso não importa, não importa' – agora, uma coisa interessante e estranha acontece com os humanos. Eles não querem acreditar necessariamente que isso não importa e são na verdade doutrinados ou às vezes hipnotizados para entender que isso importa. Dizem a eles que se não importa, vocês vão fazer alguma coisa para machucar alguém. Se não importa, vocês vão roubar ou enganar ou até mesmo matar alguém. Então coisas são ditas a eles, eles são treinados, 'É melhor se importar'.
 
 “Mas você sabe, se você sempre se lembrar que é um anjo, que você está em experiência, você está em uma experiência – você é o criador desta experiência e você é o "des-criador" daquela experiência – se você se lembrar disso, você nunca vai ter que se preocupar se está fazendo algo que vocês chamariam de 'ruim'. Você transcende o bom e o mau. Você não precisa em tempo algum roubar a energia de alguém mais. Então assim, você não vai ficar envolvido em vários tipos de jogos que a humanidade joga. Você não vai entrar no carma. Você não vai entrar nesta armadilha se você se lembrar de que isso não importa.”
 
 
O Fim da Dualidade

Então, Shaumbra, que incrível época é essa que vocês estão vivendo e estão experienciando – os humanos vão estar experienciando este incrível paradoxo. Um dia sabendo de tudo, outro dia sabendo nada. Um dia tendo grande amor em sua vida, outro dia sendo traídos por aqueles mesmos que amam vocês. Não importa. Realmente não importa. Oh, a condição humana adoraria que isso importasse – adoraria gritar e se queixar sobre isto e culpar outra pessoa e adorariam – ser a vítima, jogar o jogo. Mas não importa.
 
Vocês estão vivendo em uma época de um incrível paradoxo onde nada é como era antes. Falamos sobre o clima em um Shoud recente – o clima para frente e para trás –incrível paradoxo. Em um momento uma tempestade, no próximo momento um paraíso. Em um momento a humanidade sofrendo, no próximo se regozijando.
 
Por que todo este paradoxo? Por que toda esta confusão agora? Porque, caros amigos, esta coisa que vocês têm conhecido enquanto têm vivido existências na Terra – esta coisa chamada dualidade, força opositora – a consciência da dualidade está chegando ao fim... está chegando ao fim. Então estas forças que vocês vêem que aparentemente ou perceptivelmente têm estado batalhando uma contra a outra estão na verdade se reunindo.
 
Elas vão se unir, então vocês não mais serão um homem ou uma mulher. Mas, elas vão se unir; há esta percepção ou esta ilusão que há este grande paradoxo entre a parte masculina de vocês e a parte feminina, mas na verdade elas estão chegando a se completar. É isso o que toda esta transformação dentro da Nova Energia realmente se trata.
 
De uma certa maneira é o final dos tempos. É o final da dualidade. Mas a dualidade está se tornando mais aparente do que nunca antes. As contradições vão ser mais visíveis e sensíveis do que nunca – significa que vocês sentirão isso mais forte do que nunca – e na verdade não é uma contradição, e na verdade é nunca mais ter forças se opondo, porque elas estão chegando à conclusão. O que pareceria ser caos e contradição e conflito, na verdade voltam a se juntar. Vejam, não importa. Está acontecendo naturalmente. E, na verdade, acontece de uma forma muito bela.
 
É mostrado a vocês só um lado de um lindo processo da Terra agora. Todos estão se focando no terrível. Estão se focando nos sistemas que tombam. Andem para o outro lado onde não há ninguém. Dêem a volta para o outro lado da criação, desta ilusão e vocês vão ver a beleza que está acontecendo. Não fique junto as massas que não tiram os olhos desse cenário dimensional da realidade dizendo: “Que diabos está acontecendo com a Terra? Para onde iremos? O que faremos? Por que eu estou aqui?” De a volta para o outro lado. De a volta para onde ninguém está, Shaumbra do mundo todo, e dêem uma olhada para o que realmente está acontecendo. É lindo e ao mesmo tempo decadente. Os elementos que têm estado há muito, muito tempo separados voltam a se reunir, e isso é um processo muito lindo.
 
Seja um dos que vê a beleza disto. Seja um que toma isso para dentro de você, que absolutamente sinta o que realmente está acontecendo aqui. Deixe de lado os conceitos humanos sobre seu trabalho e seu dinheiro e, oh, a importância do mercado de valores. Não importa. Há o que vocês chamariam de riqueza ou abundância para vocês, mas ela não se parece nada com a velha abundância. Não se comporta como a velha abundância. Parem de se preocupar de onde o próximo cheque que vai chegar.
 
Agora vocês querem brigar comigo sobre isto e vocês estão escrevendo suas provas convincentes neste instante. Posso ouví-los. “Vou escrever um e-mail a Tobias e dizer, ‘Tobias, você não sabe que diabos está falando porque eu não tenho nada e nada está chegando para mim e eu estou me acabando.’” Definitivamente estão. Dêem uma volta para o outro lado e olhem porque vocês estão se acabando. Olhem para a beleza de deixar tudo ir.
 
Oh, esqueçam das dores do humano pequeno e a ... a maioria disso é apenas medo. A maioria é ilusão. O que você realmente perdeu? Nada. Não importa. Vocês estão ganhando tudo, mas não querem ver isso. Vocês estão muito ocupados olhando para tudo que está desmoronando. Estão muito ocupados no jogo. Estão muito ocupados fingindo que são vítimas. Vocês estão muito ocupados me culpando e a seus pais e seus filhos e a seus parceiros e suas vidas passadas e o mundo e os políticos e todos os outros, incluindo aqueles pequenos seres em naves espaciais e aqueles de debaixo da terra. Vocês estão tão ocupados culpando-os. E não importa. Isso realmente não importa.
 
E vamos disputar um braço de ferro a esse respeito por um tempo até que vocês finalmente, finalmente um dia rirem e dizerem: “Oh, Tobias, eu gostaria que você me dissesse uma maneira de voltar, quando eu disse no calor do meu desespero e nas profundezas de minha agonia, eu gostaria que você tivesse me dito, Tobias, 'não importa'. E então, eu teria largado esse pequeno jogo e então eu teria parado de culpar todo mundo. E então eu daria um grande sorriso e diria: 'Que grandiosa experiência eu estou tendo na Terra neste instante – a ilusão de que as coisas estão desmoronando, quando realmente elas estão se integrando.”
 
A ilusão que tudo esta se desmoronando – não é uma contradição ou paradoxo por si mesmo?
 
Imagine neste instante que você esta em uma colina com milhões de outros humanos e há este gigantesco quadro – gigantesco quadro – e ele é chamado de “A Pintura da Terra em 2009”, e esta pintura parece estar se desintegrando. A pintura esta se derretendo, a moldura em volta esta rachada e se quebrando, e ele contém… ele é o Deus, é o deus contemporâneo, é a ilusão da vida. E todo mundo olhando para ele e dizendo, “Está se desfazendo”. O que veneramos – o deus dos dias atuais, o Horus e Isis da nova era e todo mundo mais – a coisa moderna que nós tanto cultuamos, a ilusão da vida está se desfazendo. Está se esfarelando diante de nós e não há ninguém aqui para nos salvar e eu sei, os humanos dizem, “Eu sei não há ninguém aqui para nos salvar porque eu clamei a Deus e nenhum Deus apareceu. Eu gritei aos anjos e eles só me dão esse papo furado. Assim eu sei que não há nada, e...” A pintura, a ilusão está se desintegrando. É quando eu digo, queridos Shaumbra, não importa. Absolutamente, e a propósito, vocês pediram para que ela se desfizesse. Vocês quiseram a mudança.
 
Agora passem para o outro lado da colina onde ninguém está e olhem para o que realmente está acontecendo. Ela está se integrando. A ilusão dela se desfazer tem que estar lá porque de outra forma vocês estariam apenas intensificando os velhos elementos da dualidade. Vocês estariam apenas fazendo o macho mais masculino e a fêmea mais feminina. Vocês estariam tornando a luz mais iluminada e a escuridão mais escura, e isto é simplesmente somar ao jogo.
 
E isso de modo algum é o que vocês escolheram. Não é de modo algum o que pediram. Não é de modo algum o que vocês verdadeiramente querem experienciar.
 
Dêem uma volta para o outro lado desta pintura, desta ilusão. Primeiro vocês se dão conta de que não há pintura ali em absoluto. Segundo, vocês se dão conta de que ela está se integrando, com ou sem vocês. Tudo isso acontece. Tudo está em uma progressão natural.
 
É apenas uma ilusão que está se desintegrando. Ela na verdade não pode. Não pode.
 
Agora, há algo em seu DNA chamado Atlântida que diz, “Oh, mas Tobias ela pode. Ohhhh pode!” (gargalhadas) “Eu vi, eu senti e aquelas chamas eram realmente quentes”. (risadas)! Então não me diga Tobias, que isso não pode acontecer”.
 
Bem, voltemos a Atlântida por um momento. Vamos olhar o que esta acontecendo. Foi uma evolução e uma transição também. Foi um tempo de realmente descobrir o Eu e de descobrir a essência do Espírito, de deus. Primeiro, teve que haver esta ilusão de Deus estar fora no paraíso e, eventualmente... eventualmente, alguns poucos humanos começariam a compreender que Deus estava dentro de nós.
 
Mas, de certa forma, de volta a Atlântida, como um pouco ingênuos que éramos, como crianças do espírito que todos éramos, jogando o grande jogo que estávamos jogando, nós dissemos, “Vamos tomá-la e explodi-la”. Não fizeram isso enquanto criança? Não tomaram seus pequenos brinquedos e caminhões e os destruíram? Que grande diversão! Foi incrível! Buum – destruir! E o que aconteceu? Bem, vocês receberam um brinquedo maior e melhor então. Receberam um jogo bem maior para brincar.
 
A Atlântida não foi um engano. Não foi a ira de Deus. Não foi um erro na humanidade. E, a propósito, a Atlântida não foi este modelo de perfeição de sociedade. Ela teve muitas grandes coisas, mas não foi a sociedade perfeita. Nós estávamos aprendendo. Estávamos experimentando. Queríamos também experimentar como é que seria ter este grande caos e esta grande destruição. Mas, não importa. Não foi imediatamente desde então que voltaram para uma outra vida, quer sobre a terra ou debaixo da terra. Não importa. Vocês estavam ainda aqui.
 
Nós, todos nós, incluindo eu, nós vivemos no melhor dos tempos e vivemos no pior dos tempos. Vivemos no mais incrível dos tempos ... o mais incrível de todos. Compreendam que vocês estão aqui apenas porque podem, apenas porque vocês querem estar, porque sim, ele é absolutamente divertido. Não levem isso tão a sério. Não tomem as cargas do mundo em suas costas. Quando vocês entrarem no medo, sintam o medo. Definitivamente, sintam o medo. Não tentem fugir do seu próprio medo – ele já está diante de vocês. Ele vai encontrá-los nesse caminho até antes de vocês chegarem lá!
 
Sintam o medo, mas depois sintam-se realmente dentro dele, profundamente dentro deles, porque o medo é uma energia em consciência muito interessante. Quando você estiver olhando para ele apenas do lado do medo e escuridão, ele o paralisará. Ele o levará para as profundezas do terror ou para a ilusão do inferno. Mas ande diretamente através dele. Não perca tempo andando em volta dele, ande diretamente através dele. De uma olhada para o que está do outro lado. Olhe para aquela pérola que esta lá aguardando-o.
 
Vamos fazer uma respiração profunda juntos.
 
(pausa)
 
 
Nova Energia

Vocês têm tudo diante de vocês, tudo na sua mesa e vocês têm nada. Têm tudo que chega de si mesmos vindo do que vocês chamariam de futuro, mas está realmente vindo do melhor de vocês. Eu nem mesmo quero chamar isso de futuro, porque não quero relacioná-lo ao tempo. Está vindo da parte da sua consciência que vocês não experienciaram ainda, que já está aí. Isso é o que está em sua mesa.
 
Na sua mesa há nada de maneira nenhuma, porque o que os olhos vêem e os sentidos percebem, eles querem que seja algo como o velho, vindo do velho – simplesmente facas afiadas, simplesmente os melhores utensílios, talvez mais comidas gostosas – mas isso não está aí, porque neste ponto de mudança da consciência, vocês não trazem nada velho à mesa. Nada. Porque o que era velho não funciona.
 
Nós dissemos ao grupo de Shaumbra excursionando pelo Egito, ao irmos aos lugares sagrados, que os Egípcios, estes lindos seres, eles não tinham as respostas. Eles não tinham nenhum código secreto enterrado bem fundo em seus hieróglifos que expliquem o que vai acontecer em seguida. Eles não sabem. Eles estavam apenas esperando por vocês chegarem para que eles pudessem se voltar a vocês de forma que pudessem se libertar para seguir o próprio caminho deles. Eles estavam esperando por vocês, mas não sabiam.  
 
Quando os Shaumbra estavam lá, eles perguntaram, disseram. “Grandes do passado antigo, que segredos vocês têm? Que mistérios revelarão? E os grandes do passado, aqueles que eram os deuses e os faraós e os supostos seres divinos, ponderaram por um momento e disseram,” Nós não sabemos” (risadas) “Nem mesmo um sinal. Divirtam-se. Estamos passando isso a vocês. Estaremos em nosso caminho”. 
 
Assim ... então, queridos Shaumbra, outra coisa interessante sobre os tempos em que vocês estão vivendo agora. Nós dizemos que a dualidade está se integrando. Está em seu estado de conclusão. Na verdade já está completa, mas agora está apenas se deixando levar para chegar lá. Vocês olham para as coisas tão linearmente que acham que têm que dar um passo à frente de vocês o tempo todo para chegar ao seu destino. Absolutamente, de modo algum. Vocês já estão em seu destino e agora apenas estão dando passos para trás para experimentar isso e para frente para experimentar novamente, vejam só. Vocês não estão tentando resolver nada; já está resolvido. Agora, por favor, vocês podem apenas experimentar e parar de lutar com isso?
 
Outra coisa interessante está acontecendo agora. Esta dualidade está se juntando. Está se completando no processo mais incrível. É um processo de fogo e transmutação – tremendo fogo neste instante – e eu uso a palavra ‘fogo’ simbolicamente. Há uma tremenda transmutação, alquimia ocorrendo agora neste instante. Mas uma coisa espantosa nesta alquimia é que não é somente a dualidade que se une. Vocês não estão somente sentindo o passado e o futuro neste momento do Agora, isso é muito multidimensional. Vocês estão sentindo elementos que não estão exatamente à sua frente ou atrás, mas coisas que estavam nos lados e abaixo e acima.
 
Isso pode ser muito, muito confuso – e eu estou tendo que usar a terminologia humana aqui para ajudar vocês a compreenderem – não é somente para frente e para trás neste ponto. Está vindo de toda a parte, de um tipo de realidade ou, eu diria, uma ilusão que nem mesmo podem imaginar, porque nem sequer estava em sua tela de radar. Nem sequer estava em seu alcance energético.
 
Parte desta coisa é chamada Nova Energia. Está vindo de lugares que vocês não exploraram antes. Nós entramos em uma física espiritual muito interessante aqui, mas a Nova Energia não é singular. É bastante múltipla, multidimensional. Assim, vocês dizem: “Sim, eu quero um pedaço desta Nova Energia. Sim, eu vou trazê-la para a minha realidade dual, então eu vou dar uma mordida nela.” Quando vocês estiverem dando uma mordida aqui e trazendo-a para o momento do Agora, de fato está entrando daqui para lá e de lá para cá para fora do Agora – e se torna muito, muito confuso se ainda estiverem em sua mente humana. Torna-se muito confuso se vocês tiverem expectativas sobre como é que isso deveria se parecer e se apresentar.
 
De forma que chega um ponto onde vocês entram num tipo de opressão. Intuitivamente vocês sabem que as velhas maneiras de percepção não funcionam mais, então vocês explodem ou se rompem em um tipo de subconsciência, mas de certa forma uma escolha consciente. Vocês se quebram. Vocês rompem a ilusão do eu, e então agora podem curtir a experiência sem as velhas camadas. Vocês perdem tudo de forma que possam ver tudo. Vocês permitem que o eu se quebre, para revelar suas ilusões e suas falácias e suas velhas maneiras de forma que vocês possam perceber e experienciar multidimensionalmente.
 
Oh, e é assustador. É terrível. É exaustivo para uma pequena parte de vocês mesmos – mas para a parte que parece receber toda a atenção, a parte que parece ser a roda estridente, a parte que parece fazer a maior gritaria e reclamar – o pequeno eu humano, a vítima, o pequeno eu medroso que não acredita em si mesmo, o eu que está jogando o jogo e esta amando o jogo. De forma que esse eu grita e reclama: 'Que diabos está acontecendo? Por que estou aqui? Tudo que vocês anjos dizem é um monte de besteiras”. E é. É. (risadas) Isso não importa. Não importa porque vocês vão descobrir por vocês mesmos.
 
Agora, nós podemos dar a vocês um pouco de orientação e um pequeno alívio ao longo do caminho. Podemos retornar frequentemente e dizer a vocês que não importa. Podemos dizer a vocês a partir de uma visão geral o que está acontecendo. Podemos compartilhar com vocês que é hora de realmente libertar essa ilusão.
 
Vocês fizeram a escolha em alguma parte. Em algum lugar bem fundo dentro de vocês, vocês fizeram uma escolha. Talvez Quem sabe não foi o pequeno eu humano, o pequeno gritador, o pequeno tirano, como gostamos de chamá-lo em meu chalé (Tobias ri), pequeno eu tirano. Mas há uma parte sagrada do eu que diz, “Vamos sair desta ilusão, sair da singularidade ou da dualidade. Vamos sair do velho para que possamos experimentar absolutamente algo bem maior – porque sim. Porque sim. Não para salvar o mundo. Não para salvar as famílias angélicas – eles vão se sair bem por eles mesmos – mas, porque sim. Não há nada melhor do que porque sim”.
 
 
A Pergunta do Mês Passado

No mês passado Kuthumi chegou com seu brilho – oh, querido Kuthumi – e se encontrou com a hora das perguntas e respostas. E ai surgiu uma pergunta, muito genuína e sincera e real, uma pergunta que trouxe tanta energia para nós todos e uma tamanha onda de realismo e trauma, mas que na verdade desconcertou Cauldre e provavelmente Kuthumi. Houve muitos de vocês rindo na hora onde talvez as risadas não fossem merecidas, mas não importa. Houve muitos de vocês muitos confusões e fora de seu corpo. Vocês nem mesmo ouviram a pergunta – nós vamos repetí-las em um momento – mas vocês não a ouviram porque ela foi de longe muito pungente e muito real. Não importa, nós vamos lê-la de novo. Houve alguns de vocês muito zangados.
 
Sabem que algumas vezes definitivamente amamos vê-los zangados. Saint-Germain provoca a sua ira porque vocês se tornam complacentes. Tornam-se tão complacentes às vezes e ele gosta de chegar e cutucar e agulhar vocês e os deixa tão zangados com ele. E então vocês sabem o que acontece? Mais tarde nós todos, inclusive vocês, todos nós damos boas risadas e dizemos, “Quer saber? Não importa. Foi a experiência”.
 
Mas eu não queria … Cauldre tem me pedido para tratar desta pergunta novamente. Assim vocês a ouviram há um mês atrás – a maioria de vocês. Agora vão ouvi-la aqui, mas em um mês curto – um mês curto desde que foi perguntada – eu quero que ouçam a diferença, tanto como na pergunta e no sentimento por trás dela, e eu quero que vocês percebam a sua sabedoria, a sua absoluta sabedoria na resposta. Porque, vejam só, vocês já sabem. Vocês já sabem. Sim, não importa. Vocês já sabem. 
 
Mas vocês também sabem o que esta pessoa – porque ela escreveu em nome de tantos – vocês já sabem o que eles o que eles vão passar. Vocês já sabem o desespero em que eles estão. Já sabem que eles estão no inverno do desespero, eles não podem ver a primavera da esperança. Vocês sabem que diante deles não há nada. Sabem que eles não irão diretamente para a ascensão, mas eles experimentam como é que é estar perdido para sempre. Vocês conhecem este sentimento. Vocês conhecem o absoluto conflito. Então, por favor, leia a pergunta novamente.
 
LINDA: Querido Tobias, como você ousa nos dizer que estamos apenas participando de jogos, como se você nada tivesse a ver com os jogos que estamos jogando? Você disse no mês passado: "Há algo dentro de você que está escolhendo, selecionando e fazendo disso uma realidade". Você nos disse muitas vezes que tudo o que temos a fazer é uma escolha segura, consciente no momento do Agora e dessa forma criar a nossa realidade. Este é um jogo.
Nós escolhemos deixar ir as nossas velhas crenças que não mais estão nos servindo. Assim o que é este algo que está dentro de nós? Desde que parece que não temos nenhum controle sobre ele e de algum modo ele tem o poder de criar a nossa realidade sem o nosso consentimento, eu o chamarei de nosso eu alma. O jogo é que escolhemos adotar a nova crença de que podemos escolher a nossa realidade, mas é o nosso eu anímico que consegue fazer a escolha oficial e assim criar a nossa realidade. Nosso eu anímico está, obviamente, escolhendo criar de nossas velhas crenças que temos que deixar ir.
 
Saint-Germain disse que para finalizar o nosso processo da ascensão e ir ao nosso Terceiro Círculo é somente uma escolha. Eu fiz esta escolha há um ano aproximadamente e agora posso ver porque eu não sou verdadeiramente a criadora da minha realidade. Sim, eu estou cansada deste jogo e desejaria poder voltar oito anos e me esquecer tudo o que você nos disse. Entretanto, eu deixarei ir estas novas crenças e permitirei que a minha realidade seja o que é. Se há um Terceiro Círculo, não há nenhuma escolha para chegar lá. Isto explica por que estivemos presos neste processo da ascensão por aproximadamente 2000 anos. Nós estamos criando a nossa própria realidade, mas da parte da consciência de nós mesmos, é de algo do nosso interior e NÓS não temos escolha. Tobias, você realmente não compreende a nossa frustração?
 
TOBIAS: Sem dúvida. E sabem, não importa. Realmente não importa. Quero dizer que absolutamente não importa.
 
Agora, com todo respeito e grande amor – oh, vocês sabem quando digo que sabem que algo esta chegando – há um jogo, um jogo absoluto e é um maravilhoso jogo e ele não importa. Mas o jogo é, “Eu vou me separar de minha alma. Vou colocar minha alma fora em outro lugar e vou permitir a ela ter o – o que vocês chamariam de – o poder. Eu vou deixá-la ser o criador e eu vou jogar o jogo de ser o pequeno humano. Vou fazer exigências a Deus e Tobias e Saint-Germain e à minha alma, mas vou fazer o jogo de que ninguém esta escutando. Vou jogar o jogo em que eu sou o boneco e no final das cordas sendo manipulado pelo titereiro”.
 
E é um brilhante jogo. É um lindo jogo, na verdade, porque ele permite que vocês vejam como é sentir que vocês não têm escolha, que não são um ser soberano, que não têm domínio sobre suas próprias criações. De modo parecido como a história de Saint-Germain ou eu, Tobias, ou Kuthumi todos presos em nossos diferentes tipos de prisões. Que jogo maravilhoso que foi nos permitir ficarmos presos, para fingir que não tínhamos poder de decisão sobre nossa realidade, para modificar aquela realidade e aquela consciência acima de outros humanos e governos e deuses e quem sabe mais o que. Nós todos jogamos o jogo.
 
Nós sabemos como é que é se sentir presos em uma armadilha até que um dia dizemos: “Não importa.” Até que um dia Saint Germain disse: “Espere um momento. Eu estou neste cristal há 100 mil anos – como um estúpido. Um pouco lerdo na verdade.” Saint Germain de fato tomou aquele micro ônibus para a ascensão. (risadas enquanto Tobias se refere aos pequenos ônibus que levam crianças com necessidades especiais para a escola). Mas, meus queridos, finalmente isso ficou claro para ele depois de tentar quebrá-lo para sair fora e depois de tentar sair fora com fúria, ele finalmente disse: “Não importa. Eu me coloquei aqui dentro e eu mesmo vou sair” Ele parou de fazer o jogo da separação entre o seu eu humano e seu eu alma. E para todos vocês neste exato momento, eu os encorajo a parar de jogar o jogo de que vocês têm esta alma que está fora em algum outro lugar, que tem todas as respostas. Ela é você.
 
Vocês sabem qual é a definição de divindade? Vocês, no momento do Agora, experienciando suas criações. Não é este magnífico anjo que existe em algum outro lugar, a menos que o coloquem ai. Não é este complexo estado de perfeição que existe numa dimensão tão distante até que sejam merecedores de recebê-lo, a menos que vocês o coloquem aí.
 
Na verdade, o divino são vocês neste momento. Parte de vocês não quer aceitar isto porque vocês querem que o divino seja grandioso. Não é. Não é. Isto é uma ilusão. Seu divino é simples. Seu divino é tão elegantemente simples. Como ele poderia ser grandioso? Como poderia ser grande ou complexo? Como ele poderia ser mais grandioso do que vocês?
 
Sua divindade é simplesmente a parte mais incrível de si mesmos. E está aí. Faz parte de vocês. Não está apenas dentro de vocês. Não está pairando ao redor de vocês. É você, e está aí para sentirem e experimentarem toda hora que quiserem.
 
Aquela pessoa que fez esta pergunta tem passado por uma tremenda ira, um tremendo sentimento de ser uma vítima, jogando um tremendo jogo de “Eu não estou no controle e dane-se, eu não quero estar”. Aquela que fez esta pergunta esta jogando o jogo, mas assim estão tantos outros Shaumbra porque eu sei como é. Eu sei como vocês podem se relacionar com esta pergunta, como podem ter compaixão por ela, porque vocês sentem isso também. Vocês podem jogar o jogo por todo o tempo que quiserem, por todo o tempo que quiserem que esse seja o jogo.
 
Eu os encorajo a fazer isto. Perguntem a si mesmo: O que eu tenho que abrir mão se eu parar de jogar o jogo? Eu tenho que desistir do quê?
 
Para aqueles que jogam o jogo de ser a vitima, que a alma delas e Deus existem em outro lugar, vocês desistem desta coisa chamada fraqueza – culpando alguém mais, sentindo que não têm controle – e que isso é na verdade uma coisa muito interessante de se experienciar. De repente, quando vocês desistem deste jogo, vocês têm que verdadeiramente tomar a responsabilidade por suas escolhas.
 
Muitos de vocês estão em conflito com sua alma e sua alma está em conflito com você. Vocês estabeleceram este jogo. Oh, sem duvida, a alma, no final das contas, não pode ser manchada. Ela não pode ser destruída ou deformada. Ela não pode ser poluída. Mas vocês podem jogar o jogo que ela pode. Vocês podem jogar o jogo que ela virará as costas para você, porque vocês querem isso. Podem jogar o jogo que o abismo entre você e sua alma e sua divindade é tão grande e tão vasto que vocês nunca as alcançarão. Vocês podem brincar disso. Vocês podem jogar o jogo que “Eu fiz a escolha, mas não deu certo”. Bem, é claro que ela não deu certo, porque você não quer que ela dê certo.
 
Vocês podem jogar e dizer: “Eu vou sair, eu vou partir”, mas vocês realmente não querem partir, entendam. Dêem uma olhada nas contradições que vocês estão construindo para si mesmos. Olhem a experiência que vocês estão estabelecendo para si mesmos. Vocês podem culpar outros. Vocês podem nos culpar, mas até que percebam que estão se metendo nisso, que a criaram, ora, vocês e apenas vocês podem "descriá-la". Eu, Tobias, não tenho a chave. Kuthumi não sabe a senha secreta para suas ilusões. E Saint Germain não sabe um único mistério que vai tirá-los de seus mistérios e tirá-los de suas ilusões. Apenas vocês.
 
E quando vocês puderem fazer uma respiração profunda, quando vocês puderem dizer: “Oh, isso não importa mais. Eu simplesmente vou me permitir sair. Eu vou 'des-criar' o que eu criei”, então, meus queridos, vocês têm a iluminação. Quando puderem dizer: “Esta coisa chamada divindade, o Eu Sou, o Deus do Eu não é uma ilustre criatura um tanto distante vivendo em alguma outra grande dimensão enquanto eu sofro aqui embaixo”, quando vocês perceberem que a divindade é simplicidade – tão simples que é incomensurável para a mente humana como a conhecem agora; ela pode apenas ser sentida, pode apenas ser experienciada – tamanha simplicidade que vocês param de jogar o jogo da complexidade. Uma claridade tão brilhante que vocês param de tentar entendê-la e apenas vivem-na.
 
Este é sem dúvida o melhor dos tempos e é sem dúvida o pior dos tempos. E, sem dúvida, isso não importa.
 
E assim é.

 

Tradução para o Português:Silvia Tognato Magini    silvia.tm@uol.com.br


Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.

O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.

Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
 
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.

O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.

Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.

Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/

© Copyright 2009 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.