A Casa do Despertar

OS MATERIAIS DE TOBIAS

A Série do Retorno:
SHOUD 2: “A Casa do Despertar”

Apresentando Tobias
Canalizado por Geoffrey Hoppe
 

6 de Setembro, 2008



E assim é, querido Shaumbra. Bem vindo a este lindo encontro, e que dia esse, em que eu Tobias, Kuthumi, Adamus Saint-Germain e todos os outros estivemos observando essa energia de criação, do novo e de expansão  se manifestar.

A Fonte da Consciência

Estivemos observando que leva um tempo para encher a fonte, e vocês a encheram, Shaumbra. Vocês a encheram. Levou um tempo para enchê-la com essa coisa que vocês chamam Nova Energia, nova consciência.  Vocês vêm trabalhando nisso por muitos, muitos anos.  Ela vem de esferas externas, vem do suco de sua própria sabedoria, está vindo do futuro e do passado, e tudo isso está enchendo sua fonte pessoal.
 
Como esse processo leva tempo, exigiu paciência e compreensão, mas nós vemos que agora a fonte está cheia.  E você sabe, ao encher-se ela inicia o natural derramar-se, constantemente trazendo sua própria energia, constantemente e de uma maneira linda escorrendo as energias de novo.
 
Há um tipo de ciclo energético, um ciclo fonte para Shaumbra que está acontecendo neste momento enquanto sua essência pessoal vem sendo preenchida com seu espírito, sua divindade, sua criatividade. E agora há esse ciclo de energia que entra em outras esferas e faz o ciclo completo, cascateando como a água desce em cascatas de uma fonte de volta para essa realidade, e então o ciclo retorna para outras dimensões, e de volta cai, criando um loop infinito – um loop infinito de consciência e expansão, Nova Energia e criatividade, liberando os obstáculos e as barreiras, verdadeiramente presente na vida.
 
E que lindo dia o de hoje para se estar vivo num corpo humano aqui na Terra, e agora partilho isso em comum com vocês porque parte de mim está aqui.  Parte de mim está na biologia assim como vocês, parte de mim está em outra esfera.  Agora, não pensem em outras esferas como se estivessem a milhões de anos luz de distância.  As outras esferas estão à distância de uma respiração. Elas estão tão próximas a você que talvez você não possa vê-las.  Tão perto que ao fixar a vista para o que talvez pense ser uma esfera fora de sua realidade, ela está tão próxima que você sequer consegue vê-la. Parte de mim está nessas outras esferas, e ainda assim posso estar muito perto de você nesse instante.
 
Lembro quando começamos nossa jornada juntos, nós em nosso lado do véu – por uma série de razões - tínhamos que nos preparar  durante semanas para trazer nossa energia a esse nível. As barreiras eram muito, muito grossas na época, eram muito, muito densas.  E também havia – como poderia dizer – uma preocupação de nossa parte que ao entrar nessa energia humana muito densa, talvez não conseguíssemos sair.  Então tínhamos que estabelecer um tipo de linha de vida com outros seres angélicos e com muito, muito cuidado descer nossa energia para esses Shouds, para esses encontros com vocês.  Na época sua energia era muito mais densa.  Vocês não estavam tão certos de que fossem permanecer nesse planeta com estão agora.
 
Agora eu sei que alguns de vocês podem duvidar disso.  Alguns podem pensar que agora a linha está muito mais fina  do que jamais esteve.  Mas não, de fato quando olhamos para suas energias, nós vemos que há um desejo enorme de ficar aqui, mas ficar aqui com propósito e clareza, paixão e calma.
 
Mas muitos de vocês estão sentindo essa linha fina que conecta vocês a essa Terra agora, porque também estavam se abrindo para essas outras dimensões a uma respiração de distância, para esses novos potenciais, até para um novo ‘você’. Às vezes, você sente essa conexão fina, mas é exatamente onde você deveria estar agora. É uma conexão fina.
 
Você não precisa mais dessas barreiras grossas entre você e outras esferas.  Não precisa mais se fechar em copas para permanecer aqui na Terra.  Não precisa mais fingir esse jogo de esquecer de maneira a se manter num corpo físico.  Então o fio é fino.  Há dias em que você pensa que só de respirar você se pendura ao outro lado. E a coisa interessante é que isso não significa que você vai morrer. Significa que sua consciência pode expandir para outra esfera muito, muito facilmente.
 
Eu tenho me divertido tanto com alguns de vocês. Nós conversamos um bocado, você sabe.  Oh, eu tenho a oportunidade de entrar e falar a um grande grupo de Shaumbra como este, mas também posso entrar e falar com você muito particularmente, muito individualmente.  E não eu não conto os segredos, você descobriu isso – e eu sei de alguns, a propósito! (risadas) Ah, sim, sim.
 
Nós entramos e falamos com você, e você se sente mais desorientado do que nunca. Com a cabeça cheia de luz, sabe?
 
Achando que vai sumir da face da Terra? Esse agora é apenas um dos efeitos colaterais de abrir a consciência dessa fonte de consciência.  Ela está entrando em outras esferas, fluindo de volta, cascateando de volta para essa realidade, fazendo um retorno.  Cada vez, você sabe, ela vai um pouco mais longe, se expande um pouquinho mais, retorna a essa realidade, e quanto mais você se liga a outras esferas – um tipo de sabedoria nova, um tipo de uma nova base para a consciência – e quanto mais você pega dessas outras esferas, você também está dando para outras dimensões de si mesmo.
 
Agora partilhando a sensação total de sua experiência e liberando, permitindo fluir pra cima e pra fora e de volta pra cá novamente.
 
Houve um tempo quando muitos de vocês sentiam vergonha de seus pensamentos e sentimentos.  Vocês se achavam fracos. Sem valor. Não permitiam a essa experiência humana, na qual vocês estavam envolvidos, fluir pra fora para outras partes de si mesmos.  Mantiveram-na escondida aqui, a seguraram.  Vocês se permitiram acreditar em gurus. Tinham que ter seres angélicos grandiosos, onipotentes e oniscientes.
 
Vocês se mantiveram muito escondidos. E vocês sabem o que acontece, queridos amigos.  Toda a energia continua a querer se expandir, mover-se e celebrar.  Então quando se seguravam, restringiam a energia que mais tarde se mostraria em seu corpo, em seu equilíbrio mental, em sua habilidade de manifestar abundância em sua vida.
 
Mas agora olho pra vocês e vejo que estão enchendo suas jarras com uma nova consciência. E é muito interessante porque vocês não fizeram isso da maneira que pensavam fazer.  Vamos ter discussões sobre isso antes de eu partir, mas vocês não fizeram isso através de exercícios mentais. Alguns de vocês usam exercícios mentais, dando-se pequenas frases, afirmações, visualizações, presos a algum pequeno conceito mental.  Alguns de você fazem isso como uma distração.  Muitos de vocês faziam isso porque não sabiam a que mais se ater.
 
Mas vejam, suas mudanças em consciência não ocorreram por causa da atividade mental, não foi devido a livros que leram, não foi porque exigiram mais de si mesmo no trabalho, tentando com mais força ser uma pessoa melhor, ser mais bonzinho –  não foi nenhuma coisa desse tipo.  Elas são interessantes, mas são técnicas muito antigas.
 
Vocês vêm mudando através, vamos dizer, de um lindo desejo.  Desejo, no bom sentido, vem do coração, vem da alma, vem de seus sentimentos reais.  E com toda a luta e análise mental e todo o resto, nada disso levou-os a esse ponto.  Foi o desejo de seu coração, um desejo dentro de você.
 
Você o ouve e com freqüência o ignora.  Você escuta esse profundo desejo e com freqüência o traduz em pensamentos analíticos porque está tentando entender o que significa.  Há um profundo sentimento interior – um profundo e lindo desejo, um sentimento de uma nova esperança, um sentimento de querer abrir suas asas e voar.  Foi isso que o trouxe até aqui.  Você pensava que era pelos degraus da mente.  De jeito nenhum.
 

Ensinando

Em seus ensinamentos, seja ensinando diante de um grupo, seja produzindo um vídeo ou escrevendo canções, seja apenas como ouvinte ou orientando familiares e amigos, todas essas coisas é ensinar. Não importa o que você faz, uma das coisas importantes que você vai encontrar nos outros é quando eles entram em suas análises e regras próprias, como eles estão tentando estruturar uma vida humana construída com palitos e cola. E você vai ser capaz de dar um passo atrás e sorrir, sabendo que esteve nisso, lutando com suas mãos e joelhos. Você vai ser capaz de sentar e saber, primeiro de tudo, que eles vão ficar bem.  Eles vão ficar bem. Na verdade é uma das coisas interessantes num livro que um de vocês vai escrever.  Eles apenas desejam saber que tudo vai ficar bem. Está tudo bem.
 
Há um grande medo de que algo apareça e os aniquile, de que tomem a direção errada, que tomem decisões erradas e terminem num inferno ou que terminem – mais que tudo – que se aniquilem, que deixem de existir. Mas do que você e eu sabemos, isso jamais vai acontecer.  Eles podem passar por algumas dificuldades e durezas, alguma luta. Ah, essa luta – e você a conhece bem – logo antes de você partir, o que chamamos um ponto de separação, isso significa uma mudança maior na consciência, nesse momento ainda há essa luta na consciência, e eles não estão tão certos de que estejam pronto pra partir.  É como explodir no espaço. Estarão realmente prontos pra deixar o chão?  Estarão realmente pronto pra acionar os motores e dar aquele salto?  E isso pode ser aterrorizante.  Mas você esteve lá.  Você sabe como funciona – e não é do jeito que a mente gostaria que funcionasse.  Raramente.  Não é à maneira como as velhas expectativas gostariam que acontecesse.  Você vê, as expectativas vêm da mente baseadas em eventos passados.
 
É tão freqüente aos humanos planejando e realizando seus objetivos, os quais vamos explorar mais tarde hoje, é tão freqüente eles terem expectativas. Expectativas da mente, do passado, e elas são tão limitadas.  É o que antes gerou em tantos de vocês uma grande ansiedade. Suas expectativas do que achavam que fosse acontecer, o que pensavam que seria espiritualmente. E tenho que dizer – vocês provavelmente devem dizer – espiritualidade não é nada, nada como suas velhas expectativas humanas, é?  Você pensou que cresceriam asas? Teriam um pequeno halo? Seriam capazes de ter uma visão a laser e olhar através das roupas das pessoas? (risadas) Eu disse que conheço seus segredos! (mais risadas)
 
O verdadeiro conhecimento espiritual é tão simples, é tão descomplicado. A verdadeira ciência espiritual não trata de engrandecer o humano.  É integrar o divino, o humano, tudo junto aqui nessa experiência em corpo humano na Terra.
 
Nós dissemos isso há muitos anos atrás, mas vamos repetir novamente agora.  Todos os anjos – todos os anjos – farão o caminho dessa Terra original ou de outras terras que estão nascendo nesse momento, e há muitas.  São cópias dessa Terra. Elas estão nascendo em outras dimensões. Levam todos os atributos desta Terra.  Esta Terra  foi, ainda é e sempre será  a original.  Todos os anjos passarão pela Terra para celebrar seu próprio Um, sua própria integração, seu próprio novo conhecimento.
 
Não acontece lá longe.  Não acontece em outros reinos.  Não acontece quando você deixa seu corpo físico e retorna ao outro lado.  Acontece neste lugar chamado Terra.  Todos os anjos passarão por aqui.
 
Dissemos antes a vocês que primeiro vem os humanos; depois vêm os anjos, que jamais estiveram em corpo físico; e depois vem o Espírito, Deus, o Lar – como quer que o chamem. A integração, o ponto de separação do Deus interior acontece, sim, bem aqui na Terra.
 

Hoje

Então que lindo dia para se estar vivo.  Não quero focalizar nos seus problemas.  É realmente um lindo dia para se estar vivo, ser capaz de sentir o sol ou ver as estrelas, como muitos estão fazendo nesse momento.  Um lindo dia – escute cuidadosamente, especialmente neste ambiente nessa montanha, bem na verdade em todo lugar – que maravilhoso dia para escutar e sentir a dança de Gaia, Terra, o espírito que tem alimentado e cuidado da carne humana desde o princípio de seu tempo aqui. A dança enquanto ela parte.
 
Ah, ela não está partindo de tristeza ou raiva.  Ela não está indo embora porque vocês acham que as ações humanas estão destruindo o planeta.  Ela está partindo porque sabe que é hora dos humanos se responsabilizarem por sua casa.
 
A casa é a Terra, e ela e sua entourage parte – vai levar um tempo, isso não acontece em uns poucos anos, pode levar centenas, ela e sua entourage estão aqui por um longo, longo tempo, você não esperaria que partissem como um raio – há uma dança, uma parada, uma celebração na transferência do bastão para os humanos.  Escute por um momento.
 
(pausa)
 
Há uma exultação. Que dia maravilhoso para ser um humano na Terra, um dia com tanta mudança na consciência. Às vezes, mesmo de nossa perspectiva, parece que levou tanto tempo para se chegar a este ponto.  Quantas vidas vocês viveram para chegar a este ponto?  Mas agora a mudança – a verdadeira mudança na consciência – está acontecendo. Vocês passaram por algumas outras mudanças em vidas passadas, mas nada comparável a esta.
 
Ah, mudança pode seguramente causar reviravolta em alguns velhos sistemas, causa algum medo do que vai acontecer em seguida. Mas vocês sabem e eu sei que vai levar a um bom resultado. Vai funcionar porque há aqueles com visão, como vocês. Cada um de vocês tem uma visão. A visão não é um objetivo. A visão não é forçada a outras pessoas.  A visão é um sonho. Um sonho pode se tornar a realidade.
 
É isso que está acontecendo agora mesmo por toda essa Terra.  Não é apenas para os humanos na Terra, isso afeta os anjos em todos os outros reinos. Afeta essa coisa que você chama Deus.  Deus está passando pela maior mudança de Sua vida por causa de vocês.
 
Vamos, por um momento, respirar profundamente e celebrar este dia de todos nós na Terra e em outras dimensões simultaneamente, celebrar as mudanças pelas quais vocês passam.
 
Sabem, algumas coisas pelas quais vocês passaram nesta vida na Terra, graças a deus - eu e Sam jamais passaremos!  Vocês ajudaram a pavimentar o caminho. Algumas dessas profundas e tenebrosas incertezas, alguns desses sentimentos e sensações de estar completamente sozinho, o resto dos anjos – anjos, eu mesmo como Sam – nós não vamos ter que passar por nada de tão difícil.
 

Shaumbras Que Partiram

Eu quero responder uma pergunta antes de continuarmos com esse Shoud, e a questão foi levantada por alguns Shaumbras brilhantes, muito inteligentes.  Por que tantos Shaumbras estão deixando a Terra agora?  Por que eles estão morrendo?  Eles são seres espirituais que detêm o poder de escolha. Por que estão morrendo justo agora? Será que não escolheram com a firmeza necessária?  Será que parte deles não ouviu suas escolhas?  Ou será que estão só se fazendo de bobos; é tudo uma questão de destino? Ah, queridos Shaumbras, vocês estão olhando para um copo meio vazio.
 
De fato, é impressionante que tantos de vocês ainda estejam aqui (risadas), pois esperávamos que fossem muito, muito menos.  Esperávamos que muitos de vocês tivessem partido dez anos atrás, cinco anos atrás. Estamos impressionados que os que partiram não tenha sido em maior número!  Sabem, tínhamos aqui um enorme espaço estabelecido como um centro de recepção para um monte de Shaumbras que estariam fazendo a passagem, e, basicamente este espaço está vazio.  Temos comida sendo desperdiçada (risadas), uma chateação. É como o enorme hall vazio do qual Linda e Cauldre falaram, e ninguém morre.  Esperávamos muito de vocês retornando porque fizeram um contrato para chegar até um certo ponto.  É isso. Ao longo do caminho aconteceram eventos significativos.  Alguns de você retornaram cerca de sete anos atrás. Lembram?  Quando sentiu uma pancadinha no ombro uma certa noite?  Dissemos, “Estamos prontos para recebê-lo. Não somos anjos da morte, estamos aqui apenas para escoltá-lo”.  E você disse, “Ainda não. Cheguei até aqui. Não ligo se a coisa endurecer”.
 
Há vários anos quando imaginavam o que supostamente deveriam estar fazendo na vida quando perderam suas casas, seus carros, seus empregos, parceiros e sua mente tudo ao mesmo tempo, (risadas) por que será que permaneceriam na Terra? Mas quando chegamos a você – ah, não era a Senhora Morte, a não ser que queira assim, são seres angélicos que estão por aí.  Quando chegamos a você, você disse, “Não, ainda não.  Eu cheguei até aqui.  Seria como ir ao cinema e sair dez minutos antes do fim do filme.  Quero ficar e ver o final”.
 
Assim que muitos, muitos Shaumbras ficaram mais do que jamais pensariam ficar.  É incrível.  É absolutamente impressionante. De fato alguns fizeram a passagem, mas muito poucos – muito poucos.  Os que passaram chegaram a um ponto em suas vidas onde, como um querido amigo e doutor de vocês diz, “É melhor trocar esse velho carro batido por um modelo novo com um motor da Nova Energia, um chassi liso e elegante, um carro esporte sexy, do que tentar fazer remendos no velho”. E realmente, às vezes, é isso mesmo.  Ah, algumas vezes vocês levaram seus corpos a sofrer muito abuso. Vocês construíram seus corpos nos tempos do carma. Vocês estão dirigindo um pequeno Carma Ghia!  (muitas risadas com a brincadeira de palavras de Tobias com o carro Carman Ghia da Volkswagen) E ainda dizem que anjos não têm senso de humor!
 
Você construiu esse corpo com os velhos acordos e velhas energias e o velho e encurvado carma ancestral, ficando com o mesmo formato biológico.  Você sabe, tem alguma coisa aqui – estou saindo pela tangente e Cauldre não está querendo que eu continue – uma coisa muito interessante.  Vocês têm essa coisa chamada incesto em sua natureza humana. O pressuposto é que você não tenha crianças com irmãos ou seus primos de 1º grau ou algo assim, porque isso causa certos desequilíbrios biológicos, de fato.
 
Mas assim que você fica no mesmo padrão cármico ancestral, em outras palavras, retorna a mesma família vezes sem conta, nascendo no mesmo grupo, o que você tende a fazer – isso causará – como dizer – menos do que você consideraria ser um lindo corpo humano.  Há um certo tipo de incesto ancestral.  Você quer um corpo bonito?  Na próxima vez pegue uma família diferente, se você for voltar! (risadas) Estou sendo muito sério.  Podemos seguir o rastro se você quiser – quimicamente, no nível do DNA – e você cai na armadilha desses corpos, mas você chega a este ponto do caminho e fica mais fácil trocar.
 
Você sabe, morrer na verdade é muito fácil. Alguns de vocês sentem medo, sentem um medo enorme. Você corre da morte.  É a coisa mais fácil que você já fez. Você morreu milhares de vezes, alguns de vocês.  Você faz a passagem – estou falando aqui de Shaumbras, não dos humanos em geral; alguns humanos estão muito traumatizados – você fez isso com tanta freqüência, que pode fazê-lo graciosamente.  Na verdade você se torna um ‘morteador’ profissional. (risadas) Você faz isso bem.  Então... (risadinha de Tobias)
 
Então, queridos Shuambras, há bem menos pessoal fazendo a passagem, e há alguns que possuem um amor tão grande por vocês que morrem.  Retornam ao nosso lado para que possam trabalhar com vocês.  Eles acham mais fácil ajudar a orientá-los desse lado do véu.  Eles o fazem a serviço.  Não sintam pena deles, não se sintam mal por eles. Eles voltam pra cá e continuam a trabalhar com vocês. Eles não correm para a Ponte das Flores.  Eles voltam para trabalhar com vocês.
 
Parte da humanidade deles diz, “Não, não quero morrer.”  Vocês conhecem muito poucos humanos que fazem essa escolha consciente.  Sua humanidade diz, “Eu não quero,” mas como falamos antes, há algo muito mais profundo, que encampa muito mais que os pensamentos da mente e as criações do mental.  É o desejo de seu coração.
 
Então você fica pensando, quem orienta? Quem dá as regras?  Você está nessa luta constante com sua alma, sua verdadeira essência sobre o que é certo pra você?  Sente-se e escute a si mesmo. Ao invés de ter essas barreiras entre você e seu verdadeiro e completo eu, sente-se e ouça.  O que há nesse desejo?  E nesse momento precioso onde a mente não tenta estruturar coisas e criar expectativas e objetivos, nesse momento o humano e a alma tornam-se um.
 
As escolhas não são feitas pelo medo; as escolhas são feitas da pura e grandiosa criação. As escolhas não são feitas só por causa do pequeno humano; as escolhas são feitas pelo todo do ser.  Quando as escolhas são feitas nesse nível aí as expectativas são liberadas; quando a energia criativa é permitida fluir, circular e expandir como essa fonte de que falamos, então você vai ver a manifestação de suas escolhas plenas e verdadeiras. Não apenas do pequeno humano, não apenas da mente limitada.  A escolha é uma coisa muito mais grandiosa do que sua mente jamais saberá.
 
A coisa boa é que vocês todos estão chegando lá.  Todos vocês estão agora no ponto além das pequenas escolhas, fazendo verdadeiras escolhas espirituais.  Que grande dia para se estar nessa Terra como um humano.  Que grande dia para se celebrar a vida bem aqui.
 
Vamos juntos respirar profundamente.  Esse Shoud será relativamente curto.  Incrível!
 

Ensinando Sobre a Vida na Terra

Em nosso recente encontro em Hamburgo com Kuthumi e Saint-Germain, falamos sobre esse lugar incrível que está sendo criado.  É impressionante. Agora, é claro, vocês sabem que temos a Nova Terra.  A Nova Terra é como a biblioteca da consciência humana, o repositório de toda a informação, sentimentos, sensações e experiências.  A Nova Terra é um lugar onde muitos de vocês estiveram para ajudar a ensinar os seres angélicos que jamais estiveram na Terra antes e que agora começam a entrar.
 
Então você vai lá e eu escuto suas histórias, suas palestras, se podem chamar assim.  São muitos de vocês dando aulas à noite para esses novos seres, os Cristais, os anjos que estão entrando na Terra pela primeira vez.  Adoro ouvir algumas de suas histórias, como você conta a eles o que é ser um humano. Se alguém sabe sobre isso, é você. Se há alguém que viveu vidas desde o princípio da Terra, esse alguém é você.  Se há alguém qualificado pra ensinar aos novos seres, é você.
 
Há muitas aulas acontecendo toda noite.  Vocês estão tentando ajudá-los a entender como é sair do corpo de luz, que não tem peso, não tem densidade como a conhecem – ele é livre – como é entrar no corpo humano. E vocês sabem, a despeito do que vocês e eu falamos às vezes, a despeito de algumas xingadas e lamentações que ouço de vocês sobre esse estar na Terra, é impressionante observar você se levantar em frente dos grupos, em frente das legiões de anjos que estão agora chegando a Terra e dizer, “Não há nada mais bonito do que sua alma indo para a Terra.  Não há nada mais bonito do que a experiência da densidade, a experiência de observar suas criações florescendo nesse lugar chamado Terra”.
 
É engraçado ouvir você a frente desses grupos falar sobre comer uma comida especial, tentando explicar isso para um anjo que jamais comeu.  Você explica através de palavras ou da mente, você explica através de seus sentimentos.  Explica como é fazer amor com outro humano.  E, mais uma vez, os seres angélicos, eles – você sabe – nós fundimos nosso corpos de luz e tudo isso, mas não é nada parecido com a experiência na Terra.
 
Ouvi-lo falar para esses novos seres que estão chegando sobre a sensação do sol em seu rosto.  Eles sequer podem fantasiar isso. Falar sobre andar na natureza, andar dentro da biologia na biologia.  Não há nada como isso.  Tenho que dar umas risadas às vezes quando você retrocede para o modo “eu sou apenas um pequeno humano”.  Quando ouço você falar à noite para essas turmas, é uma coisa impressionante.  É quando sua paixão é exposta.  É quando seu verdadeiro amor pela vida se mostra.
 
Então temos essa Nova Terra, e como Saint-Germain disse recentemente ao grupo, há muitas outras terras sendo criadas nesse momento.  Esse – o que vocês chamariam – experimento da Terra original provou ser um lugar tão energético para o desenvolvimento da alma, que há muitas outras terras sendo criadas agora.  Você poderia achar estranho diante dos problemas que essa Terra está passando, mas está realmente? Está realmente? Não será apenas uma mudança que esse mundo passa?  É suficiente uma elevação da consciência para que outros mundos com as mesmas características físicas sejam criados, talvez em outras dimensões, mas com as mesmas especificações. É um bocado de coisas a se pensar.
 
Alguns de vocês vêm recebendo um tipo de chamada ultimamente. Logo quando você pensava estar ascendendo e jamais retornar, você está agora recebendo uma chamada dessas novas terras, desses novos mundos. Eles também precisam de professores.  Eles também necessitam de vocês para introduzir a semente da alma, a semente da energia da força de vida.  Então eu sei que alguns de vocês vêm dando duro nisso ultimamente porque vocês estão ouvindo esse chamado.  Como poderiam vocês, enquanto pioneiros da consciência e da realidade, não ter um pedacinho de vocês querendo ir para alguns desses novos lugares?
 
Bem, não vou entrar nisso agora.  Mas o farei antes de partir.  Vou falar com vocês sobre algo que fiz, que é bem único – a habilidade de ascender e ainda continuar a criar-se vezes sem conta.  É muito mais complicado que parece, mas falaremos sobre isso. Agora, vamos voltar ao Shoud.
 

A Casa do Despertar

Então em nosso encontro em Hamburgo falamos sobre um novo lugar que está sendo construído, sendo construído nesse momento numa dimensão à distância de uma respiração.  De fato numa dimensão tão próxima a Terra, tão próxima que se chegasse mais perto, seria material. Seria física, como o que vocês têm aqui.
 
Há tantos humanos despertando agora, precisando de um lugar, um lugar seguro, um centro como poderiam chamar.  Nós tendemos a chamá-lo – sempre que há uma configuração de energia para um propósito específico, nós a chamamos Casa. Agora, vocês chamam a coisa onde vivem de casa, mas nos reinos angélicos nós chamamos toda congruência de energia e consciência de Casa.  Você tem a Casa de Sananda, por exemplo.  A Casa de Miguel. Elas são um tipo de centro espiritual ou local de reunião.  Há muitas, muitas, muitas por todas as dimensões, mas agora vocês estão criando uma Casa – uma Casa do Despertar – tão próxima a Terra, mas ainda não totalmente apresentada no físico.
 
Vocês a estão construindo, mas não para si mesmos. Vocês verdadeiramente foram além disso.  Verdadeiramente.  Vocês a constroem para os que estão despertando. E pelo mundo todo há milhões e milhões e milhões passando pelo despertar.
 
Falamos disso antes.  Eles precisam de um lugar que seja muito associado com as energias da Terra. Por quê? Porque quando eles saem para outras esferas durante seu sono, durante seus sonhos eles têm dificuldade em trazer qualquer dessa energia de volta pra Terra. Quando saem à noite, eles vagueiam em outras esferas e depois esquecem quando retornam.  Você sabe como é.  Vocês melhoram bastante em trazer a essência de volta com vocês.  Eu sei que você reclama de seu sono ser interrompido, mas parte da razão é porque você está trazendo de volta pacotes dessa essência do quadro maior das coisas.
 
Então vocês, Shaumbra, nos últimos anos, vêm trabalhando junto com outros seres físicos e não físicos, na criação dessa casa do despertar.  É um lugar para onde, em breve, humanos de todo o mundo serão capazes de ir.  Tão perto da construção energética da Terra, tão perto que mesmo quando eles estiverem em seu estado totalmente consciente como um humano na Terra, eles podem trazer de volta essa informação, esse tipo de cura, essa integração.
 
Nós estivemos trabalhando nela com vocês por algum tempo, e hoje gostaríamos de levá-los lá como um grupo.  Kuthumi vai trazer seu ônibus. (risadas) A propósito, ele levou o pessoal em Hamburgo numa tour para Arturus. Quarenta anos luz de distância, mas ele tem um ônibus muito rápido, então essa viagem não vai ser longa de maneira nenhuma.  E dizemos isso de brincadeira e metaforicamente, mas estamos convidando-os a expandir sua consciência com a gente hoje, gostaríamos de levá-los a uma grande pré-abertura da casa do despertar.  Sua energia está nela e é uma parte dela.
 
E antes de partirmos, gostaria de comentar algumas coisas.  Esse é um lugar construído com a imaginação e a consciência. É um lugar construído com desejo e amor.  É um lugar onde todos vocês disseram, “Através das experiências eu passei pela Terra nesta minha vida, eu quero que outros se beneficiem com isso”.  Vocês acrescentaram suas energias à construção e ao desenho e a operação energética desse lugar.  Vocês são parte dele.
 
Vocês disseram que queriam que outros humanos tivessem um despertar mais suave,  que experimentassem sua auto-descoberta do Eu Sou sem passar por becos sem saída, ruas tenebrosas, demônios e monstros. Assim que vocês ajudaram a criar esse lugar. Vocês disseram que não queriam que os que despertam passassem por traumas físicos que alguns de vocês passaram, especialmente por traumas mentais, e então ajudaram a criar esse lugar.
 
Ela abrirá oficialmente em exatamente um ano após o Salto Quântico.  Será aberta em 19 de Setembro.  Agora mesmo o final... Agora, isso é muito real, Shaumbras, e vocês de vez em quando têm uma grande dificuldade em separar o que chamam de real da imaginação.  Mas os dois são a mesma coisa. Apenas têm qualidades diferentes se se está aqui na Terra física versus a não-física. Mas é muito, muito real.
 
Agora, como eu disse vai ser aberta oficialmente em 19 de Setembro e acontece no mesmo dia em que seu site na web abrirá.  Agora temos que falar à nossa querida amiga Michelle MacHale, você tem trabalhado nesse projeto, nesse novo site. Você acha que tudo se trata de informação, programação e essas outras coisas?  Você acha  que é apenas o que você vê na tela diante de você?  De jeito nenhum.  Você tentou deixar tudo pronto para introduzir hoje, para estar on line.  A data não funcionou.  É pra 19 de Setembro.
 
Então você vê, não é só um site, é um portal para a nova Casa do Despertar.  A energia Shaumbra será proeminente aí e quando qualquer um de vocês entrar nesse novo site Shaumbra, ah você vai ver coisas na tela.  Vai ver diferentes áreas, mas verdadeiramente é um portal para a Casa do Despertar.
 
Então vamos respirar profundamente. E entrar no ônibus de Kuthumi...
 
(pausa)
 
...E vamos nos permitir expandir nossa energia nesse lugar.
 
Alguns de vocês estão perguntando enquanto começamos a partir, “E o Centro de Serviço Shaumbra”?  Continua aí, mas é pra vocês.  É pra vocês.  Essa Casa do Despertar é para todos os humanos que escolherem passar por esse processo, que estão passando agora pela integração da consciência.
 
Ao chegarmos... Usem sua imaginação. Liberem. Não se sintam tolos ao usar a imaginação.  É uma das mais importantes ferramentas que vocês têm.
 
Ao chegarmos a essa Casa do Conhecimento e do Despertar, você começa a lutar para ver como se parece, e um dos atributos da nova consciência, como sabem, é que a Casa está sempre em transformação.  Para alguns de você parece com a Cidade Esmeralda. Para outros parece uma linda mansão num lago, porque ela é.  Alguns não tem nenhuma idéia e isso é apropriado.
 
Se você não está tendo uma imagem de como se parece essa Casa do Despertar, do lado de fora, vá para um nível diferente.  Parta para um jeito diferente de interpretar as sensações e sentimentos.  Você não tem que vê-la.  Apenas permita-se senti-la. Não tente decidir o tamanho das árvores, a altura das paredes.  Apenas sinta.  Talvez essa seja uma ferramenta ainda mais potente do que ser capaz de visualizar.
 
Como estamos para entrar aqui, vou pedir que vocês tirem seus sapatos.  Estou pedindo que tirem seus sapatos! (Os presentes tiram os sapatos.)
 
Então, por que eu peço agora que tirem seus sapatos? (Linda diz, “pra ver se tiram”, Tobias ri) E mesmo aqueles de vocês que estão vendo on line ou ouvindo, vocês só terão permissão para entrar se tirarem seus sapatos. É simbólico. É simbólico, porque você vê, os sapatos que estão nos seus pés, levou-os por caminhos. Eles contêm energia e a poeira de seu passado. E quando você entrar na Casa do Despertar, você vai pedir a seus alunos – ah, vocês vão trazê-los pra cá – vocês vão pedir a eles que tirem os sapatos como um gesto simbólico de liberar o passado, liberar o caminho pelo qual andaram.  Não é que nos preocupemos de sujar a Casa do Despertar.  Trata-se de começar de um jeito novo.
 
E enquanto entram na Casa do Despertar, pedimos que respirem profundamente. Respirem profundamente, não apenas para convidar a essência a esta casa dimensional que vocês ajudaram a construir, mas para permitir a energia fluir.  E vocês vão pedir a seus alunos que respirem profundamente porque muitos vão estar num estado de choque e ansiedade, sentindo um potencial de perda de vida quando entrarem. Esse será um lugar que você, como professor, orientador e curandeiro, que você pode usar a qualquer momento porque você ajudou a construí-lo.
 
Então quando você pede  que respirem profundamente é para ajudar a por a energia em movimento novamente.  É pra ajudar a acalmar a ansiedade e, às vezes, o pânico que estão sentindo, traga-os de volta ao momento Agora.
 
O próximo passo, entrando na Casa do Despertar, o próximo passo é beber água.  Há água em abundância.  Você nem precisa aqui de um copo. Apenas beba água, porque a  água, como falamos antes, é um milagre.  A água, como você a conhece – você pensa que é apenas essa substância clara, normalmente clara que você põe num copo e bebe – mas há muito mais na água.  Ela contém Nova Energia.  Ela contém a energia da essência. E quando você a bebe, você está se enchendo de conhecimento, como falamos no início do Shoud, sua própria fonte.  Você está enchendo-a com a energia da força de vida. Então é um gesto simbólico.  Assim, imagine-se bebendo água.
 
Agora vamos aqui dar uma olhada nessa Casa do Despertar porque muitos, muito humanos virão pra cá.  Muitos de vocês vão ensinar aqui.  Muitos de vocês trarão clientes numa base individual.  Ela foi desenhada e construída com todas as energias apropriadas  em sua iluminação porque na iluminação e na cor há características muito importantes.
 
Ela foi criada muito especificamente com sons. Agora, não temos sistema de som aqui ou eletrônicos. Não precisamos deles.  Mas há som emanando das paredes e dos cômodos. Quando trouxer seus clientes aqui, humanos que você está ajudando a orientar e ensinar, os sons que eles ouvirão e sentirão vão ser únicos para eles – específicos. Eles estarão num tipo de ressonância que provê um espaço seguro.  Som e respiração são as duas qualidades mais importantes para prover espaço seguro.
 
O que você ouve ou o que você sente vai ser uma coisa única pra você, então não espere que eles ouçam ou sintam a mesma ressonância. Ela será única para eles.  Mas será estabelecida para ajudá-los a trazê-los ao equilíbrio.
 
Enquanto vocês olham a Casa do Despertar ela pode estar mudando, como de fato está para muitos de vocês – tamanho, cores, o desenho dos quartos, talvez não tenha quartos.  Não tente determinar mentalmente como ela seria.  Permita-se fluir com ela.  Ela foi construída por você com algumas energias brilhantes.
Então quando trouxer seus clientes pra cá, seja numa jornada da imaginação como estamos fazendo agora, seja fazendo isso no nível alma-a-alma, quando vier com eles prepare um espaço seguro. Isso permitirá uma oportunidade para cura, transformação e descoberta.
 
Você é o guia deles aqui.  Você vai ajudá-los a entender que aqui no espaço seguro eles podem ser.  Eles podem liberar. Eles não têm que se preocupar em ser atacados.  Não têm que se preocupar com alguém roubando sua energia.  Eles não têm que se preocupar em seguir o velho caminho que seguiam. Aqui é aonde eles verdadeiramente vêm para descobrir que toda energia busca – e encontra – resolução.
 
É um processo natural.  Não é um processo que você force com a mente.  Não é um processo que você force pela vontade.  Toda energia busca resolução e a encontra.  Se um humano está num espaço seguro e respira profundamente, libera a luta, libera o controle e a expectativa; se ele cai em si, se rendendo a quem realmente é, não a algum Deus externo – querido Deus que causou tantos problemas no passado. Render-se a um Deus externo causa uma colisão energética, dá um colapso em seu sistema completo, biologia, mente, espírito e gnost – ou eles travam, ou sofrem uma grande colisão.  Quando você se rende a algo que você sequer conhece ou entende, você se rende basicamente a nada, entrando num tipo de fusão.  Seu sistema vai começar a pensar que diabos tá dando de errado.
 
Mas quando você se rende para si, para seu Deus, para seu interior e permite o processo natural acontecer, o corpo começa a curar-se. Nós falamos na Tecnologia Standard, ela se cura.  A mente se aquieta, e ao se aquietar, ela começa a voltar ao equilíbrio.  O espírito sente-se bem-vindo e começa a fazer suas conexões e a integração com seu aspecto humano. E tudo pode acontecer nesse espaço seguro.
 
Nesse espaço seguro, uma vez que você ou seu cliente entre nessa Casa do Despertar, não há métodos.  Não há terapias.  Não há sininhos, óleos, cristais.  Não são trazidas nenhuma dessas distrações.  São apenas eles.  Eles liberam primeiro e antes de tudo – você vai ver isso - você sequer tem que dizer a eles, eles vão perceber – a primeira coisa que eles deixam ir na Casa do Despertar é o tempo. Tempo.
 

Tempo

Tempo é um dos mais rígidos sistemas de crença.  O tempo criar um caminho linear que depois fazem os humanos se sentirem presos.  Quando um humano está profundamente envolvido no tempo, ele se sente numa prisão, numa armadilha.  Acreditando ou não em encarnação, eles acreditam no passado. E quando um humano acredita no passado, acredita que ele vai continuar no futuro.
 
Então quando levar seu cliente, ou alguém com quem esteja trabalhando, orientando para a Casa do Despertar, de repente eles vão começar a ter estranhas sensações. Eles vão mencionar algo pra você – “O tempo parece tão confuso em minha vida agora. Eu era tão bom nessa coisa do tempo, e agora não estou nada bom”.  Lembra quando você passou por isso? Lembre quando algo dentro de você disse no verdadeiro processo de despertar para liberar o conceito de tempo.  É uma das primeiras coisas a liberar.
 
O passado é nada além de experiência e ainda assim com o sistema de crença no tempo, ele se torna também o futuro.  Lembre-se quando eu lhe disse que o futuro é o passado curado.
 
Quando seu cliente, amigos, os que você está orientando começarem a liberar o tempo, eles também começam a entender que o futuro não é destino. A maioria dos humanos hoje acredita que o futuro é predestinado e tem pouco a dizer sobre isso.  Eles acreditam – mesmo os que vocês chamam de seres iluminados, alguns dos grandes filósofos e escritores de sua época – acreditam que o futuro já foi semi-criado. Eles acreditam que há um caminho que já está criado para eles, ou talvez que eles já tenham criado, mas não é assim.  Na Casa do Despertar vão começar a entender que o futuro nada mais é que potencial e os potenciais são coisas que eles estão imaginando.
 
Então frequentemente o humano está com medo do futuro porque ele foi criado a partir do passado.  Eles sentem medo dos potenciais porque os que mais os atraem são os mais dramáticos, os mais duros.  Se eles estão num espaço de medo e drama, se estão num espaço de incerteza sobre si mesmos é esse o futuro potencial para o qual serão atraídos. Eles não vão ver os outros grandes potenciais disponíveis pra eles.
 
O futuro está completamente aberto. Mas dificilmente parece assim quando se esteve seguindo um caminho cármico linear. Assim como para você, o amanhã pode dar uma súbita mudança de direção.  O amanhã pode abrir-se para revelar uma grande consciência nova para si mesmo – se assim você escolhe.
 
Então seus clientes começarão a liberar sua crença no tempo, e esse é o primeiro passo.
 
Vamos passar alguns dos outros atributos da Casa do Despertar quando eu fizer meu workshop em Atenas, Grécia.  Por uma razão especial quero fazer esse workshop em Atenas. A informação será partilhada com os Shaumbras, é claro.  Essa Casa do Despertar está disponível a todos, a todos vocês. Você pode ir lá por conta própria. Não precisa só levar seus clientes, as pessoas que você está orientando. Você pode ir só. Você ajudou a construí-la.
 
Você diz,  “Tobias, o quanto ela é real? É apenas outra história? É uma metáfora?” Vou lhe dizer o quanto é real.  Entre hoje e nosso próximo Shoud alguma coisa vai acontecer e você se torna muito ciente de que tem a ver com a construção porque você ajudou a construir esse lugar. Ela vai ser aberta em uma ou duas semanas.  Será aberta junto com o novo site na web, o novo portal para a Casa do Despertar. Alguma coisa vai acontecer em sua vida – oh, você está criando isso, não estamos fazendo isso chegar a você – mas algo vai fazer você rir e dizer, “Ah, era isso que Tobias estava falando”. Você vai manifestar um exemplo físico que tem a ver com construção ou com edificação.
Alguns de vocês vão ficar de pneu vazio ao passar por um prego, e vão xingar. Mas quando der uma olhada e virem o prego, quero que dêem uma boa risada.  É um jeito de você dizer a si mesmo – e não vamos estar fazendo isso, você é que está transmitindo esse lembrete para si mesmo – de que a Casa é real. É tão real quanto a realidade em que você se encontra agora.
 
Você pode acidentalmente dar uma batida num caminhão e quando der uma olhada e ver  o tipo de caminhão, vai ser um caminhão de construtora. Nenhum dano severo, é claro, apenas uma pancadinha, um lembrete.
 
Você pode deixar uma ferramenta cair no seu pé, (risadas) e enquanto estiver xingando, pulando pra cima e pra baixo, segurando o pé, você vai ter que dar uma boa risada. “Agora eu sei que é real.”
 
Você vai se dar esse presente.  Você trabalhou nisso por um longo tempo.  Você tinha o costume de sempre pedir a Deus para lhe dar um sinal.  Eu sei quantas vezes fez isso.  É uma coisa terrível que os humanos fazem quando não conhecem um Deus e ainda assim estão rezando e pedindo um sinal, e Deus está bem aí, e você vai lá fora e aí ele não aparece e necas de sinal.  Então vocês aprendem a desconfiar de Deus.  Quando você aprende a desconfiar de Deus, você realmente aprende a desconfiar de si mesmo.
 
Mas agora você vai dar a si mesmo um sinal e ele virá do nada, entrando em sua realidade e você vai dizer, “Essa Casa do Despertar que ajudei a construir para outros humanos, aonde posso ir como um orientador, como um facilitador, como um professor, ela é real.”  Ela é real. Mal posso esperar para ouvir suas histórias. Adoraria que vocês as partilhassem.
 
Então essa é a essência de nossa conversa hoje.  Hoje foi sobre novas criações – música e filmes, todo tipo de coisa que os Shaumbras estão para mostrar.  Mas todos vocês têm estado envolvidos na Casa do Despertar.
 
E você diz, “quando, quando ela se manifestará na Terra?  Por que ela tem que estar em outra dimensão?”  Ah, Shaumbra, você está um passo a frente do jogo.  Tudo isso chega em breve.
 
Então vamos respirar profundamente sentindo a essência desse lindo lugar para onde virão os humanos em processo de despertar, lugar para onde você vai continuando a ensinar e a facilitar. Vamos celebrar a abertura dessa Casa – a Casa do Despertar – muito em breve.  Estamos dando os toques finais nela e em breve você terá total acesso.
 
Respire profundamente.
 
(pausa)
 
...E retorne ao seu momento presente.  Não há nada como o presente. Os outros humanos que passam pelo despertar, quando aprenderem a liberar a crença no tempo e a ilusão do tempo, vão perceber como é precioso o momento presente, porque é nesse momento em que você existe, é nesse momento que você cria seus potenciais, e é nesse momento que você integra todas as suas experiências do passado.
 
E assim é.

Tradução para o Português:Sonia Gentil    soniagentil@uol.com.br

Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.

O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.

Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.
 
As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.

O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.

Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.

Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/

 © Copyright 2008 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.